Infraestrutura e Logística 
Reflexos na Competitividade 
Enaex – Agosto, 2013 
Luciano Coutinho 
Presidente 
1
Brasil apresenta fundamentos compatíveis com o 
crescimento sustentável de Longo Prazo 
País possui fundamentos econômicos...
Políticas e ajustes recentes ampliarão a 
competitividade do país 
Mudanças recentes na economia contribuirão para 
elevar...
Demanda por infraestrutura: Entre 2005 e 2012 fluxo 
de veiculos aumentou 153% nas principais rodovias 
Brasil é um dos ma...
Ferrovias: Grande potencial de investimentos 
Transporte de Carga por ferrovias – milhões de toneladas 
290.5 
298.6 
310....
Movimentação de carga em portos cresceu anualmente 
4,6% entre 2004-2012 
Movimentação de Carga em Portos - Milhões de Ton...
58 
30 
35 
29 
% 
60 
50 
40 
Rodoviário 
Ferroviário 
Desafios: Equilibrar a Matriz brasileira do 
transporte de cargas ...
...Reduzir o custo logístico na produção e 
distribuição de mercadorias 
7% Transporte Estoque Armazenagem Administrativo ...
Infraestrutura logística: Investimentos são 
indispensáveis para a melhoria da competitividade 
Logistic Performance Index...
Perspectiva do Investimento 2013-2016 indicam que 
investimentos em infra apresentarão forte expansão 
Setores 2008-2011 2...
Logística representará 37% dos 
investimentos em infra 
Perspectivas de investimento em Infraestrutura 
(R$ billion de 201...
O Papel do BNDES no Financiamento à 
Infraestrutura 
Experiência de longa data na análise de projetos e no desenho 
de sol...
Condições de Financiamento dos 
investimentos em logística 
Setores 
Prazo total * 
(em anos) 
Carência ** 
(em anos) 
Par...
16.017 
Hidrelétricas 
Térmicas 
Nuclear 
Energias Alternativas 
Distribuidoras 
Transmissoras 
Ferrovias 
Rodovias 
Porto...
DATAS PREVISTAS PARA LEILÕES DE LOGÍSTICA, 
ENERGIA E PETRÓLEO E GÁS* 
Setor 
2013 2014 
Ago Set Out Nov Dez 1Trim 2Trim 
...
Ações do Governo criam condições para a 
expansão do financiamento privado 
Incentivos à emissão de Debêntures para Financ...
Investimentos em logística e infraestrutura 
serão fundamentais para o crescimento 
Indução da Integração econômica entre ...
Infraestrutura e Logística 
Reflexos na Competitividade 
Enaex – Agosto, 2013 
18
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Infraestrutura e Logística, reflexos na competitividade - Luciano Coutinho (Enaex)

965 visualizações

Publicada em

Apresentação feita pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Publicada em: Economia e finanças
  • Seja o primeiro a comentar

Infraestrutura e Logística, reflexos na competitividade - Luciano Coutinho (Enaex)

  1. 1. Infraestrutura e Logística Reflexos na Competitividade Enaex – Agosto, 2013 Luciano Coutinho Presidente 1
  2. 2. Brasil apresenta fundamentos compatíveis com o crescimento sustentável de Longo Prazo País possui fundamentos econômicos positivos: Mercado interno ainda possui potencial de expansão; Sistema bancário robusto; 2 Sólidos indicadores de solvência externa; Oportunidade relevantes de investimento
  3. 3. Políticas e ajustes recentes ampliarão a competitividade do país Mudanças recentes na economia contribuirão para elevar a competitividade do setor exportador: Desoneração de encargos patronais sobre a folha salarial; 3 Redução do custo de energia; Câmbio mais competitivo; Redução do custo de capital; Foco nos investimentos em infraestrutura logística (rodovias, ferrovias, portos, aeroportos).
  4. 4. Demanda por infraestrutura: Entre 2005 e 2012 fluxo de veiculos aumentou 153% nas principais rodovias Brasil é um dos maiores países que se utiliza do instrumento de concessão Tráfego em rodovias pedagiadas - milhões de veículos 1800 1600 1400 1200 1000 4 para rodovias: 55 concessionárias 15,5 mil km e marco regulatório maduro 501 419 230 800 600 400 200 Fonte: ABCR 643 657 707 769 1044 1363 1526 1631 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012
  5. 5. Ferrovias: Grande potencial de investimentos Transporte de Carga por ferrovias – milhões de toneladas 290.5 298.6 310.0 290.0 270.0 250.0 230.0 221.6 238.1 257.1 267.0 245.3 277.9 210.0 190.0 170.0 150.0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Fonte: ANTT TTrraannssppoorrttee ffeerrrroovviiáárriioo ddee ccaarrggaa:: CCrreesscciimmeennttoo mmééddiioo aannuuaall ddee 44,,66%% ((2000055--2001111)) 5
  6. 6. Movimentação de carga em portos cresceu anualmente 4,6% entre 2004-2012 Movimentação de Carga em Portos - Milhões de Toneladas 950 900 850 800 6 620.7 649.4 692.8 754.7 768.3 732.9 833.9 885.6 903.8 750 700 650 600 550 500 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Fonte: ANTAQ
  7. 7. 58 30 35 29 % 60 50 40 Rodoviário Ferroviário Desafios: Equilibrar a Matriz brasileira do transporte de cargas ... Participação por modal no transporte de carga no país 7 25 13 3.6 5 0.4 1 30 20 10 0 2005 2025 Aquaviário Dutoviário Aéreo Fonte: Plano Nacional de Logística e Transporte - PNLT (2009)
  8. 8. ...Reduzir o custo logístico na produção e distribuição de mercadorias 7% Transporte Estoque Armazenagem Administrativo 6% 5% 4% 3% Custos Logísticos comparados - % PIB 8 2% 1% 0% Brasil EUA Relação de custos - Brasil/EUA (US$/mil TKU): Ferroviário : 35% maior Rodoviário: 64% menor Aquaviário: 400% maior Dutoviário: 500% maior Aéreo : 72% maior Fonte: ILOS (2011)
  9. 9. Infraestrutura logística: Investimentos são indispensáveis para a melhoria da competitividade Logistic Performance Index do Banco Mundial Posição entre emergentes País Avaliação Geral Infraestrutura Embarque Internacional Rastreabilidade Celeridade África do Sul 2º 2º 2º 1º 3º China 3º 4º 4º 7º 8º Turquia 4º 3º 6º 5º 5º Malaysia 5º 5º 5º 5º 6º 9 Tailândia 12º 18º 11º 19º 15º Chile 13º 12º 19º 15º 30º Brasil 18º 20º 16º 10º 24º Índia 19º 28º 27º 27º 20º México 20º 21º 18º 23º 30º Argentina 22º 25º 8º 13º 44º Indonésia 32º 57º 30º 25º 17º Peru 33º 39º 39º 33º 36º Rússia 67º 69º 78º 51º 66º Brasil ocupa a 2º posição na América Latina, e a 18º entre emergentes Fonte: Banco Mundial
  10. 10. Perspectiva do Investimento 2013-2016 indicam que investimentos em infra apresentarão forte expansão Setores 2008-2011 2013-2016 Variação Acumulada Em R$ bilhões de 2012 Tx. de Crescimento (em %) (em % a.a.) Indústria 559.0 681.7 21.9 4.0 10 Infraestrutura 359.4 489.4 36.2 6.4 Serviços 159.0 217.4 36.7 6.5 Total 1,077.5 1 ,388.5 28.9 5.2 Fonte: BNDES
  11. 11. Logística representará 37% dos investimentos em infra Perspectivas de investimento em Infraestrutura (R$ billion de 2012) Setores 2008-2011 2013-2016 Variação Acumulada (em %) Infrastructure 359,4 489,4 36,2 11 Eletricidade 160,3 166,0 3,6 Telecomunicações 84,8 101,8 20,1 Saneamento 34,0 42,4 24,9 Rodovias 40,0 68,7 71,8 Ferrovias 27,2 76,9 182,6 Portos 9,7 24,4 150,1 Aeroportos 3,4 9,2 170,9 Logística 80,4 179,2 123,0 Fonte: BNDES. Investimentos em setores sob processo de concessão crescerão 22,3% ao ano
  12. 12. O Papel do BNDES no Financiamento à Infraestrutura Experiência de longa data na análise de projetos e no desenho de soluções para o seu financiamento . Apoio à elaboração de estudos e na estruturação de projetos de infraestrutura. 12 Financiamento de estudos e projetos em infraestrutura Capacidade de articulação entre “players” privados e públicos para a viabilização dos investimento
  13. 13. Condições de Financiamento dos investimentos em logística Setores Prazo total * (em anos) Carência ** (em anos) Participação máxima (%) Custo financeiro Taxa de juros (% a.a.) Ferrovias Até 30 Até 5 80 Até 1,0-1,5 13 Rodovias Até 25 Até 5 70 Até 1,5-2,0 TJLP (5% a.a.) Aeroportos Até 20 Até 3 70 0,9 + risco*** Portos Até 20 Até 3 65 Até 2,5
  14. 14. 16.017 Hidrelétricas Térmicas Nuclear Energias Alternativas Distribuidoras Transmissoras Ferrovias Rodovias Portos, Terminais e Armazéns Navegação Aeroportos e Transp. Aéreo R$ milhões 15.280 18.743 24.538 Evolução dos Desembolsos da Área de Infraestrutura 14 3.747 Outros 2.710 2003 2004 3.366 2005 2009 2010 2006 4.875 8.638 7.116 2007 2008 Variação + 80% - 23% - 10% Anual + 111% + 21% + 85% - 5% 2011 + 23% 2012 + 31%
  15. 15. DATAS PREVISTAS PARA LEILÕES DE LOGÍSTICA, ENERGIA E PETRÓLEO E GÁS* Setor 2013 2014 Ago Set Out Nov Dez 1Trim 2Trim Rodovias (9) Aeroportos (2) Portos (160 arrendamentos**) 15 Ferrovias (17 trechos) Energia (4 leilões)*** Petróleo e Gás (2 rodadas)**** * Conforme estimativas divulgadas pelo Governo Federal ** 160 arrendamentos em distribuídos em 27 portos, com leilões realizados em quatro blocos *** Energia de Reserva, Energia Nova A-5, Energia Nova A-3 e Energia Nova A-5(2) **** Realizada: 11º rodada em 14/mai; Programada: 1º Licitação de Partilha e 12ª rodada
  16. 16. Ações do Governo criam condições para a expansão do financiamento privado Incentivos à emissão de Debêntures para Financiamentos à Infraestrutura; Fim da necessidade de reservas bancárias no Banco Central para os títulos de longo prazo mais recentes (“Letras Financeiras”); Fundo de Liquidez para os títulos privados de LP. BNDES está engajado nesse objetivo: 16 Aquisição de debêntures em ofertas primárias e operações de mercado secundário; Compartilhamento de garantias com a operação de crédito eventualmente contratada pelo banco para o mesmo projeto Cláusula de vencimento antecipado cruzado (“cross default”)
  17. 17. Investimentos em logística e infraestrutura serão fundamentais para o crescimento Indução da Integração econômica entre clusters de produção Ampliar a eficiência das cadeias produtivas nacionais Aumento de competitividade por redução de custos 17 Geração de ganhos sistêmicos de produtividade Ampliação da qualidade de vida e oportunidades de negócios Aumento de 1% na disponibilidade de recursos de infraestrutura adicionam 0.5 p.p. ao PIB potencial
  18. 18. Infraestrutura e Logística Reflexos na Competitividade Enaex – Agosto, 2013 18

×