SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 50
Preparo do solo
Prof.ª M.Sc. Hélida Campos de Mesquita
Apodi – RN
2014
PREPARO DO SOLO
Conjunto de operações com o objetivo de
dar ao terreno condições de receber
sementes ou órgãos de reprodução
vegetativa de plantas.
PREPARO DO SOLO
Histórico:
Fonte: http://seaplowing.blogspot.com.br/2011/09/hay-peru.html
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 Objetivo:
Oferecer ambiente adequado para o crescimento e
desenvolvimento das plantas, permitindo produção
econômica e evitando a degradação do solo.
 Definição:
Manipulação física, química ou biológica do solo para
otimizar as condições para a germinação e
emergência das sementes, assim como o
estabelecimento das plântulas.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
O preparo periódico do solo é dividido em:
 a) Preparo periódico primário: que tem como
objetivo uma movimentação profunda do solo,
utilizando implementos conhecidos como
arados;
 b) Preparo periódico secundário: cuja
finalidade é complementar o serviço realizado
pelos arados sendo utilizados implementos
denominados grades;
 c) Preparo periódico corretivo: operações que
são realizadas quando há necessidade, tais
como correção de acidez, capina.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO:
Aração: Consiste no corte, elevação e posterior
inversão de uma fatia de solo denominado leiva.
a) Revolver o solo, expondo suas camadas
internas ao ar, aos raios solares.
b) Incorporar restos de cultura, esterco e
corretivos visando manter ou melhorar a
fertilidade do solo.
c) Enterro da cobertura vegetal, controlando
ervas daninhas ou incorporando adubos verdes.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
O preparo periódico secundário tem como
finalidade complementar a operação realizada
pelos arados, ou seja, complementar a operação
de preparo periódico primário, embora elas
possam ser utilizadas antes ou até mesmo em
substituição aos arados em algumas situações.
Essa operação é realizada pelos implementos
denominados grades.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
GRADAGEM: Pode ser utilizada antes ou depois
da aração, ou em substituição a mesma.
Profundidade de 12 cm.
 Desagregação de torrões e nivelar a superfície;
 Incorporação de fertilizantes ou defensivos;
 Enterrar de sementes miúdas;
 Eliminação de plantas invasoras.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
As grades de discos podem ser basicamente de
três tipos:
a) Simples ação
Sua característica básica é a inversão do solo
com uma passada.
Estes sistemas são empregados somente no
controle de plantas daninhas (capina
superficial).
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
b) Dupla Ação (grade em X):
O solo é mobilizado duas vezes, primeiro para fora
(pelos corpos frontais) e depois para dentro (pelos
corpos posteriores), e por isso são chamados de
dupla ação.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
c) Dupla Ação Deslocada (Grade em Off-set)
Estas grades, também denominadas “V”, ou
grades “off set”, deslocam-se formando um “V”,
perpendicularmente a direção de deslocamento.
 Regulam a penetração no solo.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
O número de gradagens deve ser o mínimo possível porque o
uso intenso causa:
Pulverização do solo;
Compactação a pequena profundidade;
Destruição da matéria orgânica e;
Favorece a erosão.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
Recomenda-se fazer uma gradeação pouco antes do plantio
para:
Incorporar palha;
Controlar ervas daninhas;
Destorroar e nivelar o solo.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa: Esta máquina é usada para
 Destorroamento e nivelamento do solo;
 Na formação e manutenção de canteiros em
horticultura;
 No controle de plantas daninhas;
 Na incorporação de adubos e corretivos e;
 Na picagem e incorporação de restos culturais.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa: Esquema de corte
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa: Esquema de corte
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
• É muito eficiente no preparo do solo em várzeas
alagadas para a semeadura do arroz irrigado.
• A profundidade de trabalho pode ser regulada através de
alavanca que modifica a altura de uma roda limitadora.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- Enxada rotativa:
Causa excessiva pulverização do solo
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- SULCADORES:
 Abrem sulcos no solo para plantio ou semeadura de
uma cultura, para irrigação, drenagem, controle de
erosão ou divisão de talhões.
 São muito usados no milho, cana de açúcar e
mandioca.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- SULCADORES:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:
A ação dos implementos de hastes (subsoladores e
escarificadores):
 Empurrando o solo para frente, para os lados e para cima;
 Causando rachaduras e;
 Desagregando um volume de solo.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:
São implementos utilizados:
 Para romper a camada compactada do solo;
 Permitindo a infiltração e;
 Uma maior capacidade de retenção de água no solo.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:
 Subsolagem: a penetração no solo é 30 cm ou mais.
 Escarificação: penetração menor que 30 cm.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- SUBSOLAGEM:
 Para romper camadas compactadas em profundidade
devido ao tráfego repetido de máquinas, ou pela
compactação devido ao tráfego de tratores;
 Quando se deseja uma melhor circulação de água
necessário em terrenos que tendem a acumular água;
 Quando junto ao subsolador se aplicam fertilizantes
em profundidade.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- SUBSOLAGEM:
Esquema da ação de um subsolador: A - Camada arável ou
permeável do solo; B - Camada compactada; C - Solo sem
compactação.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- SUBSOLAGEM:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO:
 Escarificar o solo consiste em mobilizá-lo a uma
determinada profundidade (até 30 cm) com mínima
inversão superficial.
 A quebra do solo é realizada por braços (hastes) que
podem ser vibração ou não.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
- ESCARIFICAÇÃO:
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
ARADOS, GRADES OU
ESCARIFICADORES?
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 Os arados são melhores quando o objetivo é a
incorporação de material vegetal;
 As grades são melhores em condições de muita
vegetação, palha e torrões.
 Os escarificadores não controlam eficientemente as
ervas daninhas e deixam o solo com mais torrões.
Os escarificadores melhoram a estrutura do solo, pela
redução na densidade e melhoria na agregação,
possibilitando melhor penetração de ar, água e raízes.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO CORRETIVO:
- CALAGEM
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 PREPARO PERIÓDICO CORRETIVO:
- CALAGEM
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
UMIDADE DO SOLO NO PREPARO:
O ponto ideal é determinado quando é possível um trator
operar com o mínimo esforço, dando-nos os melhores
resultados nos serviços realizados.
Preparo do solo com umidade excessiva
 O solo sofre danos físicos na estrutura (compactação);
 Adere com maior força nos implementos
(principalmente em solos argilosos) até o ponto de
inviabilizar a operação desejada.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
UMIDADE DO SOLO NO PREPARO:
Preparo com pouca umidade:
 Não ocorrem danos físicos na estrutura, mas um maior
numero de passagens será necessário para alcançar o
destorroamento que permita efetuar a operação de
semeadura, aumentando os gastos com combustível.
 O preparo com implementos muitos enérgicos (enxada
rotativa) pode destruir a estrutura do solo,
superficialmente, pulverizando-o e facilitando o
processo erosivo.
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
 Há quatro maneiras típicas de mobilização
tendo em vista os objetivos de preparo
periódico do solo:
 A mobilização por inversão de camadas, que é típica
dos arados de aivecas ou discos;
 A mobilização por deslocamento lateral-horizontal, típica
das grades de discos e de dentes;
 A mobilização por desagregação sub-superficial, típica
de subsolador, escarificador;
 A mobilização por revolvimento rotativo, típica das
máquinas que possuem um rotor com facas ou pás,
acionado pela tomada de potência dos tratores
(enxada rotativa).
PREPARO PERIÓDICO DO SOLO
EFEITOS DO PREPARO DO SOLO:
Alteração de características físicas do solo:
- Desestabilização da estrutura,
- Aumenta da erodibilidade da camada arável;
- Compactação do solo;
- Redução da macroporosidade;
- Reduçao da disponibilidade de água e ar no
perfil;
- Perda do potencial produtivo da área;
- Dificulta a drenagem e aeração do perfil.
Preparo do solo
Prof.ª M.Sc. Hélida Campos de Mesquita
Apodi – RN
2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Preparo do Solo
Preparo do SoloPreparo do Solo
Preparo do Solo
Killer Max
 
Aula de nutrição mineral
Aula de nutrição mineralAula de nutrição mineral
Aula de nutrição mineral
Bruno Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Cultivo de bananeiras notas de aula.
Cultivo de bananeiras   notas de aula. Cultivo de bananeiras   notas de aula.
Cultivo de bananeiras notas de aula.
 
aulas de friticultura
aulas de friticulturaaulas de friticultura
aulas de friticultura
 
Nutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milhoNutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milho
 
10 semeadoras iv und
10   semeadoras iv und10   semeadoras iv und
10 semeadoras iv und
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
 
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de PlantasManejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
 
Preparo do Solo
Preparo do SoloPreparo do Solo
Preparo do Solo
 
Herbicidas
HerbicidasHerbicidas
Herbicidas
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
 
10 Propriedades Físicas do Solo-aula
10 Propriedades Físicas do Solo-aula10 Propriedades Físicas do Solo-aula
10 Propriedades Físicas do Solo-aula
 
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCAApresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
 
Aula de nutrição mineral
Aula de nutrição mineralAula de nutrição mineral
Aula de nutrição mineral
 
Solo - manejo do solo
Solo -  manejo do soloSolo -  manejo do solo
Solo - manejo do solo
 
Morfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do FeijãoMorfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do Feijão
 
Manejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de PragasManejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de Pragas
 
Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose
 
Plantio e adubação do girassol
Plantio e adubação do girassolPlantio e adubação do girassol
Plantio e adubação do girassol
 
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJAMORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
 
Plantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controlePlantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controle
 
apostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdfapostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdf
 

Semelhante a Aula 04 preparo do solo

G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
Sara Cabral
 
Manejo do solo e plantio do feijoeiro
Manejo do solo e plantio do feijoeiroManejo do solo e plantio do feijoeiro
Manejo do solo e plantio do feijoeiro
Geagra UFG
 

Semelhante a Aula 04 preparo do solo (20)

aula 6 - sisemas de preparo do solo.pdf
aula 6 - sisemas de preparo do solo.pdfaula 6 - sisemas de preparo do solo.pdf
aula 6 - sisemas de preparo do solo.pdf
 
Apostila implementos-preparo-de-sol
Apostila implementos-preparo-de-solApostila implementos-preparo-de-sol
Apostila implementos-preparo-de-sol
 
III conservacao
III conservacaoIII conservacao
III conservacao
 
Senar go ppv_cultprodgraos_mod1
Senar go ppv_cultprodgraos_mod1Senar go ppv_cultprodgraos_mod1
Senar go ppv_cultprodgraos_mod1
 
1 2
1 21 2
1 2
 
Apostila agricultura geral
Apostila agricultura geralApostila agricultura geral
Apostila agricultura geral
 
Resumo de métodos de produção
Resumo de métodos de produçãoResumo de métodos de produção
Resumo de métodos de produção
 
25 Cierre semana 6 POR.pptx
25 Cierre semana 6 POR.pptx25 Cierre semana 6 POR.pptx
25 Cierre semana 6 POR.pptx
 
25 Cierre semana 6 POR.pptx
25 Cierre semana 6 POR.pptx25 Cierre semana 6 POR.pptx
25 Cierre semana 6 POR.pptx
 
Juvencio Slides.pptx
Juvencio Slides.pptxJuvencio Slides.pptx
Juvencio Slides.pptx
 
G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
G 07 sistemas de cultivo em arroz inundado e sequeiro (1)
 
Maquina
MaquinaMaquina
Maquina
 
Seminario maq. prod. de arroz
Seminario maq. prod. de arrozSeminario maq. prod. de arroz
Seminario maq. prod. de arroz
 
Escarificadores
EscarificadoresEscarificadores
Escarificadores
 
Manejo do solo e plantio do feijoeiro
Manejo do solo e plantio do feijoeiroManejo do solo e plantio do feijoeiro
Manejo do solo e plantio do feijoeiro
 
Construodetanque 121210065917-phpapp01
Construodetanque 121210065917-phpapp01Construodetanque 121210065917-phpapp01
Construodetanque 121210065917-phpapp01
 
Psicultura
PsiculturaPsicultura
Psicultura
 
Dinâmica de Sistemas de Manejo do Solo no Cerrado
Dinâmica de Sistemas de Manejo do Solo no CerradoDinâmica de Sistemas de Manejo do Solo no Cerrado
Dinâmica de Sistemas de Manejo do Solo no Cerrado
 
PAVIMENTAÇÃO.pdf
PAVIMENTAÇÃO.pdfPAVIMENTAÇÃO.pdf
PAVIMENTAÇÃO.pdf
 
A agricultura
A agriculturaA agricultura
A agricultura
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 

Aula 04 preparo do solo

  • 1. Preparo do solo Prof.ª M.Sc. Hélida Campos de Mesquita Apodi – RN 2014
  • 2. PREPARO DO SOLO Conjunto de operações com o objetivo de dar ao terreno condições de receber sementes ou órgãos de reprodução vegetativa de plantas.
  • 3. PREPARO DO SOLO Histórico: Fonte: http://seaplowing.blogspot.com.br/2011/09/hay-peru.html
  • 4. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  Objetivo: Oferecer ambiente adequado para o crescimento e desenvolvimento das plantas, permitindo produção econômica e evitando a degradação do solo.  Definição: Manipulação física, química ou biológica do solo para otimizar as condições para a germinação e emergência das sementes, assim como o estabelecimento das plântulas.
  • 5. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO O preparo periódico do solo é dividido em:  a) Preparo periódico primário: que tem como objetivo uma movimentação profunda do solo, utilizando implementos conhecidos como arados;  b) Preparo periódico secundário: cuja finalidade é complementar o serviço realizado pelos arados sendo utilizados implementos denominados grades;  c) Preparo periódico corretivo: operações que são realizadas quando há necessidade, tais como correção de acidez, capina.
  • 6. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO: Aração: Consiste no corte, elevação e posterior inversão de uma fatia de solo denominado leiva. a) Revolver o solo, expondo suas camadas internas ao ar, aos raios solares. b) Incorporar restos de cultura, esterco e corretivos visando manter ou melhorar a fertilidade do solo. c) Enterro da cobertura vegetal, controlando ervas daninhas ou incorporando adubos verdes.
  • 8. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO:
  • 9. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO PRIMÁRIO:
  • 10. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: O preparo periódico secundário tem como finalidade complementar a operação realizada pelos arados, ou seja, complementar a operação de preparo periódico primário, embora elas possam ser utilizadas antes ou até mesmo em substituição aos arados em algumas situações. Essa operação é realizada pelos implementos denominados grades.
  • 11. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
  • 12. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
  • 13. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: GRADAGEM: Pode ser utilizada antes ou depois da aração, ou em substituição a mesma. Profundidade de 12 cm.  Desagregação de torrões e nivelar a superfície;  Incorporação de fertilizantes ou defensivos;  Enterrar de sementes miúdas;  Eliminação de plantas invasoras.
  • 14. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: As grades de discos podem ser basicamente de três tipos: a) Simples ação Sua característica básica é a inversão do solo com uma passada. Estes sistemas são empregados somente no controle de plantas daninhas (capina superficial).
  • 15. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
  • 16. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: b) Dupla Ação (grade em X): O solo é mobilizado duas vezes, primeiro para fora (pelos corpos frontais) e depois para dentro (pelos corpos posteriores), e por isso são chamados de dupla ação.
  • 17. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
  • 18. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: c) Dupla Ação Deslocada (Grade em Off-set) Estas grades, também denominadas “V”, ou grades “off set”, deslocam-se formando um “V”, perpendicularmente a direção de deslocamento.  Regulam a penetração no solo.
  • 19. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO:
  • 20. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: O número de gradagens deve ser o mínimo possível porque o uso intenso causa: Pulverização do solo; Compactação a pequena profundidade; Destruição da matéria orgânica e; Favorece a erosão.
  • 21. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: Recomenda-se fazer uma gradeação pouco antes do plantio para: Incorporar palha; Controlar ervas daninhas; Destorroar e nivelar o solo.
  • 22. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa:
  • 23. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa: Esta máquina é usada para  Destorroamento e nivelamento do solo;  Na formação e manutenção de canteiros em horticultura;  No controle de plantas daninhas;  Na incorporação de adubos e corretivos e;  Na picagem e incorporação de restos culturais.
  • 24. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa: Esquema de corte
  • 25. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa: Esquema de corte
  • 26. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa: • É muito eficiente no preparo do solo em várzeas alagadas para a semeadura do arroz irrigado. • A profundidade de trabalho pode ser regulada através de alavanca que modifica a altura de uma roda limitadora.
  • 27. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa:
  • 28. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa:
  • 29. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa:
  • 30. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - Enxada rotativa: Causa excessiva pulverização do solo
  • 31. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - SULCADORES:  Abrem sulcos no solo para plantio ou semeadura de uma cultura, para irrigação, drenagem, controle de erosão ou divisão de talhões.  São muito usados no milho, cana de açúcar e mandioca.
  • 32. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - SULCADORES:
  • 33. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM: A ação dos implementos de hastes (subsoladores e escarificadores):  Empurrando o solo para frente, para os lados e para cima;  Causando rachaduras e;  Desagregando um volume de solo.
  • 34. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM: São implementos utilizados:  Para romper a camada compactada do solo;  Permitindo a infiltração e;  Uma maior capacidade de retenção de água no solo.
  • 35. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:
  • 36. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO E SUBSOLAGEM:  Subsolagem: a penetração no solo é 30 cm ou mais.  Escarificação: penetração menor que 30 cm.
  • 37. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - SUBSOLAGEM:  Para romper camadas compactadas em profundidade devido ao tráfego repetido de máquinas, ou pela compactação devido ao tráfego de tratores;  Quando se deseja uma melhor circulação de água necessário em terrenos que tendem a acumular água;  Quando junto ao subsolador se aplicam fertilizantes em profundidade.
  • 38. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - SUBSOLAGEM: Esquema da ação de um subsolador: A - Camada arável ou permeável do solo; B - Camada compactada; C - Solo sem compactação.
  • 39. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - SUBSOLAGEM:
  • 40. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO:  Escarificar o solo consiste em mobilizá-lo a uma determinada profundidade (até 30 cm) com mínima inversão superficial.  A quebra do solo é realizada por braços (hastes) que podem ser vibração ou não.
  • 41. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO SECUNDÁRIO: - ESCARIFICAÇÃO:
  • 42. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO ARADOS, GRADES OU ESCARIFICADORES?
  • 43. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  Os arados são melhores quando o objetivo é a incorporação de material vegetal;  As grades são melhores em condições de muita vegetação, palha e torrões.  Os escarificadores não controlam eficientemente as ervas daninhas e deixam o solo com mais torrões. Os escarificadores melhoram a estrutura do solo, pela redução na densidade e melhoria na agregação, possibilitando melhor penetração de ar, água e raízes.
  • 44. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO CORRETIVO: - CALAGEM
  • 45. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  PREPARO PERIÓDICO CORRETIVO: - CALAGEM
  • 46. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO UMIDADE DO SOLO NO PREPARO: O ponto ideal é determinado quando é possível um trator operar com o mínimo esforço, dando-nos os melhores resultados nos serviços realizados. Preparo do solo com umidade excessiva  O solo sofre danos físicos na estrutura (compactação);  Adere com maior força nos implementos (principalmente em solos argilosos) até o ponto de inviabilizar a operação desejada.
  • 47. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO UMIDADE DO SOLO NO PREPARO: Preparo com pouca umidade:  Não ocorrem danos físicos na estrutura, mas um maior numero de passagens será necessário para alcançar o destorroamento que permita efetuar a operação de semeadura, aumentando os gastos com combustível.  O preparo com implementos muitos enérgicos (enxada rotativa) pode destruir a estrutura do solo, superficialmente, pulverizando-o e facilitando o processo erosivo.
  • 48. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO  Há quatro maneiras típicas de mobilização tendo em vista os objetivos de preparo periódico do solo:  A mobilização por inversão de camadas, que é típica dos arados de aivecas ou discos;  A mobilização por deslocamento lateral-horizontal, típica das grades de discos e de dentes;  A mobilização por desagregação sub-superficial, típica de subsolador, escarificador;  A mobilização por revolvimento rotativo, típica das máquinas que possuem um rotor com facas ou pás, acionado pela tomada de potência dos tratores (enxada rotativa).
  • 49. PREPARO PERIÓDICO DO SOLO EFEITOS DO PREPARO DO SOLO: Alteração de características físicas do solo: - Desestabilização da estrutura, - Aumenta da erodibilidade da camada arável; - Compactação do solo; - Redução da macroporosidade; - Reduçao da disponibilidade de água e ar no perfil; - Perda do potencial produtivo da área; - Dificulta a drenagem e aeração do perfil.
  • 50. Preparo do solo Prof.ª M.Sc. Hélida Campos de Mesquita Apodi – RN 2014