Irrigação

1.371 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Irrigação

  1. 1. Disciplina: Tópicos de Agricultura de Precisão IRRIGAÇÃO: QUIMIGAÇÃO Professor: André Gustavo de Andrade Alunos: Guilherme Parmegiani Marcilei Correa Patrícia Dutra FATEC SHUNJI NISHIMURA
  2. 2. IRRIGAÇÃO •É uma técnica utilizada na agricultura que tem por objetivo o fornecimento controlado de água para as plantas em quantidade suficiente e no momento certo, assegurando a produtividade e a sobrevivência da plantação.
  3. 3. OBJETIVO O objetivo deste trabalho é analisar as vantagens, desvantagens além das tecnologias que estão sendo usadas na prática de irrigação.
  4. 4. MÉTODOS DE IRRIGAÇÃO •IRRIGAÇÃO POR SUPERFÍCIE; •IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO; •IRRIGAÇÃO LOCALIZADA; •IRRIGAÇÃO POR SUBSUPERFÍCIE OU SUBIRRIGAÇÃO.
  5. 5. IRRIGAÇÃO POR SUPERFÍCIE •Utiliza a superfície do solo; •Distribuem a água na superfície por gravidade. Fonte: (Universidade Federal do Goiás).
  6. 6. IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO • A água é aplicada ao solo em forma de chuva por aspersores; • Pode ser usada em combate a geadas, aumentar a umidade relativa, reduzir o aumento da temperatura e descarte de resíduos. Fonte: (Universidade Federal do Goiás).
  7. 7. IRRIGAÇÃO LOCALIZADA; • Aplica se a água localizadamente sobre a superfície do solo e sob a área sombreada pela copa das plantas; Fonte: (Universidade Federal do Goiás).
  8. 8. IRRIGAÇÃO POR SUBSUPERFÍCIE OU SUBIRRIGAÇÃO. • A água é aplicada abaixo da superfície do solo, diretamente nas raízes das plantas. • A ação capilar atrairá a água do solo para a zona radicular. Fonte: (Universidade Federal do Goiás).
  9. 9. QUIMIGAÇÃO •É a aplicação de produtos químicos via água de irrigação. Trata-se de uma importante técnica, ainda muito pouco utilizada pelos produtores irrigantes, que deixam de aproveitar dos vários benefícios operacionais, econômicos e ambientais proporcionados.
  10. 10. PRODUTOS APLICÁVEIS PELA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO: •Aplicação de Fertilizantes Líquidos: Fertirrigação; •Aplicação de Herbicidas: Herbigação; •Aplicação de Inseticidas: Insetigação; •Aplicação de Fungicidas: Fungigação; • Aplicação de Nematicidas: Nematigação.
  11. 11. VANTAGENS DE UTILIZAR A TÉCNICA DE APLICAÇÃO DE AGROQUÍMICOS VIA PIVÔ: • Uniformidade das aplicações; • Prescrição das aplicações - Os agroquímicos são aplicados com a água de irrigação em quantidades determinadas em locais específicos no solo; • Economia nas aplicações; • Aplicações oportunas - O pivô pode aplicar agroquímicos em condições desfavoráveis para outros equipamentos: culturas muito altas, época de florada, terreno molhado, outros; • Menor compactação do solo; • Menores danos na cultura; • Segurança dos operadores, sem riscos de contaminações.
  12. 12. DESVANTAGENS • Maior gerenciamento da operação - A aplicação de agroquímicos com pivô central requer operadores com maiores conhecimentos sobre irrigação, calibração e sistemas de injeção de produtos químicos; • Equipamentos adicionais - Sistemas injetores de agroquímicos, sistemas de segurança, intensiva manutenção e checagem nos sistemas de segurança, locais específicos para estocagem de equipamentos e produtos químicos; • Riscos de contaminação ambiental - Riscos de contaminação ambiental são possíveis se equipamentos de segurança não forem corretamente utilizados.
  13. 13. SISTEMA IRRIGA TECNOLOGIA UFMS •Monitoramento de irrigação, recomendando diariamente quando e quanto de água o produtor deve aplicar em cada irrigação.
  14. 14. Fonte: (Sistema irriga UFMS)
  15. 15. VANTAGENS • Racionalidade no uso da água através do aumento da eficiência da água de irrigação; • Redução no consumo de energia elétrica (de 20 a 30%), decorrente do manejo adequado da água de irrigação; • Aumento de produtividade e sem risco de perdas de produção por deficiência hídrica; • Acompanhamento em tempo real de todas as áreas monitoradas, por meio de acesso a internet, smartphones, mensagens SMS ou telefone; • Facilidade de acesso e informações em tempo real; • Equilíbrio com o meio ambiente e adequação a todas as exigências dos órgãos ambientais.
  16. 16. CONCLUSÃO •É possível concluir que apesar da irrigação ser pouco utilizada ela vem ganhando espaço na agricultura junto com a quimigação, devido as inúmeros vantagens, facilidade na aplicação do produto e maior controle sobre a lavoura, além da economia.
  17. 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Ricardo A. L. Brito. Embrapa Milho e Sorgo / Sete Lagoas/MG. Disponível em: http://www.uesb.br/entomologia/quimigac.htm. Acessado em: 07 de maio 2013. Valmont. http://blog.valmont.com.br/noticias/2011/10/06/quimigacao-fatos- e-mitos/. Junior M. I. Lobo. Tecnologia de aplicação. Disponível em: http://www.pulverizar.com.br/quimigacao.htm. Acessado em: 08 de maio 2014. Universidade Federal do Goiás. Disponível em: http://www.agro.ufg.br/uploads/68/original_06_aula_metodos.pdf. Acessado em: 07 de maio 2013. Sistema irriga UFMS. Disponível em: https://www.sistemairriga.com.br/index.php?secao=manejo_apres. Acessado em: 08 de maio 2014.

×