Design met criacao marcas 2012

1.212 visualizações

Publicada em

Aula ministrada por Prof Daniel Branco no curso de publicidade do IBES.

Publicada em: Design
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Design met criacao marcas 2012

  1. 1. designmetodologia paracriação de marcas
  2. 2. design metodologia para criação de marcas o método seu amigo é
  3. 3. design metodologia para criação de marcas o método seu amigo é «metodologia é uma ferramenta para alcançar um objetivo»
  4. 4. design metodologia para criação de marcas «metodologia é uma ferramenta para alcançar um objetivo»
  5. 5. design metodologia para criação de marcas «metodologia é uma ferramenta para alcançar um objetivo» Tio, então é como se fosse um jogo de futebol, em que dá pra jogar sem estratégia, mas é mais fácil ganhar se tiver um método?
  6. 6. design metodologia para criação de marcas sim, pequena criança qualquer coisa pode dar certo sem método, mas com método há muito mais chances de dar certo
  7. 7. design metodologia para criação de marcas 1. briefing Leitura atenta do briefing ou reunião com o cliente para reunir informações. Aqui é importante estar atento para as necessidades concretas e subjetivas do cliente. Qualquer informação neste momento é importante. 2. pesquisa Procurar saber o máximo possível sobre o cliente, produto ou serviço. Nesta fase, qualquer informação pode gerar um embrião de ideia. 3. definição de conceitos chave Esta fase é importantíssima e você deve evitar ao máximo não passar por ela. a) faça uma lista em uma folha de papel palavras que tenham a ver com o cliente, produto ou serviço. Ex: para uma loja de brinquedos podem valer palavras como INFÂNCIA, ALEGRIA, BRINCADEIRA, DIVERSÃO, CORES, CONFIANÇA etc; b) depois de pronta, elimine as palavras que representam conceitos menos relevantes. O ideal é chegar até uma palavra-chave forte e significativa o bastante que satisfaça os objetivos do briefing. É em cima desta pavra-chave ou conceito que você deverá raciocinar na próxima fase.
  8. 8. design metodologia para criação de marcas 4. brainstorm Pode ser individual ou em grupo. Aqui você deverá desenhar o maior número de esboços (longe do computador, de preferência) que puder. Não se preocupe (ainda) com a qualidade das ideias e dos desenhos. Preocupe-se em ter ideias que satisfaçam os conceitos chave que você encontrou na fase anterior. 5. primeira peneira Dê um tempo no brainstorm. Volte aos seus rabiscos e rascunhos e comece a cortar os piores até que você reduza tudo a umas 5 ideias ou conceitos. Destes, escolha uns três para desenhar no computador. 6. desenhando as opções Use o coreldraw ou o illustrator para dar forma às opções que você escolheu como mais promissoras. 7. estude as fontes Escolha uma série de fontes que tenham a ver com o briefing. Escreva o nome do cliente com cada uma delas. Olhe para todas e vá eliminando as piores. A intenção é reduzir a 3 ou 4 fontes que poderão ser usadas nas marcas.
  9. 9. design metodologia para criação de marcas 8 . estude as cores Se o cliente pediu uma cor (e geralmente vai pedir mesmo) escolha que outras cores poderão contribuir de forma harmônica para o sentido da marca. Se não há uma cor pré-definida escolha cores embasado em motivos psicológicos e culturais, não apenas estéticos. Assim fica mais fácil aprovar com o cliente depois. 9 . segunda peneira Depois de fazer algumas versões de cada ideia analise tudo a fim de escolher a melhor. Contar com as opiniões de outras pessoas neste momento pode ajudar muito. Você pode, ainda, elaborar uma MATRIZ DE AVALIAÇÂO para ajudar a decidir.
  10. 10. design metodologia para criação de marcas opção A opção B opção C (1-3) (1-5) (1-5) (1-5) critério peso valor nota valor nota valor nota moder- nidade 3 5 15 2 6 4 12 femini- 2 3 6 4 8 2 4 lidade preço baixo 3 4 12 1 3 5 15 redução 2 3 6 1 2 5 10 aplicação 1 5 5 2 2 1 1 custos 3 5 15 1 3 5 15 TOTAIS 59 24 57 matriz de avaliação
  11. 11. design metodologia para criação de marcas 10 . apresente para o cliente Prepare um memorial descritivo da marca escolhida e apresente a marca impecavelmente montada em pranchas de le plume. Prepare-se para defender suas escolhas de cores, fontes e símbolo. 11(a . aplicação da identidade visual Se a marca foi aprovada sem alterações, você está livre para aplicá-la à papelaria e demais locais ou mídias que se fizerem necessários. É o momento, também, de elaborar o Manual de Aplicação da Marca. 11(b . reapresentação da marca Se a marca não foi aprovada pelo cliente, volte para a mesa de trabalho e avalie se vale a pena apresentar uma das outras opções finalistas ou se é necessário retomar o processo desde o início criando algo completamente diferente.
  12. 12. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  13. 13. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  14. 14. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  15. 15. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  16. 16. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  17. 17. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  18. 18. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  19. 19. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  20. 20. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  21. 21. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  22. 22. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  23. 23. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  24. 24. design empresa de transporte por helicóptero caso 01
  25. 25. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  26. 26. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  27. 27. design clínica de estética e medicina chinesaPentagramas .Desde os primórdios dahumanidade, o ser humano sempre se sentiu envolto porforças superiores e trocas energéticas que nem sempresoube identificar. Sujeito a perigos e riscos, teve anecessidade de captar forças benéficas para se proteger deseus inimigos e das vibrações maléficas. Foi em busca deimagens, objetos, e criou símbolos para poder entrar emsintonia com energias superiores e ir ao encontro de algumaforma de proteção. Dentre estes inúmeros símbolos criadospelo homem, se destaca o pentagrama, que evoca umasimbologia múltipla, sempre fundamentada no número 5, queexprime a união dos desiguais. As cinco pontas dopentagrama põem em acordo, numa união fecunda, o 3, quesignifica o principio masculino, e o 2, que corresponde aoprincípio feminino. Ele simboliza, então, o andrógino.O pentagrama sempre esteve associado com o mistério e amagia. Ele é a forma mais simples de estrela, que deve sertraçada com uma única linha, sendo consequentementechamado de "Laço Infinito". A potência e associações dopentagrama evoluíram ao longo da história. Hoje é umsímbolo onipresente entre os neo-pagãos, com muitaprofundidade mágica e grande significado simbólico. Um deseus mais antigos usos se encontra na Mesopotâmia, onde afigura do pentagrama aparecia em inscrições reais esimbolizava o poder imperial que se estendia "aos quatrocantos do mundo". Entre os Hebreus, o símbolo foidesignado como a Verdade, para os cinco livros doPentateuco (os cinco livros do Velho Testamento, atribuídosa Moisés). Às vezes é incorretamente chamado de "Selo deSalomão", sendo, entretanto, usado em paralelo com oHexagrama.Na Grécia Antiga, era conhecido como Pentalpha,geometricamente composto de cinco As. Pitágoras, filósofo ematemático grego, grande místico e moralista, iniciado nosgrandes mistérios, percorreu o mundo nas suas viagens e,em decorrência, se encontram possíveis explicações para apresença do pentagrama, no Egito, na Caldéia e nas terrasao redor da Índia. A geometria do pentagrama e suasassociações metafísicas foram exploradas pelos pitagóricos,que o consideravam um emblema de perfeição. A geometriado pentagrama ficou conhecida como " A ProporçãoDourada", que ao longo da arte pós helênica, pôde serobservada nos projetos de alguns templos.Para os agnósticos, era o pentagrama a "Estrela Ardente" e,como a Lua crescente, um símbolo relacionado à magia eaos mistérios do céu noturno. Para os druidas, era umsímbolo divino e, no Egito, era o símbolo do útero da terra,guardando uma relação simbólica com o conceito da formada pirâmide.Os celtas pagãos atribuíam o símbolo do pentagrama àdeusa Morrigan. Os primeiros cristãos relacionavam opentagrama às cinco chagas de Cristo e, desde então, até ostempos medievais, era um símbolo cristão. Antes daInquisição não havia nenhuma associação maligna ao caso 02
  28. 28. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  29. 29. design clínica de estética e medicina chinesaCorinthians 6:19-20 (NCV) tells us, "You should know that your body is a temple for the Holy Spirit who is in you. You have received the Holy Spiritfrom God. So you do not belong to yourselves, because you were bought by God for a price. So honor God with your bodies.”Corinthians 6: 19-20 (VCL) nos diz, "Você deve saber que seu corpo é um templo para o Espírito Santo, que está em você. Você recebeuo Espírito Santo de Deus. Portanto, você não pertence a vós, porque você foi comprado por Deus por um preço. Portanto, homenageie Deus comseu corpo." caso 02
  30. 30. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  31. 31. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  32. 32. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  33. 33. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  34. 34. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  35. 35. design clínica de estética e medicina chinesa seu corpo é seu templo ekilibrium ekilibrium seu corpo é seu templo caso 02
  36. 36. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  37. 37. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  38. 38. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  39. 39. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  40. 40. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  41. 41. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  42. 42. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  43. 43. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  44. 44. design clínica de estética e medicina chinesa } caso 02
  45. 45. design clínica de estética e medicina chinesa + } caso 02
  46. 46. design clínica de estética e medicina chinesa + } caso 02
  47. 47. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  48. 48. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  49. 49. design clínica de estética e medicina chinesa caso 02
  50. 50. }

×