“P ING – A Pobreza                         não é um jogo” –                        jogos digitais no                      ...
«Através do jogo “A Pobreza não é um Jogo”,[pretende-se] promover o debate social na Europa sobrea utilização dos jogos de...
Apresentação e sensibilização – WORKSHOP          Apoio – MANUAL, FÓRUM, RECURSOS                                       Co...
Guia de 12 passos para a utilização de jogos digitais1.   Identificar a tipologia e o objetivo do jogo digital2.   Identif...
Guia de 12 passos para a utilização de jogos digitais7.   …8.                        Muito obrigada!     Quando experiment...
“PING – A Pobreza não é um jogo” – jogos digitais no currículo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

“PING – A Pobreza não é um jogo” – jogos digitais no currículo

328 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

“PING – A Pobreza não é um jogo” – jogos digitais no currículo

  1. 1. “P ING – A Pobreza não é um jogo” – jogos digitais no currículo Teresa Pombo, Direção-Geral da Educação(Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas)
  2. 2. «Através do jogo “A Pobreza não é um Jogo”,[pretende-se] promover o debate social na Europa sobrea utilização dos jogos de vídeo pelos mais jovens e, em particular, as possibilidades de usar jogos de vídeo (sérios) para fins de aprendizagem.»
  3. 3. Apresentação e sensibilização – WORKSHOP Apoio – MANUAL, FÓRUM, RECURSOS Conhecimento Partilha Integração-Indicação de passos claros para aintrodução de jogos em sala de aula- Reunião de evidências teóricas quesustentam a sua utilização
  4. 4. Guia de 12 passos para a utilização de jogos digitais1. Identificar a tipologia e o objetivo do jogo digital2. Identificar o género de jogo e as respetivas vantagens de aprendizagem3. Verificar os formatos em que o jogo se encontra disponível e compreender os requisitos técnicos4. Verificar se o jogo digital pode ser jogado em casa e na escola5. Determinar o número de computadores de que a turma necessita para jogar na aula, bem como a disponibilidade das salas de aula com computadores ou salas de informática com ligação à internet6. Verificar a classificação etária do jogo para determinar a sua adequação à idade dos alunos e à temática que pretende ensinar
  5. 5. Guia de 12 passos para a utilização de jogos digitais7. …8. Muito obrigada! Quando experimentar o jogo, procure obter respostas a algumas questões técnicas (interface, sons, níveis, personalização)9. Considerar questões relativas ao tempo, ao grupo etário e à linguagem10.Assegurar-se de erte@dge.mec.pt contexto e às competências que o jogo se adequa ao que pretende transmitir, utilizando-o como apoio a uma parte http://erte.dge.mec.pt/rss/ específica do programa curricular11. Verificar o feedback fornecido pelo jogo e se os progressos do jogador https://www.facebook.com/ERT E.PT E são apresentados continuamente sob a forma de barra de progresso ou painel de classificação http://twitter.com/erte_pte12.…

×