“Deus criou o campo e o Homem a
cidade”(William Cowper)
Espaço rural
∗ Resulta da atividade humana direcionada para o cultivo
da terra e transformação do meio natural
∗ Os aglome...
Espaço rural
∗ O povoamento rural pode ser:
∗ Concentrado – as casas encontram-se agrupadas em
núcleos compactos de popula...
Espaço urbano - características
∗ Caracteriza-se pelo predomínio das atividades do setor
secundário e terciário
∗ Expandiu...
Características da paisagem rural e
urbana
Espaço urbano vs Espaço rural
∗ Conforme vão crescendo, os espaços urbanos vão
aglutinando parte dos espaços rurais, onde ...
A cidade exerce influência
sobre o campo ao nível de:
∗ Serviços de apoio à
actividade agrícola
(bancos, seguros…);
∗ Serv...
∗No mundo rural…
∗ Vida mais calma;
∗ sem problemas de trânsito;
∗ Por vezes com costumes comunitários e de entreajuda;
∗ ...
∗ No mundo urbano…
∗ Vida mais individualista e agitada;
∗ Muitas pessoas deslocam-se diariamente de casa
para o trabalho ...
Cidade
∗ Espaço com elevada densidade populacional, onde
predominam as atividades económicas do setor terciário
(comércio ...
∗ As cidades devem satisfazer os seguintes critérios:
∗ Quantitativo ou estatístico: concentração mínima de
habitantes (os...
∗ Há países que exigem outras características…
∗ Índia – 5000 habitantes, densidade mínima de 386
hab/km², mais de três qu...
∗ Condições para ser cidade em Portugal:
∗ Uma vila precisa de u número superior a 8 000 eleitores
em aglomerado populacio...
∗ O crescimento das cidades deve-se ao processo de
urbanização (expansão física da cidades)
∗ A urbanização é cada vez mai...
∗ No mundo, o número e tamanho das cidades têm aumentado.
∗ Nos países mais desenvolvidos, como os da Europa ocidental,
Am...
∗
Nos países em desenvolvimento, devido às
dificuldades sentidas nos campos, o êxodo rural leva
à concentração de um eleva...
∗ O processo de urbanização gera o aumento da dimensão
das cidades mais antigas e o aumento do número de
cidades. Este pro...
∗Metrópole:
∗ Grande cidade onde se exercem importantes
atividades a nível económico, financeiro e
cultural.;
∗ São cidade...
∗ Área Metropolitana – extensa área urbanizada resultante
da junção de vários concelhos, com aglomerados urbanos
ou não ur...
Área metropolitana do Porto
∗ São as atividades predominantes numa cidades.
Podem ser:
∗ Residencial
∗ Industrial
∗ Cultural
∗ Recreio e turismo
∗ Pol...
Funções das cidades
As áreas urbanas também podem ser agrupadas de acordo com a sua função
dominante, ou seja, com a ativi...
Vamos ver exemplos…
Brasília Lisboa
Hamburgo Barreiro
Oxford - Inglaterra Coimbra - Portugal
Meca - Islão Fátima - Portugal
Funchal- Portugal Varadero - Cuba
Leiria - Portugal Foix - França
ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO
URBANO
∗ No estudo da cidade, é importante analisar a morfologia
urbana, ou seja, a forma como as ruas, praças e edifícios
se org...
PLANTA
IRREGULAR
Toledo
ESPANHA
PLANTA DA CIDADE DE TOLEDO
FONTE: LEMOS, Jorge (2002); População e Povoamento; Lisboa: Plátano Editora.
PORTO
FONTE: www.iceis.org
PLANTA PARCIAL DA CIDADE DO PORTO
Tunis
TUNISIAPLANTA DA CIDADE DE TUNIS
FONTE:
Características
• Crescimento desordenado e sem planeamento;
• Ruas estreitas, sinuosas e, muitas vezes, sem saída;
• Traç...
VANTAGENS
∗ Promove as relações de
vizinhança;
∗ Facilita os percursos a
pé;
∗ Reduz a utilização do
automóvel;
∗ Adapta-s...
DESVANTAGENS
∗ Dificulta a circulação
automóvel;
∗ Grande número de
obstáculos a transpor
(escadarias,
becos,...);
PLANTA
RADIOCONCÊNTRICA
Moscovo - Rússia
ÉVORA
FONTE: SALGUEIRO, T. (1992); A Cidade em Portugal; Lisboa: Edições Afrontamento.
PLANTA DA CIDADE DE ÉVORA
CARACTERÍSTICAS
• Existência de um núcleo central;
• Existência de artérias circulares concêntricas intersetadas
por vias ...
PLANTA DA CIDADE DE MILÃO
FONTE: Geografia Urbana
Milão
Itália
PLANTA DA CIDADE DE PALMANOVA
FONTE: LOBO, J.; CARVALHINHO, L; MADEIRA, L. (2002); Objectivamente; Porto: Editorial O Livr...
VANTAGENS
∗ Facilita o acesso ao
centro da cidade;
∗ As deslocações entre
o centro e a periferia
e no interior da
cidade s...
DESVANTAGENS
∗ Dificuldade na
construção de prédios
de grandes
dimensões, devido à
configuração em
circular dos
quarteirõe...
PLANTA ORTOGONAL
Barcelona - Espanha
ESPINHO
PLANTA DA CIDADE DE ESPINHO
FONTE: www.portugal-hotels.com
CARACTERÍSTICAS
• Possui um traçado
geométrico regular;
• As ruas são direitas,
longas e, por vezes,
largas e perpendicula...
Vila Real de
Santo António
PLANTA DA CIDADE DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO
FONTE: LEMOS, Jorge (2002); População e Povoamen...
Chicago
EUA
PLANTA DA CIDADE DE CHICAGO
FONTE: LOBO, J.; CARVALHINHO, L; MADEIRA, L. (2002); Objectivamente; Porto: Editor...
VANTAGENS
∗ Fácil circulação do
automóvel graças à
existência de artérias largas
e regulares;
∗ Facilita a circulação
long...
DESVANTAGENS
∗ Torna mais longos os
trajetos,
∗ Não se adapta aos
terrenos
acidentados;
∗ Dificulta a fluidez
do tráfego, ...
RESUMINDO…
∗ As cidades organizam-se em diferentes
setores, cada um com características e
funções específicas – as denominadas
ÁREAS ...
∗ O centro (baixa ou CBD – Central Business District) – áreas
de maior acessibilidade, corresponde ao centro de
negócios e...
Planta funcional de Lisboa
∗ - O processo de urbanização em Portugal foi
relativamente tardio, quando comparado com os
restantes países da Europa (de...
∗ As aglomerações urbanas portuguesas obedeceram a
uma dupla tendência:
∗ Por motivos de defesa - a implantação de cidades...
∗ - verificou-se a suburbanização (crescimento das
áreas periféricas das grandes cidades – Lisboa e
Porto), originando o c...
∗ Algumas cidades, como Castelo Branco, Viseu, Covilhã
ou Évora, conheceram um dinamismo significativo,
devido:
∗ Desenvol...
PROBLEMAS DAS CIDADES
Impactos do crescimento urbano
∗ Nas cidades de grande dimensão, existem problemas que são
motivados pela excessiva concentração de pessoas e de
activida...
∗ a emissão de muito gases poluentes para a atmosfera, devido
à utilização de energias provenientes de combustíveis fóssei...
∗ Nas grandes cidades dos países em desenvolvimento, estes
problemas são maiores, pois o crescimento urbano, muito
rápido,...
Esta situação de pobreza dá origem a outros problemas:
∗a falta de sistemas de tratamento do lixo e dos esgotos origina
pr...
Cidades (blog)
Cidades (blog)
Cidades (blog)
Cidades (blog)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cidades (blog)

1.461 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
324
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cidades (blog)

  1. 1. “Deus criou o campo e o Homem a cidade”(William Cowper)
  2. 2. Espaço rural ∗ Resulta da atividade humana direcionada para o cultivo da terra e transformação do meio natural ∗ Os aglomerados populacionais dos espaços rurais podem diferir: ∗ No espaço que ocupam; ∗ Na percentagem de pessoas dedicadas à agricultura e pecuária; ∗ Na forma e disposição das habitações; ∗ Na utilização que é dada aos terrenos.
  3. 3. Espaço rural ∗ O povoamento rural pode ser: ∗ Concentrado – as casas encontram-se agrupadas em núcleos compactos de população, á volta de uma fonte, igreja, praça, largo, ou pequeno comércio. ∗ Disperso – as casas encontram-se espalhadas pelo espaço rural, sendo mais típica dos lugares húmidos, onde predomina a propriedade privada. (pág. 85)
  4. 4. Espaço urbano - características ∗ Caracteriza-se pelo predomínio das atividades do setor secundário e terciário ∗ Expandiu-se principalmente a partir do século XVIII (Revolução Industrial) ∗ São focos de investimento económico e de decisão política, atraindo a população ∗ Áreas de povoamento concentrado ∗ Paisagem própria – predomínio de prédios coletivos, grandes avenidas, muito tráfego, centros comerciais, alguns jardins.
  5. 5. Características da paisagem rural e urbana
  6. 6. Espaço urbano vs Espaço rural ∗ Conforme vão crescendo, os espaços urbanos vão aglutinando parte dos espaços rurais, onde crescem áreas industriais; ∗ O espaço urbano e espaço rural interagem continuamente: ∗ O espaço urbano precisa de ser abastecido daquilo que não produz, que pode vir de outras cidades ou do campo (alimentos frescos, matérias-primas…) ∗ As cidades fornecem à cidade produtos industriais, serviços, transportes e mão-de-obra qualificada)
  7. 7. A cidade exerce influência sobre o campo ao nível de: ∗ Serviços de apoio à actividade agrícola (bancos, seguros…); ∗ Serviços de apoio à população rural (hospitais, escolas, assistência técnica…); ∗ Comércio variado e especializado; ∗ Divulgação cultural (livros, jornais…). O campo oferece à cidade: ∗ Produtos alimentares; ∗ Mão-de-obra; ∗ Lazer e recreio
  8. 8. ∗No mundo rural… ∗ Vida mais calma; ∗ sem problemas de trânsito; ∗ Por vezes com costumes comunitários e de entreajuda; ∗ Atividades ligadas à terra (agricultura criação de gado); ∗ Em algumas áreas utiliza-se um processo de troca direta de produtos; ∗ Nas áreas mais desenvolvidas, devido ao envelhecimento da população muitas ladeias estão abandonadas ( o que originou o aparecimento de programas que procuram recuperar as aldeias, como forma de preservação do património cultural) Modo de vida rural e urbano
  9. 9. ∗ No mundo urbano… ∗ Vida mais individualista e agitada; ∗ Muitas pessoas deslocam-se diariamente de casa para o trabalho e do trabalho para casa, o que requer vias de comunicação e transportes; ∗ Muito trânsito; ∗ As pessoas praticam os mesmo tipo de lazer (cinema, andar na rua, compras, passear nos centros comerciais) ∗ Mais empregos, áreas de lazer e maior diversidade de bens e serviços. Modo de vida rural e urbano
  10. 10. Cidade ∗ Espaço com elevada densidade populacional, onde predominam as atividades económicas do setor terciário (comércio e serviços).
  11. 11. ∗ As cidades devem satisfazer os seguintes critérios: ∗ Quantitativo ou estatístico: concentração mínima de habitantes (oscila entre 200 a 50 000, conforme o país); ∗ Qualitativo: elevada densidade populacional; presença de mobiliário urbano, espaços públicos, ruas e quarteirões e alguns espaços verdes; ∗ Socioeconómico: sede de uma administração local; atividades económicas do setor secundário indústria e do setor terciário; diversidade de funções (comercial, industrial, política, religiosa, turística…). Critérios utilizados na definição de cidade
  12. 12. ∗ Há países que exigem outras características… ∗ Índia – 5000 habitantes, densidade mínima de 386 hab/km², mais de três quartos de ativos masculinos empregados no setor secundário e terciário e características urbanas acentuadas ∗ França – 2 000 habitantes residentes ∗ Áustria - 5 000 habitantes ∗ Islândia – 300 habitantes ∗ Suécia – 200 pessoas ∗ Grécia – 10 000 habitantes… ∗ Curiosidade – A cidade de Hum, na Croácia, é a menor do Mundo, com apenas 23 habitantes Cidade
  13. 13. ∗ Condições para ser cidade em Portugal: ∗ Uma vila precisa de u número superior a 8 000 eleitores em aglomerado populacional contínuo; ∗ Ter pelo menos metade dos seguintes equipamentos: ∗ Instalações hospitalares com serviço de permanência; farmácias; corporação de bombeiros; casa de espetáculos e centro cultural; museu e biblioteca; instalações de hotelaria; estabelecimento de ensino preparatório e secundário; estabelecimentos de ensino pré-primário e infantários; transportes públicos, urbanos e suburbanos; parques ou jardins públicos. Importantes razões de natureza histórica, cultural e arquitetónica poderão justificar uma ponderação diferente dos requisitos enumerados anteriormente. Fonte: Lei nº 11/82, Diário da República (adaptado) Cidade
  14. 14. ∗ O crescimento das cidades deve-se ao processo de urbanização (expansão física da cidades) ∗ A urbanização é cada vez maior e exerce uma forte influência sobre o espaço circundante; ∗ A taxa de urbanização é a relação entre a população urbana e a população total de uma determinada área. (Pág. 91 – como calcular a TU) ∗ O controlo que a cidade exerce sobre as áreas rurais provocou o fenómeno denominado rurbanização (desenvolvimento das aldeias próximas das grandes cidades) As Cidades
  15. 15. ∗ No mundo, o número e tamanho das cidades têm aumentado. ∗ Nos países mais desenvolvidos, como os da Europa ocidental, América do Norte e o Japão, a urbanização (expansão física da cidade) processa-se, hoje, a ritmo moderado, encontrando-se a rede urbana desenvolvida de forma a evitar a concentração de população num único centro urbano. ∗ A urbanização exerce uma forte influência sobre o espaço circundante. ∗ Existem cidades que concentram um elevado número de habitantes como é o caso de Nova Iorque, Londres ou Paris. (pág. 92) Qual o ritmo de urbanização mundial? A explosão urbana
  16. 16. ∗ Nos países em desenvolvimento, devido às dificuldades sentidas nos campos, o êxodo rural leva à concentração de um elevado número de indivíduos nas cidades, como é o caso do Rio de Janeiro, São Paulo ou Bombaim. ∗ Actualmente, é nestes países que se verificam as maiores taxas de urbanização Qual o ritmo de urbanização mundial?
  17. 17. ∗ O processo de urbanização gera o aumento da dimensão das cidades mais antigas e o aumento do número de cidades. Este processo leva a que se estabeleça uma organização em função do tamanho, da centralidade e da inter-relação funcional das cidades, designada por rede urbana. ∗ Em consequência do crescimento populacional das cidades verifica-se, numa fase inicial, a expansão dos limites das cidades, ocupando os subúrbios – suburbanização. Numa fase posterior, com a continuação do crescimento da cidade, esta estende-se, ocupando as áreas rurais mais próximas – rurbanização. Como se caracteriza a urbanização no mundo?
  18. 18. ∗Metrópole: ∗ Grande cidade onde se exercem importantes atividades a nível económico, financeiro e cultural.; ∗ São cidades rodeadas de uma periferia densamente povoada; ∗ Quase todas as capitais do mundo são grandes metrópoles. Formas de urbanização
  19. 19. ∗ Área Metropolitana – extensa área urbanizada resultante da junção de vários concelhos, com aglomerados urbanos ou não urbanos (pequenas cidades, vilas, aldeias, pequenos aglomerados industriais). (ex.: Porto, Lisboa, Paris, Madrid, Barcelona, Londres…) ∗ Conurbação – Quando duas ou mais cidades, devido à sua expansão, se juntam pelos seus subúrbios, formando uma área urbanizada contínua. (ex.: Amesterdão-Haia; Manchester-Liverpool…) ∗ Megalópolis – áreas urbanas ainda mais extensas do que a anterior. (ex.: Tóqui-Yokoama, Rrio de Janeiro- S. Paulo, Boston-Washington) Formas de urbanização
  20. 20. Área metropolitana do Porto
  21. 21. ∗ São as atividades predominantes numa cidades. Podem ser: ∗ Residencial ∗ Industrial ∗ Cultural ∗ Recreio e turismo ∗ Política e administrativa ∗ Defesa Funções urbanas
  22. 22. Funções das cidades As áreas urbanas também podem ser agrupadas de acordo com a sua função dominante, ou seja, com a atividade ou serviço que com maior importância. Desta forma haverá cidades com:  função industrial (onde predomina a indústria),  função político-administrativa (capital de um país ou região onde está a autoridade administrativa),  função comercial (onde o sector do comércio é bastante expressivo),  função religiosa ( por estar ligada a alguma tradição ou valor religioso)  função turística e recreativa (localidade que vive quase exclusivamente do turismo)  função cultural (locais onde existam universidades ou centros de cultura)  função defensiva (como era o caso das cidades fortificadas da idade média)  função residencial (surge principalmente nas localidades à volta das grandes cidades)
  23. 23. Vamos ver exemplos… Brasília Lisboa Hamburgo Barreiro
  24. 24. Oxford - Inglaterra Coimbra - Portugal Meca - Islão Fátima - Portugal
  25. 25. Funchal- Portugal Varadero - Cuba Leiria - Portugal Foix - França
  26. 26. ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO URBANO
  27. 27. ∗ No estudo da cidade, é importante analisar a morfologia urbana, ou seja, a forma como as ruas, praças e edifícios se organizam. ∗ A análise da morfologia urbana é feita a partir das plantas das cidades. ∗ Entre os vários tipos de traçados urbanos, destacam-se três: ∗ o traçado irregular ∗ o traçado radioconcêntrico ∗ o traçado ortogonal. Organização do espaço urbano Morfologia urbana
  28. 28. PLANTA IRREGULAR
  29. 29. Toledo ESPANHA PLANTA DA CIDADE DE TOLEDO FONTE: LEMOS, Jorge (2002); População e Povoamento; Lisboa: Plátano Editora.
  30. 30. PORTO FONTE: www.iceis.org PLANTA PARCIAL DA CIDADE DO PORTO
  31. 31. Tunis TUNISIAPLANTA DA CIDADE DE TUNIS FONTE:
  32. 32. Características • Crescimento desordenado e sem planeamento; • Ruas estreitas, sinuosas e, muitas vezes, sem saída; • Traçado anárquico; • Casario denso; • Existência de calçadas e escadarias. PLANTA PARCIAL DA CIDADE DO PORTO FONTE: www.iceis.org
  33. 33. VANTAGENS ∗ Promove as relações de vizinhança; ∗ Facilita os percursos a pé; ∗ Reduz a utilização do automóvel; ∗ Adapta-se muito bem à função comercial.
  34. 34. DESVANTAGENS ∗ Dificulta a circulação automóvel; ∗ Grande número de obstáculos a transpor (escadarias, becos,...);
  35. 35. PLANTA RADIOCONCÊNTRICA
  36. 36. Moscovo - Rússia
  37. 37. ÉVORA FONTE: SALGUEIRO, T. (1992); A Cidade em Portugal; Lisboa: Edições Afrontamento. PLANTA DA CIDADE DE ÉVORA
  38. 38. CARACTERÍSTICAS • Existência de um núcleo central; • Existência de artérias circulares concêntricas intersetadas por vias de acesso ao centro. FONTE: SALGUEIRO, T. (1992); A Cidade em Portugal; Lisboa: Edições Afrontamento. PLANTA DA CIDADE DE ÉVORA
  39. 39. PLANTA DA CIDADE DE MILÃO FONTE: Geografia Urbana Milão Itália
  40. 40. PLANTA DA CIDADE DE PALMANOVA FONTE: LOBO, J.; CARVALHINHO, L; MADEIRA, L. (2002); Objectivamente; Porto: Editorial O Livro.
  41. 41. VANTAGENS ∗ Facilita o acesso ao centro da cidade; ∗ As deslocações entre o centro e a periferia e no interior da cidade são mais rápidas; ∗ Adapta-se mais ou menos bem aos sítios em relevo.
  42. 42. DESVANTAGENS ∗ Dificuldade na construção de prédios de grandes dimensões, devido à configuração em circular dos quarteirões.
  43. 43. PLANTA ORTOGONAL
  44. 44. Barcelona - Espanha
  45. 45. ESPINHO PLANTA DA CIDADE DE ESPINHO FONTE: www.portugal-hotels.com
  46. 46. CARACTERÍSTICAS • Possui um traçado geométrico regular; • As ruas são direitas, longas e, por vezes, largas e perpendiculares entre si. PLANTA DA CIDADE DE ESPINHO FONTE: www.portugal-hotels.com
  47. 47. Vila Real de Santo António PLANTA DA CIDADE DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO FONTE: LEMOS, Jorge (2002); População e Povoamento; Lisboa: Plátano Editora.
  48. 48. Chicago EUA PLANTA DA CIDADE DE CHICAGO FONTE: LOBO, J.; CARVALHINHO, L; MADEIRA, L. (2002); Objectivamente; Porto: Editorial O Livro. N
  49. 49. VANTAGENS ∗ Fácil circulação do automóvel graças à existência de artérias largas e regulares; ∗ Facilita a circulação longitudinal dos transportes públicos devido à existência de grandes avenidas; ∗ Adapta-se à maior necessidade de espaço devido ao crescimento do parque automóvel.
  50. 50. DESVANTAGENS ∗ Torna mais longos os trajetos, ∗ Não se adapta aos terrenos acidentados; ∗ Dificulta a fluidez do tráfego, devido ao excesso de cruzamentos.
  51. 51. RESUMINDO…
  52. 52. ∗ As cidades organizam-se em diferentes setores, cada um com características e funções específicas – as denominadas ÁREAS FUNCIONAIS. Como se organizam as áreas urbanas?
  53. 53. ∗ O centro (baixa ou CBD – Central Business District) – áreas de maior acessibilidade, corresponde ao centro de negócios e de decisão da cidade. É onde se localizam as atividades económicas mais importantes (bancos, seguros…) e os serviços administrativos (Câmara Municipal, finanças …) ∗ Área residencial - ocupa a maior parte do espaço da cidade. Tendencialmente localizam-se nas áreas mais periféricas e, geralmente, são organizadas segundo o nível económico ∗ Áreas industriais – situadas nas áreas periféricas e junto de importantes eixos de circulação da cidade ∗ Centro histórico (algumas cidades) – corresponde ao local mais antigo da cidade, onde predominam monumentos e edifícios históricos. Áreas funcionais:
  54. 54. Planta funcional de Lisboa
  55. 55. ∗ - O processo de urbanização em Portugal foi relativamente tardio, quando comparado com os restantes países da Europa (devido ao desenvolvimento industrial tardio e ao facto da agricultura ser a atividade principal até à década de 60) ∗ Contudo existem vestígios de cidades antigas (Évora, Braga, Chaves, cidades marcadas pela presença romana) Principais aglomerações urbanas em Portugal(pag.112/113)
  56. 56. ∗ As aglomerações urbanas portuguesas obedeceram a uma dupla tendência: ∗ Por motivos de defesa - a implantação de cidades em pontos elevados e depois no litoral e na região fronteiriça; ∗ Devido a fatores físicos e humanos diversos (recursos naturais, acessibilidade, desenvolvimento industrial) – deu-se uma concentração elevada de centros urbanos numa faixa entre Braga e Setúbal. ∗
  57. 57. ∗ - verificou-se a suburbanização (crescimento das áreas periféricas das grandes cidades – Lisboa e Porto), originando o crescimento de novos centros urbanos (ex.: Amadora, Cacém, Almada, Vila Nova de Gaia, Maia) ∗ Problemas: ∗ Falta de infraestruturas ∗ Despovoamento do interior do país ∗ Diminuição da população de algumas áreas urbanas Nos últimos 50 anos…
  58. 58. ∗ Algumas cidades, como Castelo Branco, Viseu, Covilhã ou Évora, conheceram um dinamismo significativo, devido: ∗ Desenvolvimento da rede rodoviária no interior do país ∗ Dinamismo económico de certas regiões ∗ Fixação de jovens pela existência de Universidades e institutos politécnicos em certas cidades. A partir dos anos 90…nova dinâmica…
  59. 59. PROBLEMAS DAS CIDADES
  60. 60. Impactos do crescimento urbano
  61. 61. ∗ Nas cidades de grande dimensão, existem problemas que são motivados pela excessiva concentração de pessoas e de actividades: ∗ a produção de grandes quantidades de resíduos urbanos – lixos e esgotos domésticos e industriais; ∗ a intensa circulação de transportes rodoviários e o congestionamento do trânsito, que obrigam a perdas de tempo e originam doenças do sistema nervoso; ∗ o aparecimento de áreas da cidade ou de grupos associados a situações de pobreza e de criminalidade; Quais os problemas associados às grandes cidades?
  62. 62. ∗ a emissão de muito gases poluentes para a atmosfera, devido à utilização de energias provenientes de combustíveis fósseis – petróleo, carvão e gás natural. ∗ São estes e outros problemas que, nos países desenvolvidos, levam muitas pessoas a sair das grandes cidades para se instalar nas suas periferias ou em cidades de menor dimensão, dando origem a um movimento migratório inverso ao êxodo rural e provocando o envelhecimento da população urbana, pois quem sai são, sobretudo, as pessoas jovens e adultas. Quais os problemas associados às grandes cidades?
  63. 63. ∗ Nas grandes cidades dos países em desenvolvimento, estes problemas são maiores, pois o crescimento urbano, muito rápido, não se tem feito acompanhar pelo desenvolvimento da indústria e dos serviços. ∗ Além disso, a oferta de habitação e as redes de distribuição de água e de drenagem das águas residuais são insuficientes. ∗ Assim, uma parte significativa da população não encontra emprego e vive em bairros de habitação precária, sem água canalizada e sem esgotos. ∗ Bairro de lata de Jacarta (Indonésia) mendigo nas ruas de Paris (França) Quais os problemas associados às grandes cidades?
  64. 64. Esta situação de pobreza dá origem a outros problemas: ∗a falta de sistemas de tratamento do lixo e dos esgotos origina problemas ambientais graves, devido à poluição dos solos, das águas e do ar; ∗o desemprego, a falta de condições de vida e de perspetivas de futuro estimulam a criminalidade, a prostituição, o tráfico de droga e de crianças, etc.; ∗a má alimentação e a falta de higiene e de cuidados de saúde facilitam a propagação de doenças. Quais os problemas associados às grandes cidades?

×