SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
A U L A 0 1 – P R O F A . M I C H E L L I G O D O I R E Z E N D E
D I S C I P L I N A : P S I C O L O G I A D O T R A B A L H O
Breve Histórico sobre a Psicologia
Organizacional e do Trabalho
Como você percebe esse trabalho???
Saindo para o
trabalho....
Voltando pra
casa...
O que é trabalho pra você?
 Definição de trabalho: Prática transformadora da
realidade que viabiliza a sobrevivência e a realização
do ser humano (Malvezzi, 2004).
Imagem: Imagem da câmara túmulo de Rekhmire, em Tebas, 1500-1450 a.C / Public Domain
Organizações e o Macroambiente
O TRABALHO SOB A PERSPECTIVA DA
PSICOLOGIA
 Qual o objeto de estudo da PSICOLOGIA?
 Como a psicologia industrial/ organizacional/
do trabalho se relaciona com o campo da
psicologia como totalidade?
 Como então, podemos definir psicologia
industrial/ organizacional/ do trabalho?
A Psicologia Organizacional
A psicologia industrial/ organizacional é
definida como a aplicação da teoria e da
metodologia psicológicas aos problemas das
organizações e aos problemas de grupos e
indivíduos nos ambientes organizacionais.
(American Psychological Association, 1981, citado por
Krumm, 2011, p. 04).
O surgimento da Psicologia Organizacional
 Surgida praticamente com a Psicologia como campo
geral de conhecimento (final do séc. XIX/ início do
séc. XX), a Psicologia Organizacional emerge
juntamente com a crescente industrialização dos
países ocidentais, que buscavam maior critério de
desempenho e eficiência organizacional.
Áreas de Atuação
 Psicologia de Pessoal (Recursos Humanos) –
o foco é o empregado individualmente. O psicólogo
lida especificamente com áreas como recrutamento
& seleção, treinamento & desenvolvimento, avaliação
do desempenho & análise de cargos.
 Psicologia Organizacional/ trabalho
(Consultor) - O foco é nas influências do grupo
sobre a pessoa. O psicólogo estuda a estrutura da
organização, padrões de comunicação, diversidade,
clima, cultura, liderança.
Áreas de Atuação
 Psicologia dos fatores humanos ou
ergonomia (conhecimento em engenharia e
psicologia) – o foco é a interação homem/máquina
no ambiente de trabalho. Observa-se o trabalho e o
design do equipamento e implementação de
programas de segurança ao trabalhador.
Origens
 A busca da funcionalidade entre desempenho e tarefa,
integra os psicólogos pioneiros ao movimento da
Administração Científica desenvolvido, na virada do
século XX, por engenheiros e administradores.
 Com o advento da Revolução Industrial, a Psicologia,
juntamente com outras ciências, foi chamada a
contribuir com a rearticulação do trabalho,
oferecendo explicações sobre o desempenho humano
nas empresas que facilitasse a criação de padrões
apropriados de ritmo, de movimentos e de
capacitação.
Desenvolvimento do campo da Psicologia no
trabalho
WILHEM
WUNDT
1879
1º
Laboratório
de psicologia
em Leipzig,
Alemanha
Início da
Psicologia
1892
Fundação
da APA,
nos EUA
Início da
Psicologia
Industrial
1900
Estudo das
habilidades
dos
operadores
de telégrafos
WALTER
DILL SCOTT
1917
Divisão de
Psicologia
Aplicada
Primeiro
Programa
Acadêmico
de PI
HUGO
MUNSTERBERG
Teoria da
Administração
Científica
1911
Eficácia
no
trabalho
FREDERICK
W. TAYLOR
Desenvolvimento do campo da Psicologia no
trabalho
1ª GM
6 de Abril de
1917
Classificação
de milhões de
recrutas.
Testes de
inteligência.
Army Alpha e
Army Beta
1º Doutorado
em Psicologia
Industrial
1921
Novos tipos
de testes,
procura por
empresas,
mulheres na
PI
Os Estudos
Howthorne
1933
Movimento
das
Relações
Humanas
ELTON
MAYO
1960 até os
dias atuais
Regulamentos e
leis
governamentais
Crescimento
e expansão
da
Psicologia
I/O
A 2ª GM
1939
Métodos de
avaliação,
treinamento e
design de
equipamentos
Os Estudos Hawthorne
 Representam um esforço na compreensão dos
empregados, para além do aumento da
produtividade;
 Primeiros estudos a mostrar como as atitudes dos
empregados e as relações interpessoais afetam a
produtividade.
 Introduziram o MOVIMENTO DAS RELAÇÕES
HUMANAS
Descoberta dos Estudos Hawthorne
 O que afetava a produtividade dos trabalhadores era:
 Relacionamento com os colegas;
 O estilo de liderança do supervisor;
 Sua autonomia com relação aos padrões ou normas
de produção.
Objeto
 Os estudos da PO foram significativamente
expandidos. Pode-se dizer que essa multidisciplina
deu um salto qualitativo em seu objeto, transferindo
seu foco de atenção, do direcionamento para o
homem funcional, ou seja da relação trabalhador-
tarefa para a interseção entre os processos sócio-
comportamentais e gerenciais.
A Psicologia Organizacional
X
Psicologia do Trabalho
Psicologia Organizacional
• Interesse nas organizações
como processos sociais
estruturantes.
• Objeto de estudo: as
relações entre
comportamento humano e
organização.
Psicologia do Trabalho
• tem seu foco no “fenômeno
do trabalho, em qualquer
contexto em que ele estiver
sendo desenvolvido e não
somente no âmbito das
organizações”
• A subjetividade é
considerada fundamental
para análise das questões
ligadas ao universo laboral
(Clot, 2006).
(Gondim, Borges- Andrade & Bastos, 2010).
Níveis de atuação do psicólogo
A Psicologia Organizacional e do Trabalho Hoje
 Importância da saúde
pessoal e do
gerenciamento do estresse;
 A contribuição do trabalho
para o surgimento de
doenças individuais;
 Satisfação e Motivação;
 A vida dos trabalhadores
dentro e fora do trabalho
• Questões legais e sociais;
• Recrutamento e retenção;
• Programas de treinamento e
avaliação;
• Cultura organizacional;
• Forma física, saúde e estresse;
• Efeito das novas tecnologias
sobre o local de trabalho e
sobre empregados;
• Necessidades futuras e
desafios;
• Diversidade no trabalho
As 7 forças críticas que modificam a força de
trabalho e a tarefa do psicólogo organizacional
 1ª - A crescente diversidade da força de trabalho;
 2ª - Reintegração da vida doméstica com a vida
profissional;
 3ª - Globalização;
 4ª - Expansão do planejamento de recursos humanos;
 5ª - Mudança da força de trabalho;
 6ª - Aumento das expectativas dos empregados e a
necessidade de se equilibrarem os custos e as demandas
dessas expectativas
 7ª - Renovação da responsabilidade social das
organizações.
(Krumm, D. 2011, p. 15-16).
Novas Exigências para a GP
A grande questão para a POT
Como a POT pode contribuir para a
compreensão e solução de problemas
advindos da nova reestruturação das formas
de trabalho?
Referências
 KRUMM, D. (2011). Psicologia do trabalho: uma introdução à psicologia industrial/organizacional.
Rio de Janeiro: LTC, 2011.
 Zanelli, J. C. & Bastos, A.V.B (2004). Inserção profissional do psicólogo em organizações e no
trabalho. In: Zanelli, J. C; Borges-Andrade, J. E. & Bastos, A.V.B. (Orgs.). (2004). Psicologia,
organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
 
PERSONALIDADE
PERSONALIDADEPERSONALIDADE
PERSONALIDADE
 
Aula 1 - Fundamentos de Psicologia
Aula 1 -  Fundamentos de Psicologia Aula 1 -  Fundamentos de Psicologia
Aula 1 - Fundamentos de Psicologia
 
Pisicologia organizacional e do trabalho unidade i
Pisicologia organizacional e do trabalho unidade iPisicologia organizacional e do trabalho unidade i
Pisicologia organizacional e do trabalho unidade i
 
Psicologia da Saude
Psicologia da Saude Psicologia da Saude
Psicologia da Saude
 
Psicologia Organizacional e do Trabalho
Psicologia Organizacional e do TrabalhoPsicologia Organizacional e do Trabalho
Psicologia Organizacional e do Trabalho
 
Aula 1 Psicologia Organizacional.pdf
Aula 1 Psicologia Organizacional.pdfAula 1 Psicologia Organizacional.pdf
Aula 1 Psicologia Organizacional.pdf
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia Organizacional
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
 
Personalidade
PersonalidadePersonalidade
Personalidade
 
Introdução à Psicologia: História da Psicologia
Introdução à Psicologia: História da PsicologiaIntrodução à Psicologia: História da Psicologia
Introdução à Psicologia: História da Psicologia
 
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no TrabalhoSlide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
 
Psicologia introdução
Psicologia introduçãoPsicologia introdução
Psicologia introdução
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Psicologia organizacional
Psicologia organizacionalPsicologia organizacional
Psicologia organizacional
 
psicologia da educação
psicologia da educaçãopsicologia da educação
psicologia da educação
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
 
slides da história da psicologia
slides da história da psicologiaslides da história da psicologia
slides da história da psicologia
 
O que é a psicologia
O que é a psicologiaO que é a psicologia
O que é a psicologia
 
Gestalt-Terapia
Gestalt-TerapiaGestalt-Terapia
Gestalt-Terapia
 

Semelhante a Breve Histórico da Psicologia Organizacional e do Trabalho

introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza (1)
introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza  (1)introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza  (1)
introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza (1)Diego Arancibia
 
Caça ao tesouro
Caça ao tesouroCaça ao tesouro
Caça ao tesourolwmachado
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalSalvador Abreu
 
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e Magda
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e MagdaPsicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e Magda
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e MagdaAna Pereira
 
Motivação no Trabalho
Motivação no Trabalho Motivação no Trabalho
Motivação no Trabalho ThuanyPessanha
 
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atualA psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atualsimonevilas
 
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...Universidade Pedagogica
 
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.ppt
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.pptAULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.ppt
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.pptRosineiaSantos8
 
Psicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesPsicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesanarita2
 
Psicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesPsicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesanarita2
 
Teoria das Relações Humanas
Teoria das Relações HumanasTeoria das Relações Humanas
Teoria das Relações HumanasMara Izidoro
 
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 textoCamilla Rodrigues
 
PSICOLOGIA ORGAZACIONAL
PSICOLOGIA ORGAZACIONALPSICOLOGIA ORGAZACIONAL
PSICOLOGIA ORGAZACIONALWilmaGomes10
 
Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010guestaa69580
 
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdfTATIANA579370
 
Teoria das relações humanas e comportamental
Teoria das relações humanas e comportamentalTeoria das relações humanas e comportamental
Teoria das relações humanas e comportamentalThales Guimaraes
 
Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010guestaa69580
 

Semelhante a Breve Histórico da Psicologia Organizacional e do Trabalho (20)

introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza (1)
introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza  (1)introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza  (1)
introdução o ao estudo do comportamento humano nas organiza (1)
 
Aula 5 - ORGANIZACIONAL
Aula 5 - ORGANIZACIONALAula 5 - ORGANIZACIONAL
Aula 5 - ORGANIZACIONAL
 
Caça ao tesouro
Caça ao tesouroCaça ao tesouro
Caça ao tesouro
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia Organizacional
 
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e Magda
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e MagdaPsicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e Magda
Psicologia do trabalho e da organizações - trabalho das alunas Sofia e Magda
 
Motivação no Trabalho
Motivação no Trabalho Motivação no Trabalho
Motivação no Trabalho
 
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atualA psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
 
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...
Impacto da falta da aplicação do psicólogo (psicologia) organizacional nos re...
 
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.ppt
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.pptAULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.ppt
AULA 08 - TURMAS FUND ADM 27 09 2019.ppt
 
Psicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesPsicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizações
 
Psicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizaçõesPsicologia do Trabalho e das organizações
Psicologia do Trabalho e das organizações
 
Texto 03
Texto 03Texto 03
Texto 03
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia Organizacional
 
Teoria das Relações Humanas
Teoria das Relações HumanasTeoria das Relações Humanas
Teoria das Relações Humanas
 
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto
687 2757-1-pb (1) f. palharini 1 texto
 
PSICOLOGIA ORGAZACIONAL
PSICOLOGIA ORGAZACIONALPSICOLOGIA ORGAZACIONAL
PSICOLOGIA ORGAZACIONAL
 
Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010
 
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf
2a semana Aula Online- GESTÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO.pdf
 
Teoria das relações humanas e comportamental
Teoria das relações humanas e comportamentalTeoria das relações humanas e comportamental
Teoria das relações humanas e comportamental
 
Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010Apresentação comrh2010
Apresentação comrh2010
 

Mais de Michelli Godoi

Texto - O processo empreendedor
Texto -  O processo empreendedorTexto -  O processo empreendedor
Texto - O processo empreendedorMichelli Godoi
 
Psi jornal - edição 121 - orientação - voluntariado de graça não quer dize...
Psi   jornal - edição 121 - orientação - voluntariado  de graça não quer dize...Psi   jornal - edição 121 - orientação - voluntariado  de graça não quer dize...
Psi jornal - edição 121 - orientação - voluntariado de graça não quer dize...Michelli Godoi
 
A gestão de recursos humanos
A gestão de recursos humanosA gestão de recursos humanos
A gestão de recursos humanosMichelli Godoi
 
A gestão de Recursos Humanos
A gestão de Recursos HumanosA gestão de Recursos Humanos
A gestão de Recursos HumanosMichelli Godoi
 
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - Turnover
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - TurnoverCausas e Efeitos da rotatividade de pessoal - Turnover
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - TurnoverMichelli Godoi
 
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão Bibliográfica
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão BibliográficaIntervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão Bibliográfica
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão BibliográficaMichelli Godoi
 

Mais de Michelli Godoi (8)

Texto - O processo empreendedor
Texto -  O processo empreendedorTexto -  O processo empreendedor
Texto - O processo empreendedor
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Psi jornal - edição 121 - orientação - voluntariado de graça não quer dize...
Psi   jornal - edição 121 - orientação - voluntariado  de graça não quer dize...Psi   jornal - edição 121 - orientação - voluntariado  de graça não quer dize...
Psi jornal - edição 121 - orientação - voluntariado de graça não quer dize...
 
O menino e a flor
O menino e a florO menino e a flor
O menino e a flor
 
A gestão de recursos humanos
A gestão de recursos humanosA gestão de recursos humanos
A gestão de recursos humanos
 
A gestão de Recursos Humanos
A gestão de Recursos HumanosA gestão de Recursos Humanos
A gestão de Recursos Humanos
 
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - Turnover
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - TurnoverCausas e Efeitos da rotatividade de pessoal - Turnover
Causas e Efeitos da rotatividade de pessoal - Turnover
 
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão Bibliográfica
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão BibliográficaIntervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão Bibliográfica
Intervenções em Assédio moral no trabalho: Uma Revisão Bibliográfica
 

Último

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 

Breve Histórico da Psicologia Organizacional e do Trabalho

  • 1. A U L A 0 1 – P R O F A . M I C H E L L I G O D O I R E Z E N D E D I S C I P L I N A : P S I C O L O G I A D O T R A B A L H O Breve Histórico sobre a Psicologia Organizacional e do Trabalho
  • 2. Como você percebe esse trabalho??? Saindo para o trabalho.... Voltando pra casa...
  • 3. O que é trabalho pra você?  Definição de trabalho: Prática transformadora da realidade que viabiliza a sobrevivência e a realização do ser humano (Malvezzi, 2004). Imagem: Imagem da câmara túmulo de Rekhmire, em Tebas, 1500-1450 a.C / Public Domain
  • 4. Organizações e o Macroambiente
  • 5. O TRABALHO SOB A PERSPECTIVA DA PSICOLOGIA  Qual o objeto de estudo da PSICOLOGIA?  Como a psicologia industrial/ organizacional/ do trabalho se relaciona com o campo da psicologia como totalidade?  Como então, podemos definir psicologia industrial/ organizacional/ do trabalho?
  • 6. A Psicologia Organizacional A psicologia industrial/ organizacional é definida como a aplicação da teoria e da metodologia psicológicas aos problemas das organizações e aos problemas de grupos e indivíduos nos ambientes organizacionais. (American Psychological Association, 1981, citado por Krumm, 2011, p. 04).
  • 7. O surgimento da Psicologia Organizacional  Surgida praticamente com a Psicologia como campo geral de conhecimento (final do séc. XIX/ início do séc. XX), a Psicologia Organizacional emerge juntamente com a crescente industrialização dos países ocidentais, que buscavam maior critério de desempenho e eficiência organizacional.
  • 8. Áreas de Atuação  Psicologia de Pessoal (Recursos Humanos) – o foco é o empregado individualmente. O psicólogo lida especificamente com áreas como recrutamento & seleção, treinamento & desenvolvimento, avaliação do desempenho & análise de cargos.  Psicologia Organizacional/ trabalho (Consultor) - O foco é nas influências do grupo sobre a pessoa. O psicólogo estuda a estrutura da organização, padrões de comunicação, diversidade, clima, cultura, liderança.
  • 9. Áreas de Atuação  Psicologia dos fatores humanos ou ergonomia (conhecimento em engenharia e psicologia) – o foco é a interação homem/máquina no ambiente de trabalho. Observa-se o trabalho e o design do equipamento e implementação de programas de segurança ao trabalhador.
  • 10. Origens  A busca da funcionalidade entre desempenho e tarefa, integra os psicólogos pioneiros ao movimento da Administração Científica desenvolvido, na virada do século XX, por engenheiros e administradores.  Com o advento da Revolução Industrial, a Psicologia, juntamente com outras ciências, foi chamada a contribuir com a rearticulação do trabalho, oferecendo explicações sobre o desempenho humano nas empresas que facilitasse a criação de padrões apropriados de ritmo, de movimentos e de capacitação.
  • 11. Desenvolvimento do campo da Psicologia no trabalho WILHEM WUNDT 1879 1º Laboratório de psicologia em Leipzig, Alemanha Início da Psicologia 1892 Fundação da APA, nos EUA Início da Psicologia Industrial 1900 Estudo das habilidades dos operadores de telégrafos WALTER DILL SCOTT 1917 Divisão de Psicologia Aplicada Primeiro Programa Acadêmico de PI HUGO MUNSTERBERG Teoria da Administração Científica 1911 Eficácia no trabalho FREDERICK W. TAYLOR
  • 12. Desenvolvimento do campo da Psicologia no trabalho 1ª GM 6 de Abril de 1917 Classificação de milhões de recrutas. Testes de inteligência. Army Alpha e Army Beta 1º Doutorado em Psicologia Industrial 1921 Novos tipos de testes, procura por empresas, mulheres na PI Os Estudos Howthorne 1933 Movimento das Relações Humanas ELTON MAYO 1960 até os dias atuais Regulamentos e leis governamentais Crescimento e expansão da Psicologia I/O A 2ª GM 1939 Métodos de avaliação, treinamento e design de equipamentos
  • 13. Os Estudos Hawthorne  Representam um esforço na compreensão dos empregados, para além do aumento da produtividade;  Primeiros estudos a mostrar como as atitudes dos empregados e as relações interpessoais afetam a produtividade.  Introduziram o MOVIMENTO DAS RELAÇÕES HUMANAS
  • 14. Descoberta dos Estudos Hawthorne  O que afetava a produtividade dos trabalhadores era:  Relacionamento com os colegas;  O estilo de liderança do supervisor;  Sua autonomia com relação aos padrões ou normas de produção.
  • 15. Objeto  Os estudos da PO foram significativamente expandidos. Pode-se dizer que essa multidisciplina deu um salto qualitativo em seu objeto, transferindo seu foco de atenção, do direcionamento para o homem funcional, ou seja da relação trabalhador- tarefa para a interseção entre os processos sócio- comportamentais e gerenciais.
  • 16. A Psicologia Organizacional X Psicologia do Trabalho Psicologia Organizacional • Interesse nas organizações como processos sociais estruturantes. • Objeto de estudo: as relações entre comportamento humano e organização. Psicologia do Trabalho • tem seu foco no “fenômeno do trabalho, em qualquer contexto em que ele estiver sendo desenvolvido e não somente no âmbito das organizações” • A subjetividade é considerada fundamental para análise das questões ligadas ao universo laboral (Clot, 2006). (Gondim, Borges- Andrade & Bastos, 2010).
  • 17. Níveis de atuação do psicólogo
  • 18. A Psicologia Organizacional e do Trabalho Hoje  Importância da saúde pessoal e do gerenciamento do estresse;  A contribuição do trabalho para o surgimento de doenças individuais;  Satisfação e Motivação;  A vida dos trabalhadores dentro e fora do trabalho • Questões legais e sociais; • Recrutamento e retenção; • Programas de treinamento e avaliação; • Cultura organizacional; • Forma física, saúde e estresse; • Efeito das novas tecnologias sobre o local de trabalho e sobre empregados; • Necessidades futuras e desafios; • Diversidade no trabalho
  • 19. As 7 forças críticas que modificam a força de trabalho e a tarefa do psicólogo organizacional  1ª - A crescente diversidade da força de trabalho;  2ª - Reintegração da vida doméstica com a vida profissional;  3ª - Globalização;  4ª - Expansão do planejamento de recursos humanos;  5ª - Mudança da força de trabalho;  6ª - Aumento das expectativas dos empregados e a necessidade de se equilibrarem os custos e as demandas dessas expectativas  7ª - Renovação da responsabilidade social das organizações. (Krumm, D. 2011, p. 15-16).
  • 21. A grande questão para a POT Como a POT pode contribuir para a compreensão e solução de problemas advindos da nova reestruturação das formas de trabalho?
  • 22. Referências  KRUMM, D. (2011). Psicologia do trabalho: uma introdução à psicologia industrial/organizacional. Rio de Janeiro: LTC, 2011.  Zanelli, J. C. & Bastos, A.V.B (2004). Inserção profissional do psicólogo em organizações e no trabalho. In: Zanelli, J. C; Borges-Andrade, J. E. & Bastos, A.V.B. (Orgs.). (2004). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed.