Cap. 01 versos 01-02
O amor eletivo de Deus
O profeta Malaquias destaca três verdades sobre o amor
eletivo de Deus.
Primei...
O amor de Deus por Seu povo é um amor
triunfante, contínuo e eterno. O amor de Deus por Seu povo
nunca cessou, mesmo em te...
O amor de Deus por Seu povo é um amor triunfante,
contínuo e eterno. O amor de Deus por Seu povo nunca
cessou, mesmo em te...
Em segundo lugar: a atitude da insensibilidade. A raiz do
pecado do povo é a insensibilidade ao amor de Deus. Essa
insensi...
O povo estava insatisfeito, mesmo depois de tudo o que Deus
havia feito por eles. Não somos nós iguais hoje? Achamos
que D...
Em terceiro lugar: O amor de Deus é um amor demonstrado.
Deus ofereceu três provas incontestáveis sobre Seu amor: Ele
esco...
Próxima semana:
Leia o capítulo 01 de Malaquias.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Malaquias - Cap. 01

507 visualizações

Publicada em

Estudo do livro do profeta Malaquias

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
507
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Malaquias - Cap. 01

  1. 1. Cap. 01 versos 01-02 O amor eletivo de Deus O profeta Malaquias destaca três verdades sobre o amor eletivo de Deus. Primeira: é um amor declarado. Nenhuma nação foi tão privilegiada diante de Deus como Israel. Deus escolheu esta nação, fez uma aliança com ela e através dela revelou Seu Filho Amado – Jesus Cristo.
  2. 2. O amor de Deus por Seu povo é um amor triunfante, contínuo e eterno. O amor de Deus por Seu povo nunca cessou, mesmo em tempos de desobediência. A Graça de Deus é maior que o nosso pecado. Deus não desiste de nós. Aquele que começou a fazer a boa obra é fiel para completá-la. Quando temos absoluta certeza de que Deus nos ama, tudo o mais, mesmo os graves problemas, tornamse sem importância. O amor de Deus é como um bálsamo para todos os nossos males e dores.
  3. 3. O amor de Deus por Seu povo é um amor triunfante, contínuo e eterno. O amor de Deus por Seu povo nunca cessou, mesmo em tempos de desobediência. A Graça de Deus é maior que o nosso pecado. Deus não desiste de nós. Aquele que começou a fazer a boa obra é fiel para completála. Quando temos absoluta certeza de que Deus nos ama, tudo o mais, mesmo os graves problemas, tornam-se sem importância. O amor de Deus é como um bálsamo para todos os nossos males e dores.
  4. 4. Em segundo lugar: a atitude da insensibilidade. A raiz do pecado do povo é a insensibilidade ao amor de Deus. Essa insensibilidade nos leva à dúvida, impiedade e baixo nível moral. O povo de Deus havia deixado se ser sensível ao amor do Senhor, deixaram de obedecer e de ouvir a voz de Deus. Eles foram indisciplinados, não viram ou não quiseram ver o amor de Deus. Pelo contrário, sentiram-se injustiçados. Um fato muito importante: o pecado sempre encontrará uma porta aberta onde o amor de Deus é colocado em dúvida! Isto leva o povo a outra forma de pecado: a ingratidão. Apesar das enormes evidências do amor de Deus Israel ainda perguntava: “De que maneira nos amaste?”. Pura ingratidão! Quantas vezes ferimos o coração de Deus com a ingratidão.
  5. 5. O povo estava insatisfeito, mesmo depois de tudo o que Deus havia feito por eles. Não somos nós iguais hoje? Achamos que Deus está nos dando muito pouco. Na verdade o povo estava dando mais valor às bênçãos materiais do que as bênçãos espirituais. Hoje em dia, isto não está se repetindo?
  6. 6. Em terceiro lugar: O amor de Deus é um amor demonstrado. Deus ofereceu três provas incontestáveis sobre Seu amor: Ele escolheu Israel para amar. Em segundo lugar: Sua proteção amorosa – Deus guardou, protegeu e salvou inúmeras vezes o Seu povo. Em último lugar: Deus restaurou Seu povo quando os tirou do Egito e os levou para o deserto. Deus enviou provisão (água e comida), os guiou dia e noite pelo deserto, enviou anjos, profetas e os levou à terra prometida. Portanto o amor de Deus é um amor paciente, maravilhoso, incondicional. Deus a todo tempo demonstra Seu amor para conosco. É assim até os dias de hoje! A escolha de Jacó foi motivada por um amor imerecido, assim o mesmo acontece conosco hoje. Deus nos ama sem merecermos.
  7. 7. Próxima semana: Leia o capítulo 01 de Malaquias.

×