Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde

80.946 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
10 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
80.946
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
624
Comentários
1
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde

  1. 1. “O projeto da escola depende, sobretudo, daousadia dos seus agentes, da ousadia de cadaescola em assumir-se como tal, partindo da caraque tem, com seu cotidiano e o seu tempo-espaço,isto é, o contexto histórico em que ela se insere.Projetar significa lançar-se para frente, antever umfuturo diferente do presente. Projeto pressupõeuma ação intencionada com um sentido definido,explicito sobre o que se quer inovar”.
  2. 2. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. 1. INTRODUÇÃO Em se tratando de educar para saúde, há de se buscar uma práticaparticipativa de modo que as orientações para os alunos sejam coerentes com aidade e série. A presença do educador com uma nova visão se torna imprescindível efundamental, pois é, preciso que "saber" seja extensivo a todos, é preciso facilitarpara que o aluno se aproprie do conhecimento científico a respeito do próprio corpo,sobre as condições de vida da população e sobre sua importância de colocar emprática certos hábitos que contribuirão decisivamente no cuidado com o corpo e como meio ambiente. Quando o aluno percebe que estes hábitos o ajudam viver melhor, semdúvida alguma ele estará motivado a colocá-los em prática com regularidade. Isso faz com que o educador seja o mediador entre aluno e família,renovando e incentivando o interesse em se praticar corretamente os hábitos parauma saúde de qualidade. Muitas vezes, nós, educadores, percebemos certo desconforto em nossosalunos, provocando até mesmo um baixo índice de rendimento escolar. É nestemomento que devemos esclarecer e estimular os alunos, propondo uma tomada deconsciência no que diz à saúde, à limpeza corporal, à postura, ao meio ambiente,etc. Ser saudável é também estabelecer bons hábitos e compreender que o nossocorpo merece um carinho especial e que esse tratamento nos traz benefícios. 2
  3. 3. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. 2. APRESENTAÇÃO O presente projeto implantado na Escola Municipal Roberto Santos (EMRS) ecom o apoio da Prefeitura Municipal de Nova Itarana e da Secretaria Municipal deEducação do Município, apresenta uma proposta enriquecedora, planejada einterdisciplinar que deverá ser trabalhada no ano de 2009, buscando a integração daEscola e Família, no sentido da conscientização de hábitos saudáveis. 3
  4. 4. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. 3. JUSTIFICATIVA O Projeto "Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde" é uma propostaque possibilita e garante uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes ehábitos de vida. Ao educar para a saúde e para a higiene, de forma contextualizada esistemática, toda a equipe contribui de forma decisiva na formação de cidadãoscapazes de atuar em favor da melhoria dos níveis de saúde pessoal e dacoletividade. Tratar de higiene e saúde tem sido um desafio para a educação, no que serefere à possibilidade de garantir uma aprendizagem efetiva e transformadora deatitudes e hábitos. As experiências mostram que transmitir informações a respeito dofuncionamento do corpo e descrição das características das doenças, bem como umelenco de hábitos de higiene e conservação do meio ambiente, não é suficiente paraque os alunos desenvolvam atitudes de vida saudável. É preciso educar para a saúde, levando em conta todos os aspectosenvolvidos na formação de hábitos e atitudes que acontecem no dia-a-dia da escola. 4
  5. 5. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. 4. OBJETIVO GERAL O objetivo principal do Projeto "Escola e Comunidade de Mãos Dadas com aSaúde" é conscientizar os alunos para o direito à saúde, sensibilizá-los para a buscapermanente da compreensão de seus determinantes e capacitá-los para a utilizaçãode medidas práticas de promoção, proteção e recuperação da saúde. 5
  6. 6. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Refletir sobre os vários pontos de vistas existentes em seu meio escolar e familiar; Proporcionar por meio de atividades interativas a melhoria do ambiente escolar; Estimular os alunos a serem multiplicadores dos conhecimentos sobre o meio ambiente em sua comunidade; Zelar pelos direitos próprios, alheios a um ambiente cuidado, limpo e saudável na escola, em casa e na comunidade; Proporcionar aos alunos ferramentas de educação ambiental que venham a contribuir no processo de ensino-aprendizagem; Levar o aluno ao conhecimento e valorização do próprio corpo, assim como adoção de hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da qualidade de vida agindo com responsabilidade em relação a sua saúde e a saúde coletiva; Levar o aluno a perceber a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene e saúde; Identificar doenças causadas pela falta de higiene na comunidade; Discutir as formas de higiene corporal, bucal, coletiva e ambiental; Estimular para a prática correta de tomar banho, cortar as unha e cabelos; Adotar hábitos de autocuidado, respeitando as possibilidades e limites do próprio corpo; 6
  7. 7. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. 6. DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA 6.1. METODOLOGIA Busca-se com o projeto “Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde” aincorporação dos temas transversais de modo a facilitar a compreensão darealidade, objetivando desenvolver no aluno a visão crítica de um estilo de vidasaudável. Os maus hábitos alimentares, o excesso de consumo de drogas lícitas e ilícitas, ocrescimento desordenado das cidades com o lixo espalhado poluindo o ar, a água, osolo, a extinção de animais e plantas são alguns problemas de ordem humana eambiental que prejudicam a saúde e preocupam todos os cidadãos. Cabe a escolaprovocar a discussão dessa temática com os alunos e a comunidade local,valorizando e entendendo melhores formas de se relacionar com a naturezabuscando um olhar não apenas para os problemas, mas para suas soluções. A metodologia do projeto “Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde”será baseada numa proposta interdisciplinar fundamentada em pesquisas econhecimentos empíricos, painéis, reflexões, leituras, construção de livros,plantação de horta, coleta de lixo, palestras, produções textuais e artísticasrelacionadas ao tema central. Pretende-se com a culminância do projeto realizar-se uma grande mobilizaçãoenvolvendo toda a comunidade em várias atividades e com a finalidade deconscientizá-los sobre a questão ambiental. Campanhas educativas utilizando os meios de comunicação como rádio, carro desom, folder, cartazes, a fim de informar e incentivar a população sobre aproblemática ambiental serão realizadas durante a execução do projeto. Vale lembrar que, o projeto será mediado pelos educadores desteEstabelecimento de Ensino (EMRS) e que nós, educadores, somos o exemplo vivopara os alunos, portanto, assim como orientá-los, devemos também praticar bonshábitos em prol da saúde coletiva e pessoal. 7
  8. 8. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.INFORMAÇÕES E SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA A HIGIENE CORPORAL, MENTAL E AMBIENTAL. HIGIENE CORPORAL 1. BANHO: A pele tem milhões de glândulas especiais que produzem suor, e outras que produzem uma substância parecida com o sebo. A falta de banho provoca o acúmulo gradativo dessas substâncias, que se somam às sujeiras exteriores (poeiras, terra, areia, etc.). A consequência é o aparecimento de assaduras, além do odor (mau cheiro) desagradável, e o risco de aparecimento de piolhos e sarna. Frisar a importância do banho diário em países de clima quente, como no nosso e destacar o banho de chuveiro, que é mais higiênico. De acordo com as necessidades locais, ensinar a fazer um chuveiro de lata. SUGESTÕES: Realizar na sala de aula a "Feira do banho", trazendo todos os objetos envolvidos na higiene corporal. Montar um pequeno balcão com o material de banho e esta exposição poderá ser usada toda vez que o assunto permitir. 2. UNHAS: Cortar as unhas e mantê-las sempre limpas são medidas importantes para prevenir certas doenças. Quando a pessoa coloca a mão na boca, a sujeira armazenada debaixo das unhas pode dar origem a verminose e outras doenças intestinais.SUGESTÕES: 8
  9. 9. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. Valorizar os aspectos estéticos relacionados à beleza das unhas e procurar eliminar o hábito de roer unhas. 3. VESTUÁRIO: O corpo humano regula, automaticamente, sua temperatura quando exposto ao frio ou calor. Entretanto, quando há exposição aos excessos de temperatura, podem surgir alterações no organismo. Mostre que o vestuário é importante na manutenção da temperatura corporal.SUGESTÕES: Utilizar cartazes ou murais para mostrar hábitos de vestuários do Brasil e de outros países, sob as mais diferentes condições climáticas. Mostrar a importância do sol na higiene da roupa. Destacar a necessidade de se usar roupas sempre limpas, e de ter um lugar para guardar roupas sujas. Mostrar a necessidade de andar calçado. Se os pés não estiverem protegidos, correm o risco de sofrer muitas agressões ou machucados, por pregos, espinhos, pedras, etc. Além disso, os pés descalços são portas abertas às verminoses (amarelão, lombriga, solitária) e outras doenças, como o tétano. 4. DENTES: Existe uma íntima relação entre dentes bem cuidados e boa saúde. A pessoa com dentes estragados não mastiga direito; a qualquer momento pode sofrer violentas dores; e existe sempre o perigo de doenças muito sérias, como reumatismo infeccioso, que pode ter nos dentes podres a sua origem.SUGESTÕES: Mostrar ao aluno que a cárie é o resultado da ação dos micróbios sobre restos de alimentos retidos entre os dentes. Portanto, a limpeza correta dos dentes impede a formação das cáries. É importante mostrar aos 9
  10. 10. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. alunos que os dentes de leite devem ser cuidados da mesma forma que os dentes permanentes. Essa importância decorre não só da necessidade de se criar bons hábitos higiênicos, mas também do fato de que o dente de leite estragado pode afetar o organismo, inclusive prejudicando os novos dentes que virão. Destacar os fatores estéticos e emocionais relacionados com os bons dentes: a beleza de um sorriso; ou o mal-estar e o mau hálito mau hálito causado por dentes estragados. 5. CABELOS: Devem ser cortados habitualmente e lavados com xampu ou sabão diariamente.SUGESTÕES: Destacar os fatores estéticos relacionados com cabelos limpos, cheirosos e bem cortados. Mostrar os riscos de cabelos grandes e sujos, que facilitam a proliferação de piolhos. PROJETO ANEXO: PROJETO I OLIMPÍADA DA PRIMAVERA ESCOLA MUNICIPAL ROBERTO SANTOS.JUSTIFICATIVA Sabendo-se que a Primavera é uma estação onde o clima é favorável paraprática de esportes, principalmente em lugares onde o local da prática – quadra –não é coberta, é que os professores resolvem, juntamente com a direção,funcionários e comunidade, então promove a I Olimpíadas da Primavera com osalunos do ginásio (5ª a 8ª séries e EJA) da Escola Municipal Roberto Santos, ondeirá se proporcionar aos alunos momentos de alegrias, interação, respeito, 10
  11. 11. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.decepções, enfim vários itens que resultarão em dias de diversão, conhecimento eresponsabilidades.OBJETIVOS: Promover a interação entre alunos, professores e funcionários da escola; Aprimorar o trabalho coletivo; Despertar o gosto pelo esporte; Realizar práticas coletivas e individuais; Estabelecer regras e relações de respeito mútuo entre os envolvidos.METODOLOGIA Apresentar o projeto aos envolvidos; Dividir tarefas; Inscrições; Prática de esportes de acordo com as modalidades.RECURSOS Medalhas; Troféus; Apitos; Cartões; Bandeirinhas; Humanos; Súmula; Fichas de inscrições; Bastões; Redes de futebol de campo e quadra; Bolas de futebol de campo e handebol; Padrões completos para futebol de campo; Kit primeiros socorros. 11
  12. 12. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.MODALIDADES (MASCULINO E FEMININO) Futebol de campo; Maratonas (2 Km)e(4Km); Revezamentos 4 X 100; Corridas de 100 e 200 metros; Handebol; Dama; Dominó.DURAÇÃO: De 14 DE SETEMBRO A 30 DE OUTUBRO.SUGESTOES DE TEMAS A SEREM DESENVOLVIDOS EM SALA DE AULAPORTUGUÊS: Textos sobre o esporte e a Primavera. Poesias, músicas e produções de textos relacionados ao tema.MATEMÁTICA: Dados estatísticos sobre o esporte no Brasil e no município.HISTÓRIA: Histórico sobre as modalidades do esporte. Pessoas que fazem e fizeram historia no mundo, Brasil e no município.GEGORAFIA: Países, estados e municípios que tem se destacado no esporte.REGULAMENTO EM ANEXO 12
  13. 13. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.INSCRIÇÕES: 14 e 15 de setembroMODELO DE FICHA DE INSCRIÇÃO. I OLIMPÍADA DE PRIMAVERA DA ESCOLA MUNICIPAL ROBERTO SANTOS.NOME DO ALUNO _______________________________________________________SEXO: ( ) MASCULINO ( ) FEMININOMODALIDADES:FUTEBOL ( )HANDEBOL ( )REVEZAMENTO 4X100 ( )CORRIDA 100 M ( )MARATONA MASCULINA 4 KM ( )MARATONA FEMININA 2 KM ( )DAMA ( )DOMINÓ ( ) HIGIENE MENTAL Quando pensamos melhor, agimos melhor e gozamos de mais saúde e,portanto, somos mais felizes. Até os nossos sentidos atuam melhor. A medicinamoderna descobriu que a memória se aguça sobremaneira e a tensão mental sedesfaz quando acalentamos pensamentos agradáveis. Nosso estômago, fígado, 13
  14. 14. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.coração e todos os nossos órgãos internos funcionam melhor quando estamosalegres. Pesquisas recentes demonstram que, de modo geral, o homem de negóciosfeliz e prazenteiro, inclinado a ver “o lado bom das coisas” tem mais sucesso que opessimista. Há pessoas que não se preocupam com o modo de pensar e por isso sofremmuito. Grande é a responsabilidade por nossos pensamentos a respeito de nossossemelhantes e de nós mesmos. A vida decorre linda, feliz e venturosa quando cultivamos pensamentoselevados e positivos. Se observarmos atentamente, veremos que na maioria das vezes, umpensamento negativo e inseguro foge sempre ao nosso controle, formando umaincontrolável onda mental sempre crescente. Você já reparou como se sente infeliz e deprimido quando se deixa envolverpor maus pensamentos? E já observou também que os detalhes o aborrece,deixando-o pior e mais agitado? Quando estes maus pensamentos surgirem presteatenção no que está acontecendo em sua mente antes que comece a formar umaonda negativa. Quanto mais rápido você se perceber construindo a bola de nevemental, mais fácil será interrompê-la. É necessário, portanto, que pela energia de nossa vontade controlemoshabitualmente nossos pensamentos, tornando nossa mente um reservatório deenergias superiores. Cortemos o mal pela raiz e digamos para nós mesmos: Para! E logo após, substituamos o mau pensamento por um mais feliz e agradável. Ahigiene mental é a fonte da saúde, da paz e do bem-estar.SUGESTÕES: Ler bons livros; 14
  15. 15. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. Assistir bons filmes; Passear; Ouvir boas músicas; Conversar com pessoas mais velhas; Brincadeiras. HIGIENE AMBIENTALMEIO AMBIENTE ABIÓTICO: O meio ambiente abiótico inclui fatores como solo, água, atmosfera e radiação. Éconstituído de muitas forças que se influenciam entre si e influenciam a comunidadede seres vivos que os cercam. Por exemplo, a corrente de um rio pode influir naforma das pedras que fazem ao longo do fundo do rio. Mas a temperatura, limpidezda água e sua composição química também podem influenciar toda sorte de plantase animais e sua maneira de viver. Um importante grupo de fatores ambientaisabióticos constitui o que se chama de clima.SUA INFLUÊNCIA: Os seres vivos e os destituídos de vida são influenciados pela chuva, geada,neve, temperatura quente ou fria, evaporação da água, umidade (quantidade devapor de água no ar), vento e muitas outras condições do tempo. Muitas plantas eanimais morrem a cada ano por causa das condições do tempo. Os seres humanosconstroem casas e usam roupas para proteger-se dos climas ásperos. Estudam otempo para aprender a controlá-lo. Outros fatores abióticos abrangem a quantidadede espaço e de certos nutrientes (substâncias nutritivas) de que pode dispor umorganismo. Todos os organismos precisam de certa quantidade de espaço em que possamviver e levar avante as relações comunitárias. Também precisam de certa 15
  16. 16. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.quantidade de nutrientes desprovidos de vida, como por exemplo, o fósforo, paramanter atividades corporais como a circulação e a digestão.MEIO AMBIENTE BIÓTICO: Todo ser vivo se encontra em um meio que lhe condiciona a evolução deacordo com o seu patrimônio genético. A reação (evolução) leva à individualizaçãodos seres e a sua adaptação ao modo de vida. Quando o meio muda, o organismoreage através de uma nova adaptação (dentro da faixa permitida pelo patrimôniohereditário) que, segundo Lamarck, seria sempre eficaz. A locomoção, no reino animal, e a dispersão dos diásporos, no reino vegetal,permitem às espécies instalarem-se em novos ambientes, mais favoráveis. É oaspecto principal da migração. O organismo pode, também, diminuir as trocas oucontactos com um meio hostil através da reclusão (construção de um abrigo,enquistamentos, anidrobiose e outros)AMBIENTES NATURAIS: Ambientes naturais são aqueles que se formaram sem intervenção humana,como os lagos, pântanos, oceanos. Entretanto, esses ambientes não são estáticos,têm sua dinâmica e, em muitos casos, são influenciados pela ação humana.MEIO AMBIENTE ARTIFICIAL: Ambientes artificiais são aqueles que se formaram com a intervenção do Homem,como jardins, salinas, campos cultivados e o próprio ambiente urbano.SUGESTÕES: Não corte, nem pode árvores sem autorização. Poda drástica é PROIBIDA! Preserve a vegetação nativa. Não desmate! Não coloque fogo! 16
  17. 17. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. Não altere cursos d’água ou banhados, eles são protegidos por lei. Poços artesianos somente com autorização. Não crie peixes sem licença. Nunca solte peixes nos rios, mesmo quando estiver bem intencionado. Respeite os períodos de proibição da pesca. Não compre, nem tenha animais silvestres em casa. Não maltrate animais silvestres ou domésticos. Separe o lixo em casa e no trabalho, e coloque na rua no dia da coleta seletiva em seu bairro. Não jogue lixo no chão. Carregue-o até a lixeira mais próxima. Seja um exemplo. Recicle tudo o que puder. Reduza o consumo, especialmente do que não puder ser reaproveitando ou reciclado. Mantenha seu veículo regulado e ande mais a pé. Não contribua com a poluição sonora e/ou visual. Use menos veneno em sua lavoura ou horta. Não jogue óleos lubrificantes na sua rede de esgoto. Não desperdice água. Esse é um dos recursos mais importantes e frágeis do planeta: feche torneiras, conserte vazamentos, não use mangueiras para lavar calçadas, aproveite água de chuva. Não desperdice energia elétrica: desligue aparelhos, verifique sobrecargas, apague as luzes. Ensine o amor e respeito pela natureza. Cuide da higiene e da sua saúde! Evite jogar materiais não degradáveis (plásticos ou outros) no ambiente. 6.2. ESTRUTURA DE APOIO. A execução do projeto terá a colaboração de toda a equipe pedagógica, daPrefeitura Municipal de Nova Itarana, da Secretaria Municipal de Educação de Nova 17
  18. 18. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.Itarana, de profissionais de várias áreas, dos comerciantes locais, de autoridadespolíticas, dos pais, dos alunos e toda a comunidade. 6.3. INTEGRAÇÃO COM A COMUNIDADE. Deve-se contar com a participação de todos que estão inseridos no processo.Contar-se-á também com a ajuda da Secretaria Municipal de Saúde, Posto deSaúde, com a realização de palestras, exibição de filmes, debates, entrevistas, etc. 6.4. PROCEDIMENTOS. Quanto ao funcionamento, a proposta será desenvolvida para todos os alunos doEnsino Infantil, do Ensino Fundamental I e do Ensino fundamental II, com duraçãopré-definida (de 14 de setembro a 30 de outubro), através de atividadesinterdisciplinares como:  Observar e analisar desenhos;  Participar de sensibilizações;  Interpretar vários tipos de textos: escritos e visuais;  Produzir vários tipos de textos;  Analisar várias situações de aprendizagem;  Entrevistar e filmar amigos e familiares;  Coletar dados;  Sanar dificuldades ortográficas por meio de jogos e atividades práticas;  Relacionar a alimentação com as doenças causadas pelos maus hábitos alimentares (excesso de sal, açúcar, gordura e não-higienização dos alimentos;  Fazer levantamento de áreas de risco da comunidade;  Convocar o responsável pela coleta de lixo da comunidade; 18
  19. 19. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. Conscientizar a comunidade para colocar o lixo nos dias e horários previstos;6.5. ATITUDES. O projeto “Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde” terá suaculminância no dia 30 de outubro de 2009 com ATIVIDADES ESPORTIVAS euma FEIRA DE SAÚDE com os subtemas abaixo relacionados: a) Farmácia com plantas medicinais; b) Exposição de cartazes; c) Sala de vídeos; d) Propagação do projeto através de paródia e teatro; e) Campanha de Vacinação; f) Estande “Ciência”; g) Estande “Vitaminas”; h) Estande “água”; i) Estande “Espaço”; j) Estande “Surgimento do Universo”; k) Estande “Material Reciclável”; l) Estande “Salão de beleza”; m) Estande “Alimentação Alternativa”; n) Estande “Educação Física”; o) Estande “Higiene Bucal”; p) Estande “Pressão Arterial”; q) Estande “Biblioteca”. Pretende-se durante e após a execução do projeto, realizar algumas açõespara a melhoria do espaço escolar e consequentemente melhorar a qualidade dehigienização dos alunos. Ações como: a) Aquisição de uma torneira com filtro de carvão ativado; b) Construir um local para os alunos lavarem as mãos; 19
  20. 20. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. c) Kit de asseio pessoal para todas as turmas; d) Lixeiras para a coleta seletiva; e) Reservatório de água para suprir as necessidades dos 938 alunos matriculados em 2009; f) Instalação de bebedouro; g) Absorventes em reserva na secretaria escolar para eventuais necessidades; h) Melhorar a qualidade da merenda escolar.6.6. SUBTEMAS PARA DISCUTIR E TRABALHAR. ANIMAIS EM EXTINÇÃO; TEORIA DE GAIA; POLUIÇÃO DAS ÁGUAS; POLUIÇÃO DO AR; BIODIVERSIDADE; ECOLOGIA; EUDACÇÃO AMBIENTAL; ALIMENTOS ORGÂNICOS; TELHADO VERDE; RECICLAGEM; AQUECIMENTO GLOBAL; DESMATAMENTO NO BRASIL; EFEITO ESTUFA; POLUIÇÃO SONORA; DESERTIFICAÇÃO; DENGUE; O CORPO HUMANO; HIGIENE PESSOAL; ÉTICA E CIDADANIA; ALIMENTAÇÃO; PRECONCEITO; PESAGEM E MEDIÇÃO DE TODOS OS ALUNOS; 20
  21. 21. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.  ACUIDADE VISUAL DOS ALUNOS;  DROGAS. 6.7. RECURSOS HUMANOS.Professores, orientadores, funcionários, alunos e voluntários. 6.8. RECURSOS MATERIAIS. Serão utilizados: jornais, painéis, revistas, murais, apostilas, material didático-pedagógico, cartolinas, pincéis, projetor de slides, retroprojetor, computadores,livros, etc. 6.9. CLIENTELA. Alunos da Escola Municipal Roberto Santos (EMRS), das classes: Infantil, EnsinoFundamental I e Ensino Fundamental II. 6.10. ORGANIZAÇÃO DAS TURMAS. As turmas serão organizadas de acordo com as tarefas pré-estabelecidas pelosprofissionais de educação, sob supervisão de um professor regente. 6.11. AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO. 21
  22. 22. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009. Pretende-se através desse projeto, que nossos alunos sejam beneficiados,orientados e alertados da necessidade do cuidado do corpo bem como do meioonde está inserido. É um assunto abrangente, e faz-se necessário um trabalho contínuo, semprevoltado para os fatores limpeza e conservação. Na oportunidade, pretende-setambém que todos os alunos se informem das várias formas de higiene em casa, naescola, na sala de aula e trabalho. A proposta é mostrar ao aluno que seu corpo "é fonte de vida" e que essa fonteprecisa do meio para existir e ambos merecem carinho e cuidados especiais. 6.12. FORMA OU EXPRESSÃO DOS RESULTADOS. Todos os resultados e avaliações serão feitas através de: relatórios, apostilas,gráficos, etc. 6.13. ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DO PROJETO. Será feito através de estudos, reuniões com a participação efetiva de todos osparticipantes e voluntários. 6.14. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.http://jornalistadiplomado.wordpress.com/2008/06/08/20-dicas-para-preservar-o-meio-ambiente/http://pt.wikipedia.org/wiki/Meio_ambientehttp://www.canalkids.com.brhttp://www.espirito.org.br/portal/publicacoes/sandalo/sandalo-85.html 22
  23. 23. Escola e Comunidade de Mãos Dadas com a Saúde – 2009.http://www.suapesquisa.com/temas/meio_ambiente.htmPINTO, Gerusa Rodrigues. Dia-a-dia do Professor. Editora: FAPI, 13ª rdição. 23

×