Rebelioes regenciais blog

321.136 visualizações

Publicada em

Revoltas regenciais

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Rebelioes regenciais blog

  1. 1. REBELIÕES REGENCIAIS
  2. 2. REBELIÕES REGENCIAIS Durante todo o Período Regencial (1831-1840) o Brasil sofreu muitas agitações em decorrência da insatisfação com o governo dos regentes. De norte a sul os conflitos se propagaram. Vamos conhecer os principais conflitos da época.
  3. 3. 1- CABANAGEM (1835) – Grão-Pará CAUSAS - Os Cabanos queriam terras para plantar e o fim da escravidão - os fazendeiros queriam escolher o presidente de província
  4. 4. 1- CABANAGEM (1835) – Grão-Pará LÍDERES: - Félix Clemente Malcher - Eduardo Angelim (cearense) Eduardo Angelim
  5. 5. 1- CABANAGEM – DESENVOLVIMENTO DA REVOLTA - Ricos e pobres ocuparam Belém (capital) - colocaram no poder o fazendeiro Malcher que traiu a Cabanagem - a luta continuou com Eduardo Angelim que reconquistou Belém - em agosto de 1835 é proclamada a República - O governo central não aceitou a República no Pará Bandeira do Pará
  6. 6. 1- CABANAGEM – CONCLUSÃO - Maio de 1836 : enviada pelo governo central uma força militar - Os cabanos resistiram até 1840 - As forças imperiais tomaram Belém - 40% da população foi morta
  7. 7. 2- FARROUPILHA (1835-1845) RS/SC CAUSAS - A base da economia era a criação de gado e charque, couro, sebo e graxa - vendiam para o mercado interno -os fazendeiros reclamavam de altos impostos (preço maior) -havia concorrência desleal com o charque uruguaio e argentino (impostos mais baixos, preço menor)
  8. 8. 2- FARROUPILHA - LÍDERES CANABARRO GARIBALDE BENTO GONÇALVES
  9. 9. 2- FARROUPILHA - DESENVOLVIMENTO -20/09/1835: os farroupilhas conquistam Porto Alegre liderados por Bento Gonçalves - O presidente da província foge - É proclamada a República Rio- Grandense 1839: liderados por Canabarros e por Garibaldi, os farroupilhas conquistaram Laguna (SC) Proclamaram a República Juliana - 1842: 12 mil soldados enviados pelo imperador para combater os revoltosos -Duque de Caxias comandava os soldados imperiais -foram 3 anos de lutas Bandeira da República Juliana
  10. 10. 2- FARROUPILHA - CONCLUSÃO - 1845: acordo “paz honrosa” entre Caxias e farroupilhas -os gaúchos poderiam escolher seu presidente -o charque estrangeiro pagaria impostos mais altos (25%) - os comandantes farroupilhas passaram ao exército brasileiro - o governo liberta os escravos - os rebeldes mantiveram o Sul integrado ao Império
  11. 11. 3- REVOLTA DOS MALÊS (25/01/1835) – SALVADOR/BA - Revolta dos escravos -Chamada de Insurreição de Nagô -O nome Revolta dos Malês porque os líderes seguiam o culto Malê (elementos africanos e muçulmanos) -outros rebeldes eram de outras religiões - escravismo e preconceito - queriam conquistar o governo da Bahia
  12. 12. 3- REVOLTA DOS MALÊS - DOCUMENTÁRIO
  13. 13. 3- REVOLTA DOS MALÊS - LÍDERES • Pacífico Licutan • Ahuna • Manuel Calafate
  14. 14. 3- REVOLTA DOS MALÊS – A LUTA • A luta durou toda a madrugada • os Malês enfrentaram os soldados do governo com facas, espadas e lanças x pistolas e garruchas
  15. 15. 3- REVOLTA DOS MALÊS – O FINAL - os Malês perderam - Março de 1835: africanos libertos mandados de volta para a África - até os inocentes foram expulsos da Bahia -objetivo do governo era fazer o “branqueamento” da sociedade (segundo João José Reis)
  16. 16. 4- SABINADA (1837) - BAHIA - CAUSAS: -os baianos se recusavam em aceitar o governo local imposto pelo governo da capital (RJ) - o receio da convocação de baianos para combater os farroupilhas no RS - militares baianos se revoltaram pois simpatizavam com os farroupilhas
  17. 17. 4- SABINADA (1837) - LÍDER - Dr. Francisco Sabino (médico/jornalista)
  18. 18. 4- SABINADA (1837) – DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO - Sabino convocava a população baiana a lutar pela República - para isso usava o seu jornal “Novo Diário da Bahia” -1837 – os sabinos tomaram Salvador e proclamaram a República - a Bahia deveria ficar separada do Brasil até a maioridade de D.Pedro II - os regentes enviaram forças navais (ajudados por senhores de engenho) e cercaram Salvador -Rebeldes oferecem liberdade a escravos que os apoiassem - donos de escravos tiveram receio e se aliaram ao governo regencial - Março de 1838: forças do governo ocupam Salvador -incendiaram bairros de Salvador - Mais de 1200 mortos e quase 3 mil presos. - Dr. Sabino foi expulso da Bahia Bandeira da Sabinada
  19. 19. 5- BALAIADA (1838-1841) - MARANHÃO - o nome Balaiada deveu-se ao fato dos líderes serem artesãos e fazerem balaios para vender - 1830: o algodão maranhense perdia o mercado para o algodão norte- americano que era mais barato e de melhor qualidade. - a Inglaterra negociava o algodão - altos impostos - pequenos proprietários perdiam terras para grandes fazendeiros - os escravos formaram quilombos
  20. 20. 5- BALAIADA (1838-1841) - LÍDERES Cosme Bento das Chagas Raimundo Gomes (Cara Preta) Manuel Francisco dos Anjos Ferreira (artesão)
  21. 21. 5- BALAIADA - DESENVOLVIMENTO - desempregados, quilombolas, desempregados e indígenas atacavam as fazendas - Dezembro de 1838: Raimundo Gomes tomou uma cidade do interior - divulgou documento exigindo a substituição do presidente da província - exigiu expulsão de comerciantes portugueses e fim da escravidão - Conquistaram Caxias(MA) e Piauí -1839: venceram as tropas oficiais Memorial da Balaiada no Maranhão/ Caxias
  22. 22. -1839: 3 mil quilombolas fogem da das fazendas e se juntam aos balaios liderados por Cosme Bento -Em São Luís Liberais X Conservadores, disputavam o poder e depois se uniram contra os balaios - o gov. regencial enviou ao MA 8 mil homens chefiados por Luís Alves de Lima e Silva - os rebeldes foram presos e executados sem direito a defesa - 11 mil morreram - Raimundo Gomes (expulso do MA) -Manuel Francisco morreu na luta -“Negro Cosme” : preso e enforcado - o governo conseguiu manter a unidade do império brasileiro 5- BALAIADA - CONCLUSÃO

×