SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
CLASSES GRAMATICAIS
Prof. Jorge Henrique
REVISANDO CONCEITOS
REVISANDO CONCEITOS
PREPOSIÇÃO PALAVRA INVARIÁVEL QUE RELACIONA
DOIS TERMOS DE UMA ORAÇÃO DE MODO
TAL QUE O SENTIDO DO PRIMEIRO SEJA
EXPLICADO OU COMPLETADO PELO SEGUNDO.
SAÍRAM DE CASA NOÇÃO DE LUGAR
CHEGOU A ROMA NOÇÃO DE MOVIMENTO
FERIU COM UMA FACA NOÇÃO DE INSTRUMENTO
REVISANDO CONCEITOS
ARTIGO DENOMINA-SE ARTIGO A PALAVRA “O” (COM AS
VARIAÇÕES “OS”, “A”, “AS”) E A PALAVRA UM (COM AS
VARIAÇÕES “UNS”, “UMA”, “UMAS” QUANDO AO
SEREM EMPREGADAS (DIRETA OU INDIRETAMENTE)
ANTES DE UM SUBSTANTIVO, INDICAM-LHE UM
SENTIDO DEFINIDO OU INDEFINIDO.
A MULHER ESQUECEU A BOLSA SOBRE A MESA
UMA MULHER ESQUECEU A BOLSA SOBRE A MESA
REVISANDO CONCEITOS
O ARTIGO CONCORDA COM O SUBSTANTIVO A QUE SE
REFERE.
ESQUECI A SACOLA (FEMININO SINGULAR)
ESQUECI OS DOCUMENTOS (MASCULINO PLURAL)
NÃO SE DEVE CONFUNDIR ARTIGOS COM PREPOSIÇÕES.
MATOU O BANDIDOA BALA
MATOU O BANDIDO A PAULADAS NOÇÃO DE MODO
REVISANDO CONCEITOS
TAMPOUCO SE DEVE CONFUNDI-LOS COM PRONOMES.
TROUXE A MALA E A DEIXOU SOBRE A MESA.
ATENÇÃO::
FOI ANUNCIADA A DESCOBERTA. ARTIGO
CEDO JÁ ESTÁVAMOS A BORDO. PREPOSIÇÃO
A PORTA FOI PINTADA A PINCEL. PREPOSIÇÃO
A CARTA, O MALDITO A RASGOU. PRONOME OBLÍQUO
EMPREGO DO ARTIGO
TODA PALAVRA DETERMINADA POR UM ARTIGO PASSA
A FUNCIONAR COMO SUBSTANTIVO (SUBSTANTIVAÇÃO).
OUVIA-SE A O LONGE O CANTAR DOS PÁSSAROS.
ADVÉRBIO VERBO
SUBSTANTIVOS
EMPREGO DO ARTIGO
OBSERVE AS MUDANÇAS SEMÂNTICAS NO EMPREGO DO
ARTIGO NAS FRASES ABAIXO.
NÃO VAMOS APRESENTAR UMA PEÇA; VAMOS
APRESENTAR A PEÇA. NÃO DAREMOS UM SHOW
APENAS, DAREMOS O SHOW.
NESSES CASOS, O EMPREGO DO ARTIGO DEFINIDO É
ENFÁTICO E REALÇA O SENTIDO DO SUBSTANTIVO A QUE
SE REFERE. NÃO É UMA PEÇA QUALQUER, MAS A MELHOR
PEÇA; NÃO É UM SHOW COMUM, MAS O MELHOR SHOW.
REVISANDO CONCEITOS
SUBSTANTIVO PALAVRA VARIÁVEL COM QUE DESIGNAMOS
OS SERES EM GERAL.
DO PONTO DE VISTA FUNCIONAL, É A PALAVRA
QUE SERVE, PRIVATIVAMENTE, DE NÚCLEO DO
SUJEITO, DO OBJETO E DO AGENTE DA PASSIVA
A MENINA TROUXE OS LIVROS.
NÚCLEO DO SUJEITO
COMPRAMOS UM APARTAMENTO. NÚCLEO DO OBJETO
FUI AGREDIDO PELO GUARDA. NÚCLEO DO AGENTE
DA PASSIVA
REVISANDO CONCEITOS
OS TERMOS QUE SE REFEREM AO SUBSTANTIVO DEVEM
CONCORDAR COM ELE.
A SACOLA (FEMININO SINGULAR)
OS DOCUMENTOS (MASCULINO PLURAL)
ARTIGOS
LINDO POEMA (MASCULINO SINGULAR)
LINDAS POESIAS (FEMININO PLURAL)
ADJETIVO
REVISANDO CONCEITOS
OS TERMOS QUE SE REFEREM AO SUBSTANTIVO DEVEM
CONCORDAR COM ELE.
MEU LIVRO (MASCULINO SINGULAR)
SUAS CANETAS (FEMININO PLURAL)
PRONOMES
TERCEIRA ETAPA (FEMININO SINGULAR)
QUINTO DIA (MASCULINO SINGULAR)
NUMERAL
REVISANDO CONCEITOS
ADJETIVO PALAVRA VARIÁVEL QUE SE RELACIONA COM
O SUBSTANTIVO ATRIBUINDO-LHE QUALIDADE
(OU DEFEITO), MODO DE SER, ASPECTO OU
APARÊNCIA E ESTADO.
HOMEM PERVERSO QUALIDADE OU DEFEITO
RAPAZ DELICADO MODO DE SER
CÉU AZUL ASPECTO OU APARÊNCIA
CASA ARRUINADA ESTADO
ATENÇÃO!
MUITAS VEZES, SÓ É POSSÍVEL FAZER DISTINÇÃO ENTRE
SUBSTANTIVO E ADJETIVO NA FRASE.
VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE NOS CRITICAR.
UM HOMEM DIREITO NÃO TEM INIMIGOS.
UM DESCONHECIDO SINAL FOI CAPTADO PELO RADAR.
UM DESCONHECIDO APROXIMOU-SE DO PADRE E
CUMPRIMENTOU-O.
SUBSTANTIVO
ADJETIVO
ADJETIVO
SUBSTANTIVO
ATENÇÃO!
CLASSIFIQUE AS PALAVRAS EM DESTAQUE.
- AH! OS BONS VELHOS TEMPOS!...
- OS TEMPOS SÃO SEMPRE BONS, OS VELHOS É QUE
NÃO PRESTAM MAIS.
ADJETIVO
SUBSTANTIVO
ATENÇÃO!
ALGUNS ADJETIVOS ALTERAM SEU SIGNIFICADO QUANDO
POSPOSTOS AO SUBSTANTIVO, OUTROS NÃO.
ELE É UM GRANDE GOLEIRO. FAMOSO, RECONHECIDO PELA COMPETÊNCIA.
ELE É UM GOLEIRO GRANDE. ALTO, DE GRANDE ESTATURA.
CONHECE O NOVO PADRE? NOVATO, QUE CHEGOU RECENTEMENTE.
CONHECE O PADRE NOVO? JOVEM, DE POUCA IDADE.
ELA É UMA FUNCIONÁRIA SIMPLES. MODESTA, HUMILDE.
ELA É UMA SIMPLES FUNCIONÁRIA. POUCO IMPORTANTE, COMUM.
CONHECI LINDOS LUGARES. LUGARES BONITOS, BELOS.
CONHECI LUGARES LINDOS. LUGARES BONITOS, BELOS.
REVISANDO CONCEITOS
ADVÉRBIO PALAVRA INVARIÁVEL QUE, FUNDAMENTALMENTE, MODIFICA
O VERBO. CONTUDO, OS ADVÉRBIOS DE INTENSIDADE E
FORMAS SEMANTICAMENTE CORRELATAS PODEM REFORÇAR
O SENTIDO DE ADJETIVOS, OUTROS ADVÉRBIOS E, NÃO RARO,
ORAÇÕES INTEIRAS.
CHOVEU LOGO DEPOIS. CIRCUSTÂNCIA DE TEMPO
ELE REAGIU MAL CIRCUNTÂNCIA DE MODO
ERA UM CÉU MUITO CIRCUSTÂNCIA DE INTENSIDADEAZUL
PASSEI A NOITE MUITO CIRCUSTÂNCIA DE INTENSIDADEMAL
VERBO
ADJETIVO
ADVÉRBIO
REVISANDO CONCEITOS
NÃO HAVERÁ CEIA ESTE ANOPOSSIVELMENTE,
CIRCUSTÂNCIA DE AFIRMAÇÃO
MODIFICANDO O SIGNIFICADO
DE UMA ORAÇÃO INTEIRA.
REVISANDO CONCEITOS
ATENÇÃO EMBORA PERTENÇAM AO GRUPO DE PALAVRAS INVARIÁVEIS,
ALGUNS ADVÉRBIOS, NA LINGUAGEM COLOQUIAL, ADMITEM
FLEXÃO.
EMBORA TRABALHASSE PERTÍSSIMO, SEMPRE ÍA DE CARRO.
FLEXÃO DE GRAU – SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO
QUANDO EU MORAVA NA FAZENDA, ACORDAVA CEDINHO.
FLEXÃO DE GRAU – DIMINUTIVO
ATENÇÃO!
NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES
ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS.
DA PRAÇA, O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO.
A VÍRGULA INDICA O DESLOCAMENTO DO ADJUNTO ADVERBIAL
VERBO
LOCUÇÃO ADVERBIAL DE LUGAR
O GUARDA OBSERVAVA DA PRAÇA O MOVIMENTO.
ATENÇÃO!
NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES
ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS.
O GUARDA DA PRAÇA OBSERVAVA O MOVIMENTO.
SUBSTANTIVO
LOCUÇÃO ADJETIVA
O GUARDA, DA PRAÇA, OBSERVAVA O MOVIMENTO.
VERBOLOCUÇÃO ADVERBIAL
DE LUGAR
A VÍRGULA INDICA O DESLOCAMENTO DO ADJUNTO ADVERBIAL
ATENÇÃO!
NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES
ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS.
O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO DA PRAÇA.
VERBO
A DUPLA POSSIBILIDADE DE REFERÊNCIA GERA UMAAMBIGUIDADE (“DA
PRAÇA” É O LUGAR DE ONDE O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO OU O
“MOVIMENTO ERA DA PRAÇA”) E UMA DUPLA POSSIBILIDADE DE
CLASSIFICAÇÃO. CASO SE INTERPRETE DA PRIMEIRA FORMA, “DA PRAÇA”
SERÁ LOCUÇÃO ADVERBIAL; CASO SE INTERPRETE DA SEGUNDA, SERÁ UMA
LOCUÇÃO ADJETIVA.
SUBSTANTIVO
ATENÇÃO!
NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES
ADVERBIAIS COM PRONOMES OU LOCUÇÕES PRONOMINAIS.
ELE TRABALHOU MUITO E GANHOU MUITO DINHEIRO.
VERBO ADVÉRBIO PRONOME
INDEFINIDO
SUBSTANTIVO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

A Crase
A CraseA Crase
A Crase
 
Explicacao crase portugues
Explicacao crase portuguesExplicacao crase portugues
Explicacao crase portugues
 
7 crase
7 crase7 crase
7 crase
 
Aula 4 crase
Aula 4   craseAula 4   crase
Aula 4 crase
 
Aula 4 - Crase
Aula 4 - CraseAula 4 - Crase
Aula 4 - Crase
 
Super-resumo uso da crase
Super-resumo uso da craseSuper-resumo uso da crase
Super-resumo uso da crase
 
Regência e crase
Regência e craseRegência e crase
Regência e crase
 
Presentación de os acentos.
Presentación de os acentos.Presentación de os acentos.
Presentación de os acentos.
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
08
0808
08
 
Trab Clc AcentuaçãO 2
Trab Clc AcentuaçãO 2Trab Clc AcentuaçãO 2
Trab Clc AcentuaçãO 2
 
Presentación de os acentos.
Presentación de os acentos.Presentación de os acentos.
Presentación de os acentos.
 
Estudo sobre Crase
Estudo sobre CraseEstudo sobre Crase
Estudo sobre Crase
 
A crase
A craseA crase
A crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Adverbs
AdverbsAdverbs
Adverbs
 
Português Básico - Pronome
Português Básico - PronomePortuguês Básico - Pronome
Português Básico - Pronome
 
Estudo da língua portuguêsa
Estudo da língua portuguêsaEstudo da língua portuguêsa
Estudo da língua portuguêsa
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Destaque

58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simplesfelipe789
 
Simulado interativo de Português - PSS 3
Simulado interativo de Português - PSS 3Simulado interativo de Português - PSS 3
Simulado interativo de Português - PSS 3Jorge Henrique
 
Exercícios sobre colocação pronominal
Exercícios sobre colocação pronominalExercícios sobre colocação pronominal
Exercícios sobre colocação pronominalma.no.el.ne.ves
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominalCrisBiagio
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxewww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou SintaxeVideoaulas De Português Apoio
 

Destaque (11)

Período Simples
Período SimplesPeríodo Simples
Período Simples
 
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
 
Simulado interativo de Português - PSS 3
Simulado interativo de Português - PSS 3Simulado interativo de Português - PSS 3
Simulado interativo de Português - PSS 3
 
Exercícios sobre colocação pronominal
Exercícios sobre colocação pronominalExercícios sobre colocação pronominal
Exercícios sobre colocação pronominal
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
C:\Fakepath\ColocaçãO Pronominal
C:\Fakepath\ColocaçãO PronominalC:\Fakepath\ColocaçãO Pronominal
C:\Fakepath\ColocaçãO Pronominal
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
 
Acentuação Gráfica
Acentuação GráficaAcentuação Gráfica
Acentuação Gráfica
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxewww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
 
Classe de palavras
Classe de palavrasClasse de palavras
Classe de palavras
 

Semelhante a Classes gramaticais: preposições, artigos, substantivos e mais

Semelhante a Classes gramaticais: preposições, artigos, substantivos e mais (20)

Língua Portuguesa - Verbos
Língua Portuguesa - VerbosLíngua Portuguesa - Verbos
Língua Portuguesa - Verbos
 
Afroreggae Book Linguagem
Afroreggae Book LinguagemAfroreggae Book Linguagem
Afroreggae Book Linguagem
 
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdfFIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
 
Pronomes
Pronomes Pronomes
Pronomes
 
Slide verbos - 6 anos.pdf
Slide verbos - 6 anos.pdfSlide verbos - 6 anos.pdf
Slide verbos - 6 anos.pdf
 
Slide tópicos de linguagem e uso porquês
Slide tópicos de linguagem e uso porquêsSlide tópicos de linguagem e uso porquês
Slide tópicos de linguagem e uso porquês
 
Relações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentidoRelações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentido
 
09 - Adjunto adverbial
09 - Adjunto adverbial09 - Adjunto adverbial
09 - Adjunto adverbial
 
Análise do período simples
Análise do período simplesAnálise do período simples
Análise do período simples
 
Representação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..pptRepresentação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..ppt
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
CONJUNÇÕES-E-ADVERBIOS-e posiçõesD15.pptx
CONJUNÇÕES-E-ADVERBIOS-e posiçõesD15.pptxCONJUNÇÕES-E-ADVERBIOS-e posiçõesD15.pptx
CONJUNÇÕES-E-ADVERBIOS-e posiçõesD15.pptx
 
(258097690) 65063980 resumo-portugues(1)(1)
(258097690) 65063980 resumo-portugues(1)(1)(258097690) 65063980 resumo-portugues(1)(1)
(258097690) 65063980 resumo-portugues(1)(1)
 
Os verbos
Os verbosOs verbos
Os verbos
 
Morfossintaxe sujeito.
Morfossintaxe sujeito.Morfossintaxe sujeito.
Morfossintaxe sujeito.
 
COLOCAÇÃO PRONOMINAL.pptx
COLOCAÇÃO PRONOMINAL.pptxCOLOCAÇÃO PRONOMINAL.pptx
COLOCAÇÃO PRONOMINAL.pptx
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Partes do discurso.pptx
Partes do discurso.pptxPartes do discurso.pptx
Partes do discurso.pptx
 
Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.
 

Mais de Jorge Henrique

Acentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdfAcentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdfJorge Henrique
 
Formação de palavras
Formação de palavrasFormação de palavras
Formação de palavrasJorge Henrique
 
Simulado Interativo-Português-PPS-02
Simulado Interativo-Português-PPS-02Simulado Interativo-Português-PPS-02
Simulado Interativo-Português-PPS-02Jorge Henrique
 
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01Jorge Henrique
 
Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da BiodiversidadeBio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da BiodiversidadeJorge Henrique
 

Mais de Jorge Henrique (8)

Acentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdfAcentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdf
 
Formação de palavras
Formação de palavrasFormação de palavras
Formação de palavras
 
Simulado Interativo-Português-PPS-02
Simulado Interativo-Português-PPS-02Simulado Interativo-Português-PPS-02
Simulado Interativo-Português-PPS-02
 
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01
Simulado Interativo de Língua Portuguesa - PSS-01
 
Verbos - Parte 2
Verbos - Parte 2Verbos - Parte 2
Verbos - Parte 2
 
Verbos - parte 1
Verbos - parte 1Verbos - parte 1
Verbos - parte 1
 
Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da BiodiversidadeBio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade
 
Fonologia e fonética
Fonologia e fonéticaFonologia e fonética
Fonologia e fonética
 

Último

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 

Classes gramaticais: preposições, artigos, substantivos e mais

  • 3. REVISANDO CONCEITOS PREPOSIÇÃO PALAVRA INVARIÁVEL QUE RELACIONA DOIS TERMOS DE UMA ORAÇÃO DE MODO TAL QUE O SENTIDO DO PRIMEIRO SEJA EXPLICADO OU COMPLETADO PELO SEGUNDO. SAÍRAM DE CASA NOÇÃO DE LUGAR CHEGOU A ROMA NOÇÃO DE MOVIMENTO FERIU COM UMA FACA NOÇÃO DE INSTRUMENTO
  • 4. REVISANDO CONCEITOS ARTIGO DENOMINA-SE ARTIGO A PALAVRA “O” (COM AS VARIAÇÕES “OS”, “A”, “AS”) E A PALAVRA UM (COM AS VARIAÇÕES “UNS”, “UMA”, “UMAS” QUANDO AO SEREM EMPREGADAS (DIRETA OU INDIRETAMENTE) ANTES DE UM SUBSTANTIVO, INDICAM-LHE UM SENTIDO DEFINIDO OU INDEFINIDO. A MULHER ESQUECEU A BOLSA SOBRE A MESA UMA MULHER ESQUECEU A BOLSA SOBRE A MESA
  • 5. REVISANDO CONCEITOS O ARTIGO CONCORDA COM O SUBSTANTIVO A QUE SE REFERE. ESQUECI A SACOLA (FEMININO SINGULAR) ESQUECI OS DOCUMENTOS (MASCULINO PLURAL) NÃO SE DEVE CONFUNDIR ARTIGOS COM PREPOSIÇÕES. MATOU O BANDIDOA BALA MATOU O BANDIDO A PAULADAS NOÇÃO DE MODO
  • 6. REVISANDO CONCEITOS TAMPOUCO SE DEVE CONFUNDI-LOS COM PRONOMES. TROUXE A MALA E A DEIXOU SOBRE A MESA.
  • 7. ATENÇÃO:: FOI ANUNCIADA A DESCOBERTA. ARTIGO CEDO JÁ ESTÁVAMOS A BORDO. PREPOSIÇÃO A PORTA FOI PINTADA A PINCEL. PREPOSIÇÃO A CARTA, O MALDITO A RASGOU. PRONOME OBLÍQUO
  • 8. EMPREGO DO ARTIGO TODA PALAVRA DETERMINADA POR UM ARTIGO PASSA A FUNCIONAR COMO SUBSTANTIVO (SUBSTANTIVAÇÃO). OUVIA-SE A O LONGE O CANTAR DOS PÁSSAROS. ADVÉRBIO VERBO SUBSTANTIVOS
  • 9. EMPREGO DO ARTIGO OBSERVE AS MUDANÇAS SEMÂNTICAS NO EMPREGO DO ARTIGO NAS FRASES ABAIXO. NÃO VAMOS APRESENTAR UMA PEÇA; VAMOS APRESENTAR A PEÇA. NÃO DAREMOS UM SHOW APENAS, DAREMOS O SHOW. NESSES CASOS, O EMPREGO DO ARTIGO DEFINIDO É ENFÁTICO E REALÇA O SENTIDO DO SUBSTANTIVO A QUE SE REFERE. NÃO É UMA PEÇA QUALQUER, MAS A MELHOR PEÇA; NÃO É UM SHOW COMUM, MAS O MELHOR SHOW.
  • 10. REVISANDO CONCEITOS SUBSTANTIVO PALAVRA VARIÁVEL COM QUE DESIGNAMOS OS SERES EM GERAL. DO PONTO DE VISTA FUNCIONAL, É A PALAVRA QUE SERVE, PRIVATIVAMENTE, DE NÚCLEO DO SUJEITO, DO OBJETO E DO AGENTE DA PASSIVA A MENINA TROUXE OS LIVROS. NÚCLEO DO SUJEITO COMPRAMOS UM APARTAMENTO. NÚCLEO DO OBJETO FUI AGREDIDO PELO GUARDA. NÚCLEO DO AGENTE DA PASSIVA
  • 11. REVISANDO CONCEITOS OS TERMOS QUE SE REFEREM AO SUBSTANTIVO DEVEM CONCORDAR COM ELE. A SACOLA (FEMININO SINGULAR) OS DOCUMENTOS (MASCULINO PLURAL) ARTIGOS LINDO POEMA (MASCULINO SINGULAR) LINDAS POESIAS (FEMININO PLURAL) ADJETIVO
  • 12. REVISANDO CONCEITOS OS TERMOS QUE SE REFEREM AO SUBSTANTIVO DEVEM CONCORDAR COM ELE. MEU LIVRO (MASCULINO SINGULAR) SUAS CANETAS (FEMININO PLURAL) PRONOMES TERCEIRA ETAPA (FEMININO SINGULAR) QUINTO DIA (MASCULINO SINGULAR) NUMERAL
  • 13. REVISANDO CONCEITOS ADJETIVO PALAVRA VARIÁVEL QUE SE RELACIONA COM O SUBSTANTIVO ATRIBUINDO-LHE QUALIDADE (OU DEFEITO), MODO DE SER, ASPECTO OU APARÊNCIA E ESTADO. HOMEM PERVERSO QUALIDADE OU DEFEITO RAPAZ DELICADO MODO DE SER CÉU AZUL ASPECTO OU APARÊNCIA CASA ARRUINADA ESTADO
  • 14. ATENÇÃO! MUITAS VEZES, SÓ É POSSÍVEL FAZER DISTINÇÃO ENTRE SUBSTANTIVO E ADJETIVO NA FRASE. VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE NOS CRITICAR. UM HOMEM DIREITO NÃO TEM INIMIGOS. UM DESCONHECIDO SINAL FOI CAPTADO PELO RADAR. UM DESCONHECIDO APROXIMOU-SE DO PADRE E CUMPRIMENTOU-O. SUBSTANTIVO ADJETIVO ADJETIVO SUBSTANTIVO
  • 15. ATENÇÃO! CLASSIFIQUE AS PALAVRAS EM DESTAQUE. - AH! OS BONS VELHOS TEMPOS!... - OS TEMPOS SÃO SEMPRE BONS, OS VELHOS É QUE NÃO PRESTAM MAIS. ADJETIVO SUBSTANTIVO
  • 16. ATENÇÃO! ALGUNS ADJETIVOS ALTERAM SEU SIGNIFICADO QUANDO POSPOSTOS AO SUBSTANTIVO, OUTROS NÃO. ELE É UM GRANDE GOLEIRO. FAMOSO, RECONHECIDO PELA COMPETÊNCIA. ELE É UM GOLEIRO GRANDE. ALTO, DE GRANDE ESTATURA. CONHECE O NOVO PADRE? NOVATO, QUE CHEGOU RECENTEMENTE. CONHECE O PADRE NOVO? JOVEM, DE POUCA IDADE. ELA É UMA FUNCIONÁRIA SIMPLES. MODESTA, HUMILDE. ELA É UMA SIMPLES FUNCIONÁRIA. POUCO IMPORTANTE, COMUM. CONHECI LINDOS LUGARES. LUGARES BONITOS, BELOS. CONHECI LUGARES LINDOS. LUGARES BONITOS, BELOS.
  • 17. REVISANDO CONCEITOS ADVÉRBIO PALAVRA INVARIÁVEL QUE, FUNDAMENTALMENTE, MODIFICA O VERBO. CONTUDO, OS ADVÉRBIOS DE INTENSIDADE E FORMAS SEMANTICAMENTE CORRELATAS PODEM REFORÇAR O SENTIDO DE ADJETIVOS, OUTROS ADVÉRBIOS E, NÃO RARO, ORAÇÕES INTEIRAS. CHOVEU LOGO DEPOIS. CIRCUSTÂNCIA DE TEMPO ELE REAGIU MAL CIRCUNTÂNCIA DE MODO ERA UM CÉU MUITO CIRCUSTÂNCIA DE INTENSIDADEAZUL PASSEI A NOITE MUITO CIRCUSTÂNCIA DE INTENSIDADEMAL VERBO ADJETIVO ADVÉRBIO
  • 18. REVISANDO CONCEITOS NÃO HAVERÁ CEIA ESTE ANOPOSSIVELMENTE, CIRCUSTÂNCIA DE AFIRMAÇÃO MODIFICANDO O SIGNIFICADO DE UMA ORAÇÃO INTEIRA.
  • 19. REVISANDO CONCEITOS ATENÇÃO EMBORA PERTENÇAM AO GRUPO DE PALAVRAS INVARIÁVEIS, ALGUNS ADVÉRBIOS, NA LINGUAGEM COLOQUIAL, ADMITEM FLEXÃO. EMBORA TRABALHASSE PERTÍSSIMO, SEMPRE ÍA DE CARRO. FLEXÃO DE GRAU – SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO QUANDO EU MORAVA NA FAZENDA, ACORDAVA CEDINHO. FLEXÃO DE GRAU – DIMINUTIVO
  • 20. ATENÇÃO! NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS. DA PRAÇA, O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO. A VÍRGULA INDICA O DESLOCAMENTO DO ADJUNTO ADVERBIAL VERBO LOCUÇÃO ADVERBIAL DE LUGAR O GUARDA OBSERVAVA DA PRAÇA O MOVIMENTO.
  • 21. ATENÇÃO! NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS. O GUARDA DA PRAÇA OBSERVAVA O MOVIMENTO. SUBSTANTIVO LOCUÇÃO ADJETIVA O GUARDA, DA PRAÇA, OBSERVAVA O MOVIMENTO. VERBOLOCUÇÃO ADVERBIAL DE LUGAR A VÍRGULA INDICA O DESLOCAMENTO DO ADJUNTO ADVERBIAL
  • 22. ATENÇÃO! NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES ADVERBIAIS COM ADJETIVOS OU LOCUÇÕES ADJETIVAS. O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO DA PRAÇA. VERBO A DUPLA POSSIBILIDADE DE REFERÊNCIA GERA UMAAMBIGUIDADE (“DA PRAÇA” É O LUGAR DE ONDE O GUARDA OBSERVAVA O MOVIMENTO OU O “MOVIMENTO ERA DA PRAÇA”) E UMA DUPLA POSSIBILIDADE DE CLASSIFICAÇÃO. CASO SE INTERPRETE DA PRIMEIRA FORMA, “DA PRAÇA” SERÁ LOCUÇÃO ADVERBIAL; CASO SE INTERPRETE DA SEGUNDA, SERÁ UMA LOCUÇÃO ADJETIVA. SUBSTANTIVO
  • 23. ATENÇÃO! NÃO SE DEVE CONFUNDIR ADVÉRBIOS OU LOCUÇÕES ADVERBIAIS COM PRONOMES OU LOCUÇÕES PRONOMINAIS. ELE TRABALHOU MUITO E GANHOU MUITO DINHEIRO. VERBO ADVÉRBIO PRONOME INDEFINIDO SUBSTANTIVO