ANO 7 - N.o
117 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 1ª QUINZENA DE AB...
Uma publicação do Grupo
Acontece de Jornais e Revista
As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colabor...
Comprometimento Social 1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
Em audiência com a pre-
sença do Chefe de Gabinete,
o Conselho Partici...
Política 1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
São Mateus, zona leste de
São Paulo, recebeu mais de
600 pessoas durante a sessão
pú...
Cotidiano1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
Gripes e até problemas
mais graves, como pneu-
monia, aumentam nesta
época do ano
O ...
Variedades1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
Equipamento da Secre-
taria da Cultura é referên-
cia nacional e internacional
em d...
1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
Cultura & Lazer
SPFW receberá a mos-
tra “Africa Africans Moda”
em forma de desfile; cinco
es...
1ª QUINZENA
DE ABRIL DE 2015
Feminissima
Mandamento supremo:
acordar todas as manhãs e
se achar linda maravilhosa,
tudo de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guaianas 117

348 visualizações

Publicada em

Guaianás

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guaianas 117

  1. 1. ANO 7 - N.o 117 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Politica Atualidade Redução da Maioridade Penal Devido à grande procu- ra por esclarecimentos so- bre prevenção, transmis- são e sintomas da dengue, a campanha realizada no terminal São Mateus, em todas as quartas-feiras de março, continuará no mês de abril, no mesmo local. Os casos da doença não param de crescer. A cidade de... leia na pág 02 EmanueldeAquino Realizado todo ano no dia 12 de abril, o grupo de pastores da região Cidade Tiradentes celebra o “Dia Comum de Oração”. A iniciativa do evento veio através de reuniões do Conseg, liderada pelo Pastor Odair Bento do Nascimento e vários outros pastores de diferentes de- nominações. O foco principal deste projeto é tirar um dia do ano específico para orar somente pela própria re- gião em busca de proteção e desenvolvimento para o bairro. Cerca de 60 igrejas e de 80 pastores já fazem parte do projeto... leia na pág 03 Andrea Matarazzo, candidato a prefeito de São Paulo? Procon vai notificar supermercados que cobram por sacolinhas Diretora afirma que me- dida vai contra o Código de Defesa do Consumidor. Órgão considera que preço das sacolas já está embuti- do nos produtos. A diretora-executiva do Procon... leia na pág 02 Campanha de combate à Dengue é prorrogada para o mês de abril O Vigoroso Professor Amigos inseparáveis: o giz, a lousa, os livros e o professor gesticulando... Só vejo seus lábios move- rem-se, pois não consigo escutá-lo neste ambiente superlotado e desrespeito- so; ele acabou de apartar uma briga e aula atrasou- -se novamente... Estou numa carteira do meio... Ele já chamou a atenção de todos, mas não tem jeito... O fundo escuta seu funk debochado e impró- prio para ... leia na pág 02 AllanRegis Com todo o respeito aos entusiastas da redu- ção da maioridade penal sempre defendi a posição de que antes de focarmos essa questão devemos, primeiramente, cuidar da vulnerabilidade da nossa juventude. A sociedade brasileira, especialmen- te nas grandes cidades, ganhou novos contornos, novas dimensões e tam- bém novos problemas, es- pecialmente para os jovens que estão à mercê de uma enorme... leia na pág 04 Em audiência com a presença do Chefe de Ga- binete, o Conselho Par- ticipativo de Guaianases discutiu também as Obras programadas para 2015 A reunião do Conselho Participativo de Guaiana- ses contou com a presença do chefe de Gabinte da Subprefeitura, que apre- Chefe de Gabinete anuncia melhorias em Guaianases “Dia Comum de Oração” na Cidade Tiradentes tem apre- sentado efeitos positivos sentou a todos presentes, alguns projetos já finali- zados e outros que ainda estão em andamento na região. Entre os espaços pú- blicos beneficiados estão as praças da Rua Honório Alves x Rua Soberania Divina, Rua Marmelo, Rua Antônio... leia na pág 03 Ação acontece na quin- ta, 19, e dia 31; serão ofe- recidos testes de sífilis, hepatites B e C e HIV Na quinta, 19, e no dia 31 (terça-feira), a Esta- ção Guaianases da Linha 11-Coral da CPTM vai ofe- recer aos seus usuários a campanha de conscienti- zação e prevenção de Do- enças Sexualmente Trans- missíveis (DSTs). No dia 19, a ação será realizada das 13h às 15h. Já no dia 31, as atividades aconte- cem das 10h às 13h. Equipes uniformizadas distribuirão preservativos masculinos e femininos, além de panfletos infor- mativos. Os profissionais circularão pela estação es- clarecendo... leia na pág 04 Estação Guaianases recebe cam- panha para prevenção de DSTs/HIV Nota Publicada no Estadão (16/04/2015) afirma que ao perguntar a FHC se ele tinha candidato para a prefeitura de SP, o ex-presidente foi categórico: “Andrea Matarazzo”. Não sabemos até que ponto FHC tem força nas bases do PSDB da capital. O certo é que nem um outro pré-candidato tucano está tão determinado em conquistar as ba- ses do partido e aumentar a sua popularidade na periferia da cidade, especialmente na Zona Leste, onde se encontra o maior reduto eleitoral. O lider do PSDB na Câmara Municipal, vereador Andrea Matarazzo tem “amassa- do barro”, visitando frequentemente os bairros da região como; São Miguel, Itaim Paulista, Guaianases, Ermelino Matarazzo, Cidade Tiradentes e Penha, verificando os problemas e conversando com as lideranças comunitárias de cada bairro. FHC já tem seu candidato a prefeito de São Paulo
  2. 2. Uma publicação do Grupo Acontece de Jornais e Revista As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Diretor e Chefe de Redação:DivaldoRosaMTb:42.488• Jornalista (fl):SilmaraGalvãoNunes• Representantes Comerciais e Relacionamento Social em Cidade Tiradentes: Pastor Odair Bento • Designer: Ademir Rodrigues • Revisora: Prof. Suseli Corumba • Administração Financeira: Ademir Rodrigues • Distribuição: Mart Press Distrib.de Jornais • Redação e Publicidade • Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 • Av. Guachos, 166 • Cep: 08030-360 • Vila Curuçá - SP - E-mail: raleste@gmail.com (fl = Freelancer) Jornal SUB PREF. DE GUAIANASES Estr. Guaianases, 2565 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA COQUINHO Rua Hipolito de Camargo, 460 Guaianases-SP BANCA DE JORNAIS A MUSICAL Rua Salvador Gianetti, 1156 Guaianases-SP BANCA NOVA COQUEIRO Estr. Itaquera Guaianases, 2423 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA TEMAS E LETRAS Av. Salvador Gianetti, 564 Guaianases-SP BANCA COQUINHO R. Hipolito de Camargo, 460 Guaianases-SP Atualidade 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 O Vigoroso ProfessorC R Ô N I C A Por ALLAN REGIS Amigos inseparáveis: o giz, a lousa, os livros e o professor gesticulando... Só vejo seus lábios move- rem-se, pois não consigo escutá-lo neste ambiente superlotado e desrespeito- so; ele acabou de apartar uma briga e aula atrasou- -se novamente... Estou numa carteira do meio... Ele já chamou a atenção de todos, mas não tem ce fazer parte... Ele carrega a depressão como parceira e enxerga seus talentos se enterrarem no lixinho do canto da sala, entre os bolinhos de papéis e restos de salgadinhos que fazem mal para a saúde e que ele tanto ensinou para não consumirem... Pérola aos porcos!... Alguns Dimas se salvarão e por eles o professor continuará... Sua autoridade segue questio- nada, ousam por o dedo em sua cara e ameaça-lo ou deixa-lo de lado por coi- sas insignificantes... Tenta usar as teorias que dizem ser a solução, mas observa que elas não surtem efei- tos diante da alienação; não são só os alunos que bagunçam ou agem como quadrúpedes numa socie- dade em que a família está destruída, mas há uma fal- sa direção instalada e que faz vistas grossas, aco- lhendo o nepotismo como algo lícito, e legitimando a quantidade em detrimento da qualidade – tudo não passa de faixada! - Tchau, pessoal! – ele acabou de se despedir cabisbaixo carregando sua pilha de diários, listas e trabalhos ao lado de outros artefatos que o identificam. Tenho certeza, depois vou ficar sabendo algo que se tornou normal: ele vai ausentar-se doente, ficaremos por um tempo sem aulas, mas logo ar- ranjarão um jovenzinho eventual, sorridente, cheio de ilusões, e, sobretudo, um vigor que a precária educação pública vai sugar dele sem dó, e o ciclo vai repetindo-se para dizer como o sistema educa- cional brasileiro age cruel- mente na vida do professor. jeito... O fundo escuta seu funk debochado e impró- prio para a hora e, talvez, para a vida... Alguém está falando bobagens ao ce- lular proibido; uma turma conversa sobre seus role- zinhos e conversam pela rede social descaradamen- te... O coitado já está rouco – a aula é importante, eu sei, é sobre o período de di- tadura militar, e uns poucos raros prestam atenção... A aula já, já acabará e eu, infelizmente, não consegui absorver precisamente o conteúdo, uma ou outra coisa deu para entender, mas perdi as partes mais importantes e interessan- tes que aumentariam meu saber... Sinto muito por este sujeito cheio de sa- beres pra transpassar. So- frendo com o descaso da sala e de todo um sistema falido do qual ele não mere- CADASTRO ou ATUALIZAÇÃO de banca financeiro.grupoacontece@hotmail.com Devido à grande procura por esclarecimentos sobre prevenção, transmissão e sintomas da dengue, a cam- panha realizada no terminal São Mateus, em todas as quartas-feiras de março, continuará no mês de abril, no mesmo local. Os casos da doença não param de crescer. A cidade de São Paulo registrou 4.436 ocorrências, de 4 de janeiro a 14 de março deste ano, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde. Portanto, apesar da época das chuvas ter aca- bado, com o fim do verão, ainda é muito importante não descuidar e evitar o acúmulo de água. Pensando nisso, a EMTU/SP e representantes da Supervisão de Vigilância Campanha gratuita é vol- tada para pessoas com mais de 50 anos e que tenham dificuldades para enxergar A Estação Brás da CPTM será um dos postos de ins- crição para o 16º Mutirão de Cirurgia da Catarata, cam- panha gratuita voltada para pessoas com mais de 50 anos que tenham dificuldades para enxergar. Voluntários treina- dos pelo Instituto São Paulo de Ação Voluntária prestarão esclarecimentos sobre a do- ença até o dia 8 de maio, das 9h às 17h. Após avaliação, aqueles que apresentarem necessida- de de cirurgia serão encami- nhados para consulta com um Diretora afirma que medida vai contra o Código de Defesa do Consumidor. Órgão consi- dera que preço das sacolas já está embutido nos produtos. A diretora-executiva do Procon São Paulo, por meio da Ivete Maria Ribeiro que disse no dia 13 que o órgão vai notificar os supermercados da capital paulista que passaram a cobrar pelas novas sacoli- nhas biodegradáveis. Desde 5 de abril entrou em vigor lei sancionada na gestão Gilberto Kassab (eleito pelo DEM) e regulamentada por Fernando Haddad (PT) que proíbe o uso de sacolas plásticas derivadas do petróleo. A lei não fala da cobrança pela embalagem, mas permite a oferta de mo- delos feitos com material reciclável e que podem ser reutilizados para lixo orgânico e coleta seletiva. Segundo o Procon, a cobrança é abusiva e se enquadra em “vantagem manifestamente excessiva”, proibida pelo artigo 39, pará- grafo V do Código de Defesa do Consumidor. “No cômputo dos valo- res das mercadorias já está embutido o custo da sacola. Seria excessivo porque é uma cobrança dupla”, afirma Ivete. Segundo a diretora-execu- tiva do Procon, uma vez notifi- Estação Brás da CPTM recebe mutirão da catarata especialista, cuja data e local serão informados previamen- te aos inscritos. A iniciativa é promovida há 14 anos e é considerada a mais importan- te ação de saúde ocular em São Paulo. Em 2014, registrou 3.645 inscritos e 1.780 cirur- gias foram realizadas. SERVIÇO Mutirão da Cirurgia da Ca- tarata Espaço Cultural da Estação Brás da CPTM Até o dia 8 de maio - 9h às 17h, exceto no último dia, quando a ação se encerrará às 16h Procon vai notificar supermercados que cobram por novas sacolinhas Campanha de combate à Dengue é prorrogada para o mês de abril em Saúde – SUVIS, distri- buirão panfletos informati- vos e apresentarão larvas do mosquito para facilitar a identificação de criadou- ros como, caixas d’ água destampadas, água limpa parada em pneus, garrafas, latas, pratos de plantas, piscinas mal cuidadas, entre outros. Os interessados também terão informações sobre como evitar a doença, seus sintomas e tratamentos, in- cluindo o Chikungunya, cau- sada pelo mosquito Aedes Aegypti. Dengue e chikun- gunya têm sintomas pareci- dos, como febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. O chikungunya afeta principal- mente as articulações. cadas, as redes têm direito à defesa e os casos voltam a ser analisados pelo Procon. Caso necessário, serão aplicadas sanções e o órgão pode entrar com uma ação civil pública contra os supermercados. De acordo com Ivete, o Procon vai defender duas hipóteses: que o supermercado ceda a sacola gratuitamente ou que o consumidor que leve a sua sacola receba um desconto, abatendo do preço do produto o custo das sacolas. As lojas localizadas em São Paulo das redes Pão de Açúcar, Extra, Futurama, Car- refour e Bergamini passaram a cobrar entre R$ 0,08 e R$ 0,10 por cada embalagem fornecida ao consumidor. O Procon aconselha que o con- sumidor junte as notas fiscais que mostram a cobrança das embalagens e entre em con- tato com o órgão. Esse tipo de informação está sendo usada para o preparo das notifica- ções aos supermercados. Adiretora do Procon afirma ainda que a lei 15.374/2011 e o decreto que a regulamenta foram omissos ao não deixar claro se as sacolas reutilizá- veis deveriam ser cobradas ou não.AAssociação Paulista de Supermercados (Apas) afir- mou em nota que o valor das antigas sacolas plásticas não faz mais parte da composição de custos operacionais e por- tanto não existe a cobrança em duplicidade. A nota diz ainda que por meio de seus associados, a Apas orienta que os consumidores levem suas próprias sacolas ou ou- tros meios de transporte para acondicionamento de suas compras. Fica a critério do consumidor a aquisição das novas sacolas reutilizáveis estabelecidas pela resolução 55/AMLURB/2015. Segundo a Apas, o setor reafirma sua união com o poder público para cumprir o que determi- na a legislação, contribuindo com a redução do descarte do plástico no meio ambiente e colaborando com o programa de coleta seletiva do municí- pio. Reutilização das sacolas Pelas novas determina- ções, as sacolinhas derivadas de petróleo devem ser troca- das por modelos padroniza- dos: nas cores verde e cinza, mais resistentes e com parte feita de material renovável. As sacolas verdes devem ser usadas para descartar o lixo reciclável e as cinzas, para resíduos orgânicos e rejeitos. Tanto o comércio pode ser multado por não distribuir as sacolas corretas quanto o con- sumidor pode ser penalizado caso não faça a reutilização adequadas. As multas mais altas são para o comércio: vão de R$ 500 a R$ 2 milhões. O valor será definido de acordo com a gravidade e o impacto do dano provocado ao meio ambiente. Já o cidadão que não cumprir a regra poderá receber advertências e multa de R$ 50 a R$ 500. Segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), o objetivo da lei não é multar. “Nossa intenção não é criar uma indústria de multa, não é esse o objetivo, nós sabemos que é uma mudan- ça cultural que vai exigir um tempo”, explicou.
  3. 3. Comprometimento Social 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Em audiência com a pre- sença do Chefe de Gabinete, o Conselho Participativo de Guaianases discutiu também as Obras programadas para 2015 A reunião do Conselho Participativo de Guaianases contou com a presença do chefe de Gabinte da Sub- prefeitura, que apresentou a todos presentes, alguns proje- tos já finalizados e outros que ainda estão em andamento na região. Entre os espaços públicos beneficiados estão as praças da Rua Honório Alves x Rua Soberania Divina, Rua Mar- melo, Rua Antônio Petrica, Rua Treze, Rua Gaspar Ara- nha x Rua Maestro Antônio Caparroz, Rua Passagem Funda x Rua Luiz de Souza, Rua Ipê Cacuanha, Rua Bar- balho Bezerra x Rua Pedro da Silveira. Além disso, o Chefe de Gabinete apresentou algu- mas sugestões de melhorias para o ano de 2015 a serem Realizado todo ano no dia 12 de abril, o grupo de pastores da região Cidade Tiradentes celebra o “Dia Comum de Oração”. A iniciativa do evento veio através de reuniões do Con- seg, liderada pelo Pastor Odair Bento do Nascimento e vários outros pastores de diferentes denominações. O foco principal deste projeto é tirar um dia do ano específico para orar somente pela própria região em busca de proteção e desenvolvimen- to para o bairro. Cerca de 60 igrejas e de 80 pastores já fazem parte do projeto, em entrevista ao Jornal de Guaianás, o pastor e presidente do Conseg Odair Bento afirma que o resultado já é visto com ações positivas. “Temos que fazer algo sempre para a melhora do nosso bairro, nós tiramos este momento de oração especificamente para isto, é como se fosse uma corrente do bem, sendo assim, através deste tipo de ação, pudemos perceber que muitas coisas melhoraram em nossa região gradativamente. Procuramos O Sistema Cantareira, principal fonte de abasteci- mento da Grande São Paulo, enfrenta uma das piores estia- gens dos últimos anos. Os níveis dos reservató- rios estão baixos e exigem a colaboração das pessoas no uso racional da água. Sendo assim, os alunos da Escola Técnica Estadual da Cidade Tiradentes, intitulados Guardiões da Natureza, têm feito um belíssimo papel para colaborar com o racionamen- to da água em São Paulo, juntamente com os profes- sores locais. Tanto o projeto Guardiões da Natureza como Guardiões das Águas é uma Chefe de Gabinete anuncia melhorias em Guaianases “Dia Comum de Oração” na Cidade Tiradentes tem apresentado efeitos positivos CÂMARA NO SEU BAIRRO. ACÂMARADEVEREADORESDE SÃOPAULOVAIAOSEUENCONTRO PORUMACIDADEMELHOR. A Câmara realiza na sua região uma sessão plenária para você debater e propor soluções para a melhoria do seu bairro: é a Câmara perto de você. • A sétima sessão acontece no dia 25/4 às 9h30 no CEU Inácio Monteiro (Rua Barão Barroso do Amazonas, s/nº – Conjunto Inácio Monteiro – Cidade Tiradentes). • Serão realizadas 32 sessões plenárias em todas as regiões da cidade em 2015. • Confira as datas e os locais de todas as sessões em www.camara.sp.gov.br. Câmara de Vereadores de São Paulo. Cada vez mais perto de você. facebook.com/camarasaopaulo twitter: @camarasaopaulo Portal da Câmara www.camara.sp.gov.br TV Câmara www.tvcamara.sp.gov.br Canal Aberto Digital 61.4 Net - Canais 13 (Cabo) e 3 (Digital) No próximo sábado (25/4), a Supervisão Técni- ca de Saúde (STS) Cidade Tiradentes promove o 1º Mamaço público. Parte da programação da 1ª Sema- na do bebê de São Paulo, o mamaço tem por objetivo estimular a amamentação exclusiva dos bebês, um dos direitos elementares para garantir o desenvolvi- mento saudável na primei- ra infância. A atividade, que deve reunir entre 30 e 40 mães e seus bebês, acontece entre 10h e 13h, na praça em frente ao Galpão do Pombas Urbanas. Haverá também apresentação de atividades circenses ao público presente e orienta- ções sobre amamentação. De acordo com Marta Pozzani, supervisora de Saúde de Cidade Tiraden- discutidas pelo Conselho Par- ticipativo, como a Proteção de Margens, na Rua Professor Cosme Deotado Tadeu, a construção de uma ponte que fará a ligação entre a Rua Luis Mateus com a Travessa dos Seringais, e a canalização e construção de ponte entre as Ruas Redeirasa com a Rua Flechilha. Essas intervenções urba- nas são o fruto de discussões e negociações desenvolvidas pelos Conselheiros da Re- gião, que atuaram decisiva- mente no direcionamento dos investimentos da Subprefeitu- ra de Guaianases nos distritos sob sua jurisdição. ajudar no que for necessário, já encaminhamos diversos jovens a buscar ajuda contra a dependência química e muito mais coisas boas estão para acontecer”, afirmou ele. Evento é parte da programação da 1ª Semana do bebê de SP tes, a iniciativa reforçará a divulgação da lei municipal 16.161, sancionada no último dia 14 de abril pelo prefeito Fernando Haddad. O que diz a lei? A nova lei, que será regulamentada no prazo de 90 dias, permite que a amamentação ocorra em qualquer estabelecimento comercial, cultural, recre- ativo ou de prestação de serviço, seja ele público ou privado, independen- temente da existência de áreas segregadas para as mães. De acordo com o tex- to da lei, cujo projeto foi encaminhado à Prefeitura em março deste ano, o es- tabelecimento que proibir ou constranger o ato da amamentação em suas instalações estará sujeito à multa de R$ 500,00 (qui- nhentos reais), sendo que em caso de reincidência o valor será duplicado. O valor ainda poderá ser corrigido anualmente, de acordo com a variação do Índice de Preços ao ConsumidorAmplo (IPCA), apurado pelo Instituto Bra- sileiro de Geografia e Esta- tística (IBGE), acumulada no exercício anterior. O projeto de lei é de autoria dos vereadores Aurélio Nomura, Patrícia Bezerra e Edir Sales. Serviço 25/4, sábado 10h às 13h Mamaço, brincadeiras e in- tervenções circenses para as crianças Local: Praça em frente ao Ins- tituto Pombas Urbanas - Ave- nida dos Metalúrgicos, 2100 Guardiões das Águas são exemplo na Cidade Tiradentes parceira realizada por escolas estaduais, secretaria da Edu- cação, estudantes, professo- res e toda a comunidade que quiser participar. O Projeto Guardiões das Águas é destinado a estu- dantes do 1º ao 9º ano da rede municipal de ensino. Tem como objetivo a reflexão sobre o uso consciente da água. Nessa conscientiza- ção dos recursos hídricos, os professores por sua vez proporcionaram atividades diversas sobre o tema, in- cluindo a participação dos pais. Os alunos aprenderam sobre a economia da água, enriquecendo seus conheci- mentos e pondo em prática todo aprendizado. Através do Projeto Guardiões das Águas foram economizados 359.000 litros de água no nosso mu- nicípio e Altinópolis, ficando em 2º lugar entre todos os participantes da região.
  4. 4. Política 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 São Mateus, zona leste de São Paulo, recebeu mais de 600 pessoas durante a sessão pública do Câmara no Seu Bairro — programa da Câma- ra Municipal com o objetivo de aproximar o cidadão dos vereadores. Durante a audi- ência, a população pediu mais equipamentos de saúde, lazer e habitação para a região. O vereadorAndrea Matara- zzo, líder do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo partici- pou da sessão pública e falou do abandono da periferia pela gestão do prefeito Fernando Haddad. “A prefeitura precisa parar de se concentrar nas ciclovias e na região central e dar mais atenção à população da peri- feria da cidade”, afirmou Mata- razzo que foi muito aplaudido. Andrea participa do “Câmara no seu bairro” em São Mateus Andrea Matarazzo afirmou que a população é quem sabe melhor o que acontece em cada região. “Quem conhece os problemas é quem mora no lugar”, declarou. Para ele, é necessário se pensar mais nas periferias. “A prefeitura precisa estimular a urbaniza- ção de favelas”, acrescentou. Uma das principais neces- sidades da população de São Mateus – apresentada durante o debate – é a construção de habitações. De acordo com a subprefeitura local, há um déficit de pelo menos 22 mil moradias. “Precisamos de mais casas e também de re- gularização fundiária”, contou a representante do conselho participativo Verônica Calixto da Silva. O subprefeito de São Ma- teus, Fábio Santos da Silva, considerou importante o deba- te. “O Câmara no Seu Bairro é um projeto importante de diálogo da população com o governo e vamos tentar re- solver as demandas trazidas”, declarou. O presidente da Câma- ra, vereador Donato (PT), parabenizou a população de São Mateus. “Agradecemos a participação de todos que colaboraram, nos trazendo sugestões e críticas”, disse. Andrea Matarazzo é ve- reador e líder do PSDB na Câmara Municipal de SP. Andrea Matarazzo Com todo o respeito aos entusiastas da redução da maioridade penal sempre de- fendi a posição de que antes de focarmos essa questão de- vemos, primeiramente, cuidar da vulnerabilidade da nossa juventude. A sociedade brasi- leira, especialmente nas gran- des cidades, ganhou novos contornos, novas dimensões e também novos problemas, especialmente para os jovens que estão à mercê de uma enorme variedade de fascínios e seduções, apelos de consumo desenfreado e a desintegração da estrutura primária social que é a família, desestruturando a formação psíquica, econômica e social. Para tanto, podemos elencar alguns detalhes que merecem reflexões de todos os segmentos envolvidos. Em princípio, já está provado que o rebaixamento da idade penal não confirma que possa existir por decorrência redução do índice de criminalidade juve- nil. Até em sentido contrário, percebe-se que os mais jovens quando são encarcerados no falido sistema penal brasileiro acabam ficando expostos à toda sorte de problemas ao ter contato com a verdadeira “es- cola do crime”. O Estatuto da Criança e doAdolescente (ECA) possui uma série de medidas previstas para cuidar dos jovens em situação de ilicitude e desta forma, não podemos confundir impunidade com imputabili- Viver em segurança: Redução da maioridade penal dade. O ordenamento jurídico voltado para o tratamento das questões ligadas aos jovens existe e cabe ao Estado estar presente pondo em prática es- sas leis, inclusive fortalecendo, no caso, a ação dos Conselhos Tutelares e da própria vara judi- cial específica. Entretanto, essa é uma discussão que tem duas faces, dois lados ou duas reali- dades e também não podemos esquecer que, no meio juvenil, existem aqueles que apesar da tenra idade demonstram enten- der que um fato é ilícito e qual deve ser o comportamento a ser permitido pela sociedade, ou, em termos técnicos, apresen- tam maturidade psíquica. Para esses indivíduos há que existir uma abordagem diferenciada mais rigorosa daqueles outros jovens que não apresentam tais características. Nos Esta- dos Unidos da América (EUA) a experiência neste assunto foi desastrosa pois os critérios aplicados resultaram em vio- lência reincidente na sociedade, cometida por esses jovens que foram punidos. O tema é mul- tidisciplinar e não está adstrito aos conceitos do Direito Penal, pois envolve educação, saúde, moradia e uma série de direitos fundamentais inclusive previstos na nossa Constituição Federal. A sociedade brasileira também tem o direito sagrado de se defender daqueles que atentam contra a vida e o patrimônio, seja que idade tiver o agressor, desde que existam parâmetros bem elaborados para a ação repressiva, com os mecanismos adequados para diferenciar cientificamente aqueles que merecem maior ou menor rigor, sem repetir os erros cometidos pelos norte-americanos, agindo com criteriosa precisão na apli- cação dessas medidas e sem generalizações banais. *Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reserva da Policia Militar, Mestre em Ciências Poli- ciais de Segurança e Ordem Pú- blica, especializado em Direitos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas e membro do Núcleo de Projetos Estratégicos – Funda- ção ISAE Amazônia (www.fisae. org.br) e OSCIP Instituto Brasil – IBRA (www.ibra.org.br) Emanuel de Aquino Nova lei, que ainda será regulamentada, garante ama- mentação em estabeleci- mentos comerciais, culturais, recreativos ou de prestação de serviço, seja ele público ou privado, independente- mente da existência de áreas segregadas O prefeito Fernando Ha- ddad sancionou nesta terça- -feira (14) a lei nº 16.161 que garante o direito ao aleita- mento materno no município. A nova lei, que será regula- mentada no prazo de 90 dias, permite que a amamentação ocorra em qualquer estabe- lecimento comercial, cultural, recreativo ou de prestação de serviço, seja ele público ou privado, independentemente da existência de áreas segre- gadas para as mães. De acordo com o texto da lei, cujo projeto foi encami- nhado à Prefeitura em março deste ano, o estabelecimento que proibir ou constranger o ato da amamentação em suas Bilhete isento de tarifas é válido por 90 dias para circu- lação no sistema metroviário da Grande São Paulo Trabalhadores demitidos sem justa causa há no mínimo um mês e no máximo seis meses, que tenham trabalha- do pelo menos seis meses contínuos no último emprego, podem solicitar bilhetes espe- ciais para utilizar os serviços do Metrô e da CPTM. O bilhe- te, isento de tarifas, é válido por 90 dias e não é renovável. No caso do Metrô, o de- sempregado deve se cadas- trar na Estação Marechal De- odoro, na Linha 3-Vermelha, de 2ª a 6ª feira, das 8h30 às 16h, apresentando RG, Car- teira Profissional e Termo de Rescisão Contratual original. Ao utilizar o Metrô, o cidadão deve estar sempre portando sua carteira profissional. O cidadão que for utilizar a CPTM deve solicitar a Cre- dencial para o Trabalhador Desempregado. O creden- Saiba como obter o bilhete gratuito do Metrô e CPTM para desempregados ciamento é feito na Estação Barra Funda de segunda a sexta-feira (exceto feriados) das 8h às 16h, mediante apresentação de RG, CPF, Carteira de Trabalho com a baixa do último emprego e Termo de Rescisão de Con- trato de Trabalho. Os usuários podem buscar mais informações nos tele- fones: 3291-3934 ou 3291- 3935 (Metrô) e 0800-0550121 (CPTM). Prefeito sanciona lei que garante aleitamento materno em estabelecimentos instalações estará sujeito à multa de R$ 500,00 (quinhen- tos reais), sendo que em caso de reincidência o valor será duplicado. O valor ainda poderá ser corrigido anualmente, de acordo com a variação do Índice de Preços ao Consu- midor Amplo (IPCA), apura- do pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), acumulada no exer- cício anterior. O projeto de lei é de au- toria dos vereadores Aurélio Nomura, Patrícia Bezerra e Edir Sales. Ação acontece na quin- ta, 19, e dia 31; serão ofe- recidos testes de sífilis, hepatites B e C e HIV Na quinta, 19, e no dia 31 (terça-feira), a Esta- ção Guaianases da Linha 11-Coral da CPTM vai ofe- recer aos seus usuários a campanha de conscienti- zação e prevenção de Do- enças Sexualmente Trans- missíveis (DSTs). No dia 19, a ação será realizada das 13h às 15h. Já no dia 31, as atividades aconte- cem das 10h às 13h. Equipes uniformizadas distribuirão preservativos masculinos e femininos, além de panfletos informa- tivos. Os profissionais cir- cularão pela estação escla- recendo dúvidas sobre as doenças e encaminhando os usuários interessados em realizar exames para a tenda montada no Terminal Sul. Após o participante pas- sar por uma entrevista individual, será possível realizar testes de sífilis, hepatites B e C e HIV, caso haja necessidade. Menores de 12 anos devem estar Estação Guaianases recebe campanha para prevenção de DSTs/HIV acompanhados dos pais. O teste rápido de HIV fica pronto em 30 minutos. Já os exames convencionais serão entregues no prazo de um mês no CTA de Guaianases, localizado na rua Centralina, 168. SERVIÇO Campanha de prevenção das DSTs/ HIV Estação Guaianases da CPTM – Terminal Sul Dia 19/03 (quinta-feira), das 13h às 15h Dia 31/03 (terça-feira), das 10h às 13h
  5. 5. Cotidiano1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Gripes e até problemas mais graves, como pneu- monia, aumentam nesta época do ano O Hospital Geral faz um alerta sobre as doenças de outono, comuns com a diminuição de temperatura nesta época do ano. Entre os problemas mais frequentes deste pe- ríodo estão as rinossinu- sites, otites, gripes e res- friados, além de problemas respiratórios, como asma, bronquite e pneumonia. A combinação de tem- peraturas baixas, ambiente fechado devido ao frio e a pouca umidade do ar pro- O prefeito de São Pau- lo, Fernando Haddad (PT), deve sancionar a lei que prevê multa de R$ 250 para quem lavar calça- da com água da Sabesp, atendendo a um pedido do governo Geraldo Alckmin (PSDB). Mas ainda não se sabe como é que a regra vai ser aplicada, e há dúvi- das sobre se será possível, de fato, punir alguém. Com o agravamento da crise hídrica no ano passado, o goveno esta- dual propôs às prefeituras da região atendidas pela Sabesp que proibissem a lavagem de calçadas com água da companhia. Em março, após quatro meses de tramitação e disputas, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou a medida, com multa de R$ 250 ante os R$ 1 mil inicialmente previstos. O texto apovado, de autoria do vereador Covas Neto (PSDB), prevê que a Prefeitura e a Sabesp de- finam “de comum acordo” a forma como serão feitas a fiscalização, a punição e a cobrança das multas, numa tentativa de dividir o ônus político de aplicar multas a consumidores que também são eleitores. Mas, até agora, Prefei- tura e a Sabesp não sen- taram para conversar ofi- cialmente. Mesmo quando representantes das duas partes estiveram juntos na Lei proíbe lavagem de calçada em SP, mas ninguém sabe como será fiscalização última reunião do Comitê da Crise Hídrica, há cerca de duas semanas, o tema passou batido. “Eu desconheço qual- quer proposta da Prefeitu- ra”, diz uma fonte da Sa- besp, que pediu anonimato por não estar autorizada a falar sobre o assunto. A fonte alega que a companhia legalmente está impedida de aplicar multas, e que a competên- cia para tanto é da Prefei- tura. Segundo o jornal “O Estado de São Paulo,” no início de março Haddad afirmou que as subprefei- turas assumiriam a fisca- lização. Mas, consultada nesta semana, uma fonte da ad- ministração petista indicou que a forma como isso será feito não está defini- da. O texto do projeto dá até 60 dias para Haddad regulamentar a lei. “Nós recebemos um projeto que foi pedido pelo governador. A Câmara dis- cutiu, aprovou e enviou para nós”, disse um inte- grante da gestão Haddad (PT), também ouvido sob condição de anonimato. “A fiscalização é outro pro- blema.” O tucano Covas Neto diz que a proposta de re- gulamentação conjunta da fiscalização - Sabesp e Prefeitura - foi feita pela bancada do PT. “Eu não me surpreen- do com nada com esse prefeito. Apesar de achar uma coisa de muito pouca reponsabilidade pública, eu não estranharia que isso foi uma manobra para que a lei não seja aplicada”, disse o vereador. Doenças de outono atacam principalmente crianças e idosos picia maior concentração de poluentes na atmosfera, o que se torna um terreno fértil para a propagação das doenças. A principal recomen- dação para prevenir as doenças típicas do outono é manter boa alimentação e beber bastante líquido. Quanto mais saudável e hidratada a pessoa estiver, menor a chance de ado- ecer. Outra dica é evitar lugares mal ventilados, com grande aglomeração de pessoas. Todas estas doenças, mesmo em sua forma mais leve, podem trazer trans- tornos que vão desde sim- ples obstrução nasal até dor, febre e mal estar geral. Tratamento É preciso estar atento também ao tratamento adequado, uma vez que a automedicação nunca é recomendável - pode até agravar o problema ou gerar outra doença. É recomendável procurar avaliação médica, princi- palmente para a faixa etá- ria de risco, como crianças abaixo de seis meses de idade e idosos.
  6. 6. Variedades1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Equipamento da Secre- taria da Cultura é referên- cia nacional e internacional em design e arquitetura O Museu da Casa Bra- sileira apresenta entre 16 de abril e 1º de junho a exposição “Op-Art - Ilusões do Olhar”.Aideia é mostrar o vasto panorama da opti- cal art, ou arte ótica, e sua influência no design, arqui- tetura, mobiliário, moda, cinema e publicidade. Com curadoria de Denise Mattar, a mostra foi idealizada pela Fundação Oftalmológica Dr. Rubem Cunha. “Op-Art - Ilusões do Olhar” é a primeira mostra abrangente realizada no Brasil sobre este movimen- to que surgiu no final da década de 1950. A exposi- ção conta com mais de 200 itens, que estarão divididos em três módulos temáticos. O Museu da Casa Bra- Para alguns falta dinhei- ro, para outros falta amor, e para muitos, esses são os motivos que justificam faltar a felicidade. Desde minha infância em ter- ras mineiras, penso sobre como e o que as pessoas fazem para irem de encon- tro a esse estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico. A maioria de nós costu- ma desperdiçar as oportu- nidades de ser feliz apenas porque, de frustração em frustração, a alma humana, cansa, se inibe, correndo o risco de se fechar para o novo. Lembro-me de ter visto pessoas reduzirem a própria existência a uma interminável lista de obri- gações, por se julgarem incapazes de alcançar a realização pessoal, ou por não se considerarem me- recedoras das coisas boas que poderiam viver. Esse tipo de mal estar continua mais comum do que pode parecer. Adiar decisões que po- dem fazer a vida valer a pena é um dos grandes erros humanos. Muitas ve- zes despertamos somente após uma doença grave, um divórcio ou uma de- missão, o que é pior ainda. Coragem e espírito livre para abraçar os desafios fazem a vida ter sentido e movimento. Em minha vida, encarei muitas batalhas. Já adulta fiz de tudo um pouco. Fui cabeleireira, vendedora de roupas e vendedora de Seguros. Tornei-me mãe e novamente lidei com a necessidade de mudança, de renascimento e de rein- venção. O ser humano tem o impulso de buscar a feli- cidade e não se conforma em ter menos do que isso. E por que comigo seria diferente? Passei por dificuldades em Carangola, no interior de Minas. Um dia, o que era ruim ficou pior e eu me vi sem perspectivas, não restavam nem R$ 0,50 para comprar leite para mi- nha filha. Esse foi o fato de- cisivo que me convenceu a partir para o Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa onde nasci em busca de trabalho para proporcionar a vida digna que eu sonhava para minha família. Vivia na- quele instante um momen- to decisivo. Eu precisava acertar. Era tudo ou nada. Quando olhei para trás, o que vi, não foi o lugar onde cresci, mas um estilo de vida onde eu não cabia mais, que não tinha nada a ver com minha alma em expansão. Confesso que senti angústia assim que cheguei ao Rio, pois o desconhecido sempre nos amedronta. Focada em acertar e em poder sustentar minha filha, comecei a organizar armários e agendas de pessoas sem tempo, pla- nejei viagens e roteiros de amigos e de amigos destes amigos. Reinventei- -me, como uma espécie de “concierge”. Pensando em desenvolvimento pessoal, investi na carreira acadê- mica. Passei pelos cursos de Jornalismo, Direito e Publicidade. Movida pela minha paixão de escrever Museu da Casa Brasileira apresenta exposição “Op-Art - Ilusões do Olhar” sileira é o único do país especializado em design e arquitetura, tendo se torna- do uma referência nacional e internacional nesses te- mas. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, realizado desde 1986, e o projeto Casas do Brasil, que pro- move um inventário sobre as diferentes tipologias de morar no país. SERVIÇO “Op-Art - Ilusões do Olhar” Abertura: 16 de abril às 19h30 Até 1º de junho Museu da Casa Brasileira (Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano, São Paulo) De terça a domingo, das 10h às 18h Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia- -entrada); entrada gratuita aos sábados, domingos, feriados e aberturas noturnas (11) 3032-3727 | (11) 3026.3913 - agendamento@mcb.org.br Site: www.mcb.org.br O Dom da felicidade diálogos e roteiros, me encontrei como produtora audiovisual. Penso que pessoas que não se arriscam dificilmen- te sofrem, mas em contra partida também não vivem. Por medo, algumas optam por uma vida “morna”. Para os que se “atrevem”, vale a frase do ex-presidente dos Estados Unidos Theodore Roosevelt: “É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se à der- rota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem so- frem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota”. No meu primeiro livro “O que falta para você ser feliz?”, convido o leitor a mergulhar em uma jornada rumo a uma nova realida- de, plena de significado e prazer. Mudar pode ser incomodo e até doloroso inicialmente, mas ficar preso à rotina, delegando ao destino ou aos outros a responsabilidade pela nossa própria felicidade, vai machucar muito mais ao longo do tempo. Sobre a Dominique Magalhães: De origem simples, Do- minique Magalhães, em- presária com forte foco no social, nasceu no Rio de Janeiro, mas viveu dos oito aos vinte e seis anos em Carangola, município lo- calizado em Minas Gerais. Saiu do interior com objeti- vo de trabalhar seu talento e vocação. Em busca da profissão dos sonhos, de- sempenhou várias funções que foram de cabeleireira à vendedora. Em 2005, movida pela paixão de es- crever diálogos e roteiros, montou a Dom Produções Criativas, uma produtora audiovisual independente. Atualmente, é autora do método “Dom” e “Projeto Social Dom – Qual é o seu dom?” – cujo objetivo é levar as pessoas a com- preenderem, capacitarem e compartilharem seus dons, para obterem uma vida plena e feliz. Escre- veu também o livro “O que falta para você ser feliz?” e é idealizadora do projeto audiovisual & plataformas SEM MALAS. Dominique Magalhães 2031-2364 PARA ANUNCIAR LIGUE
  7. 7. 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Cultura & Lazer SPFW receberá a mos- tra “Africa Africans Moda” em forma de desfile; cinco estilistas africanos partici- pam do projeto O Museu Afro Brasil fe- chou uma parceria inédita com o evento São Paulo Fashion Week. O SPFW receberá a mostra “Africa Africans Moda” em forma de desfile. São trabalhos de cinco estilistas africa- nos: Palesa Mokubung (África do Sul), Amaka “Maki” Osakwe (Nigéria), Jamil Walji’ (Quênia), Xuly Bët (Mali) e Imane Ayissi (Camarões). O desfile acontece no espaço central do Museu Afro Brasil no dia 17 de abril às 11h30. O projeto “Africa Africans” traça um panorama sobre a criação visual contemporânea do continente por meio da vinda de obras de artistas de diversos países afri- canos, incluindo aqueles que participam da mostra de moda. Curador A mostra de moda que acontece no dia 17 de abril tem curadoria de Andy Okoroafor. Nascido na Nigéria, ele é um acla- mado diretor de arte, de publicidade, de clipes mu- sicais e de moda em Paris. Okoroafor fundou e dirige o estúdio criativo CLAM, além de editar a CLAM MAGAZINE, revista inter- nacional de moda. Voltado para estudantes de teatro, atores, simpati- zantes e outros, desde que já tenham uma vivência com esse universo do teatro, mes- mo que pequena. Faixa etária: a partir dos 18 anos Duração: 4 (quatro) meses Freqüência: 1x por semana Carga horária diária: 3(três) horas Programa: Montagem de um espetáculo teatral e uma pe- quena temporada. Inscrições começam nesta quarta-feira, 18 de março, e poderão ser feitas até 20 de maio. Tema central do concur- so neste ano é “Juntos por um Trânsito mais Saudável” A Companhia de Enge- nharia de Tráfego – CET de São Paulo está lançando o 7º Prêmio CET de Educação de Trânsito, que tem por ob- jetivo incentivar a reflexão, a criatividade e a produção de trabalhos voltados para a segurança no trânsito. Nesta edição, o Prêmio CET tem como tema central “Juntos por um Trânsito mais Saudá- vel”, exceto nas categorias Educador e Tecnologia cujos temas são “Projeto de Edu- cação de Trânsito” e “Jogo Educativo de Trânsito”, res- pectivamente. As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente no site da CET (www.cetsp.com. br) no período de 18 de março a 20 de maio. Os trabalhos deverão ser encaminhados via correio, e-mail ou entre- gues pessoalmente na CET/ Barra Funda até 27 de maio. Poderão concorrer estu- dantes (do ensino infantil ao universitário), educadores, motoristas, motociclistas, ci- clistas, empregados da CET e qualquer cidadão maior de 16 anos, incluindo os da Museu Afro Brasil fecha parceria inédita com o São Paulo Fashion Week Estilistas A sul-africana Palesa Mokubung é a estilista da marca Mantsho e foi uma das designers da marca Stoned Cherie, a primeira marca a ser lançada em seu país, após o fim do regime Apartheid. Nascida em 1987, Amaka “Maki” Osawe é criadora da grife feminina Maki Oh, notável por suas sedutoras peças que fundem técnicas tra- dicionais nigerianas com detalhadas construções contemporâneas. Xuly Bët também é um nome pre- sente na moda parisiense desde os anos de 1990. O malinês é famoso por sua moda que alia modernidade e liberdade de movimento à força dos estampados e à sensualidade das linhas. O franco camaronês Imane Ayissi já participou de mais 20 edições da Semana de Moda de Paris com suas coleções de alta costura que descontroem clichês sobre a moda africana. Já o queniano Jamil Walji’ usa tecidos delicados e exclusivos com uma va- riedade de combinações de texturas. O Museu Afro Brasil recebe, como parte da programação oficial do SPFW, o desfile do estilista Lino Villaventura, que apre- senta sua coleção para o verão 2016 no dia 16 de abril às 11h30. Desfiles da 39ª edição SP Fashion Week no Museu Afro Brasil Dia 16/04 Lino Villaventura - 11h30 Dia 17/04 Africa Africans Moda - 11h30 Núcleo teatral experimental *Somente 15 participantes por turma Reunião explicativa: 30/04 – Quinta – 19h Próximo ao metrô Tatuapé Inscrições e informações: (11) 96745-1746 (oi) (11) 98465-7247 (tim) E-mail: fagulhasdarte@ gmail.com Site: http://fagulhasdarte.wix. com/fagulhasdarte CET lança 7º Prêmio de Educa- ção de Trânsito terceira idade, que estudem ou residam no Município de São Paulo. Apesar do tema central ser o mesmo, o tipo de trabalho varia de acordo com cada categoria concorrente. Para os alunos do ensino infantil o trabalho será colagem; já para os alunos do ensino médio e EJA será redação. E assim por diante. São 15 categorias, e os três primeiros colocados de cada categoria receberão, respectivamente, prêmios no valor de R$ 5.000,00, R$ 3.000,00 e R$ 2.000,00 além de certificado com a classifi- cação alcançada. O nome dos ganhadores será divulgado no Diário Oficial da Cidade de São Paulo e no site da CET, no dia 31 de julho, e os vencedores serão informados via e-mail ou telefone. Todos os que enviarem tra- balhos receberão por e-mail certificado de participação no concurso. Serão concedidos ainda três certificados de Honra ao Mérito às escolas municipal, estadual e parti- cular, sediadas na cidade de São Paulo, que enviarem o maior número de trabalhos. Dúvidas podem ser escla- recidas pelo e-mail premio- cet@cetsp.com.br
  8. 8. 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2015 Feminissima Mandamento supremo: acordar todas as manhãs e se achar linda maravilhosa, tudo de bom! A auto-estima é condição sine-que-non (sem a qual não pode ser) para a sedução. A partir disso , tudo flui. Usar belas lingeries já te ajudarão nesse processo. Vestir uma bela lingerie já faz qualquer mulher se sentir Deusa além do fato consu- mado de serem os homens extremamente visuais. Sendo assim, jamais, ja- mais se descuide de sua aparência. Não meça esforços pela sua vaidade. Sim, eu sei que todas trabalham, às vezes também estudam, depois vêm os filhos, mas tudo é questão de hábito, somos animais de hábitos. Quanto mais tempo de relação, quanto maior a intimidade, maior deve ser o cuidado com seu visual. Pintar o cabelo, colocar máscara de pepino no rosto, entre outras aberrações, são a receita para incentivar o marido a buscar “a outra”. Seja você “a outra”, faça de conta que você é a Dermatologistas do Reino Unido estão recomendando a pausa de pelo menos dois dias por semana sem ma- quiagem. Como apurou o “Daily Mail”, este curto intervalo já Como manter a chama da paixão acesa amante de seu marido. Perfei- to! Um batonzinho nos lábios, um belo par de brincos e o cabelo sempre arrumado já dão conta do dia a dia. E para de ficar em casa, esparrama- da no sofá, escolha algo sim, muito confortável, mas que seja charmoso! Uma estampa de oncinha cai muito bem. E esqueça as palavras “discutir a relação”. Os ho- mens só conseguem se fixar em no máximo 3 minutos de conversa sobre assuntos sen- timentais. Sempre que quiser transformar algo na relação, mude de atitude, de compor- tamento. E quando tiver que chamar a atenção de seu par- ceiro por algo que ele tenha feito e tenha te desagradado seja rápida e rasteira. Objeti- va. Diga: eu não gostei daquilo que você fez. Ponto. Aí, sim, ele vai ficar preocupado. Se em algum momento a relação desandar, pintar aque- le clima “mal-estar” faça uma viagem no tempo e tente se lembrar de todos os aspectos que você apreciava nele quan- do se apaixonou. Perceba que essas qualidades conti- nuam lá, mas você deixou de apreciá-las e dá muito mais valor aos aspectos negativos, que te incomodam. Inverta o foco, passe a dar valor as qualidades que ele tem, e não aos seus defeitos. Volte a fazer coisas que o casal gostava, que os aproxi- mava: ir a um cinema, viajar, jantar fora, coisas do tipo. Mesmo se no início o sen- timento não seja o mesmo comece repetindo a ação e deixe que aos pouquinhos o sentimento se transforme. Saiam para dançar, um recur- so ancestral e infalível para aproximar um homem e uma mulher. E para completar a receita acrescente uma boa dose de bom humor, de elogios e de quietude. A partir daqui cabe a você colocar as sugestões em prática e buscar a cada dia novos ingredientes para uma eterna e plena degustação da vida a dois. Dois dias sem maquiagem podem revitalizar sua pele seria o suficiente para garantir uma pele muito mais bonita e saudável. De acordo com o site, bastaria um mês se- guindo essas recomendações para se ter resultados visíveis. “Sempre digo aos meus pacientes que boa pele co- meça abaixo da base. O excesso de maquiagem sem intervalos apropriados pode acelerar o processo de en- velhecimento, afetando a elastina e o colágeno, o que resulta em linhas finas e maior envelhecimento”, explica o especialista em pele Dr. Esho, fundador da clínica de estéti- ca Le Beau Ideal. Uma ‘dieta’ de make ajudaria a acelerar a formação de novas células na pele, deixando-a mais jovem e brilhante. Dentre outras vantagens da pausa, está, também, a redução de linhas de expressão.“É sempre bom dar pausas regulares para a pele — com o acúmulo de maquiagem nos poros, não importa quão rigorosa seja a limpeza, sempre haverá alguma maquiagem deixada para trás”, complementa o dermatologista NoorAlmaani.

×