SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Tenho consciência de mim mesmo somente na medida de que
para mim sou outro. VYGOTSKY
I FÓRUM INTEGRADO DOS
SERVIÇOS DE APOIO
É com enorme satisfação que o
convidamos para o I Fórum In-
tegrado dos Serviços de Apoio,
que engloba o Serviço de Ori-
entação Educacional (SOE), o
Serviço de Apoio à Aprendiza-
gem (SEAA) e a Educação es-
pecial.
A GEB Samambaia tem você
como aliado. Nossa finalidade é
uma educação de qualidade.
Nosso objetivo é reunir profes-
sores, gestores e equipes pe-
dagógicas para encaminha-
mentos dos trabalhos de 2015
com vistas à superação das di-
ficuldades enfrentadas e forta-
lecimento das potencialidades
em prol do sucesso escolar.
É daí que vem a satisfação em
convidá-lo, pois sua presença é
indispensável para a garantia
de uma parceria de trabalho.
Sua importância
CRE—SAMAMBAIA
Gerência de Educação Básica
Potencializando as aprendizagens em ambientes
de colaboração.
CRE—SAMAMBAIA
Celso Antonio
Gerência de Educação Básica
SEAA: Érika Vogel
SOE: Elinéia Saldanha
ENSINO ESPECIAL: Sônia Ferreira
GEB—Contatos
gebsam2015@gmail.com
3901-7944
A favor do desenvolvimento de atividades cola-
borativas entre professores e entre estudan-
tes [...] visamos agregar e dar visibilidade a
um conjunto de evi-
dências, que se vêm
acumulando sobre a
importante contri-
buição do trabalho
colaborativo. A revi-
são das investigações, assim como o entendi-
mento do processo que o sustenta sugerem
que esse tipo de atividade apresenta potencial
para auxiliar no enfrentamento dos sérios
desafios propostos pela escola atual em nosso
país. A literatura indica que o desenvolvimento
de atividades de maneira colegiada pode criar
um ambiente rico em aprendizagens acadêmi-
cas e sociais, tanto para estudantes como
para professores, assim como proporcionar a
estes um maior grau de satisfação profissio-
nal. (DAMIANI 2008)
Fórum— Pauta
Abertura Matutino
8h—Acolhida, café com música
8h:30—Abertura, composição da mesa
8h:40— História: Caso do Miguel
9h:00—Apresentação das pastas:
SEAA—Érika Vogel
SOE—Elinéia Saldanha
Ed. Especial: Ma. Sônia Ferreira
9h:15—Trabalho colaborativo: Ma. Raquel de Alcân-
tara M. Molina
10:45— Momento para questionamentos
11:30—Encerramento
QUEIXA ESCOLAR
A quantidade de encaminhamentos de crianças para espe-
cialistas; pedidos de avaliação psicológica; crianças que
não acompanham o conteúdo que está sendo ensinado;
crianças que agem de forma agressiva com o outro...
Quando impera a pergunta “o que a criança tem ?“ predo-
mina um trabalho em relação ao que “falta a ela ter”.
Embora a maioria de nós reconheça que “a dispersão”, “o
não querer fazer a lição”, “o agredir”, não existem como
entidades, isto é, adquirem sentido dependendo das rela-
ções nas quais estes acontecimentos se dão e são produ-
zidos. Assim, cria-se um ciclo vicioso no qual nossos dis-
cursos tendem a intensificar aquilo que queremos mudar.
As palavras produzem realidades. [...]
Como todos os acontecimentos são engendrados numa
trama social. Se nosso objeto é um campo de forças do
qual fazemos parte e no qual se viabiliza a possibilidade de
alteração das histórias escolares, nossa tarefa pressupõe
intensificarmos o pensar com as crianças, com os vários
professores e com os pais, a produção da queixa escolar.
Dessa forma poderemos falar desse campo, do quanto
conseguimos imprimir algum movimento de cristalização
ou fluidez das relações, da intensidade e do movimento
dos fenômenos que se apresentam. (MACHADO, 1997)
O trabalho colaborativo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reunião com professoras coordenadoras de emef
Reunião com professoras coordenadoras de emefReunião com professoras coordenadoras de emef
Reunião com professoras coordenadoras de emefRosemary Batista
 
Relatório do seminário de experiência
Relatório do seminário de experiênciaRelatório do seminário de experiência
Relatório do seminário de experiênciaAlga Borges Esc Passos
 
EMEB Profª Maria Helena de Freitas Carli
EMEB Profª Maria Helena de Freitas CarliEMEB Profª Maria Helena de Freitas Carli
EMEB Profª Maria Helena de Freitas CarliBruna Sala
 
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores Alfredo Leite
 
Ee. maria audenir de carvalho plano quadrienal
Ee. maria audenir de carvalho   plano quadrienalEe. maria audenir de carvalho   plano quadrienal
Ee. maria audenir de carvalho plano quadrienalbrgsto
 
Matemática aplicada créditos
Matemática aplicada   créditosMatemática aplicada   créditos
Matemática aplicada créditosAlexandre Souza
 
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR:
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR: ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR:
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR: Patricia Valerio
 
Apresenta[1]..
Apresenta[1]..Apresenta[1]..
Apresenta[1]..cosmyn
 
Reunião coordenadores
Reunião coordenadoresReunião coordenadores
Reunião coordenadoresedpedag
 
Dar créditos boas maneiras 5 a 10
Dar créditos   boas maneiras 5 a 10Dar créditos   boas maneiras 5 a 10
Dar créditos boas maneiras 5 a 10sansampa
 
A educar educadores_2012_13_folheto
A educar educadores_2012_13_folhetoA educar educadores_2012_13_folheto
A educar educadores_2012_13_folhetoausendanunes
 
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011Anderson Ramos
 
Apresentação - Mulheres Mil
Apresentação - Mulheres MilApresentação - Mulheres Mil
Apresentação - Mulheres MilAlerj
 
A questão do magistério no plano nacional de educação
A questão do magistério no plano nacional de educaçãoA questão do magistério no plano nacional de educação
A questão do magistério no plano nacional de educaçãoKualo Kala
 

Mais procurados (18)

Reunião com professoras coordenadoras de emef
Reunião com professoras coordenadoras de emefReunião com professoras coordenadoras de emef
Reunião com professoras coordenadoras de emef
 
Relatório do seminário de experiência
Relatório do seminário de experiênciaRelatório do seminário de experiência
Relatório do seminário de experiência
 
EMEB Profª Maria Helena de Freitas Carli
EMEB Profª Maria Helena de Freitas CarliEMEB Profª Maria Helena de Freitas Carli
EMEB Profª Maria Helena de Freitas Carli
 
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores
Formações e (Transformações) Brilhantes para Professores
 
Ee. maria audenir de carvalho plano quadrienal
Ee. maria audenir de carvalho   plano quadrienalEe. maria audenir de carvalho   plano quadrienal
Ee. maria audenir de carvalho plano quadrienal
 
Matemática aplicada créditos
Matemática aplicada   créditosMatemática aplicada   créditos
Matemática aplicada créditos
 
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR:
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR: ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR:
ApresentaçãoJUSTIÇA, SUCESSO, INSUCESSO ESCOLAR E EFICÁCIA ESCOLAR:
 
Newsletter02
Newsletter02Newsletter02
Newsletter02
 
Apresenta[1]..
Apresenta[1]..Apresenta[1]..
Apresenta[1]..
 
Reunião coordenadores
Reunião coordenadoresReunião coordenadores
Reunião coordenadores
 
Dar créditos boas maneiras 5 a 10
Dar créditos   boas maneiras 5 a 10Dar créditos   boas maneiras 5 a 10
Dar créditos boas maneiras 5 a 10
 
Mulheres mil codir (2)
Mulheres mil   codir (2)Mulheres mil   codir (2)
Mulheres mil codir (2)
 
A educar educadores_2012_13_folheto
A educar educadores_2012_13_folhetoA educar educadores_2012_13_folheto
A educar educadores_2012_13_folheto
 
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011
MATRIZ CURRICULAR - PLANEJAMENTO 1º BIMENSTRE 2011
 
Apresentação - Mulheres Mil
Apresentação - Mulheres MilApresentação - Mulheres Mil
Apresentação - Mulheres Mil
 
Novo curriculum
Novo curriculumNovo curriculum
Novo curriculum
 
Jornal 4 2012
Jornal 4  2012Jornal 4  2012
Jornal 4 2012
 
A questão do magistério no plano nacional de educação
A questão do magistério no plano nacional de educaçãoA questão do magistério no plano nacional de educação
A questão do magistério no plano nacional de educação
 

Destaque

A importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipeA importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipeLigia Coppetti
 
Apresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeApresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeRenan Kaltenegger
 
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICO
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICOBR TALENT - FOLDER ELETRÔNICO
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICOMarcos Vono
 
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)ejkavaliacao
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Anaí Peña
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipeaavbatista
 

Destaque (7)

A importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipeA importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipe
 
Apresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeApresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipe
 
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICO
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICOBR TALENT - FOLDER ELETRÔNICO
BR TALENT - FOLDER ELETRÔNICO
 
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)
A importância do trabalho em equipe (Plano de Aula)
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
 

Semelhante a Trabalho colaborativo potencializa aprendizagens

Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...Dores Pinto
 
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)wellingtonpet
 
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Biblioteca Campus VII
 
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontoEe aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontomkbariotto
 
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontoEe aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontomkbariotto
 
Entrevista trabalho de grupo de clc
Entrevista  trabalho de grupo de clcEntrevista  trabalho de grupo de clc
Entrevista trabalho de grupo de clcbecrecv
 
Apostila ed infantil
Apostila ed infantilApostila ed infantil
Apostila ed infantilRute Pereira
 
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagem
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagemNelida nabais o impacto da be na aprendizagem
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagemnelidavbn
 
Projeto Recomeçar - Espaço Educacional
Projeto Recomeçar - Espaço EducacionalProjeto Recomeçar - Espaço Educacional
Projeto Recomeçar - Espaço EducacionalJamile Coelho
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Superestagio
 
Jornal 2º período
Jornal 2º períodoJornal 2º período
Jornal 2º períodoSandra Alves
 
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE Elison Davi Crispim Ramos
 
Ludicidade apts de ludicidade
Ludicidade  apts de ludicidade Ludicidade  apts de ludicidade
Ludicidade apts de ludicidade bateseba
 
Desafio profissional portifóli
Desafio profissional  portifóliDesafio profissional  portifóli
Desafio profissional portifólilenice2015
 
Desafio profissional portifóli
Desafio profissional  portifóliDesafio profissional  portifóli
Desafio profissional portifólilenice2015
 
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 20117 de Setembro
 
Apresentação da escola 2011
Apresentação da escola 2011Apresentação da escola 2011
Apresentação da escola 2011negrescow
 

Semelhante a Trabalho colaborativo potencializa aprendizagens (20)

Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
 
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)
Informações sobre o curso de empreendedorismo (para o sebrae)
 
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
 
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontoEe aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
 
Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010
 
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial prontoEe aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
Ee aula 5_template_colaborativa - ed especial pronto
 
Entrevista trabalho de grupo de clc
Entrevista  trabalho de grupo de clcEntrevista  trabalho de grupo de clc
Entrevista trabalho de grupo de clc
 
Apostila ed infantil
Apostila ed infantilApostila ed infantil
Apostila ed infantil
 
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagem
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagemNelida nabais o impacto da be na aprendizagem
Nelida nabais o impacto da be na aprendizagem
 
Projeto Recomeçar - Espaço Educacional
Projeto Recomeçar - Espaço EducacionalProjeto Recomeçar - Espaço Educacional
Projeto Recomeçar - Espaço Educacional
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
 
Jornal 2º período
Jornal 2º períodoJornal 2º período
Jornal 2º período
 
Escola
EscolaEscola
Escola
 
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
 
Caderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º anoCaderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º ano
 
Ludicidade apts de ludicidade
Ludicidade  apts de ludicidade Ludicidade  apts de ludicidade
Ludicidade apts de ludicidade
 
Desafio profissional portifóli
Desafio profissional  portifóliDesafio profissional  portifóli
Desafio profissional portifóli
 
Desafio profissional portifóli
Desafio profissional  portifóliDesafio profissional  portifóli
Desafio profissional portifóli
 
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011
[c7s] Reunião Fundamental I EBS 2011
 
Apresentação da escola 2011
Apresentação da escola 2011Apresentação da escola 2011
Apresentação da escola 2011
 

Mais de Carlos Junior

Relação esv integral classificação final 14.03.16
Relação esv integral classificação   final 14.03.16Relação esv integral classificação   final 14.03.16
Relação esv integral classificação final 14.03.16Carlos Junior
 
Relação esv especial classificação final 14.03.16
Relação esv especial classificação   final 14.03.16Relação esv especial classificação   final 14.03.16
Relação esv especial classificação final 14.03.16Carlos Junior
 
Novena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosNovena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosCarlos Junior
 
Minha sagrada familia
Minha sagrada familiaMinha sagrada familia
Minha sagrada familiaCarlos Junior
 
Manual consagração lares
Manual consagração laresManual consagração lares
Manual consagração laresCarlos Junior
 
Coletiva 17 de abril
Coletiva  17 de abrilColetiva  17 de abril
Coletiva 17 de abrilCarlos Junior
 
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...Carlos Junior
 
Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Carlos Junior
 
Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Carlos Junior
 
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCalendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCarlos Junior
 
Administração financeira eclesial
Administração financeira eclesialAdministração financeira eclesial
Administração financeira eclesialCarlos Junior
 
Slide curso de formação 3
Slide curso de formação   3Slide curso de formação   3
Slide curso de formação 3Carlos Junior
 
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEENOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEECarlos Junior
 
Evangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumEvangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumCarlos Junior
 
Cartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCarlos Junior
 
21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedfCarlos Junior
 
Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Carlos Junior
 
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplav
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplavCircular conjunta nº 09 2014-subeb-suplav
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplavCarlos Junior
 

Mais de Carlos Junior (20)

Relação esv integral classificação final 14.03.16
Relação esv integral classificação   final 14.03.16Relação esv integral classificação   final 14.03.16
Relação esv integral classificação final 14.03.16
 
Relação esv especial classificação final 14.03.16
Relação esv especial classificação   final 14.03.16Relação esv especial classificação   final 14.03.16
Relação esv especial classificação final 14.03.16
 
Novena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosNovena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhos
 
Minha sagrada familia
Minha sagrada familiaMinha sagrada familia
Minha sagrada familia
 
Manual consagração lares
Manual consagração laresManual consagração lares
Manual consagração lares
 
Coletiva 17 de abril
Coletiva  17 de abrilColetiva  17 de abril
Coletiva 17 de abril
 
Circular
CircularCircular
Circular
 
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
 
Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014
 
Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015
 
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCalendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
 
Administração financeira eclesial
Administração financeira eclesialAdministração financeira eclesial
Administração financeira eclesial
 
Slide curso de formação 3
Slide curso de formação   3Slide curso de formação   3
Slide curso de formação 3
 
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEENOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
 
Evangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumEvangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudium
 
Cartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finais
 
21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf
 
Folder mostra novo2
Folder mostra novo2Folder mostra novo2
Folder mostra novo2
 
Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)
 
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplav
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplavCircular conjunta nº 09 2014-subeb-suplav
Circular conjunta nº 09 2014-subeb-suplav
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 

Trabalho colaborativo potencializa aprendizagens

  • 1. Tenho consciência de mim mesmo somente na medida de que para mim sou outro. VYGOTSKY I FÓRUM INTEGRADO DOS SERVIÇOS DE APOIO É com enorme satisfação que o convidamos para o I Fórum In- tegrado dos Serviços de Apoio, que engloba o Serviço de Ori- entação Educacional (SOE), o Serviço de Apoio à Aprendiza- gem (SEAA) e a Educação es- pecial. A GEB Samambaia tem você como aliado. Nossa finalidade é uma educação de qualidade. Nosso objetivo é reunir profes- sores, gestores e equipes pe- dagógicas para encaminha- mentos dos trabalhos de 2015 com vistas à superação das di- ficuldades enfrentadas e forta- lecimento das potencialidades em prol do sucesso escolar. É daí que vem a satisfação em convidá-lo, pois sua presença é indispensável para a garantia de uma parceria de trabalho. Sua importância CRE—SAMAMBAIA Gerência de Educação Básica Potencializando as aprendizagens em ambientes de colaboração. CRE—SAMAMBAIA Celso Antonio Gerência de Educação Básica SEAA: Érika Vogel SOE: Elinéia Saldanha ENSINO ESPECIAL: Sônia Ferreira GEB—Contatos gebsam2015@gmail.com 3901-7944
  • 2. A favor do desenvolvimento de atividades cola- borativas entre professores e entre estudan- tes [...] visamos agregar e dar visibilidade a um conjunto de evi- dências, que se vêm acumulando sobre a importante contri- buição do trabalho colaborativo. A revi- são das investigações, assim como o entendi- mento do processo que o sustenta sugerem que esse tipo de atividade apresenta potencial para auxiliar no enfrentamento dos sérios desafios propostos pela escola atual em nosso país. A literatura indica que o desenvolvimento de atividades de maneira colegiada pode criar um ambiente rico em aprendizagens acadêmi- cas e sociais, tanto para estudantes como para professores, assim como proporcionar a estes um maior grau de satisfação profissio- nal. (DAMIANI 2008) Fórum— Pauta Abertura Matutino 8h—Acolhida, café com música 8h:30—Abertura, composição da mesa 8h:40— História: Caso do Miguel 9h:00—Apresentação das pastas: SEAA—Érika Vogel SOE—Elinéia Saldanha Ed. Especial: Ma. Sônia Ferreira 9h:15—Trabalho colaborativo: Ma. Raquel de Alcân- tara M. Molina 10:45— Momento para questionamentos 11:30—Encerramento QUEIXA ESCOLAR A quantidade de encaminhamentos de crianças para espe- cialistas; pedidos de avaliação psicológica; crianças que não acompanham o conteúdo que está sendo ensinado; crianças que agem de forma agressiva com o outro... Quando impera a pergunta “o que a criança tem ?“ predo- mina um trabalho em relação ao que “falta a ela ter”. Embora a maioria de nós reconheça que “a dispersão”, “o não querer fazer a lição”, “o agredir”, não existem como entidades, isto é, adquirem sentido dependendo das rela- ções nas quais estes acontecimentos se dão e são produ- zidos. Assim, cria-se um ciclo vicioso no qual nossos dis- cursos tendem a intensificar aquilo que queremos mudar. As palavras produzem realidades. [...] Como todos os acontecimentos são engendrados numa trama social. Se nosso objeto é um campo de forças do qual fazemos parte e no qual se viabiliza a possibilidade de alteração das histórias escolares, nossa tarefa pressupõe intensificarmos o pensar com as crianças, com os vários professores e com os pais, a produção da queixa escolar. Dessa forma poderemos falar desse campo, do quanto conseguimos imprimir algum movimento de cristalização ou fluidez das relações, da intensidade e do movimento dos fenômenos que se apresentam. (MACHADO, 1997) O trabalho colaborativo