CRISTALISAR SINERGIAS E GERAR VALOR
Curriculum Paulo Machado Fernandes• 10 Anos como Director Comercial e de Marketing em Empresa de Tecnologia de Software. (...
Tópico UmS    •Gestão da QualidadeE    Tópico DoisRV   •Marketing Estratégico    Tópico TrêsIÇ   •Produtos    Tópico Quatr...
SERVIÇOS
ONTEM
HOJE          Qualidade             Produtos                   OBJECTIVOS       Função Marketing   Internacionalização
AGIR                               Etapa 3                               • Internacionalização              Etapa 2       ...
ETAPAS1                                             2                                          3            Gestão por Pro...
GESTÃO DA QUALIDADE
HABITUALESTRUTURAPESADA DASORGANIZAÇÕES
ESTRUTURA DA ORGANIZAÇÃO POR “QUINTAS” ,ONDESÓ DE VEZ EM QUANDO “ENGRENAM” EM CONJUNTO.
PRETENDE-SE QUE A ESTRUTURA DA ORGANIZAÇÃO,     SEJA GERIDA POR PROCESSOS SIMPLESESPELHADO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDA...
ESTRUTURA DE CADA PROCESSO DEVERÁ SER SIMPLES E MOTIVANTE.    ETAPA 1          Definição dos Objectivos do Projecto Planea...
IMPLEMENTAÇÃO SIMPLES DO SGQ.                       Plano de                                        Manual da     Início  ...
MARKETING ESTRATÉGICO
SEGMENTAÇÃO               COMPETITIVIDADE ESTRATÈGICA
SEGMENTAÇÃO ESTRATÉGICA               Pesquisa                                    OfertaSegmentação                       ...
COMPETITIVIDADE             Competitividade              e Contexto do                 NegócioAnálise de                  ...
TENDENCIAS DE                                                                                    MERCADO                  ...
PRODUTOS
BLUETOOTH MARKETING•Publicidade directa•Informação de promoções imobiliárias•Menus de Restaurantes.•Cartaz de espectáculos...
Solução       para      Gestão      doAtendimento QSYSTEM é o sistemacriado pela TI2000 exclusivamentepara serviços de ate...
• Fidelize o seu cliente.                                            • Conheça o comportamento do seu consumidor.         ...
INTERNACIONALIZAÇÃO
A diferença que existe entre o nosso modelo deInternacionalização e o modelo adoptado pelasagências nacionais, é que o con...
DEFINITIVAMENTE                     Unipessoal, Lda.   ORGANIZAÇÃO,PROMOÇÃO DA MARCA                         PARCEIROS    ...
Uma empresa de tecnologia que pretendia internacionalizar-se, iadesbravar o mercado no país destino correndo riscos para “...
Pesquisa     Eventos e    Comunicação                                         Contactos      Mercado                      ...
COMUNIDADE TECNOLÓGICA:    CRIAR SINERGIAS
As parceriasestratégicas, permitemque não estejamoslimitados estritamente eExclusivamenteConcentrados emdeterminadas áreas...
DEFINITIVAMENTE –                                       Definir TI entre                                      Tendências, ...
PROCESSO    DECOMUNICAÇÃO
Cristalização de sinergias entre empresas deTecnologia, com a coragem de entrar numnovo modelo de negócio, com grandepoten...
GERAR VALOR
O   Objectivo             principal     é    aaproximação     estratégica       entre     asempresas      parceiras     co...
Obrigado pelo vosso tempo e até breve
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao_Definitivamente_2011

576 visualizações

Publicada em

A Definitivamente, Unipessoal Lda. nasceu com o propósito, de querer ser a empresa de serviços que mais impulsiona a Certificação das empresas Portuguesas na norma NP EN ISO 9001:2008 contribuindo por isso para a sua melhoria organizacional, na massificação da internacionalização de empresas de Tecnologia, contribuindo por isso, para inversão das tendências e ainda na cooperação para a redefinição da Estratégia de Marketing através da implementação e acompanhamento de um Plano de Marketing.
Foi um processo intenso de 16 meses, com o objectivo de definir um modelo para cooperar com o mercado, na organização Interna e em procurar o equilíbrio das exportações de Tecnologia, sendo por isso bastante positivo.
Estas parcerias estratégicas, permitem que não estejamos limitados em determinadas áreas de actuação, podendo para isso constatar todas as ofertas que a Definitivamente, Unipessoal Lda. possuí e que dentro de algum tempo terá muitas mais, em virtude de outros potenciais parceiros estarem desde já motivados a nos acompanhar e a aumentar o seu “valor” no mercado.
O Parceiro “Menos” existente no mercado, connosco pode ser “Mais”, através da nossa contribuição para o seu crescimento no mercado.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao_Definitivamente_2011

  1. 1. CRISTALISAR SINERGIAS E GERAR VALOR
  2. 2. Curriculum Paulo Machado Fernandes• 10 Anos como Director Comercial e de Marketing em Empresa de Tecnologia de Software. (1993-2003)• 6 Anos como Director da Gestão da Qualidade. (2003-2009)• 4 Anos como Responsável de Internacionalização Ibérica de Tecnologia ERP (Madrid e Barcelona).(2005-2009)• Licenciado em Gestão de Marketing.• Mestrando em Marketing de Serviços. (2010)• Auditor Coordenador IRCA (Líder) NP EN ISO 9001:2008
  3. 3. Tópico UmS •Gestão da QualidadeE Tópico DoisRV •Marketing Estratégico Tópico TrêsIÇ •Produtos Tópico QuatroOS •Internacionalização
  4. 4. SERVIÇOS
  5. 5. ONTEM
  6. 6. HOJE Qualidade Produtos OBJECTIVOS Função Marketing Internacionalização
  7. 7. AGIR Etapa 3 • Internacionalização Etapa 2 • Gestão de Marketing Estratégico eEtapa 1 Produto• Gestão por processos• Gestão Qualidade NP EN ISO 9001:2008
  8. 8. ETAPAS1 2 3 Gestão por Processos Gestão de Marketing e Qualidade ISO Internacionalização e Produto 9001:2008- Determinação de Requisitos. - Produção de Plano de Marketing - Pesquisa Exploratória do Mercado- Apoio á Certificação e Implementação Ibérico de Tecnologia.do SGQ na Norma NP EN ISO - Posicionamento de Imagem, Marca e9001:2008, reuniões de Sensibilização e Produto..Pesquisa e Análise das - Contactos com Potenciais Parceiros eAuditorias Internas. Tendências de Consumo. Negociação de acordo de parceria.- Auditorias da Qualidade Externas, 2ª e - Promoção de Vendas e Gestão de - Definição da Estratégia de3ª parte. Produto. Internacionalização.- Reorganização Interna das - Obtenção de Requisitos para Novos - Colaboração e Cooperação comOrganizações com Customer Care. Produtos. Análise de Mercado e da sua Exportadores. Oferta.- Gestão por Processos e Controlo da - Organização de Eventos paraEficácia. - Definição da Estratégia de Distribuição Divulgação de Produtos e Serviços. para Produtos e Serviços. Projectos de- Implementação de Sistema de Apoio á Responsabilidade Social e de Marketing - Tradução e Avaliação da LegislaçãoDecisão e Melhorias de Desempenho. Social. Aplicável a Produtos. - Constituição de Sociedades e Apoio- Visão Estratégica VSC-Value Scorecard ( - Plano de Comunicação. Serviços de no acesso á concessão de Crédito paraBalanced Scorecard + Análise de Risco) Pré-Venda e Pós-Venda através de Investimento.- Desenho e Operações de Serviços. Plataformas Digitais.
  9. 9. GESTÃO DA QUALIDADE
  10. 10. HABITUALESTRUTURAPESADA DASORGANIZAÇÕES
  11. 11. ESTRUTURA DA ORGANIZAÇÃO POR “QUINTAS” ,ONDESÓ DE VEZ EM QUANDO “ENGRENAM” EM CONJUNTO.
  12. 12. PRETENDE-SE QUE A ESTRUTURA DA ORGANIZAÇÃO, SEJA GERIDA POR PROCESSOS SIMPLESESPELHADO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE.
  13. 13. ESTRUTURA DE CADA PROCESSO DEVERÁ SER SIMPLES E MOTIVANTE. ETAPA 1 Definição dos Objectivos do Projecto Planeamento Análise Interna, Planeamento e Calendarização ETAPA 2 Reuniões de Trabalho com Departamentos. Levantamento Apresentações de Sensibilização á Qualidade ETAPA 3 Descrição de Procedimentos e Instruções Documentação Levantamento de Registos (Modelos, Relatórios) ETAPA 4 Controlo e Melhorias ao Sistema ImplementadoAcompanhamento Formação Interna e Avaliação de Satisfação ETAPA 5 Auditorias, Planos de Acção melhoria e Eficácia. Concessão á Certificação do Apoio na Auditoria Prévia e na de Concessão. SGQ
  14. 14. IMPLEMENTAÇÃO SIMPLES DO SGQ. Plano de Manual da Início Controlo Objectivos e Qualidade Análise de Risco Controlo do Processo desempenho Pesquisa & Económico e operacional e Desenvolvimento Financeiro eficácia do Sistema ProcedimentosProcesso Clientes Operacionais e Fim Documentados
  15. 15. MARKETING ESTRATÉGICO
  16. 16. SEGMENTAÇÃO COMPETITIVIDADE ESTRATÈGICA
  17. 17. SEGMENTAÇÃO ESTRATÉGICA Pesquisa OfertaSegmentação Produto Posicionamento Estratégia
  18. 18. COMPETITIVIDADE Competitividade e Contexto do NegócioAnálise de FCSSegmentos Pressupostos Estratégicos SWOT
  19. 19. TENDENCIAS DE MERCADO GESTÃO DA QUALIDADE CLIENTE FINAL Empresa PESQUISA CONHECIMENTO Validação BOAS-PRÁTICAS Auditoria Melhoria Contínua Tx. crescim. mercado Pontos de Estrelas InterrogaçãoPRODUTOS Vacas Cães Leiteiras Quota de mercado relativa Pontos Fortes Fraquezas o Pr ut CRM. od eç Pr o Value Score Card. Objectivos Clientes Oportunidades Ameaças Estratégicos. EMPRESA o Pr çã MERCADO om ui PESSOAS b oç tri Marketing ão is D Estratégico
  20. 20. PRODUTOS
  21. 21. BLUETOOTH MARKETING•Publicidade directa•Informação de promoções imobiliárias•Menus de Restaurantes.•Cartaz de espectáculos•Mapas de eventos•Guias para Centros Comerciais•Festas•Horários de comboios, autocarros,metropolitano,…•Eventos e Concursos•Todo o tipo de Promoções•Compras online
  22. 22. Solução para Gestão doAtendimento QSYSTEM é o sistemacriado pela TI2000 exclusivamentepara serviços de atendimento aopúblico.QSYSTEM oferece aos seus clientesum atendimento de Qualidade,reduzindo a sensação de espera epermitindo ao utilizador sentir-se comuma maior comodidade e tranquilidade, •Serviço global IP-VPN.durante o tempo de espera até ser •Serviço global de trânsito de rede IP.atendido. •Managed Hosting. •Serviços de Hosting para (PME`s) •Gestão de UTM •Aceleração do rendimento WAN. •Distribuição Inteligente de Conteúdo (Smart Content Delivery, CDN) •Distribuição Inteligente de Meios (Smart Media Delivery, SMD)
  23. 23. • Fidelize o seu cliente. • Conheça o comportamento do seu consumidor. • Faça a gestão das informações dos seus clientes. • Incentive as suas vendas. • Bonifique e premeie o seu cliente por volume de compras. • Analise os seus clientes e faça a sua segmentação.O gestor documental de Workflows para • Coloque a sua marca na "carteira" do seu cliente.a implementação e manutenção do seuSistema de Gestão da Qualidade.Aplicação Web "On Demand ou SaaS ",totalmente acessível, segura e compatívelcom todos os navegadores Web.
  24. 24. INTERNACIONALIZAÇÃO
  25. 25. A diferença que existe entre o nosso modelo deInternacionalização e o modelo adoptado pelasagências nacionais, é que o conhecimento dasboas práticas das empresas de tecnologia,permite obter melhores resultados nos objectivosde curto prazo.
  26. 26. DEFINITIVAMENTE Unipessoal, Lda. ORGANIZAÇÃO,PROMOÇÃO DA MARCA PARCEIROS SOLUÇÕES TECNOLÓGICOS TECNOLÓGICAS CLIENTE FINAL
  27. 27. Uma empresa de tecnologia que pretendia internacionalizar-se, iadesbravar o mercado no país destino correndo riscos para “arranjar”parceiros, gastando por isso recursos sem nenhuns resultados.Ou então, adquiria parte de uma sociedade existente no mercado,desconhecendo muitas das vezes do seu potencial, da sua imagemde mercado e da reputação, correndo por isso, riscos igualmenteelevados
  28. 28. Pesquisa Eventos e Comunicação Contactos Mercado ValorAdaptação Estratégia Mercado Legislação Cooperação
  29. 29. COMUNIDADE TECNOLÓGICA: CRIAR SINERGIAS
  30. 30. As parceriasestratégicas, permitemque não estejamoslimitados estritamente eExclusivamenteConcentrados emdeterminadas áreasde actuação
  31. 31. DEFINITIVAMENTE – Definir TI entre Tendências, Lda. Madrid Barcelona Brasil IMS – CIF - Gestão SaraWorld TI 2000 InergyDQ Gestão Gestão Conversão BD Alterdata Bluetooth, Empresas NTT Europe On-line Gesttic Centrais Filas de Grandes GestãoSMS, Email Logística GD Gestão do Telefónicas Espera Empresas De DP DM Sistema DP DP DP Fidelização Da Clientes Qualidade DM
  32. 32. PROCESSO DECOMUNICAÇÃO
  33. 33. Cristalização de sinergias entre empresas deTecnologia, com a coragem de entrar numnovo modelo de negócio, com grandepotencial de crescimento.
  34. 34. GERAR VALOR
  35. 35. O Objectivo principal é aaproximação estratégica entre asempresas parceiras com critériosestritamente empresariais muito bemdefinidos, de forma a gerar valor.
  36. 36. Obrigado pelo vosso tempo e até breve

×