O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus

1.175 visualizações

Publicada em

Subsídios para lições bíblicas da CPAD elaborados pelo Pastor Natalino das Neves (IEADC-Sede).
Assista aos demais vídeos com estudos bíblicos e baixe os arquivos de slides referentes aos vídeos no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus

  1. 1. TEXTO ÁUREO "Vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia." (1 Pe 2.10)
  2. 2. VERDADE PRÁTICA A partir de seu amor misericordioso, aprouve a Deus enviar seu Filho para morrer em lugar da humanidade.
  3. 3. LEITURA BÍBLICA 1 João 4.13-19
  4. 4. 13 - Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito, 14 - e vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. 15 - Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele e ele em Deus. 16 - E nós conhecemos e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor e quem está em amor está em Deus, e Deus, nele. 17 - Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no Dia do Juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo. 18 - No amor, não há temor; antes, o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor. 19 - Nós o amamos porque ele nos amou primeiro.
  5. 5. • A salvação é obra do imenso amor de Deus e de sua maravilhosa misericórdia. • Essa obra só foi possível porque o Pai amou tanto a humanidade a ponto de dar o seu próprio Filho para morrer no lugar dela. • Assim, por intermédio de sua misericórdia, Deus concedeu perdão ao pecador, fazendo deste seu filho por adoção, dando-lhe vida em abundância. INTRODUÇÃO
  6. 6. PONTO CENTRAL A salvação é resultado do amor e da misericórdia de Deus.
  7. 7. I - O MARAVILHOSO AMOR DE DEUS
  8. 8. • Se é difícil dimensionar o amor da mãe pelos filhos, imagine o amor de Deus, que é mais profundo e incomensurável (Is 49.15)! • Oseias viveu e demonstra analogicamente amor de Deus para com seu povo (Os 11.1-4). • Ora, amar reflete a natureza do próprio Deus, pois Ele é amor (1 Jo 4.8,16; 1 Jo 4.19). • A maior demonstração do amor de Deus é a entrega de seu amado Filho (Rm 5.8; 2 Co 5.14; Gl 2.20; Jo 3.16). 1. Deus é amor
  9. 9. • O amor de Deus pela humanidade é incondicional. Não há nada que o ser humano possa fazer para aumentá-lo ou diminuí-lo (2 Pe 3.9; 1 Tm 2.4). • Entretanto, há uma tensão entre o amor de Deus e a sua justiça. Como conciliar isso? • O livre-arbítrio do ser humano, o entrega à sua própria condição (Rm 1.18-32). • A decisão humana que define seu destino (graça ou juízo), Deus executa conforme essa decisão. 2. Um amor que não se pode conter
  10. 10. • As relações humanas são moldadas por trocas, por isso certa dificuldade de compreender a gratuidade do amor de Deus. • Ora, havendo quebrantamento de coração (Sl 51.17), verdadeiro arrependimento (Pv 28.13) e atitude de retorno sincero, Deus jamais abandona os seus filhos, ainda que estes o tenham ofendido (Lc 15.11-32). • O amor do Altíssimo não se baseia no ser humano, objeto de seu amor, mas nEle mesmo (Dt 7.6,7), a fonte inesgotável de amor. 3. A certeza do amor de Deus
  11. 11. SINÓPSE DO TÓPICO A salvação é a maior prova do amor e da misericórdia de Deus por nós.
  12. 12. II - UM DEUS MISERICORDIOSO
  13. 13. • Misericórdia é a fidelidade de Deus mediante a aliança de amor estabelecida com a humanidade (Sl 89.28), apesar da infidelidade. • A misericórdia do Pai torna-se favor imerecido para com o pecador (Lm 3.22). • Quantas pessoas imploram por misericórdia, mas tem dificuldade de ter misericórdia com quem falha com elas (oração do Pai nosso Mt 6). 1. O que é misericórdia?
  14. 14. • A Bíblia afirma que Deus é o Pai da misericórdia (2 Co 1.3; Êx 34.6; Jn 4.2). • Deus é longânimo para se irar e não nos trata segundo o merecimento de nossas iniquidades (Sl 103.8-12). • Deus "conhece a nossa estrutura" e "lembra-se de que somos pó" (Sl 103.14). • O pecador arrependido pode descansar no perdão e na reconciliação de Deus (1 Jo 2.1). 2. O Pai da misericórdia
  15. 15. • Jesus manifestou misericórdia durante o seu ministério: • Com pecadores (Mt 15.32; 20.34; Mc 8.2); • Diante do sofrimento humano (Lc 7.13; 15.20; Jo 8.10,11); • ao se revelar como expressão do Pai (Hb 1.1-3). 2. O Pai da misericórdia
  16. 16. • A misericórdia de Deus precisa ser refletida na vida cotidiana do cristão. • Deus concede a todas as pessoas chances de perdão e libertação do poder do pecado (Rm 6.18). • Independente da situação do ser humano/pecador, a misericórdia de Deus pode alcançá-lo. 3. Misericórdia com o pecador
  17. 17. SINÓPSE DO TÓPICO Deus é um Pai misericordioso.
  18. 18. III - AMOR, BONDADE E COMPAIXÃO NA VIDA DO SALVO
  19. 19. • O pecador pode ser reconciliado com Deus por meio do sacrifício de Cristo (Rm 5.10; Lc 19.14; 1 Jo 4.11,19). • Amar Deus acima de tudo (Dt 6.5; Mc 12.29,30). • A pessoa salva em Cristo é levada a demonstrar, em atitudes e palavras, o quanto ele ama a Deus. • Deus tomou a iniciativa de amar, o ser humano quando reconhece, retribui em forma de adoração (1 Jo 4.19). • Quem ama a Deus ama o próximo também. 1. Amor como adoração a Deus.
  20. 20. • "Porque o amor de Cristo nos constrange" (2 Co 5.14) a amá-lo, como também ao próximo (Mt 5.43-45; Ef 5.2; 1 Jo 4.11). • Cristo morreu por toda humanidade (Rm 14.15; 1 Co 8.11). • A parábola do Bom Samaritano demonstra que quem se dedica somente à sua religião e sua comunidade não cumpri o amor de Deus. • Amar sem esperar algo em troca (Mt 22.39). 2. Amar ao próximo
  21. 21. • Jesus deu exemplo de humildade e servidão ao próximo quando lavou os pés dos discípulos (Jo 13.14). • O exemplo de vida sacrificial deve ser modelo para quem se diz seguidor de Cristo. • O testemunho do verdadeiro amor cristão contagia e influencia o meio (At 2.46,47; Jo 13.35). • As pessoas misericordiosas e servidoras são bem-aventuradas (Mt 5.7). 3. Amor como serviço diaconal.
  22. 22. SINÓPSE DO TÓPICO A salvação é evidenciada mediante o amor, a bondade e a compaixão.
  23. 23. 1. O amor e a misericórdia de Deus extrapolam a compreensão humana. 2. O exemplo da misericórdia de Deus deve ser fonte motivadora para o cristão refleti-la na sua vida cotidiana. 3. Amar a Deus e ao próximo é a demonstração magna da eficácia da salvação. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  24. 24. REFERÊNCIAS Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. HORTON, Stanley M. Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS. A obra da Salvação: Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida. 4º Trim., Edição Professor, Rio de Janeiro, CPAD, 2017. NEVES, Natalino das. Justiça e Graça: um estudo da doutrina da salvação na Carta aos Romanos. CPAD: 2015. POMMERENING, Claiton Ivan. A obra da Salvação: Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida. Rio de Janeiro: CPAD, 2017.
  25. 25. REFERÊNCIAS RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. RICHARDS, Lawrence. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.
  26. 26. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 98409 8094 (TIM)

×