SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Trabalho realizado por:
-Ana Rita Paulo nº
-Catarina Sousa nº
-Eduardo Pestana nº
Disciplina: Português
Professora: Fernanda Lamy
Ano Letivo: 2015/2016
 1º nível da ação decorrente do título “ Os Maias”
 Integra a intriga principal
 Pertence á estrutura de romance (ritmo lento)
Personagem Carlos da Maia
Classificação quanto ao
relevo
Principal
Classificação quanto à
conceção
Modelada
Classificação quanto à
formulação
Direta: heterocaracterização
Em criança Naquele momento
Retrato físico Parecenças físicas com o seu pai,
olhos dos Maias, cabelo
encaracolado
Alto, bem constituído, ombros
largos, olhos negros, cabelos
negros e ondulados
Retrato psicológico Sensível Culto, bem educado, corajoso e
frontal
Tipos de caracterização e
exemplos
Direta Indireta, pois deduzimos a
sua caracterização com base
nas suas ações
Capitulo XVI:
Episódio do Sarau no Teatro da Trindade
Questões
sociais
retratadas
Verificamos críticas subtis à sociedade mesquinha e retrógrada do século
XIX.
Portugal sem energia e ocioso que ainda vivia do passado ou à
mentalidade tradicional.
E uma sociedade constituída por indivíduos sem conhecimento algum do
país real, que não demonstravam mais do que mediocridade cultural.
Personagens
em foco e
atitudes
assumidas
Rufino- oratória balofa referindo a uma retórica vazia com artificialismos
barrocos e ultrarromânticos;
Alencar-Declamação de Alencar “Democracia” que encanta a sala; É quem
apresenta Ega a Guimarães, contribuindo também para o desenlaço da
tragédia romântica;
Cruges- tocou piano (Beethoven) e representa amor á arte;
Carlos- Carlos vê o Eusebiozinho e vai atrás dele e dá-lhe uns "abanões" e
um pontapé devido á história da carta.
Resumo do
episódio
•Localiza-se no desenvolvimento do romance, corresponde aos “Episódios da vida
romântica”;
•Decorre o sarau no Teatro da Trindade com o objetivo de angariar dinheiro para as
cheias ocorridas no Ribatejo;
•Este episodio decorreu depois da redação e publicação da carta escrita por Dâmaso no
jornal A Tarde;
•É um episódio determinante para o desenvolvimento da intriga;
•Porque Ega encontra o tio de Dâmaso que lhe entrega um cofre que pertencera a
Maria Monforte
•Lá continha revelações sobre a verdadeira identidade de Maria Eduarda
Atualidade das
criticas
efetuadas
Eça faz uma crítica social, em que domina a ironia, corporizada em certos tipos
sociais, representantes de ideias, mentalidades, costumes, políticas, conceções do
mundo, etc. Vários são os episódios utilizados pelo autor para mostrar a vida da alta
sociedade lisboeta.
As criticas feitas por Eça São bastante atuais, tais como a falta de cultura das pessoas
mais endinheiradas ou de um estatuto social elevado, a total ignorância, tudo defeitos
de uma sociedade pouco desenvolvida para a época e que não acompanha o
desenvolvimento do pais, tanto social, económica, politica e artisticamente.
Teatro da Trindade
Recursos Expressividade
-Adjetivação
Ex: “(…) forte de mais, musculoso, de grossos
membros de amazona barbara (…)”
Salienta a forma como Carlos passou a ver
Maria Eduarda ao descobrir que ela era sua
irmã.
-Hipálage
Ex: “(…) aquele corpo dela, adorado sempre
como um mármore ideal, (…)”
Enfatiza o modo como Eça comparava o corpo
humano a objetos.
-Ironia
Ex:” E um longo suspiro morreu, num rumor de
saias amarrotadas.”
Foca a intensidade presente entre Carlos e a
Condessa Gouvarinho.
-Metáfora
Ex:” (…) atirou-lhe dois beijos faiscantes ao
cabelo e olhos.”
Realça também a intensidade e a vivacidade do
momento de Carlos com a Condessa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os maias jornalismo português
Os maias  jornalismo portuguêsOs maias  jornalismo português
Os maias jornalismo portuguêsTiago Ferreira
 
Os Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVIOs Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVISara Leonardo
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesvermar2010
 
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo BrancoClaudia Ribeiro
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaLurdes Augusto
 
Frei Luís de Sousa - sistematização
Frei Luís de Sousa - sistematizaçãoFrei Luís de Sousa - sistematização
Frei Luís de Sousa - sistematizaçãoAntónio Fernandes
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraDavid Caçador
 
Frei Luís de Sousa - Características trágicas
Frei Luís de Sousa - Características trágicasFrei Luís de Sousa - Características trágicas
Frei Luís de Sousa - Características trágicasMaria Rodrigues
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesDina Baptista
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumocolegiomb
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analisekeve semedo
 
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IVAMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IVEmília Maij
 
Os Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e IIOs Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e IIsin3stesia
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdiçãolayssa09
 

Mais procurados (20)

Os maias jornalismo português
Os maias  jornalismo portuguêsOs maias  jornalismo português
Os maias jornalismo português
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Os Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVIOs Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVI
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdição
 
Os Maias - Capítulo IV
Os Maias - Capítulo IVOs Maias - Capítulo IV
Os Maias - Capítulo IV
 
Os Maias - Capítulo XI
Os Maias - Capítulo XIOs Maias - Capítulo XI
Os Maias - Capítulo XI
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
 
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição - Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de Sousa
 
Frei Luís de Sousa - sistematização
Frei Luís de Sousa - sistematizaçãoFrei Luís de Sousa - sistematização
Frei Luís de Sousa - sistematização
 
Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa  Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa
 
Os Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo XOs Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo X
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
 
Frei Luís de Sousa - Características trágicas
Frei Luís de Sousa - Características trágicasFrei Luís de Sousa - Características trágicas
Frei Luís de Sousa - Características trágicas
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumo
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analise
 
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IVAMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
 
Os Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e IIOs Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e II
 
Amor de perdição
Amor de perdiçãoAmor de perdição
Amor de perdição
 

Destaque

Gestão das Águas Superficiais e Subterranêas
Gestão das Águas Superficiais e SubterranêasGestão das Águas Superficiais e Subterranêas
Gestão das Águas Superficiais e SubterranêasCatarina Sousa
 
Águas superficiais
Águas superficiaisÁguas superficiais
Águas superficiaisMayjö .
 
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PP
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PPFINAL-Reducing Chronic Absenteeism PP
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PPDavid Kopperud
 
Adobe captivate prime brochure
Adobe captivate prime brochureAdobe captivate prime brochure
Adobe captivate prime brochureNipun Sharma
 
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)glennmcgillivray
 
Burn Valley Filming on Location Risk Assessment
Burn Valley Filming on Location Risk AssessmentBurn Valley Filming on Location Risk Assessment
Burn Valley Filming on Location Risk AssessmentCatherine Longstaff
 
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES hector nyandima
 
Modulo polinizaion
Modulo polinizaion Modulo polinizaion
Modulo polinizaion Dona Ayala
 
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, História
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, HistóriaA Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, História
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, HistóriaCatarina Sousa
 
Los animales ,clasificasion y Beneficios
Los animales ,clasificasion y BeneficiosLos animales ,clasificasion y Beneficios
Los animales ,clasificasion y Beneficioslalacarlos
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricasacbaptista
 
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENT
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENTRADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENT
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENTDr. Monali Prajapati
 

Destaque (20)

Gestão das Águas Superficiais e Subterranêas
Gestão das Águas Superficiais e SubterranêasGestão das Águas Superficiais e Subterranêas
Gestão das Águas Superficiais e Subterranêas
 
Águas superficiais
Águas superficiaisÁguas superficiais
Águas superficiais
 
Agua superficial
Agua superficialAgua superficial
Agua superficial
 
Dia da árvore
Dia da árvoreDia da árvore
Dia da árvore
 
Fifa 17 coins
Fifa 17 coinsFifa 17 coins
Fifa 17 coins
 
B l o g g e r
B l o g g e rB l o g g e r
B l o g g e r
 
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PP
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PPFINAL-Reducing Chronic Absenteeism PP
FINAL-Reducing Chronic Absenteeism PP
 
species report
species reportspecies report
species report
 
Adobe captivate prime brochure
Adobe captivate prime brochureAdobe captivate prime brochure
Adobe captivate prime brochure
 
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)
ICLR Friday Forum: Wildfire interface mapping for Canada (February 17, 2017)
 
Burn Valley Filming on Location Risk Assessment
Burn Valley Filming on Location Risk AssessmentBurn Valley Filming on Location Risk Assessment
Burn Valley Filming on Location Risk Assessment
 
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES
NEW AMAZING FIFA 17 FEATURES
 
La Contaminacion del Agua
La Contaminacion del AguaLa Contaminacion del Agua
La Contaminacion del Agua
 
Modulo polinizaion
Modulo polinizaion Modulo polinizaion
Modulo polinizaion
 
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, História
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, HistóriaA Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, História
A Civilização Industrial do séc. XIX, O Caso Português, História
 
Los animales ,clasificasion y Beneficios
Los animales ,clasificasion y BeneficiosLos animales ,clasificasion y Beneficios
Los animales ,clasificasion y Beneficios
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricas
 
Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
 
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENT
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENTRADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENT
RADIOGRAPHIC IMAGING FOR DENTAL IMPLANT ASSESSMENT
 
A rede hidrográfica
A rede hidrográficaA rede hidrográfica
A rede hidrográfica
 

Semelhante a Português " Os Maias"

Semelhante a Português " Os Maias" (20)

Os maias.pdf
Os maias.pdfOs maias.pdf
Os maias.pdf
 
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensOs Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
 
Os Maias - intriga
Os Maias - intrigaOs Maias - intriga
Os Maias - intriga
 
Teste4 11.º maias_poema_xx
Teste4 11.º maias_poema_xxTeste4 11.º maias_poema_xx
Teste4 11.º maias_poema_xx
 
Maias Modelos Educativos
Maias Modelos EducativosMaias Modelos Educativos
Maias Modelos Educativos
 
"Os Maias" - Personagens-tipo
"Os Maias" - Personagens-tipo"Os Maias" - Personagens-tipo
"Os Maias" - Personagens-tipo
 
A pele do lobo
A pele do loboA pele do lobo
A pele do lobo
 
Resumo lit. infantil
Resumo lit. infantilResumo lit. infantil
Resumo lit. infantil
 
Eça de Queiroz
Eça de QueirozEça de Queiroz
Eça de Queiroz
 
Ficha de apoio_ queda_anjo
Ficha de apoio_ queda_anjoFicha de apoio_ queda_anjo
Ficha de apoio_ queda_anjo
 
Capitães da Areia, Jorge Amado
Capitães da Areia,  Jorge AmadoCapitães da Areia,  Jorge Amado
Capitães da Areia, Jorge Amado
 
Revisão-Pro-Campus-2018.pptx
Revisão-Pro-Campus-2018.pptxRevisão-Pro-Campus-2018.pptx
Revisão-Pro-Campus-2018.pptx
 
Inf historia 9
Inf historia 9Inf historia 9
Inf historia 9
 
Angústia, de Graciliano Ramos
Angústia, de Graciliano RamosAngústia, de Graciliano Ramos
Angústia, de Graciliano Ramos
 
Os maias análise
Os maias análiseOs maias análise
Os maias análise
 
A relíquia - Eça de Queirós
A relíquia - Eça de QueirósA relíquia - Eça de Queirós
A relíquia - Eça de Queirós
 
Slide Dom Casmurro
Slide Dom CasmurroSlide Dom Casmurro
Slide Dom Casmurro
 
Amar, Verbo Intransitivo - 3ª Série A
Amar, Verbo Intransitivo -  3ª Série AAmar, Verbo Intransitivo -  3ª Série A
Amar, Verbo Intransitivo - 3ª Série A
 
Maias
 Maias Maias
Maias
 
Resenha Jorge Amando Capitães da Areia
Resenha Jorge Amando Capitães da Areia Resenha Jorge Amando Capitães da Areia
Resenha Jorge Amando Capitães da Areia
 

Mais de Catarina Sousa

Rota de Geologia - Via Algarviana
Rota de Geologia - Via AlgarvianaRota de Geologia - Via Algarviana
Rota de Geologia - Via AlgarvianaCatarina Sousa
 
Tavira - Rota de Saber e Sabores - Património
Tavira - Rota de Saber e Sabores - PatrimónioTavira - Rota de Saber e Sabores - Património
Tavira - Rota de Saber e Sabores - PatrimónioCatarina Sousa
 
Alargamentos da União Europeia - Geografia A
Alargamentos da União Europeia - Geografia AAlargamentos da União Europeia - Geografia A
Alargamentos da União Europeia - Geografia ACatarina Sousa
 
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCO
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCOAgências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCO
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCOCatarina Sousa
 
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do Poeta
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do PoetaCanto IX - estâncias 88-95, Reflexões do Poeta
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do PoetaCatarina Sousa
 
Esquimós ou inuites - Geografia 8º ano
Esquimós ou inuites - Geografia 8º anoEsquimós ou inuites - Geografia 8º ano
Esquimós ou inuites - Geografia 8º anoCatarina Sousa
 
25 de Abril, Português vs Historia
25 de Abril, Português vs Historia25 de Abril, Português vs Historia
25 de Abril, Português vs HistoriaCatarina Sousa
 
A radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia AA radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia ACatarina Sousa
 
Marie Curie - Biografia
Marie Curie - BiografiaMarie Curie - Biografia
Marie Curie - BiografiaCatarina Sousa
 
Robert busen- Biografia
Robert busen- BiografiaRobert busen- Biografia
Robert busen- BiografiaCatarina Sousa
 
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º ano
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º anoDinâmica Interna da Terra - Ciências 7º ano
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º anoCatarina Sousa
 
Pirâmides etárias- Geografia
Pirâmides etárias- GeografiaPirâmides etárias- Geografia
Pirâmides etárias- GeografiaCatarina Sousa
 
A Distribuição da População Portuguesa
 A Distribuição da População Portuguesa A Distribuição da População Portuguesa
A Distribuição da População PortuguesaCatarina Sousa
 
Distribuição da população em Portugal
Distribuição da população em PortugalDistribuição da população em Portugal
Distribuição da população em PortugalCatarina Sousa
 

Mais de Catarina Sousa (20)

Rota de Geologia - Via Algarviana
Rota de Geologia - Via AlgarvianaRota de Geologia - Via Algarviana
Rota de Geologia - Via Algarviana
 
Tavira - Rota de Saber e Sabores - Património
Tavira - Rota de Saber e Sabores - PatrimónioTavira - Rota de Saber e Sabores - Património
Tavira - Rota de Saber e Sabores - Património
 
O Quarto do Futuro
O Quarto do FuturoO Quarto do Futuro
O Quarto do Futuro
 
Turismo Rural
Turismo RuralTurismo Rural
Turismo Rural
 
Alargamentos da União Europeia - Geografia A
Alargamentos da União Europeia - Geografia AAlargamentos da União Europeia - Geografia A
Alargamentos da União Europeia - Geografia A
 
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCO
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCOAgências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCO
Agências Especializadas da O.N.U. de carácter social, UNICEF e UNESCO
 
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do Poeta
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do PoetaCanto IX - estâncias 88-95, Reflexões do Poeta
Canto IX - estâncias 88-95, Reflexões do Poeta
 
Explore yourself
Explore yourselfExplore yourself
Explore yourself
 
Arrifana beach
Arrifana beachArrifana beach
Arrifana beach
 
Esquimós ou inuites - Geografia 8º ano
Esquimós ou inuites - Geografia 8º anoEsquimós ou inuites - Geografia 8º ano
Esquimós ou inuites - Geografia 8º ano
 
25 de Abril, Português vs Historia
25 de Abril, Português vs Historia25 de Abril, Português vs Historia
25 de Abril, Português vs Historia
 
Pequim - História
Pequim - HistóriaPequim - História
Pequim - História
 
A radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia AA radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia A
 
Marie Curie - Biografia
Marie Curie - BiografiaMarie Curie - Biografia
Marie Curie - Biografia
 
Robert busen- Biografia
Robert busen- BiografiaRobert busen- Biografia
Robert busen- Biografia
 
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º ano
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º anoDinâmica Interna da Terra - Ciências 7º ano
Dinâmica Interna da Terra - Ciências 7º ano
 
Jornais e rádios
Jornais e rádiosJornais e rádios
Jornais e rádios
 
Pirâmides etárias- Geografia
Pirâmides etárias- GeografiaPirâmides etárias- Geografia
Pirâmides etárias- Geografia
 
A Distribuição da População Portuguesa
 A Distribuição da População Portuguesa A Distribuição da População Portuguesa
A Distribuição da População Portuguesa
 
Distribuição da população em Portugal
Distribuição da população em PortugalDistribuição da população em Portugal
Distribuição da população em Portugal
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 

Português " Os Maias"

  • 1. Trabalho realizado por: -Ana Rita Paulo nº -Catarina Sousa nº -Eduardo Pestana nº Disciplina: Português Professora: Fernanda Lamy Ano Letivo: 2015/2016
  • 2.  1º nível da ação decorrente do título “ Os Maias”  Integra a intriga principal  Pertence á estrutura de romance (ritmo lento)
  • 3. Personagem Carlos da Maia Classificação quanto ao relevo Principal Classificação quanto à conceção Modelada Classificação quanto à formulação Direta: heterocaracterização Em criança Naquele momento Retrato físico Parecenças físicas com o seu pai, olhos dos Maias, cabelo encaracolado Alto, bem constituído, ombros largos, olhos negros, cabelos negros e ondulados Retrato psicológico Sensível Culto, bem educado, corajoso e frontal Tipos de caracterização e exemplos Direta Indireta, pois deduzimos a sua caracterização com base nas suas ações
  • 4.
  • 5. Capitulo XVI: Episódio do Sarau no Teatro da Trindade Questões sociais retratadas Verificamos críticas subtis à sociedade mesquinha e retrógrada do século XIX. Portugal sem energia e ocioso que ainda vivia do passado ou à mentalidade tradicional. E uma sociedade constituída por indivíduos sem conhecimento algum do país real, que não demonstravam mais do que mediocridade cultural. Personagens em foco e atitudes assumidas Rufino- oratória balofa referindo a uma retórica vazia com artificialismos barrocos e ultrarromânticos; Alencar-Declamação de Alencar “Democracia” que encanta a sala; É quem apresenta Ega a Guimarães, contribuindo também para o desenlaço da tragédia romântica; Cruges- tocou piano (Beethoven) e representa amor á arte; Carlos- Carlos vê o Eusebiozinho e vai atrás dele e dá-lhe uns "abanões" e um pontapé devido á história da carta.
  • 6. Resumo do episódio •Localiza-se no desenvolvimento do romance, corresponde aos “Episódios da vida romântica”; •Decorre o sarau no Teatro da Trindade com o objetivo de angariar dinheiro para as cheias ocorridas no Ribatejo; •Este episodio decorreu depois da redação e publicação da carta escrita por Dâmaso no jornal A Tarde; •É um episódio determinante para o desenvolvimento da intriga; •Porque Ega encontra o tio de Dâmaso que lhe entrega um cofre que pertencera a Maria Monforte •Lá continha revelações sobre a verdadeira identidade de Maria Eduarda Atualidade das criticas efetuadas Eça faz uma crítica social, em que domina a ironia, corporizada em certos tipos sociais, representantes de ideias, mentalidades, costumes, políticas, conceções do mundo, etc. Vários são os episódios utilizados pelo autor para mostrar a vida da alta sociedade lisboeta. As criticas feitas por Eça São bastante atuais, tais como a falta de cultura das pessoas mais endinheiradas ou de um estatuto social elevado, a total ignorância, tudo defeitos de uma sociedade pouco desenvolvida para a época e que não acompanha o desenvolvimento do pais, tanto social, económica, politica e artisticamente.
  • 8. Recursos Expressividade -Adjetivação Ex: “(…) forte de mais, musculoso, de grossos membros de amazona barbara (…)” Salienta a forma como Carlos passou a ver Maria Eduarda ao descobrir que ela era sua irmã. -Hipálage Ex: “(…) aquele corpo dela, adorado sempre como um mármore ideal, (…)” Enfatiza o modo como Eça comparava o corpo humano a objetos. -Ironia Ex:” E um longo suspiro morreu, num rumor de saias amarrotadas.” Foca a intensidade presente entre Carlos e a Condessa Gouvarinho. -Metáfora Ex:” (…) atirou-lhe dois beijos faiscantes ao cabelo e olhos.” Realça também a intensidade e a vivacidade do momento de Carlos com a Condessa.