SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
O centro espírita e nós 
Leonardo Pereira
O primeiro centro espírita 
• SOCIEDADE PARISIENSE DE 
ESTUDOS ESPÍRITAS 
Fundada em 01/04/1858, por 
Allan Kardec a Sociedade 
Parisiense de Estudos 
Espíritas, representando 
importante papel na marcha 
do Espiritismo. 
Havia 6 meses que reuniões 
de estudo se faziam na casa 
de Kardec, na rua dos 
Mártires, 8.
“Eram saraus íntimos de 8 a 
10 pessoas”. Mas devido ao 
espaço na residência de 
Kardec, impossibilitando 
comportar o crescente 
número de estudiosos que ali 
compareciam, fez que alguns 
dos assistentes levantassem a 
ideia de se fundar uma 
sociedade espírita, em local 
mais amplo. A médium 
principal naquelas reuniões 
era a Srta. Ermance Dufaux.
Primeiro Centro Espírita do Brasil 
• Grupo Familiar de 
Espiritismo. 
Instalado em 17 de 
setembro de 1865, às 
3h30m, por Luís 
Olímpio Teles de 
Menezes, na cidade de 
Salvador, na Bahia.
O que é um centro Espírita? 
“É uma escola onde 
podemos aprender e 
ensinar, semear o bem e 
colher as graças, 
burilarmo-nos e 
aperfeiçoar os outros, na 
senda eterna”. 
“O Centro Espírita”, Reformador, janeiro 1951.
Personagens do Cenário Espírita 
Conjunto de todas as 
pessoas e organizações 
públicas e privadas 
Propicia ao ser humano o esclarecimento sobre sua 
realidade espiritual; atende suas necessidades e 
promove sua educação integral (moral, intelectual e 
Frequentador real, 
potencial e virtual do 
Centro Espírita 
social). 
Exerce, de forma 
continuada, tarefas no 
Centro Espírita 
Trabalhador 
Espírita Público 
Espírita 
Sociedade
Perguntas que o Centro Espírita 
nos faz? 
Fonte “ O Reformador de 2006
Você tem conseguido vir aqui com 
mais assiduidade?
Você tem criticado menos os que 
trabalham, e se apresentado mais para 
o serviço?
Para colaborar ou prosseguir 
colaborando, você faz questão de 
cargos?
O Espiritismo não exige santidade de 
ninguém, mas pelo menos aqui você 
tem procurado educar seus 
pensamentos e impulsos, sem perder 
a espontaneidade e sem deixar de ser 
você mesmo?
Você tem procurado se aproximar mais 
daqueles que aqui estão e que 
considera sejam frios, distantes, 
antipáticos, vaidosos, centralizadores, 
procurando conhece-los melhor?
Além de um hospital e de uma escola, 
você já percebe que sou também uma 
oficina de trabalho e que existe algo 
que você pode fazer por aqui?
Estou sempre com as portas abertas 
para recebê-lo, mas gostaria de saber 
por que você me procura. 
Obrigação? 
Prazer? 
Dedicação? 
Necessidade? 
Dependência? 
Desencargo de 
consciência? 
Amor?
Você tem permitido aos companheiros 
e companheiras espíritas conhecê-lo 
melhor?
Tem priorizado suas relações ou 
apenas o trabalho?
Você imagina quanto custa por 
mês manter-me funcionando?
Tenho dado de mim o que posso para 
oferecer-lhe um mínimo de conforto, um 
espaço de trabalho, estudo, 
confraternização e crescimento. Você tem 
percebido e valorizado o que lhe ofereço?
Você tem aberto espaço para outros se 
revezarem com você nas funções que ocupa, 
ou é mais um a alegar a ausência de 
colaboradores, sem preparar com alegria e 
desapego os que estão à sua volta e que por 
timidez ainda se candidataram ao trabalho?
Quando você vai a outro Centro procura 
observar as coisas boas para incorpora-las à 
minha rotina ou percebe apenas os erros, 
dando graças a Deus por eles não existirem 
aqui?
Você colabora quando pode e quando dá, sem 
nenhum esforço pessoal ou renuncia a suas 
preferencias em favor da minha melhoria?
Ou é aquele que abandonam o lar, 
esquecendo-se dos compromissos familiares 
assumidos para se refugiar em minhas 
dependências?
Quando alguém se afasta de mim você tenta 
entender as razões, ou censura e lamenta sem 
procurar saber os motivos reais que levaram a 
pessoa a se ausentar?
Você já consegue perceber que eu não tenho 
que ser igual a nenhum outro Centro e que 
nenhum outro tem que ser igual a mim? Já 
entende que podemos ser diferentes em 
alguns aspectos, embora sigamos as mesmas 
diretrizes que estão na Codificação Espírita?
Responder com sinceridade a essas perguntas pode 
ajudar-nos a nos situar melhor em nossa relação com o 
Centro Espírita onde atuamos.
Embora se diga que é fácil ser espírita dentro do 
Centro e que fora dele é que os testemunhos são 
importantes, entendemos que nele existem 
desafios que se renovam e que se forem 
gradativamente enfrentados e vencidos, mais 
facilmente lidaremos com aqueles que se 
apresentam na vida social. Eis alguns desses 
desafios:
Ser democrático sem ser 
permissivo; 
Ser sincero sem ferir 
deliberadamente os 
sentimentos dos outros; 
Falar para as pessoas e não das 
pessoas; 
Conviver com as diferenças; 
Não pensar apenas na boa 
execução da própria tarefa, mas 
colaborar, dentro do possível, 
para que outros companheiros 
encontrem êxito e satisfação no 
que fazem;
Aceitar cargos e encargos, 
a fim de não sobrecarregar 
os outros, sabendo o 
quanto é difícil agradar a 
todos; 
Aprender a aceitar crítica; 
Reconhecer o valor dos 
companheiros; 
Aceitas a colaboração e 
direção alheia sem se 
sentir diminuído.
O Centro Espírita e 
Nós 
“O Centro Espírita será o que dele 
fizermos”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24Patricia Farias
 
Evangelização - Juventude Espírita
Evangelização - Juventude EspíritaEvangelização - Juventude Espírita
Evangelização - Juventude EspíritaAntonino Silva
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasFelipe Guedes
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.LUCAS CANAVARRO
 
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e AchareisPalestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e Achareismanumino
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro espritaClaudio Macedo
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritasGraça Maciel
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesFrancisco Pereira
 
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos Leonardo Pereira
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasEduardo Ottonelli Pithan
 
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptSilvânio Barcelos
 
Centro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzCentro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzRicardo Azevedo
 
A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!Leonardo Pereira
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9Patricia Farias
 
Vencendo os nossos medos
Vencendo os nossos medosVencendo os nossos medos
Vencendo os nossos medosDalila Melo
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioGraça Maciel
 
Penas E Gozos Terrenos
Penas E  Gozos  TerrenosPenas E  Gozos  Terrenos
Penas E Gozos Terrenosmeebpeixotinho
 

Mais procurados (20)

LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
 
Evangelização - Juventude Espírita
Evangelização - Juventude EspíritaEvangelização - Juventude Espírita
Evangelização - Juventude Espírita
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.
 
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e AchareisPalestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
 
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismoPalestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro esprita
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
 
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos
Estudos do evangelho - Bem Aventurados os Aflitos
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
 
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
 
Centro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzCentro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de Luz
 
A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
 
Vencendo os nossos medos
Vencendo os nossos medosVencendo os nossos medos
Vencendo os nossos medos
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDE
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
Penas E Gozos Terrenos
Penas E  Gozos  TerrenosPenas E  Gozos  Terrenos
Penas E Gozos Terrenos
 

Destaque

Destaque (6)

O Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro EspíritaO Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro Espírita
 
Apostilafeiradeideias
ApostilafeiradeideiasApostilafeiradeideias
Apostilafeiradeideias
 
História do espiritismo no Brasil
História do espiritismo no BrasilHistória do espiritismo no Brasil
História do espiritismo no Brasil
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
 
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDECO CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
 

Semelhante a O centro espírita e nós!

Voluntariando com kardec
Voluntariando com kardecVoluntariando com kardec
Voluntariando com kardecClaudia Nunes
 
Muitos os chamado, poucos os escolhidos
Muitos os chamado, poucos os escolhidosMuitos os chamado, poucos os escolhidos
Muitos os chamado, poucos os escolhidosHelio Cruz
 
O voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espiritaO voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espiritacarlos freire
 
Relac Interp Wesley
Relac Interp WesleyRelac Interp Wesley
Relac Interp Wesleyguestb719b5
 
Roteiro para Projeto de Vida
Roteiro para Projeto de VidaRoteiro para Projeto de Vida
Roteiro para Projeto de VidaIvanilson Lima
 
7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimentoCelia Niza
 
O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaHelio Cruz
 
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_covey
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_coveyOs 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_covey
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_coveyFrancisco Amado
 
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdf
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdfOs_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdf
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdfYuranHerberto
 
7 Habitos P Alt Eficazes.pdf
7 Habitos P Alt Eficazes.pdf7 Habitos P Alt Eficazes.pdf
7 Habitos P Alt Eficazes.pdfElvecio Junior
 
Saberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à EvangelizaçãoSaberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à Evangelizaçãoigmateus
 

Semelhante a O centro espírita e nós! (20)

Voluntariando com kardec
Voluntariando com kardecVoluntariando com kardec
Voluntariando com kardec
 
Muitos os chamado, poucos os escolhidos
Muitos os chamado, poucos os escolhidosMuitos os chamado, poucos os escolhidos
Muitos os chamado, poucos os escolhidos
 
Por que ir a casa espirita
Por que ir a casa espiritaPor que ir a casa espirita
Por que ir a casa espirita
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
 
O voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espiritaO voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espirita
 
Relac Interp Wesley
Relac Interp WesleyRelac Interp Wesley
Relac Interp Wesley
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
Roteiro para Projeto de Vida
Roteiro para Projeto de VidaRoteiro para Projeto de Vida
Roteiro para Projeto de Vida
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento7 passos para o autoconhecimento
7 passos para o autoconhecimento
 
O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espírita
 
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_covey
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_coveyOs 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_covey
Os 7 hábitos_das_pessoas_altamente_eficazes-stephen_covey
 
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdf
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdfOs_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdf
Os_7_Hábitos_das_Pessoas_Altamente_Eficazes-Stephen_Covey (1).pdf
 
7 Habitos P Alt Eficazes.pdf
7 Habitos P Alt Eficazes.pdf7 Habitos P Alt Eficazes.pdf
7 Habitos P Alt Eficazes.pdf
 
Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015
 
Saberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à EvangelizaçãoSaberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à Evangelização
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
 
O Amor Faz Parte dos Objetivos da sua Empresa
O Amor Faz Parte dos Objetivos da sua EmpresaO Amor Faz Parte dos Objetivos da sua Empresa
O Amor Faz Parte dos Objetivos da sua Empresa
 
SideQuest - Bagagem para a vida
SideQuest - Bagagem para a vidaSideQuest - Bagagem para a vida
SideQuest - Bagagem para a vida
 

Mais de Leonardo Pereira

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Leonardo Pereira
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Leonardo Pereira
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1Leonardo Pereira
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalLeonardo Pereira
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução Leonardo Pereira
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosLeonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 

Mais de Leonardo Pereira (20)

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Último

LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxWerquesonSouza
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 

Último (10)

LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 

O centro espírita e nós!

  • 1. O centro espírita e nós Leonardo Pereira
  • 2. O primeiro centro espírita • SOCIEDADE PARISIENSE DE ESTUDOS ESPÍRITAS Fundada em 01/04/1858, por Allan Kardec a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, representando importante papel na marcha do Espiritismo. Havia 6 meses que reuniões de estudo se faziam na casa de Kardec, na rua dos Mártires, 8.
  • 3. “Eram saraus íntimos de 8 a 10 pessoas”. Mas devido ao espaço na residência de Kardec, impossibilitando comportar o crescente número de estudiosos que ali compareciam, fez que alguns dos assistentes levantassem a ideia de se fundar uma sociedade espírita, em local mais amplo. A médium principal naquelas reuniões era a Srta. Ermance Dufaux.
  • 4. Primeiro Centro Espírita do Brasil • Grupo Familiar de Espiritismo. Instalado em 17 de setembro de 1865, às 3h30m, por Luís Olímpio Teles de Menezes, na cidade de Salvador, na Bahia.
  • 5. O que é um centro Espírita? “É uma escola onde podemos aprender e ensinar, semear o bem e colher as graças, burilarmo-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna”. “O Centro Espírita”, Reformador, janeiro 1951.
  • 6. Personagens do Cenário Espírita Conjunto de todas as pessoas e organizações públicas e privadas Propicia ao ser humano o esclarecimento sobre sua realidade espiritual; atende suas necessidades e promove sua educação integral (moral, intelectual e Frequentador real, potencial e virtual do Centro Espírita social). Exerce, de forma continuada, tarefas no Centro Espírita Trabalhador Espírita Público Espírita Sociedade
  • 7. Perguntas que o Centro Espírita nos faz? Fonte “ O Reformador de 2006
  • 8. Você tem conseguido vir aqui com mais assiduidade?
  • 9. Você tem criticado menos os que trabalham, e se apresentado mais para o serviço?
  • 10. Para colaborar ou prosseguir colaborando, você faz questão de cargos?
  • 11. O Espiritismo não exige santidade de ninguém, mas pelo menos aqui você tem procurado educar seus pensamentos e impulsos, sem perder a espontaneidade e sem deixar de ser você mesmo?
  • 12. Você tem procurado se aproximar mais daqueles que aqui estão e que considera sejam frios, distantes, antipáticos, vaidosos, centralizadores, procurando conhece-los melhor?
  • 13. Além de um hospital e de uma escola, você já percebe que sou também uma oficina de trabalho e que existe algo que você pode fazer por aqui?
  • 14. Estou sempre com as portas abertas para recebê-lo, mas gostaria de saber por que você me procura. Obrigação? Prazer? Dedicação? Necessidade? Dependência? Desencargo de consciência? Amor?
  • 15. Você tem permitido aos companheiros e companheiras espíritas conhecê-lo melhor?
  • 16. Tem priorizado suas relações ou apenas o trabalho?
  • 17. Você imagina quanto custa por mês manter-me funcionando?
  • 18. Tenho dado de mim o que posso para oferecer-lhe um mínimo de conforto, um espaço de trabalho, estudo, confraternização e crescimento. Você tem percebido e valorizado o que lhe ofereço?
  • 19. Você tem aberto espaço para outros se revezarem com você nas funções que ocupa, ou é mais um a alegar a ausência de colaboradores, sem preparar com alegria e desapego os que estão à sua volta e que por timidez ainda se candidataram ao trabalho?
  • 20. Quando você vai a outro Centro procura observar as coisas boas para incorpora-las à minha rotina ou percebe apenas os erros, dando graças a Deus por eles não existirem aqui?
  • 21. Você colabora quando pode e quando dá, sem nenhum esforço pessoal ou renuncia a suas preferencias em favor da minha melhoria?
  • 22. Ou é aquele que abandonam o lar, esquecendo-se dos compromissos familiares assumidos para se refugiar em minhas dependências?
  • 23. Quando alguém se afasta de mim você tenta entender as razões, ou censura e lamenta sem procurar saber os motivos reais que levaram a pessoa a se ausentar?
  • 24. Você já consegue perceber que eu não tenho que ser igual a nenhum outro Centro e que nenhum outro tem que ser igual a mim? Já entende que podemos ser diferentes em alguns aspectos, embora sigamos as mesmas diretrizes que estão na Codificação Espírita?
  • 25. Responder com sinceridade a essas perguntas pode ajudar-nos a nos situar melhor em nossa relação com o Centro Espírita onde atuamos.
  • 26. Embora se diga que é fácil ser espírita dentro do Centro e que fora dele é que os testemunhos são importantes, entendemos que nele existem desafios que se renovam e que se forem gradativamente enfrentados e vencidos, mais facilmente lidaremos com aqueles que se apresentam na vida social. Eis alguns desses desafios:
  • 27. Ser democrático sem ser permissivo; Ser sincero sem ferir deliberadamente os sentimentos dos outros; Falar para as pessoas e não das pessoas; Conviver com as diferenças; Não pensar apenas na boa execução da própria tarefa, mas colaborar, dentro do possível, para que outros companheiros encontrem êxito e satisfação no que fazem;
  • 28. Aceitar cargos e encargos, a fim de não sobrecarregar os outros, sabendo o quanto é difícil agradar a todos; Aprender a aceitar crítica; Reconhecer o valor dos companheiros; Aceitas a colaboração e direção alheia sem se sentir diminuído.
  • 29. O Centro Espírita e Nós “O Centro Espírita será o que dele fizermos”