O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Contra-argumentação

2.393 visualizações

Publicada em

Estruturação de parágrafos argumentativos com contra-argumentação usando orações coordenadas adversativas e orações subordinadas concessivas.

Publicada em: Educação
  • Entre para ver os comentários

Contra-argumentação

  1. 1. Argumentação por Contra- argumentação Professora Ana Lúcia Moura Neves
  2. 2. A contra-argumentação é feita principalmente por duas estruturas gramaticais Estrutura Coordenativa Vale-se de orações coordenadas ADVERSATIVAS Principais conectores: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto Estrutura Subordinativa Vale-se de orações subordinadas adverbiais CONCESSIVAS Principais conectores: Embora, mesmo que, ainda que, apesar de (que), conquanto, por mais que
  3. 3. Estrutura Coordenativa  Algumas pessoas acreditam que X, mas Y. X = argumento do qual você discorda mas = protótipo de conjunção adversativa Y = argumento seu, que você vai usar para contra-argumentar X
  4. 4. Estrutura Subordinativa  Embora algumas pessoas acreditem que X, Y. embora = protótipo de conjunção concessiva X = argumento do qual você discorda Y = argumento seu, que você vai usar para contra-argumentar X
  5. 5. Comparação das duas estruturas Coordenando X, mas Y Parte da sociedade acredita que ETs existem, mas não há registros oficiais de atividades extraterrestres. Subordinando Embora X, Y Embora parte da sociedade acredite que ETs existem, não há registros oficiais de atividades extraterrestres.
  6. 6. Exercício de Produção Textual Assista ao vídeo no link abaixo até 10’, anotando todos os argumentos que os youtubers apresentam para justificar o ponto de vista deles sobre o racismo no Brasil. https://www.youtube.com/watch?v=2nApu4o2-g4 Selecione dois dos argumentos que você anotou com os quais você discorda para elaborar seu texto;
  7. 7. Elabore texto dissertativo-argumentativo em prosa com a seguinte estrutura: No 1º parágrafo, elabore a introdução com sua tese sobre a o tema “A existência de preconceito racial no Brasil”; No 2º parágrafo, argumente contra um dos argumentos que você selecionou ao assistir ao vídeo indicado, usando uma estrutura coordenativa; No 3º parágrafo, faça o mesmo, mas, dessa vez, usando uma estrutura subordinativa; No 4º parágrafo, elabore a conclusão, podendo ela ser conclusão-síntese ou conclusão-solução.
  8. 8. Argumentos apresentados no vídeo  Macunaíma é um personagem negro com características boas;  Dizer que o brasileiro tem racismo enrustido é uma grande bobagem;  Não dá pra falar de racismo de grupo, somente de indivíduo;  Discriminação não se dá por preconceito racial, mas por estatísticas que dizem que a maioria dos ladrões são negros;  No Brasil, não existe vinculação entre cor de pele e poder aquisitivo;  No Brasil, ninguém nega emprego a uma pessoa só porque ela é negra.  Existe racismo às avessas no Brasil;  As pessoas estão tentando errar com os brancos só porque erraram com os negros.  É errado haver militância a favor de casamentos entre negros e negras.
  9. 9. Apesar das pessoas falarem que o preconceito racial no Brasil não existe, ele existe sim, mas esse preconceito no Brasil é de certa forma camuflado. Embora algumas pessoas falem que no Brasil existe o preconceito de negros contra brancos, nenhuma pessoa branca é impedida de entrar em algum lugar público só porque é branca, muito menos perseguida por seguranças em shoppings por causa da cor. Dizem também que o povo brasileiro não é racista por causa da cor de um indivíduo, mas sim por uma questão social. Porém isso não passa de uma desculpa que as pessoas racistas usam, para não serem julgadas. O preconceito racial no Brasil existe, e só deixara de existir quando cada pessoa de concientizar. Exemplos de redações com contra-argumentação
  10. 10. No Brasil, atualmente, ainda existe preconceito racial. Os negros sofrem preconceito apenas por serem negros, como se fossem inferiores simplesmente pela cor da pele. Por vários anos a raça negra sofreu com a escravidão e era tida como uma raça menos capaz e essa ideia persiste ainda hoje. Mesmo que algumas pessoas digam que o Brasil não é um país racista, ainda se vê muitos ataques preconceituosos contra pessoas negras. Na internet, por exemplo, apresentadores, artistas e celebridades negros recebem comentários absurdos em suas postagens em suas redes sociais. Existem pessoas que não acham que poder aquisitivo tenha relação com raça, contudo não é comum encontrar pessoas negras em altos cargos públicos, ou mesmo em certas profissões (medicina, por exemplo). Geralmente os negros são de classe social baixa e trabalham em locais onde o chefe é branco. O preconceito racial é algo histórico e ainda está vivo atualmente. Alguns tem a falsa ideia de que no país não existe mais preconceito com os negros, mas ele na verdade está longe de acabar.

×