SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
COMO ESCREVER UM
CONTO?
Workshop de Escrita criativa com Isabela Figueiredo
O que é um conto?
 O conto é uma narrativa breve.
 O conto obedece a uma estrutura, para ter coesão.
 O conto é constituído por determinados elementos,
designados “Categorias da narrativa”.
Categorias da narrativa
 As “Categorias da narrativa” são os elementos que
constituem a história:
 Ação – o que acontece, qual a história
 Tempo – quando acontece
 Espaço – onde se passa a ação
 Personagens – quem intervém na ação, quem
age
 Narrador – quem conta a história
Categorias da narrativa
 A escritora Isabela Figueiredo, em sessão com
alunos da ESARS no dia 6 de março de 2020,
identificou as categorias da narrativa com objetos
simbólicos:
 Ação – um poliedro
 Tempo – uma vela a arder
 Espaço – um globo terrestre
 Personagens – folhas de alfarroba
 Narrador – um sino
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Ação
Atomium, Bruxelas, Bélgica
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Ação
A ação consiste nos acontecimentos da história, que
podem ter diferentes perspetivas, tal como um poliedro
tem diversas faces.
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Tempo
O tempo passa, assim como a vela vai ardendo.
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Espaço
A história decorre num determinado lugar, que
pode ser físico ou imaginário. O espaço é
constituído por todos os lugares (interiores ou
exteriores) que servem de cenário da ação e nos
quais as personagens se movimentam.
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Personagens
Cada personagem é diferente da outra, tal como
as folhas de alfarroba. São os seres que agem na
história (pessoas, animais ou outros seres com um
papel na narrativa).
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Personagens
Num conto, existem poucas personagens, ao
contrário do que acontece num romance.
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Narrador
O narrador é aquele que conta a história, como
um sino que toca. Geralmente, o narrador conta a
história na 3ª pessoa. Pode participar como
personagem ou não.
Categorias da narrativa
 Objetos simbólicos:
 Narrador
Por vezes, o narrador faz comentários acerca das
personagens ou dos acontecimentos.
Plano do conto
 Antes de começar a redigir o conto:
 Reunir todas as informações dadas: quais os
elementos obrigatórios? (Foram dadas indicações a
cada grupo sobre personagens e local onde se
passa a ação).
 Registar os tópicos essenciais: Qual a
personagem principal? O que vai acontecer? Onde?
Quando?
Plano do conto
 Registar outros tópicos:
 Como é a personagem principal? (Definir
alguns traços, pensar nalguma característica que
se mantém ao longo do conto, para prender o
leitor).
 Existem outras personagens? O que fazem ou
dizem? Onde? Quando?
 Como é o local da ação? (Descrever em poucas
palavras).
Plano do conto
 Registar outros tópicos:
 Existe algum suspense?
 Qual o segredo que vai prender o leitor até ao
fim?
 Como encadear as ações?
 Vão revelar o final ou deixar em aberto?
 …
Redação do conto
 Ler os tópicos e começar a escrever as frases
completas, contando a história e descrevendo
brevemente as personagens e os locais.
 Usar diálogos.
 Dar uma sequência aos acontecimentos, indicando a
sucessão das ações. Ex: Um dia…, algum tempo
depois…, mais tarde…, por fim…
Redação do conto
 Evitar repetições, variar o vocabulário
 Usar conectores.
Exemplos para indicar o início da ação / história:
Um dia…
Certo dia…
Era uma vez…
Naquele tempo…
Numa bela manhã…
Redação do conto
Exemplos para indicar o avançar da ação:
Depois…
Mais tarde…
Algum tempo depois…
A seguir…
Seguidamente…
Redação do conto
Exemplos para indicar o fim da história:
Por fim…
Finalmente…
Anos mais tarde…
Como terminar o conto?
 Uma narrativa pode ser fechada ou aberta.
 A narrativa fechada conta o final da história, o
que aconteceu às personagens, como tudo acabou.
 A narrativa aberta deixa em suspenso o final e
permite ao leitor imaginar o desfecho.
Como terminar o conto?
 O conto pode terminar como narrativa fechada ou
como narrativa aberta.
 De qualquer modo, o conto deve procurar um final
inesperado, surpreendente, para cativar o leitor .
Como terminar o conto?
Introduzir suspense:
De repente…
Inesperadamente…
Surpreendentemente…
Sem que ninguém se apercebesse…
Sem ninguém estar à espera…
Ao contrário do esperado…
Revisão do texto
 Depois de escrever o conto, reler e verificar:
 a história é interessante, imaginativa?
 o conto tem princípio, meio e fim?
 existe encadeamento das ações?
 é clara a ação ou função de cada personagem?
 o vocabulário é variado, evitando repetições
desnecessárias?
 o conto tem um final inesperado?
Revisão do texto
 Depois de escrever o conto, reler e verificar:
 a pontuação está correta, incluindo nos diálogos?
 o conto contém no máximo 4 páginas?
 o conto tem o nome de todos membros do grupo?
 o texto tem data de entrega?
 o texto obedece ao formato pedido? (Arial 12, espaçamento
1,5, alinhamento justificado)
Revisão e envio do texto
 Se responderam afirmativamente a todas as
questões, enviem o texto por mail para a
professora de português até 25 de março.
 Os contos serão enviados para a escritora, através
da professora bibliotecária.
Notas finais
 Dada a situação especial que vivemos, o próximo
encontro com a escritora Isabela Figueiredo poderá
ser feito a partir de uma plataforma digital.
Notas finais
 Nenhum texto ficará por ler.
 Serão atribuídos os prémios em momento oportuno.
 Votos de bom trabalho e muita saúde para todos!
Produção
Biblioteca Escolar
biblioteca@esars.pt
março de 2020
Maria Carla Crespo
(Professora bibliotecária)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Gênero textual - biografia
Gênero textual - biografiaGênero textual - biografia
Gênero textual - biografia
 
Gênero de texto conto
Gênero de texto contoGênero de texto conto
Gênero de texto conto
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
O Texto Narrativo
O Texto NarrativoO Texto Narrativo
O Texto Narrativo
 
O texto narrativo ppt
O texto narrativo pptO texto narrativo ppt
O texto narrativo ppt
 
Texto informativo 1
Texto informativo 1Texto informativo 1
Texto informativo 1
 
Notícia gênero textual
Notícia gênero textualNotícia gênero textual
Notícia gênero textual
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
GêNero Textual Carta
GêNero Textual CartaGêNero Textual Carta
GêNero Textual Carta
 
Contos
ContosContos
Contos
 
Conto Fantástico
Conto FantásticoConto Fantástico
Conto Fantástico
 
Questões sobre o livro "A arvore que dava dinheiro", de Domingos Pellegrini
Questões sobre o livro "A arvore que dava dinheiro", de Domingos PellegriniQuestões sobre o livro "A arvore que dava dinheiro", de Domingos Pellegrini
Questões sobre o livro "A arvore que dava dinheiro", de Domingos Pellegrini
 
A reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasA reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e características
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Oficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhosOficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhos
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 

Semelhante a Guião: Como escrever um conto

Slide Escrevendo Crônica
Slide Escrevendo CrônicaSlide Escrevendo Crônica
Slide Escrevendo CrônicaJomari
 
Categorias Narrativa 2
Categorias Narrativa 2Categorias Narrativa 2
Categorias Narrativa 2guestd825828
 
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. Alex
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. AlexLeitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. Alex
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. AlexAlex Santos
 
Noções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficaNoções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficadesignuna
 
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisão
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisãoElementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisão
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisãoNastrilhas da lingua portuguesa
 
Plano de aula Pedagogia 2013
Plano de aula Pedagogia 2013Plano de aula Pedagogia 2013
Plano de aula Pedagogia 2013Alana Barbosa
 
Plano de aula pedagogia 2013 ufopa
Plano de aula pedagogia 2013 ufopaPlano de aula pedagogia 2013 ufopa
Plano de aula pedagogia 2013 ufopaAlana Barbosa
 
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr Scliar
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr ScliarSituação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr Scliar
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr ScliarMaria Rodrigues
 
Plano de aula aula 05-06
Plano de aula   aula 05-06Plano de aula   aula 05-06
Plano de aula aula 05-06Jocélio Lima
 

Semelhante a Guião: Como escrever um conto (10)

Slide Escrevendo Crônica
Slide Escrevendo CrônicaSlide Escrevendo Crônica
Slide Escrevendo Crônica
 
Categorias Narrativa 2
Categorias Narrativa 2Categorias Narrativa 2
Categorias Narrativa 2
 
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. Alex
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. AlexLeitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. Alex
Leitura compartilhada - Lenda - A Fonte da Juventude - Prof. Alex
 
Noções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficaNoções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográfica
 
Tipos de textos
Tipos de textosTipos de textos
Tipos de textos
 
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisão
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisãoElementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisão
Elementos da narrativa-conto-de-enigma-e-relato-pessoal-revisão
 
Plano de aula Pedagogia 2013
Plano de aula Pedagogia 2013Plano de aula Pedagogia 2013
Plano de aula Pedagogia 2013
 
Plano de aula pedagogia 2013 ufopa
Plano de aula pedagogia 2013 ufopaPlano de aula pedagogia 2013 ufopa
Plano de aula pedagogia 2013 ufopa
 
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr Scliar
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr ScliarSituação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr Scliar
Situação de Aprendizagem texto "Pausa" Moacyr Scliar
 
Plano de aula aula 05-06
Plano de aula   aula 05-06Plano de aula   aula 05-06
Plano de aula aula 05-06
 

Mais de Carla Crespo

Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021
Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021
Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021Carla Crespo
 
Lycoris Radiata - Texto original
Lycoris Radiata - Texto originalLycoris Radiata - Texto original
Lycoris Radiata - Texto originalCarla Crespo
 
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021Carla Crespo
 
O livro sem bonecos
O livro sem bonecosO livro sem bonecos
O livro sem bonecosCarla Crespo
 
A contradição humana
A contradição humanaA contradição humana
A contradição humanaCarla Crespo
 
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalho
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalhoProjeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalho
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalhoCarla Crespo
 
Protocolo de reabertura da Biblioteca Escolar
Protocolo de reabertura da Biblioteca EscolarProtocolo de reabertura da Biblioteca Escolar
Protocolo de reabertura da Biblioteca EscolarCarla Crespo
 
Trabalhos sobre o Pi
Trabalhos sobre o PiTrabalhos sobre o Pi
Trabalhos sobre o PiCarla Crespo
 
Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?Carla Crespo
 
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19Carla Crespo
 
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19Carla Crespo
 
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19  Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19 Carla Crespo
 
Netiqueta - Regras de cortesia na internet
Netiqueta - Regras de cortesia na internetNetiqueta - Regras de cortesia na internet
Netiqueta - Regras de cortesia na internetCarla Crespo
 
Plano BE ESARS E@D
Plano BE ESARS E@DPlano BE ESARS E@D
Plano BE ESARS E@DCarla Crespo
 
Correção de Questionário Sessão de literacia da informação
Correção de Questionário Sessão de literacia da informaçãoCorreção de Questionário Sessão de literacia da informação
Correção de Questionário Sessão de literacia da informaçãoCarla Crespo
 
Como fazer pesquisa para um trabalho
Como fazer pesquisa para um trabalhoComo fazer pesquisa para um trabalho
Como fazer pesquisa para um trabalhoCarla Crespo
 
E-book de Raul Brandão, A ilha azul
E-book de Raul Brandão, A ilha azulE-book de Raul Brandão, A ilha azul
E-book de Raul Brandão, A ilha azulCarla Crespo
 
E-book de Pessoa, Mensagem
E-book de Pessoa, MensagemE-book de Pessoa, Mensagem
E-book de Pessoa, MensagemCarla Crespo
 

Mais de Carla Crespo (20)

Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021
Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021
Avaliação da Biblioteca Escolar 2019-2021
 
Lycoris Radiata - Texto original
Lycoris Radiata - Texto originalLycoris Radiata - Texto original
Lycoris Radiata - Texto original
 
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021
Oeiras Internet Challenge ic prova nacional_28abril2021
 
O livro sem bonecos
O livro sem bonecosO livro sem bonecos
O livro sem bonecos
 
A contradição humana
A contradição humanaA contradição humana
A contradição humana
 
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalho
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalhoProjeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalho
Projeto "Leituras... com a biblioteca": guiões de trabalho
 
Protocolo de reabertura da Biblioteca Escolar
Protocolo de reabertura da Biblioteca EscolarProtocolo de reabertura da Biblioteca Escolar
Protocolo de reabertura da Biblioteca Escolar
 
MIBE 2020
MIBE 2020MIBE 2020
MIBE 2020
 
Gazeta de Lisboa
Gazeta de LisboaGazeta de Lisboa
Gazeta de Lisboa
 
Trabalhos sobre o Pi
Trabalhos sobre o PiTrabalhos sobre o Pi
Trabalhos sobre o Pi
 
Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?
 
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19
Ebook Ensinar e aprender em tempos de Covid 19
 
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
 
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19  Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
Saúde e atividades diárias. Medidas Gerais de Prevenção da COVID-19
 
Netiqueta - Regras de cortesia na internet
Netiqueta - Regras de cortesia na internetNetiqueta - Regras de cortesia na internet
Netiqueta - Regras de cortesia na internet
 
Plano BE ESARS E@D
Plano BE ESARS E@DPlano BE ESARS E@D
Plano BE ESARS E@D
 
Correção de Questionário Sessão de literacia da informação
Correção de Questionário Sessão de literacia da informaçãoCorreção de Questionário Sessão de literacia da informação
Correção de Questionário Sessão de literacia da informação
 
Como fazer pesquisa para um trabalho
Como fazer pesquisa para um trabalhoComo fazer pesquisa para um trabalho
Como fazer pesquisa para um trabalho
 
E-book de Raul Brandão, A ilha azul
E-book de Raul Brandão, A ilha azulE-book de Raul Brandão, A ilha azul
E-book de Raul Brandão, A ilha azul
 
E-book de Pessoa, Mensagem
E-book de Pessoa, MensagemE-book de Pessoa, Mensagem
E-book de Pessoa, Mensagem
 

Último

Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Centro Jacques Delors
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 

Guião: Como escrever um conto

  • 1. COMO ESCREVER UM CONTO? Workshop de Escrita criativa com Isabela Figueiredo
  • 2. O que é um conto?  O conto é uma narrativa breve.  O conto obedece a uma estrutura, para ter coesão.  O conto é constituído por determinados elementos, designados “Categorias da narrativa”.
  • 3. Categorias da narrativa  As “Categorias da narrativa” são os elementos que constituem a história:  Ação – o que acontece, qual a história  Tempo – quando acontece  Espaço – onde se passa a ação  Personagens – quem intervém na ação, quem age  Narrador – quem conta a história
  • 4. Categorias da narrativa  A escritora Isabela Figueiredo, em sessão com alunos da ESARS no dia 6 de março de 2020, identificou as categorias da narrativa com objetos simbólicos:  Ação – um poliedro  Tempo – uma vela a arder  Espaço – um globo terrestre  Personagens – folhas de alfarroba  Narrador – um sino
  • 5. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Ação Atomium, Bruxelas, Bélgica
  • 6. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Ação A ação consiste nos acontecimentos da história, que podem ter diferentes perspetivas, tal como um poliedro tem diversas faces.
  • 7. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Tempo O tempo passa, assim como a vela vai ardendo.
  • 8. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Espaço A história decorre num determinado lugar, que pode ser físico ou imaginário. O espaço é constituído por todos os lugares (interiores ou exteriores) que servem de cenário da ação e nos quais as personagens se movimentam.
  • 9. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Personagens Cada personagem é diferente da outra, tal como as folhas de alfarroba. São os seres que agem na história (pessoas, animais ou outros seres com um papel na narrativa).
  • 10. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Personagens Num conto, existem poucas personagens, ao contrário do que acontece num romance.
  • 11. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Narrador O narrador é aquele que conta a história, como um sino que toca. Geralmente, o narrador conta a história na 3ª pessoa. Pode participar como personagem ou não.
  • 12. Categorias da narrativa  Objetos simbólicos:  Narrador Por vezes, o narrador faz comentários acerca das personagens ou dos acontecimentos.
  • 13. Plano do conto  Antes de começar a redigir o conto:  Reunir todas as informações dadas: quais os elementos obrigatórios? (Foram dadas indicações a cada grupo sobre personagens e local onde se passa a ação).  Registar os tópicos essenciais: Qual a personagem principal? O que vai acontecer? Onde? Quando?
  • 14. Plano do conto  Registar outros tópicos:  Como é a personagem principal? (Definir alguns traços, pensar nalguma característica que se mantém ao longo do conto, para prender o leitor).  Existem outras personagens? O que fazem ou dizem? Onde? Quando?  Como é o local da ação? (Descrever em poucas palavras).
  • 15. Plano do conto  Registar outros tópicos:  Existe algum suspense?  Qual o segredo que vai prender o leitor até ao fim?  Como encadear as ações?  Vão revelar o final ou deixar em aberto?  …
  • 16. Redação do conto  Ler os tópicos e começar a escrever as frases completas, contando a história e descrevendo brevemente as personagens e os locais.  Usar diálogos.  Dar uma sequência aos acontecimentos, indicando a sucessão das ações. Ex: Um dia…, algum tempo depois…, mais tarde…, por fim…
  • 17. Redação do conto  Evitar repetições, variar o vocabulário  Usar conectores. Exemplos para indicar o início da ação / história: Um dia… Certo dia… Era uma vez… Naquele tempo… Numa bela manhã…
  • 18. Redação do conto Exemplos para indicar o avançar da ação: Depois… Mais tarde… Algum tempo depois… A seguir… Seguidamente…
  • 19. Redação do conto Exemplos para indicar o fim da história: Por fim… Finalmente… Anos mais tarde…
  • 20. Como terminar o conto?  Uma narrativa pode ser fechada ou aberta.  A narrativa fechada conta o final da história, o que aconteceu às personagens, como tudo acabou.  A narrativa aberta deixa em suspenso o final e permite ao leitor imaginar o desfecho.
  • 21. Como terminar o conto?  O conto pode terminar como narrativa fechada ou como narrativa aberta.  De qualquer modo, o conto deve procurar um final inesperado, surpreendente, para cativar o leitor .
  • 22. Como terminar o conto? Introduzir suspense: De repente… Inesperadamente… Surpreendentemente… Sem que ninguém se apercebesse… Sem ninguém estar à espera… Ao contrário do esperado…
  • 23. Revisão do texto  Depois de escrever o conto, reler e verificar:  a história é interessante, imaginativa?  o conto tem princípio, meio e fim?  existe encadeamento das ações?  é clara a ação ou função de cada personagem?  o vocabulário é variado, evitando repetições desnecessárias?  o conto tem um final inesperado?
  • 24. Revisão do texto  Depois de escrever o conto, reler e verificar:  a pontuação está correta, incluindo nos diálogos?  o conto contém no máximo 4 páginas?  o conto tem o nome de todos membros do grupo?  o texto tem data de entrega?  o texto obedece ao formato pedido? (Arial 12, espaçamento 1,5, alinhamento justificado)
  • 25. Revisão e envio do texto  Se responderam afirmativamente a todas as questões, enviem o texto por mail para a professora de português até 25 de março.  Os contos serão enviados para a escritora, através da professora bibliotecária.
  • 26. Notas finais  Dada a situação especial que vivemos, o próximo encontro com a escritora Isabela Figueiredo poderá ser feito a partir de uma plataforma digital.
  • 27. Notas finais  Nenhum texto ficará por ler.  Serão atribuídos os prémios em momento oportuno.  Votos de bom trabalho e muita saúde para todos!
  • 28. Produção Biblioteca Escolar biblioteca@esars.pt março de 2020 Maria Carla Crespo (Professora bibliotecária)