SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
3ª série do Ensino Médio
Língua Portuguesa
Procedimentos de leitura
D4 – Inferir uma informação implícita em um texto.
DESCRITOR
Lista de atividades referente ao dia 13 de agosto de 2021.
SEMANA 23
Em um texto articulam-se informações de duas
naturezas: explícitas e implícitas, sendo ambas fundamentais no processamento dos
sentidos. Estes são determinados não apenas pelas informações explicitadas na sua
linearidade, mas por aquelas que constituem o conhecimento de mundo dos
interlocutores e que não foram citadas no texto.
SEMÂNTICA
Podemos dizer que o implícito em um texto é tudo o que está presente nesse texto pela
sua ausência – os subentendidos; é tudo o que não está dito, mas que também está
significando.
Amiga 1: Será que daria pra você trazer o meu CD amanhã?
Amiga 2: Vai ter manifestação na Av. Paulista...!
Amiga 1: Nossa! Amanhã? Então a gente se vê na quarta, tá bom?
Amiga 2: Que pena, eu ia passar pra te pegar e a gente ir junto...
#exemplificando
Disponível
em:
http://gg.gg/wunqq.
Acesso
em:
05
nov.
2021.
(A) a Amiga 1 parece ter emprestado um CD para a Amiga 2;
(B) a Amiga 2 não vai levar o CD porque vai à manifestação (inferência
autorizada na linha (4);
(C) a Amiga 1 não vai à manifestação (inferência possível na linha 3 e
autorizada na (4);
(D) a Amiga 1 sabia que a 2 iria à manifestação, pois se surpreendeu
apenas com a data;
(E) a Amiga 1 ficou sabendo da data apenas com a Amiga 2;
Amiga 1: Será que daria pra você trazer o meu CD amanhã?
Amiga 2: Vai ter manifestação na Av. Paulista...!
Amiga 1: Nossa! Amanhã? Então a gente se vê na quarta, tá bom?
Amiga 2: Que pena, eu ia passar pra te pegar e a gente ir junto...
Disponível
em:
http://gg.gg/wuopg.
Acesso
em:
05
nov.
2021.
As informações implícitas, portanto, constituem o sentido de um texto. No processo de
leitura, tais informações só podem ser recuperadas por meio da inferenciação, ou seja,
através da identificação de sentidos possibilitados por deduções e conclusões que
articulam as marcas linguísticas do texto com as características da situação de
comunicação e com os diversos tipos de conhecimentos prévios do leitor.
Alguns autores costumam classificar as inferências como locais ou globais. As locais
seriam realizadas quando acontece uma lacuna de compreensão, provocada, por
exemplo, pela presença de uma palavra cujo significado é desconhecido. Nesse caso, o
leitor retoma o texto e procura pistas que permitam descobrir os sentidos. Já as globais
são resultantes dos pressupostos e dos subentendidos, e são realizadas recuperando-se
as marcas linguísticas do texto, a significação já elaborada, e articulando essas
informações com os conhecimentos de mundo.
- Mariana está cansada de ser enfermeira.
Pressuposto: Mariana é enfermeira.
Subentendido: Talvez porque o salário é baixo ou sente-se insegura.
- Infelizmente, meu filho continua trabalhando fora do país
Pressuposto: O filho está trabalhando fora do país e a mulher não está satisfeita com
essa situação.
Subentendido: Talvez por ter melhor salário fora do país ou por não encontrar trabalho
no seu país.
PRESSUPOSTOS E SUBENTENDIDOS
(ENEM/2012) “Ele era o inimigo do rei”, nas palavras de seu biógrafo, Lira
Neto. Ou, ainda, “um romancista que colecionava desafetos, azucrinava D. Pedro
II e acabou inventando o Brasil”. Assim era José de Alencar (1829-1877), o
conhecido autor de O guarani e Iracema, tido como o pai do romance no Brasil.
Além de criar clássicos da literatura brasileira com temas nativistas, indianistas e
históricos, ele foi também folhetinista, diretor de jornal, autor de peças de teatro,
advogado, deputado federal e até ministro da Justiça. Para ajudar na descoberta
das múltiplas facetas desse personagem do século XIX, parte de seu acervo
inédito será digitalizada.
História Viva, n.° 99, 2011.
Com base no texto, que trata do papel do escritor José de Alencar e da futura digitalização de
sua obra, depreende-se que o/a
(A) digitalização dos textos é importante para que os leitores possam compreender seus
romances.
(B) conhecido autor de O guarani e Iracema foi importante porque deixou uma vasta obra
literária com temática atemporal.
(C) divulgação das obras de José de Alencar, por meio da digitalização, demonstra sua
importância para a história do Brasil Imperial.
(D) digitalização dos textos de José de Alencar terá importante papel na preservação da
memória linguística e da identidade nacional.
(E) grande romancista José de Alencar é importante porque se destacou por sua temática
indianista.
(D) digitalização dos textos de José de Alencar terá importante papel na preservação da
memória linguística e da identidade nacional.
 Gêneros textuais.
 Observe as informações implícitas.
 Levante hipóteses, inferir informações.
DICAS DO TIO IVAIR
Até a próxima, galerinha!
Forte abraço!
Beijo no coração!
Governo do Estado de Goiás
Ronaldo Ramos Caiado
Secretária de Educação do Estado
Aparecida de Fátima Gavioli Soares Pereira
Superintendência de Ensino Médio
Osvany da Costa Gundim Cardoso
Gerente de Produção de Material para o Ensino Médio
Vanuse Batista Pires Ribeiro
Elaborador do Material de Língua Portuguesa
Ivair Alves de Souza
Inferir informações implícitas em textos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto textualidade textualizacao_costa val
Texto textualidade textualizacao_costa valTexto textualidade textualizacao_costa val
Texto textualidade textualizacao_costa valSabrina Dará
 
Gênero textual e tipologias
Gênero textual e tipologiasGênero textual e tipologias
Gênero textual e tipologiasThiago Soares
 
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...Thiago Soares
 
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visual
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visualDondis, donis. sintaxe da linguagem visual
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visualFrancisco Mitraud
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
4o Dia Tp5 Os PrincíPios Da Textualidade
4o Dia   Tp5  Os PrincíPios Da Textualidade4o Dia   Tp5  Os PrincíPios Da Textualidade
4o Dia Tp5 Os PrincíPios Da Textualidadecleia
 
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos Costa
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos CostaFatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos Costa
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos CostaSabrina Dará
 
Matriz de referência (inglês)
Matriz de referência (inglês)Matriz de referência (inglês)
Matriz de referência (inglês)Natan Campos
 

Mais procurados (9)

Texto textualidade textualizacao_costa val
Texto textualidade textualizacao_costa valTexto textualidade textualizacao_costa val
Texto textualidade textualizacao_costa val
 
Gênero textual e tipologias
Gênero textual e tipologiasGênero textual e tipologias
Gênero textual e tipologias
 
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...
Contextos enunciativos para a produção de textos e objetos de artes nas difer...
 
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visual
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visualDondis, donis. sintaxe da linguagem visual
Dondis, donis. sintaxe da linguagem visual
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
 
4o Dia Tp5 Os PrincíPios Da Textualidade
4o Dia   Tp5  Os PrincíPios Da Textualidade4o Dia   Tp5  Os PrincíPios Da Textualidade
4o Dia Tp5 Os PrincíPios Da Textualidade
 
Literátura
LiteráturaLiterátura
Literátura
 
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos Costa
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos CostaFatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos Costa
Fatores de textualidade na produção textual - Daniela dos Santos Costa
 
Matriz de referência (inglês)
Matriz de referência (inglês)Matriz de referência (inglês)
Matriz de referência (inglês)
 

Semelhante a Inferir informações implícitas em textos

Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranetAap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranetE.E. Mario Martins Pereira
 
Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda  Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda Pré-Enem Seduc
 
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSValdeci Correia
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português iLigia Amaral
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.Pedro Kangombe
 
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SAS
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SASResolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SAS
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SASjasonrplima
 
Unprotected apostila português
Unprotected apostila portuguêsUnprotected apostila português
Unprotected apostila portuguêsJ M
 
Apostila português
Apostila portuguêsApostila português
Apostila portuguêsJ M
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoefcamargo1968
 
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxSAMARASILVANOGUEIRAP
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Aline Coelho
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Adriani Brandão
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Adriani Brandão
 

Semelhante a Inferir informações implícitas em textos (20)

Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranetAap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
 
Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda  Linguagens PROFª Nereyda
Linguagens PROFª Nereyda
 
AULÃO - SEGUNDO ANO
AULÃO - SEGUNDO ANOAULÃO - SEGUNDO ANO
AULÃO - SEGUNDO ANO
 
Literatura Surda
Literatura SurdaLiteratura Surda
Literatura Surda
 
Portugues1em
Portugues1emPortugues1em
Portugues1em
 
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português i
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
 
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SAS
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SASResolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SAS
Resolucao 2015 pre-vestibular_interpretao_textual_2_split - SAS
 
Apostila portugu+¬s concursos - petrobras
Apostila portugu+¬s concursos  - petrobrasApostila portugu+¬s concursos  - petrobras
Apostila portugu+¬s concursos - petrobras
 
Unprotected apostila português
Unprotected apostila portuguêsUnprotected apostila português
Unprotected apostila português
 
Apostila português
Apostila portuguêsApostila português
Apostila português
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
 
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
 
Prova 2012 a 2014
Prova 2012 a 2014Prova 2012 a 2014
Prova 2012 a 2014
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
 
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
Material estudo 6anos-portugues_1tri_2012
 

Mais de GoisBemnoEnem

LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101) GoisBemnoEnem
 
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...GoisBemnoEnem
 
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEM
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEMFormação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEM
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEMGoisBemnoEnem
 
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemPlano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemGoisBemnoEnem
 
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...GoisBemnoEnem
 
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE | TECIDO MUSCULAR
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE |  TECIDO MUSCULARBIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE |  TECIDO MUSCULAR
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE | TECIDO MUSCULARGoisBemnoEnem
 
BIOLOGIA | SEMANA 39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOS
BIOLOGIA | SEMANA  39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOSBIOLOGIA | SEMANA  39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOS
BIOLOGIA | SEMANA 39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOSGoisBemnoEnem
 
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOS
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOSBIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOS
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOSGoisBemnoEnem
 
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTON
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTONFÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTON
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTONGoisBemnoEnem
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...GoisBemnoEnem
 
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS GoisBemnoEnem
 
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisBIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisGoisBemnoEnem
 
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIAL
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIALMATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIAL
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIALGoisBemnoEnem
 
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICA
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICAMATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICA
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICAGoisBemnoEnem
 
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...GoisBemnoEnem
 
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIAL
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIALSOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIAL
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIALGoisBemnoEnem
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...GoisBemnoEnem
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE  | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE  | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...GoisBemnoEnem
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) | SUPORTE, GÊNERO E EN...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) |  SUPORTE, GÊNERO E EN...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) |  SUPORTE, GÊNERO E EN...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) | SUPORTE, GÊNERO E EN...GoisBemnoEnem
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leitura
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leituraLÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leitura
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leituraGoisBemnoEnem
 

Mais de GoisBemnoEnem (20)

LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
 
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...
Possibilidades De Alinhamento Entre A Bimestralização Do Dc-Goem E O Livro Di...
 
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEM
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEMFormação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEM
Formação Geral Básica | Bimestralização DC-GOEM
 
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemPlano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
 
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...
GEOGRAFIA | SEMANA 39 | 2ª SÉRIE | BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÕES INTERNACI...
 
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE | TECIDO MUSCULAR
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE |  TECIDO MUSCULARBIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE |  TECIDO MUSCULAR
BIOLOGIA | SEMANA 40 | 1ª SÉRIE | TECIDO MUSCULAR
 
BIOLOGIA | SEMANA 39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOS
BIOLOGIA | SEMANA  39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOSBIOLOGIA | SEMANA  39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOS
BIOLOGIA | SEMANA 39 | 1ª SÉRIE | HISTOLOGIA – TECIDOS
 
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOS
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOSBIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOS
BIOLOGIA | SEMANA 33 |1ª SÉRIE | TECIDOS HUMANOS
 
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTON
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTONFÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTON
FÍSICA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | LEIS DE NEWTON
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | TESE E ARGUMENTOS NOS TEXTOS OPINAT...
 
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS
ESPANHOL | SEMANA 36 |3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E DISCURSOS NARRATIVOS
 
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisBIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
 
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIAL
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIALMATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIAL
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO EXPONENCIAL
 
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICA
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICAMATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICA
MATEMÁTICA | SEMANA 35 | 3ª SÉRIE | FUNÇÃO LOGARÍTMICA
 
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...
SOCIOLOGIA | SEMANA 24 | 1ª SÉRIE | KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITA...
 
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIAL
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIALSOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIAL
SOCIOLOGIA | SEMANA 22 | 2ª SÉRIE | MOBILIDADE SOCIAL
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 ( 05/11/2021) | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E C...
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE  | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE  | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 34 | 3ª SÉRIE | GÊNEROS TEXTUAIS E COMPARAÇÃO DE ...
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) | SUPORTE, GÊNERO E EN...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) |  SUPORTE, GÊNERO E EN...LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) |  SUPORTE, GÊNERO E EN...
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 24 | 3ª SÉRIE (19/08/2021) | SUPORTE, GÊNERO E EN...
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leitura
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leituraLÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leitura
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 3ª SÉRIE | Procedimentos de leitura
 

Último

PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 

Último (20)

PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 

Inferir informações implícitas em textos

  • 1. 3ª série do Ensino Médio Língua Portuguesa Procedimentos de leitura
  • 2. D4 – Inferir uma informação implícita em um texto. DESCRITOR Lista de atividades referente ao dia 13 de agosto de 2021. SEMANA 23
  • 3. Em um texto articulam-se informações de duas naturezas: explícitas e implícitas, sendo ambas fundamentais no processamento dos sentidos. Estes são determinados não apenas pelas informações explicitadas na sua linearidade, mas por aquelas que constituem o conhecimento de mundo dos interlocutores e que não foram citadas no texto. SEMÂNTICA
  • 4. Podemos dizer que o implícito em um texto é tudo o que está presente nesse texto pela sua ausência – os subentendidos; é tudo o que não está dito, mas que também está significando.
  • 5. Amiga 1: Será que daria pra você trazer o meu CD amanhã? Amiga 2: Vai ter manifestação na Av. Paulista...! Amiga 1: Nossa! Amanhã? Então a gente se vê na quarta, tá bom? Amiga 2: Que pena, eu ia passar pra te pegar e a gente ir junto... #exemplificando Disponível em: http://gg.gg/wunqq. Acesso em: 05 nov. 2021.
  • 6. (A) a Amiga 1 parece ter emprestado um CD para a Amiga 2; (B) a Amiga 2 não vai levar o CD porque vai à manifestação (inferência autorizada na linha (4); (C) a Amiga 1 não vai à manifestação (inferência possível na linha 3 e autorizada na (4); (D) a Amiga 1 sabia que a 2 iria à manifestação, pois se surpreendeu apenas com a data; (E) a Amiga 1 ficou sabendo da data apenas com a Amiga 2; Amiga 1: Será que daria pra você trazer o meu CD amanhã? Amiga 2: Vai ter manifestação na Av. Paulista...! Amiga 1: Nossa! Amanhã? Então a gente se vê na quarta, tá bom? Amiga 2: Que pena, eu ia passar pra te pegar e a gente ir junto... Disponível em: http://gg.gg/wuopg. Acesso em: 05 nov. 2021.
  • 7. As informações implícitas, portanto, constituem o sentido de um texto. No processo de leitura, tais informações só podem ser recuperadas por meio da inferenciação, ou seja, através da identificação de sentidos possibilitados por deduções e conclusões que articulam as marcas linguísticas do texto com as características da situação de comunicação e com os diversos tipos de conhecimentos prévios do leitor.
  • 8. Alguns autores costumam classificar as inferências como locais ou globais. As locais seriam realizadas quando acontece uma lacuna de compreensão, provocada, por exemplo, pela presença de uma palavra cujo significado é desconhecido. Nesse caso, o leitor retoma o texto e procura pistas que permitam descobrir os sentidos. Já as globais são resultantes dos pressupostos e dos subentendidos, e são realizadas recuperando-se as marcas linguísticas do texto, a significação já elaborada, e articulando essas informações com os conhecimentos de mundo.
  • 9. - Mariana está cansada de ser enfermeira. Pressuposto: Mariana é enfermeira. Subentendido: Talvez porque o salário é baixo ou sente-se insegura. - Infelizmente, meu filho continua trabalhando fora do país Pressuposto: O filho está trabalhando fora do país e a mulher não está satisfeita com essa situação. Subentendido: Talvez por ter melhor salário fora do país ou por não encontrar trabalho no seu país. PRESSUPOSTOS E SUBENTENDIDOS
  • 10. (ENEM/2012) “Ele era o inimigo do rei”, nas palavras de seu biógrafo, Lira Neto. Ou, ainda, “um romancista que colecionava desafetos, azucrinava D. Pedro II e acabou inventando o Brasil”. Assim era José de Alencar (1829-1877), o conhecido autor de O guarani e Iracema, tido como o pai do romance no Brasil. Além de criar clássicos da literatura brasileira com temas nativistas, indianistas e históricos, ele foi também folhetinista, diretor de jornal, autor de peças de teatro, advogado, deputado federal e até ministro da Justiça. Para ajudar na descoberta das múltiplas facetas desse personagem do século XIX, parte de seu acervo inédito será digitalizada. História Viva, n.° 99, 2011.
  • 11. Com base no texto, que trata do papel do escritor José de Alencar e da futura digitalização de sua obra, depreende-se que o/a (A) digitalização dos textos é importante para que os leitores possam compreender seus romances. (B) conhecido autor de O guarani e Iracema foi importante porque deixou uma vasta obra literária com temática atemporal. (C) divulgação das obras de José de Alencar, por meio da digitalização, demonstra sua importância para a história do Brasil Imperial. (D) digitalização dos textos de José de Alencar terá importante papel na preservação da memória linguística e da identidade nacional. (E) grande romancista José de Alencar é importante porque se destacou por sua temática indianista. (D) digitalização dos textos de José de Alencar terá importante papel na preservação da memória linguística e da identidade nacional.
  • 12.  Gêneros textuais.  Observe as informações implícitas.  Levante hipóteses, inferir informações. DICAS DO TIO IVAIR
  • 13. Até a próxima, galerinha! Forte abraço! Beijo no coração!
  • 14. Governo do Estado de Goiás Ronaldo Ramos Caiado Secretária de Educação do Estado Aparecida de Fátima Gavioli Soares Pereira Superintendência de Ensino Médio Osvany da Costa Gundim Cardoso Gerente de Produção de Material para o Ensino Médio Vanuse Batista Pires Ribeiro Elaborador do Material de Língua Portuguesa Ivair Alves de Souza

Notas do Editor

  1. Professor/a, Importante apresentar aos estudantes o objetivo do estudo. Distinguir os fatos e os argumentos presentes no texto.