SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
VIsual
Linguagem
Princípios da Gestalt
Fabio Silveira
IED Istituto Europeo di Design
© 2015 - SP
O trabalho Aulas_Linguagem Visual do Professor Fabio Silveira foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-
CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada. Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em fabio.designerbr@gmail.com.
Este é um trabalho destinado ao âmbito acadêmico. O uso das imagens neste documento servem apenas para ilustrar os exemplos dos conceitos e
tecnicas apresentadas em sala de aula.
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
12
Gestalt | Forças internas de organização
Nos experimentos feitos pela Escola da Gestalt 1
foram determinadas certas constantes nas forças
internas devido sua maneira de estruturação e
ordenação. São estas forças que explicam porque
vemos um arranjo de elementos no espaço de
determinada maneira e de outra não. Estas forças são
basicamente as forças de unificação e segregação.
1. FRACCAROLI, Caetano. A percepção da forma e sua relação com o fenômeno artístico - O problema visto através da Gestalt. [Aula
30] São Paulo, Edusp. 1952. p.1
Unificação
A unificação consiste na igualdade ou semelhança
dos elementos [estímulos] em um determinado
campo. Qualquer aspecto da percepção pode causar
agrupamento por semelhança: forma, claridade, cor,
localização espacial, movimento, etc…
» As quatro estações de Giuseppe Arcimboldo
	 Obra de Alfredo Volpi [1950],
	 Proun G7 [1923] El Lissitzky;
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
13
Gestalt | Forças internas de organização
segregação
É a capacidade perceptiva de separar, identificar e
destacar as unidades formais.
O fechamento é um importante fator de unificação
de uma unidade. As forças se organizam
espontaneamente para uma ordenação espacial
unindo os intervalos e estabelecendo ligações
Fatores de
agrupamento
	 – número
	 – posição
	 – proximidade
	 – semelhança
	 – intervalo
	 – sobreposição
	 – direção
	 – justaposição
	 – fechamento
	 – continuidade
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
14
Gestalt | linha, ponto e forma
ORIENTAÇÃO ESPACIAL
No agrupamento por semelhança de alguns
elementos nos deparamos com sua localização
espacial, que produz o efeito da orientação
espacial introduzindo fatores da percepção
como a direção e a velocidade.
Positivo e negativo
A relação estrutural da mensagem visual
está fortemente ligada à seqüência de ver
e absorver informação. A importância do positivo
e negativo é relacionar-se apenas no fato de que,
em todos os acontecimentos visuais, há elementos
separados e ainda assim unificados.
Níveis de profundidade
Os termos “figura” e “fundo” são adequados
somente enquanto se trata de um padrão fechado,
homogêneo, num ambiente igualmente homogêneo,
ilimitado. Mas a complexidade pode ser aplicada um
concepções visuais igualmente possíveis.
2
3
1. Hans Jean Arp. De
Onze Configurações.
Xilogravura
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
15
Gestalt | linha, ponto e forma
PONTO
O Ponto é a medida mais simples
e irredutível dentro da comunicação visual.
1. Jackson Pollock
2. Clarissa Tossin
3. George Seurat
4. Edward Weston
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
16
Gestalt | linha, ponto e forma
Linha
Quando os pontos estão próximos entre si a ponto
de não percebermos sua segregação obtemos
um novo elemento compositivo: a linha.
1. Clarissa Tossin
2. Piet Mondrian
3. Aloisio Magalhães
4. Roy Lichtenstein
Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira
17
proposta 3 | Gestalt
Estabelecer um campo visual com a dimensão de
20x20cm.
Elaborar 3 composições bidimensionais levando
em consideração alguns fatores de agrupamento:–
intervalo – e fatores já vistos anteriormente.
Os elementos utilizados nesta composição serão
linhas e pontos com pesos diferentes.
[acentuar o contraste entre
as dimensões e expessuras]
Comp. I : Utilizando somente linhas
construtivas verticais; pontos livre
Comp. II : Utilizando linhas
construtivas verticas e horizontais; pontos livre
Comp. III : Utilizando linhas construtivas
em qualquer direção do campo; pontos livre.
ELEMENTOS
20
20
CAMPO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Processos superiores de organização perceptual
Processos superiores de organização perceptualProcessos superiores de organização perceptual
Processos superiores de organização perceptual
vaccilla
 
Conceituaçao da forma gestalt02
Conceituaçao da forma gestalt02Conceituaçao da forma gestalt02
Conceituaçao da forma gestalt02
Antenor Lago
 
Psicologia da gestalt
Psicologia da gestaltPsicologia da gestalt
Psicologia da gestalt
Glória Melo
 
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
Dhione Oliveira
 

Mais procurados (16)

Processos superiores de organização perceptual
Processos superiores de organização perceptualProcessos superiores de organização perceptual
Processos superiores de organização perceptual
 
COMPOSIÇÃO E PERCEPÇÃO - COMUNICAÇÃO VISUAL - 3º PERÍODO - PUBLICIDADE
COMPOSIÇÃO E PERCEPÇÃO - COMUNICAÇÃO VISUAL - 3º PERÍODO - PUBLICIDADECOMPOSIÇÃO E PERCEPÇÃO - COMUNICAÇÃO VISUAL - 3º PERÍODO - PUBLICIDADE
COMPOSIÇÃO E PERCEPÇÃO - COMUNICAÇÃO VISUAL - 3º PERÍODO - PUBLICIDADE
 
Aula 03 linguagem visual
Aula 03   linguagem visualAula 03   linguagem visual
Aula 03 linguagem visual
 
Gestalt do objeto
Gestalt do objetoGestalt do objeto
Gestalt do objeto
 
Leis da Gestalt
Leis da GestaltLeis da Gestalt
Leis da Gestalt
 
Conceituaçao da forma gestalt02
Conceituaçao da forma gestalt02Conceituaçao da forma gestalt02
Conceituaçao da forma gestalt02
 
Psicologia da gestalt
Psicologia da gestaltPsicologia da gestalt
Psicologia da gestalt
 
Categorias Conceituais Gestalt
Categorias Conceituais GestaltCategorias Conceituais Gestalt
Categorias Conceituais Gestalt
 
Teoria da forma
Teoria da formaTeoria da forma
Teoria da forma
 
Aula 03 linguagem gráfica jornalismo
Aula 03   linguagem gráfica jornalismoAula 03   linguagem gráfica jornalismo
Aula 03 linguagem gráfica jornalismo
 
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
Sintaxe da linguagem visual exercicios 1
 
A teoria de gestalt
A teoria de gestaltA teoria de gestalt
A teoria de gestalt
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Gestaltpedagogia
GestaltpedagogiaGestaltpedagogia
Gestaltpedagogia
 
Aula3 designgrafico
Aula3 designgraficoAula3 designgrafico
Aula3 designgrafico
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
 

Destaque

Web Design > html (aula 2)
Web Design > html (aula 2)Web Design > html (aula 2)
Web Design > html (aula 2)
Felipe Fernandes
 
Teoria do design da comunicação visual
Teoria do design da comunicação visualTeoria do design da comunicação visual
Teoria do design da comunicação visual
Ines_Moreira
 

Destaque (20)

Introdução á disciplina de Webdesign - turma 1 Sem 2015
Introdução á disciplina de Webdesign - turma 1 Sem 2015Introdução á disciplina de Webdesign - turma 1 Sem 2015
Introdução á disciplina de Webdesign - turma 1 Sem 2015
 
Lab Integrado de Design IED SP
Lab Integrado de Design IED SPLab Integrado de Design IED SP
Lab Integrado de Design IED SP
 
Web Design > html (aula 2)
Web Design > html (aula 2)Web Design > html (aula 2)
Web Design > html (aula 2)
 
WEBDESIGN - P1
WEBDESIGN - P1WEBDESIGN - P1
WEBDESIGN - P1
 
Introdução a experiência e design de Interação
Introdução a experiência e design de InteraçãoIntrodução a experiência e design de Interação
Introdução a experiência e design de Interação
 
Teoria do design da comunicação visual
Teoria do design da comunicação visualTeoria do design da comunicação visual
Teoria do design da comunicação visual
 
Design Gráfico para Web: HTML 5 - Multimídia
Design Gráfico para Web: HTML 5 - MultimídiaDesign Gráfico para Web: HTML 5 - Multimídia
Design Gráfico para Web: HTML 5 - Multimídia
 
Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.
 
Palestra: Otimização de websites
Palestra: Otimização de websitesPalestra: Otimização de websites
Palestra: Otimização de websites
 
Web Design > Princípios do Design e intro à Gestalt
Web Design > Princípios do Design e intro à GestaltWeb Design > Princípios do Design e intro à Gestalt
Web Design > Princípios do Design e intro à Gestalt
 
Projeto grafico II | Aula 01
Projeto grafico II | Aula 01Projeto grafico II | Aula 01
Projeto grafico II | Aula 01
 
Design Gráfico - Introdução
Design Gráfico - IntroduçãoDesign Gráfico - Introdução
Design Gráfico - Introdução
 
Design/ Design Gráfico
Design/ Design GráficoDesign/ Design Gráfico
Design/ Design Gráfico
 
Design e Usabilidade na Web
Design e Usabilidade na WebDesign e Usabilidade na Web
Design e Usabilidade na Web
 
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não DesignersPrincípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
 
Projeto grafico II | Aula 02
Projeto grafico II | Aula 02Projeto grafico II | Aula 02
Projeto grafico II | Aula 02
 
Apres pos edit_ied_comite
Apres pos edit_ied_comiteApres pos edit_ied_comite
Apres pos edit_ied_comite
 
Design de Cores na Web, por Martha Gabriel
Design de Cores na Web, por  Martha GabrielDesign de Cores na Web, por  Martha Gabriel
Design de Cores na Web, por Martha Gabriel
 
CRP-422-2016-12
CRP-422-2016-12CRP-422-2016-12
CRP-422-2016-12
 
Gaining Competitive Advantages Through Supply Chain Management:Success Stories
Gaining Competitive Advantages Through Supply Chain Management:Success StoriesGaining Competitive Advantages Through Supply Chain Management:Success Stories
Gaining Competitive Advantages Through Supply Chain Management:Success Stories
 

Semelhante a Aula lingvisual ied_02ok

Percepcao_visual_formas
Percepcao_visual_formasPercepcao_visual_formas
Percepcao_visual_formas
Diego Avila
 
Aula 08 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 08   design gráfico na publicidade leis da gestalt02Aula 08   design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 08 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Elizeu Nascimento Silva
 
Aula 06 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 06   design gráfico na publicidade leis da gestalt02Aula 06   design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 06 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Elizeu Nascimento Silva
 
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
Marcelo Cordeiro da Silva
 

Semelhante a Aula lingvisual ied_02ok (14)

Percepcao_visual_formas
Percepcao_visual_formasPercepcao_visual_formas
Percepcao_visual_formas
 
Alfabetismo visual elementos_sintaticos2
Alfabetismo visual elementos_sintaticos2Alfabetismo visual elementos_sintaticos2
Alfabetismo visual elementos_sintaticos2
 
introdução gestalt
introdução gestaltintrodução gestalt
introdução gestalt
 
7 ges-teoria-palestra-outubro-06 ok
7 ges-teoria-palestra-outubro-06 ok7 ges-teoria-palestra-outubro-06 ok
7 ges-teoria-palestra-outubro-06 ok
 
Teoria da forma
Teoria da formaTeoria da forma
Teoria da forma
 
Aula 08 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 08   design gráfico na publicidade leis da gestalt02Aula 08   design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 08 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
 
Aula 06 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 06   design gráfico na publicidade leis da gestalt02Aula 06   design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 06 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
 
Aula 05 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 05   design gráfico na publicidade leis da gestalt02Aula 05   design gráfico na publicidade leis da gestalt02
Aula 05 design gráfico na publicidade leis da gestalt02
 
ConcepçãO%20 Racionalista[1]
ConcepçãO%20 Racionalista[1]ConcepçãO%20 Racionalista[1]
ConcepçãO%20 Racionalista[1]
 
Concepção e racionalismo
Concepção e racionalismoConcepção e racionalismo
Concepção e racionalismo
 
Seminário de concepção racionalista
Seminário de concepção racionalistaSeminário de concepção racionalista
Seminário de concepção racionalista
 
O Ensino como objeto de estudo e a figuração do agir do professor
O Ensino como objeto de estudo e a figuração do agir do professorO Ensino como objeto de estudo e a figuração do agir do professor
O Ensino como objeto de estudo e a figuração do agir do professor
 
Leis de gestalt
Leis de gestaltLeis de gestalt
Leis de gestalt
 
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
Um olhar para a educação a distância por uma perspectiva sócio construtivista...
 

Mais de Fabio Silveira: Designer | Professor

Mais de Fabio Silveira: Designer | Professor (20)

Projeto graficoi II aula04
Projeto graficoi II aula04Projeto graficoi II aula04
Projeto graficoi II aula04
 
Projeto Grafico II – aula03 IEDSP
Projeto Grafico II – aula03 IEDSPProjeto Grafico II – aula03 IEDSP
Projeto Grafico II – aula03 IEDSP
 
Projeto grafico II – aula 2 IED SP
Projeto grafico II – aula 2 IED SPProjeto grafico II – aula 2 IED SP
Projeto grafico II – aula 2 IED SP
 
Projeto Interdisciplinar IED SP 2019
Projeto Interdisciplinar IED SP 2019Projeto Interdisciplinar IED SP 2019
Projeto Interdisciplinar IED SP 2019
 
Projeto Grafico V 2018
Projeto Grafico V 2018Projeto Grafico V 2018
Projeto Grafico V 2018
 
Aula Naming
Aula NamingAula Naming
Aula Naming
 
Projeto Grafico V | Aula 01
Projeto Grafico V | Aula 01Projeto Grafico V | Aula 01
Projeto Grafico V | Aula 01
 
Design Thinking – Coolhunting IED São Paulo
Design Thinking – Coolhunting IED São PauloDesign Thinking – Coolhunting IED São Paulo
Design Thinking – Coolhunting IED São Paulo
 
Pos editorial infografia_2016
Pos editorial infografia_2016Pos editorial infografia_2016
Pos editorial infografia_2016
 
Pos editorial infografia_2016
Pos editorial infografia_2016Pos editorial infografia_2016
Pos editorial infografia_2016
 
Fundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | InsperFundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | Insper
 
MANUAL do PROJETO INTEGRADO 2015
MANUAL do PROJETO INTEGRADO 2015MANUAL do PROJETO INTEGRADO 2015
MANUAL do PROJETO INTEGRADO 2015
 
Aula Espelho | Design Editorial
Aula Espelho | Design EditorialAula Espelho | Design Editorial
Aula Espelho | Design Editorial
 
Liguagem Visual II . aula 4.
Liguagem Visual II . aula 4.Liguagem Visual II . aula 4.
Liguagem Visual II . aula 4.
 
Aula IED SP Criatividade Aula 2
Aula IED SP Criatividade Aula 2Aula IED SP Criatividade Aula 2
Aula IED SP Criatividade Aula 2
 
Aula IED SP criatividade Aula 01
Aula IED SP criatividade Aula 01Aula IED SP criatividade Aula 01
Aula IED SP criatividade Aula 01
 
Design editorial 2015_matriz
Design editorial 2015_matrizDesign editorial 2015_matriz
Design editorial 2015_matriz
 
02 Tipografia_marcas
02 Tipografia_marcas02 Tipografia_marcas
02 Tipografia_marcas
 
01 introducao_identidade
01 introducao_identidade01 introducao_identidade
01 introducao_identidade
 
Tipografia | Aula 01 | Historia e Anatomia tipografica.
Tipografia | Aula 01 | Historia e Anatomia tipografica.Tipografia | Aula 01 | Historia e Anatomia tipografica.
Tipografia | Aula 01 | Historia e Anatomia tipografica.
 

Aula lingvisual ied_02ok

  • 1. VIsual Linguagem Princípios da Gestalt Fabio Silveira IED Istituto Europeo di Design © 2015 - SP O trabalho Aulas_Linguagem Visual do Professor Fabio Silveira foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial- CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada. Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em fabio.designerbr@gmail.com. Este é um trabalho destinado ao âmbito acadêmico. O uso das imagens neste documento servem apenas para ilustrar os exemplos dos conceitos e tecnicas apresentadas em sala de aula.
  • 2. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 12 Gestalt | Forças internas de organização Nos experimentos feitos pela Escola da Gestalt 1 foram determinadas certas constantes nas forças internas devido sua maneira de estruturação e ordenação. São estas forças que explicam porque vemos um arranjo de elementos no espaço de determinada maneira e de outra não. Estas forças são basicamente as forças de unificação e segregação. 1. FRACCAROLI, Caetano. A percepção da forma e sua relação com o fenômeno artístico - O problema visto através da Gestalt. [Aula 30] São Paulo, Edusp. 1952. p.1 Unificação A unificação consiste na igualdade ou semelhança dos elementos [estímulos] em um determinado campo. Qualquer aspecto da percepção pode causar agrupamento por semelhança: forma, claridade, cor, localização espacial, movimento, etc… » As quatro estações de Giuseppe Arcimboldo Obra de Alfredo Volpi [1950], Proun G7 [1923] El Lissitzky;
  • 3. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 13 Gestalt | Forças internas de organização segregação É a capacidade perceptiva de separar, identificar e destacar as unidades formais. O fechamento é um importante fator de unificação de uma unidade. As forças se organizam espontaneamente para uma ordenação espacial unindo os intervalos e estabelecendo ligações Fatores de agrupamento – número – posição – proximidade – semelhança – intervalo – sobreposição – direção – justaposição – fechamento – continuidade
  • 4. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 14 Gestalt | linha, ponto e forma ORIENTAÇÃO ESPACIAL No agrupamento por semelhança de alguns elementos nos deparamos com sua localização espacial, que produz o efeito da orientação espacial introduzindo fatores da percepção como a direção e a velocidade. Positivo e negativo A relação estrutural da mensagem visual está fortemente ligada à seqüência de ver e absorver informação. A importância do positivo e negativo é relacionar-se apenas no fato de que, em todos os acontecimentos visuais, há elementos separados e ainda assim unificados. Níveis de profundidade Os termos “figura” e “fundo” são adequados somente enquanto se trata de um padrão fechado, homogêneo, num ambiente igualmente homogêneo, ilimitado. Mas a complexidade pode ser aplicada um concepções visuais igualmente possíveis. 2 3 1. Hans Jean Arp. De Onze Configurações. Xilogravura
  • 5. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 15 Gestalt | linha, ponto e forma PONTO O Ponto é a medida mais simples e irredutível dentro da comunicação visual. 1. Jackson Pollock 2. Clarissa Tossin 3. George Seurat 4. Edward Weston
  • 6. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 16 Gestalt | linha, ponto e forma Linha Quando os pontos estão próximos entre si a ponto de não percebermos sua segregação obtemos um novo elemento compositivo: a linha. 1. Clarissa Tossin 2. Piet Mondrian 3. Aloisio Magalhães 4. Roy Lichtenstein
  • 7. Linguagem Visual 4 Professor Fabio Silveira 17 proposta 3 | Gestalt Estabelecer um campo visual com a dimensão de 20x20cm. Elaborar 3 composições bidimensionais levando em consideração alguns fatores de agrupamento:– intervalo – e fatores já vistos anteriormente. Os elementos utilizados nesta composição serão linhas e pontos com pesos diferentes. [acentuar o contraste entre as dimensões e expessuras] Comp. I : Utilizando somente linhas construtivas verticais; pontos livre Comp. II : Utilizando linhas construtivas verticas e horizontais; pontos livre Comp. III : Utilizando linhas construtivas em qualquer direção do campo; pontos livre. ELEMENTOS 20 20 CAMPO