Heresias e modismos - pragmatismo religioso

1.364 visualizações

Publicada em

Heresias e modismos - pragmatismo religioso

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Heresias e modismos - pragmatismo religioso

  1. 1. HERESIAS E MODISMOS - O PROBLEMA DO PRAGMATISMO
  2. 2. As “sete maravilhas” do mundo evangélico Em Julho de 2007, o Cristo Redentor foi eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno. Mas você sabia que, existem também as “sete maravilhas” do mundo evangélico? Boa parte da Igreja moderna fica fascinada por estas sete maravilhas! Quais são elas?
  3. 3. 1ª - PROSPERIDADE Esta, sem duvida nenhuma, é a que está em primeiro lugar. “Eu não ando mais de carro velho, só de carro zero”. “Se você quiser ser como eu, passe a ofertar com a maior nota que você tiver em sua carteira”. Fazer o que? O povo é manipulável e muitos pregadores se venderam a este tipo de evangelho que nada tem a ver com a Bíblia Sagrada.
  4. 4. 2ª - ECUMENISMO O alvo hoje não é pregar a verdade como ela é, e sim unir forças pelo bem comum. Por isso surgem Igrejas para todos os “gostos”. Existem até igrejas evangélicas para casais gays. Não importa a Igreja que você frequenta, não importa a teologia ou a mensagem que é pregada, todos nós somos o povo de Deus!
  5. 5. 3ª maravilha – Teologicocentrismo O negócio é não abrir mão da doutrina de minha Igreja, mesmo que ela esteja ferindo a Palavra. Se o pastor disse ter recebido nova revelação eu vou confiar. O que vale é o que os líderes dizem e que e agradam!
  6. 6. 4ª - Sionismo religioso Esta é uma “maravilha” interessante. Sionismo é o movimento filosófico/religioso que atribui à cultura de Israel importante significado espiritual. Por exemplo: a Arca da Aliança passa a assumir uma autoridade espiritual fora do contexto bíblico. Outro exemplo: a utilização massiva de Candelabros, shofares e outros artigos da cultura religiosa como artigos de culto e devoção.
  7. 7. 5ª - Antropocentrismo Tudo aquilo que coloca o Homem no centro de tudo. Canções, pregações, livros da moda, colocam o ser humano do centro das atenções. “Você nasceu para ser um vencedor”; “Profetize para você mesmo...”; “Determine a vitória...” – estas são as frases preferidas no meio evangélico atual. Se o seu pastor não fala assim, ele não tem o Espírito Santo e muito menos fé. O negócio hoje é buscar a restituição, invadir o terreno do inimigo e pegar de volta tudo o que ele roubou...
  8. 8. 6ª - Extravagância Não há dúvidas que isto se tornou uma marca registrada do evangelicalismo atual. Os shows com muita dança, luzes e fumaça colorida, gritos frenéticos dos “fãs” (não adoradores), baladas gospel, festas juninas, jargões de vitória, muita histeria coletiva e muitos gritinhos nos cultos... O que dizer dos pastores com relógios de ouro e carros blindados? Antigamente o Evangelho virou o mundo de cabeça para baixo, hoje o mundo virou a Igreja de cabeça para baixo... É um Evangelho que dá
  9. 9. 7ª maravilha – Experiencialismo Nunca vimos tantos superpregadores que visitam o céu, e falam diretamente com Deus e com os anjos. Hoje muitos seguem seus instintos e pregam “mensagens proféticas” para mandar a igreja rir sem parar, ou caminhar como um leão. Que tal a unção da águia? Ou a do cachorro? Se você for mais corajoso experimente a do vômito...
  10. 10. Mas sempre tem aquele crente que diz... Você está julgando pastor e será julgado também.... Então eu concordo com o pastor Washer
  11. 11. O problema do pragmatismo religioso II Timóteo 03:01-09 O que é pragmatismo? Pragmatismo é uma filosofia de vida que diz que as ideias que produzem efeitos práticos têm valor. Ou seja, se funcionou é bom e deve ser colocado em prática. Para o pragmatismo o valor de uma ideia, de um método ou de um meio empregado está estritamente ligado ao alcance de resultados. Para o pragmático o que importa é se funciona, se dá certo, se produz os efeitos e resultados desejados. Se é certo ou não, se é verdadeiro ou não, se é legal ou não, se é ético ou não, não interessa! O que interessa é se funciona, se produz resultados.
  12. 12. O pragmatismo religioso usa o nome de Deus, usa uma linguagem religiosa e piedosa para obter resultados. Se os meios empregados são corretos ou não, se a doutrina ensinada é bíblica ou não, se conta com a aprovação de Deus ou não, não interessa! O que interessa é se funciona; é se atrai pessoas; é se enche os templos; é se traz resultados financeiros; é se arrebanha adeptos.
  13. 13. Em Mateus 07:22 Jesus deixa claro que no dia do acerto de contas, o pragmatismo religioso será utilizado como argumento diante d’Ele. Senhor… – Usamos o Teu nome e deu certo (funcionou); nós profetizamos; – Usamos o Teu nome e deu certo (funcionou); nós expulsamos demônios; – Usamos o Teu nome e deu certo (funcionou); nós fizemos muitos milagres. No entanto, o pragmatismo religioso não impressiona a Deus. Jesus disse que os pragmáticos religiosos ouvirão dos seus lábios as seguintes palavras: “Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.”
  14. 14. Temos vivido uma época de confusão religiosa e doutrinária, em que crentes ávidos por novidades, correm de um lado para o outro em busca de novos ensinos, de novas práticas, de novos movimentos, de novas sensações, de novos fenômenos, de novos líderes que se dizem portadores de uma unção especial para realização de coisas especiais. Vivemos uma época em que pessoas simples, de uma fé sincera, desejosa de agradar a Deus, são facilmente manipuladas e ludibriadas porque confundem simplicidade com ingenuidade. Jesus nos traz essa advertência porque ele sabe do potencial devastador desses “lobos disfarçados” infiltrados num rebanho de ovelhas ingênuas, simples.
  15. 15. Suas realizações e seus métodos podem até impressionar os homens, mas não impressionam a Deus. São homens que recebem o louvor e aprovação do mundo, mas, não passam pelo crivo de Deus! Em nossos dias, o evangelho paganizado tem dado certo! A venda de bugigangas religiosas, de amuletos, de pedrinhas, de rosas consagradas, de lenços, de água benzida tem dado certo; o evangelho da prosperidade, do banho do “abre caminho”, do “sal grosso”, do “kit da rainha Ester” tem dado certo! O evangelho do “agora é só vitória”, do “cai, cai”, do frio na espinha, dos arrepios tem dado certo! E o pior: temos ficado impressionados com isso!
  16. 16. O que nos consola é que, apesar da nossa “ingenuidade”, Deus não se impressiona com isso! Para Ele, não basta usar o seu nome! Não basta que dá certo! Não basta funcionar! É preciso ser realizado do jeito certo, com a motivação certa, empregando os meios corretos, mediante a pregação do evangelho GENUÍNO. Portanto, nestes últimos dias, não sejamos ingênuos! Não fiquemos impressionados com esse pragmatismo religioso! Pois, nem tudo que funciona tem a aprovação de Deus! Nem tudo que dá certo, passa pelo crivo de Deus, mesmo que seja feito em nome de Deus. Lembre-se: O diabo também faz os seus “milagres”.
  17. 17. Próxima aula COMO O APÓSTOLO PAULO LIDAVA COM HERESIAS E MODISMOS

×