Malaquias - Cap. 03 parte 03

795 visualizações

Publicada em

Estudo do livro do profeta Malaquias

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Malaquias - Cap. 03 parte 03

  1. 1. Malaquias cap. 03:13-18 A diferença entre o perverso e o justo
  2. 2. No início do diálogo Deus desafiou Seu povo a entregar os dízimos e as ofertas e fez promessas de abrir-lhes as janelas dos céus. Os justos obedeceram imediatamente a voz de Deus, mas os perversos continuaram em rebelião desobedecendo e escarnecendo a palavra que Deus havia proferido. Vejamos agora o que o texto a partir do verso 13 nos mostra entre o justo e o perverso.
  3. 3. 13 - "Vocês têm dito palavras duras contra mim", diz o Senhor. "Ainda assim perguntam: ‘O que temos falado contra ti? ’ O perverso afronta as ordens e a pessoa de Deus O povo havia se tornado atrevido. Tratavam o Senhor Todo Poderoso com insolência, atrevimento, com palavras agressivas. Tentaram colocar Deus contra a parede. Em sua loucura, o povo se rebelou contra Deus para proferir palavras insanas e desleais contra o Altíssimo. Os quem menos se preocupam com sua real condição no pecado, são os que mais afrontam Deus e Sua Palavra! Ao contrário, os homens que mais andaram com Deus foram aqueles que choraram por seus pecados!
  4. 4. 14 - "Vocês dizem: É inútil servir a Deus. O que ganhamos quando obedecemos aos seus preceitos e andamos lamentando diante do Senhor dos Exércitos?” O perverso está sempre se equivocando sobre a providência de Deus O pecado rouba a sabedoria e o discernimento das pessoas. Vejamos 4 erros cometidos pelos perversos: 1º - “É inútil servir a Deus?” – Eles buscavam apenas os favores de Deus e não a Deus. Eles queriam apenas as vantagens pessoais, não Deus. A religião deles era apenas um negócio, uma barganha. Os perversos tratam Deus apenas com interesses pessoais.
  5. 5. Eles não amavam a Deus, mas a si mesmos, não buscavam piedade e santidade, mas lucro e vantagens. Não adoravam a Deus, mas o dinheiro. O amor ao dinheiro é que nos leva a roubar a Deus e não as dificuldades ou problemas. Eles haviam distorcido as ordens de Deus, quando não roubavam e traziam as ofertas e os dízimos era por motivos interesseiros. Eles corromperam o culto e a santidade pessoal. Deixaram de confiar em Deus para confiar naquilo que podiam reter e guardar. Disse Jesus: “... não podeis servir a Deus e a Mamom” – Mateus 06:24 b
  6. 6. 2º - “O perverso é que é feliz!” (15) - Será que isso é verdade? A visão do povo era míope. O que entendiam como benção estava totalmente errado! Eles pensaram que o sucesso segundo os padrões do mundo é que produz felicidade e o que realmente importa. A felicidade está em ter dinheiro e não Deus como Senhor! Isto é um engano! O perverso nunca será feliz! Ele pode ter dinheiro, mas não a paz! Ele poderá comprar uma casa, mas não um lar. Ele pode ter os melhores planos de saúde, mas não a saúde. Ele pode ter um caixão da madeira mais nobre, mas não o céu. Para o perverso nunca haverá paz verdadeira. O povo achava que valia mais a pena ter do que obedecer.
  7. 7. 3º - “os que praticam o mal prosperam...” (15). Sabemos que a prosperidade dos desonestos é visível. A corrupção leva à riqueza, mas será que leva à felicidade? Não é o que o livro de provérbios nos ensina – 28:06,18; 19:01; 15:16 etc. Dinheiro ganho sob maldição trará maldição. Um dia a casa do perverso desabará sobre sua cabeça. Aquilo que faz oculto será proclamado em todos os cantos, das ruas aos telejornais. A prosperidade do ímpio não traz paz e gozo para a alma, mas perturbação, medo, assombro e acusações por parte das trevas. Prosperidade advinda da corrupção e da desobediência a Deus sempre será uma maldição e não benção. Pode até trazer delícias terrenas, mas servirá de juízo no último dia!
  8. 8. “E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus” Mateus 19:24
  9. 9. 4º - “...como escapam ilesos os que desafiam a Deus” (15). Será isto verdade? “Ainda antes que houvesse dia, EU SOU; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo EU, quem o impedirá?” - Isaías 43:13 O moinho de Deus vai devagar, mas moi bem fino! As vezes parece para nós que Deus não vê o que fazemos, que Ele está dormindo ou preocupado com outras pessoas e atividades... O PERVERSO NUNCA SAIRÁ ILESO! Por isso abra os olhos e o coração!
  10. 10. “Os que te abandonam sem dúvida perecerão; tu destróis todos os infiéis.” - Salmo 73:27 Portanto não é verdade que vale a pena pecar ou permanecer em desobediência. Adão e Eva caíram, Sodoma e Gomorra foram destruídas, Israel ficou em cativeiro no Egito e na Babilônia, Ananias e Safira morreram... Pecado, desobediência e rebeldia nunca valerá a pena! Deus entrega o perverso a si mesmo – Rom. 01:24,25,28. O juízo de Deus é terrível! Quem poderá suportar a Poderosa Mão do Senhor? Quem suportará Sua ira? Os perversos nunca escaparão do juízo de Deus, mesmo que seja no último dia!
  11. 11. 16 - “Depois aqueles que temiam ao Senhor conversaram uns com os outros, e o Senhor os ouviu com atenção. Foi escrito um livro como memorial na sua presença acerca dos que temiam ao Senhor e honravam o seu Nome.” O justo tem uma relação certa com o Deus Todo Poderoso! O perverso só se lembra de Deus para reclamar, já o justo para refugiar-se Nele e viver para agradá-Lo. O justo tem reverência e temor por Deus. Este temor é um grande antídoto contra o pecado! Quando o povo está em desobediência falta temor em seus corações. Aqueles que temem a Deus não se rendem ao pecado. O justo também encoraja outros a andar com Deus.
  12. 12. O justo não é apenas abençoado, mas um abençoador. Quando os ímpios estão falando mal contra Deus, os justos falam de Deus aos outros. O verdadeiro vencedor é aquele que encoraja outros a vencer com ele. O justo faz questão de fazer memorável os feitos extraordinários de Deus ao invés de criticá-LO ou ofendê-LO com suas reclamações e murmurações. O justo adora, obedece e honra o Senhor!
  13. 13. O justo será recompensado por Deus - 16-18. Deus se importa com o que falamos e fazemos. Deus está atento ao que acontece com você. Ele sabe que é você, o que está acontecendo com você, onde você está, e para onde você irá. Deus guarda em Seu livro um memorial de Seu povo. Até um copo de água fria que você der para abençoar alguém não ficará sem recompensa (Mc.09:41). Enquanto os perversos serão lançados no fogo eterno, os justos receberão um novo corpo, um novo nome, uma nova pátria. Os justos serão vestidos de branco, coroados e recebidos no Reino eternamente. Deus nos recompensará! Somos as meninas dos olhos de Deus Salmo 17:08.
  14. 14. Deus tem prazer em abençoar Seus servos. Nós somos como tesouros para o Senhor! Somos a “noiva do Cordeiro”. Enquanto os perversos serão lançados na perdição eterna os servos de Deus entrarão nas delícias da Glória eterna. A Grande Babilônia entra em colapso, mas, a Nova Jerusalém é lugar de bênçãos sem fim. Os perversos ouvirão “apartai-vos de Mim” os justos ouvirão “Vinde benditos de Meu Pai, entrem e tomem posse do Reino”. Concluindo: O mundo está cheio de pessoas que blasfema contra Deus com palavras e atitudes. Eles até prosperam, zombam e escapam... Mas até quando? Ninguém escapará das Mãos do Deus Vivo! O perverso um dia prestará contas a Deus, e receberá a sentença, mas, o justo viverá para sempre com Ele! Aleluia!

×