O Reino Dos Animais Invertebados

13.084 visualizações

Publicada em

AULA DE CIENCIAS

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.084
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.275
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Reino Dos Animais Invertebados

  1. 1. OS ANIMAIS INVERTEBRADOS
  2. 2. OS PORÍFEROS Representante : Esponja ( animal séssil , que tem o corpo coberto de poros ) . São considerados parazoas : animais fora do padrão normal , sem órgãos , boca ou ânus . Não possuem tecidos verdadeiros , as células formam um aglomerado trabalhando de forma integrada . Célula típica : Coanócito A digestão e somente intracelular . Parede externa : pinacócito - Animal filtrador , retira o alimento revestimento (plancton) filtrando a água do mar , a • Porócito : forma poros . água entra pelos poros , (com O2 e • Amebócitos : gametas na alimentos ), cai na cavidade e sai pelo época de reprodução osculo ( com O2 e excretas ).
  3. 3. OS PORÍFEROS Para alimentar-se a esponja movimenta os flagelos dos coanócitos, fazendo um fluxo de água entrar pelos minúsculos poros e sair pela abertura superior denominada ósculo . Na passagem o plâncton é filtrado pelos coanócitos que o digerem
  4. 4. REPRODUÇÃO ASSEXUADA PORÍFEROS Pedaços de esponjas são capazes de se regenerar até se transformarem em uma nova esponja. Este processo é conhecido como reprodução assexuada podendo ocorrer através de gemulação ou gemiparidade (processo de reprodução no qual ocorre a formação de gemas ou gomos no progenitor, que após se separarem deste, desenvolvem-se dando origem a novos indivíduos), e também, por fragmentação (processo no qual o corpo do progenitor é quebrado em vários pedaços, onde cada uma destas partes é capaz de se regenerar individualmente até assumir forma semelhante de seu progenitor).
  5. 5. REPRODUÇÃO SEXUADA PORÍFEROS A reprodução sexuada - por meio de gametas dos poríferos ocorre de uma maneira bastante interessante, pois a fecundação é indireta. Isto porque o espermatozóide não penetra diretamente no óvulo. Os espermatozóides são eliminados na corrente de água, entram pelos poros de outra esponja e são fagocitados pelos coanócitos. Só então os gametas masculinos atingem o mesênquima e fecunda o óvulo. Tanto os óvulos como os espermatozóides são originados pelos arqueócitos. Os poríferos podem ser monóicos (hermafroditas) ou dióicos (de sexo separado). O desenvolvimento é indireto, por meio de uma larva ciliada livre-nadante –( a anfiblástula). Depois de um tempo, ela se fixa a um substrato - estágio olinthus
  6. 6. OS CNIDÁRIOS OU CELENTERADOS Aquáticos em sua maioria marinhos Dotados de células urticantes Durante o ciclo vital, a maioria passa por uma fase de medusa com vida livre e outra de pólipo com vida séssil (fixa)
  7. 7. ALIMENTAÇÃO Os celenterados, ou cnidários, são os primeiros metazoários a exibir uma cavidade digestiva ou cavidade gastrovascular (1a ocorrência nos animais), com uma abertura única que funciona como boca e ânus, portanto o tubo digestivo é incompleto. filo possuem, ao redor da boca, tentáculos Todos os membros do dotados de células urticantes (cnidoblastos) que auxiliam na captura de alimentos. A digestão enzimática do alimento começa nessa cavidade extracelularmente e termina no interior (intracelularmente) das células muscular-digestivas, que fazem parte da gastroderme
  8. 8. ALTERNÂNCIA DE FASES ASSEXUADA E SEXUADA Em muitas espécies de celenterados, a reprodução envolve a alternância de uma fase assexuada com outra sexuada. Destacaremos, para exemplificar, o que ocorre entre águas-vivas. Na reprodução da água-viva, a fase sexuada acontece na forma de medusa, a fase mais desenvolvida do ciclo; a assexuada ocorre na forma de pólipo, que é reduzida. Observe o esquema
  9. 9. RESPIRAÇÃO , CIRCULAÇÃO E EXCREÇÃO Na respiração e na exceção os cnidários e os poríferos são semelhantes , não possuem estruturas especiais, sendo cada célula responsável pela captura de oxigênio e liberação de gás carbônico e excretas

×