o Bem e o Mal nos Contos de Fada
Gustave Doré
Rona Hanning Edux Verão 2015
O maniqueísmo é uma forma de pensar simplista em que o mundo é visto como que dividido
em dois: o do Bem e o do Mal. !
A s...
Por que refletir sobre os opostos?
Desde a mais tenra idade, descobrimos que as ideias se opõem, e compreendemos
uma ideia...
01
Na floresta do
bem e do mal…
conhecimento e moralidade
o espaço que configura a
coexistência desse Bem que
representa a...
01
http://youtu.be/CREtSttdVqs
1991
2014
conto La Belle et la Bete!
Jeanne-Marie Leprince de Beaumont (XVIII)
A variedade e o poder da criatura má
imaginária como uma metáfora cultural
e um artifício literário.
Julio Jeha
01
Os monstros dão um rosto ao nosso
medo do desconhecido, que tendemos
a associar ao mal a ser praticado
contra nós.
Cria...
Simone Weil
O bem é a própria realidade, por ser o conjunto de contraditórios, e que a união dos
contrários constitui o re...
01
http://videos.disney.com.br/ver/
malevola-lana-del-rey-teaser-
trailer-4f10cf278cefabb48af2f0d1
1959
2014
01
!
!
Se ele é privação, então ele nada é, e
como podemos falar do nada?!
!
!
!
!
!
!
!
O mal é a pedra na qual a filosof...
Fadas estão relacionadas à bondade ligada à íntima relação com a natureza
01
http://www.adorocinema.com/filmes/
filme-182022/trailer-19542483/
1950
2015
O mal e sofrimento como sinônimos - mal e fazer o mal.!
Para a ação ser propriamente malévola, é necessário haver intenção...
Quando o mal for compreendido, ele não será mais mal. Sua essência é a de um mistério
impenetrável: uma escuridão tão dens...
cuidado com o que você deseja…
http://videos.disney.com.br/ver/caminhos-da-floresta-trailer-501b4d06a969080f43126b31
alguns entendimentos…
A existência do mal torna possíveis a bravura, a compaixão e o auto-
sacrifício. Sem o sofrimento, n...
01
http://www.adorocinema.com/
filmes/filme-187396/
trailer-19320985/
1937 2014
O bem representado pela pureza, inocência e docilidade
1937
01
A intencionalidade má da bruxa que
oferece e a ingenuidade manifesta na
mão que aceita e recebe.
Denis Zilber
Bem e Mal...
Personagem e ambiente assustadores evidenciando o que existe onde os olhos não veem
Rui de Oliveira
01
!
O mal que assombra mulheres há tempos....
mora dentro de casa.
!
Perrault nos faz ir além do “felizes para
sempre”, e...
Arte e Filosofia presentes para assegurar
que o Bem e o Mal coexistem em nós.
Precisamos do imaginário para
transformá-los...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

EDUX - O Bem e o Mal nos Contos de Fada

1.236 visualizações

Publicada em

EDUX realizado em janeiro de 2015, com Rona Hanning falando sobre o Bem e o Mal nos Contos de Fada para educadores.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EDUX - O Bem e o Mal nos Contos de Fada

  1. 1. o Bem e o Mal nos Contos de Fada Gustave Doré Rona Hanning Edux Verão 2015
  2. 2. O maniqueísmo é uma forma de pensar simplista em que o mundo é visto como que dividido em dois: o do Bem e o do Mal. ! A simplificação é uma forma primária do pensamento que reduz os fenômenos humanos a uma relação de causa e efeito, certo e errado, isso ou aquilo, é ou não é. Jacques Després Uma forma de pensar que obstrui o campo da curiosidade e liquida a investigação
  3. 3. Por que refletir sobre os opostos? Desde a mais tenra idade, descobrimos que as ideias se opõem, e compreendemos uma ideia por causa da outra: alto é o contrário de baixo; quente, de frio; escuridão, de claridade.! Quando crescemos, nosso pensamento se torna mas sutil, é capaz de entender noções mais abstratas, ideias mais complexas. Mas ele ainda tem necessidade de opostos.! Pois são essas grandes oposições universais que estruturam nosso espírito, que permitem, seja a uma criança grande ou a um grande filósofo, refletir.! Como pensar no espírito sem o opor ao corpo, no infinito sem opor ao finito, no ser sem opor a aparência?! Em cada um desses pares de opostos, a gente tem sempre igual necessidade dos dois, mesmo que um nos pareça mais evidente ou mais importante, mesmo que o outro nos assuste ou nos pareça impensável.! Às vezes, tentamos escapar a essa tensão fundindo os contrários, esquecendo-os, considerando-os complementares. E por que não?…! Explorar nosso pensamento até seus limites e vislumbrar a unidade do ser por meio de suas posições é o prazer que a gente pode vivenciar em todas as idades.
  4. 4. 01 Na floresta do bem e do mal… conhecimento e moralidade o espaço que configura a coexistência desse Bem que representa a integridade do ser e desse Mal que impede o indivíduo de realizar seus desejos e satisfazer suas necessidades.
  5. 5. 01 http://youtu.be/CREtSttdVqs 1991 2014 conto La Belle et la Bete! Jeanne-Marie Leprince de Beaumont (XVIII)
  6. 6. A variedade e o poder da criatura má imaginária como uma metáfora cultural e um artifício literário. Julio Jeha
  7. 7. 01 Os monstros dão um rosto ao nosso medo do desconhecido, que tendemos a associar ao mal a ser praticado contra nós. Criação da Fera por Walt Disney Studio
  8. 8. Simone Weil O bem é a própria realidade, por ser o conjunto de contraditórios, e que a união dos contrários constitui o real. Marianna Maya
  9. 9. 01 http://videos.disney.com.br/ver/ malevola-lana-del-rey-teaser- trailer-4f10cf278cefabb48af2f0d1 1959 2014
  10. 10. 01 ! ! Se ele é privação, então ele nada é, e como podemos falar do nada?! ! ! ! ! ! ! ! O mal é a pedra na qual a filosofia torpeça Paul Ricoeur
  11. 11. Fadas estão relacionadas à bondade ligada à íntima relação com a natureza
  12. 12. 01 http://www.adorocinema.com/filmes/ filme-182022/trailer-19542483/ 1950 2015
  13. 13. O mal e sofrimento como sinônimos - mal e fazer o mal.! Para a ação ser propriamente malévola, é necessário haver intenção e consciência por parte do agente.! O mal forma hábitos e funciona melhor quando passa despercebido.
  14. 14. Quando o mal for compreendido, ele não será mais mal. Sua essência é a de um mistério impenetrável: uma escuridão tão densa que não conseguimos nem pensar em penetrá-la.! O mal por si só não é representável. … É possível torná-lo visível por meio de mitos e símbolos Paul Ricoeur
  15. 15. cuidado com o que você deseja… http://videos.disney.com.br/ver/caminhos-da-floresta-trailer-501b4d06a969080f43126b31
  16. 16. alguns entendimentos… A existência do mal torna possíveis a bravura, a compaixão e o auto- sacrifício. Sem o sofrimento, não teríamos essas formas do bem. Agostinho e Tomás de Aquino! Marx encontra as causas do mal nas relações de produção! Nietzsche o localiza na vontade de poder! Freud o descobre nas pulsões libidinais (desejo)! Assim, eles transformam o mal em Mal, um conceito que reside no reino das ideias.
  17. 17. 01 http://www.adorocinema.com/ filmes/filme-187396/ trailer-19320985/ 1937 2014
  18. 18. O bem representado pela pureza, inocência e docilidade 1937
  19. 19. 01 A intencionalidade má da bruxa que oferece e a ingenuidade manifesta na mão que aceita e recebe. Denis Zilber Bem e Mal complementariedade necessária
  20. 20. Personagem e ambiente assustadores evidenciando o que existe onde os olhos não veem Rui de Oliveira
  21. 21. 01 ! O mal que assombra mulheres há tempos.... mora dentro de casa. ! Perrault nos faz ir além do “felizes para sempre”, e propõe que o leitor pense o casamento não como uma celebração de beatitude conjugal. ! Há ainda muito por acontecer depois dos casamentos, que comumente encerram os contos. ! ! ! Este conto é o único a começar com o casamento e transferir a protagonista de volta para a sua primeira família, uma inversão da trajetória convencional dos heróis e das heroínas dos contos de fada.
  22. 22. Arte e Filosofia presentes para assegurar que o Bem e o Mal coexistem em nós. Precisamos do imaginário para transformá-los em potências criativas.

×