A dinâmica do litoral

2.026 visualizações

Publicada em

A dinâmica do litoral

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.026
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
241
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A dinâmica do litoral

  1. 1. A dinâmica do Litoral
  2. 2. A dinâmica do Litoral • Litoral – área de contacto entre a terra e o mar
  3. 3. Tipo de Costa: Arriba (costa alta e escarpada) – relevo alto de formações rochosas resistentes Praia (costa baixa e arenosa) – relevo baixo que resulta da acumulação de areias Arriba (costa alta) Praia (costa baixa) A dinâmica do Litoral
  4. 4. Dunas - são montes de areia formadas a partir da acumulação da areia transportada pelo vento A dinâmica do Litoral
  5. 5. As alterações da linha de costa dependem: • das características das formações rochosas em contacto com o mar, que podem ser mais ou menos resistentes à erosão; • da intensidade da ação erosiva do mar (abrasão marinha), que varia com: – as correntes marítimas – a quantidade de materiais transportados pelas ondas – a velocidade e direção do vento • da atividade humana (ex.: construção de edifícios sobre as dunas ou arribas, construção de barragens, construção de esporões) • dos movimentos da crosta terrestre e das alterações climáticas, de que resulta a: – Transgressão marinha –avanço do nível do mar sobre a faixa continental litoral, devido ao aumento da temperatura, que vai dar origem a uma submersão da costa – Regressão marinha – recuo do nível do mar sobre o litoral, provocado por uma diminuição da temperatura, dá origem à emersão de áreas que anteriormente estavam submersas. A dinâmica do Litoral
  6. 6. Desmoronamento e recuo de uma arriba (Abrasão marinha) Abrasão marinha – ação de desgaste provocada pelo mar Arriba viva – arribas atacadas pelo mar Plataforma de abrasão – faixa entre o mar e a arriba (formada pelo desmoronamento da arriba) Arriba morta ou fóssil – arribas que já não sofrem ativamente a ação erosiva do mar A dinâmica do Litoral
  7. 7. FORMAS LITORAIS 1- arriba 2- enseada (baía/golfo) 3- cabo 4- praia 5- estuário 6- tômbolo 7- delta A dinâmica do Litoral
  8. 8. FORMAS LITORAIS • Laguna – conjunto de água salgada ou salobra de origem marinha que se encontra separado do mar por breves formações rochosas, barreiras de areia ou por recifes. Laguna de Aveiro (Ria de Aveiro) A dinâmica do Litoral
  9. 9. FORMAS LITORAIS A dinâmica do Litoral Restinga do Lobito Restinga - é uma forma litoral caracterizada pela acumulação de areia ligada à faixa litoral por uma das suas extremidades e com a outra livre. Tal como uma praia, é uma formação natural de deposição de areia, sem qualquer função em especial
  10. 10. FORMAS LITORAIS • Cabo – saliência da linha de costa que entra pelo mar dentro, em virtude de apresentar rochas mais resistentes. ´ cabo da Roca A dinâmica do Litoral
  11. 11. FORMAS LITORAIS • Baía - reentrância do litoral em comunicação com o mar, formada nas áreas de rochas brandas. Quando as dimensões são pequenas, denomina-se enseada, quando as dimensões são grandes chama-se golfo. Baía de S. Matinho do Porto A dinâmica do Litoral
  12. 12. FORMAS LITORAIS • Estuário: foz de um rio que desagua no mar por um só braço. Forma-se em locais onde a força das marés e das correntes marítimas é intensa. A água arrasta os sedimentos até áreas muito afastadas da foz e deposita- os no fundo do mar. Estuário do Tejo A dinâmica do Litoral
  13. 13. FORMAS LITORAIS • Delta - foz de um rio que desagua no mar por vários braços. Forma-se geralmente em locais onde as marés e as correntes marítimas têm pouca força. O rio vai depositando os sedimentos junto á foz e as suas águas desaguam por vários canais. Delta do Nilo A dinâmica do Litoral
  14. 14. FORMAS LITORAIS • Tômbolo – cordão arenoso que resulta da acumulação de sedimentos marinhos transportados pelas correntes marítimas, que originam um cordão que une uma pequena ilha ao território continental, formando uma península. A dinâmica do Litoral Tômbolo de Peniche
  15. 15. FORMAS LITORAIS • Lido – área lagunar que resulta da acumulação de sedimentos marinhos, trazidos por uma corrente marítima de sentido oeste-este, que origina cordões arenosos (restingas e ilhas-barreira). Lido de Faro (Ria Formosa) A dinâmica do Litoral
  16. 16. • A- Laguna de Aveiro • B- Baía de São Martinho • C- Tômbolo de Peniche • D- Estuário do Tejo e do Sado • E- Lido de Faro (Ria Formosa)
  17. 17. • Atualmente, mais de metade da população mundial vive em áreas do litoral. A este fenómeno chama-se litoralização.
  18. 18. Quais são as principais causas para o recuo atual da linha de costa em Portugal? • A Costa portuguesa à semelhança do que acontece noutras áreas do mundo, está sujeita a fortes processos de erosão que provocam o recuo da linha de costa em muitos troços do litoral
  19. 19. As consequências serão: • o agravamento da erosão das praias e o recuo das arribas; • a salinização de algumas regiões junto aos estuários • a possibilidade de submersão de algumas regiões
  20. 20. Qual a importância da gestão do litoral? • O recuo da linha de costa tem levado à perda do património natural e do património construído. • As soluções para minimizar os efeitos do avanço do mar têm de ter em conta o tipo de costa e a forma como o solo está ocupado • A adoção de medidas exige conhecimento técnico e científico.
  21. 21. Estratégias para minimizar os efeitos do avanço do mar • A demolição dos edifícios e a sua reconstrução em áreas mais afastadas da costa; • A alimentação artificial das praias; • A manutenção das dunas, através da construção de passadiços, ou a sua consolidação recorrendo a paliçadas; • As construções de obras de engenharia, como molhes e esporões.
  22. 22. Estratégias para minimizar os efeitos do avanço do mar • Para preservar a linha de costa foram criados os Planos de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), que (entre outros objetivos): – proíbem as construções sobre dunas e as arribas e delimitam paisagens litorais com estatuto de reserva natural. • Outra estratégia é a consciencialização da população através da educação ambiental.

×