A G O R A
Defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  2031-2364 e 2513-0928 - raleste@gmail.com
ANO ...
2 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
A G O R A
ACONTECE
Atualidades
Circulação: São Miguel,
ITAQUERA, vILA...
3JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
COMUNIDADE
A Votorantim Metais, em-
presa que explora níquel em
Niquel...
4 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Comemoração
A maior cidade do país co-
memora seu aniversario com
gra...
5JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Nesta quarta-feira (20/1),
São Paulo deu mais um impor-
tante passo pa...
6 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Emprego
O Instituto Brasileiro de Ge-
ografia e Estatística (IBGE) ab...
7JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Tempos Digitais
Fábio Santos
Leitores e Leitoras! Vivemos
na era da in...
8 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 20168
DESTAQUE LOCAL
Na tarde de terça-feira (26),
o Jornal Acontece Agora...
9JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
no Hospital Tide SetúbalPara o professor José Luiz
Zanzini, com a evol...
10 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Câmara Municipal de São Paulo
Política
Antonio Donato
Nesta semana, ...
11JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Cotidiano
VIVER EM
SEGURANÇA
Emanuel de Aquino Lopes
Suzane Von Richt...
12 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Saúde
A anemia ferropriva
(por deficiência de ferro)
é a carência nu...
13JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Feminíssima
Cortar os cabelos conta
muitos pontos quando o assun-
to ...
14 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Giro dos Famosos
A Casa de Cultura de São
Miguel comemorou os 70 ano...
15JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016
Esportes
Leandro Almeida tem uma
motivação bastante especial
para bri...
Jornal Acontece Agora - Edição 396
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Acontece Agora - Edição 396

677 visualizações

Publicada em

Jornal Acontece Agora, a edição 396 traz na capa a matéria sobre o Roda Viva com o Vereador Gilberto Natalino falando sobre os problemas no Hospital Tide Setúbal.

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jornal Acontece Agora - Edição 396

  1. 1. A G O R A Defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  2031-2364 e 2513-0928 - raleste@gmail.com ANO XX - No 396 DISTRIBUIÇÃO GRATUITATIRAGEM: 35 MIL 16 à 31 de JANEIRO de 2016 PÁGINA 3 PÁGINA 10 ACONTECE PÁGINAS 8 e 9 Lideranças debatem a crise no Hospital Tide Setúbal Na tarde de terça-feira (26), o Jornal Acontece Agora recebeu em sua redação o grupo de lideranças de São Miguel Paulista e região, para debater assuntos relevantes sobre o caos da saúde pública com foco principal no Hospital Tide Setubal. A Votorantim Metais, empresa que explora níquel em Niquelândia, norte de Goiás, anunciou seu fecha- mento na cidade, na segunda-feira (18).  De acordo com o comunicado oficial da empresa, a decisão acon- tece após queda histórica no preço do metal. “Só em 2015, foi uma redução na ordem de 40% nos preços do níquel”, diz o documento.  Crise obriga Votorantim Metais a suspender as operações em São Miguel Prefeitura assina contratos para universalizar coleta seletiva PÁGINA 5 Chuva forte deixa bairros da Zona Leste em estado de atenção PÁGINA 11 Sindicato dos Químicos luta contra a terceirização de mão de obra O Hospital Jardim Helena se prepara para a dengue em 2016 PÁGINA 2
  2. 2. 2 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 A G O R A ACONTECE Atualidades Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jardim helena, vila curuça E GUARULHOS Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Depto. Comercial: João Vitor, Ariane Andrade e Eduardo Rocha Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Fotos: Eduardo Rocha Diagramador: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora Impressão: Gráfica Pana As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. A J O R L E S T E O jornal Acontece Agora é Filiado à Associação dos Jornais da Zona Leste Av. dos Guachos, 166 - V. Curuça 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com www.grupoacontece.com.br REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928 Patente: PROC.830024034Classe16RPIRM2087 Tiragem: 35.000 exemplares cnpj: 03.115.443/0001-16 Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel Paulista e Região Banca Braguinha Rua Santa Rosa de Lima, 874 Banca Cultural Av. Marechal Tito, 1300 - São Miguel Banca da Estação Rua Conceição de Almeida, 248 Vila Mara Banca do Mercadão Av. Marechal Tito, 567 São Miguel Banca do Tom Rua São G. do Rio das Pedras, 800 Banca Naguno Pça. Francisco Pereira, 80 - V. Curuçá Banca Nova Geração Av. Marechal Tito, 686 São Miguel Banca Oliveira Av. Oliveira Freire, 604 Padaria Nova Unida Av. Pires do Rio, 2681 - São Miguel Revistaria Cavoa Rua Cavoá, 425 - Vila Curuçá Sebo Papel & Caneta Rua Pedro Soares de Andrade, 221 - Vila Rosaria Subprefeitura de São Miguel R. Dona Ana Flora Pinheiro de Souza, 76 - Vila Jacuí   A estimativa é que 2,5 bilhões de pessoas, mais de 40% da população mundial, estejam expostas ao risco da dengue em 2016. Com estes números exorbitantes, o Hospital Jardim Hele- na vem preparando desde dezembro de 2015 uma equipe multiprofissional para atender a população que enfren- tará a epidemia. O infectologista Dr Luiz Taveira, responsável pelo Serviço de CCIH, juntamente com o corpo clí- nico realizaram treinamento e preparo de profissionais de enfermagem para atender esta demanda. Sinais de alarme: febre súbita e alta, dor articular, dor atrás dos olhos, manchas vermelhas no corpo. O diag- nóstico é clínico e laboratorial. E o tratamento baseia-se em hidratação e sintomáticos. Podendo alguns casos, necessitar internação hospitalar, conforme a gra- vidade do caso.  O Hospital Jardim He- lena, está preparado para atender esta demanda de maneira objetiva e eficaz. Aos primeiros sinais, não exite em pro- curar assistência médica. Dra. Thais Menezes - Coorde- nadora do PS. Jardim Helena  O Hospital Jardim Helena se prepara para a epidemia da dengue em 2016 QUER VENDER MAIS... ENTÃO... NÃO PERCA TEMPO A N U N C I E C O N O S C O ( 2031-2364 2513-0928
  3. 3. 3JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 COMUNIDADE A Votorantim Metais, em- presa que explora níquel em Niquelândia, norte de Goiás, anunciou seu fechamento na cidade, na segunda-feira (18).  De acordo com o comuni- cado oficial da empresa, a de- cisão acontece após queda his- tórica no preço do metal. “Só em 2015, foi uma redução na ordem de 40% nos preços do níquel”, diz o documento.  As atividades na mina se- rão suspensas já no dia 1º de fevereiro. O beneficiamento do mineral e a refinaria, que acon- tecem em São Miguel Paulista, em São Paulo, serão suspensos a partir de maio.  Ainda segundo o comuni- cado, a Votorantim só manterá infraestrutura na cidade para cumprimento de atividades le- gais e compromissos socioam- bientais. A empresa considera re- tomar o negócio do níquel a longo prazo, com a melhora do cenário econômico associada a “uma expressiva melhoria do preço do metal”. Pensando em melhor co- municar este fato a toda so- ciedade “sãomiguelense”, o diretor do Grupo Acontece de Jornais e Revista, Divaldo Rosa, foi convidado para uma reunião reservada com o Di- retor Geral Fernando Gurgel, com o Gerente administrativo Thiago e com o coordenador de Comunicação Ruy Barata, que na ocasião fizeram ques- tão de esclarecer todos os pon- tos obscuros e responderam as perguntas feitas pelo jornalista Divaldo Rosa. AS RAZÕES: “Trata-se de uma decisão difícil, mas neces- sária, após expressivas quedas Crise obriga Votorantim Metais a suspender as operações em São Miguel Paulista Votorantim Metais suspende atividades em São Miguel, cerca de 1100 pessoas ficaram desempregadas do preço do metal. Só em 2015, foi uma redução na ordem de 40% nos preços do níquel e em 2016, os preços continuam caindo, o que inviabilizou eco- nomicamente a operação do negócio”, explicou Fernando Gurgel. DEMISSÕES: Divaldo ques- tionou qual seria o montante de desempregados, e Gurgel disse que serão aproximada- mente 1100 pessoas, cerca de 85% de toda a operação de mi- neração e refino, cerca de 350 em São Miguel Paulista. PROGRAMAS SOCIAIS: Gur- gel e Thiago fizeram questão de confirmar que serão todos man- tidos, inclusive a participação na Festa de São Miguel. “Sobre este assunto já estamos conver- sando com o Subprefeito Adal- berto Tim Maia e com o Marcos Romanoski da Nitroquímica para tranquilizá-los da nossa participação”, disse Gurgel. A Votorantim Metais irá adotar um regime gradual de suspensão das atividades e já iniciou diálogo com os Sindi- catos dos Trabalhadores das regiões para tratarem das con- dições de desligamentos. Em nota a assessoria da empresa lamenta o acontecimento O cenário desafiador do mercado de commodities me- tálicas tem promovido desequi- líbrios econômico-financeiros nas operações globais do setor de mineração e metalurgia, em especial no segmento de negó- cios do níquel, cujos preços glo- bais - regidos pela London Me- tal Exchange (LME)  -    têm se mantido nos patamares mais baixos da história ao longo dos últimos anos. Diante deste contexto, a Vo- torantim Metais decidiu  sus- pender as operações de níquel das unidades de Niquelândia (GO) e São Miguel Paulista (SP), até que sejam reestabele- cidas as condições de mercado necessárias para a viabilidade do negócio.  Trata-se de uma decisão difícil, mas necessária, após expressivas quedas do preço do metal. Só em 2015, foi uma redução na ordem de 40% nos preços do níquel. A decisão foi tomada  após exaustiva análise de diversos cenários, os quais – lamenta- velmente – não demonstra- ram viabilidade econômica no curto e médio prazo, mesmo a empresa tendo estabelecido uma rigorosa gestão com foco na excelência operacional e oti- mização de custos. A Votorantim Metais irá adotar um regime gradual de suspensão das atividades e já iniciou diálogo com os Sindi- catos dos Trabalhadores das regiões para tratar condições de desligamento. Em 1º de fevereiro serão suspensas as atividades de mina em Niquelândia (GO) e, a partir de maio, as ativida- des produtivas de Niquelândia (beneficiamento) e São Miguel Paulista (refinaria). Será man- tida infraestrutura necessária para a garantia da execução dos compromissos legais e so- cioambientais vigentes; bem como a continuidade por tem- po indeterminado dos investi- mentos nos programas sociais de Niquelândia (GO) e São Mi- guel Paulista (SP). A empresa esclarece, ain- da, que clientes e fornecedores terão suas necessidades e par- ticularidades avaliadas caso a caso, mantendo o habitual di- álogo de forma transparente e respeitoso. A Votorantim Metais segue na expectativa da evolução das condições macroeconômicas e mercadológicas, associadas a uma expressiva melhoria do pre- ço do metal, para a retomada do Negócio Níquel no longo prazo. Fernando Gurgel e Thiago recebem o jornalista Divaldo Rosa
  4. 4. 4 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Comemoração A maior cidade do país co- memora seu aniversario com grande estilo. Quer arquibancada mais in- formal que um pedaço de pano estendido no chão, camisa esti- cada ou algumas folhas de jor- nal sobre a grama? Nesse clima, camarote virou galho grosso de árvore e qualquer sombra que desse para se espreguiçar pelo caminho se transformou em pista de dança. E o fim de tarde foi daque- les cinematográficos com um baita show de graça, para quem quisesse chegar. Se a cidade é feita de gente, nada melhor que no dia do aniversário dela, as pessoas ganharem um presen- te desse tamanho. Gilberto Gil cantou ao vivo, de graça, para milhares de agradecidos pre- senteados. Foi para encerrar um dia totalmente atípico na metrópo- le onde o diferente é comum. E se o aniversário era de São Pau- lo, a Avenida Paulista fechou para comemorar. A calçada virou picadeiro a céu aberto. Nas aulas de circo, a lição era aprender a amar a cidade desde muito pequeno. E não tão longe de onde o ‘Arnesto’ se divertia esta- va o Páteo do Colégio. Ali, a aniversariante do dia nasceu e 462 anos depois, continua comemorando valorizando a bonita história que tem. Num passeio de trólebus pelos prin- cipais pontos turísticos do Centro, valia e pena pegar a enorme fila para dar um rolê, como dizem os paulistanos. Andar de ônibus ou tróle- bus pelo Centro faz parte do dia a dia de muita gente, mas nesse passeio, dava para ir sentado, tranquilo, observando os deta- lhes que o guia destacava. São Paulo: 462 anos e a cidade ficou em festa Em todos os cantos da cidade paulistanos comemoram a data em grande estilos com shows e atrações para todas as idades. E em dia de aniversário é sempre bom fazer uma ora- ção para agradecer pelas coi- sas boas da vida. Foi o que São Paulo fez numa missa na mais bonita de suas catedrais, a da Sé. Tudo numa cerimônia cele- brada por Dom Odilo Scherer, Arcebispo Metropolitano. Como não tem aniversário sem doce, depois de ficar oito anos sem açucarar o Bixiga, o gi- gantesco bolo da capital voltou a lambuzar os paulistanos com 462 metros de brigadeiro derre- tido e chocolate granulado. Manifestantes par- ticiparam na terça-feira (26) do 6º ato contra aumento das tarifas de trens, ônibus e metrô, convocado pelo Movi- mento Passe Livre (MPL). Foi a primeira vez que o protesto terminou sem qualquer confronto com a Polícia Militar, durante ou após a manifestação. Até às 22h, a PM não re- gistrava ocorrências re- lacionadas ao ato. Os manifestantes ca- minharam da Estação da Luz até a Câmara Muni- cipal, no Centro de São Paulo. A Secretaria da Segurança Pública havia sugerido um trajeto até a Assembleia Legislati- va, mas a Polícia Militar conversou com os ma- nifestantes e aceitou a mudança. A concentração come- çou por volta das 17h em frente à Estação da Luz. Os manifestantes vota- ram entre seis propostas de trajeto e escolheram caminhar por ruas da re- gião central de São Pau- lo até a Câmara Munici- pal, no Viaduto Jacareí. Eles passaram, no cami- nho, por avenidas como a Ipiranga e São Luís, sem ocorrências graves, segundo a PM. No fim do ato, um grupo tentou forçar a entrada na Estação Anhangabaú, que es- tava com os portões fechados. A Tropa de Choque usou os escudos para proteger o acesso, que foi liberado cerca de 20 minutos depois. Não houve confronto. Manifestantes fazem 6º ato contra aumento das tarifas 
  5. 5. 5JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Nesta quarta-feira (20/1), São Paulo deu mais um impor- tante passo para atingir a meta de universalização da coleta sele- tiva (realização em todas as ruas, porta a porta) em 2016, com a assinatura do contrato entre a Prefeitura e as cooperativas de catadoresdemateriaisrecicláveis participantes do projeto, durante evento realizado na sede do Exe- cutivo municipal. Dividida em três etapas, que incluem a capaci- tação dos cooperados, a iniciativa beneficiará 40 distritos e cerca de 5 milhões de paulistanos, a partir do dia 22 de fevereiro. A segunda parte do proje- to começa em 14 de março e, a terceira, em 18 de abril . O ato de assinatura contou com as participações do prefeito Fer- nando Haddad, do secretário de Serviços, Simão Pedro, do presi- dente da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), José Antonio Bacchim, do di- retor de Planejamento e De- senvolvimento da autarquia, Samuel Oliveira, da represen- Prefeitura assina contratos para universalizar coleta seletiva tante do movimento nacional dos catadores, Nanci Darcolete, e de membros das cooperativas. Entre as autoridades, também prestigiaram o evento o secre- tário de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, e o secretário de Verde e Meio Ambiente, Ro- drigo Ravena.  “Desde 2013, muita coisa foi feita. Inauguramos as duas cen- trais mecanizadas de triagem, em Santo Amaro e na Ponte Pequena, expandimos a cole- ta e agora vamos universalizar e dar um passo a mais”, lem- brou o secretário Simão Pedro.  A coleta seletiva já chega a 85 dos 96 distritos paulistanos, que recebem atendimento parcial ou universal (quando o prefeito assumiu eram 75 distritos con- templados). Desse total, são 46 universalizados, 39 parciais e apenas 11 não contemplados.  Entre os parciais, 11 já são atendidos pelas cooperativas que, após a implantação do pro- jeto, irão incorporar na progra- mação de trabalho áreas sem o serviço e parte daquelas onde as concessionárias Loga e EcoUr- bis atuam. Simão frisou que a gestão continuará trabalhando para que a meta de 10% de reci- clagem seja alcançada.  “Temos capacidade para atingir essa meta e tenho certe- za de que essa parceria com os catadores vai nos ajudar mui- to”, afirmou Simão, lembrando que a contratação das coope- rativas era uma reivindicação antiga do movimento.  De acordo com o prefeito Ha- ddad, além do aspecto ambiental, o projeto promoverá a inclusão social. “O ano de 2016 será o da universalização da coleta seletiva, o que é motivo de muito orgulho para nós. Essa é uma vitória dos catadores”, saudou Haddad. Atu- almente, São Paulo conta com cerca de 1.000 catadores mem- bros de cooperativas conveniadas com a Prefeitura.  Momento histórico  A representante da ca- tegoria, Nanci Darcolete, fez questão de manifestar o entusiasmo com a nova fase. “É um momento his- tórico e de muita alegria pra gente, principalmen- te porque, além da parte técnica, sabemos do em- penho do secretário Simão na questão humana, no compromisso com a inclu- são dos catadores”, disse Nanci.Nanci lembrou de outras ações importantes da gestão, como o convê- nio com entre a Prefeitura e o BNDES, que permitirá o investimento de R$ 41 milhões na construção de dois galpões de reciclagem, compra de equipamentos mais modernos e material de apoio. Além disso, os recursos possibilitarão a adaptação de oito galpões para a recepção dos mes- mos e qualificação para 21 cooperativas. O projeto terá duração de 36 meses. Urbanização Prefeito assina Contrato com cooperativas de catadores de ma- teriais recicláveis ao lado do Secretário de Obras Simão Pedro
  6. 6. 6 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Emprego O Instituto Brasileiro de Ge- ografia e Estatística (IBGE) abre na terça-feira (26) as inscrições do processo seletivo simplifi- cado para 1.409 vagas tempo- rárias para o Censo Agropecu- ário 2016. Os salários vão de R$ 1.560 a R$ 7.166. A Funda- ção Cesgranrio é a organizadora responsável pela seleção. Do total das oportunidades, 5% são reservadas para pessoas comdeficiênciae20%parapretos e pardos (PPP). (Os termos preto e pardo são os utlizados oficialmen- te pelo IBGE). São 223 vagas para analista censitário (AC), 700 para agente censitário administrativo (ACA), 486 para agente censitá- rio regional (ACR). O salário é de R$ 7.166 para analista censitário, R$ 3 mil para agente censitário regional e R$ 1.560 para agente censitário. As oportunidades de analista censitário são nas áreas de análi- se de sistemas/ desenvolvimento de aplicações, análise de siste- mas/ desenvolvimento de aplica- ções mobile, análise de sistemas/ suporte à comunicação e à rede, análise de sistemas/ suporte ope- racional, análise socioeconômi- Inquietação, irritabilida- de,  tensão muscular  e falta de concentração são sintomas comuns em pessoas ansiosas. Entretanto, quando essas sen- sações atrapalham as tarefas e relações no seu trabalho  e no cotidiano, é hora de se preocu- par com a saúde. Afinal, esses podem ser sinais da presença de transtornos de ansiedade. “Quem convive com esse problema não consegue discer- nir as prioridades, tenta fazer tudo para ontem e acaba atrope- lando os próprios limites”, ex- plica o presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching Sulivan França. É o que se cos- tuma chamar de sofrer por an- tecipação. Em algum momento da vida, todas as pessoas en- frentam a  ansiedade. Situações desafiadoras, como o primeiro dia de trabalho ou mudanças na carreira, por exemplo, podem desencadear sensações de an- gústia e inquietação. Entretanto, há pessoas que vivem ansiosas constantemen- te e não conseguem  controlar a tensão – sinal de que o pro- blema pode ser patológico. Para avaliar possíveis transtornos de ansiedade, é necessário identi- ficar a intensidade, frequência IBGE abre prazo para 1.409 vagas temporárias; salário de até R$ 7,1 mil Cargos são de níveis médio e superior. Oportunidades são para atuar no Censo Agropecuário 2016 ca, auditoria, biblioteconomia e documentação, ciências contá- beis, design instrucional, enge- nharia agronômica, engenharia cartográfica, gestão e infraestru- tura, jornalismo, logística, mé- todos quantitativos, produção gráfica/ editorial, programação visual, recursos humanos, rela- ções internacionais, relações pú- blicas e webdesign. Para os cargos de analista censitário é necessário ter ní- vel superior na área de atuação. Para as funções de agente cen- sitário administrativo e agente censitário regional, os candida- tos devem ter nível médio. As oportunidades estão dis- tribuídas nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. As inscrições estarão abertas de 26 de janeiro a 22 de fevereiro pelo sitewww.cesgranrio.org.br. A taxa é de R$ 120 para analis- ta censitário, R$ 50 para agente censitário regional e R$ 35 para agente censitário administrativo. As provas objetivas estão previs- tas para o dia 22 de maio e terão duração de 4h, das 13h às 17h. A previsão de duração do contrato é de até 31 meses para o analista censitário, 22 meses para agente censitário administrativo e 16 meses para o agente cen- sitário regional. O contratado será avaliado mensalmente nos primeiros 3 meses e nos últimos 3 meses de contrato. Os meses intermediários serão avaliados a cada 90 dias ou mensalmente. Transtornos de ansiedade no trabalho e duração desse estado emocio- nal, além de analisar como ele afeta a sua vida. Em muitos ca- sos, o ideal é buscar ajuda psi- cológica  para avaliar as causas e tratamentos para o problema. Afinal, ele pode se enquadrar em diferentes denominações. Há inúmeras causas para os transtornos de ansiedade, por isso a importância de procurar um especialista.  Aspectos psi- cossociais  e biológicos podem provocar o quadro: o modo como a pessoa interpreta as si- tuações, alterações dos neuro- transmissores. Preste atenção ainda aos sinais do seu corpo. É comum que os  sintomas  dos transtor- nos de ansiedade incluam  tre- mor, dor de cabeça, palpitações, irritabilidade, medo, sudorese, náuseas, vômitos e dificuldade para se concentrar.
  7. 7. 7JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Tempos Digitais Fábio Santos Leitores e Leitoras! Vivemos na era da informação.Tecnolo- gias e mais tecnologias são cria- das rapidamente.Vão surgindo novos aplicativos para celular, um jeito novo de manter uma comunicação a longa distancia com outras pessoas. Lembram do Orkut e MSN ? Era uma fe- bre não é mesmo? Pois é ficou obsoleto até não existir mais! Claro que novas tendencias chegam pra variar e deparamos hoje com Facebook e o “What- sapp” popularmente chamado de “zap”. Mas ao mesmo tem- po veio seus problemas juntos! Sim! Eu disse problemas! Se criam uma ferramenta para aproximar pessoas uma das outras, mas é nítido per- ceber que de fato elas mesmas não se comunicam! Engraçado dizer isso ou parece ser con- traditório o que estou afirman- do. Por detrás de uma tela de um computador ou até mesmo de um celular no modo geral as pessoas tem uma sensação maior de segurança pra falar mais “abertamente”.Sim estava vendo um debate na televisão sobre términos de namoros pe- las Redes Sociais! Muitos usam por mensagens enviadas no Vida compartilhada nas Redes Sociais Whatsapp ou Facebook para terminar o namoro , pois não tem a coragem de falar pessoal- mente , alias se acovardam com medo da reação da outra pessoa. Covardia tudo isso! Pois a ferra- menta criada para se comunicar virtualmente NÃO ISENTA DA PESSOA EM SE COMUNICAR PESSOALMENTE! A “moda” agora é resol- ver tudo pelas redes sociais. Além disso se compartilham de tudo. É um verdadeiro “SHOW DE DAR SATISFAÇÃO DA VIDA”.Tudo o que a pessoa faz desde levantar cedo da cama até a hora de dormir é publicado no perfil para que as outras tomem conhecimento da sua “emocio- nante rotina de vida”, dando es- paço para as demais pessoas se intrometerem e dar pitacos em suas rotinas diárias. Suas vidas são assistidas por mais variados tipos de pessoas que de repente estão ali no seu perfil do Face- book só pra te especular. Vivem em função de “compartilhar” qualquer coisa que façam desde que alguém “curta” ou elogiem , mas também poderá ouvir criti- cas que poderão levar em brigas e trocas de ofensas pela internet. Há pouco tempo a Jornalis- ta “Maju” que dá a previsão do tempo no Jornal Nacional e a atriz Thaís Araujo foram alvo de ataques racistas pela internet de pessoas que nem conhece. Esses “TROLLS” são pessoas infelizes que usam por meio de redes sociais para dirigir ofensas gratuitas à pessoas que estão em evidencia na mídia ou em um determinado grupo de pessoas. Muitas “amizades” se desfize- ram por conta de picuinhas e fofoquinhas pela net. Videos e fotos íntimas também são pu- blicados . Hoje tem tratamento para pessoas que pararam de viver o mundo real para viver o “MUNDO VIRTUAL”. Eu te faço uma pergunta mas sem aquela resposta clássica que a maioria falam : “cada um faz da vida o que quer”... Vale tanto a pena assim colocar tudo o que você faz na sua vida na inter- net? Outra pergunta que vem a calhar: Você sabe quem são as pessoas que estão ali como “ami- go” no seu perfil do Facebook? Pra quê dar tanta satisfação de sua vida sendo que você mesmo acha sua real vida um tédio! Sua felicidade está ligada a aprovação dos demais porque é fundamental que saibam das “coisas boas”que tu fazes e pa- recer ser um “mano” ou uma “mina” legal. A vida não é li- mitada a uma tela! Quero que tu saibas disso. Um aplicativo no meu e no seu celular não substitui o verdadeiro contato: olho-no-olho. Uma conversa em qualquer lugar e hora sem aplicativos e “perfis” no meio... Hoje tem tratamento para pessoas que pararam de viver o mundo real para viver o “MUNDO VIRTUAL”. Eu te faço uma pergunta mas sem aquela resposta clássica que a maioria falam: “cada um faz da vida o que quer”...
  8. 8. 8 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 20168 DESTAQUE LOCAL Na tarde de terça-feira (26), o Jornal Acontece Agora re- cebeu em sua redação o grupo de lideranças de São Miguel Paulista e região, para deba- ter assuntos relevantes sobre o caos da saúde pública com foco principal no Hospital Tide Se- tubal. A ideia do encontro surgiu a partir da iniciativa do jornalis- ta Divaldo Rosa que administra dois grupos de lideranças pelo aplicativo Whastapp que leva o nome “Lideranças da Zona Leste” e “Lideranças de São Miguel”, onde são abordados diversos assuntos e apresenta- dos demandas de interesse do bairro e da região. Em princípio, o assunto ci- tado pela maioria dos membros dos grupos foi a crise na saúde e de forma especial o hospital da região que tem sido cam- peão das reclamações por parte dos usuários. A falta de médi- cos e a demora no atendimento do pronto socorro, entre outras reclamações que têm afetado diretamente a população mais carente, que depende deste ser- viço público para os casos de emergências, cirurgias, inter- nações e especialidades. O evento contou com a participação do médico vere- ador Gilberto Natalini (PV) e de lideranças comunitárias tais como: Claudionor Correia, Professor José Luiz Zanzini, Roque Fernandes, Edinaldo Costa, Yoshishigue Mikan, Ivan Caceres, Vitor Donizetti, Carlos Alberto Prata, Edson Coqueiro, Toninho Mendes, Luizinho Carlos Silva, entre outros. O anfitrião Divaldo abriu o evento e passou a palavra ao vereador Gilberto Natalini, que já foi médico cirurgião planto- nista no hospital Tide Setubal. “Fui morador da região de São Miguel e também já atuei como médico no Tide Setubal. Um dos problemas que causa todo o caos no setor de saúde está relacionado à CLT (Consolida- ção das Leis do Trabalho), pois não consegue preencher as va- gas, principalmente de pedia- Lideranças debatem a crise tria e enfermagem”, enfatizou ele. Na ocasião todos os con- vidados presentes trouxeram ao debate assuntos de séria importância, além da falta de médicos, pautas como: falta de equipamentos e medicamen- tos, demora no atendimen- to, superlotação, reforma do equipamento público, possível construção de um novo hos- pital, emendas parlamentares, pessoas em situações de ruas (que ocupam a frente do hos- pital), falta de fiscalização entre outros. Atualmente o hospital pas- sa por mais uma reforma no setor de psiquiatria. A refor- ma prevê a construção de um solário e a biblioteca que hoje funciona no primeiro andar e serão relocados para o primei- ro subsolo com prazo previsto para a conclusão da reforma em março deste ano. Ainda nos governos ante- riores existia um projeto de construção de uma nova torre que contribuiria para a am- pliação do hospital, mas, com o passar do tempo, o projeto continua engavetado e ainda segundo o vereador Natalini é uma obra de grande custo, “é um projeto ambicioso que tem um custo grande, mas até os dias atuais não foi possível colocar o projeto em funciona- mento”, explicou ele. Para esclarecer sobre alguns transtornos no hospital Tide Se- tubal, Claudionor Correia, pres. do Conseg, aponta alguns pro- blemas. “Um dos grandes pro- blemas que tivemos no Tide foi a transferência do atendimento do AMA para dentro do hospi- tal. Isto superlotou a unidade e os próprios funcionários do hospital não concordam pois não há separação de medicação, se é do AMA, se é do Hospital, e quando se trata de atendimento de risco, a impressão que passa ao paciente é que ele não estava sendo bem atendido. As emen- das que tivemos de alguns vere- adores foram de grande benefí- cio para a região e precisamos de mais políticos com seriedade para que nos representem e aju- dem a melhorar a qualidade do hospital”. A concentração das pessoas em situação de rua que ocupam a frente do Hospital Tide tam- bém é um fato que desagrada os usuários, ao todo são mais de 30 pessoas que residem em suas proximidades, sendo que a noite muito deles chegam a entrar na recepção do hospital para dormir sobre as cadeiras. Carlos Alberto Prata afir- mou que o número pode ser até maior se forem citados os que ficam na praça alocado do hospital e também em outros lugares ainda no bairro. Claudionor fez questão de ressaltar também que isto já é tido como prioridade e que houve diversas reuniões com os órgãos responsáveis, como o CRAS e Casa de apoio, se- gundo ele, alguns não querem deixar o espaço, em razão disto a partir do dia 01 de fevereiro será construída uma proteção no local que eles ficam à noite. Em meio a tantas propostas e sugestões de melhorias para o Hospital público, Edinaldo Costa sugeriu que fosse criada uma comissão e que todos os assuntos relacionados ao Tide, fossem apresentandos para os vereadores dentro da Câmara Municipal até que cheguem as reivindicações ao poder do se- cretário do governo e ao prefei- to da cidade. O Engenheiro Civil Roque Fernandes, que com o uso da palavra explicou que a saúde pública é um problema que envolve toda sociedade, não apenas de São Miguel, mas de todos os bairros da região.
  9. 9. 9JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 no Hospital Tide SetúbalPara o professor José Luiz Zanzini, com a evolução do bairro e o crescimento da po- pulação em São Miguel, as demandas do Tide Setubal au- mentaram e junto disto veio também o caos na saúde. O conselheiro participativo do Itaim Paulista Edson Co- queiro relatou que fez questão de trazer para a reunião docu- mentos que provam diversas insatisfações no setor da saúde no bairro do Itaim Paulista, “fizemos um levantamento da saúde pública em nosso bair- ro e visitamos todas as UBS e Hora Certa de nosso bairro. Fizemos todo um mapeamen- to sobre as deficiências de cada um e também visitamos o Santa Marcelina infantil e adulto da região, notamos que há muita dificuldade, falta de médicos e equipamentos e isto talvez seja o que faz superlotar o Tide Setubal. Então acredito que melhorar somente o Tide Setubal hoje não vai resolver o problema da região. Hoje o Tide Setubal não dá conta de suportar as demandas, preci- saríamos de mais um hospital de referência na região. Muitos médicos não querem trabalhar na região, alguns por motivos de insegurança e outros por falta de estrutura para exercer bem o seu trabalho, esta é uma triste realidade que vem de anos”, disse ele. Toninho Mendes, ex-su- perintendente do mercadão municipal de São Miguel, tam- bém ressaltou a importância de pleitear isto junto à Câma- ra Municipal: “Precisamos nos manifestar, ir até a Câmara, lu- tar por nossos ideais, vejo que é importante que tudo comece aqui e que possamos participar ativamente das comissões, isto seja na área da saúde ou em qualquer outra”. Com conhecimentos técni- cos e por dentro do assunto, o assessor técnico da área da saú- de do vereador Gilberto Natali- ni, Ivan Cáceres, falou sobre os projetos das gestões anteriores de ampliação do Hospital Tide Setubal que continuam engave- tados. “Esse projeto seria feito na modalidade “PPP” (Parceria Público Privada) e não pros- perou, houve uma negativa e sistemáticas intervenções do conselheiro do tribunal de con- tas do município na época. O município não possui recursos para fazer frente à construção do novo hospital, o que o go- verno tinha desde a gestão an- terior, desde a passada, era a implantação de três novos hos- pitais, na Zona Sul, Zona Nor- te e Zona Leste. O secretário vai anunciar o projeto e custo etc. A prioridade do municí- pio, tecnicamente, é o Hospital Alexandre Zaio da Zona Les- te e não se fala em construção de uma nova torre para o Tide Setúbal. O Zaio será um novo hospital e isso com certeza vai aliviar o fluxo do Tide. Agora outra questão é a Emenda Par- lamentar, que ajuda bastante, só que a Emenda tem que sa- ber: o Primeiro passo é saber se foi liberada e está sendo utiliza- da. Nós, da equipe do Vereador Gilberto Natalini, esse ano de 2016 propusemos no orçamen- to 1 milhão de reais para o Tide Setúbal de custeio etc... e essa emenda não foi acolhida. E por fim essa audiência pública na prefeitura é um caminho para vocês tratarem e fazer um fó- rum e coisa parecida”, conclui ele. Esbravejando seu descon- tentamento perante os convi- dados, o advogado Dr.Luiz le- vantou a dúvida se realmente é necessária a construção de um novo equipamento público ou se o objetivo não seria a fisca- lização dos serviços prestados dentro do hospital. Para finalizar o anfitrião Divaldo Rosa agradeceu a pre- sença dos convidados e falou da importância do empenho de todos em se manter unidos em um só propósito que é trans- formar o Tide Setubal em um hospital de referência para a Zona leste.
  10. 10. 10 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Câmara Municipal de São Paulo Política Antonio Donato Nesta semana, a Câmara Municipal de São Paulo re- tomou sua rotina de sessões plenárias. Para este semestre legislativo, vamos concluir o processo de votação da nova Lei de Uso e Ocupação do Solo, conhecida também como Lei do Zoneamento. Já aprovada em primeira votação, a previ- são é de que a pauta volte ao plenário na segunda quinzena do mês de fevereiro. Em seguida, os vereadores começarão a analisar o projeto do novo Código de Obras. A Lei não tem pontos polêmicos. É apenas uma atualização do texto em vigor e deve ser apro- vada sem problemas. Outro tema de destaque para este ano é o Projeto de Lei da Prefeitura que prevê a elei- ção direta de subprefeito. Tra- ta-se de uma pauta totalmente nova, com vários pontos que Desafios para 2016 precisam ser esclarecidos. Por- tanto, a proposta do Executivo será esmiuçada pelo Legislati- vo, a fim de elucidar todas as dúvidas existentes. Além dos temas listados anteriormente, um assunto que vem provocando bastante polê- mica na cidade é o Uber, apli- cativo de transporte individual de passageiros. A Prefeitura de São Paulo abriu consulta pú- blica sobre um decreto o qual pretende regularizar o servi- ço prestado por esta empresa. Mas temos convicção de que o assunto tem que ser tratado por Projeto de Lei e, portanto, pre- cisa passar pela Câmara. Com isso, a Câmara mostra que segue ligada aos grandes te- mas da cidade e fará de tudo para atender aos anseios da popula- ção paulistana neste ano de 2016. Antonio Donato é presidente da Câmara Municipal de São Paulo e vereador pelo PT. QUER VENDER MAIS ENTÃO NÃO PERCA TEMPO ANUNCIE CONOSCO SÃO 35 MIL EXEMPLARES DISTRIBUÍDOS EM TODO O BAIRRO DE SÃO MIGUEL E REGIÃO ( 2031-2364 2513-0928 Na última terça-feira, a equipe de reportagem do Jor- nal Acontece Agora entrevis- tou Hélio Rodrigues de An- drade, que é um dos dirigentes do sindicato dos Químicos. O Sindicato dos Químicos parti- cipa ativamente da luta contra o projeto de lei 4330 da Câma- ra dos Deputados, que permite a terceirização sem nenhuma restrição e, na opinião do sin- dicalista, se for aprovado em definitivo vai piorar muito as condições de trabalho no Bra- sil. “Não existe terceirização, esse projeto que está sendo aprovado no Senado propõe a volta da escravidão. Os tra- balhadores têm direitos e será o fim da justiça do trabalho. Esse projeto é, sem dúvida, o extermínio dos direitos dos trabalhadores”, diz Hélio Ro- drigues. Sindicato dos Químicos luta contra a terceirização de mão de obra 2014, pela autoria do deputado federal Sandro Mabel, PMDB de Goiás, sendo aprovado em abril do ano passado na Câma- ra dos Deputados e atualmen- te encontra-se no Senado com o número de PLC 30. Ainda segundo o líder sin- dical, isto é uma forma de re- verter o valor do trabalhador e futuramente inibir quaisquer que sejam seus direitos tra- balhistas. “O problema não é regulamentar, mas sim de ar- rumar um jeito de transformar todos os funcionários con- tratados em terceirizados, ou seja, a empresa não teria mais um trabalhador de carteira as- sinada e sim um trabalhador de alguma outra empresa pres- tadora de serviços. E a gente sabe que a terceirização, que veio com o argumento de me- lhorar a competitividade, nada mais é que uma grande men- tira, a terceirização tem como foco central reduzir o direito dos trabalhadores”. O projeto aprovado em primeira estância pela Câmara encontra-se agora em análise na Comissão de Diretos Hu- manos do Senado. Helio Rodrigues diz que ninguém em sã consciência acha que um projeto desses vai trazer algum beneficio. “Até nós sabemos que se aprova- rem este projeto não vai ter mais sindicato, se todos são PJ, terceiros, etc. Isso cria um desequilíbrio enorme na ques- tão da previdência social. Efe- tivamente você perde toda a condição que tem hoje, da pre- cária CLT que já foi bastante abalada. E nossos trabalhado- res não merecem isto, lutare- mos contra este projeto”. Questionado sobre a atua- ção do Sindicato em São Mi- guel Paulista, o dirigente dis- se: “O Sindicato dos Químicos tem historia no bairro desde quando foi fundado e sempre teve uma participação muito grande aqui na comunidade, a história do Nitro Química se confunde com a história do Sindicato que se confunde com a história de São Miguel. O Sindicato está ligado à his- tória do desenvolvimento da região”, finaliza ele. Nota da redação A partir desta edição o jor- nal Acontece Agora publicará uma série de reportagens so- bre a atuação do Sindicato dos Químicos em São Miguel Pau- lista e suas bandeiras de lutas. Será mais uma linha direta com a categoria e com toda a comunidade de São Miguel. Os Diretores Luiz Pinheiro de Oliveira e Hélio Rodrigues recebem a equipe do Jornal Acontece Agora na Unidade do Sindicado dos Químicos em São Miguel Diretor Hélio Rodrigues O dirigente explicou que este projeto de lei entrou em
  11. 11. 11JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Cotidiano VIVER EM SEGURANÇA Emanuel de Aquino Lopes Suzane Von Richthofen, a menina condenada com 39 anos de reclusão pela morte dos pais, crime que chocou o país, volta ao noticiário nacional. Dessa vez ela exi- ge na Justiça indenização do Estado de São Paulo alegando ter sido coagida a exibir sua imagem enquanto integrante do sistema penitenciário. Sa- biamente, a questão foi diri- mida pelo não acatamento do pedido de indenização jus- tificando-se a decisão com o Suzane Richthofen volta ao noticiário fato de que “à luz da gravida- de dos crimes praticados pela autora, com a natural e enor- me repercussão em todos os meios de comunicação, não é possível que sua imagem te- nha sofrido em virtude de fo- tografias...”. Tentou também sem sucesso indenização por abalo psicológico em razão de uma rebelião ocorrida na ca- deia e até pensão alimentícia pelo espólio dos pais. Tudo negado e fica o exemplo para reflexão daqueles que culti- vam tais ideias achando que a sociedade não está atenta. Com certeza não temos um sistema perfeito mas temos que aplaudir quando decisões corretas são tomadas e aca- bam ecoando na mente das pessoas. Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reserva da Policia Militar, Mestre em Ciências Policiais de Segurança e Or- dem Pública, especializado em Direitos Humanos pela Funda- ção Getúlio Vargas, Professor de Pós Graduação na Faculda- de Zumbi dos Palmares, mem- bro do Núcleo de Projetos Estratégicos – ISAE Amazônia e do Luxembourg Brasil Busi- ness Council. (email: majaqui- no@yahoo.com.br) O Centro de Gerenciamen- to de Emergências (CGE), da Prefeitura de  São Paulo, co- locou a Zona Leste em estado Chuva forte deixa bairros da Zona Leste em estado de atenção Moradores da zona leste precisam ficar em estado de alerta, pois com a instabilidade formada pelo calor, as probabilidades de temporais aumentam, é o que aposta as previsões. que atinge a região, até o horá- rio das 16h40, não havia pon- tos de alagamento na cidade. A chuva forte em geral é provocada por áreas de insta- bilidade formadas pelo calor. Bairros como Itaquera, Jose Bonifácio, Guaianases, Parque do Carmo e Cidade Líder fo- ram atingidos pelo temporal. Segundo o CGE, uma área de chuva forte que estava sobre Guarulhos também se deslo- cou para a região. Na segunda-feira (25), no feriado do aniversário de São Paulo, o sol predominou du- rante a manhã e o início da tarde. No fim da tarde foi onde ocorreu chuvas fortes. A tem- peratura mínima foi de 19ºC e a máxima, de 32ºC. de atenção por canta das fortes chuvas atingidas na região nos últimos dias. No dia (25) a chuva forte O prazo para transferir o tí- tulo de eleitor ou pedir a emis- são do documento (no caso de jovens com mais de 16 anos) termina no dia 4 de maio nes- te ano. Isso porque a solicitação deve ser feita até 151 dias antes da votação, que acontece em outubro, como estabelece o ca- lendário eleitoral. Quem está com o título can- celado por ter deixado de votar no último pleito também tem até esta data para regularizar a situação. Neste ano, o primeiro tur- no das eleições municipais, que vão definir os novos prefeitos e vereadores, está marcado para o dia 2 de outubro. Nas cidades em que houver segundo turno, ele ocorrerá no dia 30. Documentos necessários Para tirar um novo título, é preciso apresentar documento oficial com foto e comprovante Prazo para tirar ou regularizar título de eleitor termina em maio Comparecer ao cartório mais perto de sua residência de residência. Quem completar 16 anos até a data do 1º turno pode requerer o documento, mas não é obrigado. Homens com mais de 18 anos também devem levar o certificado de quitação do serviço militar. Transferência Quem tem título, mas mu- dou de cidade ou estado e quer pedir a transferência do domi- cílio eleitoral deve levar o título, um documento com foto e um comprovante de residência – é necessário residir no novo do- micílio há pelo menos três me- ses. O prazo também vale para o eleitor que mudou de residência dentro do próprio município (já que o local de votação poderá ser alterado). Regularização Quem deseja regularizar a situação perante a Justiça Eleito- ral deve comparecer ao cartório mais próximo de casa munido de documento oficial com foto e comprovante de residência. Além disso, é preciso pagar a multa por turno que deixou de votar. Eleitor com deficiência No dia 4 de maio termina também o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida pedir a transferência do local de votação para uma seção eleitoral especial. Essas seções têm acesso facilitado, como rampas e elevadores. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ci- dadão com deficiência é um eleitor comum e tem a obriga- ção de votar, como todas as ou- tras pessoas alfabetizadas que tenham entre 18 e 70 anos. No Brasil, o voto é facultativo para analfabetos, adolescentes entre 16 e 18 anos e idosos com mais de 70. Quem deixa de compa- recer ao colégio eleitoral no dia do pleito e não justifica a ausên- cia pode ter o título cancelado e ser proibido de obter finan- ciamento em banco público, matricular-se em instituição fe- deral, tirar passaporte e assumir cargo público. Título Net No site do TSE, é possível iniciar o requerimento de trans- ferência de domicílio e revisão de dados cadastrais. O objetivo é tornar mais ágil o atendimen- to nos cartórios eleitorais, onde o processo é concluído.
  12. 12. 12 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Saúde A anemia ferropriva (por deficiência de ferro) é a carência nutricional mais prevalente no mun- do, acarretando prejuízos a curto e longo prazo na aprendizagem, desenvol- vimento neuropsicomo- tor e na resposta imuno- lógica do paciente ou da criança. Com impacto direto na qualidade de vida, a prevalência da doença no Brasil, segun- do estudos médicos, é de mais de 50%. No mundo, dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que a enfermidade atinge cerca de 30% da população, o que representa cerca de 2 bilhões de pessoas. Os sinais e sintomas mais frequentes são a falta de apetite, palidez, apatia, tontura, adina- mia (redução da força muscular e fraqueza), perversão do apetite (geofagia), cansaço e dificuldade para realizar atividades físicas. “O leite materno é considera- do um dos principais fatores de proteção contra a anemia ferro- priva, enquanto, por outro lado, a introdução precoce de alimen- tação complementar e pouco tempo de aleitamento materno, Sempre que estamos em  pé, toda a pressão exercida pelo cor- po é suportada pelas solas – seja caminhando, cor- rendo ou simples- mente parado. Ou seja, os pés servem para  absorver o impacto dos cho- ques com o solo. Tudo a partir de seus 26 ossos e outros tantos ligamentos. Quando há um desgaste contínuo nesses membros, é possível a ocorrência de dor nas solas – e em outras partes, como calcanhares, curvaturas, arco ou planta. Além disso, há alguns  problemas médi- cos que têm nas solas dolori- das um de seus sintomas. A  fascite plantar, por exemplo, é uma das enfermi- dades mais  comuns. Trata-se da inflamação do tecido co- nhecido como fáscia plantar, que se localiza na sola e liga o osso do calcanhar aos dedos. Essa inflamação causa uma  dor aguda, que é mais intensa durante a manhã e diminui ao longo do dia, mas Causas da dor na sola do pé que pode retornar a qualquer momento quando se fica mui- to tempo parado em uma mes- ma posição. Segundo pesquisa publicada na revista  Medical Clinics North America, 70% das pessoas que apresentam esse problema são considera- das obesas. Há também a  metatarsal- gia, sentida na parte da frente da sola do pé. Ela pode ser o resultado de má circulação ou ainda de anormalidades co- muns, como a artrite ou lesão nos nervos. Nesse último caso, a liga- ção mais comum é  o  estres- se  repetitivo ou a formação do chamadoneuroma de Mor- ton – inflamação de um nervo, geralmente entre o terceiro e o quarto dedo do pé. Anemia: pode comprometer o desenvolvimento infantil muitas vezes, são as principais causas do problema”, esclarece Renata Mazzotti, pediatra do Hospital Santa Catarina (SP). A especialista elenca cinco dicas para ampliar as chances de prevenir e curar a doença: Aleitamento materno:  in- centivar o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida do bebe é vital para qualquer criança. Toda e qualquer alte- ração no ‘cardápio’ deve sempre ter a recomendação/orientação do médico especialista; Alimentação saudável:  o segundo passo é manter uma alimentação saudável, aumen- tando o consumo de alimentos como carnes (bovina, peixes, aves), vísceras (fígado), gema de ovo, hortaliças (couve, bró- colis, espinafre); Atenção redobrada com os sinais:  observar os sintomas que falamos anteriormente e tendo qualquer dúvida procu- rar o pediatra da criança é outra dica-chave. Caso a anemia se confirme no hemograma, é necessária a suplementação de ferro, por três a quatro meses, ou até normalização dos exames laboratoriais; Cuidados desde a gesta- ção: os cuidados para prevenir a anemia começam ainda durante a gestação. Para verificar quais as deficiências de vitaminas e nutrientes da gestante é impor- tante realizar também o hemo- grama, exame que é solicitado sempre no início do pré-natal; Crianças de seis meses a dois anos: é nessa fase, quando o desenvolvimento e o cresci- mento são acelerados, que o organismo necessita de uma quantidade de ferro maior, au- mentando as chances de desen- volver a doença. Fique atento!
  13. 13. 13JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Feminíssima Cortar os cabelos conta muitos pontos quando o assun- to é estilo. Uma boa tesourada pode nos deixar mais jovens, com o visual mais leve e diverti- do, com um look mais arrojado ou elegante só para citar alguns exemplos. O inverso também é verdadeiro. E, dependendo do caso, podemos parecer mais velhas, antiquadas, descuidadas e assim por diante. Ou seja: os cabelos podem tanto comple- tar o visual quanto estragá-lo. Portanto, escolher o corte certo é essencial para transmitir uma imagem equilibrada e harmo- niosa. Esse cuidado é ainda mais importante à medida que o tempo passa tanto para não transmitir uma imagem infantil demais ou, ao contrário, muito séria demais para sua idade, veja os cortes mais indicados para quem chegou aos 30. Que corte de cabelo mais combina com mulheres de 30 anos? Nesta fase da vida muitas conquistas foram alcançadas e outras tantas estão em curso. A vida totalmente descompro- metida ficou para trás, mas o peso das responsabilidades re- lacionadas à maturidade ainda não chegou plenamente. Nesse sentido, os médios são perfeitos para essa fase “menina mulher” pois proporcionam seriedade e jovialidade de uma maneira equilibrada. E vale brincar com eles, deixá-los mais longos, mais curtos, repicados, com franjas alongadas para garantir doses extras de movimento! Existe algum corte que envelheça? Quando se entra neste assun- to é preciso ter cuidado. Muitas vezes um estilo mais clássico é confundido com ser e parecer mais velha, o que nem sempre é verdade. Um corte de base reta, por exemplo, pode endurecer a imagem. Porém, brincar com a cor, fazer luzes leves como a om- bré pode ser uma opção interes- sante para dar mais leveza a um corte mais sóbrio. Cabelos longos ainda podem ser usados? Esse comprimento faz parte da cultura nacional principal- mente entre as adolescentes que Proteção A proteção solar é tão im- portante quanto a hidratação. O filtro solar bloqueia a ação dos raios UVA e UVB, que causam danos aos lábios, pro- vocando ressecamento, racha- duras e propensão a doenças sérias, como câncer. Existem hidratantes labiais com ação protetora, assim como proteto- res com ação hidratante. Mas a ordem de aplicação é: primeiro os hidratantes, depois os pro- tetores e, por fim, o batom, se necessário. Não esqueça que a proteção solar é essencial todos os dias. Limpeza diária Quando for retirar a ma- quiagem, preste atenção tam- bém aos lábios. Primeiro, utilize um demaquilante es- pecífico, como os bifásicos, quando o cosmético for à prova d’água. Depois, passe um tônico adstringente, para retirar impurezas e o restante do batom. Com a tonificação, os lábios absorvem melhor os nutrientes do hidratante, que Cortes de cabelo para quem tem 30se apegam a cada centímetro de cabelo como se fosse o último. Além de transmitir a ideia de sensualidade, um cabelão faz com que todas elas fiquem pare- cidas. Dentro desse raciocínio, fica muito mais fácil lidar com a autoestima e se sentir perten- cente a um determinado gru- po. Portanto, é preciso analisar muito bem a fase da vida que a mulher atravessa para poder de- finir assertivamente se é o longo é o melhor corte para o momen- to. Vamos supor que profissio- nalmente, as conquistas alme- jadas de uma mulher estão em dia, mas sua vida amorosa ainda não engatou. Um corte curto ou acima dos ombros é o ideal para refletir os progressos no traba- lho por refletir mais segurança e exprimir seriedade. Por outro lado, um médio/longo, passa essa ideia e ainda acrescenta uma pitada mais sexy ao visual. O que está proibido? É não ousar, passar por cada etapa sem experimentar o que ela tem a nos proporcionar. A fase dos trinta é a concretização da vida madura de uma mulher. Sua carreira e seus relaciona- mentos familiares e pessoais estão em processo de estabili- zação e os cabelos devem acom- panhar este momento. A idade não é tão propícia para loucuras como as dos vinte, como raspar a lateral, fazer uma franjinha no meio da testa ou cortar cada lado de um jeito. deve ser usado em seguida. Esfoliação necessária A esfoliação deve ser feita quando a pele dos lábios está descamando, para remover as sobras da pele. Ou seja, o processo é importante para a renovação celular, mas não deve ser feito diariamente. Além disso, não faça a esfolia- ção dos lábios com os produ- tos para o corpo, pois a pele da região é bastante sensível. Não use batom matte todos os dias O batom matte faz sucesso entre muitas mulheres, mas saiba que esse tipo de produ- to oferece pouca ou nenhuma hidratação aos lábios. Além disso, a sua textura seca ne- cessita da hidratação natural dos lábios para deslizar e co- lorir, então, caso os lábios es- tejam desidratados, usar esse tipo de batom pode acelerar o processo de ressecamento. Ou seja, para utilizar batons mat- te, abuse do hidratante labial, aplicando com regularidade, inclusive à noite. Não passe saliva nos lá- bios Saliva não hidrata, muito pelo contrário. O hábito que muitas pessoas possuem de passar a língua nos lábios, molhando com a saliva, acaba ressecando ainda mais a pele, pois facilita que a umidade adicional eva- pore mais rápido. Além disso, a saliva é ácida e tem ação irri- tativa. Ou seja, tenha por perto um hidratante labial e o utilize ao invés de ceder a tentação da lambida. Evite alimentos cítricos e tenha uma boa dieta Quem está com lábios res- secados deve evitar alimentos cítricos e ácidos, como a la- ranja e o tomate, pois esses alimentos irritam e pioram a secura da região. Quando ingeri-los, lave os lábios com água para diminuir a acidez. No entanto, ainda que seja bom evitar alguns tipos de alimentos, uma dieta sau- dável também é importante para uma pele dos lábios hi- dratada. Lábios sempre lindos: Conheça as dicas que vão deixar você com um uma boca saudável e sedutora
  14. 14. 14 JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Giro dos Famosos A Casa de Cultura de São Miguel comemorou os 70 anos do cantor Antonio Marcos, patrono deste espaço cultural, com uma linda festa musical e distribuição da biografia im- pressa do saudoso cantor. Para abrilhantar o evento os organizadores trouxeram a São Miguel o Manoel Marcos, filho primogênito do cantor, sua mãe Mirian Motta e a irmã do cantor, Amarilina Razai- dam. Antes de iniciar o evento, Manoel Marcos fez questão de visitar a redação do Grupo Acontece de Jornais e Revista, acompanhado pelo jornalista Marcelo Bento e pelo fotografo Roberto Figueiredo. Para muitos que desconhe- cem o cantor, Antonio Marcos nasceu em São Miguel Paulista em 1945 e faleceu aos 47 anos em 1992. Este artista filho de Eunice Barbosa ( costureira de 96 anos) e Sr. Vicente (sapa- teiro, in memorian),  ficou fa- moso, ganhou muitos prêmios e fez grande sucesso entre as décadas de 1970 e 1980. Os amigos e jornalistas Roberto Figueiredo e Marcelo Bento, líderes do movimento que se transformou em proje- to de lei mudando o nome da casa de cultura, participaram como voluntários desta pro- gramação especial e junto com Miriam Motta, mãe de Manuel Marcos, a organizaram a pro- gramação do evento. Entre os convidados, algumas crianças que cantaram vários sucessos de Antonio Marcos deixando a festa com um sabor todo es- pecial, onde todos receberam certificados de participações, produzidas gentilmente com apoio de Toninho Teixeira. Durante o evento os orga- nizadores distribuíram uma revista com resumo biográfico de Antonio Marcos, sendo a primeira vez desde a sua cria- ção em 2008, que a Casa de Cultura produziu e distribuiu esse importante material bio- gráfico do patrono. Como convidado especial do evento, Manuel Marcos en- cantou o público presente e no final, Manuel e sua amiga cine- asta GiGi Maravilha sortearam alguns DVD´s do filme “Um Vôo para a Liberdade”, onde Manuel Marcos trabalhou em destaque como ator protago- nista, mostrando que realmen- te possui o DNA do pai que também foi ator e participou de diversos filmes na década de 1970. A irmã de Antonio Mar- cos, Amaralina Razaidam e seu esposo, o músico Janio Santos e também prestigiaram o evento pousando para fotos com fãs de Antonio Marcos presentes, ao lado de Giovana Zagolin a Miss Rainha da Cavalgada de Barretos 2015, acompanhada da Ita Venâncio que viajaram de Barretos/SP para participar da festividade. Albertino Nobre, o ex- -vereador por São Paulo (em 1982) também compareceu ao evento. Ele também teve uma ligação especial com “Toni- nho”, como era chamado por amigos e familiares. Muito an- tes de consolidar sua carreira internacional, Antonio Mar- cos  participava freqüentemen- te do seu programa “Alegria no Clube”, que nos anos 60 acon- tecia no Clube Regatas da Ni- tro Química e era apresentado por Albertino Nobre. No dia seguinte ao evento, os amigos Manuel Marcos, sua mãe Miriam Motta, Roberto Figueiredo e Marcelo Bento foram visitar dona Eunice Bar- bosa. “Saímos de lá emociona- dos e além do carinhoso abra- ço, muito feliz e emocionada agradeceu nosso empenho para a realização deste even- to. Conseguimos realizar uma festa pequena com muitos co- laboradores.  Garanto que esta lembrança ficará eterna no co- ração de todos que participa- ram.” - Disse Marcelo Bento. Casa de Cultura de São Miguel comemora 70 anos do cantor Antônio Marcos Manoel Marcos ladeado pelo fotografo Roberto Figueiredo e Divaldo Rosa - diretor do Jornal Acontece Agora Mr. Catra desmente vasectomia: “Quero ter, no mínimo, mais uns 32 filhos!”. O funkeiro contou que a his- tória da cirurgia foi uma brin- cadeira do humorista Maurício Meirelles. Após um anúncio no Twitter de que teria feito vasec- tomia, Mr. Catra esclareceu no Instagram que não fez cirurgia alguma e que tudo não pas- sou de uma brincadeira de um amigo. O funkeiro comentou o caso no dia 26 nas redes sociais. “Meus filhos, Papai veio expli- car essa história de vasectomia”, começou o funkeiro, esclare- cendo em seguida que, na noi- te do dia 25, participou de um programa dirigido por  Maurí- cio Meirelles e que foi o humo- rista quem inventou a história. «O louco [Meirelles] entrou na minha FanPage e saiu escreven- do... A bateria do celular aca- bou e não consegui avisar!” Mr. Catra tem 32 filhos e, no post, garantiu que não vai parar por aí.”Fiquem tranquila meninas. Papai quer ter no mínimo + uns 32 filhos! Digam ao povo que papai vai ter muito filho ainda.”  Humorista da “Praça é Nossa” sofre sequestro relâmpago no Rio Maurício Manfrini foi abor- dado por cinco criminosos no Rio e chegou a levar uma coro- nhada; bandidos conseguiram fugir. O humorista  Maurício Manfrini, famoso por seu per- sonagem Paulinho Gogó na primeira versão do programa “Escolinha do Professor  Rai- mundo”, levou um susto. O co- mediante, que atualmente inte- gra o elenco do humorístico “A Praça é Nossa”, do SBT, usou o Twitter para avisar que foi víti- ma de um sequestro-relâmpago na Baixada Fluminense. “Bom dia. Está tudo bem comigo. Obrigado pela preocupação. Foi um sequestro relâmpago (sic) e ‘perdi’ apenas bens materiais”, escreveu ele na rede social. O crime ocorreu pouco antes das 23h. De acordo com a publica- ção carioca, dois dos criminosos entraram no carro do humoris- ta e os outros ficaram em outro veículo dando cobertura. Logo em seguida, a outra vítima, que não foi identificada, foi liberada. A PM realizou um cerco na pista sentido São Paulo e Manfrini foi liberado. Os criminosos fugiram e o carro e outros pertences de Manfrini foram roubados. “Ele teve atitude”, diz garota que beijou André Marques na TV Rayane, que beijou o apre- sentador na estreia do “Amor & Sexo”, contou a experiência no “Video Show”: “Tive que levar uns pontos na boca”, brincou. No dia 23, André Marques vi- rou assunto na internet ao tas- car um beijão em uma garota no palco do “Amor & Sexo” e no dia 25 o “Video Show” foi investigar quem foi a sortuda que pegou o apresentador. Em conversa com Monica Iozzi e Otaviano Costa, a carioca Raya- ne explicou tudo que rolou. “Ele teve mais atitude que o outro cara”, disse a garota, que antes de beijar o ex-ator de “Malha- ção” dispensou um outro ra- paz. Ela brincou com a mordida que levou de André Marques no meio do beijo. “Tive que le- var uns pontos no lábio”, disse. Depois da entrevista, o próprio André Marques apareceu no programa com uma mensagem de voz. “Fiquei sabendo que vo- cês estão aí falando do meu bei- jo”, disse o apresentador, que não respondeu se ligou ou não para Rayane no dia seguinte Gisele Bündchen clica os filhos, Viviane e Benjamin, com Tom Brady: ‘Muito amor! Gisele Bündchen posta foto do marido, Tom Brady, abra- çado aos filhos, Vivian e Benja- min nesta segunda-feira, 25 de janeiro de 2016. Sempre clicada em momentos de diversão com a família, Gisele Bündchen pos- tou em seu Instagram um cari- nho entre seu marido, o jogador Tom Brady, e os filhos, Vivian, de 3 anos, e Benjamin, de 6. No clique, os três trocam beijos, para orgulho da mamãe Gisele. A modelo, que enfrentou uma crise no casamento no meio do ano passado, escreveu na legen- da da foto: “Eu não aguento, é muito amor! Família, amor e gratidão”. Larissa Carvalho, do “The Voice Kids”, explica confusão entre Ivete e Claudia Leitte: “Supernervosa” Larissa Carvalho, do “The Voice Kids”, se pronunciou a respeito da confusão que fez no programa. Após ser escolhida por Ivete Sangalo, a menina de 11 acabou se confundindo e dis- parou “Obrigada, Claudinha”, fazendo referência a Claudia Leitte. “Eu estava supernervosa. Depois da aprovação, fiquei ali- viada, mas ainda estava nervo- sa. Eu estava muito acostumada com o ‘The Voice’ de adulto, então estava acostumada com a Claudinha como técnica. Jun- tou as duas coisas e foi aquela bagunça”, disse ao site oficial do reality. A mineira ainda disse que adorou os memes que sur- giram na internet após o deslize. “Eu vi um monte, teve até vídeo. Mas o que eu mais gosto é o da Ivete com cara de surpresa. Foi só uma confusão por causa do nervosismo. Eu amo as duas.” Rodrigo Santoro quebra o dente durante gravações de nova novela Rodrigo Santoro é um ator que, de uns anos para cá, ficou mais conhecido por se dedicar à carreira internacional.  Mas como o bom filho à casa torna, o astro está escalado para a pró- xima novela das nove da Globo, intitulada Velho Chico, prevista para estrear em março.  Para a trama, a qual ele deve contrace- nar e  fazer par romântico com Carol Castro, Santoro está gra- vando cenas na Bahia e não está descuidando nem um pouco de sua alimentação. E uma das se- quências envolvia uma briga, o que acabou fazendo com que o ator sofresse um pequeno inci- dente, deixando um dente que- brado. Segundo informações uma dentista foi enviada às pres- sas ao set para o local das grava- ções, que fica em um vilarejo a 60 quilômetros de Salvador, para colocar uma prótese no ator. Ali- ás, acidentes acontecem sempre, principalmente com atores que não usam dublês!
  15. 15. 15JORNAL ACONTECE AGORA - 16 A 31 DE JANEIRO DE 2016 Esportes Leandro Almeida tem uma motivação bastante especial para brilhar com a camisa do Palmeiras e vencer durante sua passagem pelo clube alviverde. O zagueiro se emocionou ao lembrar um desejo do seu pai, Carlos, falecido há dois anos. Nascido em Belo Horizon- te, Minas Gerais, o defensor de 28 anos citou uma admiração por defensores que brilharam com a camisa alviverde na década de 1990, como Júnior Baiano, Roque Júnior e Cléber. – Eu perdi meu pai tem dois anos, e lembro, quando estava na escolinha, que sem- pre acompanhávamos os jogos do Palmeiras. Ele gostava do Prestes a iniciar a tempora- da, o Flamengo termina o pe- ríodo de reforços como o rei do mercado. Contratou nove jogadores, um a mais do que o Palmeiras. A diferença é que o Flamengo ainda busca um zagueiro e o Palmeiras dá o período de contratações por encerrado. Entre os doze clubes mais tradicionais do país, o Vasco é quem menos contrata. Só dois reforços. Justamente o grande clube brasileiro que disputará a segunda divisão nesta tem- porada começa o Campeonato Carioca sem transormar seu elenco. FLAMENGO 9 – Cuellar (Junior de Barranquilla), Alex Muralha (Figueirense), Rodinei (Ponte Preta), Juan (Internacional), Antônio Carlos (Avaí), Chiqui- nho (Santos), Arthur HenriqueSe a torcida corintiana ain- da lamenta o desmanche na equipe neste início de tempora- da, Andrés Sanchez não pensa assim. Ex-superintendente de futebol do clube, ele lembrou que muitos atletas que saíram ganhavam altos salários e dei- xariam o clube em situação financeira complicada caso re- novassem o contrato no futuro. “O Corinthians tem que agra- decer a China todo mês, todo dia. O Renato Augusto ganha- va 450 mil por mês. Ele recusou 3,5 milhões por ano, imagina quanto ele não iria pedir para renovar? O Jadson, que jogou 6 meses bem, ganhava 400 mil. O Vagner Love que todo mun- do falava que era ruim também ganhava 450 mil”, disse em en- trevista a imprensa. Ao justificar a debandada de praticamente metade do time titular, Andrés ainda cutucou os principais rivais, que estariam com “inveja” do dinheiro em- bolsado pelo Timão. “Se o Corinthians renova com todos eles, arrebentava com o grupo lá dentro e tam- bém com as finanças. O Pal- meiras, o São Paulo e o Santos estão chorando porque não ti- veram uma China na vida deles. As pessoas precisam ter mais responsabilidade antes de fi- Leandro Almeida se emociona ao lembrar sonho do falecido pai Júnior Baiano, Roque Júnior, que sentava a madeira, sentava o pé mesmo (ri- sos). O Cléber... Como éramos de Minas, não éra- mos torcedores, mas sempre fa- lávamos do Pal- meiras. Eu surgi no Atlético-MG, joguei no Dina- mo de Kiev, fui pro Coritiba e, de repente, uma proposta para o Palmeiras. Difícil falar... Infe- lizmente ele não estava aqui para presenciar isso – disse o Leandro Almeida. Ele gostava de mostrar para todo mundo que tinha um filho que é jogador. Sei que está lá em cima, me obser- vando... Vou dar muita alegria para ele. Quero vestir essa ca- misa para ele e para a torcida, e agradecer muito a diretoria por ter acreditado no meu po- tencial. Eu quero estar muito focado este ano – completou o zagueiro. Titular nos dois amistosos disputados pelo Palmeiras no Uruguai, na semana passada, Leandro Almeida ainda não sabe se continuará na equipe. A tendência é ele perder a vaga para Vitor Hugo. No domin- go, o Verdão estreia no Cam- peonato Paulista em Ribeirão Preto, quando enfrenta o Bo- tafogo, no estádio Santa Cruz, às 19h30. Se depender apenas da vontade do zagueiro, ele ainda terá muitos anos com a camisa do Palmeiras. O contrato do defensor com o Verdão vai até junho de 2019. “A minha vontade é per- manecer. Realizei o sonho do meu pai de chegar a um clube muito grande. Tenho vonta- de de jogar, mostrar minha qualidade. Joguei em todos os clubes pelos quais passei. Aqui ainda não tive uma sequência muito boa, mas neste ano vai ser tudo diferente. Se houve sondagem ou proposta, não chegou a mim. Quero vestir essa camisa por vários anos”– (América-RN), William Arão (Botafogo), Mancuello (Inde- pendiente) + Técnico Muricy Ramalho; PALMEIRAS 8 – Jean (Flumi- nense), Régis (Sport), Roger Carvalho (Botafogo), Rodrigo (Goiás), Vágner (Avaí), Edu Dracena (Corinthians), Erik (Goiás), Moisés (Rijeka); BOTAFOGO 6 – Chegaram – Bruno Silva (Ponte Preta), Nuñez (Sarmiento da Argen- tina), Diogo Barbosa (Goiás), Émerson (Avaí), Lizio (Bolívar), Carli (Quilmes); CORINTHIANS 6  – Williams (Cruzeiro), Guilherme (An- talyaspor), Vílson (Chapeco- ense), Moisés (Bragantino), Marlone (Sport), Alan Mineiro (Bragantino); CRUZEIRO 6 –  Marciel (Co- rinthians), Pisano (Indepen- O Corinthians tem que agradecer à China Ex-superintendente de futebol disse que as finanças do clube ficariam arrebentadas se as principais estrelas não fossem negociadas car criticando”, completou. Do time campeão brasi- leiro em 2016, o Corinthians perdeu 4 atletas para o milio- nário futebol chinês: Renato Augusto, Ralf, Jadson e Gil. Já Vagner Love foi para o Mona- co, da França, e Edu Dracena acertou com o rival Palmeiras. Flamengo e Palmeiras terminam mercado como os que mais contrataram diente), Bruno Nazário (Hoffe- nheim), Rafael Silva (Vasco), Sanchez Miño (Estudiantes), Douglas Coutinho (Atlético Paranaense) – Técnico Deivid; INTERNACIONAL 4 – Marqui- nhos (Cruzeiro), Paulo César Magalhães (Universidad de Chile), Fernando Bob (Ponte Preta), Fabinho (Figueirense); SÃO PAULO 4 – Calleri (Boca Juniors), Kieza (Bahia), Lugano (Cerro Porteño), Mena (Cruzei- ro) + Edgardo Bauza (Técnico); FLUMINENSE 5 –  Renato Chaves (Fluminense), Hen- rique (Napoli), Richarlyson (América-MG), Felipe Amorim (América-MG), Diego Souza (Metalist); ATLÉTICO MINEIRO 3 – Hyuri (Guizhou da China), Cazares (Banfield), Erazo (Grêmio) – Mais o técnico Diego Aguirre;

×