O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil

332 visualizações

Publicada em

Como testar e validar ideias de uma forma rápida, principalmente quando trabalhamos em ambientes de desenvolvimento ágil e lean.

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil

  1. 1. Inspetor Bugiganga: como as pesquisas criativas podem enriquecer o processo de desenvolvimento ágil Luciana Terceiro, Diogo Cosentino @luterceiro, @DiogoCosentino Patrocínio: Porto Alegre, Maio 2016 Realização:
  2. 2. luciana.terceiro@gmail.com @luterceiro diogo.cosentino@gmail.com @DiogoCosentino www.coletivomola.com.br
  3. 3. A pesquisa é uma ferramenta importante no processo de desenvolvimento, seja ele qual for, mas principalmente se estamos falando de desenvolvimento ágil e lean.
  4. 4. Nãoéfazerpesquisade qualquerjeito Sim,hámaneirasdesefazer pesquisarápidaebem estruturada! Issosignificaquequalquerpesquisaé melhordoquenenhumapesquisa?
  5. 5. Designing without research is like getting into a taxi and just saying, “Drive” Nate Bold Isso porque...
  6. 6. A proposta também não é fazer pesquisa de mercado, que é uma pesquisa tradicionalmente cara e que leva tempo (ninguém vai virar o IBOPE)
  7. 7. Uma pesquisa eficiente pode ser feita mesmo que não haja muito tempo e dinheiro, desde que a gente tenha as perguntas e a amostra certas.
  8. 8. Too late! Progresso do projeto Custodoserros Planejamento e desenvolvimento Produção Testes, deliveries e lançamento Sempre vale lembrar que quanto mais cedo os testes são feitos, e as rotas são corrigidas, menor o custo
  9. 9. Mas é possível fazer uma pesquisa eficiente, mesmo sem ser experto no assunto? Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!
  10. 10. As 5 dicas de ouro para uma boa pesquisa
  11. 11. 1. Não testarás seu próprio trabalho
  12. 12. Mas se não for possível... 2. Não se apegarás ao seu trabalho!  As críticas ajudam seu trabalho a melhorar.  Se você fizer o teste, veja se alguém pode acompanhar, para ajudar a interpretar as respostas e eliminar viés (e até para te dar feedback).
  13. 13. Também não teste com quem possa enviesar a resposta (ex: um amigo próximo, a sua mãe!). 3. Evitarás os vieses desnecessários!
  14. 14. ITERAÇÃO é a palavra. Um teste só não faz verão, ops, versão. 4. Não farás apenas um teste!
  15. 15. 5. E nunca, jamais, perguntarás o que o usuário quer!
  16. 16. “Se eu tivesse perguntado às pessoas o que elas queriam, elas teriam dito cavalos mais velozes.” Henry Ford
  17. 17. Mas como pesquisar, testar e ter feedback enquanto o projeto é desenvolvido? Se o processo é ágil, a pesquisa também deve ser.
  18. 18. Se for possível conciliar as diferentes formas de colher feedback. Você terá um cenário mais completo ainda.
  19. 19. O kit de ferramentas da pesquisa ágil
  20. 20. 1. Questionários (online ou em papel) • Bom para recrutamento • Pegar feedbacks rápidos • Net Promoter Score (NPS) Facilidade Rapidez para resultados
  21. 21. • Rápido e barato. • Mais liberdade para as críticas: quem testa se sente mais à vontade para rabiscar e sugerir. 2. Paper prototyping Facilidade Rapidez para resultados
  22. 22. Rápidas e baratas e permite conhecer rapidamente as pessoas que usam o produto ou serviço que você está desenvolvendo. 3. Entrevistas por telefone e skype Facilidade Rapidez para resultados
  23. 23. Forma bem simples de colher feedbacks e as pessoas interagem e podem trocar experiências. Sem custos extras nem ficamos presos ao tempo da sessão ou a uma região geográfica específica. Os participantes ainda podem contribuir mandando vídeos, áudios e fotos (mas esperamos que não nudes!). Facilidade Rapidez para resultados 4. “Focus group” no whatsapp
  24. 24. Teste onde a pessoa olha para a tela por 5 segundos e depois responde a 2 ou 3 perguntas no máximo. Ótimo para colher as primeiras impressões e compreensões sobre uma tela. 5. Teste dos 5 segundos Facilidade Rapidez para resultados
  25. 25. Adaptação do mapa de empatia tradicional • Pensa: o que ela pensa a respeito dessa tela • Vê: o que ela entende • Sente: que emoções a tela desperta nela • Faz: a partir dessa tela, o que ela faria? Facilidade Rapidez para resultados 6. Mapa de Compreensão o
  26. 26. Facilidade Rapidez para resultados 7. Adwords fake Testar conteúdo e enganjamento por meio de adword e landing page. Captura de e-mails que podem virar potenciais entrevistados. o
  27. 27. “Produto” semelhante aos reais e que pode ser testado junto à concorrência, em locais físicos. O produto “falso” pode ter um QR Code, por exemplo, que leva para uma página, para capturar e-mails de interessados. Permite que você alcance um público que nem sempre acessa a Internet. 8. Testes offline de engajamento Facilidade Rapidez para resultados
  28. 28. Take one Testar um conceito, uma chamada, um benefício.TTirinhas de papel com um QR Code, que leva para uma landing page. 8. Testes offline de engajamento Facilidade Rapidez para resultados
  29. 29. Banquinha fake Permite levar o produto ou conceito, apresentar a proposta ao vivo e colher as dúvidas e feedbacks. Os comentários são insumos para se melhorar o produto e a sua comunicação. 8. Testes Offline de engajamento Facilidade Rapidez para resultados
  30. 30. Lembrando que iteração é fundamental!
  31. 31. When thinking about product research, you shouldn’t be asking yourself, “Can we afford this?” It should be, “Can we afford not to do this?” https://blog.intercom.io/any-research-is-better-than-no-research/
  32. 32. Obrigado! luciana.terceiro@gmail.com @luterceiro diogo.cosentino@gmail.com @DiogoCosentino www.coletivomola.com.br

×