SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Simulado 2º Ano Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 01  Verdadeiro Falso (UFS – 2002) José Dias amava os superlativos. Era um modo de dar feição monumental às ideias; não  as  havendo, servir a prolongar as frases. O pronome pessoal grifado está empregado no lugar de  as frases . O pronome retoma “as ideias” Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 02  Falso Verdadeiro (UFS – 2002) “ José Dias desculpava-se: " Se  soubesse, não teria falado,  mas  falei pela veneração, pela estima, pelo afeto...” As conjunções grifadas introduzem no contexto as noções de  condição  e  ressalva , respectivamente. Prof. Jorge Henrique - 2009 Conjunção subordinativa condicional Conjunção coordenativa adversativa
Questão 03  (UFS – 2002) “ ... com o passo sincopado de certas ocasiões...” Seria a expressão adequada para dizer-se o oposto de  com o passo vagaroso do costume . Verdadeiro Falso Marcado por pausas, fortemente acentuadas. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 04  (UFS – 2002) Levantou-se com o passo vagaroso do  costume . Seu  costume  era de chita, mas parecia de cerimônia. O emprego da palavra  costume  nas frases acima assinala um caso de polissemia. Falso Verdadeiro Prática antiga e geral, uso hábito. Vestuário externo de homem. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 05  (UFS – 2002) Amaríssimo   é a forma de superlativo do adjetivo  amargo , havendo na língua outros sufixos de origem culta, como em  paupérrimo , de  pobre . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 06  Falso Verdadeiro (UFS – 2002) ...  imobilizava- lhe  o pescoço. O pronome pessoal grifado está empregado com sentido possessivo. Prof. Jorge Henrique - 2009
Observação ,[object Object],Prof. Jorge Henrique - 2009 A política impregnava  sua  vida  inteira. ou A política impregnava a vida  dele  inteira. A política impregnava- lhe  a vida  inteira.
Questão 07  Falso Verdadeiro (UFS – 2002) O rodaque  de chita , veste  caseira  e  leve Os termos grifados são, respectivamente, expressão adjetiva e dois adjetivos. Casaco. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 08 (UFS – 2003) ... sibilava- lhe  nos lábios O pronome pessoal átono oblíquo está empregado com sentido possessivo, sendo essa frase equivalente a  sibilava nos seus lábios . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 09 Falso Verdadeiro (UFS – 2003) ... para arrancar- se  à insânia  que   o  invadia. As três palavras grifadas na frase acima classificam-se como pronomes. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 10  (UFS – 2003) O rico toucador,  esclarecido  por duas arandelas de cristal ... O vocábulo grifado está empregado com o sentido de  enfeitado . Verdadeiro Falso Esclarecer – tornar claro, iluminar. castiçal. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 11  (UFS – 2003) “ Há conotação em  como o náufrago que trava do menor fragmento no meio das ondas em que se debate .” Verdadeiro Falso travar – prender, agarrar, pegar. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 12  (UFS – 2003) Agora  e  nunca  classificam-se como advérbios. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 13 (UFS – 2003) Seixas arrojou-se a  passos  precípites. Desfilava no  paço  a elegância de seus trajes. As palavras grifadas em ambas as frases são exemplo de  homonímia . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009 Palácio, corte, residência do rei.
Questão 15 (UFS – 2003) Arrimou-se como um ébrio à  cômoda  que estava próxima ... Era uma atitude  cômoda  aceitar aquela humilhação. A palavra grifada pertence à mesma classe gramatical em ambas as  ocorrências. Verdadeiro Falso Apoiou-se, valeu-se, socorreu-se. substantivo adjetivo Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 16 (UFS – 2004) “ Eu tinha onze anos. Frequentara como externo, durante alguns meses, uma escola familiar do Caminho Novo, onde algumas senhoras inglesas, sob a direção do pai, distribuíam educação à infância como melhor lhes parecia. Entrava às nove horas, timidamente, ignorando as lições com a maior regularidade, e bocejava até às duas...”. O emprego dos numerais indica a ordenação do tempo no fluxo narrativo. Verdadeiro Falso Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 17 (UFS – 2004) Bastante  experimentei depois a verdade deste aviso...  Bastantes  anos depois, experimentei a verdade deste aviso ...  O emprego das palavras grifadas está correto em ambas as frases, pois classificam-se, respectivamente, como  advérbio  e  adjetivo . Prof. Jorge Henrique - 2009 Verdadeiro Falso
Questão 18 (UFS – 2004) “ Bastante experimentei depois a verdade deste aviso,  que  me despia, num gesto, das ilusões de criança educada exoticamente na estufa de carinho que é o regime do amor doméstico, diferente do que se encontra fora, tão diferente,  que  parece o poema dos cuidados maternos um artifício sentimental...” As palavras grifadas acima são, ambas, pronomes relativos. Verdadeiro Falso Pronome relativo Conjunção subordinativa Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 19 (UFS – 2004) ...  Sobre  a mesma base fantástica de esperança  ...  Sob  a coloração cambiante das horas ...  As palavras grifadas classificam-se como  preposições , constituindo um caso de  antonímia  na língua. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 20 (UFS – 2005) “ Já então possuía os olhos grandes e claros, menos sabedores, mas dotados de  um mover   particular, que não era o espalhado da mãe, nem o apagado do pai...” O vocábulo grifado é exemplo de que as palavras, de acordo com o seu uso na frase, podem incluir-se em diferentes classes gramaticais. Falso Verdadeiro Verbo, que, neste caso, é empregado como substantivo. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 21  (UFS – 2005) “ ... e dificilmente consentiu em aprender a dançar”.  O significado original da frase acima está corretamente reproduzido em  “foi com muita dificuldade que aprendeu a dançar” . Verdadeiro Falso Concordou, aceitou. Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 22 (UFS – 2005) “ Flora, aos quinze anos, dava-lhe para se meter consigo. Aires, que  a  conheceu por esse tempo, em casa de Natividade, acreditava que a moça viria a ser  inexplicável”. O pronome grifado na frase acima substitui corretamente, considerando-se o contexto, o substantivo próprio  Flora. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 23  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Verdadeiro Falso Somente, apenas Solitário, sozinho Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 24 (UFS – 2006) “ Durante a primeira quinzena do colégio, o pensamento de um feriado e regresso à família inebriou-me como a ansiedade de um ideal fabuloso. Quando tornei a ver os  meus , foi como se os houvesse adquirido de uma ressurreição milagrosa”. O pronome possessivo grifado está empregado com valor de substantivo, entendendo-se ter havido a supressão de um vocábulo,  familiares. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 25  (UFS – 2006) “ ... E devorar  exata  e  exclusivamente  o que me era mais  caro ...”  As palavras grifadas nesta frase têm valor de adjetivos. Verdadeiro Falso Advérbios de modo adjetivo Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 26 (UFS – 2006 – Itabaiana) Seu crescimento  fora  muito rápido...  A forma do verbo  ser  denota fato anterior em relação ao momento dos fatos indicados pela narrativa. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 27  (UFS – 2006 – Itabaiana) Era Emília um colibri implume;  por conseguinte  um monstrinho.  O termo assinalado tem sentido equivalente a  conquanto , e introduz uma ressalva, considerando-se  o contexto. Verdadeiro Falso Conjunção concessiva Prof. Jorge Henrique - 2009
Questão 28  (UFS – 2006 – Itabaiana) A mesma relação existente entre  muito feia  e  fealdade  encontra-se também no par  excessiva magreza  e  estatura . Verdadeiro Falso Altura. Prof. Jorge Henrique - 2009

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesLingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesDaniele Costa
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46luisprista
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemMila E Wlamir
 
Habilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagemHabilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagempaulomonteiropimpao
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28luisprista
 
Simulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bSimulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bElizete Lopes
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36luisprista
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26luisprista
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90luisprista
 
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02ma.no.el.ne.ves
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20luisprista
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010LeYa
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44luisprista
 
Revisional de língua portuguesa para o cfsd
Revisional de língua portuguesa para o cfsdRevisional de língua portuguesa para o cfsd
Revisional de língua portuguesa para o cfsdma.no.el.ne.ves
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20luisprista
 

Mais procurados (20)

Lingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesLingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testes
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 45-46
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Habilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagemHabilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagem
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 21-22
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 27-28
 
Simulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano bSimulado língua portuguesa 1º ano b
Simulado língua portuguesa 1º ano b
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 5-6
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 25-26
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 89-90
 
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02
Exercícios sobre estilística e figuras de linguagem, 02
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 19-20
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 43-44
 
Revisional de língua portuguesa para o cfsd
Revisional de língua portuguesa para o cfsdRevisional de língua portuguesa para o cfsd
Revisional de língua portuguesa para o cfsd
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 25-26
 
1º gramática
1º gramática1º gramática
1º gramática
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 20
 

Destaque

Exercícios sobre período compostso
Exercícios sobre período compostsoExercícios sobre período compostso
Exercícios sobre período compostsoma.no.el.ne.ves
 
Direito Constitucional - Nacionalidade
Direito Constitucional - NacionalidadeDireito Constitucional - Nacionalidade
Direito Constitucional - NacionalidadePreOnline
 
Direito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - AcumulaçãoDireito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - AcumulaçãoPreOnline
 
Português para concursos públicos - Concordância Verbal
Português para concursos públicos - Concordância VerbalPortuguês para concursos públicos - Concordância Verbal
Português para concursos públicos - Concordância VerbalPreOnline
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1ana paula
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasChristiane Queiroz
 
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)OUVIDORIAMA
 
Direito Administrativo - Regras de Interpretação
Direito Administrativo - Regras de InterpretaçãoDireito Administrativo - Regras de Interpretação
Direito Administrativo - Regras de InterpretaçãoPreOnline
 
Direito Administrativo - Responsabilidade do Servidor
Direito Administrativo - Responsabilidade do ServidorDireito Administrativo - Responsabilidade do Servidor
Direito Administrativo - Responsabilidade do ServidorPreOnline
 
Simulado direito administrativo
Simulado direito administrativoSimulado direito administrativo
Simulado direito administrativoEduardo Alves
 
Português para concursos públicos - Verbos
Português para concursos públicos - VerbosPortuguês para concursos públicos - Verbos
Português para concursos públicos - VerbosPreOnline
 
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88Mentor Concursos
 
Português para concursos públicos - Complemento Verbal
Português para concursos públicos - Complemento VerbalPortuguês para concursos públicos - Complemento Verbal
Português para concursos públicos - Complemento VerbalPreOnline
 
Questões 11 – 25 sob: Conceito, fontes, regime administrativo e Princíp...
Questões 11 – 25 sob:  Conceito,  fontes,  regime  administrativo  e  Princíp...Questões 11 – 25 sob:  Conceito,  fontes,  regime  administrativo  e  Princíp...
Questões 11 – 25 sob: Conceito, fontes, regime administrativo e Princíp...William Soph
 
Material gratuito n°1 artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vf
Material gratuito n°1   artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vfMaterial gratuito n°1   artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vf
Material gratuito n°1 artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vfEliane Miranda
 

Destaque (20)

Verbos - Parte 2
Verbos - Parte 2Verbos - Parte 2
Verbos - Parte 2
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
 
Verbos - parte 1
Verbos - parte 1Verbos - parte 1
Verbos - parte 1
 
Slides aula verbos
Slides   aula verbosSlides   aula verbos
Slides aula verbos
 
Exercícios sobre período compostso
Exercícios sobre período compostsoExercícios sobre período compostso
Exercícios sobre período compostso
 
Direito Constitucional - Nacionalidade
Direito Constitucional - NacionalidadeDireito Constitucional - Nacionalidade
Direito Constitucional - Nacionalidade
 
Direito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - AcumulaçãoDireito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - Acumulação
 
Português para concursos públicos - Concordância Verbal
Português para concursos públicos - Concordância VerbalPortuguês para concursos públicos - Concordância Verbal
Português para concursos públicos - Concordância Verbal
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)
PROGRAMA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (PNDH-3)
 
Direito Administrativo - Regras de Interpretação
Direito Administrativo - Regras de InterpretaçãoDireito Administrativo - Regras de Interpretação
Direito Administrativo - Regras de Interpretação
 
Direito Administrativo - Responsabilidade do Servidor
Direito Administrativo - Responsabilidade do ServidorDireito Administrativo - Responsabilidade do Servidor
Direito Administrativo - Responsabilidade do Servidor
 
Simulado direito administrativo
Simulado direito administrativoSimulado direito administrativo
Simulado direito administrativo
 
Português para concursos públicos - Verbos
Português para concursos públicos - VerbosPortuguês para concursos públicos - Verbos
Português para concursos públicos - Verbos
 
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88
Direito Constitucional - Art. 5º da CF 88
 
Direito constitucional v
Direito constitucional vDireito constitucional v
Direito constitucional v
 
Português para concursos públicos - Complemento Verbal
Português para concursos públicos - Complemento VerbalPortuguês para concursos públicos - Complemento Verbal
Português para concursos públicos - Complemento Verbal
 
Questões 11 – 25 sob: Conceito, fontes, regime administrativo e Princíp...
Questões 11 – 25 sob:  Conceito,  fontes,  regime  administrativo  e  Princíp...Questões 11 – 25 sob:  Conceito,  fontes,  regime  administrativo  e  Princíp...
Questões 11 – 25 sob: Conceito, fontes, regime administrativo e Princíp...
 
Material gratuito n°1 artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vf
Material gratuito n°1   artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vfMaterial gratuito n°1   artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vf
Material gratuito n°1 artigos 196 a 200 da cf-88 + 30 questões. vf
 

Semelhante a Simulado Interativo-Português-PPS-02

Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02
Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02
Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp027roni7
 
Visão geral das figuras de linguagem
Visão geral das figuras de linguagemVisão geral das figuras de linguagem
Visão geral das figuras de linguagemma.no.el.ne.ves
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertidoguest7174ad
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertidoguest7174ad
 
Relações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentidoRelações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentidoma.no.el.ne.ves
 
Fonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritoFonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritojasonrplima
 
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..ppt
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..pptExpressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..ppt
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..pptJosRibamarcosta
 
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativosNAPNE
 
Recursosexpressivos
RecursosexpressivosRecursosexpressivos
Recursosexpressivosaly pereira
 
Colocação pronominal e pronomes.ppt
Colocação pronominal e pronomes.pptColocação pronominal e pronomes.ppt
Colocação pronominal e pronomes.pptSecretariaMundeEduca
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemShinnayder
 
Simulado MACVEST - 3 2012
Simulado MACVEST - 3 2012Simulado MACVEST - 3 2012
Simulado MACVEST - 3 2012Matheus Ronconi
 

Semelhante a Simulado Interativo-Português-PPS-02 (20)

Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02
Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02
Simulado3ano 2009-091205162115-phpapp02
 
Visão geral das figuras de linguagem
Visão geral das figuras de linguagemVisão geral das figuras de linguagem
Visão geral das figuras de linguagem
 
Revisao portugues
Revisao portuguesRevisao portugues
Revisao portugues
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Relações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentidoRelações de palavras e de sentido
Relações de palavras e de sentido
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Fonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritoFonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabarito
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..ppt
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..pptExpressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..ppt
Expressões com valor homonímico, metafórico e metonímico..ppt
 
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos
06 - Estruturas com valor adjetivo + uso dos pronomes relativos
 
Recursosexpressivos
RecursosexpressivosRecursosexpressivos
Recursosexpressivos
 
Colocação pronominal e pronomes.ppt
Colocação pronominal e pronomes.pptColocação pronominal e pronomes.ppt
Colocação pronominal e pronomes.ppt
 
ENEM-2001
ENEM-2001ENEM-2001
ENEM-2001
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
Simulado MACVEST - 3 2012
Simulado MACVEST - 3 2012Simulado MACVEST - 3 2012
Simulado MACVEST - 3 2012
 

Mais de Jorge Henrique

Mais de Jorge Henrique (8)

Acentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdfAcentuação Gráfica-2009.pdf
Acentuação Gráfica-2009.pdf
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
 
Período Simples
Período SimplesPeríodo Simples
Período Simples
 
Formação de palavras
Formação de palavrasFormação de palavras
Formação de palavras
 
CRASE
CRASECRASE
CRASE
 
Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da BiodiversidadeBio-repórter - O jornal da Biodiversidade
Bio-repórter - O jornal da Biodiversidade
 
Acentuação Gráfica
Acentuação GráficaAcentuação Gráfica
Acentuação Gráfica
 
Fonologia e fonética
Fonologia e fonéticaFonologia e fonética
Fonologia e fonética
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 

Simulado Interativo-Português-PPS-02

  • 1. Simulado 2º Ano Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 2. Questão 01 Verdadeiro Falso (UFS – 2002) José Dias amava os superlativos. Era um modo de dar feição monumental às ideias; não as havendo, servir a prolongar as frases. O pronome pessoal grifado está empregado no lugar de as frases . O pronome retoma “as ideias” Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 3. Questão 02 Falso Verdadeiro (UFS – 2002) “ José Dias desculpava-se: " Se soubesse, não teria falado, mas falei pela veneração, pela estima, pelo afeto...” As conjunções grifadas introduzem no contexto as noções de condição e ressalva , respectivamente. Prof. Jorge Henrique - 2009 Conjunção subordinativa condicional Conjunção coordenativa adversativa
  • 4. Questão 03 (UFS – 2002) “ ... com o passo sincopado de certas ocasiões...” Seria a expressão adequada para dizer-se o oposto de com o passo vagaroso do costume . Verdadeiro Falso Marcado por pausas, fortemente acentuadas. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 5. Questão 04 (UFS – 2002) Levantou-se com o passo vagaroso do costume . Seu costume era de chita, mas parecia de cerimônia. O emprego da palavra costume nas frases acima assinala um caso de polissemia. Falso Verdadeiro Prática antiga e geral, uso hábito. Vestuário externo de homem. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 6. Questão 05 (UFS – 2002) Amaríssimo é a forma de superlativo do adjetivo amargo , havendo na língua outros sufixos de origem culta, como em paupérrimo , de pobre . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 7. Questão 06 Falso Verdadeiro (UFS – 2002) ... imobilizava- lhe o pescoço. O pronome pessoal grifado está empregado com sentido possessivo. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 8.
  • 9. Questão 07 Falso Verdadeiro (UFS – 2002) O rodaque de chita , veste caseira e leve Os termos grifados são, respectivamente, expressão adjetiva e dois adjetivos. Casaco. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 10. Questão 08 (UFS – 2003) ... sibilava- lhe nos lábios O pronome pessoal átono oblíquo está empregado com sentido possessivo, sendo essa frase equivalente a sibilava nos seus lábios . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 11. Questão 09 Falso Verdadeiro (UFS – 2003) ... para arrancar- se à insânia que o invadia. As três palavras grifadas na frase acima classificam-se como pronomes. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 12. Questão 10 (UFS – 2003) O rico toucador, esclarecido por duas arandelas de cristal ... O vocábulo grifado está empregado com o sentido de enfeitado . Verdadeiro Falso Esclarecer – tornar claro, iluminar. castiçal. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 13. Questão 11 (UFS – 2003) “ Há conotação em como o náufrago que trava do menor fragmento no meio das ondas em que se debate .” Verdadeiro Falso travar – prender, agarrar, pegar. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 14. Questão 12 (UFS – 2003) Agora e nunca classificam-se como advérbios. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 15. Questão 13 (UFS – 2003) Seixas arrojou-se a passos precípites. Desfilava no paço a elegância de seus trajes. As palavras grifadas em ambas as frases são exemplo de homonímia . Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009 Palácio, corte, residência do rei.
  • 16. Questão 15 (UFS – 2003) Arrimou-se como um ébrio à cômoda que estava próxima ... Era uma atitude cômoda aceitar aquela humilhação. A palavra grifada pertence à mesma classe gramatical em ambas as ocorrências. Verdadeiro Falso Apoiou-se, valeu-se, socorreu-se. substantivo adjetivo Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 17. Questão 16 (UFS – 2004) “ Eu tinha onze anos. Frequentara como externo, durante alguns meses, uma escola familiar do Caminho Novo, onde algumas senhoras inglesas, sob a direção do pai, distribuíam educação à infância como melhor lhes parecia. Entrava às nove horas, timidamente, ignorando as lições com a maior regularidade, e bocejava até às duas...”. O emprego dos numerais indica a ordenação do tempo no fluxo narrativo. Verdadeiro Falso Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 18. Questão 17 (UFS – 2004) Bastante experimentei depois a verdade deste aviso... Bastantes anos depois, experimentei a verdade deste aviso ... O emprego das palavras grifadas está correto em ambas as frases, pois classificam-se, respectivamente, como advérbio e adjetivo . Prof. Jorge Henrique - 2009 Verdadeiro Falso
  • 19. Questão 18 (UFS – 2004) “ Bastante experimentei depois a verdade deste aviso, que me despia, num gesto, das ilusões de criança educada exoticamente na estufa de carinho que é o regime do amor doméstico, diferente do que se encontra fora, tão diferente, que parece o poema dos cuidados maternos um artifício sentimental...” As palavras grifadas acima são, ambas, pronomes relativos. Verdadeiro Falso Pronome relativo Conjunção subordinativa Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 20. Questão 19 (UFS – 2004) ... Sobre a mesma base fantástica de esperança ... Sob a coloração cambiante das horas ... As palavras grifadas classificam-se como preposições , constituindo um caso de antonímia na língua. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 21. Questão 20 (UFS – 2005) “ Já então possuía os olhos grandes e claros, menos sabedores, mas dotados de um mover particular, que não era o espalhado da mãe, nem o apagado do pai...” O vocábulo grifado é exemplo de que as palavras, de acordo com o seu uso na frase, podem incluir-se em diferentes classes gramaticais. Falso Verdadeiro Verbo, que, neste caso, é empregado como substantivo. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 22. Questão 21 (UFS – 2005) “ ... e dificilmente consentiu em aprender a dançar”. O significado original da frase acima está corretamente reproduzido em “foi com muita dificuldade que aprendeu a dançar” . Verdadeiro Falso Concordou, aceitou. Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 23. Questão 22 (UFS – 2005) “ Flora, aos quinze anos, dava-lhe para se meter consigo. Aires, que a conheceu por esse tempo, em casa de Natividade, acreditava que a moça viria a ser inexplicável”. O pronome grifado na frase acima substitui corretamente, considerando-se o contexto, o substantivo próprio Flora. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 24.
  • 25. Questão 24 (UFS – 2006) “ Durante a primeira quinzena do colégio, o pensamento de um feriado e regresso à família inebriou-me como a ansiedade de um ideal fabuloso. Quando tornei a ver os meus , foi como se os houvesse adquirido de uma ressurreição milagrosa”. O pronome possessivo grifado está empregado com valor de substantivo, entendendo-se ter havido a supressão de um vocábulo, familiares. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 26. Questão 25 (UFS – 2006) “ ... E devorar exata e exclusivamente o que me era mais caro ...” As palavras grifadas nesta frase têm valor de adjetivos. Verdadeiro Falso Advérbios de modo adjetivo Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 27. Questão 26 (UFS – 2006 – Itabaiana) Seu crescimento fora muito rápido... A forma do verbo ser denota fato anterior em relação ao momento dos fatos indicados pela narrativa. Falso Verdadeiro Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 28. Questão 27 (UFS – 2006 – Itabaiana) Era Emília um colibri implume; por conseguinte um monstrinho. O termo assinalado tem sentido equivalente a conquanto , e introduz uma ressalva, considerando-se o contexto. Verdadeiro Falso Conjunção concessiva Prof. Jorge Henrique - 2009
  • 29. Questão 28 (UFS – 2006 – Itabaiana) A mesma relação existente entre muito feia e fealdade encontra-se também no par excessiva magreza e estatura . Verdadeiro Falso Altura. Prof. Jorge Henrique - 2009