Grupos de Proteção

11.588 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.588
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
219
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grupos de Proteção

  1. 1. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 SÍNTESE ORGÂNICA Helmoz R. Appelt www.qmclink.com 1
  2. 2. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 GRUPOS DE PROTEÇÃO www.qmclink.com 2
  3. 3. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Grupos de Proteção de Alguns Grupos Funcionais Grupos de Estrutura Substrato Resistentes a Condições Condições Proteção p/ proteção p/ desproteção Acetal cetonas, nucleófilos, H2O, H+ (cat) aldeídos bases OH (dioxolana) O O HO R R Trialquilsilil álcoois nucleófilos, R3SiCl, base H+, H2O, F- (R3Si-) RO SiR3 C ou N bases Tetraidropiranil álcoois bases fortes H+, H2O (THP) RO O O Éter benzílico álcoois nucleófilos, NaH, BnBr H2, Pd/C RO (OBn) bases e ácidos ou HBr (ROBn) Éter metílico fenóis bases NaH, MeI ou BBr3, HBr, MeO (ArOMe) (MeO)2SO2 HI, Me3SiI R www.qmclink.com 3
  4. 4. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Grupos de Proteção de Alguns Grupos Funcionais Grupos de Estruturas Substratos Resistentes Condições p/ Condições Proteção a proteção p/ desproteção Benzilamina aminas bases fortes BnBr, K2CO3 H2, Pd/C RHN (NBn) (RNHBn) Carbamato O aminas bases fortes O H2, Pd/C R1 (NCO2R) BnO N Cl OBn R2 (Cbz-Cl) Carbamato O aminas bases fortes O O CF3CO2H R1 (NCO2R) t BuO N t BuO O OtBu R2 (Boc2O) Éster Ácido Depende do Depende do Depende do (RCOOR’) Carboxílico ester ester ester www.qmclink.com 4
  5. 5. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Grupos Protetores Reduzido por LiAlH4 álcool O O CO2Et ? OH Reduzido por LiAlH4 álcool O O O CO2Et OH OH, H CO2Et O O O LiAlH4 H / H2O OH OH www.qmclink.com 5
  6. 6. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Dihidropirano H R OH + O R O O Mecanismo H -H ROH + H O RO O RO O H H / H2O H + ROH ROH + HO O O OH para retirar a proteção Esse grupo protetor é resistente a agentes re- dutores, agentes oxidantes, reagentes de Wittig, reagentes de Grignard e organolítio www.qmclink.com 6
  7. 7. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 ,H O EtMgBr HO H O O H CO2 H HO CH3OH CO2Me O O O O MgBr CO2- www.qmclink.com 7
  8. 8. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Cloreto de trifenilmetila (φ3CCl) e cloreto de benzila O N O O N O O HO φ3CCl φ 3C φ Cl Py KOH HO OH HO OH Cloreto de benzila é usado quando o subs- trato é sensível a ácido. O O O éter benzílico é clivado φ 3C O HO por hidrogenação catalí- CH3OH tica ou por sódio em H2O amônia líquida. φ O O φ φ O O φ www.qmclink.com 8
  9. 9. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Cloretos de trialquilsilano Têm sido largamente usados ultimamente. Os mais utilizados são Me3SiCl e Me2SiCl-t-Bu. R3N ROH + R3SiCl R O SiMe3 Para retirar a proteção usa-se meio ácido ou íon fluoreto. Os éteres de silício mais lábeis são clivados por metanol ou metanol + íon metóxido (cat). O grupo t-butila aumenta a estabilidade do éter de silício. Esse grupo resiste a condições de oxidação, reduções com hidretos, reações de Wittig e hidrogenações catalíticas. www.qmclink.com 9
  10. 10. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Proteção de dióis 1,2 e 1,3 Usa-se acetona, formaldeído, acetaldeído ou benzaldeído. O composto carbonílico mais usado é a acetona. R Resiste às mesmas condições de R OH O reação que o grupo tetrahidropirano H (bases, organometálicos, oxidantes + O e redutores); não resiste a condições O ácidas. É retirado por hidrólise ácida. R OH R acetonídeo www.qmclink.com 10
  11. 11. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 OH O CH3O OH H OH KMnO4 CH3O OH O O CO2H CH3O O O www.qmclink.com 11
  12. 12. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Proteção de álcoois na forma de ésteres •Acetais: estáveis em meio básico, instáveis em meio ácido •Ésteres: mais estáveis em meio ácido do que em meio básico Os mais usados são os acetatos e benzoatos O O 2 R3N R OH + R1 C Cl R O C R1 álcoois não impedidos O O base R1 C Cl R OH R O R O C R1 álcoois impedidos www.qmclink.com 12
  13. 13. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Grupos protetores de aldeídos e cetonas Os mais usados são os acetais O O R Resiste a bases, hidretos, OH H / benzeno oxidantes, hidrogenação ca- R C R1 + HO - H2O talítica, organometálicos, R1 O reagentes de Wittig. etilenoglicol destilação azeotrópica de H2O des- loca o equilíbrio para a direita Exemplo: 1) OH OH, H CH3 CH3 2) Cr(VI) OH O H O O H O H H É facilmente retirado por hidrólise ácida www.qmclink.com 13
  14. 14. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Proteção do grupo amino nucleófilo N Grupo amino ácido N H Grupo protetor mais usado: carbobenziloxi O O H2 / Pd O HO NR2 CO2 + HNR2 NR2 + tolueno regeneração Cl O + R2NH O www.qmclink.com 14
  15. 15. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Grupos protetores de ácidos carboxílicos 2-oxazolinas O N R C OH + HOCH2CH(CH3)2 R C NH2 O 2-oxazolinas são resistentes a reagentes de Grignard e hidretos complexos. Hidró- lise ácida de 2-oxazolinas regenera o ácido carboxílico. O O H R C OH + HN R C N H N O R C R C N O www.qmclink.com 15
  16. 16. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Quando apenas o hidrogênio ácido deve ser protegido, o ácido carboxílico é transformado em éster. Ésteres etílicos e metílicos são utilizados; usa-se hidrólise básica para regenerar o ácido; mais recentemente usa-se Me3SiI em condições neutras. •Ésteres benzílicos: retirado por hidrogenólise com H2 / cat. •Ésteres tert-butílicos: sofrem hidrólise ácida facilmente. H H O O R C O R C OH + www.qmclink.com 16
  17. 17. Introdução à Síntese Orgânica 20/08/2010 Este material faz parte do Curso Introdução à Sintese Orgânica, disponível em www.qmclink.com www.qmclink.com 17

×