Por Roberta Almeida
 Vem do grego knide , que significa
urtiga. Ou seja, esses animais liberam
substâncias urticantes quando entram
em contat...
 São animais aquáticos, que podem ser marinhos ou de água doce.
 Alguns deles se movimentam por jato propulsão ( medusas...
 Os animais pertencentes ao grupo dos
cnidários possuem uma estrutura
característica denominada cnidócito.
 Cnidócito: C...
 A epiderme do cnidário e composta por
células sensoriais, células intersticiais e
os cnidócitos.
 Na gastroderme estão ...
 Os cnidários, auxiliados pelos
cnidoblastos, capturam seu
alimento e o trazem para a boca.
Da boca, o alimento vai para ...
Hidrozoários:
Apresentam a forma de
pólipo nitidamente
predominante. Ex:
Hydra, Obelia e
Caravela portuguesa (
Colônia de ...
 Reprodução assexuada: ( formação
de maior número de indivíduos iguais)
 Ocorre por brotamento. Uma hidra ou
antozoário ...
Os gametas masculinos nadam até
encontrar o óvulo feminino. Quando
isso acontece, segue-se a formação do
zigoto que poster...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cnidários

352 visualizações

Publicada em

Segue slide sobre os cnidários :)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
352
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cnidários

  1. 1. Por Roberta Almeida
  2. 2.  Vem do grego knide , que significa urtiga. Ou seja, esses animais liberam substâncias urticantes quando entram em contato com algum corpo.  São chamados celenterados por possuírem cavidade digestiva, sendo os primeiros enterozoários, mesmo que incompletos. Com essa evolução podem fisgar animais maiores e em maior quantidade.
  3. 3.  São animais aquáticos, que podem ser marinhos ou de água doce.  Alguns deles se movimentam por jato propulsão ( medusas) e outros são sésseis ( pólipos).  Muitos formam colônias gigantes.  Possuem simetria radial.  As águas vivas provocam queimaduras em banhistas e são animais assim chamados por tem o corpo praticamente constituído de água. Os recifes de corais Os recifes de corais são constituídos por pequenos animais que se sobrepõe. Os mais antigos que morrem deixam uma estrutura calcária. Assim, os corais podem se estender por muitos metros. Muitos recifes são responsáveis por dar proteção à diversas espécies. As zooxantelas são microalgas responsáveis por nutrir os corais e dar-lhes as cores características. Em ambientes inóspitos, abandonam o corpo dos recifes e ocorre o chamado branqueamento dos corais
  4. 4.  Os animais pertencentes ao grupo dos cnidários possuem uma estrutura característica denominada cnidócito.  Cnidócito: Célula exclusiva dos cnidários, responsável pela proteção e auxilio na captura de alimentos (ataque). O cnidócito possui em seu interior o nematocisto, que funciona como uma armadilha, cuja extremidade superior abrigo o cnidocíio. Quando o cnidócílio é tocado, aciona o nematocisto que projeta o filamento para fora da célula, aplicando uma quantidade de toxina suficiente para causar alguns danos à presa.Estão localizados em alta quantidade os tentáculos do animal.
  5. 5.  A epiderme do cnidário e composta por células sensoriais, células intersticiais e os cnidócitos.  Na gastroderme estão as células intersticiais, células glandulares e células digestivas.  Apresentam cavidade digestiva denominada gastrovascular, responsável pela digestão externa através da liberação de enzimas.  Por só possuírem boca, são denominados enterozoários incompletos.  As troca gasosas são realizadas através da difusão.  Possuem um sistema nervoso rudimentar, chamado difuso, com a presença de neurônios pelos corpo do animal.
  6. 6.  Os cnidários, auxiliados pelos cnidoblastos, capturam seu alimento e o trazem para a boca. Da boca, o alimento vai para a cavidade gastrovascular, que é responsável por liberar enzimas e realizar a digestão externa. Aquilo que não foi digerido é levado para as células de revestimento ( Que são células digestivas, dentre outras) o que nos mostra uma digestão interna. Assim como o alimento entra pela boca, os resíduos também saem por lá.
  7. 7. Hidrozoários: Apresentam a forma de pólipo nitidamente predominante. Ex: Hydra, Obelia e Caravela portuguesa ( Colônia de pólipos que flutua). Cifozoários: Apresentam forma predominantemente de medusas .São exemplos a água viva e a vespa marinha. Antozoários: Apresentam somente forma de pólipo e colônia. Anêmona do mar e Corais são os exemplos.
  8. 8.  Reprodução assexuada: ( formação de maior número de indivíduos iguais)  Ocorre por brotamento. Uma hidra ou antozoário ( pólipos) originam um broto que no caso da hidra se desprende e se desenvolve no substrato e no caso dos antozoários, se desenvolve colado no corpo.  Muitos pólipos se reproduzem de forma assexuada e dão origem a medusas, na chamada estrobilização.  Possuem um alto poder de regeneração, pela baixa complexidade das células.
  9. 9. Os gametas masculinos nadam até encontrar o óvulo feminino. Quando isso acontece, segue-se a formação do zigoto que posteriormente solta-se do corpo do cnidário. Nas hidras o desenvolvimento e direto, porém nas águas vivas o desenvolvimento é indireto, com a formação de uma larva chamada plânula. Tal larva se fixa ao substrato e dá origem à um pólipo que posteriormente soltará as águas vivas, em um processo chamado de metagênese ou alternância de geração.  Promove maior variabilidade genética.  Alguns cnidários são monoicos e outros são dioicos. Ocorre, nesse processo, o envolvimento dos gametas, produzidos nas gônodas.  Alguns apresentam fecundação externa e outros interna.  Na obélia a forma predominate é o pólipo e na aurelia ( água-viva) é a medusa.

×