Ermelino183net

244 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ermelino183net

  1. 1. PÁG. 3 Jogo de Brasil x Chile bate recorde e é o evento mais comentado no Twitter raleste@gmail.com - Tel. 2031-2364 2a quinzena de JUNHO DE 2014Ano X - Número 183 Uma pequena grande Copa UBS Vila Cisper promove Festa Junina em verde-amarelo O Brasil ainda não ganhou a Copa. Mas tudo bem, esse nunca foi o real objetivo da disputa. O importante no campeonato é descobrir novas culturas e experiências. Pelo menos é o que pensam as crianças que representaram o Brasil na Copa Cruyff Court, um mundial para jovens com até 13 anos, vindos da periferia de seis países, entre eles Dinamarca, Espanha e Malásia. Depois de versões nacionais e até con- tinentais, pela primeira vez a competição envolveu vários países do mundo, em Amsterdã, na Holanda.PÁG. 3 Apresentador do Programa Operação de risco da RedeTV visita lideranças e Grupo Acontece Alexandre Zakir es- teve visitando diversas lideranças na Zona Les- te, acompanhado pelo Delegado Melão, que é bem conhecido em São Miguel e região e por outros assessores. 
  2. 2. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 2 JAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTO www.japauto.com.br ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Respeite os limites de velocidade. CG Fan ESDI 150 14/14 a/v 8.020, ou entr. 2.700,+48x199, (t.prazo 12.252,). Bros 150 ESD 14/14 a/v 10.152,00 ou entr. 3.300,+48x273, (t.prazo 16.404,). NX 400I FALCON 14/15 a/v 18.157, ou entr. 11.802,05,+18x399, (t.prazo 18.984,05,). PCX 14/14 a/v 9.590,.Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom.Bauleto e capacete grátis somente para Bros. Juros 2.75% a.m. (38,48% a.m.).Banco Honda (TC R$ 496,).CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras.Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. AQUI VOCÊ SEMPRE GANHA!Eôôô-Eôôô! FAN 150 ESDI MENSAIS 199,00 + ENTRADA PCX 150 PRONTA ENTREGA PCX 150 PRONTA ENTREGA NX 400i FALCON ED ESPECIAL MENSAIS 399,00 + ENTRADA 399,00 + ENTRADA TAXA ZERO CONSULTE OUTRAS BROS NXR 150 BROS ESD 2014 MENSAIS 273,00 ENTRADA + COM BAULETO E CAPACETE GRÁTIS Oferta para toda linha BROS. Fotos ilustrativas JAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOCONSULTE NXR 150 OS ESD 273,00 COM BAULETO E CAPACETE GRÁTIS Mostra Paulista de Ciências e Engenharia da USP abre inscrições Tiragem desta Edição 25.000 exemplares Circulação: Ermelino Matarazzo, Ponte Rasa, Vila Cisper, Vila União, A.E Carvalho, Jardim Pedro Nunes, GUARUlHOS, PENHA e Cangaiba Diretor Geral: Geraldo Malta Diretor de Redação: Divaldo Rosa - MTb: 42448 As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos diretores, colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO/publicidade: 2031-2364 / 2513-0928 Revisora: Suseli Corumba dos Santos Diretor de Arte: Sergio Avante Avenida dos Guachos, 166 - Cep: 08030-360 - São Paulo – SP - raleste@gmail.com O jornal de Ermelino & Ponte Rasa é Filiado à AJORLESTE Associação dos Jornais da Zona Leste Acontece Agora Empresa Jornalística Ltda. CNPJ: 03.115.443/0001- Jornalista: Silmara Galvão Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira SUBPREFEITURA DE ERMELINO Av. São Miguel, 5550 Ermelino Matarazzo-SP BANCA RDS Av. Aguia de Haia, 4085 Jardim Cotinha-SP Além da dança, música e brincadeiras, uma das melho- res coisas da festa junina são os pratos típicos. Nessa época do ano, é comum consumir- mos doces e bebidas quentes que costumam ter um alto índice de calorias. Porém, existem formas alternativas para aproveitar essas delícias sem exagerar. A Coordenadora do Ser- viço de Nutrição do Hospital San Paolo, Rafaela Isis Reis, afirma que, em relação às bebidas, a melhor opção é o vinho quente (190 cal), pois é menos calórico que o quentão (276 cal). Contudo, os ingredientes adicionados às receitas também têm influ- ência no valor nutricional e existe uma forma de deixá-las menos calóricas.“No vinho quente e no quentão, pode- -se utilizar adoçante na com- posição. O ideal é que para cada xícara de vinho sejam utilizados de 4 a 5 envelopes de adoçante”, aconselha Rafaela. A mesma lógica pode ser aplicada a outros pratos que compõem a mesa comemo- rativa. Segundo Rafaela, os bolos, por exemplo, podem ser preparados de forma mais saudável com a utilização de farinha integral. “A tapioca também pode receber um recheio de frutas, em vez de leite condensado. A can- jica pode ser feita com leite desnatado e adoçante para forno e fogão. Abuse dos termogênicos do período Prazo para alunos do 8º ou 9º ano do Ensino Funda- mental, Médio ou técnico termina dia 7 de outubro. A USP está com inscrições abertas para a Mostra Paulista de Ciências e Engenharia. Até o dia 7 de outubro, alunos do 8º ou 9º ano do Ensino Funda- mental, Médio ou técnico de escolas públicas e particulares podem enviar pela internet os Uma das principais dicas apresentadas é o uso de tecnologias para auxiliar nas pesquisas de destino, transporte e hospedagem. O novo minicurso “Viajar Barato”, do Acessa São Paulo, mostra como é possível viajar sem gastar muito, e ensina a usar organização e vontade para programar uma viagem com pouco dinheiro. O curso “Viajar Barato” é gratuito e divido em cinco lições. Uma das principais dicas apresentadas nesses mó- dulos é o uso de tecnologias para auxiliar nas pesquisas de destino, transporte e hos- pedagem, além de relatos de experiências por meio das como a canela e o gengibre”, acrescenta a nutricionista. Mas não é necessário só fazer mudanças no cardápio, o bom da festa junina é que existem aqueles alimentos que são naturalmente bené- ficos ao organismo, é o caso do milho e do amendoim. “O milho tem um alto valor nu- tritivo, pois contém vitamina C, A, B1 (tiamina), B9 (ácido fólico), fibras e ferro, além de não perder suas proprie- dades ao ser utilizado em bolo, como pipoca, pamonha ou curau. A maneira mais indicada para consumo é cozido, pois as propriedades nutricionais irão se manter e não deve ser adicionado açúcar e gordura a um alimento que já é caló- rico (371 cal em 100 g). Vale ressaltar que ele não contém glúten e pode ser consumidos Arraial Saudável por celíaco”, declara Rafaela. No caso do amendoim, o alimento possui vitamina E, um antioxidante com boa quantidade de proteína e gordura monoinsaturada que auxiliam na redução dos níveis de colesterol ruim. A forma mais indicada de consumi-lo é assado sem adi- ção de gorduras e açúcares. Existem as receitas de pé de moleque diet, nas quais é possível utilizar adoçante e leite condensado diet. Para aqueles doces casei- ros, como os de abóbora, la- ranja e batata doce, Rafaela também recomenda o uso de adoçante forno e fogão para um consumo menos calórico. Esses alimentos tam- bém possuem propriedades favoráveis ao organismo. “A abóbora é um alimento rico em betacaroteno que se converte em vitamina A, tam- bém é de fácil digestão e rica em flavonoides que agem contra os radicais livres. A batata doce é um carboidrato de baixo índice glicêmico, ou seja, é liberado gradativa- mente no organismo o que o torna excelente opção para dar energia sem liberar altos picos de insulina. Já a casca de laranja é rica em antio- xidantes e estudos indicam que apresentam benefícios na redução do colesterol.”   Mais conhecido como apresentador do Programa policial Operação de Risco da RedeTV, Alexandre Zakir esteve visitando diversas lide- ranças na Zona Leste, acompa- nhado pelo Delegado Melão, que é bem conhecido em São Miguel e região e por outros assessores.  Zakir é delegado de polícia e Corregedor da Secretaria de Estado da Saúde do Governo de São Paulo. Nascido em Bauru, interior de São Paulo, Alexandre cursou Direito e se mudou para a capital para dar continuidade à carreira jurídica, sua grande paixão. Depois de ser aprovado em um concurso para delegado, trabalhou por 05 anos em plantões em delegacias - uma oportunidade grandiosa para adquirir experiência  Atual- mente, além do cargo de de- legado corregedor da Saúde, Zakir é o apresentador do Programa Operação de Risco da RedeTV, que é um dos pro- gramas de maior audiência desse canal. Atendendo o apelo de amigos e pensando em me- lhorar a qualidade da política no país, Zakir decidiu se can- didatar a deputado estadual pelo PPS. Apresentador do Programa Operação de risco da RedeTV visita lideranças e Grupo Acontece Veja como viajar sem gastar muito redes sociais, e a interação dos viajantes com outros turistas e moradores do local. Ao final de cada uma das cinco lições, há um breve questionário para auxiliar na fixação das dicas apresentadas no minicurso do Acessa. O Acesso SP é um pro- grama de inclusão digital do Governo do Estado, ge- renciado pela Secretaria de Gestão Pública. Veja os outros minicursos oferecidos no site do Acessa. http://minicursos. acessasp.sp.gov.br/ projetos e a documentação solicitada. As inscrições podem ser individuais ou em grupo de dois a três alunos, com no máximo 20 anos de idade, e devem ter um professor orientador com mais de 21 anos de idade. Além disso, é preciso se enquadrar em uma das categorias das Ciências e Engenharias. Os finalistas farão sua apresentação, entre os dias 3 e 5 de dezembro, para o Comi- tê de Avaliação. Os aprovados garantem ainda uma vaga na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, a Febrace 2015. Serviço: Mostra Paulista de Ciência e Engenharia da USP - Inscrições até 7 de outubro - Grátis - www.mos- trapaulista.org.br/submissao/
  3. 3. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 3 Quando sua empresa diz não ao trabalho infantil, muita gente pode dizer sim para sua marca. Invista nas crianças e adolescentes do Brasil e tenha o selo de reconhecimento da Fundação Abrinq. Seja uma Empresa Amiga da Criança. Saiba mais pelo site www.fundabrinq.org.br/peac ou pelo telefone 11 3848 4870 Uma iniciativa: C M Y CM MY CY CMY K Anuncio_PEAC_14-08-2013.pdf 1 02/09/2013 17:23:19 O Brasil ainda não ganhou a Copa. Mas tudo bem, esse nunca foi o real objetivo da disputa. O importante no campeonato é descobrir novas culturas e experiências. Pelo menos é o que pensam as crianças que representaram o Brasil na Copa Cruyff Court, um mundial para jovens com até 13 anos, vindos da perife- ria de seis países, entre eles Di- namarca, Espanha e Malásia. Depois de versões nacionais e até continentais, pela primei- ra vez a competição envolveu vários países do mundo, em Amsterdã, na Holanda. Jogar longe de casa é óti- mo para os pequenos atletas. Renan Messias tem 12 anos, vive na periferia de São Paulo e é um dos 15 jovens que re- presentaram o Brasil. Apesar de morar há menos de 20 quilômetros do aeroporto internacional de Guarulhos, nunca andara de avião. A história mudou no últi- mo dia 5 de junho, quando passou direto para a área de embarque internacional. “Foi a primeira vez que entrei no aeroporto”, diz Renan. Na Holanda, além de par- ticipar do torneio, Renan A UBS Vila Cisper, na zona leste, realizou na sexta-feira, 27 de junho, a partir das 14h, uma Festa Junina para a comunidade. Muito divertida a festa contou com a participação de todos da comunidades, a festa foi aberta para O grupo Acontece de Jor- nais e Revista recebeu na tarde de terça-feira (24) mais um visitante ilustre Guilherme Ribeiro, que veio a convite do assessor de Campanha Silvinho, conhecer a sede do Grupo Acontece e falou sobre seus projetos visando uma candidatura a deputado fede- ral pelo Partido Progressista. Guilherme Augusto San- ches Ribeiro é paulistano, nascido na Zona Leste, tem 30 anos, filho de Jesse Ribeiro e Denise Ribeiro. Guilherme cursou o ensino Médio no Colégio Olivetano, se graduou em Relações Internacionais, com ênfase em Economia, pela Fundação Armando Alva- res Penteado (FAAP), iniciou Mestrado em Gestão e Polí- ticas Públicas, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mas interrompeu temporariamen- te para dedicar-se à função Uma pequena grande copa visitou o famoso centro de ci- ências de Amsterdã, o Nemo, e foi a uma partida de futebol. “Uma das coisas mais legais foi o museu. Tinha vários brinquedos, um deles dava choque quando mais de uma pessoa colocava a mão. Foi muito divertido.” Participar do projeto não se limita ao futebol em si. Renan apren- deu a se expressar um pouco mais em seu dia a dia. “Antes era muito difícil, ele não falava com ninguém. Para fazer trabalho na escola, era complicado, porque é tímido. Hoje, ele é mais solto, mais interessado”, afirma Adriana Ferreira, mãe de Renan. O projeto Cruyff Court é uma iniciativa internacional que constrói campos de fu- tebol society para melhorar a situação social em áreas espalhadas pelo mundo. Atu- almente há 185 campinhos em 17 países. A ação faz parte da Cruyff Foundation, organiza- da pelo ex-jogador holandês Johan Cruyff, para ajudar jo- vens a ter um melhor estado emocional, físico e intelectual por meio do esporte. Em 2010, o projeto chegou ao Brasil e se fixou na periferia paulistana do bairro Ermelino Matarazzo. O responsável pela vinda do programa foi o Instituto Plataforma Brasil. Atualmente, 300 crianças brasileiras são atendidas pelo projeto, sem contar a popu- lação local, que pode usar a quadra à vontade. Os alunos recebem uni- formes e alimentação, mas para isso devem seguir al- gumas regras, como respei- tar os professores e colegas, além de ter uma presença assídua. Por mais simples que pareça, a ação tem re- sultados. “Conseguimos ver uma mudança no comporta- mento”, afirma a holandesa Joelke Offringa, presidente do Plataforma Brasil. “O desa- fio é dar uma aula de futebol com noções de cidadania”, diz Renato dos Santos, coordena- dor do projeto. A versão brasileira se des- taca por ser a única do mundo com uma programação educa- cional para os jovens, com au- las que vão de segunda-feira a sexta-feira, das 8 da manhã às 5 da tarde. “A gente faz isso no Brasil porque acha que não faz sentido ter só o futebol. É preciso ter um programa educativo junto”, afirma Joelke. A viagem para a Holanda representa o primeiro passo da expansão da Cruyff Court no Brasil. Mais um grupo de jovens participantes do projeto irá para a Holanda em outubro. Fazendo parte de outro projeto, o Cruyff Comunity Group, 15 jovens passarão dez dias na Holan- da, a fim de finalizar o ciclo iniciado em abril, quando holandeses ficaram na co- munidade de Ermelino, em São Paulo. Um segundo gramado está em construção no Brasil, em Salvador, com previsão de entrega ainda neste ano. O sucesso do projeto se deve a usar repetidamente a mesma arma: uma bola. “Não tem coisa mais popular que o fu- tebol. Se você usa isso para o bem, para mudar a vida dos jovens, você tem algo muito poderoso”, diz Joelke. Fonte: revista Época. Guilherme Ribeiro visita sede do Grupo Acontece de Jornais e Revista Estados Unidos e o outro na Turquia. Participou também do Fórum Urbano Mundial em Nápoles, na Itália, em 2012, além de vários outros cursos e seminários, com destaque para o curso de extensão em Políticas Sustentáveis, concluído em 2012. Em 2013 participou de um seminário internacional em Singapura, sobre Gestão Pública, com ênfase em programas públicos habitacionais, administração pública, transporte e abas- tecimento de água no Tigre Asiático. É o atual secretário- -geral da Juventude Progres- sista do Partido Progressista de São Paulo partido que é liderado pelo ex governador Paulo Maluf.   pública, ao assumir a chefia de Gabinete da Presidência da CDHU (Companhia de De- senvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Pau- lo), empresa estatal da área de habitação e urbanismo do Governo do Estado. Na época de aluno na gra- duação da FAAP o seu desem- penho lhe rendeu importan- tes oportunidades, a primeira foi o convite para realizar monitoria de matemática por dois anos, ao se destacar nesta disciplina. Em seguida foi con- vidado para participar de dois seminários internacionais, entre 2008 e 2009, do Banco Mundial e do Fundo Mone- tário Internacional (FMI), nos UBS Vila Cisper promove Festa Junina em verde-amarelo todos os moradores da região. Durante a programação do dia aconteceu a tão tra- dicional dança de quadri- lha, pipoca, algodão doce e muita diversão em verde e amarelo na festa junina da UBS Vila Cisper. Também durante o mês de junho a equipe da UBS realizou o Sarau Gente Fe- liz com enfoque no meio ambiente.  Cerca de 70 pessoas par- ticiparam do círculo de lei- tura de poesias, exposição de artesanatos elaborados com materiais recicláveis (porta-retratos em pape- lão, cadernetas e bolsas de retalhos) e apresentação de modas de viola e forró por artistas da comunidade. Serviço: Festa Junina da UBS Vila Cisper . Rua Caculé, 79.
  4. 4. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 4 Pesquisa Datafolha divul- gada nesta segunda-feira (30) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra que a administração do prefeito de São Paulo, Fer- nando Haddad (PT), tem apro- vação de 17% dos paulistanos. O índice é semelhante aos 18% alcançados nos últimos levantamentos, feitos após o auge dos protestos de junho do ano passado e também no fim de novembro. O índice de pessoas en- trevistadas que consideram o prefeito ruim ou péssimo também oscilou dentro da margem de erro de 3 pontos percentuais, e caiu de 39% para 36%. O índice dos que veem a gestão de Haddad como regular subiu 4 pontos percentuais, passando de 40% para 44%. O levantamento do Data- folha constatou ainda que, para 77% dos entrevistados, Haddad fez menos que o Serão atendidas as re- giões do Estado que mais necessitam das interven- ções anunciadas No dia 25, o Governo do Estado assinou contratos de financiamento com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para inves- timento em obras rodoviárias e também na área da saúde. “Hoje é um dia super impor- tante, não é todo dia que a gente assina dois contratos, que somados passam de R$ 2 bilhões, e duas áreas estra- tégicas, uma saúde, que é a maior necessidade da popu- lação e a outra logística, in- fraestrutura, desenvolvimen- to”, declarou o governador Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. Para as obras rodoviárias do Estado serão destinados US$ 480,1 milhões, aproxi- madamente R$ 1 bilhão. A contrapartida do Estado é de é de US$ 206,1 milhões, tota- lizando investimento de US$ 686,2 milhões para a realiza- ção de 28 obras de moderni- zação e melhorias em mais de 773 quilômetros de rodovias, beneficiando 62 municípios. A parceria com o BID vai ga- rantir um investimento de R$ O prefei- to Haddad bem quetentou,mas os dias de jogos da Seleção con- tinuarão uma dor de cabeça para milhares de paulistanos que lotarão as ruas da capital. A recomenda- çãoagoraéque empresas libe- remseusfuncio- nários aos pou- cos para que o trânsito fique distribuído. Porém, o problema não está só no trân- sito. Feriados de última hora, liberação de equipes mais cedo, ou liberação gradativa de pessoas, implicam em custos e regras rígidas trabalhistas para empresários e funcionários. A advogada trabalhista Flávia Fachini Dellaqua, do Pinhão e Koiffman Advoga- dos, alerta para os detalhes. “A recomendação do pre- feito Haddad visa a resolver o problema do trânsito no período anterior aos jogos. Tendo em vista que o projeto de Lei do prefeito para fosse decretado feriado na cidade de São Paulo foi vetado na A Secretaria da Educa- ção do Estado de São Paulo abriu um novo prazo limite para o agendamento da perícia médica via internet. O exame é uma das etapas do processo de admissão dos 22,8 mil professores convo- cados no início do mês. O sistema receberá o cadastro até as 23h59 do dia 3 de julho, próxima quinta-feira. A partir de agora, os docentes devem agendar a perícia no endereço ele- trônicopericiasmedicas.ges- taopublica.sp.gov.br. Para isso, é necessário o envio de duas fotos 3x4 e o RG original com fotografia recente. Os ingressantes também precisam apresen- tar alguns exames médi- cos. As orientações foram publicadas na edição de 31 de maio do Diário Oficial do Estado e também no Portal da Educação. “Os novos professores participaram do maior con- curso da história do magis- tério paulista, realizado em novembro, e que prevê a  Cursos rápidos de férias abordam diver- sas áreas; inscrições abertas As unidades de São Paulo da Anhanguera Educacio- nal continuarão abertas du- rante as férias. As instituições vão oferecer, no mês de ju- lho, mais de 30 cursos rápidos gratuitos em diversas áreas do conhecimento, dando a oportunidade para quem quer aprender ainda mais.    Os cursos são voltados para a área de Moda, Ma- rketing, Design, Pedagogia, Recursos Humanos, Direito, Nutrição, Administração, Enfermagem, Radiologia e Sistemas de Informação. Os participantes receberão certificado ao final do curso.  Na unidade Marte, os in- teressados deverão enviar e-mail para luiz.csantos@ anhanguera.com, informan- do o nome do curso, nome completo e nº de RG ou CPF para identificação, ou ligar para o telefone (11) 2972-9018 a partir das 15h. Para cursos da unidade Ma- ria Cândida, enviar e-mail para bruno.mugambhi@ anhanguera.com, discrimi- nando o curso de interesse e dados pessoais. Na unidade Vila Mariana as inscrições devem ser feitas pelo e- -mail vladimir_junior@aedu. com ou ligar para o telefone (11) 5085-9039 a partir das 15h. Já na unidade Campo Limpo, o e-mail deve ser en- viado para cada curso, con- forme programação abaixo. Aprovação à gestão do Prefeito Haddad é de 17%, aponta pesquisa Datafolha esperado. Esse nú- mero era de 49% em abril de 2013, ainda no início da gestão petista. Já os que pensam que o prefeito superou as expectativas somam 4%, uma queda de 5 pontos percentuais no comparativo com o índice de abril. O instituto tam- bém pediu que fosse dada uma nota ao chefe do Executivo municipal de São Paulo. A média dada pelos paulistanos para o petista foi de 4,8 – alta de 0,4 ante o número de novembro do ano passado (4,4). O Datafolha ouviu 1.101 pessoas da capital entre quarta (25) e quinta- -feira (26). A margem de erro da pes- quisa é de 3 pontos percentu- ais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro. Trânsito ‘pior’, trans- porte público ‘melhor’ Os entrevistados também fizeram uma avaliação negati- va do trânsito na cidade. Para 81%, a situação é considerada ruim ou péssima. O número é maior que o constatado em pesquisa do Datafolha em setembro de 2013, quando 74% consideravam o trânsito da capital paulista ruim ou péssimo. Por outro lado, a pesquisa aponta uma melhora na ava- liação do transporte público. Dos entrevistados, 31% disse- ram que o “transporte coleti- vo em geral” é ótimo ou bom. Em junho do ano passado, no auge dos protestos, o total foi de 15%. Agora, 34% afirmam que o transporte público é ruim ou péssimo. Na amostra de 2013, o índice era de 55%. A pesquisa diz ainda que 61% acreditam que o rodízio municipal de veículos deveria ser expandido para ruas e avenidas atualmente fora da restrição. Entretanto, 79% re- lataram ser contra o pedágio urbano. Universidade oferece mais de 30 cursos gratuitos em São Paulo Programação de cursos: Unidade Marte - Cur- so: Consultoria de Imagem / Personal Styling - Alexandre Taleb - Data: 14 e 15 de julho das 19h30 às 22h. Curso: Aquarela em Desenho de Moda - Heloisa de Sá Nobriga - Data: 16 e 17 de julho das 19h30 às 22h. Curso: Visual Merchan- dising: desvendando os segredos da vitrine - Carmen Leonel Data: 21 e 22 de julho das 19h30 às 22h. Curso: Gerenciando sua marca nas Redes So- ciais - Reginaldo Franceschi Data: 21 e 22 de julho das 19h30 às 22h. Curso: Marcas de Su- cesso: como otimizar a gestão de uma marca no mercado - Carmen Leonel - Data: 14 e 15 de julho das 19h30 às 22h Curso: Design Gráfico - Prof. Luiz Marcelo da Con- ceição Simão . Data: 26/07, das 10h às 16h Curso: Fundamentos e Práticas Recreativas - Profa. Ana Carolina Ekizian . Data: 22/07, das 19h às 22h Curso: Dinâmica de Grupo para Seleção de Pessoal - Profa. Sandra Ayad . Data: 22/07, das 14h às 18h Inscrições: enviar e- -mail para luiz.csantos@ anhanguera.com, informan- do o nome do curso, nome completo e nº de RG ou CPF para identificação, ou ligar para o telefone (11) 2972- 9018 a partir das 15h. Professores nomeados têm nova chance para agendar perícia pela internet contratação total de 59 mil professores. Já são cerca de 38 mil nomeados desde o início deste ano. A primeira chamada foi feita em janei- ro com 15 mil docentes”, afirma o secretário da Edu- cação, professor Herman Voorwald. Professores da rede rece- bem reajuste em julho A partir de julho, todos os 400 mil professores e servidores da rede estadual de ensino, ativos e aposen- tados, receberão um novo aumento de 7%. Esse é o quarto reajuste desde 2011 e faz parte de uma Política Salarial inédita da Secretaria para os funcionários da rede estadual de ensino paulista e que garante uma amplia- ção salarial de 45%. Com o novo aumento salarial, um educador que leciona do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio terá a remu- neração reajustada para R$ 2.415,89. O valor é 42% superior ao piso nacional (que é de R$ 1.697). Governo assina convênio com BID para investimentos em saúde e obras rodoviárias 836 milhões extras na saúde pública do Estado. Do total a ser investido no SUS (Sistema Único de Saúde) paulista, R$ 594 milhões serão financiados pelo BID e R$ 242 milhões pelo Governo do Estado. Com isso, 153 obras de reforma ou cons- trução de Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão realizadas em todo o Estado. Investimentos rodoviários “São 28 trechos rodovi- ários, 16 rodovias, 62 muni- cípios atendidos, 774 Km de rodovias, nós teremos desde estradas vicinais que serão pa- vimentadas até recuperação, acostamentos, terceiras faixas, obras de arte e duplicação de rodovias por todo o Estado de São Paulo, então são investi- mentos que vão gerar muito emprego e desenvolvimento em todo o Estado de São Paulo”, definiu o governador sobre o contrato assinado en- tre e a Secretaria de Logística e Transportes e o BID. Serão atendidas as regiões de Itapetininga (SP-143, SP- 245, SPA-003/245 e SP-250), Araraquara (SP-317), Taubaté (SP-062, SP-068 e SP-103), Assis (SP-245 e SP-303), Ribeirão Preto (SPA 343/322), São José do Rio Preto (SP 461), Grande São Paulo (SP 312), Araçatuba (SP 310, SP 461, SPA 018/461), Presidente Prudente (SP 425), Rio Claro (SP 306, 316) e Bar- retos (SP 322). Investimentos na saúde Receberão os benefícios deste financiamento “as re- giões que mais precisam, mais necessitadas. A região de Itapeva, o Vale do Jurumirim, a região metropolitana de Campinas, o Vale do Ribeira, a região de Sorocaba e o Litoral Norte”, esclareceu o gover- nador. Serão construídas 70 novas UBS municipais e refor- madas 54. Além da reforma de oito Centros de Atenção Psicossocial (Caps), das San- tas Casas de Avaré, Itapeva e Apiaí e dos Departamentos Regionais de Saúde das cinco regiões contempladas no pacote de investimentos, o financiamento do BID ainda será aplicado na construção de dois hospitais estaduais, localizados nos municípios de Registro e de Caraguatatuba, do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Avaré e de mais 10 Caps (Centros de Atenção Psicossocial). O trabalho nos dias de jogos da Seleção Brasileira e a Lei Trabalhista Advogados alertam para bom senso e respeito a pagamento de horas extras e utilização de banco de horas Câmera, o empresário tem a prerrogativa de determinar o horário de trabalho de seus empregados nos dias dos jo- gos do Brasil. 1. Quando for feriado A empresa é obrigada a dis- pensar os funcionários. “Caso algum empregado trabalhe nesta data, devem ser pagas as horas extras com adicional de 100%, ou adicional de acordo com a convenção coletiva da categoria”, explica Flávia. 2. Quando for dia útil A dispensa é uma libe- “Entretanto, cuidado para não discriminar empregados, liberando apenas uma parte da empresa, pois existe o risco dos empregados que não fo- rem liberados se sentirem dis- criminados”, afirma Dellaqua. ralidade da empresa, que pode adaptar o horários de trabalho de seus empregados, fazendo com que entrem e saiam mais cedo, bem como, utilizar-se de banco de horas, previamente instituído pela empresa por meio de Acor- do Coletivo ou Convenção Coletiva.  Como alternativa ainda temos a celebração de um Acordo Coletivo com o Sindi- cato da Categoria para fixar o horário dos empregados nos dias de jogos da Copa do Mundo ou a utilização do home office.
  5. 5. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 5 O velho Felipão está de volta. O técnico rei de mata- -mata, desconfiado, que trata os rivais como inimigos e aposta no vale tudo para vencer diz ter ressurgido. Ao menos é o que ele prometeu após a classificação contra o Chile, no último sábado, após um enxurrada de lágri- mas dos seus jogadores em campo. Na entrevista cole- tiva no Mineirão, o coman- dante da seleção brasileira levantou a voz e mandou um recado. “Estamos sendo muito cavalheiros, muito educados com os estrangeiros. Falei isso com os jogadores no vestiário. Está na hora de mudar um pouco o nosso discurso. Não devemos ser apedrejados por técnicos, jogadores e imprensa es- trangeira. Está na hora de eu voltar um pouco ao meu estilo: ser agressivo. Não estou conseguindo aguentar mais”, disse o técnico. A declaração soou como planejada pelo técnico, já que a pergunta feita por um jornalista sueco era sobre a atmosfera vivida pela sele- ção no Mineirão e sobre o risco que Scolari passou de ser eliminado precocemente na Copa. Quem conhece bem Fe- lipão acha que a mudança prometida faz parte de uma estratégia, uma mensagem aos jogadores. Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, ex-presidente do Grêmio e amigo do técnico, conviveu com ele na década de 1990 no clube gaúcho. Cacalo acha que o comandante da seleção está tentando me- xer com um time que mos- tra sinais de insegurança. “Eu não acho que ele vai mudar estilo. Eu vejo como A Copa do Mundo no Brasil bateu um novo recorde no Twitter neste sábado (28). A última cobrança de pênalti do jogo entre a seleção brasi- leira e a do Chile, perdida pelo zagueiro chileno Gonzalo Jara, registrou 389 mil men- sagens por minuto na rede social, tornando o mundial de futebol o evento ao vivo mais comentado do Twitter. A marca anterior foi regis- trada neste ano pelo Super Bowl, final da liga de futebol americano e o programa com mais audiência na televisão dos Estados Unidos. Naquela ocasião, 382 mil tuítes fo- ram trocados por minuto no Twitter. Por consequência, a parti- da entre Brasil e Chile também se tornou a mais comentada da Copa do Mundo na rede social, com 16,4 milhões de tuítes. Até então, o jogo de abertura, vencido pela sele- ção brasileira por 3 a 1 em cima da Croácia, liderava o ranking com 12,2 milhões de mensagens. De acordo com o Twitter, Neymar foi o jogador do Brasil mais mencionado durante a partida, seguido por Hulk e Julio César. No lado do Chile, Alexis Sánchez, Charles Arán- guiz e Mauricio Pinilla foram os mais populares. Definitivamente, a Costa Rica fez história na Copa do Mundo de 2014. Neste domingo, o time da América Central venceu a Grécia em partida disputada na Arena Pernambuco, no Recife, para se confirmar pela primeira vez nas quartas de final do Mundial. No tempo normal, as equipes empataram por 1 a 1 e mantiveram o placar na prorrogação. Nos pênaltis, os costarriquenhos levaram a melhor e triunfaram por 5 a 3. O desempenho dos cos- tarriquenhos não foi vistoso como nos outros jogos, mas acabou sendo suficiente. A Costa Rica fez gol com Ruiz no começo do segundo tempo, teve Duarte expulso e levou o empate nos acrés- cimos. Sofreu pressão a pror- rogação inteira, mas resistiu. Nos pênaltis, acertou as cinco cobranças e ainda viu Navas defender a tentativa de Gekas para confirmar a vitória. A Costa Rica agora vai tentar derrubar mais um gi- gante das Copas do Mundo: vai encarar a Holanda, que mais cedo, ás 13h, jogou no Castelão, em Fortaleza, e venceu o México por 2 a 1, de virada. Os times vão se enfrentar pelas quartas de final no sábado, às 17h (de Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador. A Grécia não deu bola para os comentários sobre a grandiosa Costa Rica, a que derrotou  Uruguai e Itália para liderar o Grupo da Morte da Copa do Mundo. Na Arena Pernambuco, o time europeu dominou o primeiro tempo, manteve a posse de bola e marcou bem, mas não teve força ofensiva para chegar ao gol. Os cos- tarriquenhos, por sua vez, foram menos incisivos do que na primeira fase. Aos 6minutos, o time da América Central levou perigo em chute de Bolaños após passe de Ruiz. Aos 11min, a Grécia respondeu com Christodoulopoulos, que recebeu na esquer- da, limpou a marcação e bateu perigosamente para fora. Aos 36min, Salpin- gidis recebeu toque na esquerda e, dividindo com a marcação costarriquenha, tocou na saída de Navas, que desviou com a perna e, assim, conseguiu evitar o primeiro gol. Jogo de Brasil e Chile bate recorde e é o evento mais comentado no Twitter um discurso público para mandar recado aos jogado- res. Ele nunca afrouxou. Está tentando motivar o time”, disse. “Não vejo o estilo dele como agressivo. A palavra que melhor descreve o jeito Felipão é irresignação. Não se entregar jamais. Ele é bom estrategista, mas é o maior comunicador com os jogadores que eu já vi. E está precisando atuar assim. O time parece inseguro”, completou. A primeira reação mais exaltada de Felipão durante a Copa do Mundo aconteceu após a estreia do time, na vitória de 3 a 1 sobre a Cro- ácia. O pênalti marcado pelo juiz em Fred foi questionado pela imprensa internacional. O técnico se irritou e vazou informações de que havia um complô contra o Brasil. A estratégia de procurar e apontar para um “inimi- go”, usada em toda a car- reira do técnico como forma de motivar seus jogadores, estava armada novamente. Desde então, Felipão passou a marcar e citar todos os lances em que acredita que o seu time foi prejudicado. O segundo alvo foi o técnico holandês Louis Van Gaal. Sem citar o nome do treinador, mandou indiretas quatro vezes na entrevista coletiva prévia ao jogo con- tra Camarões. Tudo porque o europeu disse que o Brasil era favorecido por jogar depois do grupo B, o que lhe dava a chance de poder escolher o rival da próxima fase. “Ele é burro ou mal- -intencionado ao falar isso”, disparou Felipão, que nem tinha sido questionado so- bre as declarações do ho- landês. Chegou a hora da ‘Copa das Copas’ conhecer o Felipão Histórica, Costa Rica vence Grécia nos pênaltis e avança na Copa Gol e expulsão da Costa Rica Foi a melhor chance do primeiro tempo, um fator de animação para a seleção grega. A Costa Rica, no en- tanto, foi mais eficiente e logo no começo do primeiro tempo abriu o placar, aos 7min. Ruiz recebeu passe na entrada da área e, de primeira, bateu de perna esquerda; o chute não saiu com perfeição, mas a bola pegou efeito e entrou no gol quase ao pé da trave es- querda, enquanto o goleiro Os jornalistas estran- geiros estão gostando da Copa do Mundo do Brasil. Um pesquisa revelou que cerca de 117 profissionais constatou com o Mundial deste ano é o melhor já visto pela maioria deles. O levantamento ouviu jornalistas na primeira fase e concluiu que 38,5% dos entrevistados consideram o Mundial brasileiro como o melhor já visto. A Copa do Mundo de 2006, que foi realizada na Alema- nha, aparece na segunda posição da pesquisa, com 19,7% das respostas. Vale destacar que 16,2% dos jornalistas disseram es- tar cobrindo sua primeira competição. O torneio organizado na África do Sul, em 2010, fica em terceiro lugar na lis- ta, com 5,1%. Já o palco do tetracampeonato brasileiro em 1994, nos EUA, foi o quarto melhor mundial na opinião dos profissionais. Aparecem na sequência Itália-1990 (3,4%), Fran- ça-1998 (3,4%), Japão e Coreia-2002 (3,4%), Mé- xico-1986 (1,7%), Méxi- co-1970 (1,7%) e Alema- nha-1974 (0,9%). Entre os entrevistados, 1,7% não respondeu a pesquisa. Para imprensa estrangeira, Brasil tem a melhor Copa Karnezis apenas observava. O gol deixou os gregos claramente abalados. O time ainda se envolveu em polê- mica aos 8min, quando uma bola cruzada da direita do ataque costarriquenho foi cortada por Torosidis com o braço dentro da área – o árbitro mandou seguir, en- quanto os jogadores pediam pênalti. Para piorar, Duarte deixou a Costa Rica com um homem a menos aos 21min, quando recebeu o segundo cartão amarelo por falta em Holebas. A Grécia partiu para o ataque, ajudada por subs- tituições feitas pelo técnico Fernando Santos que servi- ram para deixa-la ainda mais ofensiva. A Costa Rica, por sua vez, fez cera o quanto pode, além de se fechar bem atrás. Jogadores se lesiona- ram, faltas foram consegui- das e, aos 40min, o time já segurava a bola no campo de ataque depois de bater escanteio curto. A estratégia funcionou até os 46min. Em mais uma das jogadas na área, Gekas dominou e acertou o gol, mas o goleiro Navas fez grande defesa; Pa- pastathopoulos aproveitou e completou para o gol, empatando o jogo. Nos outros cinco minutos de acréscimos, os gregos ainda quase viraram em cabeçada de Mitroglou, que Navas es- palmou por cima da meta. O goleiro ainda ganhou tempo ao ser atendido por lesão, e a partida então foi para a prorrogação. O tempo extra na Arena Pernambuco manteve o padrão do final do tempo normal: costarriquenhos acuados tentando superar a inferioridade numérica contra gregos animados pressionando de todas as formas, mas sem eficiência. A melhor chance surgiu aos 4min, quando Gekas rece- beu bola alçada na área, mas errou a cabeçada. No segundo tempo, os costarriquenhos consegui- ram criar perigo e quase marcaram aos 7min, em cruzamento para o exaus- to Campbell, mas ele não conseguiu completar. Em contra-ataque nessa jogada, os gregos invadiram a área com cinco atletas contra três adversários, mas o go- leiro Navas salvou a virada ao rebater chute cruzado de Christodoulopoulos. Pênaltis A cobrança de pênalti foi perfeita para os costarri- quenhos: o time da América Central acertou todas as suas cobranças, três delas apos- tando em chutes fortes no meio do gol. Fizeram Borges, Ruiz, González e Campbell. Pela Grécia, Mitroglou, La- zaros e Cholevas também converteram, mas Gekas bateu mal e parou em Navas na quarta penalidade. Então Umaña foi para a cobrança, converteu o gol e classificou a Costa Rica. Copa dos Sonhos
  6. 6. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 6 Ter muitos amigos ho- mens é uma habilidade de algumas mulheres e, além de divertido, pode ser algo muito saudável. Além de oferecerem a você o pon- to de vista masculino das coisas, eles geralmente são protetores e muito com- panheiros. No entanto, às vezes é difícil saber quando se está cruzando a linha da amizade e adotando um sentimento diferente com relação ao amigo. Se você se vê nessa situação, acompa- nhe alguns indícios listados. Você odeia as namora- das dele Quando seu amigo fala a respeito de um encontro com uma nova garota, você começa a listar os aspectos negativos. Se ele traz uma garota para perto de vocês, você não demonstra um desejo natural de conhecê- -la. Na verdade, você acha que tratar qualquer assun- to a respeito de mulheres, com ele, é um pouco irri- tante. Este comportamen- to pode indicar que você anda gostando mais dele do que de ouvir sobre as possíveis namoradas dele. Você vê ele em todos os lugares Você não o vê, literal- mente, mas basta estar sozinha, fazendo compras, para começar a lembrar coisas que ele disse que precisa. Se você um folder sobre aulas de salsa, logo Ela tem curvas eston- teantes, mas, basta parar diante do espelho para lamentar e disparar a tão comum e irreal frase “Es- tou gorda”. A situação destas mu- lheres são bastantes co- muns e é compreensível que, em um País onde a valorização da boa forma é tão gritante, os padrões de beleza acabem sendo destorcidos. De acordo com a psicóloga Andreia Calça- da, a imagem de perfeição bombardeada pela mídia não combina com o dia a dia da maioria das mulhe- res. “A disponibilidade de tempo, de dinheiro e do próprio desejo são anta- gônicas à demanda social frente à imagem física, o que em algumas mulheres gera culpa e sensações de inferioridade e baixa auto- estima”, observa. Ela reforça que, além do histórico pessoal de cada mulher, os padrões de be- leza vigentes influenciam diretamente neste senti- do. “A magreza, o corpo sarado, a pele e os cabelos perfeitos, enfim a imagem da perfeição”, enumera. A psicóloga Marina Vas- concellos explica que a autoestima é algo cons- truído ainda na infância, a partir da relação com os pais. “Crianças que são muito criticadas, ou não recebem muita atenção dos pais, podem passar a vida em busca desse reco- nhecimento, mesmo em outras pessoas”, observa. Quem não consegue resol- ver a questão ao longo da vida, muitas vezes acaba sofrendo ou se colocando em situações as quais não precisaria se submeter, seja na vida profissional, no amor ou nas relações cotidianas. Veja quais são os com- portamentos típicos da mu- lher com baixa autoestima, que tipo de problemas isso pode trazer e como resol- ver a questão. Comportamento padrão Comparar-se demais com as outras mulheres, se co- locando sempre em uma posição inferior; sentir ciú- mes excessivo e dificulda- de para lidar com críticas negativas são alguns dos traços comuns a uma pes- soa com baixa autoestima. Problemas à vista De acordo com a psi- cóloga Marina, quem não consegue valorizar-se pode enfrentar muitos proble- mas no âmbito pessoal e profissional. No trabalho, os problemas começam quando a própria pessoa não consegue confiar em si própria e acaba criando obstáculos para os desafios impostos. “A pessoa sem- pre acha que não vai dar conta, então tem medo de arriscar, de se lançar em coisas novas. Além disso, leva a maioria das críticas para o lado pessoal”, ob- serva. O papel do homem neste cenário As mulheres com baixa autoestima tendem a bus- car o tipo de homem que a enche de mimos elogios, explica Marina, ou ainda o extremo oposto - aque- le que não dá a mínima. “Isso porque está ainda buscando alguém que a reconheça”, afirma. Segundo a psicóloga, os homens não têm muita pa- ciência com este comporta- mento. No entanto, quan- do estão dentro de uma relação deste tipo, podem ter um papel fundamental no processo de “cura” da mulher amada. “A mulher precisa sair do papel de víti- ma e o homem pode ajudar nisso, sendo provocativo no sentido de ela passar a se ouvir mais, fazer mais as coisas que gosta e investir nela mesma.” Amizade colorida ou não? se recorda que ele estava procurando por uma escola de dança. Pense nisso: se você está saindo com al- guém, pensa neste alguém o tempo todo. Você pensa nas coisas que gostaria de fazer por ele com frequ- ência. Mas lembre-se, essa regra se aplica a um namo- rado, não a um amigo. Vocês compartilham coi- sas íntimas Você divide com seu amigo dramas familiares, crises de identidade, so- nhos e inseguranças. Este tipo de assunto cabe em duas situações - com suas melhores amigas, ou com seu namorado, porque são tópicos que reforçam o vínculo entre duas pes- soas. Isso não quer dizer que você não pode ter este tipo de conversa com seus amigos homens, mas isso pode se tornar um proble- ma a partir do momento que você divide mais com ele do que com seu próprio namorado. Autoestima feminina: entenda os altos e baixos dessa questão Mude a postura e levante a autoestima Confira algumas dicas que podem ajudar a me- lhorar a autoimagem, a partir de uma visão mais realista e da valorização dos seus pontos fortes. Faça algo que você gosta: de acordo com a psicóloga Marina, investir em uma atividade prazero- sa é uma forma de mudar a autoimagem. “Se você adora dançar, e leva jeito para a coisa, dance. Com isso, vai ser olhada com ad- miração e vai construindo uma imagem positiva de você mesma”, frisa. Abandone a “coitadi- nha” que há dentro de você: se você acha que o mundo está contra você, e vive cercada de amigos que reforçam isso, a ten- dência é só piorar. A dica da psicóloga Marina é que se afastar de pessoas que tendem a proteger demais. “Seja autora da própria vida”, provoca. Aprenda a aceitar crí- ticas construtivas: procu- re ver as coisas de maneira mais real - aceite suas fra- gilidades e inseguranças. “Mude o que for possível e olhe sempre aquilo que você tem de positivo”, ressalta Andreia. “Busque confiar e olhar para o que já fez de bom para que pensamentos negativos sobre você possam ser mo- dificados.” Não afogue as má- goas comendo: segundo Marina, uma tendência forte de quem está com a autoestima baixa é se presentar com um bom prato de comida ou uma barra de chocolate. “Evite este comportamento, pois acaba entrando em um cír- culo vicioso e ficando sem limites”. Faça exercícios físi- cos: “além de fazer vo- cês se sentir melhor com seu corpo, a prática física libera a endorfina, o hor- mônio do prazer”, explica Marina. Além de ser uma atividade prazerosa, ma- lhar traz resultados visíveis que contribuem para a autoestima. Faça terapia: segundo Marina, a terapia é uma im- portante aliada no proces- so de autoconhecimento, que pode contribuir muito para que a mulher entenda o porquê se enxerga dessa maneira. “É preciso mudar o padrão de interação com as pessoas, e isso só se re- solve na terapia”, explica.
  7. 7. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 7
  8. 8. 1a quinzENA de JUNHo DE 2014Pág 8 Áries Um novo ritmo é impresso em seu ro- mance. Depois de algum tempo de reflexão, você enxerga o que verdadeiramente deseja. A Lua minguante em Touro pede que você mantenha os pés bem firmes na realidade. Touro A Lua minguante em seu signo pede que você diminua o ritmo e mantenha os pés bem firmes no chão com relação aos seus projetos. Vida familiar regada de bons encontros e ótimas conver- sas. Romantismo e sedução. Gêmeos A Lua míngua no signo de Touro e você deve respeitar sua necessidade de reclusão e reflexão. Pare para pensar se o movimento que está fazendo em direção aos seus projetos está mesmo trazendo os resultados de- sejados. Câncer Vênus em seu signo traz sua sensibili- dade à flor da pele e aumenta imen- samente seu romantismo. Nesta fase, você deve refletir sobre algumas mudanças que devem ser feitas em sua ma- neira de se relacionar. Leão Mercúrio imprime um novo ritmo à sua vida, especial- mente aos seus ne- gócios, que andavam meio parados. A hora é ótima para tentar acordos e negociar dívidas. Procure respeitar sua necessidade de reclusão neste período. Virgem Hoje você já começa a sentir a diferença na velocidade que seus negócios e acon- tecimentos caminham. É hora de pensar em projetos que fo- ramadiados.ALuaminguante em Touro pede reflexão sobre projetos futuros. Libra A Lua minguante em Touro vai fazer com que você pare para pensar se vale mesmo a pena apro- fundar um relacionamento. As amizades passam por um momento de bastante me- lhora.Negóciosestabelecidos. Escorpião A Lua em Touro pede que você pare para refletir sobre os relacionamen- tos, especialmente os profissionais. Sua carreira e projetos ganham um ritmo acelerado e alguns resultados começam a surgir. Sagitário A Lua minguante pede que você de- sacelere seu ritmo de trabalho e evi- te um stress causado pela intensidade. Seus projetos, especialmente os de médio e longo prazo, ganham um novo ritmo e mostram rápi- dos resultados. Capricórnio A Lua minguan- te em Touro vai fazer você parar para pensar em questões que envolveram seu coração nas últimas semanas. Um relacionamento pode ser questionado durante esta fase lunar. Negócios em alta. Aquário Seus relacionamen- tos passam por um ótimo período, em que alguns mal en- tendidos são finalmente es- clarecidos. A Lua minguante em Touro vai fazer com que você fique mais fechado e re- cluso entre os seus, aproveite para meditar. Peixes A Lua minguante em Touro pode pedir adiamento de um projeto. É hora de rever alguns itens, antes de dar andamento. No entanto, você não deve se preocupar, pois há muita proteção em seu trabalho. Espetáculo é inspira- do na dramaturgia de “As três irmãs”, de An- ton Tchecov, e no conto “Casa tomada”, de Julio Cortázar. Uma peça teatral inspi- rada em obras de Anton Tchecov e Julio Cortázar. Assim é o espetáculo “Não vejo Moscou da janela do meu quarto”, que fica em cartaz até 27 de julho na SP Escola de Teatro. A peça apresenta o co- tidiano de três irmãos que vivem confinados em uma casa, que aos poucos vai sendo tomada por algo ou alguém que não se revela. Ao mesmo tempo, eles an- seiam por uma viagem a Moscou. Para criar a obra ambientada no fim da década de 1950, em meio ao conturbado e tenso período da Guerra Fria, a No final de maio, o Museu da Imigração foi reinaugurado depois de permanecer quatro anos fechado para restauro. Com investimento de R$ 20 milhões, o prédio tom- bado pelo Conpresp e pelo Condephaat passou pela primeira mudança estrutu- ral desde que teve a cons- trução finalizada, em 1888. Sediado no edifício da antiga Hospedaria do Brás, que recebeu 2,5 milhões de imigrantes de mais de 70 nacionalidade entre os anos de 1887 e 1978, o es- paço é peça importante da história da cidade. Até julho, a visita ao SP Escola de Teatro tem peça ambientada na Guerra Fria diretora e dramaturga Sil- vana Garcia inspirou-se na dramaturgia de “As três irmãs” (1900), de Anton Tchecov, e no conto “Casa tomada” (1946), de Julio Cortázar. A montagem tem ilu- minação de Beto Bruel (Prêmio Shell de Melhor Iluminador em 2001, 2005 e 2008) e é estrelada por Maria Tuca Fanchin, Sol Faganello e Leonardo De- vitto, que vivem os irmãos Irina, Macha e Andrei. SERVIÇO: Espetáculo “Não vejo Moscou da janela do meu quarto” - SP Escola de Tea- tro - Sede Roosevelt (Praça Roosevelt, 210 - Centro) Até 27 de julho. Sábado, às 21h; domingo, às 20h (nos dias 28/6 e 12 e 13/7 não haverá apresentação por conta dos jogos da Copa do Mundo). R$ 20. (11) 3775-8600 Museu da Imigração reabre para visitação Museu da Imigração será totalmente gratuita. O in- gresso inclui os espaços expositivos, jardim, café, loja, biblioteca e área de convivência. A Maria Fuma- ça, gerida pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, permanece com saídas regulares e pagas. Serviço: Museu da Imigra- ção - Rua Visconde de Parna- íba, 1316 - Mooca - Terça a sábado, das 9h às 17h e aos domingos das 10h às 17h (Quinzenalmente, às sextas- -feiras, o Museu oferecerá visitação noturna, ampliando seu horário de atendimento até às 21h).Grátis até julho de 2014. www.museudaimi- gracao.org.br Sediado no edifício da antiga Hospedaria do Brás, espaço é peça importante da história da cidade de São Paulo

×