SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
B
A
APLICAR
Ângulos e triângulos | Unidade 6
7
4. Observa a figura ao lado.
4.1 Coloca letras na figura.
4.2 Prolonga os segmentos de recta que entenderes de modo a obteres rec-
tas e semi-rectas.
Reflexão / Discussão
A B
E D
C
Para colocar letras nas
figuras, escrevem-se as letras
segundo o sentido contrário
ao dos ponteiros do relógio.
Por exemplo,
[ABCDE] é um
pentágono.
1. Observa a figura.
Nos pontos A e B estão plantadas árvores.
Pretende-se plantar uma árvore num ponto C de modo que
os pontos A , B e C pertençam à mesma recta.
Faz três desenhos indicando o ponto C ou à direita de B ou
à esquerda de A ou entre A e B .
2. Marca no teu caderno os pontos A , B , C e D como se
indica na figura.
2.1 Traça o segmento de recta [CD] .
2.2 Traça a semi-recta DA .
2.3 Desenha a recta AB .
2.4 O ponto C pertence à recta AB ?
2.5 Copia e completa: AෆBෆ = ; BෆCෆ = ; AෆCෆ = .
2.6 Porque é que não se fala em comprimento de uma semi-
-recta ou de uma recta?
3. Observa a figura ao lado.
Usa as letras da figura para indicar:
3.1 três segmentos de recta;
3.2 duas rectas;
3.3 duas semi-rectas.
A B C
D
1 cm
A B
C
D
EF
HG
APLICAR
Ângulos e triângulos | Unidade 6
1. A figura representa um campo de futebol.
Indica, se existirem e usando notação conveniente:
1.1 duas rectas paralelas;
1.2 duas rectas concorrentes;
1.3 duas rectas perpendiculares;
1.4 duas rectas oblíquas;
1.5 um segmento de recta;
1.6 uma semi-recta;
1.7 dois segmentos de recta perpendiculares;
1.8 dois segmentos de recta paralelos;
1.9 dois segmentos de recta com o mesmo comprimento.
2. Observa a figura e indica, usando notação conveniente:
2.1 um segmento de recta paralelo
à recta r ;
2.2 uma recta perpendicular à
recta s ;
2.3 uma recta oblíqua em relação à
recta a ;
2.4 um segmento de recta perpen-
dicular à recta b ;
2.5 duas semi-rectas paralelas.
D
E F
A
B
C
V
a
b
c
s
r
9
3 Desenha no teu caderno um boneco idêntico ao da
figura e, em seguida, usando notação conveniente,
indica:
3.1 rectas paralelas;
3.2 rectas concorrentes;
3.3 rectas perpendiculares;
3.4 duas semi-rectas paralelas;
3.5 dois segmentos de recta paralelos.
Reflexão / Discussão
A
B
C D E
H
G
F
J I
APLICAR
Ângulos e triângulos | Unidade 6
3. Bissectriz de um ângulo
A bissectriz de um ângulo é uma semi-recta que divide o ângulo em dois ângulos geometrica-
mente iguais.
Desenha a bissectriz de um ângulo repetindo a seguinte sequência:
Reflexão / Discussão
1. Assinala, no teu caderno, os pontos A , B , C , D e E como se
indica na figura.
Desenha:
1.1 ” EAD ;
1.2 ” BDC ;
1.3 ” ABD ;
1.4 ” EBC .
2. Observa a figura ao lado.
2.1 Qual é o vértice do ângulo AEG?
2.2 Quais são os lados do ângulo ABE?
2.3 Assinala, usando cores diferentes:
a) ” CDF ; b) ” ABG ; c) ” FEA .
A B C
E D
A
F
G
E
D
B
C
11
Desenha-se um ângulo. Dobra-se a folha de papel
fazendo a sobreposição dos
lados do ângulo.
A semi-recta definida pela
dobra é a bissectriz do ângulo.
B
.
D é a bissectriz do ” ABC .
A
CB
A
C
D
B
O vértice do ” CED é o ponto E .
Os lados do ângulo CED são E
.
C e E
.
D .
A B C D E
E
D C
B
A
O
A
B
OTE
N
G
F
H
RIT
R I
M
APLICAR
Ângulos e triângulos | Unidade 6
Conversa com os teus amigos sobre os ângulos que as figuras te
sugerem.
2. Usa um transferidor e mede cada um dos seguintes ângulos.
2.1 2.2
2.3 2.4
2.5 2.6 2.7
3. Desenha um ângulo de:
3.1 50° ; 3.2 98° ; 3.3 180° ; 3.4 60° .
1. Observa as figuras.
13
4. Observa a figura e completa.
4.1 DAWE =
4.2 FAWG =
BAG
D
C
?
15°
35°
45°
?
E
F
Reflexão / Discussão
0
180170
160
150
140
130
120
110
1009080
70
60
50
40
30
20
10
180
010
20
30
40
50
60
70
80100
110
120
130
140
150
160
170
Vértice
Lado do
ângulo Vértice
Lado do
ângulo
G
c
d
e
b
a
ED F
BA C
Questões de escolha múltipla
• Para cada questão são indicadas quatro alternativas, das quais só uma está correcta.
• Escreve na tua folha de resposta a letra correspondente à alternativa que seleccionaste para responder à
questão.
• Confronta a tua resposta com a de outros colegas.
• Confirma as respostas com o(a) teu(tua) professor(a).
1 Observa a figura.
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) As rectas a e c são perpendiculares.
(B) As rectas EB e BC não se intersectam.
(C) As rectas e e d são paralelas.
(D) As rectas DF e AC são concorrentes.
3 Observa a figura.
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) O triângulo [ABC] é acutângulo.
(B) O triângulo [ACD] é obtusângulo.
(C) ABWC = 50° .
(D) ADWC = 45° .
2 Na figura estão representados dois triângulos.
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) b = 90° . (B) a = 40° .
(C) a = 47° e b = 60° . (D) a = 37° e b = 60° .
18
a
93°
50°
C
A B
b
30°
A
D
C
B
135°
35°
30°
Ângulos e triângulos | Unidade 6
4 O perímetro de um triângulo equilátero é 180 cm .
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) A área do triângulo é 180 m2
.
(B) O lado do triângulo tem 6 dm de comprimento.
(C) O triângulo é rectângulo.
(D) O triângulo é obtusângulo.
5 Observa a figura ao lado.
O perímetro da figura é 180 cm e os triângulos [ABC] e [CDE] são
equiláteros.
Qual das seguintes afirmações é verdadeira?
(A) DෆCෆ = 50 cm .
(B) AෆBෆ = 20 cm .
(C) AෆCෆ = 30 cm .
(D) BෆCෆ = 15 cm .
6 O perímetro de um triângulo isósceles é 60 cm e o lado diferente tem
10 cm de comprimento.
O comprimento de cada um dos lados iguais é:
(A) 25 cm .
(B) 10 cm .
(C) 15 cm .
(D) 5 cm .
7 Observa a figura ao lado.
Qual das seguintes afirmações pode ser verdadeira?
(A) a = 65° .
(B) b = 45° .
(C) c = 60° .
(D) e = 85° .
b
a
c
e
d
19
40 cm
D E
A B
C
• Apresenta o teu raciocínio de forma clara, indicando todos os cálculos que tiveres de efectuar e todas as
justificações necessárias.
Questões de desenvolvimento
Usa um transferidor para medir os ângulos dos triângulos e completa a tabela.
1 Usar o transferidor.
Acerca do triângulo [MAR] sabe-se que:
MෆAෆ = 80 cm , AෆRෆ = 60 cm e RෆMෆ = 60 cm .
Como se classifica o triângulo quanto ao comprimento dos lados?
3 Classificar um triângulo.
Observa a figura e indica, usando a notação conve-
niente:
2.1 um segmento de recta paralelo à recta c ;
2.2 um segmento de recta perpendicular à recta d ;
2.3 uma recta perpendicular à recta e ;
2.4 uma recta oblíqua em relação à recta b ;
2.5 um ângulo agudo;
2.6 um ângulo recto;
2.7 um ângulo obtuso;
2.8 um triângulo rectângulo;
2.9 um triângulo acutângulo.
2 Usar as notações.
I
e
a
b
E
C
D
A
B
H
c
d
F
G
20
a
c
b
b
a
c
a
c
b
2
1
3
a
Triângulos
Ângulos
b
c
a + b + c
321
Ângulos e triângulos | Unidade 6
A figura ao lado é formada por três triângulos equiláteros.
O perímetro da figura é 25 cm .
Qual é o perímetro do triângulo [ABD] ?
E D C
A B
4 Para pensar e resolver…
Na figura seguinte os triângulos [ABE] e [BCD] são equiláteros.
5.1 Como se classificam os triângulos quanto aos ângulos?
5.2 Qual é a amplitude do ângulo ABE ?
5.3 Se o perímetro da figura é 36 cm e o lado do triângulo maior é 10 cm ,
qual é o comprimento do lado do triângulo menor?
A E
B
C D
5 Os triângulos e os perímetros.
Num triângulo rectângulo um dos ângulos agudos tem de amplitude 25° .
Qual é a amplitude do outro ângulo agudo?
6 Triângulo rectângulo.
Um triângulo tem dois ângulos geometricamente iguais cuja soma das
amplitudes é 60° .
7.1 Qual é a amplitude do outro ângulo?
7.2 Como se classifica o triângulo quanto à amplitude dos ângulos?
7 Ângulos de um triângulo.
Completa.
8.1 ABWD = ;
8.2 DBWC = ;
8.3 ADWC = .
8 Determinar amplitudes de ângulos.
D C
A B
58°
21
Problemas e desafios complementares
22
1. Na figura está representado um triângulo [MAR] .
Coloca as letras na figura, sabendo que:
• MAWR = 120° ;
• MෆAෆ < AෆRෆ .
2. Na figura [ACDF] é um rectângulo.
Indica, usando as letras da figura:
2.1 um triângulo rectângulo;
2.2 um triângulo acutângulo;
2.3 um triângulo obtusângulo;
2.4 duas rectas paralelas;
2.5 dois segmentos de recta com o mesmo comprimento;
2.6 duas semi-rectas com a mesma origem.
3. Indica um valor aproximado para a amplitude de cada um dos ângulos.
Usa um transferidor para verificares a tua estimativa.
a) b) c)
4. Dos seguintes ângulos indica aquele que te parece ter maior amplitude.
a) b) c)
d) e)
Verifica com um transferidor a tua resposta.
F D
A C
G
E
B
H
Ângulos e triângulos | Unidade 6
23
5. Verifica, usando um transferidor, que os seguintes ângulos têm a mesma amplitude.
1. Quantos triângulos podes observar nesta figura?
2. Esta figura representa uma caixa aberta.
Quais das seguintes planificações podem ser de uma caixa aberta?
A
G
B
F
E
D C
Só para divertir
APLICAR
Volumes | Unidade 7
1. Explica a razão da maior parte dos países utilizarem o Sistema
Métrico Decimal (SMD).
2. Qual é a unidade fundamental de volume?
3. O que é 1 metro cúbico?
4. Expressa em decímetros cúbicos:
4.1 70 m3
;
4.2 10,3 cm3
;
4.3 30 000 mm3
;
4.4 0,32 dam3
.
5. Copia e completa.
5.1 3200 m3
= dam3
;
5.2 0,026 hm3
= dam3
;
5.3 42,72 hm3
= m3
;
5.4 33 dm3
= m3
;
5.5 32 cm3
= m3
;
5.6 37 m3
= dm3
.
29
6. Escreve, em decímetros cúbicos, o volume de cada um dos sólidos representados na figura.
Volume = 52,3 cm3
Volume = 130 cm3
Reflexão / Discussão
Meia canada, medida-padrão para
volume de líquidos (época de
D. Sebastião – 1575).
Meio alqueire, medida-padrão
de líquidos e secos (época de
D. João VI – 1819).
APLICAR
Volumes | Unidade 7
1. Copia e completa.
1.1 3 dl = cl ;
1.2 25 kl = dl ;
1.3 0,03 dal = dl ;
1.4 0,003 hl = L .
2. Expressa em centímetros cúbicos.
2.1 10 L ;
2.2 0,03 L ;
2.3 80 cl ;
2.4 0,0065 kl ;
2.5 16 hl ;
2.6 0,03 dal .
3. Expressa em litros.
3.1 3000 cm3
;
3.2 3,6 dm3
;
3.3 6 dam3
;
3.4 0,003 m3
.
4. Une com uma seta os elementos da primeira coluna com os
correspondentes da segunda coluna.
350 L • • 1200 mm3
1000 L • • 2500 dl
250 dm3
• • 1 L
1,2 cm3
• • 350 dm3
1 dm3
• • 1 m3
31
5. Diz qual a unidade de medida adequada para indicar:
5.1 a quantidade de areia que transporta um camião;
5.2 a capacidade de um balde de limpeza;
5.3 a capacidade de um frasco de perfume.
Reflexão / Discussão
Volume Capacidade
m3
kl
hl
dal
dm3
L
dl
cl
cm3
ml

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (17)

Prova de matematica retas
Prova de matematica retasProva de matematica retas
Prova de matematica retas
 
Ficha de trabalho desigualdade triangular
Ficha de trabalho desigualdade triangularFicha de trabalho desigualdade triangular
Ficha de trabalho desigualdade triangular
 
Areas1
Areas1Areas1
Areas1
 
2972270 matematica-exercicios-resolvidos-geometria-areas-i
2972270 matematica-exercicios-resolvidos-geometria-areas-i2972270 matematica-exercicios-resolvidos-geometria-areas-i
2972270 matematica-exercicios-resolvidos-geometria-areas-i
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
 
Mat segmentos proporcionais
Mat segmentos proporcionaisMat segmentos proporcionais
Mat segmentos proporcionais
 
Ap geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidosAp geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidos
 
Pirâmides
PirâmidesPirâmides
Pirâmides
 
Ft1
Ft1Ft1
Ft1
 
Circunferência e polígonos resolução
Circunferência e polígonos resoluçãoCircunferência e polígonos resolução
Circunferência e polígonos resolução
 
Simetrias Desigualdade triangular
Simetrias Desigualdade triangularSimetrias Desigualdade triangular
Simetrias Desigualdade triangular
 
M4 41 vb
M4 41 vbM4 41 vb
M4 41 vb
 
Apostila mt maurion
Apostila mt maurionApostila mt maurion
Apostila mt maurion
 
12 areas
12 areas12 areas
12 areas
 
Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7
 
Mat semelhanca
Mat semelhancaMat semelhanca
Mat semelhanca
 
Triângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmatTriângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmat
 

Semelhante a Pop manuais

Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02
Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02
Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02Hermes da Silva
 
Espaço volumes-respetiva correção
Espaço volumes-respetiva correçãoEspaço volumes-respetiva correção
Espaço volumes-respetiva correçãoaldaalves
 
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-aNetCultus
 
Lista - Geometria
Lista - GeometriaLista - Geometria
Lista - Geometrialuiz10filho
 
Geometria - Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
Geometria - Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpicaGeometria - Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpica
Geometria - Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpicavinicius196
 
OBM Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
OBM Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpicaOBM Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpica
OBM Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpicaAline Muniz
 
Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7aldaalves
 
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resolução
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resoluçãoFicha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resolução
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resoluçãoArminda Oliveira
 
Segmentos proporcionais
Segmentos proporcionaisSegmentos proporcionais
Segmentos proporcionaisKalculosOnline
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Alcides Cabral
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Alcides Cabral
 
Geometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionaisGeometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionaisKalculosOnline
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosProfessor Carlinhos
 

Semelhante a Pop manuais (20)

Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02
Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02
Exercciossobreangulosrectas 110628140542-phpapp02
 
6 ano
6 ano6 ano
6 ano
 
M (1)
M (1)M (1)
M (1)
 
6º teste v1
6º teste v16º teste v1
6º teste v1
 
Ficha t comum-9_ano
Ficha   t comum-9_anoFicha   t comum-9_ano
Ficha t comum-9_ano
 
Espaço volumes-respetiva correção
Espaço volumes-respetiva correçãoEspaço volumes-respetiva correção
Espaço volumes-respetiva correção
 
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a
11c2ba ano-a-1c2ba-teste-turma-a
 
Lista - Geometria
Lista - GeometriaLista - Geometria
Lista - Geometria
 
Geometria - Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
Geometria - Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpicaGeometria - Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpica
Geometria - Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
 
OBM Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
OBM Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpicaOBM Aula 0   primeiro contato com a geometria olímpica
OBM Aula 0 primeiro contato com a geometria olímpica
 
Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7Ficha de trabalho 7
Ficha de trabalho 7
 
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resolução
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resoluçãoFicha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resolução
Ficha porto editora sobre triângulos e paralelogramas e resolução
 
Volumes e áreas
Volumes e áreasVolumes e áreas
Volumes e áreas
 
Segmentos proporcionais
Segmentos proporcionaisSegmentos proporcionais
Segmentos proporcionais
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
 
Geometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionaisGeometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionais
 
Áreas 3
Áreas 3Áreas 3
Áreas 3
 
Hotmail
HotmailHotmail
Hotmail
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
 

Último

Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 

Pop manuais

  • 1. B A APLICAR Ângulos e triângulos | Unidade 6 7 4. Observa a figura ao lado. 4.1 Coloca letras na figura. 4.2 Prolonga os segmentos de recta que entenderes de modo a obteres rec- tas e semi-rectas. Reflexão / Discussão A B E D C Para colocar letras nas figuras, escrevem-se as letras segundo o sentido contrário ao dos ponteiros do relógio. Por exemplo, [ABCDE] é um pentágono. 1. Observa a figura. Nos pontos A e B estão plantadas árvores. Pretende-se plantar uma árvore num ponto C de modo que os pontos A , B e C pertençam à mesma recta. Faz três desenhos indicando o ponto C ou à direita de B ou à esquerda de A ou entre A e B . 2. Marca no teu caderno os pontos A , B , C e D como se indica na figura. 2.1 Traça o segmento de recta [CD] . 2.2 Traça a semi-recta DA . 2.3 Desenha a recta AB . 2.4 O ponto C pertence à recta AB ? 2.5 Copia e completa: AෆBෆ = ; BෆCෆ = ; AෆCෆ = . 2.6 Porque é que não se fala em comprimento de uma semi- -recta ou de uma recta? 3. Observa a figura ao lado. Usa as letras da figura para indicar: 3.1 três segmentos de recta; 3.2 duas rectas; 3.3 duas semi-rectas. A B C D 1 cm A B C D EF HG
  • 2. APLICAR Ângulos e triângulos | Unidade 6 1. A figura representa um campo de futebol. Indica, se existirem e usando notação conveniente: 1.1 duas rectas paralelas; 1.2 duas rectas concorrentes; 1.3 duas rectas perpendiculares; 1.4 duas rectas oblíquas; 1.5 um segmento de recta; 1.6 uma semi-recta; 1.7 dois segmentos de recta perpendiculares; 1.8 dois segmentos de recta paralelos; 1.9 dois segmentos de recta com o mesmo comprimento. 2. Observa a figura e indica, usando notação conveniente: 2.1 um segmento de recta paralelo à recta r ; 2.2 uma recta perpendicular à recta s ; 2.3 uma recta oblíqua em relação à recta a ; 2.4 um segmento de recta perpen- dicular à recta b ; 2.5 duas semi-rectas paralelas. D E F A B C V a b c s r 9 3 Desenha no teu caderno um boneco idêntico ao da figura e, em seguida, usando notação conveniente, indica: 3.1 rectas paralelas; 3.2 rectas concorrentes; 3.3 rectas perpendiculares; 3.4 duas semi-rectas paralelas; 3.5 dois segmentos de recta paralelos. Reflexão / Discussão A B C D E H G F J I
  • 3. APLICAR Ângulos e triângulos | Unidade 6 3. Bissectriz de um ângulo A bissectriz de um ângulo é uma semi-recta que divide o ângulo em dois ângulos geometrica- mente iguais. Desenha a bissectriz de um ângulo repetindo a seguinte sequência: Reflexão / Discussão 1. Assinala, no teu caderno, os pontos A , B , C , D e E como se indica na figura. Desenha: 1.1 ” EAD ; 1.2 ” BDC ; 1.3 ” ABD ; 1.4 ” EBC . 2. Observa a figura ao lado. 2.1 Qual é o vértice do ângulo AEG? 2.2 Quais são os lados do ângulo ABE? 2.3 Assinala, usando cores diferentes: a) ” CDF ; b) ” ABG ; c) ” FEA . A B C E D A F G E D B C 11 Desenha-se um ângulo. Dobra-se a folha de papel fazendo a sobreposição dos lados do ângulo. A semi-recta definida pela dobra é a bissectriz do ângulo. B . D é a bissectriz do ” ABC . A CB A C D B O vértice do ” CED é o ponto E . Os lados do ângulo CED são E . C e E . D .
  • 4. A B C D E E D C B A O A B OTE N G F H RIT R I M APLICAR Ângulos e triângulos | Unidade 6 Conversa com os teus amigos sobre os ângulos que as figuras te sugerem. 2. Usa um transferidor e mede cada um dos seguintes ângulos. 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.7 3. Desenha um ângulo de: 3.1 50° ; 3.2 98° ; 3.3 180° ; 3.4 60° . 1. Observa as figuras. 13 4. Observa a figura e completa. 4.1 DAWE = 4.2 FAWG = BAG D C ? 15° 35° 45° ? E F Reflexão / Discussão 0 180170 160 150 140 130 120 110 1009080 70 60 50 40 30 20 10 180 010 20 30 40 50 60 70 80100 110 120 130 140 150 160 170 Vértice Lado do ângulo Vértice Lado do ângulo
  • 5. G c d e b a ED F BA C Questões de escolha múltipla • Para cada questão são indicadas quatro alternativas, das quais só uma está correcta. • Escreve na tua folha de resposta a letra correspondente à alternativa que seleccionaste para responder à questão. • Confronta a tua resposta com a de outros colegas. • Confirma as respostas com o(a) teu(tua) professor(a). 1 Observa a figura. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) As rectas a e c são perpendiculares. (B) As rectas EB e BC não se intersectam. (C) As rectas e e d são paralelas. (D) As rectas DF e AC são concorrentes. 3 Observa a figura. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) O triângulo [ABC] é acutângulo. (B) O triângulo [ACD] é obtusângulo. (C) ABWC = 50° . (D) ADWC = 45° . 2 Na figura estão representados dois triângulos. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) b = 90° . (B) a = 40° . (C) a = 47° e b = 60° . (D) a = 37° e b = 60° . 18 a 93° 50° C A B b 30° A D C B 135° 35° 30°
  • 6. Ângulos e triângulos | Unidade 6 4 O perímetro de um triângulo equilátero é 180 cm . Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) A área do triângulo é 180 m2 . (B) O lado do triângulo tem 6 dm de comprimento. (C) O triângulo é rectângulo. (D) O triângulo é obtusângulo. 5 Observa a figura ao lado. O perímetro da figura é 180 cm e os triângulos [ABC] e [CDE] são equiláteros. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? (A) DෆCෆ = 50 cm . (B) AෆBෆ = 20 cm . (C) AෆCෆ = 30 cm . (D) BෆCෆ = 15 cm . 6 O perímetro de um triângulo isósceles é 60 cm e o lado diferente tem 10 cm de comprimento. O comprimento de cada um dos lados iguais é: (A) 25 cm . (B) 10 cm . (C) 15 cm . (D) 5 cm . 7 Observa a figura ao lado. Qual das seguintes afirmações pode ser verdadeira? (A) a = 65° . (B) b = 45° . (C) c = 60° . (D) e = 85° . b a c e d 19 40 cm D E A B C
  • 7. • Apresenta o teu raciocínio de forma clara, indicando todos os cálculos que tiveres de efectuar e todas as justificações necessárias. Questões de desenvolvimento Usa um transferidor para medir os ângulos dos triângulos e completa a tabela. 1 Usar o transferidor. Acerca do triângulo [MAR] sabe-se que: MෆAෆ = 80 cm , AෆRෆ = 60 cm e RෆMෆ = 60 cm . Como se classifica o triângulo quanto ao comprimento dos lados? 3 Classificar um triângulo. Observa a figura e indica, usando a notação conve- niente: 2.1 um segmento de recta paralelo à recta c ; 2.2 um segmento de recta perpendicular à recta d ; 2.3 uma recta perpendicular à recta e ; 2.4 uma recta oblíqua em relação à recta b ; 2.5 um ângulo agudo; 2.6 um ângulo recto; 2.7 um ângulo obtuso; 2.8 um triângulo rectângulo; 2.9 um triângulo acutângulo. 2 Usar as notações. I e a b E C D A B H c d F G 20 a c b b a c a c b 2 1 3 a Triângulos Ângulos b c a + b + c 321
  • 8. Ângulos e triângulos | Unidade 6 A figura ao lado é formada por três triângulos equiláteros. O perímetro da figura é 25 cm . Qual é o perímetro do triângulo [ABD] ? E D C A B 4 Para pensar e resolver… Na figura seguinte os triângulos [ABE] e [BCD] são equiláteros. 5.1 Como se classificam os triângulos quanto aos ângulos? 5.2 Qual é a amplitude do ângulo ABE ? 5.3 Se o perímetro da figura é 36 cm e o lado do triângulo maior é 10 cm , qual é o comprimento do lado do triângulo menor? A E B C D 5 Os triângulos e os perímetros. Num triângulo rectângulo um dos ângulos agudos tem de amplitude 25° . Qual é a amplitude do outro ângulo agudo? 6 Triângulo rectângulo. Um triângulo tem dois ângulos geometricamente iguais cuja soma das amplitudes é 60° . 7.1 Qual é a amplitude do outro ângulo? 7.2 Como se classifica o triângulo quanto à amplitude dos ângulos? 7 Ângulos de um triângulo. Completa. 8.1 ABWD = ; 8.2 DBWC = ; 8.3 ADWC = . 8 Determinar amplitudes de ângulos. D C A B 58° 21
  • 9. Problemas e desafios complementares 22 1. Na figura está representado um triângulo [MAR] . Coloca as letras na figura, sabendo que: • MAWR = 120° ; • MෆAෆ < AෆRෆ . 2. Na figura [ACDF] é um rectângulo. Indica, usando as letras da figura: 2.1 um triângulo rectângulo; 2.2 um triângulo acutângulo; 2.3 um triângulo obtusângulo; 2.4 duas rectas paralelas; 2.5 dois segmentos de recta com o mesmo comprimento; 2.6 duas semi-rectas com a mesma origem. 3. Indica um valor aproximado para a amplitude de cada um dos ângulos. Usa um transferidor para verificares a tua estimativa. a) b) c) 4. Dos seguintes ângulos indica aquele que te parece ter maior amplitude. a) b) c) d) e) Verifica com um transferidor a tua resposta. F D A C G E B H
  • 10. Ângulos e triângulos | Unidade 6 23 5. Verifica, usando um transferidor, que os seguintes ângulos têm a mesma amplitude. 1. Quantos triângulos podes observar nesta figura? 2. Esta figura representa uma caixa aberta. Quais das seguintes planificações podem ser de uma caixa aberta? A G B F E D C Só para divertir
  • 11. APLICAR Volumes | Unidade 7 1. Explica a razão da maior parte dos países utilizarem o Sistema Métrico Decimal (SMD). 2. Qual é a unidade fundamental de volume? 3. O que é 1 metro cúbico? 4. Expressa em decímetros cúbicos: 4.1 70 m3 ; 4.2 10,3 cm3 ; 4.3 30 000 mm3 ; 4.4 0,32 dam3 . 5. Copia e completa. 5.1 3200 m3 = dam3 ; 5.2 0,026 hm3 = dam3 ; 5.3 42,72 hm3 = m3 ; 5.4 33 dm3 = m3 ; 5.5 32 cm3 = m3 ; 5.6 37 m3 = dm3 . 29 6. Escreve, em decímetros cúbicos, o volume de cada um dos sólidos representados na figura. Volume = 52,3 cm3 Volume = 130 cm3 Reflexão / Discussão Meia canada, medida-padrão para volume de líquidos (época de D. Sebastião – 1575). Meio alqueire, medida-padrão de líquidos e secos (época de D. João VI – 1819).
  • 12. APLICAR Volumes | Unidade 7 1. Copia e completa. 1.1 3 dl = cl ; 1.2 25 kl = dl ; 1.3 0,03 dal = dl ; 1.4 0,003 hl = L . 2. Expressa em centímetros cúbicos. 2.1 10 L ; 2.2 0,03 L ; 2.3 80 cl ; 2.4 0,0065 kl ; 2.5 16 hl ; 2.6 0,03 dal . 3. Expressa em litros. 3.1 3000 cm3 ; 3.2 3,6 dm3 ; 3.3 6 dam3 ; 3.4 0,003 m3 . 4. Une com uma seta os elementos da primeira coluna com os correspondentes da segunda coluna. 350 L • • 1200 mm3 1000 L • • 2500 dl 250 dm3 • • 1 L 1,2 cm3 • • 350 dm3 1 dm3 • • 1 m3 31 5. Diz qual a unidade de medida adequada para indicar: 5.1 a quantidade de areia que transporta um camião; 5.2 a capacidade de um balde de limpeza; 5.3 a capacidade de um frasco de perfume. Reflexão / Discussão Volume Capacidade m3 kl hl dal dm3 L dl cl cm3 ml