SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
IGREJA BATISTA
REFRIGÉRIO
LIVRO DE NÚMEROS
Autor: Moisés, comumente
aceito.
Tema central: A incredulidade
impede a entrada à vida
abundante, Hb 3.7-9.
Tema principal: O livro das
peregrinações de Israel
Versículos Chave
 A ira do Senhor acendeu-se contra
Israel e ele os fez andar errantes
no deserto durante quarenta
anos, até que passou toda a
geração daqueles que lhe tinham
desagradado com seu mau
procedimento. Nu 32.13
 O Senhor te abençoe e te guarde;
O Senhor faça resplandecer o seu
rosto sobre ti e te conceda graça;
O Senhor volte para ti o seu rosto
e te dê paz. Nu 6.24-26
OS 40 ANOS NO DESERTO
A PEREGRINAÇÃO DE ISRAEL
Á TERRA PROMETIDA
 Significado: hebraico, Bemidbart
(no deserto) e no grego
“Números”, por causa do
censo, dois censos registrados no
cap.1 e no 26, daí então o nome.
Propósito
O livro evidencia:
• Fé e Obediência – que são
considerados nesse livro o
servir e o caminhar do povo
redimido de Deus, vemos um
Israel servindo. O serviço do
Senhor não devia ser feito de
uma maneira casual, razão
porque o livro nos apresenta o
quadro de um
acampamento, onde tudo é
feito segundo a primeira lei
• Tribo Principal
do Grupo
O ACAMPAMENTO DAS TRIBOS DE ISRAEL
Nu 2.1-31; 10.11-33
O arranjo das tribos em
torno do Tabernáculo
simbolizava um ideal
espiritual, Qual seria
este ideal?
Dã Efraim
Os Coatitas
levam a
mobília do
tabernáculo
Aser Manassés
Naftali Benjamim
Rúben Judá
Zebulon
Issacar
Gade
Simeão
Os Gersonitas
e os Meraritas
levam o
Tabernáculo
Os levitas
levam a arca
• O povo é numerado conforme
suas tribos e famílias a cada um é
designado o seu lugar no
acampamento sua marcha são
regulados com precisão militar e
cada levita tem a sua tarefa
especial no transporte do
tabernáculo. Além de serviço e
ordem, números também registra
o fracasso de Israel em não crer
que Deus cumpriria a promessa
por isso não entraram em
Canaã, e seu castigo foi
peregrinar no deserto , essa ação
 Podemos dividir os seus 36 cap.
(1288 v.s.) da seguinte forma:
1. No Sinai, cap. 1 ao 10 - vinte dias
gastos;
2. Do Sinai à Cades, cap. 10 ao 20 - inicia-
se com o envio dos espias à Canaã, com
uma viagem de ida e volta, gastando 40
dias e, devido a
incredulidade, peregrinaram mais 39
anos em torno de Cades, até chegarem
novamente à entrada de Canaã;
3. De Cades à Moabe, cap. 21 ao 36 - os
cinco últimos meses no deserto e a
chegada à entrada de Canaã.
FATOS IMPORTANTES
 A palavra "números" aparece cerca
de 125 vezes no livro;
 A nuvem de dia e a coluna de fogo a
noite;
 O povo deixou de admirar tantos
milagres, ao ponto de querer voltar
para o Egito;
 A falta de visão ministerial de Miriã e
Arão e o amor de Moisés
intercedendo por eles;
 O medo e a incredulidade dos espias;
 O castigo de Moisés;
FATOS IMPORTANTES
 A mula usada por DEUS para
dirigir a vida de Balaão.
 A rocha que não podia ser
ferida duas vezes, como tipo
de CRISTO, que morreu uma
só vez para nos remir dos
nossos pecados (Hb 9:28;
10:12,14).
 A serpente de Bronze, 21.6-9;
Veja 3.14.
 As cidades de refúgio, cap35;
veja 6.18.
Tipos Messiânicos
O livro revela a natureza de Deus em
três aspectos de seu caráter:
 Fiel - ele cumpria até o fim o seu
propósito de fazer o bem a Israel e ao
mundo através dele.
 Punitivo - isso não implica que Deus
possuía uma natureza impassível , ao
contrario cap. 14 retrata a ira de Deus e
revela seu caráter pessoal dinâmico e
impetuoso.
 Santo - a santidade de Deus é
especialmente acentuada, neste livro há
abismo entre Deus e os
Homens, entretanto, em sua
graça, Deus providencia um caminho
de acesso a sua Santa presença : a
São estas as
jornadas dos filhos
de Israel, pelas
quais saíram da
terra do
Egito, segundo os
seus exércitos, sob o
comando de Moisés
e Arão. Moisés
registrou os pontos
de partida,
segundo as suas jornadas, conforme
o mandado do Senhor; e estas são as
suas jornadas segundo os pontos de
partida. Nu 33.1-2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
mbrandao7
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
Moisés Sampaio
 
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Teologia de êxodo
Teologia de êxodoTeologia de êxodo
Teologia de êxodo
José Santos
 

Mais procurados (20)

5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
 
15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel
 
37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
 
13 numeros 1 10
13 numeros 1   1013 numeros 1   10
13 numeros 1 10
 
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e LamentaçõesPanorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
 
Lição 4 – O Altar do Holocausto
Lição 4 – O Altar do HolocaustoLição 4 – O Altar do Holocausto
Lição 4 – O Altar do Holocausto
 
PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01
 
33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel
 
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
 
40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum
 
PROFETAS MAIORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MAIORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)PROFETAS MAIORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MAIORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 
Teologia de êxodo
Teologia de êxodoTeologia de êxodo
Teologia de êxodo
 
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetasJuízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
 
Panorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoPanorama do AT - Levítico
Panorama do AT - Levítico
 
Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3
 

Destaque

O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
mbrandao7
 
Teologia de deuteronômio
Teologia de deuteronômioTeologia de deuteronômio
Teologia de deuteronômio
José Santos
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de números
José Santos
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
Torah
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
mbrandao7
 
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
Ping Ponga
 

Destaque (20)

Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
 
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
 
Teologia de deuteronômio
Teologia de deuteronômioTeologia de deuteronômio
Teologia de deuteronômio
 
9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de números
 
Aula 5 - Levítico
Aula 5 - LevíticoAula 5 - Levítico
Aula 5 - Levítico
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
Introdução a São Mateus
Introdução a São MateusIntrodução a São Mateus
Introdução a São Mateus
 
Lição 09 o santuário terrestre
Lição 09   o santuário terrestreLição 09   o santuário terrestre
Lição 09 o santuário terrestre
 
CETADEB. Lição 5 - O Ministro e sua Família
CETADEB.  Lição 5 -  O Ministro e sua FamíliaCETADEB.  Lição 5 -  O Ministro e sua Família
CETADEB. Lição 5 - O Ministro e sua Família
 
Estudo sobre os temas : puro e impuro , bênção e maldição
Estudo sobre  os temas : puro e impuro ,  bênção e maldiçãoEstudo sobre  os temas : puro e impuro ,  bênção e maldição
Estudo sobre os temas : puro e impuro , bênção e maldição
 
Holocausto | Aquilo que sobe
Holocausto | Aquilo que sobeHolocausto | Aquilo que sobe
Holocausto | Aquilo que sobe
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
 
Animais limpos e imundos
Animais limpos e imundosAnimais limpos e imundos
Animais limpos e imundos
 
1 e 2 livro das Crônicas
1 e 2 livro das Crônicas1 e 2 livro das Crônicas
1 e 2 livro das Crônicas
 
CETADEB - Lição 2 - O Ministério no Antigo e no Novo Testamento
CETADEB - Lição 2 - O Ministério no Antigo e no Novo TestamentoCETADEB - Lição 2 - O Ministério no Antigo e no Novo Testamento
CETADEB - Lição 2 - O Ministério no Antigo e no Novo Testamento
 
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
CETADEB - Lição 4 - Paulo, o padrão. Barnabé o exemplo, Livro Teologia Pastor...
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
 
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
13 Josué assume o comando / 13 joshua takes charge portuguese
 

Semelhante a Aula 7 - Números

11 1 e 2 crônicas
11   1 e 2 crônicas11   1 e 2 crônicas
11 1 e 2 crônicas
PIB Penha
 
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.comDaniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
leitemel
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Ailton da Silva
 

Semelhante a Aula 7 - Números (20)

18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
 
11 1 e 2 crônicas
11   1 e 2 crônicas11   1 e 2 crônicas
11 1 e 2 crônicas
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
 
PENTATEUCO AULA 4 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 4 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 4 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 4 IBADEP BÁSICO
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
Numeros
NumerosNumeros
Numeros
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx
 
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.comDaniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
 
Números e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptxNúmeros e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptx
 
Livro de Numeros.pptx
Livro de Numeros.pptxLivro de Numeros.pptx
Livro de Numeros.pptx
 
01. mateus
01. mateus01. mateus
01. mateus
 
16 deuteronomio 1 - 4
16 deuteronomio 1 -  416 deuteronomio 1 -  4
16 deuteronomio 1 - 4
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
 
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventistaParalelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
 
Aula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuelAula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuel
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 5 - PROFETA DANIEL.pptx
 
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
13 - panorama do AT - Obadias^J Jonas e Miqueias.pptx
 
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05 - MÉDIO CETADEB)
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05 - MÉDIO CETADEB)TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05 - MÉDIO CETADEB)
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05 - MÉDIO CETADEB)
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
 
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGRLição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
 

Mais de ibrdoamor (13)

Aula 16 - Gálatas
Aula 16 - GálatasAula 16 - Gálatas
Aula 16 - Gálatas
 
Aula 15 - Rute
Aula 15 - RuteAula 15 - Rute
Aula 15 - Rute
 
Aula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I CoríntiosAula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I Coríntios
 
Aula 13 - Juízes
Aula 13 - JuízesAula 13 - Juízes
Aula 13 - Juízes
 
Aula 12 - Romanos
Aula 12 - RomanosAula 12 - Romanos
Aula 12 - Romanos
 
Aula 11 - Josué
Aula 11 - JosuéAula 11 - Josué
Aula 11 - Josué
 
Aula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos ApóstolosAula 10 - Atos dos Apóstolos
Aula 10 - Atos dos Apóstolos
 
Aula 8 - João
Aula 8 - JoãoAula 8 - João
Aula 8 - João
 
Aula 6 - Lucas
Aula 6 - LucasAula 6 - Lucas
Aula 6 - Lucas
 
Aula 4 - Marcos
Aula 4 - MarcosAula 4 - Marcos
Aula 4 - Marcos
 
Aula 3 - Êxodo
Aula 3 - ÊxodoAula 3 - Êxodo
Aula 3 - Êxodo
 
Aula 2 - Mateus
Aula 2 - MateusAula 2 - Mateus
Aula 2 - Mateus
 
Aula 1 - Gênesis
Aula 1 - GênesisAula 1 - Gênesis
Aula 1 - Gênesis
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (14)

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Aula 7 - Números

  • 2. Autor: Moisés, comumente aceito. Tema central: A incredulidade impede a entrada à vida abundante, Hb 3.7-9. Tema principal: O livro das peregrinações de Israel
  • 3. Versículos Chave  A ira do Senhor acendeu-se contra Israel e ele os fez andar errantes no deserto durante quarenta anos, até que passou toda a geração daqueles que lhe tinham desagradado com seu mau procedimento. Nu 32.13  O Senhor te abençoe e te guarde; O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça; O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz. Nu 6.24-26
  • 4. OS 40 ANOS NO DESERTO A PEREGRINAÇÃO DE ISRAEL Á TERRA PROMETIDA  Significado: hebraico, Bemidbart (no deserto) e no grego “Números”, por causa do censo, dois censos registrados no cap.1 e no 26, daí então o nome.
  • 5.
  • 7. O livro evidencia: • Fé e Obediência – que são considerados nesse livro o servir e o caminhar do povo redimido de Deus, vemos um Israel servindo. O serviço do Senhor não devia ser feito de uma maneira casual, razão porque o livro nos apresenta o quadro de um acampamento, onde tudo é feito segundo a primeira lei
  • 8. • Tribo Principal do Grupo O ACAMPAMENTO DAS TRIBOS DE ISRAEL Nu 2.1-31; 10.11-33
  • 9. O arranjo das tribos em torno do Tabernáculo simbolizava um ideal espiritual, Qual seria este ideal?
  • 10. Dã Efraim Os Coatitas levam a mobília do tabernáculo Aser Manassés Naftali Benjamim Rúben Judá Zebulon Issacar Gade Simeão Os Gersonitas e os Meraritas levam o Tabernáculo Os levitas levam a arca
  • 11. • O povo é numerado conforme suas tribos e famílias a cada um é designado o seu lugar no acampamento sua marcha são regulados com precisão militar e cada levita tem a sua tarefa especial no transporte do tabernáculo. Além de serviço e ordem, números também registra o fracasso de Israel em não crer que Deus cumpriria a promessa por isso não entraram em Canaã, e seu castigo foi peregrinar no deserto , essa ação
  • 12.  Podemos dividir os seus 36 cap. (1288 v.s.) da seguinte forma: 1. No Sinai, cap. 1 ao 10 - vinte dias gastos; 2. Do Sinai à Cades, cap. 10 ao 20 - inicia- se com o envio dos espias à Canaã, com uma viagem de ida e volta, gastando 40 dias e, devido a incredulidade, peregrinaram mais 39 anos em torno de Cades, até chegarem novamente à entrada de Canaã; 3. De Cades à Moabe, cap. 21 ao 36 - os cinco últimos meses no deserto e a chegada à entrada de Canaã.
  • 13. FATOS IMPORTANTES  A palavra "números" aparece cerca de 125 vezes no livro;  A nuvem de dia e a coluna de fogo a noite;  O povo deixou de admirar tantos milagres, ao ponto de querer voltar para o Egito;  A falta de visão ministerial de Miriã e Arão e o amor de Moisés intercedendo por eles;  O medo e a incredulidade dos espias;  O castigo de Moisés;
  • 14. FATOS IMPORTANTES  A mula usada por DEUS para dirigir a vida de Balaão.  A rocha que não podia ser ferida duas vezes, como tipo de CRISTO, que morreu uma só vez para nos remir dos nossos pecados (Hb 9:28; 10:12,14).  A serpente de Bronze, 21.6-9; Veja 3.14.  As cidades de refúgio, cap35; veja 6.18. Tipos Messiânicos
  • 15. O livro revela a natureza de Deus em três aspectos de seu caráter:  Fiel - ele cumpria até o fim o seu propósito de fazer o bem a Israel e ao mundo através dele.  Punitivo - isso não implica que Deus possuía uma natureza impassível , ao contrario cap. 14 retrata a ira de Deus e revela seu caráter pessoal dinâmico e impetuoso.  Santo - a santidade de Deus é especialmente acentuada, neste livro há abismo entre Deus e os Homens, entretanto, em sua graça, Deus providencia um caminho de acesso a sua Santa presença : a
  • 16. São estas as jornadas dos filhos de Israel, pelas quais saíram da terra do Egito, segundo os seus exércitos, sob o comando de Moisés e Arão. Moisés registrou os pontos de partida, segundo as suas jornadas, conforme o mandado do Senhor; e estas são as suas jornadas segundo os pontos de partida. Nu 33.1-2