SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

MODELO BOLA-VARA




MODELO LINHA-LAÇO



MODELO TRAÇO




MODELO CONDENSADO



 Projeçãode Fischer
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

ISÔMEROS            Substâncias com a mesma fórmula molecular mas diferentes fórmulas
estruturais.
Isômeros estruturais        Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

               Estrutural (esqueleto)

               Posicional

               Funcional




                                        C4H8
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

Isômeros estruturais   Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

           Estrutural (esqueleto)




  Cadeia fechada
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

Isômeros estruturais   Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

                                  Posicional




               Isopentano                               neopentano
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS


 Isopentano

    Apresentam diferentes propriedades físicas
                                        P.F      P.E   DENS   IR
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

Isômeros estruturais    Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

           Posicional

F.Molecular             N0 Isômero           F.Molecular          N0 Isômero




                                 C3H6BrCl
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

Isômeros estruturais    Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

           Posicional e esqueleto
                               CH3CH2CH2CH2CH2Cl
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

Isômeros estruturais     Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se
ligam.

           Funcional




                       ISÔMEROS CONFORMACIONAIS

 Conformações
     Formas sobre as quais podem estar uma molécula onde pode-se obter estas
 conformações por livre rotação das ligações;
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS
                  ISÔMEROS CONFORMACIONAIS
PROJEÇÕES DE NEWMAN

    Representar estruturas onde há rotação livre entre dois átomos de carbono (ligação
    simples);
    Estas rotações podem originar dois extremos (conformações): ECLIPSADA E
    ALTERNADA;




  Projeções CAVALETE
                                                                       Rotação
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

PROJEÇÕES DE NEWMAN

   ECLIPSADA         Mínima separação dos pares de elétrons das ligações C-H
   (máxima repulsão eletrônica)
            Maior energia
            Conformação menos estável

 ALTERNADA          Máxima separação dos pares de elétrons das ligações C-H (mínima
  repulsão eletrônica)
               Menor energia
               Conformação mais estável
          As conformações se alternam em função da Barreira Torcional            No
            etano está em torno de 2,8 Kcal/mol
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

PROJEÇÕES DE NEWMAN

    As conformações coexistem simultaneamente a temperaturas elevadas;
    Caso as temperaturas sejam muito baixas ( no etano – 2500C) a conformação de
    menor energia irá preponderar sobre a de maior energia;
    A adição de substituintes (trocar um átomo de hidrogênio por um grupo maior como
    metila ou etila) aumentará a barreira torcional;

             BUTANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS




             Anti     Eclipsada     Distorcida

                      Anti    Mais estável
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

PROJEÇÕES DE NEWMAN

         BUTANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                   PROJEÇÕES DE CUNHA (TRIDIMENSIONAL)




Linha cheia   Projeção para frente do plano

Linha pontilhada    Projeção pata trás do plano
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

 CICLOHEXANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS




  Os carbonos e hidrogênios do ciclohexano não estão todos no mesmo plano!!!!

                     Hidrogênio axial




            Hidrogênio equatorial
Conformações




   Sela                             Bote                                Sela
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS


METILCICLOHEXANO




       Distorcido                                  Anti




                      Projeções de Newman

               Qual a configuração mais estável?
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                                ESTEREOISÔMEROS

Substâncias com a mesma fórmula molecular, mesma função;
Diferença    Orientação dos átomos no espaço


 Motivos

   Falta de rotação da ligação dupla carbono-carbono;
   Presença de anel cíclico na molécula com grupos substituintes diferentes ligados aos
 carbonos do anel;

 Conseqüências

   Propriedades físicas diferentes;
   Altera características como a polaridade da molécula;

 Designação especial (cis e trans)

 Cis mesmo lado
 Trans Lados opostos
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                     ESTEREOISÔMEROS
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                               ESTEREOISÔMEROS
E nos casos abaixo? Como dizer que uma estrutura é cis e a outra trans?




  A nomenclatura cis e trans é conveniente quando os grupos ligados aos carbonos são
iguais;


OPÇÃO:
Z     (zusammen, alemão)     JUNTOS
E     (entgegen, alemão)    OPOSTOS


Z     equivalente a cis
E     equivalente a trans
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                             ESTEREOISÔMEROS

                                       REGRAS
1.   O átomo substituinte de maior número atômico tem a maior prioridade ( H– < C–
      < N– < O– < Cl–).
2. Caso dois grupos substituintes tenha o mesmo átomo substituinte, deve-se olhar para o
     próximo átomo até que aja uma diferença (CH3– < C2H5– < ClCH2– < BrCH2–
      < CH3O–)
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS

                 ESTEREOISÔMEROS - GENERALIZAÇÕES

                             Conformação X Configuração


1.   Mudanças na configuração significa quebra de ligações da molécula;
2.   Uma configuração diferente    molécula diferente;
3.   Mudança na conformação da molécula significa rotação da ligação e não quebra;
4.   Conformações de uma molécula são interconversíveis     elas são a mesma molécula.
REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS




           Pode ser




Pode ser                      Pode ser




                                         Pode ser




                                               Pode ser

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDOEzequias Guimaraes
 
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosReações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosJosé Nunes da Silva Jr.
 
Simetria molecular e grupo de ponto[1]
Simetria molecular e grupo de ponto[1]Simetria molecular e grupo de ponto[1]
Simetria molecular e grupo de ponto[1]Carlos Alberto Santos
 
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2Jenifer Rigo Almeida
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimicaLiana Maia
 
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaHaletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaEduardo Macedo
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS Adrianne Mendonça
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.Ajudar Pessoas
 
Equilibrio oxidação e redução
Equilibrio oxidação e  reduçãoEquilibrio oxidação e  redução
Equilibrio oxidação e reduçãoAdrianne Mendonça
 

Mais procurados (20)

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 
Nomenclatura de Hidrocarbonetos
Nomenclatura de HidrocarbonetosNomenclatura de Hidrocarbonetos
Nomenclatura de Hidrocarbonetos
 
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosReações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
 
Simetria molecular e grupo de ponto[1]
Simetria molecular e grupo de ponto[1]Simetria molecular e grupo de ponto[1]
Simetria molecular e grupo de ponto[1]
 
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2
Relatório 03 - Química Analítica Quantitativa 1 - Dosagem de AAS e Mg(OH)2
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
 
Estrutura cristalina
Estrutura cristalinaEstrutura cristalina
Estrutura cristalina
 
Reações de Aldeídos e Cetonas
Reações de Aldeídos e CetonasReações de Aldeídos e Cetonas
Reações de Aldeídos e Cetonas
 
Ácidos e Bases
Ácidos e BasesÁcidos e Bases
Ácidos e Bases
 
Complexos aula 1 (1)
Complexos aula 1 (1)Complexos aula 1 (1)
Complexos aula 1 (1)
 
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaHaletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
 
Unidade 04 - Ácidos e Bases
Unidade 04 - Ácidos e BasesUnidade 04 - Ácidos e Bases
Unidade 04 - Ácidos e Bases
 
Aula de gravimetria
Aula de gravimetriaAula de gravimetria
Aula de gravimetria
 
Teoria das práticas CE0873
Teoria das práticas  CE0873Teoria das práticas  CE0873
Teoria das práticas CE0873
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Solução tampão
Solução tampãoSolução tampão
Solução tampão
 
Equilibrio oxidação e redução
Equilibrio oxidação e  reduçãoEquilibrio oxidação e  redução
Equilibrio oxidação e redução
 

Semelhante a Projeções de newman

Química Geral 2016/1 Aula 06
Química Geral 2016/1 Aula 06Química Geral 2016/1 Aula 06
Química Geral 2016/1 Aula 06Ednilsom Orestes
 
Estruturas cristalinas
Estruturas cristalinasEstruturas cristalinas
Estruturas cristalinaselizethalves
 
Aula 2 3 estrutura, ligação, hibridização
Aula 2   3 estrutura,  ligação, hibridizaçãoAula 2   3 estrutura,  ligação, hibridização
Aula 2 3 estrutura, ligação, hibridizaçãoGustavo Silveira
 
Isomeria Plana e Espacial
Isomeria Plana e EspacialIsomeria Plana e Espacial
Isomeria Plana e EspacialMarcelo Mateus
 
Aula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaAula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaRoberval Stefani
 
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaEntendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaJan Dabkiewicz
 
Isomeria e estereoquimica
Isomeria e estereoquimicaIsomeria e estereoquimica
Isomeria e estereoquimicaJan Dabkiewicz
 
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaEntendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaJan Dabkiewicz
 
Aula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaAula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaJan Dabkiewicz
 
Aula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasAula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasSaulo Luis Capim
 
ciencia dos materiais aula 04-05
ciencia dos materiais aula 04-05ciencia dos materiais aula 04-05
ciencia dos materiais aula 04-05Helio Santos
 
Isomeria Plana - UERR
Isomeria Plana - UERRIsomeria Plana - UERR
Isomeria Plana - UERRleka2013
 
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdf
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdfaula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdf
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdfWagnerdaSilveira
 
Aula2 3 estrutura e ligação química
Aula2 3 estrutura e ligação químicaAula2 3 estrutura e ligação química
Aula2 3 estrutura e ligação químicaPam Pires
 

Semelhante a Projeções de newman (20)

Unidade 02 - Análise Conformacional
Unidade 02 - Análise ConformacionalUnidade 02 - Análise Conformacional
Unidade 02 - Análise Conformacional
 
Estereoquimica - Pós-graduação
Estereoquimica - Pós-graduaçãoEstereoquimica - Pós-graduação
Estereoquimica - Pós-graduação
 
Química Geral 2016/1 Aula 06
Química Geral 2016/1 Aula 06Química Geral 2016/1 Aula 06
Química Geral 2016/1 Aula 06
 
Aula ressonância
Aula   ressonânciaAula   ressonância
Aula ressonância
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
Estruturas cristalinas
Estruturas cristalinasEstruturas cristalinas
Estruturas cristalinas
 
Aula 2 3 estrutura, ligação, hibridização
Aula 2   3 estrutura,  ligação, hibridizaçãoAula 2   3 estrutura,  ligação, hibridização
Aula 2 3 estrutura, ligação, hibridização
 
Isomeria Plana e Espacial
Isomeria Plana e EspacialIsomeria Plana e Espacial
Isomeria Plana e Espacial
 
Aula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaAula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimica
 
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaEntendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
 
Isomeria e estereoquimica
Isomeria e estereoquimicaIsomeria e estereoquimica
Isomeria e estereoquimica
 
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimicaEntendendo melhor isomeria e estereoquimica
Entendendo melhor isomeria e estereoquimica
 
Aula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimicaAula 08 isomeria e estereoquimica
Aula 08 isomeria e estereoquimica
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
Aula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasAula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicas
 
ciencia dos materiais aula 04-05
ciencia dos materiais aula 04-05ciencia dos materiais aula 04-05
ciencia dos materiais aula 04-05
 
Isomeria Plana - UERR
Isomeria Plana - UERRIsomeria Plana - UERR
Isomeria Plana - UERR
 
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdf
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdfaula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdf
aula sobre cristalografia e materiais cristalinos.pdf
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
Aula2 3 estrutura e ligação química
Aula2 3 estrutura e ligação químicaAula2 3 estrutura e ligação química
Aula2 3 estrutura e ligação química
 

Projeções de newman

  • 1. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS MODELO BOLA-VARA MODELO LINHA-LAÇO MODELO TRAÇO MODELO CONDENSADO Projeçãode Fischer
  • 2. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ISÔMEROS Substâncias com a mesma fórmula molecular mas diferentes fórmulas estruturais. Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Estrutural (esqueleto) Posicional Funcional C4H8
  • 3. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Estrutural (esqueleto) Cadeia fechada
  • 4. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Posicional Isopentano neopentano
  • 5. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isopentano Apresentam diferentes propriedades físicas P.F P.E DENS IR
  • 6. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Posicional F.Molecular N0 Isômero F.Molecular N0 Isômero C3H6BrCl
  • 7. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Posicional e esqueleto CH3CH2CH2CH2CH2Cl
  • 8. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Isômeros estruturais Mesma fórmula molecular mas diferem em como os átomos se ligam. Funcional ISÔMEROS CONFORMACIONAIS Conformações Formas sobre as quais podem estar uma molécula onde pode-se obter estas conformações por livre rotação das ligações;
  • 9. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ISÔMEROS CONFORMACIONAIS PROJEÇÕES DE NEWMAN Representar estruturas onde há rotação livre entre dois átomos de carbono (ligação simples); Estas rotações podem originar dois extremos (conformações): ECLIPSADA E ALTERNADA; Projeções CAVALETE Rotação
  • 10. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS PROJEÇÕES DE NEWMAN ECLIPSADA Mínima separação dos pares de elétrons das ligações C-H (máxima repulsão eletrônica) Maior energia Conformação menos estável ALTERNADA Máxima separação dos pares de elétrons das ligações C-H (mínima repulsão eletrônica) Menor energia Conformação mais estável As conformações se alternam em função da Barreira Torcional No etano está em torno de 2,8 Kcal/mol
  • 11. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS PROJEÇÕES DE NEWMAN As conformações coexistem simultaneamente a temperaturas elevadas; Caso as temperaturas sejam muito baixas ( no etano – 2500C) a conformação de menor energia irá preponderar sobre a de maior energia; A adição de substituintes (trocar um átomo de hidrogênio por um grupo maior como metila ou etila) aumentará a barreira torcional; BUTANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS Anti Eclipsada Distorcida Anti Mais estável
  • 12. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS PROJEÇÕES DE NEWMAN BUTANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS
  • 13. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS PROJEÇÕES DE CUNHA (TRIDIMENSIONAL) Linha cheia Projeção para frente do plano Linha pontilhada Projeção pata trás do plano
  • 14. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS CICLOHEXANO – CONFORMAÇÕES POSSÍVEIS Os carbonos e hidrogênios do ciclohexano não estão todos no mesmo plano!!!! Hidrogênio axial Hidrogênio equatorial Conformações Sela Bote Sela
  • 15. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS METILCICLOHEXANO Distorcido Anti Projeções de Newman Qual a configuração mais estável?
  • 16. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ESTEREOISÔMEROS Substâncias com a mesma fórmula molecular, mesma função; Diferença Orientação dos átomos no espaço Motivos Falta de rotação da ligação dupla carbono-carbono; Presença de anel cíclico na molécula com grupos substituintes diferentes ligados aos carbonos do anel; Conseqüências Propriedades físicas diferentes; Altera características como a polaridade da molécula; Designação especial (cis e trans) Cis mesmo lado Trans Lados opostos
  • 17. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ESTEREOISÔMEROS
  • 18. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ESTEREOISÔMEROS E nos casos abaixo? Como dizer que uma estrutura é cis e a outra trans? A nomenclatura cis e trans é conveniente quando os grupos ligados aos carbonos são iguais; OPÇÃO: Z (zusammen, alemão) JUNTOS E (entgegen, alemão) OPOSTOS Z equivalente a cis E equivalente a trans
  • 19. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ESTEREOISÔMEROS REGRAS 1. O átomo substituinte de maior número atômico tem a maior prioridade ( H– < C– < N– < O– < Cl–). 2. Caso dois grupos substituintes tenha o mesmo átomo substituinte, deve-se olhar para o próximo átomo até que aja uma diferença (CH3– < C2H5– < ClCH2– < BrCH2– < CH3O–)
  • 20. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS ESTEREOISÔMEROS - GENERALIZAÇÕES Conformação X Configuração 1. Mudanças na configuração significa quebra de ligações da molécula; 2. Uma configuração diferente molécula diferente; 3. Mudança na conformação da molécula significa rotação da ligação e não quebra; 4. Conformações de uma molécula são interconversíveis elas são a mesma molécula.
  • 21. REPRESENTAÇÃO DE FÓRMULAS ESTRUTURAIS - ISÔMEROS Pode ser Pode ser Pode ser Pode ser Pode ser