Lei do Progresso e Evolução
A Dinâmica da vida é EvolucionistaNascer,crescer,morrer,renascer ainda eprogredir sempre tal é a lei.Allan KardecA intelig...
Sempre avante,sempre a frente,sempre ao alto!Progredir sempre !Lei Natural
Lei do ProgressoEvolução físicaLei de EvoluçãoEvolução psíquicaVontade / EsforçoDor / alegriaEspírito X MatériaLuz /sombra...
Constelação de Cocheiro – Capela – 45 anos luzCapelaConstelação de Cocheiro – 45 anos Luz
Assembléia de Jesus na espiritualidade com os Capelinos
-"Foi assim que Jesus recebeu, à luz do seu reino de amor e de justiça, aquelaturba de seres sofredores e infelizes. Com a...
TERRALeis de Amor eCaridadeQual o sentido dapalavra CARIDADE, comoa entendia Jesus ?“Benevolência para comtodos, indulgênc...
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.Bem-aventurados os que choram, porque serão consola...
Somos filhosDo perdãoDa Justiça e Misericórdia de Deus
Como nos mostra Miramez em Horizontes daMente, o PERDÃO é um fato, sem que existadiscussão sobre o assunto, pois se fundam...
Perdoar é esquecer?A pessoa que perdoademonstra fraqueza decaráterSó a renovação constante dos nossos sentimentos é que po...
TODOS SOMOS IMPERFEITOS – O erro faz parte da vidaIGNORANCIA - Significa, que quem nos ofendeu ignora, ainda não aprende...
Instrumentos do perdãoUma das ferramentas básicas paraalcançarmos o perdão real, é conseguirmosnos manter a uma certa "dis...
Desligar-se não é um processo de nos tornar insensíveis e frios, comportando-noscomo criaturas inacessíveis as ofensas e ...
Viver nos impondo certa "distânciapsicológica" às pessoas ou coisasproblemáticas, sejam entes queridosdifíceis ou companhe...
Uma das mais eficientes técnicas deperdoar é retomar o vital contato conoscomesmo, deixando-nos de ser “vítimas deforças f...
Por isso, não nos contaminemos pela raiva, pela cólera e pela mágoa.Vivamos em paz e com a nossa consciência tranqüila pr...
O perdão se contrapõe a justiça ?O sentido da palavra CARIDADE comoentende Jesus. - É benevolência para comtodos, indulgên...
Qual a atitude mais razoável, diante das ofensas?Não ter que perdoar. Basta que cultivemos a COMPREENSÃO. Quem compreendej...
•Um outro motivo para esquecermos as ofensas está na constatação de que o perdão trazum grande alívio para quem perdoa. Ne...
O perdão quando bem compreendido é instrumento de curaO corpo expressa asemoções os sentimentosO corpo é o último a perdoar
Então Pedroaproximou-se de Jesus eperguntou :"Senhor, quantas vezesdeverei perdoar a meuirmão quando ele pecarcontra mim? ...
Oração de São Francisco deAssisSenhor, fazei-me instrumento devossa paz.Onde houver ódio, que eu leve oamor;Onde houver of...
Patriaespiritablogspot.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Perdão,lei de Evolução e Progresso

1.353 visualizações

Publicada em

O Perdão como consequência da Lei de Amor que faz parte da Lei de Evolução e Progresso no planeta Terra.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.353
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Perdão,lei de Evolução e Progresso

  1. 1. Lei do Progresso e Evolução
  2. 2. A Dinâmica da vida é EvolucionistaNascer,crescer,morrer,renascer ainda eprogredir sempre tal é a lei.Allan KardecA inteligência dorme na planta,sonhano animal e acorda no homem.Leon DenisCharles Darwin – Teoria das espéciesEspiritismo
  3. 3. Sempre avante,sempre a frente,sempre ao alto!Progredir sempre !Lei Natural
  4. 4. Lei do ProgressoEvolução físicaLei de EvoluçãoEvolução psíquicaVontade / EsforçoDor / alegriaEspírito X MatériaLuz /sombraDesenvolve-sePlano material
  5. 5. Constelação de Cocheiro – Capela – 45 anos luzCapelaConstelação de Cocheiro – 45 anos Luz
  6. 6. Assembléia de Jesus na espiritualidade com os Capelinos
  7. 7. -"Foi assim que Jesus recebeu, à luz do seu reino de amor e de justiça, aquelaturba de seres sofredores e infelizes. Com a sua palavra sábia compassivaexortou aquelas almas desventuradas à edificação da consciência pelocumprimento dos deveres de solidariedade e de amor, no esforço regeneradorde si mesmas.- Mostrou-lhes os campos de lutas que se desdobravam na Terra, envolvendo-as no halo bendito de sua misericórdia e de sua caridade sem limites.Abençoou-lhes as lágrimas santificadoras, fazendo-lhes sentir os sagradostriunfos do futuro e prometendo-lhes a sua colaboração cotidiana e a suavinda no porvir.-Aqueles seres desolados e aflitos, que deixavam atrás de si todo um mundo deafetos, não obstante os seus corações empedernidos na prática do mal, seriamdegredados na face obscura do planeta terrestre; andariam desprezados nanoite dos milênios da saudade e da amargura, reencarnar-se-iam no seio dasraças ignorantes e primitivas, a lembrarem o paraíso perdido nosfirmamentos distantes.-Por muitos séculos não veriam a suave luz da Capela, mas trabalhariam naTerra acariciados por Jesus e confortados na sua imensa misericórdia.Eis como Emmanuel, no seu estilo severo e eloqüente, descreve a cena:Caminhos de Luz
  8. 8. TERRALeis de Amor eCaridadeQual o sentido dapalavra CARIDADE, comoa entendia Jesus ?“Benevolência para comtodos, indulgência paracom as imperfeiçõesalheias e perdão dasofensas. “LE 886“O amor e a caridadecomplementam a Lei deJustiça “
  9. 9. Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.Bem-aventurados os que tem fome e sede de Justiça, porque serão fartos.Bem-aventurados os misericordiosos, porque encontrarão a Misericórdia.Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a face e Deus.Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da Justiça, porquedeles é o Reino dos Céus.Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem, perseguirem e mentirem,dizendo todo mal contra vós por minha causa.Exultai e alegrai-vos, porque é grande vosso galardão nos céus, porque assimperseguiram os profetas que foram antes de vós."
  10. 10. Somos filhosDo perdãoDa Justiça e Misericórdia de Deus
  11. 11. Como nos mostra Miramez em Horizontes daMente, o PERDÃO é um fato, sem que existadiscussão sobre o assunto, pois se fundamentano amor e é sustentado pela caridade, seminsultar a lei da justiçaREMEDIO PARA A ALMA ENFERMA
  12. 12. Perdoar é esquecer?A pessoa que perdoademonstra fraqueza decaráterSó a renovação constante dos nossos sentimentos é que pode alterar as gravaçõesregistradas no nosso subconsciente e,conseqüentemente, alterar nosso presenteimediato e nosso futuro distante.Perdoar é aceitar?Crenças Negativas
  13. 13. TODOS SOMOS IMPERFEITOS – O erro faz parte da vidaIGNORANCIA - Significa, que quem nos ofendeu ignora, ainda não aprendeu alição do respeitoACEITAÇÃO - Aceitar as pessoas como elas são; cheias de virtudes e defeitos.FALSAS EXPECTATIVAS - Esperamos muito dos outros? Será que estamosesperando lidar com seres angélicos num planeta de provas e expiações?ALIVIO – Para quem perdoaPERDOAR É COMPREENDER E NÃO “ACEITAR”É UM EXERCÍCIO CONSTANTE DE REFLEXÃO - que nem sempre estamosprontos a fazer, mas que precisamos criar como hábito dentro de nós e interromper ociclo das emoções, com a razão. Isso requer reformas no nosso modo de ver o mundo eo próximo.MOTIVOS PARA PERDOAR
  14. 14. Instrumentos do perdãoUma das ferramentas básicas paraalcançarmos o perdão real, é conseguirmosnos manter a uma certa "distânciapsíquica" da pessoa, do problema ou dasdiscussõesÉ conseguirmos analisar, o problema como se não fosse conosco.Este distanciamento fará com que não exageremos na interpretação do problema, caindo emimpulsos desequilibrados causando uma sobrecarga em nossa energia mental. A mente com estedesequilíbrio dificulta o perdão.Nos desligando da agressão ou do desrespeito, nosso pensamento vai sintonizar com mais clareza enitidez no bem, renovando a "atmosfera mental".Ao nos desprender mentalmente, passamos a usar construtivamente os poderes do nossopensamento, evitando os "deveria ter falado ou agido", eliminando da nossa imaginação osacontecimentos infelizes que aconteceram conosco.O que seria esta distânciapsíquica?
  15. 15. Desligar-se não é um processo de nos tornar insensíveis e frios, comportando-noscomo criaturas inacessíveis as ofensas e críticas. Desligar-se, quer dizer deixar dealimentar-se das relações destrutivas, desvincular-se mentalmente das relações doentiasou de problemas que não podemos solucionar no momento.Ao soltarmos desses fluidos que nos amarram a essas crises, temos a chance deenxergarmos novas formas de resolver dificuldades e desenvolvermos a nobre tarefa denos compreender e compreender os outrosQuando aceitaremos fazer este "distanciamento" mais facilmente?Quando conseguirmos acreditar que cada ser humano é capaz de resolver seusproblemas, e é responsável por todos os seus feitos na vida, permitindo que sejam, e secomportem como queiram, dando-nos essa mesma liberdade.Maturidade emocional
  16. 16. Viver nos impondo certa "distânciapsicológica" às pessoas ou coisasproblemáticas, sejam entes queridosdifíceis ou companheiros complicados,não significa que deixaremos de nosimportar com eles ou de amá-los oude perdoar-lhes, mas sim de viver semenlouquecer pela ânsia de tudocompreender, suportar e admitir..Compreendendo, que ao promovermos,este distanciamento psicológico, teremosmais habilidade e disponibilidade parapercebermos o processo que há por trásdos comportamentos agressivos,permitindo-nos não reagir da mesmamaneira que fazíamos e sim olharmos“como é , como está sendo feito" nossomodo de nos relacionar com os outros,isto nos leva a começar a entender adinâmica do perdão
  17. 17. Uma das mais eficientes técnicas deperdoar é retomar o vital contato conoscomesmo, deixando-nos de ser “vítimas deforças fora do nosso controle” paratransformar-nos em criaturas que criamsua própria realidade de vida, pois comojá diz o nosso querido Divaldo PereiraFranco:"O PERDÃO É SEMPRE PARA QUEMPERDOA".
  18. 18. Por isso, não nos contaminemos pela raiva, pela cólera e pela mágoa.Vivamos em paz e com a nossa consciência tranqüila pronta paramerecer o perdão das pessoas que prejudicamos com os nossos atos,palavras e pensamentos, pois somente será perdoado aquele queperdoa. Essa é a lei.Façamos uma proposta conosco mesmo: passemos uma borracha emtodos os sentimentos de mágoa que e ainda temos. Libertemos-nos doódio, expulsemos a mágoa, perdoemos os nossos ofensores e a nósmesmos, pois todos nós necessitamos do perdão Deus ensinado porJesus na oração do Pai Nosso.Se Deus, a Suprema Bondade, compreende nosso erros, porque nãohaveríamos de entender os erros alheios?é preciso lembrar que, cada vez que perdoamos depois de termospedido justiça, acordamos para uma dimensão divina de nós mesmos.O perdão é um exercício de divinização onde o humano se tornadivino. Continuando humano, temos que reclamar justiça e, quandofor possível, dizer o que foi mau ou destrutivo para nós e pedir umareparação. Também somos capazes de misericórdia e de perdão.Portanto, é preciso que mantenhamos juntas a justiça e a misericórdia.São dois olhos, às vezes, estrábicos. Podemos esquecer a justiça e nossoperdão ser superficial, podemos esquecer o perdão e partimos parauma justiça inquisitorial.
  19. 19. O perdão se contrapõe a justiça ?O sentido da palavra CARIDADE comoentende Jesus. - É benevolência para comtodos, indulgência para as imperfeiçõesalheias e perdão das ofensas.O AMOR e a CARIDADE complementama Lei de Justiça porque amar ao próximo éfazer-lhe todo bem possível quedesejaríamos que nos fosse feito.Tal é osentido das palavras de Jesus “Amai-vosuns aos outros como irmãos”
  20. 20. Qual a atitude mais razoável, diante das ofensas?Não ter que perdoar. Basta que cultivemos a COMPREENSÃO. Quem compreendejamais se sente ofendido.Com ela aprendemos que cada pessoa está numa faixa de evolução de entendimento.Não podemos exigir que dê mais do que tem. E ninguém é intrinsecamente mau.Somos todos filhos de Deus !
  21. 21. •Um outro motivo para esquecermos as ofensas está na constatação de que o perdão trazum grande alívio para quem perdoa. Nem sempre para quem é perdoado. Porque muitasvezes quem é perdoado não consegue se livrar da sua consciência, mas este tambémprecisa aprender a se perdoar e a recomeçar novamente. O auto perdão também éimportante. Para que reconhecendo os nossos erros encontremos forças para reformularnossas atitudes e começar uma nova vida.•Considerando a própria fragilidade, o indivíduo deve conceder-se a oportunidade dereparar os males praticados, reabilitando-se perante si mesmo e perante aqueles a quemhaja prejudicado.O arrependimento, puro e simples, se não acompanhado da ação reparadora, é tãoinócuo e prejudicial quanto a falta dele.O auto perdão ajuda o amadurecimento moral, porque propicia clara visão dasresponsabilidade, levando o indivíduo a cuidadosas reflexões, antes de tomar atitudesagressivas ou negligentes, precipitadas ou contraditórias no futuro.Quando alguém se perdoa, aprende também a desculpar, oferecendo a mesmaoportunidade ao seu próximo.Caso não nos perdoarmos ou não perdoarmos alguém, carregaremos os sentimentos demágoa e ressentimentos e este lixo tóxico produzirá em nosso organismo doenças de difíciltratamento. Por que? Porque se alimentarmos idéias de ódio e vingança entramos namesma sintonia de agressão e sobrecarregamos nossos centros energéticos, perturbando onosso organismo, desencadeando um mundo de distúrbios, fazendo com que nosso espíritosofra as conseqüências do que provocou.AUTO PERDÃO
  22. 22. O perdão quando bem compreendido é instrumento de curaO corpo expressa asemoções os sentimentosO corpo é o último a perdoar
  23. 23. Então Pedroaproximou-se de Jesus eperguntou :"Senhor, quantas vezesdeverei perdoar a meuirmão quando ele pecarcontra mim? Até setevezes?"Jesus respondeu: "Eudigo a você: Não atésete, mas até setentavezes sete. Mateus 18:21-22QUANTITATIVO X QUALITATIVOPedro Jesus
  24. 24. Oração de São Francisco deAssisSenhor, fazei-me instrumento devossa paz.Onde houver ódio, que eu leve oamor;Onde houver ofensa, que eu leve operdão;Onde houver discórdia, que eu leve aunião;Onde houver dúvida, que eu leve a fé;Onde houver erro, que eu leve averdade;Onde houver desespero, que eu leve aesperança;Onde houver tristeza, que eu leve aalegria;Onde houver trevas, que eu leve aluz.Ó Mestre, Fazei que eu procure maisConsolar, que ser consolado;compreender, que ser compreendido;
  25. 25. Patriaespiritablogspot.com

×