Evasão escolar

814 visualizações

Publicada em

Pesquisa realizada aponta os motivos da evasão escolar no Ensino Médio - Como a vida profissional pode influenciar a permanência ou o abandono dos estudos. Após pesquisa desenvolveu-se um projeto, o qual teve como produto final a "Primeira Feira de Profissão" da escola.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Evasão escolar

  1. 1. EVASÃO ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO COMO A VIDA PROFISSIONAL PODE INFLUENCIAR A PERMANÊNCIA OU O ABANDONO DOS ESTUDOS
  2. 2. Questões apresentadas, em entrevistas, pelos estudantes, como responsáveis pela evasão escolar: • oportunidades de emprego mais atrativas que a escola; • descontentamento devido ao número de falta dos professores; • falta de conexão entre os conteúdos abordados e cotidiano; • falta de paciência e atenção de alguns professores, que já entram em sala de aula cansados; • ausência de atividades diferenciadas.
  3. 3. PARA OS ENTREVISTADOS, UM AMBIENTE IDEAL DEVERIA TER: ● assiduidade; ● cordialidade; ● aulas melhor elaboradas; ● alunos participativos; ● diretor mais atuante (atrairia a comunidade do entorno para a escola, por meio de projetos educativos); ● coordenadores envolvidos com os trabalhos pedagógicos. E tudo isso indicaria o caminho do sucesso.
  4. 4. Propusemos, a partir dessas falas, que a escola como um todo repensasse suas ações, principalmente em relação ao processo ensino aprendizagem.
  5. 5. Pensando o Processo Educativo Troca de ideias nas ATPCs e rodas de conversa entre discentes e docentes apontaram a importância de um aprendizado significativo e contextualizado.
  6. 6. Algumas Breves Constatações ● Constatamos que os jovens não conseguem estabelecer uma relação entre o conteúdo ministrado em sala de aula e o conhecimento que ele necessita aplicar no cotidiano, há um descompasso entre a teoria e a prática. ● Considerando que, os alunos já estão cansados após um longo dia de trabalho, esse contexto faz com que eles fiquem desmotivados a frequentar a escola.
  7. 7. Nossa proposta foi apontar que tal descompasso tem contribuído com os altos índices de evasão escolar e objetivou elaborar um produto - em parceria com a comunidade escolar - para tornar as aulas mais significativas e contextualizadas.
  8. 8. Durante o desenvolvimento do projeto, voltado ao mercado de trabalho, elaboraram-se estratégias que permitiram minimizar a evasão . As aulas passaram a ser mais dinâmicas e interativas, assim os alunos puderam expressar seus anseios, suas necessidades, externar suas opiniões e sugerir temas a serem abordados de acordo com as necessidades discentes.
  9. 9. Isso foi possível devido ao engajamento de alguns professores, que se propuseram a trabalhar de forma diferenciada, fazendo roda de conversa, ouvindo os alunos e transformando-os em protagonistas da ação, o que propiciou mudanças nas relações estabelecidas dentro da instituição e entre os atores da comunidade escolar.
  10. 10. Elaborou-se painel de oportunidades Caixa de sugestão Viabilizaram-se visitas a Feiras de Profissões Como produto final, realizou-se a Primeira Feira de Profissões da E.E. Prof, Luiz D’ Áurea.
  11. 11. Para realização da pesquisa foi adotada metodologia, Design thinking ou Human Centered Design ( Design Centrado no Ser Humano), a qual visa Ouvir (Hear), Criar (Create) e Implemantar (Deliver):
  12. 12. Referências bibliográficas ● AQUINO, Júlio Groppa. O mal-estar na escola contemporânea: erro e fracasso em questão. AQUINO, J. G. (Org.). In: Erro e fracasso na escola: alternativas teóricas e práticas. 4. ed. São Paulo: Summus,1997, p. 91-110. ● ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar; trad. Ernani F. da F. Rosa, Porto Alegre; ArtMed,2007
  13. 13. POLO: SÃO VICENTE Grupo H CATIANE OLIVEIRA ARGELLO MINELLI JOSÉ JUNIOR BARBOSA DE SENA MARIANY CASTROVIEIRA SÔNIA LAIDE LACERDA NEVES STEPHANIE DA SILVA BISPO VITOR ROBERTO DOS SANTOS

×