SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Jantar em casa
dos Gouvarinho (Cap. XII)
Episódios nas redações dos jornais
A Corneta do Diabo e A Tarde (Cap. XV)
A
B
Sarau no Teatro da Trindade (Cap. XVI)
Passeio final de Carlos e Ega (Cap. XVIII)
C
D
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Jantar em casa dos Gouvarinho (Cap. XII)A
. Regresso de Ega de Celorico e instalação no Ramalhete.
. Tentativa de reaproximação da Condessa de Gouvarinho
relativamente a Carlos.
a.
Personagens individuais:
. Carlos
. Ega
. Conde de Gouvarinho
. Condessa de Gouvarinho
. D. Maria da Cunha
. Baronesa de Alvim
. Esposa do Dr. Sousa Neto
. Teles da Gama
. Steinbroken
b.
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Focalização internac.
. Discurso direto
. Discurso indireto
. Discurso indireto livre
d.
Tipos sociais
b.
Sousa Neto:
a incompetência e a
ignorância da
Administração pública
Conde de Gouvarinho:
a incompetência e a
ignorância da classe
política
. Relação com o título: preponderância da figura de Carlos
na sociedade lisboeta e apresentação das suas paixões.
. Relação com o subtítulo: crítica à incompetência dos
governantes da nação, nas áreas da administração e da
política.
e.
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Episódios nas redações dos jornais
A Corneta do Diabo e A Tarde (Cap. XV)
B
. Pedido de revelação do passado de Maria Eduarda no
jornal A Corneta do Diabo, feito por Dâmaso e
Eusebiozinho.
. Publicação no jornal A Tarde de uma carta de desculpas
de Dâmaso, a pedido de Ega.
a.
Personagens individuais:
. Carlos
. Ega
. Gonçalo
. Melchior
. “cavalheiros de província”
b.
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Focalização internac.
. Discurso direto
. Discurso indireto
. Discurso indireto livre
d.
Tipos sociais
b.
Palma Cavalão e Neves:
a corrupção da classe jornalística e a
cumplicidade com a classe política
. Relação com o título: preponderância da figura de Carlos
na sociedade lisboeta e apresentação das peripécias das
suas paixões.
. Relação com o subtítulo: crítica à incompetência e à
corrupção no jornalismo.
e.
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Sarau no Teatro da Trindade (Cap. XVI)
C
. Ida ao sarau no Teatro da Trindade que propicia o
encontro de Ega com Guimarães, tio de Dâmaso, que lhe
revelará a relação incestuosa entre Carlos e Maria
Eduarda, sua irmã.
a.
Personagens individuais:
. Carlos
. Ega
. Teles da Gama
. Sousa Neto
. Gonçalo
. Conselheiro
. D. José Sequeira
. Conde de Gouvarinho
. Steinbroken
. Alencar
b. . Baronesa de Alvim
. Joaninha Vilar
. Cruges
. D. Maria da Cunha
. Marquesa de Soutal
. Irmãs Pedrosos
. Teresa Darque
. Taveira
. Eusebiozinho
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Focalização internac.
. Discurso direto
. Discurso indireto
. Discurso indireto livre
d.
Tipos sociais
b. “os homens, a gente do Grémio, da Casa
Havanesa, das Secretarias […] rapazes do
Jockey Club, os dois Vargas, o Mendonça, o
Pinheiro” (p. 586)
o sentimentalismo, o
convencionalismo e o espírito
acrítico da sociedade portuguesa
. Relação com o título: a preparação do desenlace trágico
das vivências de Carlos da Maia em Lisboa.
. Relação com o subtítulo: crítica ao convencionalismo
sentimentalista da sociedade portuguesa.
e.
Rufino:
a oratória oca
(“sport de
eloquência”,
p. 587)
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
O passeio final de Carlos e Ega (Cap. XVIII)D
. Regresso de Carlos a Lisboa, dez anos depois da relação
com Maria Eduarda e da morte de Afonso.a.
Personagens individuais:
. Carlos
. Ega
. Alencar
. Cruges
. Eusebiozinho
. Vilaça
b.
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS
Focalização internac.
. Discurso direto
. Discurso indireto
. Discurso indireto livre
d.
Tipos sociais
b.
Carlos:
a ociosidade
e o diletantismo
Ega:
a demagogia
e a ociosidade
. Relação com o título: apresentação do percurso de
Carlos desde o fim da relação com a irmã.
. Relação com o subtítulo: crítica ao romantismo vigente
na sociedade portuguesa da segunda metade do século
XIX.
e.
Protótipos da influência do meio
romântico sobre o ser humano
‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaOs maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaMariana Silva
 
Os Maias | Capítulo 12
Os Maias | Capítulo 12Os Maias | Capítulo 12
Os Maias | Capítulo 12Sara Guerra
 
Os Maias Episódios da Vida Romântica
Os Maias   Episódios da Vida RomânticaOs Maias   Episódios da Vida Romântica
Os Maias Episódios da Vida RomânticaPatrícia Pereira
 
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensOs Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensLurdes Augusto
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação joanana
 
Os Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IVOs Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IVDina Baptista
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estruturaCostaIdalina
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoRaffaella Ergün
 
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI.
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI. Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI.
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI. Rita Magalhães
 
Esquema síntese crónica de costumes os maias
Esquema síntese crónica de costumes   os maiasEsquema síntese crónica de costumes   os maias
Esquema síntese crónica de costumes os maiasPatricia Pereira
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeDina Baptista
 

Mais procurados (20)

Os maias personagens
Os maias personagensOs maias personagens
Os maias personagens
 
Os maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaOs maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intriga
 
Os Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIIIOs Maias - Capítulo XVIII
Os Maias - Capítulo XVIII
 
Os Maias | Capítulo 12
Os Maias | Capítulo 12Os Maias | Capítulo 12
Os Maias | Capítulo 12
 
Os Maias Episódios da Vida Romântica
Os Maias   Episódios da Vida RomânticaOs Maias   Episódios da Vida Romântica
Os Maias Episódios da Vida Romântica
 
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensOs Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
 
Os Maias - personagens
Os Maias - personagensOs Maias - personagens
Os Maias - personagens
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Os Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IVOs Maias, capítulos I a IV
Os Maias, capítulos I a IV
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estrutura
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
 
Os maias a intriga
Os maias   a intrigaOs maias   a intriga
Os maias a intriga
 
Os Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVIIOs Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVII
 
Os Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVIOs Maias - Capítulo XVI
Os Maias - Capítulo XVI
 
Os Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo XOs Maias - Capítulo X
Os Maias - Capítulo X
 
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI.
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI. Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI.
Os Maias - Capitulos XII, XV e XVI.
 
Esquema síntese crónica de costumes os maias
Esquema síntese crónica de costumes   os maiasEsquema síntese crónica de costumes   os maias
Esquema síntese crónica de costumes os maias
 
Os Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VIIOs Maias - Capítulo VII
Os Maias - Capítulo VII
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário Verde
 

Destaque

Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoDina Baptista
 
Os maias análise
Os maias análiseOs maias análise
Os maias análiseluiza1973
 
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A TradeOs Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A TradeOxana Marian
 
Teatro da trindade
Teatro da trindadeTeatro da trindade
Teatro da trindadeAnaFPinto
 
Análise Capitulo XV - Os Maias
Análise Capitulo XV -  Os MaiasAnálise Capitulo XV -  Os Maias
Análise Capitulo XV - Os Maiasmonicasantosilva
 
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Alexandra Soares
 
Narrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os MaiasNarrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os MaiasDina Baptista
 
Os maias jornalismo português
Os maias  jornalismo portuguêsOs maias  jornalismo português
Os maias jornalismo portuguêsTiago Ferreira
 
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho Marisa Ferreira
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralDina Baptista
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralDina Baptista
 
Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Paula Rebelo
 

Destaque (17)

Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacao
 
Os maias análise
Os maias análiseOs maias análise
Os maias análise
 
Os Maias - Análise
Os Maias - AnáliseOs Maias - Análise
Os Maias - Análise
 
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A TradeOs Maias - Episódio da Corneta do Diabo e  Jornal A Trade
Os Maias - Episódio da Corneta do Diabo e Jornal A Trade
 
Teatro da trindade
Teatro da trindadeTeatro da trindade
Teatro da trindade
 
Análise Capitulo XV - Os Maias
Análise Capitulo XV -  Os MaiasAnálise Capitulo XV -  Os Maias
Análise Capitulo XV - Os Maias
 
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
 
Narrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os MaiasNarrativa e estilo n' Os Maias
Narrativa e estilo n' Os Maias
 
Os maias jornalismo português
Os maias  jornalismo portuguêsOs maias  jornalismo português
Os maias jornalismo português
 
Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9Os Maias-Capitulo 9
Os Maias-Capitulo 9
 
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
Crónica de Costumes - Jantar dos Gouvarinho
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
 
Os Maias - Capítulo XII
Os Maias - Capítulo XIIOs Maias - Capítulo XII
Os Maias - Capítulo XII
 
Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel Central
 
Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2
 
Disc direto indi.
Disc direto indi.Disc direto indi.
Disc direto indi.
 

Semelhante a Episódios de Carlos na sociedade lisboeta

Os Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de QueirósOs Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de QueirósCristina Martins
 
Estação Ciência no Reinado do Sol
Estação Ciência no Reinado do Sol Estação Ciência no Reinado do Sol
Estação Ciência no Reinado do Sol Christian Melo
 
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºC
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºCPortugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºC
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºCliceuterceiroc
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126luisprista
 
1º Dialogo interartes
1º Dialogo interartes1º Dialogo interartes
1º Dialogo interartesMel Na Web
 
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maias
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maiasKatipsoi zunontee guerreiro_os_maias
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maiaskatipsoi_zunontee
 
Pré modernismo walbea
Pré   modernismo walbeaPré   modernismo walbea
Pré modernismo walbeaMiuria Goes
 
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelo
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 ResteloO%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelo
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelosonyna
 
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptxGabrielLessa19
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48luisprista
 
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...Wesley Germano Otávio
 
Material dirigido para estudo - Auto da Compadecida
Material dirigido para estudo - Auto da CompadecidaMaterial dirigido para estudo - Auto da Compadecida
Material dirigido para estudo - Auto da Compadecidajasonrplima
 
Exercícios especiais literatura 2
Exercícios especiais literatura 2Exercícios especiais literatura 2
Exercícios especiais literatura 2Sergio Proença
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analisekeve semedo
 
Capítulos V a VI d' Os Maias
Capítulos V a VI d' Os MaiasCapítulos V a VI d' Os Maias
Capítulos V a VI d' Os MaiasDina Baptista
 

Semelhante a Episódios de Carlos na sociedade lisboeta (20)

Os Maias de A a Z
Os Maias de A a ZOs Maias de A a Z
Os Maias de A a Z
 
Os Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de QueirósOs Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de Queirós
 
Estação Ciência no Reinado do Sol
Estação Ciência no Reinado do Sol Estação Ciência no Reinado do Sol
Estação Ciência no Reinado do Sol
 
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºC
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºCPortugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºC
Portugues - PRÉ-MODERNISMO. LICEU CUIABANO 3ºC
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
 
1º Dialogo interartes
1º Dialogo interartes1º Dialogo interartes
1º Dialogo interartes
 
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maias
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maiasKatipsoi zunontee guerreiro_os_maias
Katipsoi zunontee guerreiro_os_maias
 
Pre modernismo-no-brasil
Pre modernismo-no-brasilPre modernismo-no-brasil
Pre modernismo-no-brasil
 
Pré modernismo walbea
Pré   modernismo walbeaPré   modernismo walbea
Pré modernismo walbea
 
Os Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicosOs Maias - aspetos básicos
Os Maias - aspetos básicos
 
Gonçalves dias 191 por Carvalho Junior
Gonçalves dias 191 por Carvalho JuniorGonçalves dias 191 por Carvalho Junior
Gonçalves dias 191 por Carvalho Junior
 
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelo
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 ResteloO%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelo
O%20 Epis%C3%93 Dio%20 Do%20%20%20%20 Velho%20 De%20 Restelo
 
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx
[SLIDES] Aula 19 - Pré-modernismo.pptx
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 48
 
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...
Música asa branca e livro vidas secas Intertextualidade, Antropofagia e Tropi...
 
03i2pdf
03i2pdf03i2pdf
03i2pdf
 
Material dirigido para estudo - Auto da Compadecida
Material dirigido para estudo - Auto da CompadecidaMaterial dirigido para estudo - Auto da Compadecida
Material dirigido para estudo - Auto da Compadecida
 
Exercícios especiais literatura 2
Exercícios especiais literatura 2Exercícios especiais literatura 2
Exercícios especiais literatura 2
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analise
 
Capítulos V a VI d' Os Maias
Capítulos V a VI d' Os MaiasCapítulos V a VI d' Os Maias
Capítulos V a VI d' Os Maias
 

Mais de ameliapadrao

Espaco social_memorial
 Espaco social_memorial Espaco social_memorial
Espaco social_memorialameliapadrao
 
Exp12cdr ppt tempo_memorial
Exp12cdr ppt tempo_memorialExp12cdr ppt tempo_memorial
Exp12cdr ppt tempo_memorialameliapadrao
 
Exp12cdr ppt felizmente_sintese
Exp12cdr ppt felizmente_sinteseExp12cdr ppt felizmente_sintese
Exp12cdr ppt felizmente_sinteseameliapadrao
 
Exp12cdr ppt concecao messianica
Exp12cdr ppt concecao messianicaExp12cdr ppt concecao messianica
Exp12cdr ppt concecao messianicaameliapadrao
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagemameliapadrao
 
Exp12cdr ppt camoes_pessoa
Exp12cdr ppt camoes_pessoaExp12cdr ppt camoes_pessoa
Exp12cdr ppt camoes_pessoaameliapadrao
 
Exp12cdr ppt caeiro
Exp12cdr ppt caeiroExp12cdr ppt caeiro
Exp12cdr ppt caeiroameliapadrao
 
Processos fonologicos
Processos fonologicosProcessos fonologicos
Processos fonologicosameliapadrao
 
Sermodesantoantnioaospeixes
SermodesantoantnioaospeixesSermodesantoantnioaospeixes
Sermodesantoantnioaospeixesameliapadrao
 
Sermão aos peixes cap. i
Sermão aos peixes   cap. iSermão aos peixes   cap. i
Sermão aos peixes cap. iameliapadrao
 
funções sintaticas
 funções sintaticas funções sintaticas
funções sintaticasameliapadrao
 

Mais de ameliapadrao (20)

Espaco social_memorial
 Espaco social_memorial Espaco social_memorial
Espaco social_memorial
 
Exp12cdr ppt tempo_memorial
Exp12cdr ppt tempo_memorialExp12cdr ppt tempo_memorial
Exp12cdr ppt tempo_memorial
 
Exp12cdr ppt felizmente_sintese
Exp12cdr ppt felizmente_sinteseExp12cdr ppt felizmente_sintese
Exp12cdr ppt felizmente_sintese
 
Exp12cdr ppt concecao messianica
Exp12cdr ppt concecao messianicaExp12cdr ppt concecao messianica
Exp12cdr ppt concecao messianica
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
 
Exp12cdr ppt camoes_pessoa
Exp12cdr ppt camoes_pessoaExp12cdr ppt camoes_pessoa
Exp12cdr ppt camoes_pessoa
 
Exp12cdr ppt caeiro
Exp12cdr ppt caeiroExp12cdr ppt caeiro
Exp12cdr ppt caeiro
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
Processos fonologicos
Processos fonologicosProcessos fonologicos
Processos fonologicos
 
Frei luis
Frei luisFrei luis
Frei luis
 
Frei luis
Frei luisFrei luis
Frei luis
 
Pt9 cdr relativas
Pt9 cdr relativasPt9 cdr relativas
Pt9 cdr relativas
 
P.antónio v.
P.antónio v.P.antónio v.
P.antónio v.
 
Sermodesantoantnioaospeixes
SermodesantoantnioaospeixesSermodesantoantnioaospeixes
Sermodesantoantnioaospeixes
 
Sermão aos peixes cap. i
Sermão aos peixes   cap. iSermão aos peixes   cap. i
Sermão aos peixes cap. i
 
Aspeto modalidade
Aspeto modalidadeAspeto modalidade
Aspeto modalidade
 
funções sintaticas
 funções sintaticas funções sintaticas
funções sintaticas
 
La négation _8_
La négation _8_La négation _8_
La négation _8_
 
9monumentsdeparis
9monumentsdeparis9monumentsdeparis
9monumentsdeparis
 

Último

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 

Último (20)

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 

Episódios de Carlos na sociedade lisboeta

  • 1. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Jantar em casa dos Gouvarinho (Cap. XII) Episódios nas redações dos jornais A Corneta do Diabo e A Tarde (Cap. XV) A B Sarau no Teatro da Trindade (Cap. XVI) Passeio final de Carlos e Ega (Cap. XVIII) C D ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 2. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Jantar em casa dos Gouvarinho (Cap. XII)A . Regresso de Ega de Celorico e instalação no Ramalhete. . Tentativa de reaproximação da Condessa de Gouvarinho relativamente a Carlos. a. Personagens individuais: . Carlos . Ega . Conde de Gouvarinho . Condessa de Gouvarinho . D. Maria da Cunha . Baronesa de Alvim . Esposa do Dr. Sousa Neto . Teles da Gama . Steinbroken b. ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 3. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Focalização internac. . Discurso direto . Discurso indireto . Discurso indireto livre d. Tipos sociais b. Sousa Neto: a incompetência e a ignorância da Administração pública Conde de Gouvarinho: a incompetência e a ignorância da classe política . Relação com o título: preponderância da figura de Carlos na sociedade lisboeta e apresentação das suas paixões. . Relação com o subtítulo: crítica à incompetência dos governantes da nação, nas áreas da administração e da política. e. ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 4. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Episódios nas redações dos jornais A Corneta do Diabo e A Tarde (Cap. XV) B . Pedido de revelação do passado de Maria Eduarda no jornal A Corneta do Diabo, feito por Dâmaso e Eusebiozinho. . Publicação no jornal A Tarde de uma carta de desculpas de Dâmaso, a pedido de Ega. a. Personagens individuais: . Carlos . Ega . Gonçalo . Melchior . “cavalheiros de província” b. ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 5. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Focalização internac. . Discurso direto . Discurso indireto . Discurso indireto livre d. Tipos sociais b. Palma Cavalão e Neves: a corrupção da classe jornalística e a cumplicidade com a classe política . Relação com o título: preponderância da figura de Carlos na sociedade lisboeta e apresentação das peripécias das suas paixões. . Relação com o subtítulo: crítica à incompetência e à corrupção no jornalismo. e. ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 6. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Sarau no Teatro da Trindade (Cap. XVI) C . Ida ao sarau no Teatro da Trindade que propicia o encontro de Ega com Guimarães, tio de Dâmaso, que lhe revelará a relação incestuosa entre Carlos e Maria Eduarda, sua irmã. a. Personagens individuais: . Carlos . Ega . Teles da Gama . Sousa Neto . Gonçalo . Conselheiro . D. José Sequeira . Conde de Gouvarinho . Steinbroken . Alencar b. . Baronesa de Alvim . Joaninha Vilar . Cruges . D. Maria da Cunha . Marquesa de Soutal . Irmãs Pedrosos . Teresa Darque . Taveira . Eusebiozinho ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 7. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Focalização internac. . Discurso direto . Discurso indireto . Discurso indireto livre d. Tipos sociais b. “os homens, a gente do Grémio, da Casa Havanesa, das Secretarias […] rapazes do Jockey Club, os dois Vargas, o Mendonça, o Pinheiro” (p. 586) o sentimentalismo, o convencionalismo e o espírito acrítico da sociedade portuguesa . Relação com o título: a preparação do desenlace trágico das vivências de Carlos da Maia em Lisboa. . Relação com o subtítulo: crítica ao convencionalismo sentimentalista da sociedade portuguesa. e. Rufino: a oratória oca (“sport de eloquência”, p. 587) ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 8. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS O passeio final de Carlos e Ega (Cap. XVIII)D . Regresso de Carlos a Lisboa, dez anos depois da relação com Maria Eduarda e da morte de Afonso.a. Personagens individuais: . Carlos . Ega . Alencar . Cruges . Eusebiozinho . Vilaça b. ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano
  • 9. EPISÓDIOS DA CRÓNICA DE COSTUMES N’OS MAIAS Focalização internac. . Discurso direto . Discurso indireto . Discurso indireto livre d. Tipos sociais b. Carlos: a ociosidade e o diletantismo Ega: a demagogia e a ociosidade . Relação com o título: apresentação do percurso de Carlos desde o fim da relação com a irmã. . Relação com o subtítulo: crítica ao romantismo vigente na sociedade portuguesa da segunda metade do século XIX. e. Protótipos da influência do meio romântico sobre o ser humano ‘Eça’ história e eu, p. 263 Expressões, 11.º ano