Dimensionamento de frota

597 visualizações

Publicada em

Gestão de frotas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
597
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dimensionamento de frota

  1. 1. Introduc¸ ˜ao Percursos e Tempos Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Log´ıstica de Distribuic¸ ˜ao Aula 09 - Dimensionamento de Frota Paulo C´esar R. de Lima Jr., PhD paulo.cesar@univasf.edu.br UNIVASF Marc¸o de 2008 PCRLJ Log´ıstica de Distribuic¸ ˜ao
  2. 2. Introduc¸ ˜ao Percursos e Tempos Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Sum´ ario 1 Introduc¸ ˜ao Estrutura do problema 2 Percursos e Tempos Percurso desde o CD at ´e a zona Percurso dentro da zona Tempo total de parada nos clientes Tempo e dist ˆancia percorrida no roteiro 3 Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Carregamento de um ve´ıculo Restric¸ ˜oes e Custos Exerc´ıcio PCRLJ Log´ıstica de Distribuic¸ ˜ao
  3. 3. Introduc¸ ˜ao Percursos e Tempos Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Estrutura do problema Uma regi ˜ao ´e servida diariamente por uma frota de ve´ıculos de entrega de mercadorias (com´ ercio eletr ˆonico, ou bebidas, ou outro tipo de produto). A regi ˜ao ´e subdividida em zonas ou bols˜oes de entrega. A cada zona ´e alocado um ve´ıculo. Todas as zonas s˜ao visitadas diariamente. A quest˜ao ´ e: “dimensionar a frota de m´ınimo custo, escolhendo o tipo de ve´ıculo e o n´umero ´otimo de zonas em que a regi ˜ao deve ser dividida” PCRLJ Log´ıstica de Distribuic¸ ˜ao
  4. 4. Introduc¸ ˜ao Percursos e Tempos Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Estrutura do problema Um roteiro t´ıpico de distribuic¸ ˜ao, atendendo uma determinada zona, pode ser decomposto em tr ˆes componentes: Percurso desde o dep´ osito ou CD at ´e a zona e vice-versa: Em geral o ve´ıculo sai do dep´ osito bem cedo, pela manh˜ a, vai at ´e a zona, realiza as entregas, e volta ao CD ao fim do expediente. Ent˜ao, este percurso correspondente `a viagem de ida at ´e a zona e mais a viagem de volta. Quanto mais longe estiver a zona do dep´ osito, mais quil ˆometros e mais tempo de percurso ser˜ao gastos; Soma dos percursos dentro da zona de entrega: Ou seja, depois que o ve´ıculo efetua a entrega num cliente, ele vai se deslocar at ´e o pr ´oximo cliente, depois at ´e outro, e assim por diante, gerando uma determinada quilometragem e um certo tempo para fazˆ e-lo; Tempo total de paradas nas entregas aos clientes: para atender cada cliente (entregar a mercadoria) o motorista gasta um certo tempo para estacionar o ve´ıculo, descarregar a carga, encontrar o destinat ´ ario, fazer a entrega, esperar o cliente conferir e assinar o documento, etc. Assim, dentro da zona h´a diversas paradas nos clientes que, somados os respectivos tempos, levam a uma durac¸ ˜ao total apreci´avel. PCRLJ Log´ıstica de Distribuic¸ ˜ao
  5. 5. Introduc¸ ˜ao Percursos e Tempos Carregamentos, Custos e Exerc´ıcio Percurso desde o CD at ´e a zona Percurso dentro da zona Tempo total de parada nos clientes Tempo e dist ˆancia percorrida no roteiro Percurso desde o CD at ´e a zona e vice-versa d = kdE d

×