Escarificadores

15.382 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
275
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escarificadores

  1. 1. 1ESCARIFICADORES Setembro de 2011
  2. 2. INTRODUÇÃO• A utilização da mecanização no preparo do solo, visa proporcionar um ambiente adequado para o crescimento e desenvolvimento das plantas, permitindo produção econômica e evitando a degradação do solo;• A escolha de determinado sistema de preparo deve levar em consideração as respostas da cultura e do solo;
  3. 3. • O preparo do solo compreende um conjunto de técnicas que, quando usadas racionalmente, podem permitir uma alta produtividade das culturas a baixo custo;
  4. 4. • O preparo periódico do solo é dividido em três fases: Primária: a mobilização por inversão de camadas.Secundária: a mobilização por deslocamento lateral-horizontal.Corretivo: a mobilização por desagregação sub- superficial e mobilização por revolvimento rotativo.
  5. 5. • O escarificador é um implemento agrícola que se apresenta, como opção para o agricultor, dentro da ótica do manejo conservacionista, trazendo, como vantagens, o fato de que mobiliza o solo sem revolvê-lo, promovendo a incorporação de menos de 1/3 do material existente na superfície (Ortiz-Cañavate & Hernanz, 1989)
  6. 6. DEFINIÇÃO• São implementos usados para quebrar o adensamento superficial do solo;• Se trata de um equipamento de preparo do solo cujas ferramentas de trabalho são dentes montados sobre braços flexíveis ou rígidos.
  7. 7. UTILIZAÇÃO• Atualmente tem sido difundido o seu uso para o preparo de solo em substituição do sistema convencional;• São também muito usados na reforma de pastagens onde há necessidade de descompactar o solo superficialmente devido ao pisoteio excessivo provocado pelos animais.
  8. 8. CARACTERÍSTICAS• Existem dois tipos de hastes, flexíveis e rígidas, diferenciando-se basicamente em que os primeiras trabalham a profundidades de no máximo 22 cm a velocidade pode chegar até 10 km/h, enquanto que as hastes rígidas trabalham a 25-35 cm de profundidade e a velocidade podendo chegar até 6 km/h.
  9. 9. • As hastes flexíveis: Haste flexíveis com sistema de desarme Haste flexíveis em forma de arco circular.
  10. 10. • As hastes rígidas: Haste rígida, com dentes robusto e fortemente fixados ao chassi.
  11. 11. • Tipos de escarificadores:
  12. 12. Modelos de hastes e ponteiras de escarificador.
  13. 13. Molas do Pistão disco recorte hidráulico Sistema de desarme –Regulagem fusível.longitudinal Rolo destorroador Aclopamento BT Disco de corte de Ponteiras Hastes resíduos Roda de controle de profundidade e transporte
  14. 14. REGULAGEMA profundidade regula-se utilizando rodas de apoioou SLH (Sistema de Levante Hidráulico).
  15. 15. EFEITO SOBRE O SOLO• Os escarificadores fragmentam o solo com formação de grandes fissuras e terra fina, sem inversão do solo.
  16. 16. • Quando um dente rompe o solo trabalhando a uma profundidade p, a área afetada, assim como a resistência oferecida são funções das variáveis mecânicas do solo.
  17. 17. VANTAGEM• A sua utilização quebra a compactação do solo, que ocorre pela utilização dos outros implementos mecanizados. O solo fica menos pulverizado, diminuindo bastante a possibilidade do desenvolvimento de processos erosivos.
  18. 18. • Este implemento permite o trabalho em locais com solo totalmente seco e como não movimenta a terra lateralmente, esta não se acumula nos terraços, como ocorre no preparo do solo com arados mecanizados.
  19. 19. • Reduz os danos na plantadora durante o plantio devido as melhores condições na estrutura do solo proporcionado pela escarificação;• Reduz o esforço da tração da plantadora, pois encontra um solo mais macio no momento do plantio;• Melhora a retenção de água no solo;• Com uso periódicos causa liberação de nutrientes no solo.
  20. 20. • Sua velocidade é praticamente o dobro do arado, tornando-se possível uma área duas vezes maior, no mesmo tempo. Desta forma, obtemos uma grande economia de combustível e de tempo de trabalho, o que diminui, também, o custo da mão-de-obra.• Possui sistema de desarme automático (o mesmo sistema do consagrado Arado Subsolador Automático - ASA), permitindo um maior rendimento diário, por não utilizar o sistema de pinos de segurança.
  21. 21. DESVANTAGEM• Menos adequado para o combate das plantas invasoras, se compararmos à eficiência da grade pesado ou do arado.• Em áreas novas, por exemplo, nas quais encontramos muitas raízes, rochas e tocos, o escarificador não consegue fazer o trabalho dos outros implementos.
  22. 22. • Tem a desvantagem de não manter a uniformidade de corte.• Seu uso intensivo pode acarretar a compactação na profundidade do corte.
  23. 23. BIBLIOGRÁFICAS• ORTIZ-CAÑAVATE, J.; HERNANS, J.L. Técnica de la mecanizacion agraria. 3 ed. Madrid, Mundi-Prensa, 1989. 641p.• BALASTREIRE. L. A. Máquinas agrícolas São Paulo.: Manole, 1987. 310p.• BERNACKI, H. ; HAMAN, J.; KANAFOJKI, C.Z. Agricultural machines, theory and construction. Washington: U.S. Department of Agriculture and the National Science Foundation, 1972. 451p.

×