Estética - Estudo do Belo

15.924 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.924
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.365
Comentários
1
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estética - Estudo do Belo

  1. 1. ESTÉTICAESTÉTICA Vênus no espelho – Diego Velasquez
  2. 2. Podemos dizer que a estética é o campo daPodemos dizer que a estética é o campo da filosofia que discute os conceitos de beleza juntofilosofia que discute os conceitos de beleza junto do gosto das pessoas.do gosto das pessoas. O que é estética?O que é estética? Narciso - Caravaggio
  3. 3. Já vimos que a estética é o ramo da filosofia que estuda racionalmenteJá vimos que a estética é o ramo da filosofia que estuda racionalmente o belo.o belo. Mas afinal o que é o belo?Mas afinal o que é o belo? Beleza é algo objetivo?Beleza é algo objetivo? Muda de acordo com o tempo?Muda de acordo com o tempo? Muda de acordo com o lugar?Muda de acordo com o lugar? Muda de pessoa para pessoa?Muda de pessoa para pessoa? A essas e outras questões que muitos filósofos se dedicaram aA essas e outras questões que muitos filósofos se dedicaram a responder ao longo da história.responder ao longo da história. Sobre a estética: o beloSobre a estética: o belo
  4. 4. Para Platão, o belo está ligado a uma essênciaPara Platão, o belo está ligado a uma essência universal.universal. O belo não depende de quem observa, pois estáO belo não depende de quem observa, pois está contido no próprio objeto.contido no próprio objeto. Esse é o ideal das Academias de Arte.Esse é o ideal das Academias de Arte. Elas tentam fixar regras para a produçãoElas tentam fixar regras para a produção artística a partir de uma determinadaartística a partir de uma determinada concepção de belo.concepção de belo. O belo para Platão (Séc. V a.c.)O belo para Platão (Séc. V a.c.)
  5. 5. Juramento dos Horácios – Jacques-Louis David
  6. 6. Entre os padrões de beleza da arte criados na Grécia Antiga há mais de 20 séculos estão: Simetria:
  7. 7. Ordem:
  8. 8. Proporção:
  9. 9. Para Hegel a arte, o gosto e a noção do quePara Hegel a arte, o gosto e a noção do que é belo muda de acordo com o tempo .é belo muda de acordo com o tempo . Portanto, a produção de uma obra ou aPortanto, a produção de uma obra ou a definição de algo como belo depende maisdefinição de algo como belo depende mais da cultura de uma determinada época.da cultura de uma determinada época. O que é considerado feio em certo períodoO que é considerado feio em certo período pode ser belo em outro.pode ser belo em outro. O belo para Georg Hegel (Séc. XIX)O belo para Georg Hegel (Séc. XIX)
  10. 10. Vênus de Willendorf
  11. 11. A obra é única e pode ser entendida por meio daA obra é única e pode ser entendida por meio da experiência estética.experiência estética. Quais sensações te traz?Quais sensações te traz? Prazer? Conforto? Asco? Nojo?Prazer? Conforto? Asco? Nojo? Cada coisa tem uma forma singular de beleza.Cada coisa tem uma forma singular de beleza. .. O belo na arte HOJEO belo na arte HOJE
  12. 12. 18/03/14
  13. 13. A discussão sobre o que é o feio seA discussão sobre o que é o feio se coloca junto com a discussão do quecoloca junto com a discussão do que seja o belo.seja o belo. O feio pode aparecer em uma obra deO feio pode aparecer em uma obra de arte de duas maneiras:arte de duas maneiras: Mas... e o feio?Mas... e o feio?
  14. 14. Em uma primeira, pode surgir como forma (estilo artístico feio): Série Carne, do artista Dimitri Tsykalov
  15. 15. Eliza Bennett costura a própria pele para produzir suas obras.
  16. 16. A segunda, quando a arte representa algo desagradável aos nossos olhos: Obras de Damien Hirst
  17. 17. Atualmente? A resposta éAtualmente? A resposta é NÃONÃO.. Os padrões clássicos de beleza ainda influenciam muito naOs padrões clássicos de beleza ainda influenciam muito na hora de determinar o que é belo na produção artística.hora de determinar o que é belo na produção artística. Mas atualmente, as obras de arte são mais avaliadas deMas atualmente, as obras de arte são mais avaliadas de acordo com a sua originalidade e capacidade de mexer com aacordo com a sua originalidade e capacidade de mexer com a sensibilidade do público.sensibilidade do público. Dessa maneira, uma obra somente será feia se o artista nãoDessa maneira, uma obra somente será feia se o artista não atingir os objetivos a que se propôs ao criá-la.atingir os objetivos a que se propôs ao criá-la. Isso significa que uma obra de arteIsso significa que uma obra de arte pode ser feia?pode ser feia?
  18. 18. Mesmo que o gosto seja um conceito referente ao sujeito,Mesmo que o gosto seja um conceito referente ao sujeito, ele se constitui a partir da experiência estética.ele se constitui a partir da experiência estética. A estética junto da arte se tornam setores de grandeA estética junto da arte se tornam setores de grande importância para nossas vidas, pois estão presentes emimportância para nossas vidas, pois estão presentes em nossos julgamentos.nossos julgamentos. Em especial, o nosso tempo requer uma educação eEm especial, o nosso tempo requer uma educação e consequente valorização das artes, em detrimento de umconsequente valorização das artes, em detrimento de um mundo dominado pela técnica e pela ciência.mundo dominado pela técnica e pela ciência. Para finalizar...Para finalizar...
  19. 19. 27

×