Pós modernismo

254 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
254
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pós modernismo

  1. 1. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com Idade Antiga A compreende-se de cerca de 4000 a.C. até 475 d.C.quando ocorre a queda do Império Romano do Ocidente. Idade Média A é limitada entre o ano de 476 d.C. até 1453, quando ocorre a conquista de Constantinopla pelos turcos e consequentemente a queda do Império Romano no Oriente. Idade Moderna É considerada de 1453 até 1789, quando da eclosão da Revolução Francesa. Compreende o período da invenção da imprensa, os descobrimentos marítimos e o Renascimento. Caracteriza-se pelo nascimento do modo de produção capitalista. Idade Contemporânea Compreende-se de 1789 até aos dias atuais. Envolve conceitos tão diferentes quanto o grande avanço da técnica, os conflitos armados de grandes proporções e a Nova Ordem Mundial. RECORTE HISTÓRICO
  2. 2. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com Durante a Idade Média, as referências coletivas como a família, o povo e, principalmente, a religião eram o amparo para o homem e sua compreensão sobre o mundo. A religião detinha o poder de decisão sobre as ações humanas; por isso, ao mesmo tempo em que amparava o homem também o constrangia, retirando dele a capacidade de construir suas próprias referências internas. Nos séculos XIV e XV, surgiram novas formas de organização social, provocando uma crise social que culminou com a contestação das velhas tradições e o rompimento da ciência com a religião. O pensamento renascentista apregoava que o homem é capaz de decidir por si, que ele sente-se livre e coloca-se na posição de centro do universo, buscando objetividade nas suas experiências. RECORTE HISTÓRICO
  3. 3. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A explicação para os fenômenos naturais e o mundo deixou de ser determinada pelo sagrado e este se tornou um objeto de uso para o próprio homem, embora a crença em Deus permanecesse. O trabalho intelectual, a partir desse período, tornou-se mais intenso e individualizado e a religiosidade, uma decisão íntima. RECORTE HISTÓRICO Nicolau Copérnico (Toruń, 19 de Fevereiro de 1473 — Frauenburgo, 24 de Maio de 1543) foi um astrônomo e matemático polaco que desenvolveu a teoria heliocêntrica do Sistema Solar. Foi também cónego da Igreja Católica, governador e administrador, jurista, astrólogo e médico. Sua teoria do Heliocentrismo, que colocou o Sol como o centro do Sistema Solar, contrariando a então vigente Teoria Geocêntrica (que considerava a Terra como o centro), é considerada como uma das mais importantes hipóteses científicas de todos os tempos, tendo constituído o ponto de partida da astronomia moderna.
  4. 4. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com Encontramos quatro tipos importantes de formas de conhecimento da realidade: o filosófico, o religioso, o senso comum e a ciência. Cada uma dessas formas de compreender a realidade tem hoje uma função e um uso de acordo com a necessidade de cada pessoa, desde sua vida íntima até sua vida profissional. FORMAS DE CONHECIMENTO CONTEMPORÂNEA
  5. 5. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com No entanto, até meados do século XVIII, considerava-se que apenas os fenômenos naturais seriam passíveis de mensuração e predição racional. Já os fenômenos sociais, as formas de organização da sociedade e as relações comerciais e mercantis eram explicados pelo fatalismo ou pelo determinismo divino. Essa mudança na forma de ver e perceber a realidade, trazida pelo surgimento do pensamento científico cartesiano no século XVII, alicerçou o aparecimento nos séculos seguintes das ciências sociais. Agora não apenas os fenômenos da natureza poderiam ser explicados pela razão, mas os fenômenos sociais seriam passíveis de verificação e predição, requisitos fundamentais para a organização da sociedade capitalista. FORMAS DE CONHECIMENTO CONTEMPORÂNEA
  6. 6. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com No entanto, até meados do século XVIII, considerava-se que apenas os fenômenos naturais seriam passíveis de mensuração e predição racional. Já os fenômenos sociais, as formas de organização da sociedade e as relações comerciais e mercantis eram explicados pelo fatalismo ou pelo determinismo divino. Essa mudança na forma de ver e perceber a realidade, trazida pelo surgimento do pensamento científico cartesiano no século XVII, alicerçou o aparecimento nos séculos seguintes das ciências sociais. Agora não apenas os fenômenos da natureza poderiam ser explicados pela razão, mas os fenômenos sociais seriam passíveis de verificação e predição, requisitos fundamentais para a organização da sociedade capitalista. TEORIAS DO CONHECIMENTO
  7. 7. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO EPISTEMOLOGIA  Disciplina filosófica que se propoe a estudar a natureza do conhecimento.  Como podemos saber que de fato conhecemos os objetos? A realidade? A natureza? A divindade?  Qual é a gênese do pensamento?  Conhecemos efetivamente a realidade física ou apenas imagens e representações mentais dessa realidade?  O conhecimento dos objetos é determinado pelas experiências sensíveis ou é mais determinado por nossas estruturas mentais?
  8. 8. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO PLATONISMO  O platonismo é a corrente filosófica baseada no pensamento de Platão. Indica a filosofia de Platão e da sua escola, isto é, os filósofos que viveram entre o século IV a.C. e a primeira metade do século I a.C.  Platão acreditava que as idéias eram mais perfeitas que a matéria.  A principal característica é acreditar que realidade do pensamento (mundo das ideias) é melhor e mais perfeita do que a realidade vivenciadas no mundo material.
  9. 9. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO PLATONISMO O MITO DA CAVERNA Platão foi um dos principais filósofos gregos da Antiguidade. Ele nasceu em Atenas, por volta de 427/28 a.C., foi seguidor de Sócrates e mestre de Aristóteles. O nome pelo qual ficou conhecido era possivelmente um apelido, aparentemente ele se chamava Arístocles.
  10. 10. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO ARISTOTELISMO  Aristóteles sustenta que o que está além de nossa experiência não pode ser nada para nós. Conhecer o mundo da experiência, foi um desejo ao qual Aristóteles se entregou . Assim, ele descreveu os campos básicos da investigação da realidade e deu-lhes os nomes com que são conhecidos até os nossos dias: lógica, física, política, economia, psicologia, metafísica, meteorologia, retórica e ética.  Corrente filosófica desenvolvida por Aristóteles. Aristóteles. Atenas, 322 a.C. foi um filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande. Seus escritos abrangem diversos assuntos, como a física, a metafísica, as leis da poesia e do drama, a música, a lógica, a retórica, o governo, a ética, a biologia e a zoologia.
  11. 11. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO ESSENCIALISMO X EXISTENCIAISMO  Em linhas gerais o essencialíssimo é uma corrente filosófica que a firma que, a verdade está por detrás da realidade. E por sua vês, o existencialismo é a corrente filosófica que afirma que a realidade é quem forma a verdade.
  12. 12. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO EMPIRISMO  Doutrina filosófica que defende que a fonte de todos os conceitos e conhecimentos humanos é a experiência sensorial (cinco sentidos).  Para John Locke a busca do conhecimento deveria ocorrer através de experiências e não por deduções ou especulações. Desta forma, as experiências científicas devem ser baseadas na observação do mundo. O empirismo filosófico descarta também as explicações baseadas na fé. John Locke (Wrington, 29 de agosto de 1632 — Harlow, 28 de outubro de 1704) foi um filósofo inglês e ideólogo do liberalismo, sendo considerado o principal representante do empirismo britânico e um dos principais teóricos do contrato social.
  13. 13. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO EMPIRISMO  Locke também afirmava que a mente de uma pessoa ao nascer era uma tábula rasa, ou seja, uma espécie de folha em branco. As experiências que esta pessoa passa pela vida é que vão formando seus conhecimentos e personalidade. John Locke (Wrington, 29 de agosto de 1632 — Harlow, 28 de outubro de 1704) foi um filósofo inglês e ideólogo do liberalismo, sendo considerado o principal representante do empirismo britânico e um dos principais teóricos do contrato social.
  14. 14. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com TEORIAS DO CONHECIMENTO RACIONALISMO  Ainda que a "razão" seja um componente básico de todas as manifestações da filosofia ocidental, no pensamento moderno adquire característica e importância sem precedentes na história. René Descartes (La Haye en Touraine, 31 de março de 1596 – Estocolmo, 11 de fevereiro de 16501 ) foi um filósofo, físico e matemático francês
  15. 15. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  Há consenso entre os pensadores modernos ao dizer que o pós- modernismo é uma reação a cosmovisão moderna e ao projeto do Iluminismo tão íntimo dela. (Stanley J. Greens).  Se guisemos entender o pós- modernismo, devemos primeiramente entender o modernismo. O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES
  16. 16. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  <<Renascença>> é uma palavra francesa cujo significado é renascimento ou reavivamento. O Renascimento designa um período histórico que foi, em certo sentido, ambas as coisas: Houve um renascimento do período clássico a exemplo das antigas civilizações grega e romana após o período chamado de “Era das Trevas”. O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES XIV - XVII  Os pensadores da Renascença eram humanistas no sentido de que haviam aderido aos valores humanos manifestos nos escritos clássicos.  A Renascença é um retorno aos clássicos.
  17. 17. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  Leonardo da Vinci (1452-1519), Leonardo da Vinci não foi somente representante das artes plásticas (pintor e escultor), mas também estudou música, arquitetura, engenharia, foi inventor e filósofo. Suas obras de arte baseavam-se nas pinturas científicas a partir de minuciosas observações da natureza – essa abordagem científica está presente nas seguintes obras: “Última Ceia” (Santa Ceia) e “A Gioconda” (ou Monalisa). O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES XIV - XVII  Na arquitetura, destacou-se Fillipo Brunelleschi (1377-1446). Suas principais obras foram o projeto da cúpula da Catedral de Santa Maria del Friore e o Palácio de Pitti, ambos em Florença.
  18. 18. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  Michelangelo Buonarroti se destacou por sua produção artística nas áreas da pintura e também das esculturas. Na pintura, podemos destacar os afrescos realizados no teto da Capela Sistina, na cidade do Vaticano, principalmente a retratação do episódio do gênesis, a Criação de Adão. Suas esculturas mais famosas foram Davi e também Pietá, esta representando Maria com Jesus morto em seu colo O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES XIV - XVII
  19. 19. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  <<Renascença>> é uma palavra francesa cujo significado é renascimento ou reavivamento. O Renascimento designa um período histórico que foi, em certo sentido, ambas as coisas: Houve um renascimento do período clássico a exemplo das antigas civilizações grega e romana após o período chamado de “Era das Trevas”. Filosofo e cientista inglês, Francis Bacon (1561-1626)  Francis Bacon surge no cenário do conhecimento como um transição entre a Renascença e o Iluminismo.  A Nova Atlântida . Bacon descrevia a sociedade Ideal, acima de tudo as pessoas olhariam para a ciência como provedora da chave para a felicidade. O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES XIV - XVII
  20. 20. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  Defendia que o objetivo da ciência era o de dotar os homens de poder. Axioma de Bacon: “Saber é Poder”. Filosofo e cientista inglês, Francis Bacon (1561-1626)  Para Bacon o saber atua como um agente de intermediação do poder em meio as circunstâncias; ele tem a capacidade de modificar nossas circunstâncias de modo que sejam confirmadas aos nossos desejos.  Ele antecipou a iniciativa que tiraria vantagem do método cientifico como meio de alterar o ambiente para nosso bem estar.  A visão de Bacon lançou os fundamentos da sociedade tecnológica moderna. O RENASCIMENTO E OS SEUS PROPONENTES XIV - XVII
  21. 21. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  A história intelectual do ocidente passou por um período de grande fermentação que se estendeu de 1650 a 1800. De modo geralmente conhecido como Iluminismo, oi Idade da Razão. O ILUMINISMO E SEUS PROPONENTES XVIII  A Idade da Razão deu inicio à era moderna  Desde Agostinho até a Reforma, os aspectos intelectuais da civilização ocidental foram regidos por teólogos e por reflexões teológicas. Em geral, todos os teólogos e filósofos concordavam que a realidade era um todo ordenado.  Na modernidade o Iluminismo Rompeu de maneira permanentemente radical, a cosmovisão teológica da Idade Média, e apurada pela Reforma.
  22. 22. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  No Iluminismo o Antropológico supera o Teológico. O ILUMINISMO E SEUS PROPONENTES XVIII  A Idade da Razão desalojou Deus do seu posto elevado nos céus, e o trouxe até o mundo dos negócios humanos .  O Iluminismo foi, acima de tudo um produto da revolução filosófica. Essa revolução foi iniciada por René Decarte (1596- 1560) com a elaboração de um método de investigação que facilitasse a compreensão da verdade social.  O Iluminismo foi, acima de tudo um produto da revolução filosófica. Essa revolução foi iniciada por René Decarte (1596- 1560) com a elaboração de um método de investigação que facilitasse a compreensão da verdade social.
  23. 23. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  No Iluminismo o Antropológico supera o Teológico. O ILUMINISMO E SEUS PROPONENTES XVIII  A Idade da Razão desalojou Deus do seu posto elevado nos céus, e o trouxe até o mundo dos negócios humanos .  O Iluminismo foi, acima de tudo um produto da revolução filosófica. Essa revolução foi iniciada por René Decarte (1596-1560) com a elaboração de um método de investigação que facilitasse a compreensão da verdade social.  O Iluminismo foi, acima de tudo um produto da revolução filosófica. Essa revolução foi iniciada por René Decarte (1596- 1560) com a elaboração de um método de investigação que facilitasse a compreensão da verdade social.
  24. 24. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  Descartes escreve no auge da revolução científica. Assim ele vai ter uma preocupação na construção de um método. A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA  Obras Principais:  Discurso do Método  Regras para a orientação do espírito
  25. 25. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com  O método Cartesiano  Pergunta: Se somos seres dotados de razão e bom censo, porque existem tantos problemas no nosso mundo?  Descartes Busca questionar a Razão Humana  Resposta: Precisamos educar a razão humana para direcionar a mente humana (excluindo o Aristotelismo).  Eu posso duvidar de tudo, menos da duvida humana (Argumento da dúvida) A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA
  26. 26. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil As idéias tem que passar pelo funil da dúvida
  27. 27. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil  Tipos de Ideias:  Inatas  Adventícias  Imaginativas
  28. 28. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil  Se tudo deve ser colocado em duvida, então, temos que confiar na própria duvida.  Argumento do sonho: Será que estamos dormindo ou estamos acordados? Podemos confiar nos nossos sentidos para chegar a verdade?  Descartes rejeita o bom senso, e a ideia de que os sentidos não são fontes objetivas para se atingir o resultado da verdade.
  29. 29. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil  A base da ciência moderna usa esse método do funil  Se tudo pode ser colocado em duvida, então devemos confiar na própria duvida (argumento do sonho).  O argumento do “Gênio Maligno”  Penso logo existo
  30. 30. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil  O Princípio da correspondência: Penso Logo Existo  Se eu consigo pensar em algo, isso sempre me remeta a algo real.  A figura do cavalo  A figura do unicórnio  O Unicórnio Pode não existir, mas suas partes sim
  31. 31. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com A EPISTEMOLOGIA CARTEZIANA Método do Funil O que garante a ideia da correspondência é a ideia de Deus
  32. 32. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO Friedrich Wilhelm Nietzsche (Röcken, 15 de Outubro de 1844 — Weimar, 25 de Agosto de 1900) foi um filólogo, filósofo, crítico cultural, poeta e compositor alemão do século XIX.
  33. 33. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  4 Noções centrais da filosofia de Nietsche  Todos os livros de Nietsche tratam de tudo  Nietzsche Filosofa por meio de aforismos  Aquilo que vem a consciência é um subproduto insignificante da psique  Quem movimenta a consciência, o eu?  É a vontade de potência, a energia vital, a tua essência
  34. 34. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  Para Nietzsche o que passa pela cabeça está ligado ao que você sente  Não é você que controla o que pensa  Ele escreve o que vem na cabeça (Anti-motodologia)  O Rascunho é a verdade, e não o papel limpo do rascunho  O que ele escreve não é a verdade para Nietzsche, e apenas o que vem na cabeça.
  35. 35. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  Livro: O crepúsculo dos Ídolos  Chave: Niilismo  A critica do Niilismo está presente no pensamento de Nietzsche  Nietzsche re-conceitua o termo Niilismo  (no senso comum) Niilismo: Niil – Nada, Vazio, Falta – O Niilista é aquele que nega os valores superiores  (no senso Nietzschiano) Niilismo é pautação da vida por valores – O Cristão  Se um Cristão é um Niilista, então que que é que ele nega? nega o Mundo da Vida (Nega o Real pelo Ideal) - o Niilista para Nietzsche nega a terra pelo céu.
  36. 36. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  O Idealismo é um modelo de Niilismo para Nietsche  Aristotelismo é um modelo de Niilismo para Nietsche  O monoteísmo é um modelo de Niilismo para Nietsche  Os homens inventaram o ideal para negar o real
  37. 37. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  O Crepúsculo dos Ídolos  Melhorar a humanidade, eis a última coisa que eu quero prometer  Não espere de mim que eu erija novos ídolos  Que os ídolos aprendem de uma vês por todas o quanto custa te pé de argila  Derrubar os ídolos, eis o meu verdadeiro mitiê  A invenção do ideal é a mentira maior, maldição que oprime a realidade  A humanidade tornou-se mentirosa e falsa, até a criação de valores contrários aqueles que lhe poderiam garantir um belo futuro
  38. 38. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com NIETZSCHE, NIILIEMO E A FILOSOFIA DO MARTELO  A filosofia de apresenta domo cum desconstrução  A filosofia do martelo  Ele martela os ídolos, aqueles modelos mentais que escravizam a vida  Ídolo: Todo modelo mental construído que escraviza a vida  (para Nietsche) Niilismo é a negação das punções em nome das verdades absolutas
  39. 39. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com O EVANGELHO NO CONTEXTO POS MODERNO  Cosmovisão e a forma pela qual uma pessoa enchera-a o mundo.  Cosmovisão protestante histórica é estritamente moderna.  Cosmovisão neopentecostal é pos moderna.  O protestantismo deu resposta para a modernidade, mas tem dificuldades em dar resposta a pós-modernidade devido ao seu modelo mental (moderno)
  40. 40. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com O EVANGELHO NO CONTEXTO POS MODERNO  Chaves para o dialogo entre o protestante e o pós-moderno:  O pós-modernismo abandonou a verdade cientifica e racional.  O pós-modernismo abandonou a epistemologia com fonte de verdade.  Pós-modernismo aceita a subjetividade como fonte de conhecimento
  41. 41. https://haroldoxsilva.wordpress.com #23 - haroldoxsilva@gmail.com O EVANGELHO NO CONTEXTO POS MODERNO  A relação dos elemos da cosmovisão protestante:  Protestante: Mentalidade Moderna  Protestante: Relacionamento com o capital (Max Weber)  Protestante: Religião de mercado

×