SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Planejamento Mulheres
Mil – IFMT
2013 - 2014
Reunião CODIR - 27 e 28/05/2013
MULHERES MIL - O INICIAR
Cooperação Brasil-Canadá
 Parceria entre Niagara College e CEFETRN – 2003/2004 - Ampliação da cooperação
envolvendo os CEFETs AM, PA, CE e BA.
­ Conclusão em 2005 com a formação de 60 mulheres
 Consolidação da cooperação – Projeto Piloto
­ Envolvimento dos CEFETs de 13 Estados das Regiões Norte e Nordeste e um
amplo conjunto de parceiros
­ Foco na promoção da equidade, inclusão social, acesso à educação de
qualidade e ao mundo do trabalho, cidadania e desenvolvimento local
2
MULHERES MIL – O NOVO CICLO
Governo Brasileiro, SETEC, CONIF, MDS, SDH, SPM e OEI
 Compreendem a necessidade da ampliação, aprofundamento e
perenidade da ação.
 O Programa Mulheres Mil é reconhecido como Política Pública
afirmativa, de inclusão social e de equidade.
 Portaria n° 1.015, de 21 de julho de 2011, institui o Programa Nacional
Mulheres Mil.
 O Programa integra o Plano Brasil Sem Miséria.
3
4
POR QUE NOS IF's?
 Lei n.º 11.892/2008, art.2, §2, art.6º, §I, IV, IX; art.7º, §II, V; que cria
mecanismos para a promoção do acesso das populações tradicionalmente
afastadas da possibilidade de inclusão ao conhecimento, à tecnologia e à
inovação gerados nos Institutos Federais de Educação, Ciência e
Tecnologia .
ACESSO
instrumento de inclusão, promotor de permanência no
ambiente dos Institutos e no mundo do trabalho, por meio da
mudança de concepção de acesso meritocrático e seletivo para
um acesso inclusivo e afirmativo.
 Esta concepção de acesso inclusivo reconhece e valoriza os saberes
construídos na comunidade, possibilitando uma oportunidade de diálogo
com as diversidades, ao integrar o conhecimento acadêmico ao itinerário
formativo dessas mulheres e dos alunos não convencionais.
5
MULHERES MIL: OBJETIVO GERAL
O programa tem como objetivo oferecer as bases de
uma política social de inclusão e gênero, possibilitando
que mulheres entre 16 a 70 anos, com baixos índices de
escolaridade e em situação de vulnerabilidade social
tenham acesso à educação profissional, ao emprego e
renda.
6
MULHERES MIL – OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1. Possibilitar, através da formação e da elevação da escolaridade, o
aumento na qualidade de vida e no potencial de empregabilidade das
mulheres e, consequentemente, de suas famílias e de suas comunidades.
2. Fomentar a equidade de gênero, a emancipação e o empoderamento das
mulheres pelo acesso à educação e ao mundo do trabalho.
3. Estabelecer diálogos e parcerias com o mundo do trabalho para
possibilitar o ingresso e a permanência das mulheres nos seus empregos e
empreendimentos.
7
Ser instrumento facilitador no processo de implantação e
implementação de programas, projetos e ações de
qualificação e formação profissional, estruturação de
empreendimentos, desenvolvimento sustentável de
comunidades e de populações desfavorecidas e alunas
não convencionais.
8
MULHERES MIL: DESAFIOS NA ARTICULAÇÃO
Vídeo Mulheres Mil:
“Eu tenho um sonho”
9
Projeto: Adaptação entre Mulheres Mil e
PRONATEC
TABELA DE EQUIVALÊNCIA MULHERES MIL E PRONATEC
IFMT
MULHERES MIL PRONATEC
Gestor Institucional
Coordenador Geral ou
Coordenador Adjunto Geral
Gestor Local Coordenador Adjunto
Assistente Social, Psicólogo,
Médico, Odontólogo,
Psicopedagogo
Orientador
Educador da área educacional Supervisor
Educador da área administrativa Apoio Administrativo
Docente Professor
10
REITOR
PROEX
DIRETORIA DE
EXTENSÃO
COORDENAÇÃO
GERAL PRONATEC
COORDENAÇÃO
ADJUNTA GERAL
PRONATEC
GESTÃO INSTITUCIONAL MULHERES MIL /
COORDENAÇÃO ADJUNTA GERAL
MULHERES MIL
GESTÃO LOCAL MULHERES MIL /
COORDENAÇÃO ADJUNTA
MULHERES MIL NOS CAMPI
COORDENAÇÃO
ADJUNTA PRONATEC
NOS CAMPI
Organograma
11
Cálculo de Viabilidade e Meta...
Proposta de Meta 1 – por Campus (Via PRONATEC)
FIC de 5 meses 2013 2014 TOTAL
Nº de Mulheres Matriculadas 100 100 200
Duração do Curso (em horas) 200 200 400
10 10 10
Orçamento R$ 200.000,00 R$ 200.000,00 R$ 400.000,00
Valor hora-aluno (R$)
Proposta de Meta 2 – por Campus (Via PRONATEC)
FIC de 5 meses 2013 2014 TOTAL
Nº de Mulheres Matriculadas 150 150 300
Duração do Curso (em horas) 200 200 400
10 10 10
Orçamento R$ 300.000,00 R$ 300.000,00 R$ 600.000,00
Valor hora-aluno (R$)
Via LOA são R$ 100.000,00/campus, sem possibilidade de remunerar colaboradores,
porém com viabilidade de aquisição de material permanente
12
...Cálculo de Viabilidade e Meta
Colaboradores Quantidade Horas/Mês Bolsa/Mês Em 5 meses*
Coordenador Adjunto 1 R$ 44,00 80 R$ 3.520,00 R$ 17.600,00
Orientador 5 R$ 36,00 40 R$ 7.200,00 R$ 36.000,00
Supervisor 1 R$ 36,00 40 R$ 1.440,00 R$ 7.200,00
Apoio Administrativo 1 R$ 18,00 40 R$ 720,00 R$ 3.600,00
Professor --- R$ 50,00 40 R$ 2.000,00 R$ 10.000,00
Bolsa Formação 100 R$ 150,00 R$ 15.000,00 R$ 75.000,00
TOTAL R$ 29.880,00 R$ 149.400,00
Valor hora-trabalho
Obs: Estimativa para um Curso FIC de 200 horas distribuídas em 5 meses.
13
Cronograma de Reuniões, Capacitações
e Audiências Públicas...
Nº Atividade Assunto Data
06
Reunião com Gestores
Locais (Videoconferência)
- Apresentação da Gestão Institucional;
- Apresentação dos Gestores Locais para
reconhecimento;
- Iniciar as atividades;
04/06/2013
07
Capacitação de Gestores
Locais para adaptação
entre Mulheres Mil e
PRONATEC
- Entendimento e Execução da Metodologia
de Acesso, Permanência e Êxito;
- Operação do SISTEC;
- Gestão Financeira (Aquisições: transporte,
lanche, seguro, material escolar, pagamento
de bolsas);
- Gestão Acadêmica (PPC, Técnico, Sala de
Acesso, Mapa da Vida);
- Troca de Experiências
26, 27 e
28/06/2013
14
...Cronograma de Reuniões,
Capacitações e Audiências Públicas...
Nº Atividade Assunto Data
08
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Cuiabá-Octayde Jorge
da Silva - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
01/07/2013
09
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Cuiabá-Bela Vista - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
02/07/2013
10
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Sorriso - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
03/07/2013
11
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Confresa - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
08/07/2013
15
...Cronograma de Reuniões,
Capacitações e Audiências Públicas...
Nº Atividade Assunto Data
12
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Barra do Garças - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
09/07/2013
13
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Rondonópolis - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
10/07/2013
14
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus São Vicente - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
11/07/2013
15
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Campo Novo do
Parecis - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres Mil à
comunidade escolar e local promovendo
a sensibilização e fortalecendo a Gestão
Local;
15/07/2013
16
...Cronograma de Reuniões,
Capacitações e Audiências Públicas
Nº Atividade Assunto Data
16
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Juína - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres
Mil à comunidade escolar e local
promovendo a sensibilização e
fortalecendo a Gestão Local;
16/07/2013
17
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Pontes e Lacerda -
9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres
Mil à comunidade escolar e local
promovendo a sensibilização e
fortalecendo a Gestão Local;
17/07/2013
18
Visita e Reunião com a Comunidade
Escolar do campus Cáceres - 9h
Audiência Pública - 15h
- Apresentar o Programa Mulheres
Mil à comunidade escolar e local
promovendo a sensibilização e
fortalecendo a Gestão Local;
18/07/2013
17
Muito Obrigada e
Bom Trabalho!!
Contato: mulheresmil@ifmt.edu.br,
elenice.santos@ifmt.edu.br
3616-4131 ou 9912-9324
18

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação escolas tempo integral escola de formação
Apresentação escolas tempo integral  escola de formaçãoApresentação escolas tempo integral  escola de formação
Apresentação escolas tempo integral escola de formação
angelagjsilva
 
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paranáOs desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
Maicon Alentejo
 
Slides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 netSlides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 net
deplage
 
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
CAEI
 
FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010
tecampinasoeste
 
Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica
Programa de Pós-Graduação em Economia DomésticaPrograma de Pós-Graduação em Economia Doméstica
Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica
Fórum Pesquisa CCH
 
Apresentação programa teip3 versão final
Apresentação programa teip3   versão finalApresentação programa teip3   versão final
Apresentação programa teip3 versão final
programateip
 

Mais procurados (20)

Manifesto Lista I - NAE-ESTGA
Manifesto Lista I - NAE-ESTGAManifesto Lista I - NAE-ESTGA
Manifesto Lista I - NAE-ESTGA
 
Apresentação semecd
Apresentação semecdApresentação semecd
Apresentação semecd
 
Referencial de educacao_para_o_desenvolvimento
Referencial de educacao_para_o_desenvolvimentoReferencial de educacao_para_o_desenvolvimento
Referencial de educacao_para_o_desenvolvimento
 
Apresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centroApresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centro
 
Apresentação escolas tempo integral escola de formação
Apresentação escolas tempo integral  escola de formaçãoApresentação escolas tempo integral  escola de formação
Apresentação escolas tempo integral escola de formação
 
Apresentação Cursos Técnico Superiores Profissionais UAlg
Apresentação Cursos Técnico Superiores Profissionais UAlgApresentação Cursos Técnico Superiores Profissionais UAlg
Apresentação Cursos Técnico Superiores Profissionais UAlg
 
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paranáOs desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
Os desafios atuais da educação e da escola de tempo integral maio 2012, paraná
 
Pequeno Eco Cidadão
Pequeno Eco CidadãoPequeno Eco Cidadão
Pequeno Eco Cidadão
 
GAAF EAD Lisbon_150311
GAAF EAD Lisbon_150311GAAF EAD Lisbon_150311
GAAF EAD Lisbon_150311
 
Encontro cdce 2013
Encontro cdce 2013Encontro cdce 2013
Encontro cdce 2013
 
Slides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 netSlides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 net
 
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
(3) 09.00 Celso Costa (Louvre II, 25.04)
 
Formacao Pela Escola
Formacao Pela Escola Formacao Pela Escola
Formacao Pela Escola
 
CHAPA 1
CHAPA 1CHAPA 1
CHAPA 1
 
Apresentação Saberes da Terra MEC
Apresentação Saberes da Terra MECApresentação Saberes da Terra MEC
Apresentação Saberes da Terra MEC
 
FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010
 
Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica
Programa de Pós-Graduação em Economia DomésticaPrograma de Pós-Graduação em Economia Doméstica
Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica
 
Apresentação Saberes da Terra
Apresentação Saberes da TerraApresentação Saberes da Terra
Apresentação Saberes da Terra
 
Apresentação programa teip3 versão final
Apresentação programa teip3   versão finalApresentação programa teip3   versão final
Apresentação programa teip3 versão final
 
Mais Educação 2
Mais Educação 2Mais Educação 2
Mais Educação 2
 

Destaque

Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
Camila Valentim Brei
 
Desigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNeroDesigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNero
guestf0ccd3
 
Movimiento feminista
Movimiento feminista Movimiento feminista
Movimiento feminista
watashides
 
Apresentação dia da mulher
Apresentação dia da mulherApresentação dia da mulher
Apresentação dia da mulher
Glayson Sombra
 
Mulher do século xx vs mulher do século xxi
Mulher do século xx vs mulher do século xxiMulher do século xx vs mulher do século xxi
Mulher do século xx vs mulher do século xxi
WAGNER OLIVEIRA
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
johis14
 
Material completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
Material completo sobre o FEMINISMO - SociologiaMaterial completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
Material completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
Ana Maciel
 

Destaque (20)

MOVIMENTO FEMINISTA
MOVIMENTO FEMINISTAMOVIMENTO FEMINISTA
MOVIMENTO FEMINISTA
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
A mulher e o mercado de trabalho
A mulher e o mercado de trabalhoA mulher e o mercado de trabalho
A mulher e o mercado de trabalho
 
O trabalho da mulher
O trabalho da mulherO trabalho da mulher
O trabalho da mulher
 
Movimento de Mulheres (Feminismo) Brasil/Piauí
Movimento de Mulheres (Feminismo) Brasil/PiauíMovimento de Mulheres (Feminismo) Brasil/Piauí
Movimento de Mulheres (Feminismo) Brasil/Piauí
 
A Mulher no Mercado de Trabalho
A Mulher no Mercado de TrabalhoA Mulher no Mercado de Trabalho
A Mulher no Mercado de Trabalho
 
Projeto mulheres e cidadania
Projeto mulheres e cidadaniaProjeto mulheres e cidadania
Projeto mulheres e cidadania
 
Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
Projeto Dia Internacional da Mulher 2010.
 
Desigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNeroDesigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNero
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
 
Movimiento feminista
Movimiento feminista Movimiento feminista
Movimiento feminista
 
Movimento feminista
Movimento feminista Movimento feminista
Movimento feminista
 
História da mulher no mercado de trabalho
História da mulher no mercado de trabalhoHistória da mulher no mercado de trabalho
História da mulher no mercado de trabalho
 
Apresentação dia da mulher
Apresentação dia da mulherApresentação dia da mulher
Apresentação dia da mulher
 
Mulher do século xx vs mulher do século xxi
Mulher do século xx vs mulher do século xxiMulher do século xx vs mulher do século xxi
Mulher do século xx vs mulher do século xxi
 
Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da MulherDia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
A Trajetória do poder da mulher: do lar ao mercado de trabalho
A Trajetória do poder da mulher: do lar ao mercado de trabalho A Trajetória do poder da mulher: do lar ao mercado de trabalho
A Trajetória do poder da mulher: do lar ao mercado de trabalho
 
Direitos da mulher
Direitos da mulherDireitos da mulher
Direitos da mulher
 
Material completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
Material completo sobre o FEMINISMO - SociologiaMaterial completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
Material completo sobre o FEMINISMO - Sociologia
 

Semelhante a Mulheres mil codir (2)

Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Rozinaldo Cardoso
 
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Rozinaldo Cardoso
 
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Rozinaldo Cardoso
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Rozinaldo Cardoso
 
Apresentação do plano de ação 2013
Apresentação do plano de ação   2013Apresentação do plano de ação   2013
Apresentação do plano de ação 2013
Karina Tafre
 
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
Joana Rebelo
 
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
gisianevieiraanana
 

Semelhante a Mulheres mil codir (2) (20)

Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
 
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
 
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
(ConSePS 2015) imersão 1
(ConSePS 2015) imersão 1 (ConSePS 2015) imersão 1
(ConSePS 2015) imersão 1
 
Organização e planejamento da rede pública municipal de ensino na oferta de v...
Organização e planejamento da rede pública municipal de ensino na oferta de v...Organização e planejamento da rede pública municipal de ensino na oferta de v...
Organização e planejamento da rede pública municipal de ensino na oferta de v...
 
Monografia andreia gasparino fernandes
Monografia andreia gasparino fernandesMonografia andreia gasparino fernandes
Monografia andreia gasparino fernandes
 
Apresentação do plano de ação 2013
Apresentação do plano de ação   2013Apresentação do plano de ação   2013
Apresentação do plano de ação 2013
 
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisExpandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
 
Apresentaçãoflac
ApresentaçãoflacApresentaçãoflac
Apresentaçãoflac
 
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
 
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
 
Apostila ed infantil
Apostila ed infantilApostila ed infantil
Apostila ed infantil
 
PPC- Cuidador infantil
PPC- Cuidador infantilPPC- Cuidador infantil
PPC- Cuidador infantil
 
PPP 2016 dialogado 18-03-16
PPP 2016 dialogado 18-03-16PPP 2016 dialogado 18-03-16
PPP 2016 dialogado 18-03-16
 
Programa de governo adelmo25
Programa de governo adelmo25Programa de governo adelmo25
Programa de governo adelmo25
 
Apresentação CIEE
Apresentação CIEEApresentação CIEE
Apresentação CIEE
 
PLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS
PLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOSPLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS
PLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS
 
2061 1
2061 12061 1
2061 1
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Mulheres mil codir (2)

  • 1. Planejamento Mulheres Mil – IFMT 2013 - 2014 Reunião CODIR - 27 e 28/05/2013
  • 2. MULHERES MIL - O INICIAR Cooperação Brasil-Canadá  Parceria entre Niagara College e CEFETRN – 2003/2004 - Ampliação da cooperação envolvendo os CEFETs AM, PA, CE e BA. ­ Conclusão em 2005 com a formação de 60 mulheres  Consolidação da cooperação – Projeto Piloto ­ Envolvimento dos CEFETs de 13 Estados das Regiões Norte e Nordeste e um amplo conjunto de parceiros ­ Foco na promoção da equidade, inclusão social, acesso à educação de qualidade e ao mundo do trabalho, cidadania e desenvolvimento local 2
  • 3. MULHERES MIL – O NOVO CICLO Governo Brasileiro, SETEC, CONIF, MDS, SDH, SPM e OEI  Compreendem a necessidade da ampliação, aprofundamento e perenidade da ação.  O Programa Mulheres Mil é reconhecido como Política Pública afirmativa, de inclusão social e de equidade.  Portaria n° 1.015, de 21 de julho de 2011, institui o Programa Nacional Mulheres Mil.  O Programa integra o Plano Brasil Sem Miséria. 3
  • 4. 4
  • 5. POR QUE NOS IF's?  Lei n.º 11.892/2008, art.2, §2, art.6º, §I, IV, IX; art.7º, §II, V; que cria mecanismos para a promoção do acesso das populações tradicionalmente afastadas da possibilidade de inclusão ao conhecimento, à tecnologia e à inovação gerados nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia . ACESSO instrumento de inclusão, promotor de permanência no ambiente dos Institutos e no mundo do trabalho, por meio da mudança de concepção de acesso meritocrático e seletivo para um acesso inclusivo e afirmativo.  Esta concepção de acesso inclusivo reconhece e valoriza os saberes construídos na comunidade, possibilitando uma oportunidade de diálogo com as diversidades, ao integrar o conhecimento acadêmico ao itinerário formativo dessas mulheres e dos alunos não convencionais. 5
  • 6. MULHERES MIL: OBJETIVO GERAL O programa tem como objetivo oferecer as bases de uma política social de inclusão e gênero, possibilitando que mulheres entre 16 a 70 anos, com baixos índices de escolaridade e em situação de vulnerabilidade social tenham acesso à educação profissional, ao emprego e renda. 6
  • 7. MULHERES MIL – OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Possibilitar, através da formação e da elevação da escolaridade, o aumento na qualidade de vida e no potencial de empregabilidade das mulheres e, consequentemente, de suas famílias e de suas comunidades. 2. Fomentar a equidade de gênero, a emancipação e o empoderamento das mulheres pelo acesso à educação e ao mundo do trabalho. 3. Estabelecer diálogos e parcerias com o mundo do trabalho para possibilitar o ingresso e a permanência das mulheres nos seus empregos e empreendimentos. 7
  • 8. Ser instrumento facilitador no processo de implantação e implementação de programas, projetos e ações de qualificação e formação profissional, estruturação de empreendimentos, desenvolvimento sustentável de comunidades e de populações desfavorecidas e alunas não convencionais. 8 MULHERES MIL: DESAFIOS NA ARTICULAÇÃO
  • 9. Vídeo Mulheres Mil: “Eu tenho um sonho” 9
  • 10. Projeto: Adaptação entre Mulheres Mil e PRONATEC TABELA DE EQUIVALÊNCIA MULHERES MIL E PRONATEC IFMT MULHERES MIL PRONATEC Gestor Institucional Coordenador Geral ou Coordenador Adjunto Geral Gestor Local Coordenador Adjunto Assistente Social, Psicólogo, Médico, Odontólogo, Psicopedagogo Orientador Educador da área educacional Supervisor Educador da área administrativa Apoio Administrativo Docente Professor 10
  • 11. REITOR PROEX DIRETORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO GERAL PRONATEC COORDENAÇÃO ADJUNTA GERAL PRONATEC GESTÃO INSTITUCIONAL MULHERES MIL / COORDENAÇÃO ADJUNTA GERAL MULHERES MIL GESTÃO LOCAL MULHERES MIL / COORDENAÇÃO ADJUNTA MULHERES MIL NOS CAMPI COORDENAÇÃO ADJUNTA PRONATEC NOS CAMPI Organograma 11
  • 12. Cálculo de Viabilidade e Meta... Proposta de Meta 1 – por Campus (Via PRONATEC) FIC de 5 meses 2013 2014 TOTAL Nº de Mulheres Matriculadas 100 100 200 Duração do Curso (em horas) 200 200 400 10 10 10 Orçamento R$ 200.000,00 R$ 200.000,00 R$ 400.000,00 Valor hora-aluno (R$) Proposta de Meta 2 – por Campus (Via PRONATEC) FIC de 5 meses 2013 2014 TOTAL Nº de Mulheres Matriculadas 150 150 300 Duração do Curso (em horas) 200 200 400 10 10 10 Orçamento R$ 300.000,00 R$ 300.000,00 R$ 600.000,00 Valor hora-aluno (R$) Via LOA são R$ 100.000,00/campus, sem possibilidade de remunerar colaboradores, porém com viabilidade de aquisição de material permanente 12
  • 13. ...Cálculo de Viabilidade e Meta Colaboradores Quantidade Horas/Mês Bolsa/Mês Em 5 meses* Coordenador Adjunto 1 R$ 44,00 80 R$ 3.520,00 R$ 17.600,00 Orientador 5 R$ 36,00 40 R$ 7.200,00 R$ 36.000,00 Supervisor 1 R$ 36,00 40 R$ 1.440,00 R$ 7.200,00 Apoio Administrativo 1 R$ 18,00 40 R$ 720,00 R$ 3.600,00 Professor --- R$ 50,00 40 R$ 2.000,00 R$ 10.000,00 Bolsa Formação 100 R$ 150,00 R$ 15.000,00 R$ 75.000,00 TOTAL R$ 29.880,00 R$ 149.400,00 Valor hora-trabalho Obs: Estimativa para um Curso FIC de 200 horas distribuídas em 5 meses. 13
  • 14. Cronograma de Reuniões, Capacitações e Audiências Públicas... Nº Atividade Assunto Data 06 Reunião com Gestores Locais (Videoconferência) - Apresentação da Gestão Institucional; - Apresentação dos Gestores Locais para reconhecimento; - Iniciar as atividades; 04/06/2013 07 Capacitação de Gestores Locais para adaptação entre Mulheres Mil e PRONATEC - Entendimento e Execução da Metodologia de Acesso, Permanência e Êxito; - Operação do SISTEC; - Gestão Financeira (Aquisições: transporte, lanche, seguro, material escolar, pagamento de bolsas); - Gestão Acadêmica (PPC, Técnico, Sala de Acesso, Mapa da Vida); - Troca de Experiências 26, 27 e 28/06/2013 14
  • 15. ...Cronograma de Reuniões, Capacitações e Audiências Públicas... Nº Atividade Assunto Data 08 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Cuiabá-Octayde Jorge da Silva - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 01/07/2013 09 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Cuiabá-Bela Vista - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 02/07/2013 10 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Sorriso - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 03/07/2013 11 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Confresa - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 08/07/2013 15
  • 16. ...Cronograma de Reuniões, Capacitações e Audiências Públicas... Nº Atividade Assunto Data 12 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Barra do Garças - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 09/07/2013 13 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Rondonópolis - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 10/07/2013 14 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus São Vicente - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 11/07/2013 15 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Campo Novo do Parecis - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 15/07/2013 16
  • 17. ...Cronograma de Reuniões, Capacitações e Audiências Públicas Nº Atividade Assunto Data 16 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Juína - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 16/07/2013 17 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Pontes e Lacerda - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 17/07/2013 18 Visita e Reunião com a Comunidade Escolar do campus Cáceres - 9h Audiência Pública - 15h - Apresentar o Programa Mulheres Mil à comunidade escolar e local promovendo a sensibilização e fortalecendo a Gestão Local; 18/07/2013 17
  • 18. Muito Obrigada e Bom Trabalho!! Contato: mulheresmil@ifmt.edu.br, elenice.santos@ifmt.edu.br 3616-4131 ou 9912-9324 18