Storytelling - A força da narrativa aplicada à publicidade

971 visualizações

Publicada em

Narrativa, roteiro e publicidade

Publicada em: Marketing
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
971
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Storytelling - A força da narrativa aplicada à publicidade

  1. 1. A FORÇA DA NARRATIVA APLICADA À PUBLICIDADE STORYTELLING A N D R É B O M F I M | 2 0 1 4
  2. 2. “theforce” Agência: Deutsch(Los Angeles) Cliente: Volkswagen O comercial mais compartilhado na internet de 2011 a 2014, segundo a Adweek.
  3. 3. HISTÓRIAS • EMOCIONAM, FAZENDO RIR OU CHORAR • CRIAM ELOS DE IDENTIFICAÇÃO • LEVAM À REFLEXÃO • NOS SUSPENDEM DA REALIDADE • E, ACIMA DE TUDO, SURPREENDEM
  4. 4. ONDE ESTÃO AS HISTÓRIAS? • NOS CONTOS DE NINAR • NOS LIVROS • NOS FILMES • NOS VIDEOCLIPES • NA PUBLICIDADE
  5. 5. O QUE É UMA HISTÓRIA? Existe uma ciência por trás das histórias: A NARRATOLOGIA A NARRATOLOGIA é o estudo das narrativas e de suas estruturas dramáticas Uma narrativa é composta de: 1.CONFLITO 2.PERSONAGENS 3.AÇÃO DRAMÁTICA, que ocorrem num TEMPO e ESPAÇO particulares
  6. 6. O DRAMA é o confronto físico ou emocional entre forças ou personagens A estrutura básica do drama é composta de EQUILÍBRIO –DESEQUILÍBRIO –REEQUILÍBRIO No campo do audiovisual, as histórias são desenvolvidas através da ferramenta chamada de ROTEIRO ou SCRIPT. O QUE É UMA HISTÓRIA?
  7. 7. O QUE É UMA HISTÓRIA?
  8. 8. Para SydField, o ROTEIRO é a FORMA da história. O texto onde todos os elementos da história são postos em ordem. O ROTEIRO
  9. 9. Cliente: HAVAIANAS Peça: VT Duração: 30” Título: “FERNANDA” CENA 1 –QUIOSQUE HAVAIANAS NA PRAIA –EXTERIOR DIA Dia ensolarado. Praia movimentada. Em um quiosque das Havaianas, Fernanda Lima escolhe um par de sandálias. Surge então um típico playboy de praia, completamente sem noção de quem ela é, e começa a lhe azarar. PLAYBOY: (jogando todo o seu charme cafajeste)Essas Havaianas vão ficar lindas em você. FERNANDA: (atenciosa)Brigada. PLAYBOY: (em tom de aposta)Você é modelo! FERNANDA: (com toda a naturalidade do mundo)Sou! PLAYBOY: (cara de absoluto espanto) Como assim? FERNANDA: (com a mesma naturalidade)Ué! Modelo. Sou Fernanda Lima, modelo! PLAYBOY: (desolado) Pô, sacanagem! FERNANDA: Que foi?! PLAYBOY: Essa era minha melhor cantada! (saindo de cena, indignado) Pô, você estragou tudo. FERNANDA: Desculpa! (voltando para as sandálias)Eu, hein! Corta para a assinatura. CENA 2 –ASSINATURA Mosaico colorido de sandálias e a típica vinheta de encerramento. LOC. OFF: Havaianas. Todo mundo usa!
  10. 10. Cliente: HAVAIANAS Peça: VT Duração: 30” Título: “FERNANDA” CENA 1 –QUIOSQUE HAVAIANAS NA PRAIA –EXTERIOR DIA Dia ensolarado. Praia movimentada. Em um quiosque das Havaianas, Fernanda Lima escolhe um par de sandálias. Surge então um típico playboy de praia, completamente sem noção de quem ela é, e começa a lhe azarar. PLAYBOY: (jogando todo o seu charme cafajeste)Essas Havaianas vão ficar lindas em você. FERNANDA: (atenciosa)Brigada. PLAYBOY: (em tom de aposta)Você é modelo! FERNANDA: (com toda a naturalidade do mundo)Sou! PLAYBOY: (cara de absoluto espanto) Como assim? FERNANDA: (com a mesma naturalidade)Ué! Modelo. Sou Fernanda Lima, modelo! PLAYBOY: (desolado) Pô, sacanagem! FERNANDA: Que foi?! PLAYBOY: Essa era minha melhor cantada! (saindo de cena, indignado) Pô, você estragou tudo. FERNANDA: Desculpa! (voltando para as sandálias)Eu, hein! Corta para a assinatura. CENA 2 –ASSINATURA Mosaico colorido de sandálias e a típica vinheta de encerramento. LOC. OFF: Havaianas. Todo mundo usa! 1. Cabeçalho do roteiro: informações técnicas sobre cliente, formato, duração e título para identificação em claquete. 2. Cabeçalho de cena: numeração da cena, lugar, interior/exterior, fase do dia (use sempre caixa alta). 3. Ação: narre os acontecimentos sempre no tempo presente. Descreva lugares e personagens quando aparecem pela primeira vez. 4. Diálogos: escreva como os personagens falam, incluindo erros e gírias se for o caso. Cada fala é precedida da notação do personagem em caixa alta. A partir do momento em que o nome de um personagem é revelado, utilize-o sempre nas notações. 5. Rubricas: revelam o estado emocional do personagem ou alguma ação que se desenrola durante a fala. Sempre em caixa baixa e entre parênteses. Note que as rubricas sempre precedema fala a que se referem. 6. Transições: de que forma ocorre a passagem de uma cena para outra (corte, fusão, fade in, fade out, wipeetc.) 7. Assinatura: vinheta onde são exibidos a marca, slogan e contatos do anunciante.
  11. 11. Resumo de toda a história em seu conflito básico. A storylineé um resumo de poucas linhas (no máximo 6), que revela o início, meio e fim da trama. Uma boa storylinedeve apresentar, portanto, o estado de coisas, o conflito e a resolução. Ou a exposição, enredo e desenlace. É preciso deixar claro, o conflito-matriz e como ele se resolve. Ao contrário da sinopse, a storyline“entrega” o final. A STORY LINE Ou a espinha-dorsal de uma história
  12. 12. IDEIA: “Fui ao enterro de um amigo. Três dias depois, ele passeava pelas ruas de Nova Iorque.” STORY-LINE: Jack vai ao enterro de seu amigo em Viena. Não se resigna, investiga e acaba descobrindo que o amigo não morreu. Está vivo e encenou seu próprio enterro porque era procurado pela polícia. Descoberto pela curiosidade de Jack, o amigo é abatido pelas balas da polícia. A STORY LINE Ou a espinha-dorsal de uma história COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.
  13. 13. COMERCIAL HAVAIANAS: Típico paquerador de praia, vê uma linda mulher escolhendo um par de Havaianas. Chega junto para aplicar a velha cantada “você é modelo?”. Detalhe: a garota é a Fernanda Lima, o que leva sua tentativa por água abaixo. A STORY LINE Ou a espinha-dorsal de uma história
  14. 14. A partir do material selecionado, descreva: 1.A estrutura dramática básica do mesmo (EQUILÍBRIO –DESEQUILÍBRIO – REEQUILÍBRIO) 2.A estrutura dramática baseada no esquema de Greimas 3.Escreva a sua story-line 4.Descreva agora as PERSONAGENS, LOCAIS e TEMPO em que se passa a história. ATIVIDADE
  15. 15. 1.Madonna –Likea prayer https://www.youtube.com/watch?v=79fzeNUqQbQ 2. Michael Jackson –Rememberthetime https://www.youtube.com/watch?v=LeiFF0gvqcc 3. Lady Gaga -Paparazzi https://www.youtube.com/watch?v=KlyXNRrsk4A 4. Seu Zio e as 34.000 moedas https://www.youtube.com/watch?v=TLAF3U_bymc 5. As cartas esquecidas do Papai Noel https://www.youtube.com/watch?v=duGrUoQTOEs 6. Dove Retratos da Real Beleza https://www.youtube.com/watch?v=Il0nz0LHbcM ATIVIDADE
  16. 16. COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. Rio de Janeiro: Rocco, 2000. FIELD, Syd. Manual do roteiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 1982. REFERÊNCIAS

×