ANO XX - No 369 - 2ª quinzeNA DE OUTUbro DE 2014 
® 
Defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  203...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 
Pág.2 
Sem chuvas, nível do 
Cantareira chega a 4,5% 
O nível do Sistema Canta-reira 
che...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 DESTAQUE LOCAL 
Pág.3 
Obras de melhorias são realizadas na 
região conhecida como Curva d...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 
Pág.4 
Estação São Miguel Paulista da CPTM recebe novo acesso 
Andrea Matarazzo fala de A...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 
Pág.5 
O governo brasileiro man-tém 
a decisão de reajustar o pre-ço 
da gasolina ainda e...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 
Pág.6 
Seja você adepta de um vi-sual 
natural ou fã de uma pro-dução 
mais chamativa, a ...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 Giro dos famosos 
Pág.7 
Neymar é passado! 
Bruna Marquezine é 
fotografada aos beijos 
co...
2ª quinzena de 
outubro de 2014 PUBLICIDADE 
Pág.8
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Acontece agora 369

403 visualizações

Publicada em

Acontece 369

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acontece agora 369

  1. 1. ANO XX - No 369 - 2ª quinzeNA DE OUTUbro DE 2014 ® Defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  2031-2364 e 2513-0928 - raleste@gmail.com Estação São Miguel Paulista da CPTM recebe novo acesso para o Jardim Lapenna e bicicletário O novo acesso à estação São Miguel Paulista da Linha 12-Safira foi entregue nesta terça-feira, 21, pelo governador Ge-raldo Alckmin, que estava acompanhado pelos secretário dos transportes metropo-litanos Jurandir Fer-nandes, presidente da CPTM Mário Bandei-ra, Senador José Aníbal (suplente) e Deputado Ramalho da Constru-ção. O lado norte vai interligar os bairros Jardim Lapenna, Vila Gabi, Nair e União de Vila Nova à estação e aproximar o pólo co-mercial e serviços pú-blicos da região, como o Centro de Referência do Idoso, o Hospital e Maternidade São Mi-guel, a Subprefeitu-ra, postos bancários e igrejas. Obras na “Curva do S” vai resolver problemas de trânsito na Vila Itaim O prefeito da cidade de São Paulo, esteve vi-sitando recentemente o bairro de São Miguel e junto com o Subprefeito da região vistoriou obras na Vila Itaim, mais pre-cisamente nas ruas Ber-nardo de Chaves Cabral e Domingues Nobre. Este trecho que é conhecido como “Curva do S”, vem recebendo obras de rea-dequação que irá elimi-nar as curvas fechadas que complicam a circula-ção de ônibus e carros en-tre São Miguel Paulista e Itaim Paulista. O trecho é considerado um dos mais importantes gargalos no trânsito da região leste da capital. Assim, com esta intervenção os motoristas terão muito mais segu-rança para circular pela regíão e os ônibus ganha-rão PÁG. 3 PÁG. 5 Andrea Matarazzo fala de Aécio Neves no Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece velocidade... Na manhã de segunda- -feira (13), o vereador An-drea Matarazzo do PSDB e Coordenador da campa-nha de Aécio Neves visitou a sede do Grupo Acontece de Jornais e Revista, onde participou do Progra-ma Roda Viva do Grupo Acontece, uma série de en-trevistas dirigido pelo di-retor Divaldo Rosa. No en-contro, Andrea se reuniu com lideranças locais para discutir propostas, visando à eleição presidencial do candidato de seu partido Aécio Neves. “Nossa campanha aqui na cidade de São Paulo está muito intensa, eu acredito que aqui na Capital a so-ciedade viu a forma do PT administrar e o povo quer mudança. Aqui na zona les-te a votação para o Aécio / Marina foi muito positivas e tivemos ... PÁG. 4 anuncio.indd 1 8/27/14 9:51 AM
  2. 2. 2ª quinzena de outubro de 2014 Pág.2 Sem chuvas, nível do Cantareira chega a 4,5% O nível do Sistema Canta-reira chegou a 4,5% na terça- -feira (14), segundo medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O índice bate novo re-corde e é o pior da história. Não chove na região dos re-servatórios há 10 dias: em 4 de outubro a precipitação foi de 0,1 milímetro. No mês, choveu ape-nas 0,4 milímetro. O Sistema Cantareira abaste-ce 6,5 milhões de habitantes das zonas Norte e central e partes das zonas Leste e Oeste da ca-pital, bem como os municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Cara-picuíba e São Caetano do Sul (na sua totalidade); e parcialmen-te Guarulhos, Barueri, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba, Cajamar e Santo André. A situação do Sistema Alto Tietê também segue piorando. Nesta terça, a Sabesp registrou nível de 10,1%. As chuvas foram de 7,2 milímetros em outubro. O Sistema abastece 4,5 milhões Viajar sozinho é tendência entre brasileiros Seja a lazer ou a trabalho, embarcar em uma viagem so-zinho está nos planos de mui-tos brasileiros, seja em rotas nacionais ou internacionais. A TripAdvisor, site que ajuda turistas a pla-nejarem suas viagens, en-trevistou 1500 brasileiros: 77% das mulheres e 33% dos homens entrevista-dos disseram que pensam em viajar sozinhos. Apesar dos homens serem a maioria nessas viagens (90% contra 76% delas), as mulhe-res são as que mais têm interesse em viver essa experiência. Além disso, dentre os que já embarca-ram sem companhia, 57% deles foi por necessidade, e 55% delas por vontade própria. Segundo os entrevistados (56% dos homens e 52% das mulheres), o melhor de se via-jar sozinho é que você escolhe o que quer fazer naquele dia. Você pode visitar a exposição que só você quer conhecer ou fazer o passeio que ninguém quer. Mas, o que incomoda muitos dos en-trevistados nessas jornadas a sós é, justamente, a solidão. 57% dos brasileiros chegam à terceira idade sem uma reserva de dinheiro 54% devem porque não sabem controlar suas finanças e 32% O segundo detalha-mento de uma pesquisa encomendada pelo Servi-ço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira Meu Bolso Feliz sobre a atividade econômica na terceira idade revela que a maioria (57%) dos con-sumidores com mais de 60 anos não possui qualquer tipo reserva financeira ou investimentos. Para chegar a este re-sultado, os entrevistado-res ouviram 632 pessoas com mais de 60 anos, de todas as capitais brasilei-ras. De acordo com o rela-tório, apesar de 72% dos já tiveram o nome negativado consumidores com mais de 60 anos declararem ter atualmente uma situação financeira estável, essa tranquilidade parece não ter sido conquistada com uma pre-paração financeira ao longo dos anos para aproveitar a terceira idade. A maioria dos idosos en-trevistados está na corda bamba quando o assunto é imprevistos: 57% não possuem nenhum tipo de investimento ou qualquer re-serva de dinheiro. “Essa situação é ainda mais comum entre os entrevistados com baixa escolaridade [68%] e os pertencentes à classe D e E [77%]”, afirma a economista do SPC Brasil, Marcela Kawauti. Para a especialista, esse tipo de reserva é essencial - princi-palmente na terceira idade. “É o momento em que a pessoa precisa ter uma boa poupança para lidar com imprevistos de saúde, arcar com despesas de remédios, completar os itens bá-sicos do mês que não puderam ser comprados com a aposenta-doria e, claro, aproveitar os pra-zeres dessa fase da vida”, orienta Kawauti. E segundo dados do estudo, é a preocupação com os familiares e amigos é um dos principais motivos para os con-sumidores com mais de 60 anos não conseguirem fazer um pé de meia: quase a metade dos idosos entrevistados (47%) garante que pensa no futuro da família e aca-ba deixando de fazer coisas que gostaria para manter uma reser-va financeira. Lidando com o dinheiro: os consumidores da terceira idade garantem que estão no comando de suas ações financeiras e reve-lam ser independentes para to-mar suas próprias decisões: 81% deles afirmam não depender de ninguém para gerir as próprias contas. No entanto, novamen-te o estudo aponta que a con-quista dessa autonomia não foi acompanhada de um amadure-cimento das práticas de Educa-ção Financeira: somente quatro em cada dez (41%) entrevista-dos com mais de 60 anos dizem saber como calcular os juros de empréstimos. Este percen-tual aumenta entre os homens (45%), os que têm escolaridade superior (67%) e os que estão nas classes A e B (55%). Controle financeiro: o estu-do do SPC Brasil e do Meu Bol-so Feliz também questionou os entrevistados sobre as maneiras utilizadas para manter o controle de suas finan-ças. 38% afirmam fazer algum tipo de controle, seja por anotações no papel ou em planilhas eletrônicas. Por outro lado, 40% dos entrevista-dos garantem que fazem tudo de cabeça e outros 14% admitem não man-ter controle algum sobre as próprias finanças. Ainda assim, no ge-ral, 74% afirmam não perder mais o controle de seu orçamento do que há alguns anos. “São da-dos bem otimistas. Endividamento: as dívidas em atraso, se-gundo dados do estudo, são uma realidade presente na vida destes consumidores: três em cada dez (32%) já tiveram o nome incluído em serviços de proteção ao crédito somente no último ano. E de acordo com estimativas do SPC Brasil, o nú-mero de idosos inadimplentes já chega a 4 milhões de pessoas, o que representa cerca de 25% da população acima de 65 anos. “A média nacional de crescimento de pessoas inadimplentes nas bases do SPC Brasil atualmente é de 3,8%. Quando considera-mos só a população entre 64 e 94 anos, o crescimento é de 7,5%, bem acima da média”, afirma Kawauti Curiosamente, o estudo aponta que a causa mais comum para os idosos terem o nome negativado é ter ajudado pes-soas próximas. “Dois em cada dez [21%] idosos que tiveram o nome sujo não puderam pagar suas contas, porque empresta-ram o nome para financiar com-pras e pegar empréstimos para amigos e parentes. Essa prática é muito arriscada. Ficar com o nome sujo pode significar ficar sem crédito para realizar um so-nho ou lidar em uma situação de emergência”, orienta Vignoli. de habitantes de Arujá, Itaqua-quecetuba, Poá, Ferraz de Vas-concelos, Suzano, Mauá (parte), Mogi das Cruzes (bairros da Divisa), Santo André (parte) e Guarulhos (bairros dos Pimen-tas e Bonsucesso) e parte da zona leste de São Paulo. Calor em São Paulo O calor de 35,9ºC registrado na segunda-feira (13) foi a tempe-ratura mais alta verificada na ci-dade de São Paulo em outubro. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a marca foi alcançada por volta das 15h na estação oficial no Mirante de Santana, na Zona Norte. A umidade relativa do ar chegou a 13%. O recorde de temperatura do ano aconteceu no dia 7 de feve-reiro, quando os termômetros registraram 36,4°C. O recorde absoluto foi em janeiro de 1999, quando foi registrado 37,7°C. Além da medição oficial usada em comparativos his-tóricos, realizada sempre pelo Inmet em Santana, o calor na capital também foi medido em outros bairros pelo o Centro Gerenciamento de Emergên-cias (CGE), órgão da Prefeitura de São Paulo. O CGE verificou máxima de 37,8°C na região do Jaçanã-Tremembé, também na Zona Norte. A sensação térmica chegou a 39%. Sem previsão de chuvas Segundo a meteorologista do Inmet Helena Balbino, não há previsão de chuvas para os pró-ximos dias. Uma frente de ins-tabilidade que chega à atmosfera nesta quarta (15) deve melhorar a qualidade do ar, mas não tem força para gerar precipitações. “A previsão é de que passe a ter um pouco mais de instabilida-de na atmosfera que, se tivesse menos seca, provocaria chuva. Como não está, só terá mais umidade”, diz. Helena explica que as tem-peraturas não devem baixar tão cedo. “Tem previsão de muito calor, tem um bloqueio atmos-férico que está causando isso”, afirma. D u r a n t e uma viagem sem compa-nhia, os custos de hospedagem e transporte au-mentam, já que não há ninguém para dividir as contas. Por isso que durante uma viagem so-zinho, conhecer a cultura e novas pessoas foi dito como importan-te pelos entrevistados. Quanto ao gasto duran-te uma viagem, tanto homens quanto mulheres desembolsam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, e cos-tumam reservar de R$ 500 a R$1500 para compras. Cerca de 52% dos homens gastam esse di-nheiro em bebidas e comidas lo-cais, enquanto 53% das mulheres disseram gastar com ingressos para passeios turísticos. A pesquisa também identifi-cou o destino preferido dos tu-ristas: EUA (37%), Itália (19%), Austrália (25%). Quanto ao des-tino nacional, a cidade mais esco-lhida foi São Paulo (22%). As viagens não precisam ser longas. Na verdade, para quem pretende embarcar sem compa-nhia, períodos de 4 a 7 dias foram escolhidos como a melhor opção pelos entrevistados. Jornal Acontece Agora, Folha do Itaim & Curuça, Jornal de Ermelino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes e Revista Acontece Leste Tiragem: 40.000 exemplares cnpj: 03.115.443/0001-16 Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jd. helena, v. curuça E GUARULHOS Sebo Papel & Caneta Rua Pedro Soares de Andrade, 221 V. Rosaria SUBPREFEITURA DE SÃO MIGUEL R. Dom Ana Flora P. Souza, 76 - Vila Jacuí-SP REVISTARIA CAVOA Rua Cavoá, 425 - Vila Curuça BANCA CULTURAL (Banca do Assai Atacadista) Av. Mal. Tito, 1300 São Miguel BANCA DO MERCADÃO Av. Mal. Tito, 567 São Miguel BANCA DO NAGUMO Pça. Francisco Pereira, 80 Vila Curuça BANCA NOVA GERAÇÃO Av. Mal. Tito, 686 São Miguel PADARIA UNIDA Av. Pires do Rio, 2681 São Miguel BANCA DO NAGUMO Pça. Francisco Pereira, 80 Vila Curuçá Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Representante comercial: Adriana Sena, Eduardo Rocha e Ariane Andrade Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Rosa Fotos: Bruno Barreto Rosa Diagramador: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora Avenida dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br O jornal Acontece Agora é Filiado à A J O R L E S T E Associação dos Jornais da Zona Leste REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928 Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 FL = Free Lancer As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. CHEGOU A HORA! XRE 300 MENSAIS R$ 398, + ENTRADA FAN 150 ESDi MENSAIS R$ 248, + PEQUENA ENTRADA JAPAUTOwww.japauto.com.br BROS 150 ESD COMPLETA LEAD 110 379, MENSAIS R$ BAULETO, CAPACETE 175,33 MENSAIS R$ E DOCUMENTAÇÃO GRÁTIS Somente para Bros + ENTRADA + ENTRADA ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Fan 150 ESDI 14/15 a/v 7.665, ou entr. 800,+50x248, (t.prazo 13.200,). XR 300 14/15 a/v 15.390,00, ou entr. 5.390,+48x398,, (t.prazo 24.494,) c/ juros 1,99% a.m. (26.68% a.a.) e TC R$450, incluso. Lead 110 14/14 a/v a partir 6.899, ou entr. 2.720,+48x175,33 (t.prazo 11.135,84). Banco Bradesco c/ juros 2,55% a.m. (35,35% a.a.). Bros 150 ESD 14/14 a/v 10.650, ou entr. 2.000,+48x379, (t.prazo 20.192,) c/ bauleto, capacete e documentação inclusos (somente para motos financiadas, com lacração no Detran e 1ª parcela do IPVA). CET máximo 52,85% a.a. Banco Honda. Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras. Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. Todos juntos fazem um trânsito melhor. Apoio:
  3. 3. 2ª quinzena de outubro de 2014 DESTAQUE LOCAL Pág.3 Obras de melhorias são realizadas na região conhecida como Curva do S O prefeito da cidade de São Paulo, esteve visitando recente-mente o bairro de São Miguel e junto com o Subprefeito da região vistoriou obras na Vila Itaim, mais precisamente nas ruas Bernardo de Chaves Cabral e Domingues Nobre. Este trecho que é conhecido como “Curva do S”, vem recebendo obras de readequação que irá eliminar as curvas fechadas que complicam a circulação de ônibus e carros entre São Miguel Paulista e Itaim Paulista. O trecho é considerado um dos mais importantes garga-los no trânsito da região leste da capital. Assim, com esta inter-venção os motoristas terão mui-to mais segurança para circular pela regíão e os ônibus ganharão velocidade o que deixará os mo- Ex-delegado é morto em bar na Vila Jacuí Homem encapuzado fez os disparos na noite de terça em um bar. Polícia suspeita de execução. Constantemente inúmeros assaltos acontecem em muitos lugares do Bairro, por isso os moradores locais vem recla-mando da falta de segurança em plena luz do dia. Assim, para resolver este delicado problema de seguran-ça na região moradores locais juntamente com o subprefei-to se reuniram no Gabinete da Subprefeitura. Na ocasião, os munícipes disseram ter presen-ciado vários assaltos na Praça Fortunato da Silveira, conhecida como Morumbizinho. Os mes-mos relataram que realmente falta policiamento nas Ruas do Bairro, aproveitando para co-brar das autoridades uma segu-rança mais efetiva e ostensiva. Eles contam que nessa praça, tem uma Base Comunitária que era da Policia Militar, depois passou para a guarda Civil Me-tropolitana e hoje está desativa-da, e que a mesma deveria voltar a funcionar, pois seria de grande importância para a segurança dos frequentadores da Praça. PARA UM FUTURO MELHOR, A MUDANÇA É AGORA. COLIGAÇÃO: MUDA BRASIL - PSDB/PMN/SD/DEM/PEN/PTN/PTB/PTC/PTdoB • CNPJ: 20.558.161/0001-02 VALOR: R$ 1.500,00 Aécio, sua esposa Letícia e seus filhos Gabriela, Júlia e Bernardo Subprefeitura de São Miguel realiza reunião para tratar do problema de segurança no bairro Moradores se reuniram com o subprefeito da região para sugerir melhorias Os moradores também in-formaram que a freqüência de drogas é constante no local e por isso solicitam com urgên-cia o funcionamento da Base comunitária da guarda Civil Metropolitana por vinte e qua-tro horas com a abordagem aos usuários de drogas. Como respostas dessas de-mandas, o Subprefeito infor-mou que tem um projeto para 2015 de melhoria na iluminação da Praça Fortunato da Silveira, porque isso também é uma for-ma de inibir ataques pelos maus intencionados. Resumindo, quem reside, trabalha, circula ou estaciona nos chamados bairros nobres tem mais chances de ser rouba-do ou furtado. Em geral, há de cinco a dez vezes mais possibi-lidades de que isso ocorra num bairro nobre do que num bairro periférico. Adicionalmente, as pesqui-sas de opinião tendem a mostrar que o medo e a insegurança são mais ou menos generalizados. Desse modo, os responsáveis pelas políticas de segurança ten-dem a responder a esse dado com medidas policiais mais padronizadas. Mesmo assim, o crescimento do crime violento não produziu os efeitos espera-dos nas políticas de segurança pública. E embora tenham pro-vocado muitas discussões, de-bates e propostas, as instituições da justiça criminal ainda não so-freram mudanças significativas. Mesmo uma política sistemáti-ca de policiamento comunitá-rio não se tornou realidade nos bairros periféricos da região me-tropolitana. Mas a expectativa é que toda essa onda possa, um dia, interferir positivamente nas práticas de nossas instituições e, no limite proposto, melhorar de forma significativa a presta-ção dos serviços de segurança à população. Mas, o fato é que por enquanto, a realidade social da maioria da população tem se mostrado imune a qualquer iniciativa imposta pelas autori-dades. radores ainda mais tranqüilos. Isso porque, neste trecho circulam diariamente ônibus e caminhões de grande porte, vin-dos da rodovia Ayrton Senna, e como a circulação é nos dois sen-tidos não havia espaço para os dois veículos fazerem a curva ao mesmo tempo e com segurança. Dessa forma, com a execu-ção da obra, será construída uma ligação entre as ruas Cor-dão de São Francisco e Ber-nardo de Chaves Cabral com a Rua Domingos Nobre onde será instalada uma rotatória, e reca-peamento do entorno. O local também abrigará uma praça, com a preservação da área verde já existente. A obra terá um investi-mento total de R$ 2 milhões e a previsão é que a obra es-teja concluída em 2015. A “Curva do S” também difi-culta a circulação de veículos no entorno do viaduto Carlito Maia, que dá acesso a equipa-mentos públicos como escolas e unidades de saúde. Porém, por conta das ques-tões de regularização fundiária, o projeto teve que envolver uma equipe multidisciplinar, com téc-nicos de todas as áreas da Prefei-tura, para assim conseguir achar uma solução que priorizasse me-lhor o transporte público. Após vistoriar as obras da “Curva do S”, o prefeito da ca-pital e o subprefeito da região acompanhado dos moradores caminharam até o canteiro das obras de canalização do córre-go da Rua Manoel Barbosa dos Reis, uma das intervenções do Programa de Redução de Alaga-mentos. Numa extensão de 290 metros, estão sendo instaladas peças de concreto pré-molda-do, conhecidas como aduelas, de 2,5m por 2m. Além disso, a rua também recebe guias, sar-jetas, bocas de lobo e nova pa-vimentação, no trecho entre as ruas Bernardo Chaves Cabral e Valentim Lopes. As obras de drenagem foram iniciadas em julho de 2014 e têm previsão de término em dezembro de 2014. O local recebe investimentos de R$ 3,2 milhões. Um ex-delegado da Polícia Civil foi assassinado na noite de terça-feira (14) em um bar, na Vila Jacuí, em São Miguel Paulista. Para o Departamen-to de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Ivo Pinheiro, 58 anos, foi vítima de execu-ção. A dona do estabelecimen-to comercial na Rua Juvenal Moreira viu o momento em que um homem encapuzado fez os disparos e fugiu. O ex- -delegado levou três tiros no peito e na cabeça. O assassino fugiu sem levar nada. Ivo Pinheiro trabalhou nas delegacias da Vila Jacuí e da Ponte Rasa, também na Zona Leste. Ele foi exonera-do e, atualmente, trabalhava como advogado. O caso foi encaminhado para o DHPP. A Polícia Civil investiga se ele tinha tinha inimizades. A mulher do ex-delegado disse que não falava sobre o trabalho em casa e que, por isso, não sabe se ele tinha ini-migos.
  4. 4. 2ª quinzena de outubro de 2014 Pág.4 Estação São Miguel Paulista da CPTM recebe novo acesso Andrea Matarazzo fala de Aécio Neves no Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece Na manhã de segunda- -feira (13), o vereador An-drea Matarazzo do PSDB e Coordenador da campanha de Aécio Neves visitou a sede do Grupo Acontece de Jornais e Revista, onde par-ticipou do Programa Roda Viva do Grupo Acontece, uma série de entrevistas di-rigido pelo diretor Divaldo Rosa. No encontro, Andrea se reuniu com lideranças locais para discutir propos-tas, visando à eleição presi-dencial do candidato de seu partido Aécio Neves. “Nossa campanha aqui na cidade de São Paulo está muito intensa, eu acredito que aqui na Capital a so-ciedade viu a forma do PT administrar e o povo quer mudança. Aqui na zona les-te a votação para o Aécio / Marina foi muito positivas e tivemos a grande maioria do eleitorado. Tudo isto só mostra que as pessoas es-tão cansadas do estilo e das agressividades e principal-mente da falta de solução de seus problemas cotidianos”, diz Andrea na introdução do programa Roda Viva. Grupo Acontece: Como o PSDB tem lidado com as agressões que o PT tem fei-to em seus programas elei-torais? Andrea Matarazzo: É o estilo da Dilma. Não digo nem que seja o PT, princi-palmente na Câmara dos vereadores. Mas é o estilo da Dilma partir para agres-sões quando ela não tem respostas para se defender destes problemas que to-dos nós estamos vendo. Eu acho fundamental em uma campanha como esta apre-sentar propostas e mostrar qual é a forma de governar que traz a melhor solução para a população. Princi-palmente para a população mais carente. Eu acredito assim, quem tem dinheiro que está trabalhando bem, que compõe a receita com o seu salário, ele mais ou menos sabe se defender em qualquer situação, agora a pessoa que não tem nada, ou que passa a maior difi-culdade no dia a dia para sobreviver é quem mais so-fre com a inflação, com fal-ta de infraestrutura. Aliás, basta você olhar São Paulo, onde existe uma diferen-ça entre a grande infraes-trutura que tem no centro expandido e a falta de in-fraestrutura na periferia da cidade. No país a mesma coisa, tem áreas que se tem tudo e tem áreas que estão abandonadas. Por isto acre-dito que a agressividade não leva a lugar nenhum. É a mesma coisa de ir uma vi-sita em sua casa e, ao invés de conversar com você, a pessoa fica brigando, assim está sendo o programa elei-toral da Dilma. O povo bra-sileiro quer ouvir propostas e não agressões. Grupo Acontece: Qual será a linha que Aécio irá tomar nos debates eleito-rais? Andrea Matarazzo: Ele irá continuar com a linha de apresentar propostas jus-tamente para deixar claro algumas coisas que a atual presidente ou se omite ou mente. Muitas vezes ela vai para uma agressividade principalmente nos casos de corrupções e a sensação que dá é que ela não tem nada a ver com isto. Nin-guém está dizendo que ela seja uma corrupta, é lógico que não, mas poxa, é uma coisa que está debaixo da área dela e é uma coisa que vem se repetindo sistemati-camente. A sociedade quer respostas e até uma ação que evite este tipo de pro-blema. Então eu acho que a linha é sempre esta, qual é o projeto de mudança do Brasil que poderá melhorar a vida das pessoas. Esse é o objetivo da proposta do candidato Aécio Neves Grupo Acontece: O se-nhor acha que o apoio da Marina faz alguma diferen-ça? Andrea Matarazzo: Acho que faz, você amplia o palanque, defende uma proposta com mais infor-mação e com mais gente fiscalizando, mais ideias novas e uma diversidade de opiniões que é importante, você ter várias correntes de pensamentos. Precisamos agregar forças no momen-to que o Brasil está, acho que quando fazemos políti-ca o nosso objetivo deve ser agregar as forças na socie-dade. Grupo Acontece:A Ma-rina colocou algumas con-dições para que pudesse apoiar o Aécio, até onde o Aécio Neves aceitou essas condições? Andrea Matarazzo: A maioria das condições con-vergiam no mesmo lugar, a questão da não reeleição, o Aécio falou isso logo no começo. As outras questões de sustentabilidade não ti-veram problema porque ambos com componentes diferentes querem que o Brasil mude. Grupo Acontece: Mas enquanto o Aécio era a favor da redução da maio-ridade penal e a Marina era contra, como que foi a conversa em relação a isso? E quanto ao Bolsa Família, explique sobre como ficará caso ele seja eleito. Andrea Matarazzo: Não só o Aécio, mas o PSDB tem projetos para isso, não encarcerar, mas ter sim, uma punição para que essa onda de crimes de menores de idade pare de acontecer. Em relação ao Bolsa Fa-mília, o PT governa mani-pulando os pobres, dizendo que o bolsa Família vai aca-bar nas mãos do Aécio, até porque o projeto de lei que transforma o Bolsa Família em lei é do senador e não poderá acabar jamais e isto nem é a intenção. Aécio Ne-ves se eleito, irá melhorar ainda mais o programa. Sobre Andrea Mata-razzo: Paulistano, forma-do em Administração de Empresas, foi secretário de Estado da Cultura de São Paulo de maio de 2010 até abril de 2012. Nos vinte anos de vida pública, teve experiência nas três esfe-ras de poder. Foi Secretá-rio de Política Industrial no governo Itamar Franco, Ministro-Chefe da Secre-taria de Comunicação de Governo da Presidência da República (1999 a 2001) e exerceu o cargo de Em-baixador do Brasil na Itália (2001 a 2002), no gover-no de Fernando Henrique Cardoso. No governo do Estado, além de Secretá-rio da Cultura, foi Secre-tário de Energia (1998), Presidente da Companhia Energética de São Paulo/ CESP (1995 a 1998) e pre-sidente do Conselho da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). Entrada pelo lado norte facilita passagem ao centro comercial e bancário e serviços públicos da região O novo acesso à estação São Miguel Paulista da Li-nha 12-Safira foi entregue nesta terça-feira, 21, pelo governador Geraldo Alck-min, que estava acompa-nhado pelos secretário dos transportes metropolitanos Jurandir Fernandes, presi-dente da CPTM Mário Ban-deira, Senador José Aníbal (suplente) e Deputado Ra-malho da Construção. O lado norte vai interligar os bairros Jardim Lapenna, Vila Gabi, Nair e União de Vila Nova à estação e apro-ximar o pólo comercial e serviços públicos da região, como o Centro de Referên-cia do Idoso, o Hospital e Maternidade São Miguel, a Subprefeitura, postos ban-cários e igrejas. “É uma estação novi-nha, com escadas rolantes, elevadores, toda acessibi-lidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida”, disse Alckmin, que também entregou um bicicletário para a estação com capacidade para 210 bicicletas. O governador ainda destacou o funcio-namento da passarela 24 horas por dia, facilitando o trajeto da população. Atu- para o Jardim Lapenna e bicicletário almente, circulam pela São Miguel Paulista cerca de 30 mil pessoas por dia útil. No ato da inauguração representando o comer-cio local o lojista Johnny entregou ao governador Geraldo Alckmin abaixo assinado com duas solicita-ções, primeiro a obra que contemple a entrada e sa-ída para a Rua Salvador de Medeiros tanto para aten-der o comercio como o usu-ário do trem, e a segunda solicitação a instalação de Poupa Tempo. Também foi entregue pelos representantes MPA (Movimento Popular de Artes) a reivindicação para instalação de um Centro Cultural. O local indicado para a implantação dos equipamentos seria o ter-reno onde abrigava a velha estação de trem. Segundo disseram o go-vernador Geraldo Alckmin e o secretario dos transpor-tes metropolitanos Juran-dir Fernandes, a entrada e saída para a Rua Salvador de Medeiros já esta em an-damento inclusive com as desapropriações dos imó-veis publicados no Diário Oficial do Estado e projeto esta concluído. Quanto à sugestão de se fazer um Poupa Tempo no local da antiga estação, o secretario dos transportes Jurandir Fernandes disse “Estávamos querendo su-gestões e gostei da idéia de se implantar um Poupa Tempo e acredito que um Centro Cultural também não haveria problema”. Governador recebe abaixo assinado, solicitando acesso da Estação para o Centro Comercial e Poupatempo Governador descerra a faixa de inauguração do acesso para o Jardim Lapenna Governador recebe MPA (Movimento Popular de Artes) reivindicando instalação de um Centro Cultural Governador Alckmin é recebido carinhosamente pelos moradores do Jardim Lapenna Gilberto Travesso, Júlio Batista, Divaldo Rosa, Senador José Anibal, Geraldo Alckmin dando entrevista coletiva a imprensa regional Fernando Velucci e Deputado Ramalho da Construção
  5. 5. 2ª quinzena de outubro de 2014 Pág.5 O governo brasileiro man-tém a decisão de reajustar o pre-ço da gasolina ainda este ano, mesmo diante do fim da defasa-gem entre os preços praticados no exterior e no mercado local, disse à Reuters uma fonte gover-namental com conhecimento sobre o tema. A decisão se baseia, entre outros aspectos, na necessidade de melhorar o caixa da Petro-bras, que vinha sofrendo com a venda do combustível no mer-cado doméstico por um preço inferior ao do mercado externo. “Está mantida a decisão de que seja cumprida a regra anu-al de reajuste da gasolina”, disse a fonte que pediu para não ser identificada. A gasolina vendida pela Petrobras às distribuidoras de combustíveis está agora mais cara do que a média dos valores em prática no mercado externo, devido à queda acentuada do preço do petróleo, mostrou um relatório do Credit Suisse divul-gado na terça-feira. Conforme analistas do banco, o preço da gasolina no mercado internacional está 1 por cento mais baixo do que os valores no mercado doméstico brasileiro. Em 25 de setembro, os preços internacionais da ga-solina estavam 24,3 por cento acima dos preços no mercado doméstico. De acordo com a fonte, a co-tação internacional do petróleo não é o único critério avaliado Em coletiva realizada na Sede da ABIGRAF, a campanha Two Sides Brasil, que tem o ob-jetivo de informar e difundir a sustentabilidade do papel e da impressão, apresentou os resul-tados da pesquisa Opinião sobre a Comunicação Impressa, reali-zada pelo instituto Datafolha. Nela, foram entrevistadas 2.074 pessoas acima de 16 anos, em 135 municípios. Segundo o instituto, essa amostra garante um nível de confiabilidade de 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais. “Os principais números comprovam uma realidade que já intuíamos: o brasileiro prefere fazer suas leituras e comunica-ções em papel e também confia mais nessa mídia para conservar seus documentos importantes”, constata o country manager da campanha no País, Fabio Arru-da Mortara, presidente do Sin-dicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo (Sindi-graf- SP), entidade que coordena a implementação da Two Sides Brasil, com apoio da Associação Nacional de Jornais (ANJ), As-sociação Nacional dos Editores de Revistas (Aner) e outros re-presentantes da cadeia do papel e da impressão. Segundo o estudo, a pre- A rotina na academia exige dedicação para conquistar os resultados desejados. Alguns maus hábitos podem ser preju-diciais para o desenvolvimento das atividades e, consequente-mente, para o retorno dos resul-tados esperados. Entenda quais são os principais erros na acade-mia e saiba porque evitá-los. A alimentação pré e pós exercício é extremamente im-portante para garantir que o corpo não sofra com uma hi-poglicemia e que tenha energia suficiente (de carboidratos e gorduras) para sustentar o trei-no. “Quem se alimenta mal pode sentir tontura, náusea e pode acabar desmaiando, o que pode levar a um dano muito maior que é a queda durante a ativi-dade ocasionando fraturas”, ex-plica personal trainer Gustavo Rebeiro. De acordo com ele, o ideal é procurar um nutricionis-ta para fazer acompanhamento com uma dieta balanceada ca-paz de suprir a necessidade de organismo para o objetivo, seja emagrecer ou ganhar músculos. O aquecimento muscular e das articulações prepara o cor-po para uma carga de atividades mais intensa e, se não realizado, pode gera lesões. “O aquecimen-to nas articulações ajuda a lubri-ficar as áreas e o aquecimento muscular faz uma espécie de irrigação em todos os músculos As vendas do comércio va-rejista subiram 1,1% em agosto na comparação com julho, na série com ajuste sazonal. Com esse resultado, o varejo recupe-ra desempenho positivo, após registrar queda nas vendas por dois meses seguidos. Essa também foi a maior alta desde julho de 2013, quando as vendas do comércio aumenta-ram 2,6%. Dentre os setores, oito das dez atividades pesquisadas registraram alta em agosto, com destaque para o segmento de equipamentos e material para escritório, informática e comu-nicação, que registrou o maior crescimento, de 7,5%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 15, o Institu-to Brasileiro de Geografia e Es-tatística (IBGE). O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que esperavam desde queda de 0,30% a crescimento de 2,10%, e mediana positiva de 0,80%. Na comparação com agosto do ano passado, sem ajuste sazo-nal, as vendas do varejo tiveram baixa de 1,1% em agosto deste ano. Nesse confronto, as pro-jeções vão de recuo de 2,80% a Governo mantém decisão de reajustar gasolina este ano para se decidir sobre o reajuste de combustíveis. “A Petrobras carregou a de-fasagem dos preços durante um período e isso tem que ser consi-derado”, disse. De janeiro a setembro deste ano, a defasagem dos preços da gasolina foi de 17,3 por cento, em média, segundo o Credit Suisse. O governo vinha sendo cobrado pelo mercado para re-ajustar os preços dos combus-tíveis, por conta dos seguidos prejuízos da divisão de Abaste-cimento da Petrobras. O reajuste do preço da gaso-lina deve pressionar ainda mais a inflação, que está rodando aci-ma do teto da meta da inflação em 12 meses. Ainda de acordo com a fonte, há também a es-tratégia de manter a política de reajuste anual a fim de evitar movimentos bruscos nos valo-res internos, tanto em períodos de alta do barril do petróleo no mercado externo quanto em pe-ríodos de baixa da cotação. A inversão na defasagem do preço interno da gasolina, segundo o relatório do Credit Suisse, foi motivada principal-mente pela redução de 19,2 por cento do preço do combustível no mercado externo, de 25 de setembro até 3 de outubro, em um cenário de queda progressi-va da cotação do barril do petró-leo. Também contribuiu a apre-ciação de 1,4 por cento do real frente o dólar no período. O preço da gasolina foi rea-justado pela última vez no Brasil em novembro do ano passado, quando a Petrobras anunciou aumento médio de 4 por cento da gasolina e de 8 por cento no diesel nas refinarias. Na época, especialistas calcularam que a alta da gasolina ao consumidor seria de cerca de 3 por cento. Treinos nas academias tem tempo certo e necessitam de uma alimentação saudável para preparar para o exercício”, revela Gustavo. De acordo com ele, alongamento e exercícios sem pesos podem ser usados para preparar as articulações, enquanto alguns minutos nas bicicletas e na esteira aquecem o músculo preparando para rece-ber uma carga mais intensa. INTERVALO MUITO LONGO O tempo de descanso en-tre uma série e outra deve ser de cerca de um a dois minu-tos. “Ficar muito tempo parado não permite que a musculatura aproveite ao máximo o exercício já que ela não será capaz de for-mar aquelas microlesões neces-sárias para a fortificação muscu-lar”, explica o especialista. Para trabalhar com total am-plitude os músculos é necessário que os movimentos sejam reali-zados de maneira completa, es-timulando toda aquela área. De acordo com ele: “é importante fazer na velocidade indicada e realizar o movimento até o fim para que o resultado seja atingi-do de maneira eficiente”. SÓ USAR MÁQUINAS Fazer a atividade com o au-xílio de aparelhos é importante, mas as máquinas não devem ser exclusivas na rotina de exercí-cio. “Os treinamentos com peso livre ou usando o próprio peso do corpo exigem maior concen-tração e permitem o desenvolvi-mento de um equilibro maior, incentivando a postura correta e o trabalho da respiração. TREINO MUITO LONGO Segundo especialistas o tempo ideal para a atividade fí-sica varia entre 50 E 70 minutos porque, além disso, o corpo não terá mais energia para cumprir o exercício corretamente. “É errado pensar que quanto mais tempo ficar na academia, os re-sultados serão melhores. Depois deste tempo os carboidratos já foram queimados e o corpo co-meça a consumir outras fontes de energia para suportar a ativi-dade, como o próprio músculo”, explica ele, alertando que ao in-vés de ganhar massa está sendo consumida a própria proteína. A frequência ideal é cinco vezes por semana, mas sempre respei-tando os limites diários. Vendas do comércio crescem 1,1% em agosto, maior alta desde julho/13 avanço de 0,50%, com mediana negativa de 1,10%. Até agos-to, as vendas do varejo restrito acumulam alta 2,90% no ano e aumentam 3,6% nos últimos 12 meses. Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de ma-terial de construção e de veícu-los, as vendas caíram 0,40% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal. O resultado veio dentro do intervalo das estima-tivas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde queda de 1,90% a cresci-mento de 1,30%, mediana nega-tiva de 0,40%. Na comparação com agosto do ano passado, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado ti-veram baixa de 6,8% em agosto deste ano, dentro do intervalo das projeções, que variavam de recuo de 4,20% a 8,60%, com mediana negativa de 6,25%. Até agosto, as vendas do comércio varejista ampliado acumulam queda de 1,5% no ano e aumen-to de 0,6% nos últimos 12 meses. O que o brasileiro pensa da comunicação impressa ferência por livros, revistas e cartas em papel é característica, respectivamente, de 59%, 56% e 55% da população. Na mesma sequência, os que preferem o meio eletrônico para essas leitu-ras correspondem a 35%, 37% e 38%. A equação inverte-se, em-bora com menor margem de di-ferença, entre os leitores de jor-nal – 48% preferem o eletrônico contra 46% pró-impresso. Mas 80% afirmam que ler em papel é mais agradável do que ler em uma tela. Também no que diz respeito à conservação de documentos importantes, o impresso é dis-paradamente o favorito: 82%, ante apenas 17% de adeptos de mídias eletrônicas para esses ar-quivos. De maneira geral, a percep-ção do eletrônico como mídia mais sustentável ocorre com maior frequência entre a popu-lação jovem (16 a 34 anos), com ensino superior e pertencente às classes A e B. Apesar disso, é quase unâ-nime (95%) a percepção – em favor do papel, diga-se de passagem – da importância da renovação de florestas para con-ter o aquecimento global e da re-ciclagem como característica de produtos sustentáveis (reconhe-cida por 92% dos entrevistados). Os números deixaram cla-ro ainda que a população des-conhece quanto do papel e do papelão consumidos são recicla-dos (46%, de acordo com dados da Bracelpa de 2012), mas 44% acreditam que a cadeia do papel e da impressão reciclam mais do que outras indústrias. Para 89% dos entrevistados, a extensão de áreas florestais di-minuiu no País nos últimos 50 anos, mas a indústria de papel e celulose não figura entre as três atividades mais relacionadas a essa perda. Na opinião de Mortara, a amostra confirmou também a necessidade de uma campanha como a Two Sides Brasil: “Ape-nas 20% dos entrevistados já ti-nham visto alguma propaganda sobre a sustentabilidade do papel e da comunicação impressa. É fácil inferir que faltam informa-ções confiáveis, o que deixa bre-chas para mitos que alimentam a prática de greenwashing, quando empresas preocupadas em redu-zir seus custos recorrem a argu-mentos supostamente ecológicos para cessar o envio de extratos, boletos e outras correspondên-cias de interesse do consumidor. Temos a missão de desconstruir esse mitos”, disse ele.
  6. 6. 2ª quinzena de outubro de 2014 Pág.6 Seja você adepta de um vi-sual natural ou fã de uma pro-dução mais chamativa, a ma-quiagem é uma arma poderosa para se reinventar. Ela pode es-conder os defeitinhos, ressaltar qualidades e até transformar a aparência de maneira simples e eficiente. Adora um truque novo? Anote as dicas para re-juvenescer os olhos, destacar a boca, fazer contornos e até ter aquela sobrancelha destacada que é sucesso entre as famosas. As olheiras apareceram? Não se preocupe, com alguns poucos passos é possível escondê-las e ficar com a aparência descansa-da e luminosa. “Para isso é usa-do um corretivo sempre no tom exato da pele. Muita gente acaba usando o mais claro, mas não fica natural e evidencia ainda mais o problema. Então aplique uma camada bem fininha para amenizar os efeitos. AFINAR O NARIZ Se o tamanho do nariz te incomoda lance mão do jogo de claro e escuro para afinar e deixar a região mais delicada. “A forma mais comum é usar o pincel de cerdas fofas, pegar umasombra de tom amarron-zado, fria, e fazer um traço bem suave, com pouco produto. Para tirar o excesso passe o pincel em A cidade de São Paulo vive um momento crítico em rela-ção à seca, o fantasma da falta de água, a baixa umidade rela-tiva do ar, a poluição e o calor intenso. De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), a capital atin-giu a maior temperatura mé-dia máxima do ano na última segunda-feira (13), 36,1ºC. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) registrou umi-dade na casa dos 13%, um dos menores valores do ano. Já a qualidade do ar me- Como ser romântico (Sem ser meloso) Não precisa ser o cara mais meloso do mundo para manter o romance vivo em um relacio-namento. Romantismo não tem nada a ver com ser grudento, brega ou gastar dinheiro a toa. Seja com um relacionamento novo ou com uma parceira que você está há 20 anos, romance é dedicar carinho, atenção e seu tempo para alguém que você gosta. Ainda ficou na dúvida de como ser romântico? Confira nossas 5 dicas de como ser ro-mântico sem precisar ser melo-so ou brega: SEJA VOCÊ MESMO Não é porque você vai le-var ela para jantar fora que você precisa agir como o James Bond. Seja você mesmo e não um personagem. Aja com na-turalidade e qualquer atitude romântica que você tomar com sua companheira será recebida de braços abertos. Um “Eu te amo, porra” sincero, vale mais do que qualquer poema do Caio Fernando Abreu recitado sem sentimento. Demonstre para ela quais são as quali-dades e pequenas coisas dela que te fazem feliz. Seja do jei-to como ela sorri ou no modo como ela encara as pequenas coisas do dia-a-dia. Fale ape-nas o que você realmente sen-te, mas sem se mostrar muito carente. Você quer agradar e não sufocar. Fatecs abrem inscrições para o vestibular 2015 Inscrições vão até o dia 10 de novembro e a taxa custa R$ 70. Fatecs oferecem mais de 15 mil vagas em cursos gratuitos de tecnologia. Estão abertas as inscrições para o vestibular 2015 das Fa-culdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo. Neste ano, 15.685 vagas estão em dis-puta em 71 cursos gratuitos de tecnologia –segundo o Centro Paula Souza, que administra as Fatecs, do total de vagas, 1.960 são para o ensino a distância. O prazo de inscrição vai até 10 de novembro, e a prova será apli-cada no dia 14 de dezembro. Segundo o Centro Paula Souza, o número de vagas nas Fatecs cresceu 20% em um ano: no vestibular 2014, 13.025 va-gas foram oferecidas. O número de Fatecs com polos de educação a distância também cresceu, e neste ano as vagas do curso de gestão em-presarial, único curso ofereci-do na modalidade a distância, serão oferecidas em 35 polos, ao contrário dos 20 no ano an-terior. Cronograma do vestibular As inscrições devem ser feitas pelo site www.vestibu-larfatec. com.br. Os candidatos devem preencher a ficha de inscrição e o questionário so-cioeconômico. Depois, é preci-so imprimir o boleto e pagá-lo em qualquer agência bancária. Neste ano, valor da taxa é R$ 70 (o prazo para solicitar a isenção na taxa acabou em setembro). Na hora de inscrever, os candidatos podem escolher duas opções de curso. Neste ano, o Centro Pau-la Souza aplicará o Sistema de Pontuação Acrescida, que dá bônus de 3% aos estudantes afrodescendentes e 10% aos alunos que estudaram na rede pública. Os dois bônus são cumulativos, ou seja, estudan-tes afrodescendentes que es-tudaram na rede pública terão 13% de bônus aplicado sobre a nota. Para ter direito ao bônus, é preciso fazer a autodeclaração no formulário de inscrição. Os locais de prova serão di-vulgados no dia 8 de dezembro, e a prova, no dia 14, terá início às 13h e duração de cinco ho-ras. O gabarito oficial será di-vulgado a partir das 18h30 do dia 14. A primeira chamada do vestibular 2015 das Fatecs será divulgada no dia 16 de janei-ro, com matrículas nos dias 19 e 20. A segunda chamada sairá no dia 21 de janeiro. FAÇA ALGO COM SIGNIFICADO Muitas mulheres gostam de flores e chocolates, mas você não precisa se prender a clichês para ser romântico. Foque em coisas que tenham significado especial para ela. Se ela gosta de um tipo especial de comida, cozinhe para ela. Se vocês dois tem uma música, toque a pró-xima vez que estiverem juntos. Se vocês sempre vão aos mes-mos lugares, mude, apenas para sair da rotina. Tome nota das pequenas coisas que ela gosta e demonstre neste atos românticos que você presta atenção nela. NÃO FAÇA POR INTERESSE Não tente fazer algo espe-rando alguma coisa em retor-no. Não tente ser romântico apenas para conseguir uma noite de sexo especial ou que ela faça algo para você. Faça simplesmente porque você gosta dela. Se essa mulher te faz feliz, por que não fazê-la feliz também? FAÇA ALGO SIMPLES Não precisa fazer uma se-renata todas as noites para ela. As vezes, os melhores resulta-dos estão nos atos mais sim-ples mas que contém significa-do. Por que não comprar uma rosa para ela num dia de sema-na quando estiver no caminho para casa? Não moram juntos? Que tal passar lá só para dar um beijo nela? Tem vezes que uma simples ligação para di-zer eu te amo está mais cheia de significado do que mil rosas roubadas. USE A SURPRESA AO SEU FAVOR A maioria das pessoas es-peram uma atitude românti-ca romântico em datas espe-ciais como aniversário ou Dia dos Namorados, mas a melhor hora para ser romântico é quando elas menos esperam. Fazer algo especial em uma data comemorativa é algo meio que obrigatório. Fazer algo ba-cana fora de época, mostra que você não precisa de uma data do calendário para lembrar o quanto você a ama. Renove-se e transforme-se com dicas em maquiagem um lenço de papel. Vá aplicando bem rente a cartilagem, indo da sobrancelha até a ponta do na-riz. Em seguida, esfume com o pincel limpo levando para fora, como se estivesse indo para o rosto mesmo, para sumir o traço e ficar bem sutil. ENCHER A SOBRANCELHA Você sempre sonhou com uma sobrancelha volumosa? Ao contrário do que muitas imaginam, o lápis próprio para a região pode não ser a melhor solução. Ele fica muito artificial, então tem que pegar uma som-bra da cor certa da sobrancelha com o pincel chanfrado, tirar o excesso, e vir delineando a so-brancelha. AUMENTAR OS OLHOS Olhos grandes deixam o visual mais dramático e até ro-mântico, e para quem não tem é fácil fazer. Para aumentar exis-tem alguns truques. Você vai usar o contorno preto embaixo e por fora dos olhos e quando estiver no canto externo vai pas-sar um pouco do risco e dar uma esfumada leve. Depois pode aplicar também um lápis tom de pele por dentro, vai abrir e aumentar o olhar. REFORÇAR O ARCO DA BOCA Você gostaria de ter o “v” dos lábios superiores mais bem desenhados? “Pode colocar o iluminador ou uma sombra cin-tilante, em tons perolados, bem na curvatura da boca. Dá volu-me e destaca”, explica Renata. DIMINUIR O PAPO A papada atrapalha muitas mulheres, e não é exclusivida-de de quem tem o rosto mais cheinho. Para amenizar, rena-ta tem a solução: “você vai usar uma sombra marrom fria e passar saindo de uma orelha até a outra, passando bem pelo osso do maxilar, e esfumar para baixo. Use pouco produto e vá repetindo o mesmo pro-cesso até ter o resultado que deseja”. Combinação de baixa umidade, falta de água e poluição aumenta doenças e estresse de paulistanos dida pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) foi classificada entre “ruim”, “muito ruim” e “pés-sima” na segunda-feira (13) e no domingo (12) em estações como Ibirapuera, Cidade Uni-versitária, Capão Redondo, Mooca, Itaquera e Santo Ama-ro. No último sábado (11), a qualidade do ar atingiu o nível mais baixo da escala e o pior do ano. A falta de água, recente-mente admitida pela presiden-te da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Dilma Pena, afeta oficialmente quase 400 mil paulistanos, segundo a companhia. Mas, conforme apurou a imprensa local já as-sola os paulistanos em diferen-tes bairros há vários meses. Para José Eduardo de Sá Pedroso, diretor da Associa-ção Brasileira de Otorrinola-ringologia e Cirurgia Cérvico- -Facial, as mucosas, que vão desde o nariz até a garganta, ressecam com a falta de umi-dade, prejudicando a filtra-gem do ar e aumentando a in-cidência de doenças do trato respiratório. — O tempo seco não dis-persa os poluentes, agravando doenças como as rinites alér-gicas e facilitando infecções, como a sinusite, que atacam diretamente a respiração e po-dem atingir também a voz. Pedroso afirma que o brasi-leiro está acostumado com um “calor úmido”, o que não tem acontecido nos últimos tem-pos, por isso, umidificar o am-biente de forma artificial pode ajudar a minimizar os proble-mas respiratórios. — Toalha úmida na porta ou no chão, bacia com água e aparelhos umidificadores po-dem melhorar a umidade das vias respiratórias, mas é pre-ciso ter cuidado com o excesso de umidade também, que pode causar mofo. Essas atitudes ajudam a conter a secreção, que fica mais grossa e seca. — Quem trabalha na rua ou anda muito tempo embaixo do sol deve redobrar o cuidado para não sofrer queimaduras.
  7. 7. 2ª quinzena de outubro de 2014 Giro dos famosos Pág.7 Neymar é passado! Bruna Marquezine é fotografada aos beijos com produtor de eventos Revista de celebridades publicou fotos de momentos de intimidade do novo casal. Acabou o mistério sobre o possível relaciona-mento de Bruna Marquezine e Raphael Su-mar. Os dois foram fotografados aos beijos em uma festa, no Rio de Janeiro, e as fotos foram publicadas na revista Contigo!, desta semana. Raphael, que é produtor de eventos, estava trabalhando, mas sempre encontrava um tempinho para ficar com a atriz. Uma fonte revelou que os dois se beijaram várias vezes durante a festa e ela teria saído às 6h da manhã, acompanhada do gato. Após barraco, Nicole Bahls fala sobre briga com Dani Bolina: “Estava engasgada” Repórter do Pânico diz a jornal que gos-tou de reencontrar desafeto na televisão. Participando juntas de um novo quadro no Pânico na Band, Nicole Bahls e Dani Bolina mostraram que são antigos desafetos. Em entrevista ao jornal Diário de S. Paulo, Ni-cole conta que ficou até feliz com o reen-contro, mostrando que não vai deixar seu lugar no programa para a outra. – Há alguns anos eu estava engasgada com uma declaração dela. Por isso, esperei para encontrá-la e dizer. Acho que o Pânico até me ajudou. Para quem não se lembra, Bolina já falou em entrevista que algumas panicats antigas trabalhavam como garotas Oficina Cultural completa 25 anos e inaugura nova sede em Itaquera com programação especial Apresente este e ganhe 50% de desconto* de programa. No programa do dia 12, Nicole chamou a inimiga de “profissional do sexo”. Na época da declaração de Bolina sobre as ex-panicats, Nicole ficou revoltadíssima e disparou contra a outra em seu Twitter. – Em resposta a ser acusada de garota de programa: perto de algumas panicats, me considero virgem. Inveja... De quem usa aplique... Maquia as estrias... Faz macum-ba... Cheia de tatuagem... Nem formada é? Inveja? Faça-me rir... Thaís Fersoza e Michel Teló estão oficialmente casados. Saiba tudo sobre o relacionamento deles! O casal, que é bastante discreto sobre seu relacionamento, oficializou a união em uma cerimônia íntima em casa Thaís Fersoza e Michel Teló são oficial-mente marido e mulher! No site do car-tório oficial de Santo Amaro, após busca do nome do cantor, já existe o registro da certidão de casamento do novo casal, que aconteceu na última segunda-feira, dia 14. para recomendado Texto: MARA CARVALHO Não TeaTro Fernando Torres Rua Padre Estevão Pernet, 588 • Tatuapé • (11) 2227-1025 Sexta 21h30 • Sábado 21h • Domingo 19h Apoio Cultural Vendas Realização 50% de desconto na compra de ingresso “inteiro”. Válido para 2 pessoas. Promoção não acumulativa. jim menores de 14 anos * Condição válida SOMENTE para compras realizadas na bilheteria do teatro. Apresente este anúncio e ganhe Segundo informações a cerimônia foi na casa do casal. Loira de novo! Carolina Dieckman coloca megahair e volta a exibir fios claros Atriz, que tinha escurecido o cabelo, faz nova mudança de visual. Confira! Linda e loira! Carolina Dieckmann está novamente com os cabelos claros e, desta vez, bem mais longos! Depois de abando-nar o loiro, aparecer com o cabelo castanho superlongo e, logo depois, cortá-lo na altu-ra dos ombros, Carolina Dickmann inovou mais uma vez no visual e surgiu com um superaplique de megahair. Com as pontas mais claras, a atriz brincou com os fios lon-gos, pulando e jogando o cabelo ao lado do cabeleireiro. Gugu Liberato quer reeditar quadro da banheira em novo programa para Record Gugu Libera-to está bastan-te empenhado em conquistar o Ibope com o seu novo programa na Record. Segun-do inforamções o apresentador quer reeditar quadros que fizeram sucesso no “Domingo Legal”, no SBT, e exibi-los completamen-te repaginados. A ideia de Gugu é fazer novamente, por exemplo, a “Banheira do Gugu” e entrevistar famosos envolvidos em polêmicas, quadros que fizeram gran-de sucesso nos anos 90 . Para isso, inclusive, ele tem procurado alguns ex-funcionários como o diretor Walter Wanderley, conheci-do como Goiabinha. O profissional, porém, ainda tem contrato vigente com o SBT. Luan Santana encontra com Ivete Sangalo em aeroporto e faz selfie com a cantora! Um ver-dadeiro cho-que de mons-tro! Luan Santana e Ive-te Sangalo se encontraram e fizeram uma selfie recente-mente. Os ar-tistas aparece-ram juntinhos em um aeroporto no Brasil e nem ligaram para a cara de cansado que estavam. Será que vai rolar mais uma colaboração por aí? Enquanto Luan está super feliz com a pos-sibilidade de cantar com o Rei Roberto Car-los no especial da Globo, Ivete se prepara para lançar a terceira música de trabalho do seu mais recente DVD, que comemo-ra os seus 20 anos de carreira. A morena também está cotada para voltar a atuar em uma minissérie na emissora dos Marinhos, depois de ser uma das técnicas do reality “SuperStar”. Roberto Carlos estaria negociando sua participação no Rock in Rio 2015 Roberto Car-los pode subir no palco do Rock in Rio para se apresentar nas próximas edições do evento, que acontece-rá em Las Vegas, nos Estados Unidos, e no Brasil, segundo informações a participação do cantor ainda está em fase de negociação. A ideia é levar Roberto para para o Rock in Rio em Las Vegas, que acontece em maio, e na edição brasileira, em setembro, ambas no ano que vem. Roberto já prepara um show temático, só com hits de rock marcantes de sua carreira, nomeado de “Roberto Carlos Rock Symphony”, para apresentar em 2015, ainda sem local definido. Libra As emoções conti-nuam à flor da pele, no entanto, alguns problemas familiares começam a ficar para trás. Importantes acordos comer-ciais e assinatura de contra-tos devem ser adiados por alguns dias. Escorpião Acordos que envolvam suas finanças podem ser adiados e isso não é mal, pois a retro-gradação de Mer-cúrio certamente trará pro-blemas. Espere apenas mais alguns dias para efetivar contratos definitivos. Sagitário As finanças passam por um período de benefícios e bons acordos que podem surtir bons efeitos num fu-turo próximo. As energias voltam a fluir num ritmo mais eficaz em poucos dias. Prepare-se para uma nova fase em algumas semanas. Capricórnio Ótimas energias es-tão presentes em sua vida nos próximos dias, especialmente as relacionadas ao amor e às finanças. Mantenha os pés no chão e contato com a rea-lidade. Cuidado apenas com passos muito largos. Aquário Algumas emoções come-çam a fluir com mais ritmo e tranquilidade e ago-ra você já pode dar os passos necessários em direção às suas metas. Uma nova paixão pode mexer profundamen-te com seu coração. Peixes Alguns acordos e contratos que estavam meio parados voltam a ganhar movimento. A fase continua boa para os estudos e via-gens, com possibilidade de novos contatos comerciais com pessoas e empresas de outros estados. Áries Marte e Vênus em óti-mo aspecto mobi-liza você a ações relacionadas ao seu trabalho e a novos projetos. A fase continua ótima para os contatos com empresas internacionais e projetos com resultados de médio prazo. Touro Marte e Vênus em ótimo aspecto com Júpiter anun-ciam uma nova paixão a taurinos solitários. Plutão dá o tom fatalista a relacionamentos que não funcionam mais. Aos tauri-nos comprometidos, bons momentos a dois. Gêmeos Emoções mais profundas continuam mexendo com você e seus projetos futuros. É hora da tomada de decisões importantes, especialmente relacionadas aos seus relacio-namentos e família. Câncer Procure não se deixar abalar por proble-mas que certamen-te ocorrerão em seu dia de trabalho. O momento pede organização e método em seus projetos, pois você pode ser obrigado a enfren-tar alguns atrasos. Leão As energias continuam boas em seu entorno, apesar de algumas mudan-ças ainda estarem presentes. A fase é de transformação em seu dia a dia. Procure olhar com atenção e cuidado para sua saúde, pois o estres-se pode abalar você. Virgem As energias continuam ótimas, especialmen-te para o amor. Vir-ginianos solitários podem ser surpreen-didos por uma nova paixão. Caso esteja pensando em aumentar a família, esta é a melhor fase do ano para isso. Completando neste ano 25 anos de atua-ção na região, a Ofi-cina Cultural Alfredo Volpi – unidade da Se-cretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela POIE-SIS Instituto de apoio à Cultura, à Língua e à Li-teratura – inaugura sua nova sede no sábado, dia 25 de outubro, com apresentações musicais da banda Mustache & Os Apaches, teatro de bonecos com a Cia. di assina a cenografia da expo-sição. Entre 12h30 e 15h30, o ilustrador e caricaturista Clóvis Suematsu criará, ao vivo, as ca-ricaturas dos convidados, com projeção em tempo real dos tra-balhos. A banda Mustache & os Apa-ches toca entre 13h e 13h30 e entre 15h e15h30 na unidade. Transformando qualquer es-paço em palco para shows sur-preendentes, a banda formada pelos músicos Pedro Pastoriz (voz, violão e banjo), Luminei-ro (washboard, bateria e voz), Tomás Oliveira (contrabaixo e voz), Alexandre Bandeira (voz, viola e percussão) e Jack Rubens (bandolim, dobro e voz) con-quistou o público tocando em ruas e teatros de várias cidades brasileiras e europeias. Para a criançada a partir de 3 anos, a unidade promove uma apresentação do espetácu-lo “Sonhatório”, da Cia. Trucks, às 15h30. A peça conta a histó-ria de três supostos loucos que vivem no Sanatório Boa Cabeça e que decidem fazem uma via-gem imaginária em busca de comida, passando por áridos desertos até o fundo do mar, acompanhados por incríveis personagens feitos de guarda-napos, bacias, copos, garrafas pet e pratos. O convites para a peça devem ser retirados meia hora antes na recepção. O espetáculo, escrito e diri-gido por Henrique Sitchin, ga-nhou o Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem, nas categorias Trilha Sonora e Ator Revelação para seu trio de atores (Gabriel Sitchin, Rafael Senatore e Hugo Reis) – também premiados com o APCA. Para saber mais sobre os endereços e detalhes de todas as atividades os interessados devem acessar o site www.ofici-nasculturais. org.br. show MIXTURAD@S, do pro-jeto O Ilícito do rapper Gaspar (Z’Áfrika Brasil) e de projetos de formação (oficina de rima). Entre 11h e 16h o grafiteiro e artista plástico Renato Ursine realiza uma intervenção de gra-fite nas laterais das rampas da fachada da nova sede da unida-de, baseado em releituras das obras de Alfredo Volpi. A partir do meio-dia, o mú-sico e artista visual Silvio Ribei-ro faz uma intervenção musical com Cotidiáfono (instrumento musical percussivo) na área ex-terna da Oficina Cultural. Em seguida, Ribeiro se reúne com os músicos daCia. Porto de Luanda para uma performan-ce musical dentro da unida-de. Às14h, a Companhia volta para apresentar um repertório de sambas paulistas. Com sede atual em Itaquera, a Cia. Porto de Luanda foi criada há 11 anos a partir de oficinas de maracatu do baque virado realizadas por Silvio Ribeiro. O Ateliê Aberto de Gravu-ra inicia os trabalhos também ao meio-dia, sob coordenação de Flavia Yue, artista plástica e professora de Artes visuais. Neste encontro os participan-tes são convidados a contribuir na construção de um pequeno álbum, com formato de 20 x 20 cm, com imagens feitas na hora, a ptartir de orientação prática para a realização de xi-logravura e monotipia, técni-cas de impressão gráfica. Em ateliê aberto, a produção prevê gravação, impressão manual e impressão por meio de prensa. Interessados a partir de 15 anos podem fazer. No mesmo horário acon-tece a abertura da exposição fotográfica “Étre au Soleil”. A mostra reunirá registros foto-gráficos feitos pela professora de teatro e diretora do 42 Co-letivo Teatral, Erika Bodstein, ao longo das oficinas realizadas na Oficina Cultural Oswald de Andrade em 2013, com mem-bros da trupe francesa como Juliana Carneiro da Cunha, Eve Doe Bruce, Jean-Jacques Lemêtre e Fabiana de Mello e Souza. A artista plástica, figu-rinista e pesquisadora do 42 Coletivo de Teatro Paula Baral- Trucks, intervenção de gra-fite e caricatura, entre outras atrações gratuitas para todas as idades. O novo endereço da unidade será na Rua Américo Salvador Novelli, 416, em Ita-quera. Confira a programação completa oferecida pela unida-de neste trimestre no site www. oficinasculturais.org.br. A programação musical abre com o hip hop da MC Amanda Negrasim, às11h. A integrante do grupo Miscível apresentará seu repertório na área externa da nova sede da Oficina Cul-tural Alfredo Volpi. Amanda Negrasim também participa do projeto Hip Hop Mulher no
  8. 8. 2ª quinzena de outubro de 2014 PUBLICIDADE Pág.8

×