BIO-                                                                    CEMMF
                                            ...
Bio-Repórter – O Jornal da Biodiversidade – 3º Ano G - página 2

Biodiversidade
                                      Quad...
Bio-Repórter – O Jornal da Biodiversidade – 3º Ano G - página 3


Entrevista com Véio                                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade

2.505 visualizações

Publicada em

O Bio-repórter, Jornal da Biodiversidade, é fruto de um trabalho desenvolvido pelos alunos do 3º Ano G do Colégio Manoel Messias Feitosa, em 2007, sob a orientação do professor Jorge Henrique para integrar as atividades da II Mostra do Meio Ambiente do referido colégio. O trabalho consistiu na publicação de um pequeno jornal sobre a biodiversidade do bioma caatinga, numa Mostra dessa biodiversidade, envolvendo flora e fauna, e num vídeo documentário produzido pelos alunos. Aqui temos o jornal que foi produzido e distribuído no dia da Mostra.

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade

  1. 1. BIO- CEMMF N. Sra. da Glória, SE REPÓRTER 15/11/2007- Vol. I, nº. 01 Edição exclusiva para a 3ª Mostra Multidisciplinar Do Meio Ambiente O Jornal da Biodiversidade – 3º Ano G Editorial Biodiversidade Ameaçada! A grande variedade da natureza viva em Nossa Senhora da Glória está com sua nosso planeta é essencial e inestimável. Essa biodiversidade ameaçada. Hoje há somente duas biodiversidade está ameaçada justamente reservas de mata nativa mantidas por Antônio de pela ação predatória daquele que mais Gerino e o artesão Véio. As duas são diferentes precisa dela: o homem. Anualmente, entre entre si e na forma de sua conservação. Na reserva 17.000 a 100.000 espécies são varridas de Véio, por exemplo, não é mais possível de nosso planeta, atestam pesquisas encontrarmos alguns animais como o veado e, até recentes. Nesse ritmo, alguns cientistas mesmo, a cutia, que eram facilmente encontrados afirmam que 20% de todas as espécies ali no passado. Já na de seu Antônio de Gerino, em viventes podem desaparecer em 30 anos. melhor estado de conservação, é possível encontrar essas e outras espécies de animais da Preocupados com isso e sabedores da fauna nativa da caatinga. Além do veado e da importância que tem a construção de uma cutia, ainda é possível encontrar um animal muito consciência coletiva pela preservação, nós da raro, ameaçado de extinção, o “guigó”. Continua na página 02 Você Sabia... O Brasil é o 3º país do mundo em riqueza de mamíferos, cerca de 600 espécies. Em Nossa Senhora da Glória ainda há uma espécie de sagüi muito rara, hoje, ameaçada de extinção, o Callicebus Personatus (É. Geoffroy, Símbolo da Equipe dos “Biodenfensores”, o mapa de Glória com 1812), conhecido, vulgarmente, como Guigó. algumas espécies animais da biodiversidade do bioma caatinga. O saruê, Didelphis Aurita, marsupial da família dos gambás, possui uma glândula que exala odor turma do 3º Ano G, com a colaboração de desagradável na região do ânus. Na gestação, de nossos professores Jorge Henrique e Maria cerca de 13 dias, a fêmea tem 8 filhotes que Andrade, decidimos dar nossa contribuição ficam presos em suas tetas por 3 meses, dentro em defesa dessa causa tão nobre. do marsúpio. Este jornal pretende ser, portanto, não apenas um veículo de informação a respeito da riqueza da biodiversidade do bioma Para Refletir caatinga, mas também um apelo às Defender a natureza não é uma tarefa consciências de nossos colegas, alunos do individual, mas uma grande missão a ser CMMF, para a necessidade de se preservar cumprida por todos, para que nosso sertão nossas riquezas naturais e, principalmente, a seja salvo e a biodiversidade de Nossa vida de nosso planeta. Senhora da Glória seja sempre renovada, e Boa leitura. não destruída. Equipe da Redação Vanessa Moura
  2. 2. Bio-Repórter – O Jornal da Biodiversidade – 3º Ano G - página 2 Biodiversidade Quadrinhos Educativos Ameaçada! Ainda há na propriedade de seu Antônio algumas espécies de árvores, também ameaçadas em nossa região, como o cedro, o manacal, o cajazeiro, entre outras. Algumas delas de grande importância pelo seu valor medicinal, como o manacal, que além de ser um poderoso cicatrizante possui propriedades analgésicas. Encontramos também o pereiro, uma árvore com propriedades poderosas para o tratamento de cálculo renal. O problema é que essas poucas árvores restantes nessas reservas demonstram apenas que nossa biodiversidade está ameaçada, já que falta reflorestamento e o IBAMA, órgão do governo responsável pela preservação do meio ambiente, pouco faz para que a nossa vegetação possa crescer e os proprietários de terras sejam obrigados a cumprir a lei, que prevê a manutenção de 20% de reserva nas propriedades rurais. Essa é mais uma lei em nosso país que só existe no papel e sua inobservância contribui, cada vez mais, para o desaparecimento da nossa biodiversidade de plantas e animais. Resta-nos somente apelar para pais e educadores para que priorizem, na formação das novas gerações, a educação ambiental, a fim de que nossas crianças sejam conscientizadas a respeito da importância do reflorestamento para garantir a biodiversidade da caatinga em Nossa Senhora da Glória e para a manutenção das vidas Quadrinhos elaborados com o Hagáquê, software educativo de livre distribuição futuras. disponível em http://www.nied.unicamp.br/~hagaque/ Givanilson Gouveia
  3. 3. Bio-Repórter – O Jornal da Biodiversidade – 3º Ano G - página 3 Entrevista com Véio Momento Cultural   Nossa Senhora da Glória/SE, em sua MATANÇA    origem, recebeu o nome “Boca da Mata” por Autores – Jatobá e Eugênio Avelino  possuir uma grande mata com mais de 700   Cantor – Xangai – CD – Cantoria  km2.  Ao longo do tempo, contudo, por motivos de sobrevivência, de necessidade e, às vezes,     ...Que triste sina teve o Cedro, nosso primo,   de falta de informação, acabou tendo sua   mata derrubada para dar lugar às plantações, Desde menino que eu nem gosto de falar.   aos  pastos e para fornecer aos moradores do Depois de tanto sofrimento, seu destino:   lugar a caça que utilizavam para comer e   Virou tamborete, mesa, cadeira, balcão de bar.   vender.   Quem, por acaso, ouviu falar da Sucupira?     Lamentavelmente, isso provocou um Parece até mentira que o Jacarandá   sério dano à biodiversidade local. A vegetação   Antes de virar poltrona, porta, armário   original está muito devastada e hoje só existe uma  pequena reserva preservada da mata Mora no dicionário, vida eterna milenar.     nativa aos cuidados de Véio, o grande artesão Quem hoje é vivo, corre perigo   gloriense, e nosso entrevistado de hoje pelos   E os inimigos do verde, da sombra, o ar   repórteres Givanilson Gouveia e Vanessa   Moura. Que se respira e a clorofila das matas virgens     Destruídas vão lembrar,     Que, quando chegar a hora,   BIO‐REPÓRTER:  Quais  são  os  tipos  de  árvores  É certo que não demora,   que são encontradas em sua reserva?  Não chame Nossa Senhora,   VÉIO:  Nessa  reserva  temos  baraúna,  aroeira,  Só quem pode nos salvar:   catingueira, cipó, caroá, imbira, mandacaru,  É Caviúna, Cerejeira, Baraúna, Imbuia, Pau d’arco,  Juazeiro, Jatobá,   temos  toda  a  vegetação.  Não  é  uma  mata  Gonçalo‐Alves, Paraíba, Itaúba, Louro, Ipê,  para  a  pessoa  entrar  e  se  perder,  mas  Paracaúba,   muitos que entram não sabem sair.  Peroba, Massaranduba,  BIO‐REPÓRTER:  Quais  são  os  animais  que  Carvalho, Mogno, Canela, Imbuzeiro, Catuaba,  existiam antes do desmatamento que hoje  Janaúba, Aroeira, Araribá,   não existe mais?  Pau‐ferro, Angico, Amargoso, Gameleira, Andiroba,  Copaíba, Pau Brasil, Jequitibá  VÉIO: Os animais que existiam aqui eram: veado,    onça,  cutia,  cágado,  papagaio,  sabiá,  tatu,  Quem hoje é vivo... corre perigo!  peba, tororoco, pica‐pau e arara.  BIO‐REPÓRTER:  Quais  são  os  animais  em  nosso  sertão que correm o risco de desaparecer?  Redação Chefe de Edição - Vanessa Moura VÉIO:  Preá,  saruê,  gambá,  mocó,  sagüi  e  a  Repórter - Givanilson Gouveia raposa.  Espero  que  a  população  possa  preservar esses animais.  Pesquisador - Jemisson Fernando Assistente de Diagramação - Prof. Jorge Henrique BIO‐REPÓRTER:  Qual  o  recado  que  o  senhor  deixa para conscientizar os jovens?  Fontes: VÉIO: Creio que para o futuro, para que os filhos  Fauna Ameaçada e  netos  de  vocês  possam  conhecer  nossa  http://www.achetudoeregiao.com.br/ANIMAIS/animais_em_extinca vegetação,  é  importante  preservar,  o2.htm freqüentar  a  escola  para  aprender  o  que  é  um  pé  de  cedro,  por  exemplo,  que  hoje  é  Instituto Hórus de Desenvolvimento e Preservação Ambiental muito procurado pelos nossos governantes.  http://www.institutohorus.org.br/inf_classes_mammalia.htm Mudas  dessa  planta  já  é  impossível  de  se  encontrar.  Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Saru%C3%AA  

×