SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
o aprovisionamento 
Gestão de stoCks 
João Prates 9º8 Nº10 
2014/2015
Definição de gestão de stocks 
 Classificação de algumas decisões a tomar na gestão de stocks, por 
categorias e subcategorias: 
 Periodicidade: 
-Encomenda única; 
-Mais de uma encomenda. 
 Origem: 
-Exterior ao fornecedor; 
-Do fornecedor. 
 Procura: 
-Procura constante; 
-Procura variável; 
-Procura independente; 
-Procura dependente.
Definição de gestão de stocks 
 Lead time ou tempo de aprovisionamento: 
-Lead time constante; 
-Lead time variável. 
 Sistemas de gestão de stocks: 
-Revisão contínua; 
-Revisão periódica; 
-MRP; 
-DRP; 
-Quantidade óptima de encomenda.
TIPOS DE STOCKS 
1.Os stocks necessários à fabricação, matérias-primas, protótipos, 
peças especiais subcontratadas, peças normalizadas, peças 
intermédias fabricadas pela empresa; 
2. As peças de substituição para o parque de máquinas, ferramentas 
especiais, ferramentas e materiais consumíveis, produtos para a 
manutenção de edifícios; 
3. Os stocks dos produtos em curso de fabricação, isto é, os stocks 
entre as diferentes fases do processo produtivo (entre postos de 
trabalho); 
4. Os stocks de produtos acabados; 
 Os stocks constituem simultaneamente uma necessidade e um 
pesado constrangimento financeiro. 
 Em média, o custo anual dos stocks representa 25% a 35% do 
capital imobilizado.
Controlo de stocks 
 Para além de uma gestão de artigos e suas variações (cores, 
tamanhos, etc.), são ainda disponibilizados vários mecanismos para 
uma gestão adequada de artigos em armazém, nomeadamente: 
-Criação de códigos de artigos automática e ficha completa com 4 linhas 
de preço; 
-Gestão de stock de artigos com cores e tamanhos, e emissão de 
relatórios descriminando quantidades por cor e tamanho; 
-Controlo de artigos com envio de avisos automáticos de artigos em 
rutura de stock (stock mínimo e real);
Controlo de stocks 
-Gestão de contas correntes de fornecedores; 
-Registo de entradas e saídas em stock com emissão de ticket com 
valores de trocos e pagamentos a fornecedores; 
-Atualização do Preço de Custo Último; 
- Gestão de lotes/rastreabilidade.
Stocks de segurança 
 O stock de segurança é determinado directamente através de 
previsões. Não conseguindo serem estas previsões absolutamente 
exatas, o stock de segurança irá funcionar como uma protecção 
quando a procura atinge valores superiores ao esperado. Como foi 
referido anteriormente as principais variáveis a ter em conta são a 
procura e o tempo de aprovisionamento designado também por prazo 
de entrega. É nestas variáveis que o stock de segurança irá 
desempenhar um papel fundamental na medida em que a satisfação 
da procura terá que ser garantida nas situações em que o prazo de 
aprovisionamento é superior ao valor médio previsto, a procura é 
superior ao valor médio previsto e no caso de as duas situações 
acontecerem simultaneamente (Tersine, 1988, p. 184). É ainda 
importante referir a relação directa existente entre o aumento dos 
stocks de segurança e (Tersine, 1988, p. 188):
Stocks de segurança 
-Aumento dos custos de ruptura e dos níveis de serviço; 
-Descida dos custos de posse; 
-Maiores variações na procura; 
-Maiores variações no prazo de entrega (tempo de aprovisionamento).
Custos dos stocks 
 Gestão de stocks ou Administração de estoques é uma área 
da administração das empresas, pois o desempenho nesta área tem 
reflexos imediatos nos resultados comerciais e financeiros da empresa. 
 O indicador económico stock out, mede quantas vezes ou quantos dias 
um dado produto em stock, atinge o saldo zero.
Custos dos stocks 
 O objetivo da gestão de stocks envolve a determinação de três 
decisões principais: 
-Quanto encomendar, 
-Quando encomendar; 
-Quantidade de stock de segurança que se deve manter para que cada 
artigo assegure um nível de serviço satisfatório para o cliente.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Custos dos estoques e lec 2003
Custos dos estoques e lec 2003Custos dos estoques e lec 2003
Custos dos estoques e lec 2003
bhandrade
 
Aprovisionamento
Aprovisionamento   Aprovisionamento
Aprovisionamento
Ines Soares
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
UEMA
 
Apostila De Acuracidade De Estoques V6
Apostila De Acuracidade De Estoques   V6Apostila De Acuracidade De Estoques   V6
Apostila De Acuracidade De Estoques V6
guest3d59
 
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Luciano Nicoletti Junior
 

Mais procurados (20)

Custos dos estoques e lec 2003
Custos dos estoques e lec 2003Custos dos estoques e lec 2003
Custos dos estoques e lec 2003
 
Gestão de estoques
Gestão de estoquesGestão de estoques
Gestão de estoques
 
Custo de stocks
Custo de stocksCusto de stocks
Custo de stocks
 
Planejamento de Compras
Planejamento de ComprasPlanejamento de Compras
Planejamento de Compras
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Gestão de stocks
Gestão de stocksGestão de stocks
Gestão de stocks
 
Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Layout de estoque
 
Aprovisionamento
Aprovisionamento   Aprovisionamento
Aprovisionamento
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Papel Estratégico e Objetivos da Produção
Papel Estratégico e Objetivos da ProduçãoPapel Estratégico e Objetivos da Produção
Papel Estratégico e Objetivos da Produção
 
Apostila De Acuracidade De Estoques V6
Apostila De Acuracidade De Estoques   V6Apostila De Acuracidade De Estoques   V6
Apostila De Acuracidade De Estoques V6
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
 
Logística -Sistemas de armazenagem de material
Logística -Sistemas de armazenagem de materialLogística -Sistemas de armazenagem de material
Logística -Sistemas de armazenagem de material
 
Indicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoqueIndicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoque
 
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
 
Fluxos logísticos
Fluxos logísticosFluxos logísticos
Fluxos logísticos
 

Destaque

Destaque (20)

Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
Gestão de Stocks
Gestão de StocksGestão de Stocks
Gestão de Stocks
 
Gestão de Stocks
 Gestão de Stocks  Gestão de Stocks
Gestão de Stocks
 
Talita andrade voc.143 b
Talita andrade voc.143 bTalita andrade voc.143 b
Talita andrade voc.143 b
 
O que é o aprovisionamento
O que é o aprovisionamentoO que é o aprovisionamento
O que é o aprovisionamento
 
3ºTrabalho - aprovisionamento
3ºTrabalho - aprovisionamento3ºTrabalho - aprovisionamento
3ºTrabalho - aprovisionamento
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
O que é aprovisionamento
O que é aprovisionamento O que é aprovisionamento
O que é aprovisionamento
 
Aprovisionamento
Aprovisionamento Aprovisionamento
Aprovisionamento
 
Modulo 2
Modulo 2Modulo 2
Modulo 2
 
Talita Andrade voc.143 B
Talita Andrade voc.143 BTalita Andrade voc.143 B
Talita Andrade voc.143 B
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
Novo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power pointNovo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power point
 
O aprovisionamento
O aprovisionamento O aprovisionamento
O aprovisionamento
 
Bk
BkBk
Bk
 
Power point armazenamento (sm)
Power point   armazenamento (sm)Power point   armazenamento (sm)
Power point armazenamento (sm)
 
Gengester
GengesterGengester
Gengester
 
Aprovisionamento 120120100444-phpapp02
Aprovisionamento 120120100444-phpapp02Aprovisionamento 120120100444-phpapp02
Aprovisionamento 120120100444-phpapp02
 
Eduarda Mendes Módulo 2
Eduarda Mendes Módulo 2Eduarda Mendes Módulo 2
Eduarda Mendes Módulo 2
 
Aprovisionamento
Aprovisionamento Aprovisionamento
Aprovisionamento
 

Semelhante a O aprovisionamento gestão de stocks final

O aprovisionamento gestão de stocks
O aprovisionamento gestão de stocks O aprovisionamento gestão de stocks
O aprovisionamento gestão de stocks
Andreramos98
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
mauromartins1999
 
Erick venancio 9º8
Erick venancio 9º8Erick venancio 9º8
Erick venancio 9º8
erickv99
 
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
MigazzLuis
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
jorgecs6
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
somol12
 
Gestão de stocks4º
Gestão de stocks4ºGestão de stocks4º
Gestão de stocks4º
João Barata
 
Gestão de stocks4º
Gestão de stocks4ºGestão de stocks4º
Gestão de stocks4º
João Barata
 

Semelhante a O aprovisionamento gestão de stocks final (20)

O aprovisionamento gestão de stocks
O aprovisionamento gestão de stocks O aprovisionamento gestão de stocks
O aprovisionamento gestão de stocks
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 
o aprovisionamento
o aprovisionamentoo aprovisionamento
o aprovisionamento
 
Erick venancio 9º8
Erick venancio 9º8Erick venancio 9º8
Erick venancio 9º8
 
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
O Aprovisionamento: Gestão de Stocks
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
 
Gestão de stocks
Gestão de stocks Gestão de stocks
Gestão de stocks
 
Beatriz 9º6
Beatriz 9º6Beatriz 9º6
Beatriz 9º6
 
2º trabalho jorge madeira
2º trabalho  jorge  madeira2º trabalho  jorge  madeira
2º trabalho jorge madeira
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
Gabriela 9º6
Gabriela 9º6Gabriela 9º6
Gabriela 9º6
 
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.pptAbraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
 
Gestão da Produção
Gestão da ProduçãoGestão da Produção
Gestão da Produção
 
Estoque
Estoque Estoque
Estoque
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
 
Gestão de stocks4º
Gestão de stocks4ºGestão de stocks4º
Gestão de stocks4º
 
Gestão de stocks4º
Gestão de stocks4ºGestão de stocks4º
Gestão de stocks4º
 
Aprovisionamento
Aprovisionamento Aprovisionamento
Aprovisionamento
 
Gest estoques1
Gest estoques1Gest estoques1
Gest estoques1
 

Mais de joaoprates

Tipologias de empresas comerciais - (1)
Tipologias de empresas comerciais - (1)Tipologias de empresas comerciais - (1)
Tipologias de empresas comerciais - (1)
joaoprates
 
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
joaoprates
 
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes trabalho feito e ...
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes  trabalho feito e ...Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes  trabalho feito e ...
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes trabalho feito e ...
joaoprates
 
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientesEstratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
joaoprates
 
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientesEstratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
joaoprates
 
O atendimento presencial j
O atendimento presencial jO atendimento presencial j
O atendimento presencial j
joaoprates
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
joaoprates
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
joaoprates
 

Mais de joaoprates (15)

Documentação comercial
Documentação  comercialDocumentação  comercial
Documentação comercial
 
Tipologias de empresas comerciais - (1)
Tipologias de empresas comerciais - (1)Tipologias de empresas comerciais - (1)
Tipologias de empresas comerciais - (1)
 
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
 
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes trabalho feito e ...
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes  trabalho feito e ...Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes  trabalho feito e ...
Tratamento e encaminhamento das reclamaã§ãµes dos clientes trabalho feito e ...
 
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientesEstratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
 
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientesEstratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
Estratã©gia de fidelizaã§ã£o de clientes
 
Atendimento Telefónico
Atendimento TelefónicoAtendimento Telefónico
Atendimento Telefónico
 
O atendimento presencial j
O atendimento presencial jO atendimento presencial j
O atendimento presencial j
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
 
Perfis comunicacionais assertivo
Perfis comunicacionais assertivoPerfis comunicacionais assertivo
Perfis comunicacionais assertivo
 
Perfis comunicacionais
Perfis comunicacionais Perfis comunicacionais
Perfis comunicacionais
 
1º trabalho 2º módulo
1º trabalho   2º módulo1º trabalho   2º módulo
1º trabalho 2º módulo
 
6º trabalho higiene, saúde e segurança no trabalho df
6º trabalho higiene, saúde e segurança no trabalho df6º trabalho higiene, saúde e segurança no trabalho df
6º trabalho higiene, saúde e segurança no trabalho df
 
Técnicas de merchandising (1
Técnicas de merchandising (1Técnicas de merchandising (1
Técnicas de merchandising (1
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 

Último (20)

Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 

O aprovisionamento gestão de stocks final

  • 1. o aprovisionamento Gestão de stoCks João Prates 9º8 Nº10 2014/2015
  • 2. Definição de gestão de stocks  Classificação de algumas decisões a tomar na gestão de stocks, por categorias e subcategorias:  Periodicidade: -Encomenda única; -Mais de uma encomenda.  Origem: -Exterior ao fornecedor; -Do fornecedor.  Procura: -Procura constante; -Procura variável; -Procura independente; -Procura dependente.
  • 3. Definição de gestão de stocks  Lead time ou tempo de aprovisionamento: -Lead time constante; -Lead time variável.  Sistemas de gestão de stocks: -Revisão contínua; -Revisão periódica; -MRP; -DRP; -Quantidade óptima de encomenda.
  • 4. TIPOS DE STOCKS 1.Os stocks necessários à fabricação, matérias-primas, protótipos, peças especiais subcontratadas, peças normalizadas, peças intermédias fabricadas pela empresa; 2. As peças de substituição para o parque de máquinas, ferramentas especiais, ferramentas e materiais consumíveis, produtos para a manutenção de edifícios; 3. Os stocks dos produtos em curso de fabricação, isto é, os stocks entre as diferentes fases do processo produtivo (entre postos de trabalho); 4. Os stocks de produtos acabados;  Os stocks constituem simultaneamente uma necessidade e um pesado constrangimento financeiro.  Em média, o custo anual dos stocks representa 25% a 35% do capital imobilizado.
  • 5. Controlo de stocks  Para além de uma gestão de artigos e suas variações (cores, tamanhos, etc.), são ainda disponibilizados vários mecanismos para uma gestão adequada de artigos em armazém, nomeadamente: -Criação de códigos de artigos automática e ficha completa com 4 linhas de preço; -Gestão de stock de artigos com cores e tamanhos, e emissão de relatórios descriminando quantidades por cor e tamanho; -Controlo de artigos com envio de avisos automáticos de artigos em rutura de stock (stock mínimo e real);
  • 6. Controlo de stocks -Gestão de contas correntes de fornecedores; -Registo de entradas e saídas em stock com emissão de ticket com valores de trocos e pagamentos a fornecedores; -Atualização do Preço de Custo Último; - Gestão de lotes/rastreabilidade.
  • 7. Stocks de segurança  O stock de segurança é determinado directamente através de previsões. Não conseguindo serem estas previsões absolutamente exatas, o stock de segurança irá funcionar como uma protecção quando a procura atinge valores superiores ao esperado. Como foi referido anteriormente as principais variáveis a ter em conta são a procura e o tempo de aprovisionamento designado também por prazo de entrega. É nestas variáveis que o stock de segurança irá desempenhar um papel fundamental na medida em que a satisfação da procura terá que ser garantida nas situações em que o prazo de aprovisionamento é superior ao valor médio previsto, a procura é superior ao valor médio previsto e no caso de as duas situações acontecerem simultaneamente (Tersine, 1988, p. 184). É ainda importante referir a relação directa existente entre o aumento dos stocks de segurança e (Tersine, 1988, p. 188):
  • 8. Stocks de segurança -Aumento dos custos de ruptura e dos níveis de serviço; -Descida dos custos de posse; -Maiores variações na procura; -Maiores variações no prazo de entrega (tempo de aprovisionamento).
  • 9. Custos dos stocks  Gestão de stocks ou Administração de estoques é uma área da administração das empresas, pois o desempenho nesta área tem reflexos imediatos nos resultados comerciais e financeiros da empresa.  O indicador económico stock out, mede quantas vezes ou quantos dias um dado produto em stock, atinge o saldo zero.
  • 10. Custos dos stocks  O objetivo da gestão de stocks envolve a determinação de três decisões principais: -Quanto encomendar, -Quando encomendar; -Quantidade de stock de segurança que se deve manter para que cada artigo assegure um nível de serviço satisfatório para o cliente.