Transportes

366 visualizações

Publicada em

Slide com introducão aos transportes

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transportes

  1. 1. 01/11/2011 1 O Sistema de Transportes Importância do sistema de transporte na economia Um sistema de transporte adequado contribui para: ◦ Aumentar a competição no mercado Permite que a empresa atenda mercados mais distantes, sem aumento exagerado do preço. ◦ Garantir a economia de escala na produção Maior volume = melhor utilização dos equipamentos, mão-de-obra., que dilui os investimentos iniciais ◦ Reduzir preços das mercadorias Transporte barato reduz o preço final do produto Sistema de transporte O transporte doméstico refere-se a todo conjunto de trabalho, facilidades e recursos que compõem a capacidade de movimentação na economia. ◦ Inclui o transporte de cargas e pessoas Sistema de transporte no sistema de logística Modos primários de transporte Serviços integrados de transporte Agências primárias de transporte Ferroviário Rodoviário Hidroviário Dutoviário Aeroviário Agenciadores de frete Serviços para pequenos volumes Associações de usuários Barreiras de distribuição Espaço Custo Tempo Competição Satisfação do cliente O transporte no Brasil Os custos logísticos correspondem a 11,6% do PIB brasileiro em 2008. Fonte: Instituto de Logística e Supply Chain (ILOS,2008) Tku: toneladas por quilômetro Características gerais dos serviços de transporte Custo do serviço Tempo médio de entrega e sua variação Perdas e danos
  2. 2. 01/11/2011 2 Custo do serviço É o custo do transporte Mais taxas de acessórios ou de terminais para serviços adicionais executados Custos para aquisição de serviços:frete, taxas, seguros... Custo para transporte próprio: combustível,MO, manutenção, depreciação... Tempo para entrega e sua variação Tempo médio necessário para transportar a carga do ponto de origem até seu destino. Modais possuem diferentes tempos de entrega e capacidades de conexão entre origem e destino (carga aérea só se movimenta em aeroporto, por exemplo..) Ideal medir o tempo de entrega porta-a-porta, mesmo que mais de um modal seja envolvido. Variabilidade refere-se as diferenças encontradas entre carregamentos de mesmo modal, ponto de origem e ponto de destino (há variações devido à condições climáticas, congestionamentos..) Perdas e danos Refere-se à capacidade do transportador de proteger a carga. Danos às mercadorias ocorridos no transporte Roubos de carga Extravio de carga Mesmo que o transportador reponha a perda direta, deve-se considerar os custos indiretos como o nível de serviço Modais de transporte O modal de transporte refere-se ao meio utilizado para o transporte. Há cinco modais principais: ◦ Ferroviário ◦ Rodoviário ◦ Aeroviário ◦ Hidroviário ◦ Dutoviário Modal Ferroviário Utiliza as ferrovias para o transporte de cargas e passageiros Normalmente utilizado para transporte de matérias- primas ou manufaturados de baixo valor para longas distâncias Transporte de baixa velocidade e baixo custo (comparado com o rodoviário e aeroviário) Normalmente são empregadas cargas cheias (próxima a capacidade do vagão) Ex: produtos químicos e siderúrgicos, cereais, carvão Modal Rodoviário Utiliza as rodovias para o transporte de cargas e passageiros Serve rotas de curta distância de produtos acabados e semi-acabados. As cargas são menores que no caso ferroviário e normalmente é utilizada carga parcelada (um produto não utiliza toda a capacidade do veículo) Vantagens: serviço porta-à-porta, disponibilidade Entrega mais rápida que o ferroviário devido ao serviço porta-à-porta e às cargas parceladas. Ex: móveis, metais, alimentos
  3. 3. 01/11/2011 3 Modal Aeroviário Utiliza o sistema aéreo para o transporte de cargas e passageiros Normalmente é o modal mais caro Alta velocidade para longas distâncias Boa disponibilidade e confiabilidade (perdas e danos) e pequena variabilidade no tempo de entrega Produtos que podem compensar custo elevado de transporte por melhor nível de serviço e possuem alto valor comparado com seu peso ou volume Ex: equipamentos eletrônicos, instrumentos óticos, confecções finas.. Modal Hidroviário Utiliza rios, mares e lagos para o transporte de cargas Limitado pela localização do sistema hidroviário Transporte mais lento que a ferrovia Disponibilidade e confiabilidade fortemente influenciadas pelas condições meteorológicas Custos inferiores aos da ferrovia para longas distâncias Produtos de baixo valor por volume e não-perecíveis Também são usados para produtos de alto valor, muito grandes e de longas distâncias (oceano) Ex: granéis, carvão, minérios, areia, petróleo Modal Dutoviário Utiliza dutos para o transporte de cargas Modal bastante lento, mas pode operar 24h diárias Pouca variabilidade de tempo de entrega, pois é influenciado por poucas interrupções Mais barato que o ferroviário Limita-se a mover produtos líquidos ou gasosos por grandes distâncias Ex: petróleo, gás natural Multimodais – serviços integrados É a utilização de mais de um modal, de forma integrada, para a movimentação de mercadorias Existem 10 combinações: ◦ Ferro-rodoviário ◦ Ferro-hidroviário ◦ Ferro-aeroviário ◦ Ferro-dutoviário ◦ Rodo-aéreo ◦ Rodo-hidroviário ◦ Rodo-dutoviário ◦ Hidro-dutoviário ◦ Hidro-aeroviário ◦ Aero-dutoviário Multimodais – serviços integrados Uma característica importante do serviço integrado é a livre troca de equipamentos entre os modais (carreta embarcada num avião ou um vagão é transportado por navio) A alternativa de equipamento mais popular é o contêiner, empregado em muitas das combinações multimodais Carga conteinerizada O contêiner-padrão é um equipamento transferível para todos os modais de transporte, com exceção dos dutos Evita remanejamento custoso de pequenas unidades de carga entre modais Oferece serviço porta-à-porta quando combinado com caminhões Comércio internacional de produtos através de navios e aviões porta-contêineres Os tamanhos padrão de contêineres são: 2,4x2,4x6,0m ou 2,4x2,4x12m. Ex: máquinas importadas, cigarros, cimento...
  4. 4. 01/11/2011 4 Agências e serviços de pequenos volumes Agências que oferecem serviços de transporte para usuários finais Podem ou não possuir equipamentos próprios Agenciam quantidade numerosa de pequenos carregamentos e consolidam carga completa para um veículo Ex: correios, transportadoras Transporte controlado pela própria empresa Pode aumentar o desempenho operacional, a disponibilidade e reduzir custos Em contrapartida, possui o custo do investimento nos equipamentos Mais utilizado por empresas que possuem um volume de carga elevado Também é necessário quando o produto exige condições especiais de transporte (gasolina, oxigênio, carnes) Transporte internacional Dominado por operadores marítimos que representam mais de 70% do comércio mundial em volume (POR QUE??) Depende da geografia entre os países As mercadorias devem passar por um número limitado de portos e postos aduaneiros Envolve requisitos legais Gerenciamento de Transportes Economia e Precificação dos Transportes São os fatores e as características que direcionam os custos Constrói-se um panorama a partir de quatro tópicos: ◦ A) Os fatores que direcionam os custos ◦ B) As estruturas ou classificação dos custos ◦ C) A estratégia de precificação dos transportadores ◦ D) As tarifas de frete A) Fatores econômicos Os custos dos transportes são calculados a partir de 7 fatores: ◦ 1. Distância ◦ 2.Volume ◦ 3. Densidade ◦ 4. Capacidade ◦ 5. Manuseio ◦ 6. Responsabilidade ◦ 7.Aspectos de mercado
  5. 5. 01/11/2011 5 1. Distância A distância é o fator de maior influência nos custos do transporte,pois contribui diretamente para as despesas variáveis de combustível,mão-de-obra e manutenção Distância Custo 2.Volume de carga O custo do transporte por unidade de peso diminui à medida que o volume da carga aumenta. Os custos fixos de coleta, entrega e administração podem ser diluídos O limite é a capacidade do veículo Peso da carga Custoporquilo 3. Densidade É a combinação do peso com o volume Os veículos estão mais restritos pela capacidade do que pelo peso. Os produtos de alta densidade são normalmente avaliados como de baixo custo de transporte por unidade de peso Peso da carga Custoporquilo 4. Capacidade de acondicionamento Refere-se a como as embalagens dos produtos podem acomodar-se nos equipamentos de transporte Itens com formas retangulares são mais facilmente acondicionados do que aqueles com formatos diferentes 5. Manuseio Equipamentos especiais de manuseio muitas vezes são necessários no carregamento e descarga de caminhões, vagões e navios A maneira como os produtos são fisicamente reunidos em caixas ou paletes para o transporte e armazenamento terá reflexo no custo do manuseio 6. Responsabilidade Envolve aquelas características dos produtos que podem resultar em danos ou reclamações potenciais Transportadores devem possuir seguro Embarcadores podem melhorar as embalagens para reduzir a suscetibilidade a perdas e danos
  6. 6. 01/11/2011 6 7.Aspectos de mercado Envolve o volume de transporte numa rota ou seu balanceamento, que também influenciam os custos de transporte Uma rota ou via refere-se às movimentações entre os pontos de origem e destino Carregamento de retorno! B) Estrutura de Custo Os custos de transportes estão classificados em: ◦ Custos variáveis ◦ Custos fixos ◦ Custos conjuntos Custos variáveis Os custos variáveis mudam de uma maneira previsível e direta em relação ao nível de atividade Só podem ser evitados se o veículo não for operado A tarifa do transporte deve cobrir pelo menos custos variáveis Ex: mão-de-obra, combustível, manutenção Custos fixos Custos fixos são despesas que não mudam num curto espaço de tempo e que se mantêm mesmo quando a empresa não está funcionando São custos não diretamente influenciados pelo volume do carregamento Ex: veículos, terminais,equipamentos de apoio Custos conjuntos São despesas inevitáveis criadas por uma decisão de oferecer um determinado serviço Ex: quando um transportador decide realizar um carregamento de um ponto A para um ponto B, existe a decisão implícita do custo conjunto referente a retornar para o ponto A. C) Estratégias de formação de preços dos transportadores Custos de serviço ◦ O transportador estabelece o frete baseando- se no seu custo em prover o serviço mais a margem de lucro. Usada na precificação de produtos de baixo valor Valor de serviço ◦ O preço é definido baseado no valor definido com o embarcador. Ex. transportar 1000kg de eletrônicos é mais caro que 1000kg de carvão
  7. 7. 01/11/2011 7 C) Estratégias de formação de preços dos transportadores Precificação combinada ◦ Fixa o preço do transporte num nível intermediário entre o mínimo de custo do serviço e o máximo de valor de serviço ◦ É usado pela maioria das transportadoras D) Classificação Os transportadores podem elaborar listas de classificação de produtos, considerando volume, peso, valor, periculosidade, perecibilidade... Para facilitar a precificação por km. D) Outras tarifas Serviços em trânsito Alteração de rota Redespacho Entrega parcelada Retenção – atrasos para descarga Serviços acessórios (etiquetação, entrega domiciliar, sortimento...) Serviços ambientais – refrigeração, ventilação, aquecimento, limpeza Gerenciamento do Departamento de Transportes Os gerentes de transportes são responsáveis por: 1. Gestão das operações 2. Consolidação de cargas 3. Negociação de tarifas 4. Controle de cargas 5. Auditoria e reclamações 6. Integração logística 1. Gestão das Operações Programação de equipamentos ◦ Planejamento da utilização correta dos equipamentos, programação de motoristas e manutenção preventiva Planejamento dos carregamentos ◦ O planejamento da sequência de carregamento nas carretas deve considerar as características físicas dos produtos, o volume de cada embarque e a sequência de entregas 1. Gestão das Operações Definição de rotas ◦ Determina o trajeto que um veículo percorrerá para completar as exigências dos transportes Controle dos transportadores ◦ Os gerentes devem controlar o desempenho dos transportadores contratados ou próprios. Exige a escolha, integração e avaliação dos transportadores
  8. 8. 01/11/2011 8 Escolha dos transportadores É recomendado a escolha de poucos transportadores,a fim de criar um comprometimento entre embarcador e transportador A concentração de volume visa estabelecer um relacionamento de negócios que padronize os processos operacionais e administrativos Integração de transportadores É o monitoramento das tendências de longo prazo do mercado e avaliação das capacidades dos transportadores Embarcadores e transportadores devem prever juntos as demandas futuras Avaliação de transportadores O custo de transporte é crucial, mas deve-se considerar o impacto no estoque do tempo e da consistência do transporte,a facilidade de interface do sistema, os equipamentos e as atividades relacionadas Avaliação de transportadores Alguns requisitos a serem avaliados: ◦ Confiabilidade nos prazos de entrega ◦ Capacidade dos equipamentos ◦ Acessibilidade para o embarque ◦ Segurança contra perdas e danos Avaliação de transportadores Processo para avaliar transportadores: ◦ 1º Determinar a importância relativa dos elementos de serviço para um embarcador ◦ 2º avaliar o desempenho do transportador em relação a cada elemento ◦ Ver exercício... 2. Consolidação de cargas A abordagem tradicional buscava reunir cargas parciais em um único local de embarque para reduzir custos A logística baseada no tempo busca reduzir o tempo de manutenção de inventários, gerando pedidos menores e mais frequentes Resultando em custos de transporte mais alto e congestionamento nos pontos de embarque e desembarque As consolidações devem ser planejadas antes do processamento dos pedidos e da seleção para embarque
  9. 9. 01/11/2011 9 a) Consolidação Reativa Na consolidação reativa os esforços de consolidação acontecem conforme os embarques vão surgindo Buscam combinar as cargas em embarques mais amplos para a movimentação em percursos de linha Existem 3 maneiras de consolidar cargas: área de mercado, entrega programada e entrega associada Área de mercado Combina pequenos embarques direcionados a diferentes clientes dentro de uma área geográfica de mercado A dificuldade de desenvolver as consolidações em áreas de mercado, tanto para o recebimento como para a distribuição, é a variação no volume diário Entrega programada Consiste em limitar os embarques para mercados específicos em determinados dias da semana A empresa se compromete a entregar todos os pedidos recebidos antes de um horário específico no dia programado Ex: sedex 10 Entrega associada É a participação em um plano de entregas associadas A consolidação de cargas de múltiplos embarcadores para uma mesma área geográfica é realizada por um agente de cargas Ex: transportadoras menores b) Consolidação proativa Planejamento de consolidações de embarque pré-transações de compra Beneficia todos os membros da cadeia Envolve a consolidação multiempresarial 4. Controle dos carregamentos Necessidade de rastreamento: um procedimento para localizar cargas extraviadas ou atrasadas Rastreamento online
  10. 10. 01/11/2011 10 5.Auditoria e reclamações Ocorrem quando o serviço de transporte não apresentam o desempenho esperado Os embarcadores podem solicitar restituições. ◦ Perdas e danos ◦ Cobrança de valor indevido Documentação O propósito principal da documentação é proteger os interesses dos envolvidos Os 3 principais tipos de documentação de transporte são: ◦ Conhecimento de embarque ◦ Conhecimento de frete ◦ Manifesto de embarque Conhecimento de embarque Documento básico utilizado na contratação de serviços de transporte Serve como recibo e documenta os produtos e as quantidades embarcadas Conhecimento de frete É um método utilizado pelo transportador para cobrar pelos serviços prestados É baseado nas informações do conhecimento de embarque Pode ser pré-pago ou à pagar Manifesto de embarque Lista as paradas ou proprietários finais individuais quando múltiplas cargas são colocadas em um único veículo Seu objetivo é fornecer um documento único que defina o conteúdo geral da carga, dispensando a revisão de conhecimentos de embarque individuais. Trabalho Buscar informações sobre a situação atual de cada modal de transporte no Brasil. Sugestão: site do Ministério dosTransportes Apresentar em 10 minutos

×