Estética romântica

16.884 visualizações

Publicada em

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.884
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
197
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estética romântica

  1. 1. Romantismo • Surgiu em 1789, em oposição aos padrões da aristocracia. • O Romantismo transpirava rebeldia e gosto pela liberdade, foi uma fase voltada para os assuntos contemporâneos e para o cotidiano do homem burguês do século XIX. Esse valorizava o homem emotivo, intuitivo e psicológico, e por isso desprezava o racionalismo dos iluministas.
  2. 2. Características - Individualismo: O homem burguês deu livre expressão a seus sentimentos e emoções mais íntimos. - Feição anticlássica: A estética romântica proclamou a liberdade individual do artista. - Fuga da realidade: A insatisfação com o mundo leva o romântico a fugir da realidade, expressando suas obras de várias maneiras: fuga para a natureza, fuga para o passado, fuga para o interior de si mesmo, fuga para o lado noturno de vida, para o misticismo, o sobrenatural, o sonho, a loucura ou a própria morte. - Nacionalismo: O nacionalismo romântico floresce, e propaga a ideia de que cada povo é único e criativo, e expressa seu gênio na linguagem, na literatura, nos monumentos e tradições populares.
  3. 3.  As ideias fundamentais da estética romântica podem ser resumidas pelas expressões gênio, imaginação criadora, originalidade, expressão, comunicação, simbolismo, emoção e sentimento.
  4. 4.  Genialidade – conjunto de disposições naturais pelas quais um indivíduo sai do ordinário ou do comum, revelando-se alguém superdotado de um poder de criação que se manifesta no domínio das artes.
  5. 5.  Para os românticos, a criatividade não envolvia esforço, prática ou disciplina, uma vez que sublinhavam somente seus aspectos espontâneos.  Imaginação – dom especial do artista, criadora e reveladora da natureza que nos permite compreender os sentimentos dos outros e comunicar-lhes os nossos.
  6. 6.  Simbolismo – no período romântico adquire especial relevância a ideia de que a obra de arte é um símbolo, é a encarnação material de um significado espiritual.  O romantismo concebe a arte como expressão das emoções pessoais de um artista cuja personalidade genial se torna o centro de interesse.
  7. 7. PINTURA
  8. 8. Características • Aproximação das formas barrocas; • Composição em diagonal sugerindo instabilidade e dinamismo ao observador; • Valorização das cores e do claro-escuro; • Dramaticidade.
  9. 9. Temas da pintura • Fatos reais da história nacional e contemporânea da vida dos artistas; • Natureza revelando um dinamismo equivalente as emoções humanas; e • Mitologia Grega
  10. 10. Arquitetura e Escultura Observa-se a permanência do estilo anterior, o neoclássico e a retomada estilo gótico da época medieval, gerando o neogótico. Ex: Edifício do Parlamento Inglês.
  11. 11. Literatura • Gonçalves Dias: Canção do Exílio. • Álvares de Azevedo: o maior romântico da Segunda Geração Romântica; autor de Lira dos Vinte Anos, Noite na Taverna e Macário. • Castro Alves: poeta dos escravos. • José de Alencar: Senhora, O Guarani, Iracema; • Manuel Antônio de Almeida: Memórias de um Sargento de Milícias. • Bernardo Guimarães: A Escrava Isaura; • Machado de Assis: estilo único, dotado de fase romântica e realista. Em sua fase romântica destacam-se "A Mão e a Luva" e "Helena".
  12. 12. Para seu conhecimento  A palavra romantismo designa uma maneira de se comportar, de agir, de interpretar a realidade. Romantismo designa uma tendência geral da vida e da arte; portanto, nomeia um sistema, um estilo delimitado no tempo.

×