SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
PROJETO BRINCADEIRAS DE OUTRORA

Introdução

Se perguntarmos para algumas crianças do que elas costumam e
gostam de brincar, com certeza 99,9% vão responder que se
divertem jogando no computador, no vídeo game e assistindo TV.
Muitas pessoas dizem que tanto as brincadeiras quanto os
brinquedos evoluíram. Mas, há quem discorde dessa afirmação.

Em pleno século XXI, a maioria das nossas crianças desconhecem,
na prática, o real significado do que vem a ser brincar. Uma
palavra tão pequena e ao mesmo tempo tão grandiosa para quem
teve a oportunidade de se deliciar com brincadeiras simples, mas
prazerosas. Realmente, as brincadeiras sofreram mutações, mas a
essência de ser criança permanece. A infância passa rapidamente.
E só nos cabe recordar essa época tão fascinante. Quando falamos
em infância, o que vêm à sua memória? Você já parou para pensar
o que as crianças de hoje vão ter para lembrar?

Vamos voltar um pouquinho no tempo... Que menina nunca
brincou de pular elástico? Há alguns anos, isso era uma febre. Nem
era preciso levar o tal elástico para a brincadeira. Cada uma tinha
o seu. Mas, era só juntar a meninada, que sobrava elástico e muita
diversão. As garotas de hoje não sabem nem o que fazer com um
elástico. E nem vêem graça nesse tipo de brincadeira.

E pular amarelinha? Quantas vezes íamos e voltávamos pulando
aqueles quadrinhos que nós mesmas rabiscávamos, utilizando
pedaços de tijolos, nas portas de nossas casas, pracinhas etc.?

E pular corda, então?! Era uma delícia juntar as amiguinhas e ficar
batendo, cantando e pulando até cansar.

Não podemos esquecer-nos do bambolê, que era rodado na cintura
até perder forças e cair. Algumas meninas conseguiam passá-lo por
todo o corpo sem parar de rodar e nem deixar cair!
Passávamos horas entretidas com bonecas enquanto isso, os
meninos faziam a festa soltando pipas coloridas que enfeitavam o
céu, principalmente no período de férias. Além disso, bolinhas de
gude, jogos de botões, sem falar dos mais variados tipos de
carrinhos. E as bicicletas? Nossa, a gente contava os dias para
chegar o final de semana e podermos sair para pedalar em algum
lugar tranqüilo.

E quem é que nunca jogou dama - não vale pela internet -, ou fez
bolinhas de sabão com canudo de mamona e sabão em pó?!Era
divertido demais soltar as bolinhas e acompanhá-las até
estourarem no ar!

Nem víamos as horas passarem enquanto nos divertíamos
brincando de: esconde-esconde, pega-pega, cabra-cega, telefone
sem fio, passa anel, boca de forno, estátua, dança da cadeira,
detetive, adedonha, queimada e rouba a bandeira. E a famosa
brincadeira cai no poço - era pra ser cheia de malícia, mas a gente
se esbaldava com muita inocência. Quantas boas lembranças de
um tempo dourado!

Hoje, as crianças nem sabem que brincadeiras são essas citadas
anteriormente. Talvez nem se interessem. Ou não sejam
estimuladas a se interessarem. É muito mais conveniente, e muito
mais sem graça também, deixar uma criança se entreter com jogos
eletrônicos do que ensiná-la brincadeiras simples, mas sadias,
como as que aprendemos com os nossos pais há alguns anos.

Nós, sim soubemos aproveitar. Éramos inocentes, simplesmente
crianças. Vivíamos bem distantes da corrupção, de adulteração
disso ou daquilo, de mensalão, de violência, de crueldade, etc.
Apesar das críticas, não há o que reclamar. Tivemos uma infância
feliz!!




Justificativa
Hoje, as crianças estão muito mais preocupadas em se adequar as
novas tecnologias e não vêem que vivendo no mundo "virtual" em
que se situam estão perdendo a melhor fase de suas vidas. Parece
que nem mesmo os pais têm consciência disso. Acham que dando
tudo do bom e do melhor, em termos de equipamentos
eletroeletrônicos estão fazendo seus filhos mais felizes, mas não
percebem que o que realmente traz felicidade é vivenciar cada
época de nossas vidas, sem pular etapas. Crianças mais felizes,
conseqüentemente, se tornam adultos mais felizes.

Para tanto, este projeto intitulado” Projeto Brincadeiras de
Outrora” tem a finalidade resgatar as brincadeiras e jogos da nossa
cultura popular inserindo essas brincadeiras, que são de suma
importância para o desenvolvimento físico da criança. Estes jogos
e brincadeiras são atividades que poderão ser compartilhadas até
com seus familiares, colegas e amigos de sua comunidade.

O brincar e o jogar são atos indispensáveis à saúde física,
emocional e intelectual e sempre estiveram presentes em qualquer
povo desde os mais remotos tempos. Através deles, a criança
desenvolve a linguagem, o pensamento, a socialização, a iniciativa
e a auto-estima, preparando-se para ser um cidadão capaz de
enfrentar desafios e participar na construção de um mundo
melhor.

Este projeto envolverá um conjunto de fatores que devem existir
para uma vida melhor e saudável. Isso é que para se ter uma boa
qualidade de vida, é necessário mudança de comportamento,
vivência de novos valores, disciplina, respeito mútuo, atenção a
saúde, solidariedade, entre muitos outros.




Objetivo geral:

Resgatar valores, socializar brincadeiras que eram realizadas no
passado, ampliar seu círculo de brincadeiras, tornar as crianças
mais solidários e participativas, incentivar o trabalho de equipe.
Objetivos específicos:

• Reconhecer semelhanças e diferenças da criança de hoje e de
outros tempos;
• Identificar o cotidiano de uma criança nos tempos atuais;
• Pesquisar com as crianças, quais brincadeiras que mais gostam;
• Descobrir as principais manifestações folclóricas em nosso país;
• Confeccionar de Pipas ( a mais engraçada, Original, Diferente );
• Identificar e reconhecer Músicas Folclóricas, cirandas;
• Utilizar Trava-Línguas, parlendas;
• Resgatar jogos, canções, danças de rodas e brincadeiras de
antigamente.


Conteúdos:

• Uso da linguagem oral para conversar e expressar idéias e
opiniões;
• Leitura de pequenos textos como: Trava-Línguas, Parlendas,
Canções, etc.;
• Cantigas, danças de roda, brincadeiras antigas e brinquedos
utilizados pelos nossos pais e avós;
• Participação em jogos, brincadeiras de antigamente;
• Participação nos jogos.


Metodologia e estratégias:

• Material didático
• Livros de histórias
• Gravuras e Cartazes
• Textos e leituras variadas
• Atividades xerocopiadas e dirigidas
• Criações diversas
• Vídeos
•    Pesquisa     com     pais,   familiares, vizinhança    sobre
brincadeiras/jogos do tempo deles em criança;
• Diálogos e relatos
• Músicas
• Recreações, jogos e brincadeiras
• Competições de brincadeiras ( Corrida do Saco, Corrida da batata
na colher, Dança das cadeiras, Taco, Amarelinha, Batata Quente,
Cabo de Guerra, Pé de Lata, Elástico, Peteca, Queimada, etc. );

Avaliação:

Acontecerá no decorrer do processo através da observação e
execução das atividades aplicadas.

É através das crianças que se perpetuam as brincadeiras
tradicionais, sendo, estas, preservadas e recriadas a cada nova
geração. Portanto, resgatar a tradição das brincadeiras é uma
forma de ampliar o universo lúdico e cultural das crianças, além de
promover uma interação com outras gerações. Assim como nossos
pais e avós, com certeza temos uma história pra contar sobre
nossos brinquedos prediletos e uma brincadeira a ensinar.




Referências
Livro “Brincadeira para Crianças de Todo Mundo.
KISHIMOTO, T.M. (Org). Jogos, Brinquedo, Brincadeira e a
Educação. Ed. São Paulo, Cortez. Edição, 2007.
DANÇANDO NO JORNAL - Dinâmica

MATERIAL: UMA FOLHA DE JORNAL PARA CADA PARTICIPANTE e CD
DE MÚSICA BEM ANIMADA

PROCESSO:
- distribuir as folhas de jornal (uma para cada participante).
- o grupo deve ficar de pé, no centro da sala;
- o facilitador explica que irá colocar uma música e que os
participantes devem dançar sobre a folha de jornal que
receberam. NÃO VALE SEGURAR EM NENHUM OBJETO E NEM
DANÇAR FORA DO JORNAL;
- Colocar a música e deixar que os participantes dancem sobre a
folha de jornal;
- Parar a música e pedir que os participantes dobrem a folha de
jornal (uma dobra);
- Colocar a música novamente e pedir que dancem sobre a folha
dobrada.
- Parar a música e pedir que dobrem a folha novamente;
- Proceder dessa forma até que a folha de jornal esteja toda
dobrada e os participantes não consigam mais dançar sobre ela;
- Observar se os participantes mantiveram o equilíbrio apoiando-se
uns nos outros ou se cada um preocupou-se apenas consigo mesmo;

FECHAMENTO:
A ajuda mútua é fundamental para que o grupo possa conseguir
alcançar o objetivo comum.
O sucesso do grupo depende do sucesso de cada um.




didática e projeto didático.
■ ATIVIDADE PERMANENTE

O que é: Trabalho didático realizado regularmente (diária,
semanal ou quinzenalmente), como ler para os alunos, organizar
rodas de conversa e reservar uma aula da semana para a produção
de pinturas e desenhos no ateliê.

Objetivos: Familiarizar a turma com um conteúdo e formar
hábitos. Ao fazer leituras diárias, por exemplo, as crianças
aprendem sobre a linguagem escrita e desenvolvem
comportamentos leitores.

Organização: Prever objetivos, conteúdos, duração da atividade,
materiais necessários e como será feita a avaliação.

Como usar: Realizar atividades permanentes não significa fazer
sempre a mesma coisa. A proposta deve ser empregada com
regularidade durante o ano ou um semestre e oferecer novos
desafios (rodas de leitura em que livros cada vez mais difíceis são
lidos pelo professor).


■ SEQUÊNCIA DIDÁTICA

O que é: Série de atividades envolvendo um mesmo conteúdo, com
ordem crescente de dificuldade, planejadas para possibilitar o
desenvolvimento da próxima.

Objetivo Ensinar conteúdos que exijam tempo para aprender e
aprofundamento     gradual,  como     o   reconhecimento   das
características de uma paisagem brasileira em Geografia, uma
série de experiências para observar a ação de micro-organismos
em Ciências ou a leitura da obra de um autor em Língua
Portuguesa.

Organização Prever a ordem em que as atividades serão propostas,
os objetivos, os conteúdos, os materiais, as etapas do
desenvolvimento, a duração e a maneira como será feita a
avaliação.

Como usar A maioria dos conteúdos exige tempo para aprender.
Por isso, a sequência didática é a modalidade organizativa mais
presente no planejamento. Escolher os conteúdos mais
importantes, organizar a série, garantindo a continuidade, e
distribuí-los durante o ano. O número de atividades de cada
sequência é variado, assim como o tempo de duração (ambos
dependem do objetivo e da resposta da turma às propostas).


■ PROJETO DIDÁTICO

O que é Conjunto de ações para a elaboração de um produto final
que tenha uso pela comunidade escolar. Uma de suas
características é envolver a turma em todas as etapas do
planejamento.

Objetivo Reunir conteúdos abrangentes, atingindo propósitos
didáticos e sociais. Um projeto de leitura e escrita, por exemplo,
em que os estudantes fazem um livro de receitas ensina a ler e
escrever e trabalha com valores nutricionais. Pode ter como meta
mostrar à comunidade como aproveitar as frutas regionais.

Organização Prever os momentos de planejamento e de discussão
em grupo e os de trabalhos individuais. Colocar justificativas,
aprendizagens desejadas,etapas do desenvolvimento, produção,
maneiras de divulgar o produto final, duração e avaliação final.

Como usar A duração é variada, mas sempre ocupa dois meses ou
mais. Por isso, o ideal é propor um ou dois por ano para cada
turma. Desenvolve-se o conjunto das atividades do projeto sem
abandonar as atividades permanentes e as sequências didáticas.
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Maria Vanderlan Rahal
 
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
Aleinat
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
danizinha_blog
 
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
joicesovernigo
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantil
noely visconti
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
inesaalexandra
 
Projeto brinquedos e brincadeiras
Projeto brinquedos e brincadeirasProjeto brinquedos e brincadeiras
Projeto brinquedos e brincadeiras
Daila Riva Brocker
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Profrochedo
 
Projeto colonia de férias
Projeto colonia de fériasProjeto colonia de férias
Projeto colonia de férias
moises-sp
 

Mais procurados (20)

Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
Projetos Brinquedos e Brincadeiras das Educadoras da 1ª fase do 1º ciclo da E...
 
Brincadeiras Antigas
Brincadeiras AntigasBrincadeiras Antigas
Brincadeiras Antigas
 
Brinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras crechesBrinquedos brincadeiras creches
Brinquedos brincadeiras creches
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
 
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
 
Atividades lúdicas com crianças de 2 a 4 anos
Atividades lúdicas com crianças de 2 a 4 anosAtividades lúdicas com crianças de 2 a 4 anos
Atividades lúdicas com crianças de 2 a 4 anos
 
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantil
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
 
Projeto brinquedos e brincadeiras
Projeto brinquedos e brincadeirasProjeto brinquedos e brincadeiras
Projeto brinquedos e brincadeiras
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
 
Projeto colonia de férias
Projeto colonia de fériasProjeto colonia de férias
Projeto colonia de férias
 
Projeto contos de fadas
Projeto contos de fadasProjeto contos de fadas
Projeto contos de fadas
 
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
 
A presença da arte na educação infantil
A presença da arte na educação infantilA presença da arte na educação infantil
A presença da arte na educação infantil
 

Destaque

PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. IrenyPNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
ElieneDias
 
Brincadeiras antigas e cantigas de roda
Brincadeiras antigas e cantigas de rodaBrincadeiras antigas e cantigas de roda
Brincadeiras antigas e cantigas de roda
caalbasa666
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
josivaldopassos
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Solange Goulart
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Araceli Kleemann
 

Destaque (10)

Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
RELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAIC
RELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAICRELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAIC
RELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAIC
 
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de rodaRelatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
 
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. IrenyPNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
 
Brincadeiras antigas e cantigas de roda
Brincadeiras antigas e cantigas de rodaBrincadeiras antigas e cantigas de roda
Brincadeiras antigas e cantigas de roda
 
Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino da Artes
Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino da ArtesFundamentos teóricos e metodológicos do ensino da Artes
Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino da Artes
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
 

Semelhante a Projeto brincadeiras de outrora

Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
Raquel Barboza
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
Raquel Barboza
 
Sao paulo umaescola_manualbrincadeiras
Sao paulo umaescola_manualbrincadeirasSao paulo umaescola_manualbrincadeiras
Sao paulo umaescola_manualbrincadeiras
Jefferson Tiagolage
 
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de AntigamenteProjeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
alaise18
 
Projeto interdisciplinar brincadeiras dia da criança, dia das mães, dia dos...
Projeto interdisciplinar brincadeiras   dia da criança, dia das mães, dia dos...Projeto interdisciplinar brincadeiras   dia da criança, dia das mães, dia dos...
Projeto interdisciplinar brincadeiras dia da criança, dia das mães, dia dos...
E.E.E.M. Adolfo Fetter - Pelotas RS
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
190920111613 cadernobrincar
190920111613 cadernobrincar190920111613 cadernobrincar
190920111613 cadernobrincar
Milka Mota
 

Semelhante a Projeto brincadeiras de outrora (20)

Plano de trabalho
Plano de trabalhoPlano de trabalho
Plano de trabalho
 
Educação ludica
Educação ludicaEducação ludica
Educação ludica
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Sao paulo umaescola_manualbrincadeiras
Sao paulo umaescola_manualbrincadeirasSao paulo umaescola_manualbrincadeiras
Sao paulo umaescola_manualbrincadeiras
 
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumondPlano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
 
Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Atividade1 5zairaesolaange
Atividade1 5zairaesolaangeAtividade1 5zairaesolaange
Atividade1 5zairaesolaange
 
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de AntigamenteProjeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
Projeto Alfabetizando em tempos Modernos com as Brincadeiras de Antigamente
 
Slides lúdico
Slides lúdicoSlides lúdico
Slides lúdico
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
 
Projeto interdisciplinar brincadeiras dia da criança, dia das mães, dia dos...
Projeto interdisciplinar brincadeiras   dia da criança, dia das mães, dia dos...Projeto interdisciplinar brincadeiras   dia da criança, dia das mães, dia dos...
Projeto interdisciplinar brincadeiras dia da criança, dia das mães, dia dos...
 
Portfolio g3 tarde
Portfolio g3 tardePortfolio g3 tarde
Portfolio g3 tarde
 
Slides lúdico
Slides lúdicoSlides lúdico
Slides lúdico
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
 
Liliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovadorLiliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovador
 
Portifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tardePortifólio virtual g3 tarde
Portifólio virtual g3 tarde
 
G3tarde
G3tardeG3tarde
G3tarde
 
190920111613 cadernobrincar
190920111613 cadernobrincar190920111613 cadernobrincar
190920111613 cadernobrincar
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 

Projeto brincadeiras de outrora

  • 1. PROJETO BRINCADEIRAS DE OUTRORA Introdução Se perguntarmos para algumas crianças do que elas costumam e gostam de brincar, com certeza 99,9% vão responder que se divertem jogando no computador, no vídeo game e assistindo TV. Muitas pessoas dizem que tanto as brincadeiras quanto os brinquedos evoluíram. Mas, há quem discorde dessa afirmação. Em pleno século XXI, a maioria das nossas crianças desconhecem, na prática, o real significado do que vem a ser brincar. Uma palavra tão pequena e ao mesmo tempo tão grandiosa para quem teve a oportunidade de se deliciar com brincadeiras simples, mas prazerosas. Realmente, as brincadeiras sofreram mutações, mas a essência de ser criança permanece. A infância passa rapidamente. E só nos cabe recordar essa época tão fascinante. Quando falamos em infância, o que vêm à sua memória? Você já parou para pensar o que as crianças de hoje vão ter para lembrar? Vamos voltar um pouquinho no tempo... Que menina nunca brincou de pular elástico? Há alguns anos, isso era uma febre. Nem era preciso levar o tal elástico para a brincadeira. Cada uma tinha o seu. Mas, era só juntar a meninada, que sobrava elástico e muita diversão. As garotas de hoje não sabem nem o que fazer com um elástico. E nem vêem graça nesse tipo de brincadeira. E pular amarelinha? Quantas vezes íamos e voltávamos pulando aqueles quadrinhos que nós mesmas rabiscávamos, utilizando pedaços de tijolos, nas portas de nossas casas, pracinhas etc.? E pular corda, então?! Era uma delícia juntar as amiguinhas e ficar batendo, cantando e pulando até cansar. Não podemos esquecer-nos do bambolê, que era rodado na cintura até perder forças e cair. Algumas meninas conseguiam passá-lo por todo o corpo sem parar de rodar e nem deixar cair!
  • 2. Passávamos horas entretidas com bonecas enquanto isso, os meninos faziam a festa soltando pipas coloridas que enfeitavam o céu, principalmente no período de férias. Além disso, bolinhas de gude, jogos de botões, sem falar dos mais variados tipos de carrinhos. E as bicicletas? Nossa, a gente contava os dias para chegar o final de semana e podermos sair para pedalar em algum lugar tranqüilo. E quem é que nunca jogou dama - não vale pela internet -, ou fez bolinhas de sabão com canudo de mamona e sabão em pó?!Era divertido demais soltar as bolinhas e acompanhá-las até estourarem no ar! Nem víamos as horas passarem enquanto nos divertíamos brincando de: esconde-esconde, pega-pega, cabra-cega, telefone sem fio, passa anel, boca de forno, estátua, dança da cadeira, detetive, adedonha, queimada e rouba a bandeira. E a famosa brincadeira cai no poço - era pra ser cheia de malícia, mas a gente se esbaldava com muita inocência. Quantas boas lembranças de um tempo dourado! Hoje, as crianças nem sabem que brincadeiras são essas citadas anteriormente. Talvez nem se interessem. Ou não sejam estimuladas a se interessarem. É muito mais conveniente, e muito mais sem graça também, deixar uma criança se entreter com jogos eletrônicos do que ensiná-la brincadeiras simples, mas sadias, como as que aprendemos com os nossos pais há alguns anos. Nós, sim soubemos aproveitar. Éramos inocentes, simplesmente crianças. Vivíamos bem distantes da corrupção, de adulteração disso ou daquilo, de mensalão, de violência, de crueldade, etc. Apesar das críticas, não há o que reclamar. Tivemos uma infância feliz!! Justificativa
  • 3. Hoje, as crianças estão muito mais preocupadas em se adequar as novas tecnologias e não vêem que vivendo no mundo "virtual" em que se situam estão perdendo a melhor fase de suas vidas. Parece que nem mesmo os pais têm consciência disso. Acham que dando tudo do bom e do melhor, em termos de equipamentos eletroeletrônicos estão fazendo seus filhos mais felizes, mas não percebem que o que realmente traz felicidade é vivenciar cada época de nossas vidas, sem pular etapas. Crianças mais felizes, conseqüentemente, se tornam adultos mais felizes. Para tanto, este projeto intitulado” Projeto Brincadeiras de Outrora” tem a finalidade resgatar as brincadeiras e jogos da nossa cultura popular inserindo essas brincadeiras, que são de suma importância para o desenvolvimento físico da criança. Estes jogos e brincadeiras são atividades que poderão ser compartilhadas até com seus familiares, colegas e amigos de sua comunidade. O brincar e o jogar são atos indispensáveis à saúde física, emocional e intelectual e sempre estiveram presentes em qualquer povo desde os mais remotos tempos. Através deles, a criança desenvolve a linguagem, o pensamento, a socialização, a iniciativa e a auto-estima, preparando-se para ser um cidadão capaz de enfrentar desafios e participar na construção de um mundo melhor. Este projeto envolverá um conjunto de fatores que devem existir para uma vida melhor e saudável. Isso é que para se ter uma boa qualidade de vida, é necessário mudança de comportamento, vivência de novos valores, disciplina, respeito mútuo, atenção a saúde, solidariedade, entre muitos outros. Objetivo geral: Resgatar valores, socializar brincadeiras que eram realizadas no passado, ampliar seu círculo de brincadeiras, tornar as crianças mais solidários e participativas, incentivar o trabalho de equipe.
  • 4. Objetivos específicos: • Reconhecer semelhanças e diferenças da criança de hoje e de outros tempos; • Identificar o cotidiano de uma criança nos tempos atuais; • Pesquisar com as crianças, quais brincadeiras que mais gostam; • Descobrir as principais manifestações folclóricas em nosso país; • Confeccionar de Pipas ( a mais engraçada, Original, Diferente ); • Identificar e reconhecer Músicas Folclóricas, cirandas; • Utilizar Trava-Línguas, parlendas; • Resgatar jogos, canções, danças de rodas e brincadeiras de antigamente. Conteúdos: • Uso da linguagem oral para conversar e expressar idéias e opiniões; • Leitura de pequenos textos como: Trava-Línguas, Parlendas, Canções, etc.; • Cantigas, danças de roda, brincadeiras antigas e brinquedos utilizados pelos nossos pais e avós; • Participação em jogos, brincadeiras de antigamente; • Participação nos jogos. Metodologia e estratégias: • Material didático • Livros de histórias • Gravuras e Cartazes • Textos e leituras variadas • Atividades xerocopiadas e dirigidas • Criações diversas • Vídeos • Pesquisa com pais, familiares, vizinhança sobre brincadeiras/jogos do tempo deles em criança; • Diálogos e relatos
  • 5. • Músicas • Recreações, jogos e brincadeiras • Competições de brincadeiras ( Corrida do Saco, Corrida da batata na colher, Dança das cadeiras, Taco, Amarelinha, Batata Quente, Cabo de Guerra, Pé de Lata, Elástico, Peteca, Queimada, etc. ); Avaliação: Acontecerá no decorrer do processo através da observação e execução das atividades aplicadas. É através das crianças que se perpetuam as brincadeiras tradicionais, sendo, estas, preservadas e recriadas a cada nova geração. Portanto, resgatar a tradição das brincadeiras é uma forma de ampliar o universo lúdico e cultural das crianças, além de promover uma interação com outras gerações. Assim como nossos pais e avós, com certeza temos uma história pra contar sobre nossos brinquedos prediletos e uma brincadeira a ensinar. Referências Livro “Brincadeira para Crianças de Todo Mundo. KISHIMOTO, T.M. (Org). Jogos, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. Ed. São Paulo, Cortez. Edição, 2007.
  • 6. DANÇANDO NO JORNAL - Dinâmica MATERIAL: UMA FOLHA DE JORNAL PARA CADA PARTICIPANTE e CD DE MÚSICA BEM ANIMADA PROCESSO: - distribuir as folhas de jornal (uma para cada participante). - o grupo deve ficar de pé, no centro da sala; - o facilitador explica que irá colocar uma música e que os participantes devem dançar sobre a folha de jornal que receberam. NÃO VALE SEGURAR EM NENHUM OBJETO E NEM DANÇAR FORA DO JORNAL; - Colocar a música e deixar que os participantes dancem sobre a folha de jornal; - Parar a música e pedir que os participantes dobrem a folha de jornal (uma dobra); - Colocar a música novamente e pedir que dancem sobre a folha dobrada. - Parar a música e pedir que dobrem a folha novamente; - Proceder dessa forma até que a folha de jornal esteja toda dobrada e os participantes não consigam mais dançar sobre ela; - Observar se os participantes mantiveram o equilíbrio apoiando-se uns nos outros ou se cada um preocupou-se apenas consigo mesmo; FECHAMENTO: A ajuda mútua é fundamental para que o grupo possa conseguir alcançar o objetivo comum. O sucesso do grupo depende do sucesso de cada um. didática e projeto didático.
  • 7. ■ ATIVIDADE PERMANENTE O que é: Trabalho didático realizado regularmente (diária, semanal ou quinzenalmente), como ler para os alunos, organizar rodas de conversa e reservar uma aula da semana para a produção de pinturas e desenhos no ateliê. Objetivos: Familiarizar a turma com um conteúdo e formar hábitos. Ao fazer leituras diárias, por exemplo, as crianças aprendem sobre a linguagem escrita e desenvolvem comportamentos leitores. Organização: Prever objetivos, conteúdos, duração da atividade, materiais necessários e como será feita a avaliação. Como usar: Realizar atividades permanentes não significa fazer sempre a mesma coisa. A proposta deve ser empregada com regularidade durante o ano ou um semestre e oferecer novos desafios (rodas de leitura em que livros cada vez mais difíceis são lidos pelo professor). ■ SEQUÊNCIA DIDÁTICA O que é: Série de atividades envolvendo um mesmo conteúdo, com ordem crescente de dificuldade, planejadas para possibilitar o desenvolvimento da próxima. Objetivo Ensinar conteúdos que exijam tempo para aprender e aprofundamento gradual, como o reconhecimento das características de uma paisagem brasileira em Geografia, uma série de experiências para observar a ação de micro-organismos em Ciências ou a leitura da obra de um autor em Língua Portuguesa. Organização Prever a ordem em que as atividades serão propostas, os objetivos, os conteúdos, os materiais, as etapas do
  • 8. desenvolvimento, a duração e a maneira como será feita a avaliação. Como usar A maioria dos conteúdos exige tempo para aprender. Por isso, a sequência didática é a modalidade organizativa mais presente no planejamento. Escolher os conteúdos mais importantes, organizar a série, garantindo a continuidade, e distribuí-los durante o ano. O número de atividades de cada sequência é variado, assim como o tempo de duração (ambos dependem do objetivo e da resposta da turma às propostas). ■ PROJETO DIDÁTICO O que é Conjunto de ações para a elaboração de um produto final que tenha uso pela comunidade escolar. Uma de suas características é envolver a turma em todas as etapas do planejamento. Objetivo Reunir conteúdos abrangentes, atingindo propósitos didáticos e sociais. Um projeto de leitura e escrita, por exemplo, em que os estudantes fazem um livro de receitas ensina a ler e escrever e trabalha com valores nutricionais. Pode ter como meta mostrar à comunidade como aproveitar as frutas regionais. Organização Prever os momentos de planejamento e de discussão em grupo e os de trabalhos individuais. Colocar justificativas, aprendizagens desejadas,etapas do desenvolvimento, produção, maneiras de divulgar o produto final, duração e avaliação final. Como usar A duração é variada, mas sempre ocupa dois meses ou mais. Por isso, o ideal é propor um ou dois por ano para cada turma. Desenvolve-se o conjunto das atividades do projeto sem abandonar as atividades permanentes e as sequências didáticas.